*Destaque EUA Ford Pickups

Ford F-150 2018 ganha motor diesel V6 3.0 de 250 cv

ford f150 diesel 1 - Ford F-150 2018 ganha motor diesel V6 3.0 de 250 cv

Pela primeira vez na história, a picape Ford F-150 passa a dispor de motor diesel no mercado americano. A best seller do fabricante de Dearborn agora oferece um propulsor V6 3.0 chamado Power Stroke, mas que na realidade é o AJ6D feito pela PSA na Europa. O propulsor é o mesmo utilizado pela Jaguar Land Rover, mas entregando 250 cv de potência e 60 kgfm de torque a 1.750 rpm.


De acordo com a Ford, o motor Power Stroke 3.0 oferece um consumo médio de 12,75 km/litro na F-150 2018. A capacidade de carga é de 916 kg, enquanto a de reboque é de 5.170 kg. Com bloco feito em ferro grafite compactado, o V6 3.0 possui turbocompressor de geometria variável e sistema de injeção direta de combustível do tipo Common Rail com alta pressão (29.000 libras por polegadas quadrada).

ford f150 diesel 2 - Ford F-150 2018 ganha motor diesel V6 3.0 de 250 cv


Além disso, a Ford F-150 2018 com o Power Stroke vem ainda com sistema de abertura e fechamento automático da grade frontal para reduzir o arrasto aerodinâmico durante a condução, tendo ainda um sistema de embreagem viscosa de acionamento mecânico para o sistema de arrefecimento do motor, substituindo a ventoinha elétrica tradicional.

David Ives, especialista técnico de motores diesel da Ford, explica o motivo da substituição: “Sabemos que os motores a diesel concorrentes com ventoinha elétrica perdem potência em calor e altitude extremos. Por isso, optamos por um ventilador mecânico viscoso, capaz de circular muito mais ar através do radiador e do intercooler nessas condições”.

ford f150 diesel 3 - Ford F-150 2018 ganha motor diesel V6 3.0 de 250 cv

Além disso, a Ford fez ajustes na transmissão automática SelectShift de 10 marchas, calibrando as mudanças para aproveitar melhor a boa curva de torque do Power Stroke, melhorando a performance e também a economia, além do conforto ao dirigir. Para ampliar a eficiência energética, já elevada com o motor diesel V6 3.0, a montadora adicionou um sistema Start&Stop para desligamento automático do motor com o veículo engatado e parado.

Na gama da Série F, a Ford já dispõe de outro motor diesel, mas esse é utilizado pela linha Super Duty, focada no serviço pesado e que utiliza o motor diesel Cummins 6.7 com o mesmo sistema de injeção direta do Power Stroke. Líder em vendas no segmento há 41 anos, a picape é também o veículo mais vendido do mercado americano há 33 anos. Só em 2017, foram emplacadas quase 900 mil unidades, um crescimento de 9,3%.

ford f150 2018 8 - Ford F-150 2018 ganha motor diesel V6 3.0 de 250 cv

Feito com carroceria em alumínio, a Ford F-150 revolucionou o segmento ao adicionar um metal mais leve que o aço, que precisou de dois anos e a construção de fábricas extras para o fornecimento do material para as linhas de produção da Ford. Além de um chassi de longarinas em aço de alta resistência, a picape ainda utiliza motores com turbo e injeção direta movidos por gasolina, além de um câmbio de 10 marchas. A redução de peso chega a 300 kg.

COMPARTILHAR:
  • pedro

    A F-150 amplia ainda mais opção de versões, mas não vejo muita vantagem no mercado americano de picapes, pois lá o Diesel é muito mais caro, tem lugar que custa US$1,00 a mais que a gasolina, por galão.

    • TijucaBH

      Mas o consumo é muito menor e outra vantagem é o torque monstruoso que aumenta a capacidade de reboque, outra mania dos americanos.

      • th!nk.t4nk

        Exato. No fim das contas o custo por km não muda tanto, e você ganha muito mais torque em baixas rpm. Como dito, pra reboque é a melhor solução sem dúvida.

