Ford Equator Sport serve como sucessor do Territory

Ford Equator Sport serve como sucessor do Territory

Ele também é feito pela JMC, mas se parece mais com um Ford moderno do que algum SUV chinês renomeado com o oval azul. O Ford Equator foi lançado na China como um modelo de sete lugares e bem grande, contudo, agora surge o Equator Sport.


Com o termo associado ao porte, como o Bronco Sport em relação ao Bronco, o Ford Equator Sport tem um diferencial interessante, ele mede 4,630 m de comprimento e isso o coloca em rota de colisão com o Territory, vendido no Brasil e na Argentina.

Ford Equator Sport serve como sucessor do Territory

Mais sofisticado que o Territory, este Ford chinês tem mais cara de ir à América que o irmão, ostentando uma frente expressiva apoiada no Ford Evos, o sucessor espiritual do Fusion. Tendo 1,935 m de largura, 1,702 m de altura e 2,726 m de entre-eixos, o Equator Sport é somente 5 cm maior que o SUV comercializado aqui.

Tendo novos faróis duplos de LED apoiados sobre o para-choque, o Equator Sport também tem luzes diurnas e piscas em LED elevados, mas igualmente de design exclusivo em relação ao Equator. A grade também difere e é mais envolvente que a do irmão maior.

Ford Equator Sport serve como sucessor do Territory

Na traseira, as lanternas também diferem, bem retangulares e totalmente em LED. O interior não foi mostrado, mas pode ser similar ao do Equator, embora o layout exterior seja bem diferente do SUV de sete lugares.

Ainda assim, provavelmente o Equator Sport seguirá o Equator com um habitáculo mais premium e uma tela enorme de cluster-infotainment. O que se sabe mais sobre ele é que pesa entre 1.600 kg e 1.630 kg.

Ford Equator Sport serve como sucessor do Territory

Já a mecânica é aparentemente baseada na própria Ford com motor 1.5 EcoBoost de 170 cavalos e 26,5 kgfm, além de transmissão automática de oito marchas e tração dianteira. Pelo menos não é CVT, que mata a performance do Territory. Com esse pacote, o Ford Equator Sport cabe certamente como um sucessor natural do produto oferecido aqui.

 

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.