      • pedro

        Acho que vocês não olharam os números:
        Este 3.0 V6 Diesel faz 12,75 km/l (no máximo) e o 5.0 V8 faz 10,2 km/l, só que a gasolina custa quase US$ 1,00 a menos. Com gasolina fica mais barato rodar.
        Torque o V6 tem 60kgfm, enquanto o V8 tem 55kgfm, não é tanta diferença.
        Capacidade de arrasto é exatamente o mesmo – 5170kg, em ambos os motores, segundo dados do site da Ford.
        O V8 tem 400cv, enquanto o V6 250, é muita diferença.
        Outra vantagem do motor a gasolina é o nível de ruído, infinitamente menor. Quem está acostumado com gasolina demora para acostumar com o diesel, estranha logo ao virar a chave.
        Talvez a vantagem do diesel seja que o torque máximo venha bem baixo,
        enquanto o V8 deve ser mais alto, não tenho essa informação.
        A reportagem também não fala em preço, mas provavelmente a camioneta com diesel será bem mais barata que a V8. Só pode.

        • th!nk.t4nk

          Pedro, é justamente do torque em baixa que estamos falando. De resto com certeza não tem vantagem, por isso depende da aplicação. Paga um pouco mais por km rodado, mas ganha muita força já a 1000 rpm. Pra quem puxa carga o tempo todo isso faz uma baita diferença, então tem seu nicho sim.

          • pedro

            Sim, com certeza tem nicho.

          • Thiago Garcia de Lima

            será que num cambio AT de 10 o pico de torque faz tanta diferença?

        • Evandro

          Caramba, um V8 fazer 10,2km/l que inveja, aqui com 1.0 faz isso e tem q dar graças a Deus né…rsss

          • pedro

            Eu andei três dias com o Mustang GT 5.0 V8, eu fiz em torno de 12 km/l. Achei excelente. Este número de 10,2 km/l é com a F-150 que é bem mais pesada.

            • Evandro

              Caramba, repito, que inveja cara….

        • Paulo Lustosa

          Problema é o pico de torque do Coyote 5.4L, é quase 5000 rpm

          • Gabriel Ferreira

            Os motores da Ford inclusive os motores turbo tem o torque em média/alta rotação. O EcoBoost 3.5 V6 da f150 por exemplo, tem o torque máximo a 3000 RPM. Geralmente em motores turbo vemos o torque aparecer a 1500 rpm por aí, nesse ponto um motor diesel passa a ter sentido, se ele entregar o torque máximo, abaixo dos 2000 rpm.

            • Paulo Lustosa

              Pico de torque de diesel sempre é entre 1500-2000 rpm e se estende até quase 3000 rpm, qualquer um deles sendo HSD (High Speed Diesel)

              • Gabriel Ferreira

                Hoje em dia temos motores a diesel giram 5000 RPM,
                Um exemplo o motor da nova Audi Q7. Agora um motor diesel de “alto” giro numa camionete pesada acho que ele perde o sentido.

                • Paulo Lustosa

                  Rotação máxima de trabalho não quer dizer rotação máxima de pico de torque… Silverado 1997 tinha potência máxima em 3500 RPM e o MWM Sprint 6.07 girava sem problemas até 4450 RPM, tanto que tem gente que libera pra 5000 RPM, que é o normal de motor diesel de várias picapes japonesas e de carros pequenos desde 1980, tanto que a Mercedes tem um motor chamado OM-606, cujo pico de potência se dava a 3800 RPM, mas o motor girava até 5500 rpm original e 7000 rpm preparado.

        • TFRBT

          pois é, tenho essa dúvida, lá, assim como aqui, botou um motor diesel, o preço sobe U$ 10 mil? a diferença de preço no huezil entre o mesmo veículo com motor gasolina/flex para o diesel é indecente…

          • Gabriel Ferreira

            O Brasil é indecente kkkk

  • Eduardo Brito

    Bem que ela poderia vir para concorrer com a RAM

  • Alexandre Monteiro

    Quem tiver seus Audis, Mercedes, BMWs, Ferraris, Lamborghinis entre outros “raspa valetas” da vida, não esconda de mim. F-150 o melhor carro do mundo, tanto é que não é barato e mesmo assim a série F é o automotor mais vendido no mundo.

    • Pedro Henrique

      hmm, pensei que fosse o corolla

    • th!nk.t4nk

      Estranho, nunca raspei em valeta alguma, mesmo tendo um carro ridiculamente baixo e já tendo pego muita estradinha rural. Ah sim, obviamente não moro no Brasil, portanto nao se pode generalizar. A F-150 é veículo pra quem precisa, apenas isso.

  • Razzo

    Ford F-150 com motor diesel no mercado americano ? Que milagre…

  • Emanuel Schott

    Será que vende? Diesel é mais caro que gasolina e não é tão comum encontrar como aqui. Só postos grandes em rodovias e alguns poucos nas cidades contam com o combustível. Isso sem contar o valor do veículo em si que deve ser bem maior do que a versão a gasolina.

    • Junoba

      Serão poucos os interessados, ainda mais em tempos de gasolina barata no EUA ( apesar de ter aumentado bastante nos últimos tempos ).

    • Haggard

      Pior que deve vender muito, só ver em muitos vídeos na internet a quantidade de gente que gostaria de ver um Diesel na F-150.

    • TijucaBH

      Mercado americano é tao grande que carro de nicho lá vende mais do que muitos carros “comuns” aqui no Brasil. Pra voce ter uma ideia, só as vendas da f150 correspondem à quase metade de todo o mercado brasileiro, incluindo comerciais leves.

    • Eduardo Zacchi

      Acho que pode virar entre os produtores rurais e pessoal que usa a picape pra trabalho mesmo… Produtores rurais tem tanques de diesel nas propriedades para as máquinas, então faz sentido usar uma picape no mesmo combustível que já está ali disponível…
      Os que trabalham (sobretudo em construções) também usam diesel em larga escala em suas máquinas de terraplanagem, movimentação de material, etc., então também “dá samba” com isso.
      No demais, americano gosta muito de motores suaves na operação, duvido que ela se torne best-seller… Vai ter seu nicho rentável, mas ser a locomotiva da F-150, duvido muito!

    • Duda Haddad

      O valor não deve ser tão maior não! No BR é bem mais caro porque o governo taxa mais o motor a diesel, lá nos EUA não!

      • Emanuel Schott

        Caminhões a gasolina (sim, lá existe isso) são mais baratos que a diesel.

        • Duda Haddad

          Como eu disse, não deve ser “TÃO” maior, e não que não seria mais caro!

  • Antonio

    EUA estão metendo o pé na jaca lançando carros enormes a diesel e gasolina.
    Na contramão de, literalmente, o mundo todo.
    Depois não vão saber porque ficaram para trás.

    • Rodrigo

      ISSO É UM APAÍS DE VERDADE, eles literalmente tiraram leite de pedra, colocaram a OPEP de joelhos, (REVOLUCIONARAM A INDUSTRIA DE PETRÓLEO), já aqui nesse lixo, o povo se satisfaz com cotas racistas, bolsa família e coloca uma ex-presidente bandido liderando intenções de voto para presidente, o destino do nosso país é ser uma nova VENEZUELA.

      • Antonio

        Vivemos em um País onde um Juiz e um Procurador justiceiros recebem auxílio-moradia com casa própria e furam o teto CONSTITUCIONAL de salários todos os meses.
        Vai vendo.

      • SDS SP

        Nem da corda para esse militante.

      • Erick da Silva

        sério q você acredita nessa pesquisas fraudulentas do FrauBope ??? eu não sei se vc tem conhecimento nisso, mas a América foi fundade em berço maçonico, por isso todda essa gula por parte deles(querem ser gigantes em tudo) diante de todas as naçoes do mundo !!!

    • Eduardo Zacchi

      Sim, “país que fica para trás” sendo que:
      1. 07 entre as 10 melhores universidades do mundo são americanas;
      2. A mais avançada medicina do mundo e institutos como o John Hopkins, referência mundial em tudo o que estuda/trata;
      3. Maiores farmacêuticas do mundo;
      4. Maior tecnologia aeroespacial do mundo (aviões, foguetes, sistemas de comunicação);
      5. Número 01 do mundo em eletrônica avançada;
      6. Número 01 do mundo em computadores (não adianta China ou Índia produzirem, a tecnologia nasce no Vale do Silício);
      7. Número 01 do mundo em AI (Artificial Intelligence);
      8. Número 01 do mundo em softwares;
      9. Os melhores tratores e máquinas agrícolas do mundo;
      10. A agricultura mais avançada do mundo (na qual a brasileira se inspira);
      11. Maior indústria de entretenimento do mundo;
      12. Um dos maiores celeiros mundiais nas artes modernas;
      13. País que cultua o empreendedorismo;
      14. País que gera oportunidades para todos os dispostos a trabalharem bastante…

      Agora, porque os caras gostam de motores e automóveis “tradicionais”, eles estão tecnologicamente “para trás”!!!
      “Tá serto”

      • Antonio

        Vc entendeu o que eu escrevi?
        Que os EUA fiquem bem e se concentrem nesses setores, porque, nos outros, está sendo largamente superado.
        A vida é assim.
        Sinto muito.

        • Eduardo Zacchi

          Cara, eles estão se “cagando” para isso… Você sabia que nossos Civic e Corolla são melhores acabados que os americanos??? sabe o por quê??? Porque eles não vêem vantagem em gastar o que o europeu gasta num bem que desvaloriza rápido, você troca logo e ainda por cima só te dá custo (além de ser um meio de transporte apenas…).
          Americano valoriza alguns pontos interessantes num carro:
          1. É seguro?
          2. É robusto?
          3. É confortável a ponto de eu não me cansar quando viajar nele?
          4. Tem custo operacional baixo (gasolina não entra muito na conta porque é barata, mas peças e mão de obra sim…);
          OK – o resto vem depois… Ao invés de gastar horrores num bem trocável, eles viajam, compra barcos, investem em conforto no lar…
          Eles não são referência automotiva faz muito tempo, mas ainda assim produzem alguns brinquedos maravilhosos como o Cadillac CTS-V por exemplo…
          Lembre-se do lema de Henry Ford: “se meu funcionário não tiver condições de comprar um produto meu, que ele produz, não existe sentido em minha empresa…”
          Mas tudo bem… eles continuam na vanguarda, gostando você ou não e não tem previsão de sair de lá tão cedo…

          • Antonio

            E estamos ‘cagando’ para eles.
            Veja o que está acontecendo no mundo.
            E não estão adiantando nada os ‘chiliques’ de Trump e companhia.
            Novos tempos.
            E não sou eu nem vc que irá mudar isso.
            Simplesmente está ocorrendo.

            • Eduardo Zacchi

              Tá bom caro Antonio, sabemos que você não gosta dos EUA, talvez não conheça aquele maravilhoso país, que eu conheço muito bem e minhas melhores experiências profissionais e familiares foram lá…
              Sugiro tomar um voo e seguir para Chicago (preferencialmente no verão), Nova Iorque, São Francisco ou mesmo Miami…
              Visite Atlanta, o museu da Coca-Cola, vá a um jogo do Chicago Bulls, dos Bears (o time de futebol americano de Chicago), visite os vinhedos de Napa Valley na Califórnia.
              Você verá que o americano em geral é super gente boa, só é na dele…

              estamos tanto cagando pra eles que até Black Friday, Halloween, NFL temos assistido ou comemorado no Brasil (só falta o Thanksgiving – ação de graças agora)…
              Fazemos uma Black Friday fraudulenta, muito diferente das deles, mas até isso copiamos…

              • Antonio

                Acho muito mais fascinante Zurique, Roma, Londres, Paris, Estocolmo e etc.
                Questão de gosto.

                • Eduardo Zacchi

                  Não conheço Estocolmo, mas o restante conheço, TODAS tem seu encanto, mas nos EUA você vê uma história de colonização fascinante, você vê modernidade ao mesmo tempo e dinamismo que, de todas as cidades que você citou só vejo em Londres…
                  Europeu é muito menos hospitaleiro que americano em geral, mas mesmo assim, você precisa ver que são propostas diferentes…
                  Se você quer romantismo, ainda que europeu seja um pé no saco (e sou filho de italianos, posso falar claramente do que já vivi na Europa…), a gastronomia, história, o charme de muitos locais e tudo mais combinam.
                  Agora, se você quer diversão, o negócio é os EUA, sem erro…

                  • Edson Fernandes

                    Engraçado, eu ao contrário não tenho experiencia para fora do país (mas tenho o real desejo de faze-lo), mas tudo isso que foi citado eu vejo que existe no Brasil.

                    E dá para entender porque aqui é tudo misturado, porque vc pode ter tudo em muitos lugares. Mas que eu adoraria aproveitar esse tipo de comportamento americano (eu gosto de certas coisas certinhas e organizadas e sei que a depender do que estamos procurando, isso é nos EUA) além de alguns gostos especificos deles, são coisas que eu ainda vou conhecer.

                    • Matthew

                      Sei lá hein. Minha experiência no exterior não é tão vasta como o do colega acima, mas depende do que você tá considerando como organizado. Fui pra Holanda, por exemplo, e como o território deles é pequeno para os nossos padrões continentais tudo lá é otimizado pra ter o máximo de produtividade. Quando se vê os campos da janela do avião parece que foram desenhados com régua. Você sai do aeroporto e já tem uma estação de trem disponível. Não há uma única sarjeta na rua desalinhada (tenho TOC com isso).

                      Porém o trânsito é um caos entre pedestres, ciclistas, bondes e carros. Imagino que pra quem mora lá aquilo deva fazer algum sentindo, mas para um forasteiro era uma loucura. Os caras descem no pau com bike dando sininho e vc que saía da frente.

                      Outra coisa completamente diferente dos EUA é que o país é ridiculamente caro, isso porque eu fui na época em que o real tava valorizado ainda. Cada entrada de museu era na faixa de 40 euros. Comi um pão com salsicha e maionese, uma lata de coca, 9 euros.

                      Pra voltar com a mala cheia de quinquilharias só EUA mesmo.

    • Emanuel Schott

      Se é elétrico que você quer, toma aqui: https://www.noticiasautomotivas.com.br/ford-f-150-ganha-kit-hibrido-plug-in-que-garante-economia-de-50/

      Ah, e lembrando que a maior fabricante de elétricos do mundo fica na Califórnia.

    • Erick da Silva

      Exato !!!!!!!

  • heliofig

    Not bad… Mas vão proibir o diesel em SP… Depois o efeito cascata vem nas outras capitais,, (ideia de jerico).
    Este motor ficaria 10 na Ranger pra pegar a Amarok V6…

    • Edson Fernandes

      Como assim? Onde viu esse tipo de coisa? Pq muita gente usa muitos tipos de veiculos diesel para finalidades distintas.

      • heliofig
        • Edson Fernandes

          Obrigado pelo retorno e link.

          Se for autorizado, certeza que SP para…rs

          A frota de pesados é basicamente de carros a diesel e somente poucos VUCs que de fato são a gasolina.

          • Ricardo Marcon

            Sem diesel o Brasil inteiro para, não só SP.

          • heliofig

            Eu, particularmente, acho uma ideia dessas ridícula e que traz mais transtornos que resultados. Mas é o tipo de coisa que tem pego muita repercussão ultimamente…

            • Edson Fernandes

              Eu acho que isso só poderia acontecer se conseguirem lançar outros tipos de transporte concorrentes. Mas como na pratica tudo está voltado a uso de nossas estradas, fica beirando a insanidade isso ocorrer. Mas se tivesse outra possibilidade eu abraçaria com maior prazer.

              Mas não enxergo em tão pouco tempo.

  • El Cabron

    Bloco fundido em Joinville, na Tupy. Muitos carros de alta gama com bloco em ferro fundido vermicular são feitos aqui. Lider mundial nesta tecnologia. O interessante que no motor a gasolina da F150 seria todo em alumínio, mas durante o desenvolvimento viram que seria mais leve que parte do bloco fosse em ferro fundido. O Vermicular é normalmente empregado apenas em diesel.

    • th!nk.t4nk

      Sim, acho incrível a história da Tupy e tudo mais. Porém, eu nao me orgulharia tanto hoje em dia. O diesel tá morrendo pra carros de passeio, e com ele boa parte da demanda por blocos de ferro. Eu quero é ver essa indústria se reinventar pro séc. XXI, aí sim.

    • Eduardo Zacchi

      Se não me engano, a Tupy inclusive faz os blocos dos motores da Nascar!!!

  • Junoba

    É de ficar apaixonado com um truck desses …

    • Rodrigo

      SENSACIONAL esse sacada da FORD sobre a ventoinha mecânica, nível de excelência incrível, espero que esse motor PSA tenha uma qualidade de construção tão boa quanto a picape.

      • Edson Fernandes

        Você já ouviu falar de algum motor PSA ruim ? Que realmente não dure? E que coisa…. americano fazendo joint-venture com empresa francesa…devem ter enxergado mto potencial e sem preconceitos… a´te porque eu tenho carro de fabricante francesa, mas me chamou atenção. Quem sabe não podem explorar isso para um futuro retorno ?

      • Zé Mundico

        Olha, o mercado norte-americano de picapes é uma autêntica briga de foice.
        Americano não seria doido de usar um motor PSA num carro que é um dos mais vendidos por lá se não tivesse total certeza da qualidade do dito cujo….

  • Evandro

    Linda demais!

  • carlos rodrigues

    Essa pickup é um sonho…

  • cefaf

    Enquanto isso, no braziu, temos que nos contentar com uma Ranger…

    • Eduardo Zacchi

      Poxa, mas ela é uma picape ótima!!!

      • cefaf

        Ela é, mas nos faltam opções de pickups full-size.

    • Emanuel Schott

      Até tentaram, mas F250 e Silverado não tiveram tanto sucesso por aqui, talvez por conta da inexplicável exigência de carteira C.

      • cefaf

        Essa exigência é ridícula!

        • Emanuel Schott

          Pois é. Não pode dirigir uma F250 com carteira B porque ela excede 3500 Kg bruto, mas pode dirigir uma Ranger puxando um reboque de 6.000 Kg.

          Coisas da lei brasileira..

  • Coffinator

    Viesse pra cá concorrer com a RAM 1500 e chegasse num preço aceitável ia vender bem, principalmente para os saudosos da F250. Ainda bem que só tem burro no comando da Ford BR, logo isso nunca irá ocorrer.

  • Eng Turbo

    Colocaram um Visco Fan em uma Pick up? Parabéns!!! Isso sim que é aprimoramento técnico!

    • Eduardo Zacchi

      Acho que eles estão visando durabilidade, porque as máquinas em geral usam esse sistema ou sistema hidráulico puro (ventoinha acionada por válvula de óleo hidráulico que recebe um comando do sistema de gerenciamento da máquina quando este percebe aumento na temperatura…).
      Esses sistemas costumam ser muito robustos!!!

      • Eng Turbo

        Não só durabilidade, a Embreagem Viscosa não necessita de motor elétrico, pois utiliza um sistema acionado pela temperatura, pode ser elemento bimetalico ou eletrônico, que libera o visco que acopla a hélice que está ligada diretamente ao movimento do virabrequim. Esse modelo é infinitamente mais eficiente, leve e robusto….além de ser mais simples, pois não necessita de motor elétrico, chicotes superdimensionados, carga de bateria, etc. O que me chamou a atenção é que esse sistema é aplicado em motores de Caminhões e raramente se aplica a um veiculo “leve”

        • Edson Fernandes

          Acho que já estava na hora disso acontecer né? Acredito que se é uma solução boa, simples e barata, porque não aplicar ?

      • Ricardo Marcon

        Se não me engano algumas pickups nacionais também utilizam de embreagem viscosa para acionar a ventoinha, por exemplo a velha guerreira F250, tanto os motores MWM e CUMMINS tinham este sistema.

        • Thiago Garcia de Lima

          L200, Ranger 3.0, Triton e Full também tem helice na correia.

  • Antonio

    Enquanto isso, a Rolls Royce acaba de anunciar seu primeiro elétrico.

  • Freaky Boss

    Não é a toa que os americanos chamam algumas de suas picapes de “Truck”

  • Zé Mundico

    Para os padrões americanos, é carro de família do interior, tipo meio-oeste e centro agropecuário.
    Mas não consigo ver viabilidade dele aqui no Brasilzinho jeca, a não ser para alguns agroboys desfilarem na porta do clube e capotarem na pista de pouso da fazenda.
    Talvez chegasse aqui por uns 250 mil, vai saber. Inviável para comercial e caríssimo para particular.

  • Handlay P.B.

    Curioso a F-150 usar o motor da PSA, talvez esse motor faça a picape da Ford polua mais visto que é movido a diesel. Essa F-150 não é 100% Ford porque usa motor da PSA, então é uma picape impura.

    • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

      Que viagem

  • Maurilio Junior

    Só uma correção, as série F a diesel (f250, f350 e f450), usam o motordiesel v8 powestroke, cummins 6 cilindros em linha é utilizado nas ram 2500 e 3500.

  • CÁSSIO

    bacana esta F150 , mas de tudo oque eu estranhei foi o uso do motor Cummins 6.7 eu acho que esta errado pois a FORD sempre usou um V8 da INTERNATIONAL de resto uma bela caminhonete com um bom torque em baixa .

  • Victor Hugo

    Parabéns a ford, que por ser campeã de vendas na categoria está sempre renovando a máquina. Temos um exemplar de pickup no brasil, que é campeã de vendas, há muito tempo. Mas mantém a mesma base da década de 90.

  • RIP Brazil

    Na quarta foto tem um porta objetos no cofre do motor!
    “Onde você poderá esquentar sua xícara de café na lua de mel”
    HU3 HU3

  • Paulo Lustosa

    N.A. corrige isso do 6.7 Cummins, pois a F250 pra cima a diesel usa um V8 6.7L desenvolvido pela própria Ford com 445 cv

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email