Europa Ford Hatches Tecnologia

Ford Fiesta europeu ganha motor EcoBoost 1.0 com 85 cavalos

fiesta-active Ford Fiesta europeu ganha motor EcoBoost 1.0 com 85 cavalos

Um motor 1.0 de três cilindros com potência semelhante ao de um 1.0 comum, mas com turbo, intercooler e injeção direta de combustível. Parece estranho ver algo assim quando seria mais barato manter injeção indireta e aspiração natural para se obter a mesma cavalaria. No entanto, a pressão ambiental na Europa faz com que os fabricantes de veículos tenham que levar a tendência downsizing ao extremo.



De um lado, temos o TwinAir da Fiat com seus dois cilindros, que podem ou não ser sobrealimentados. No entanto, o pequeno propulsor da marca italiana não tem injeção direta de combustível. De qualquer forma, ele entrega (turbinado) 80 cavalos no gasolina/GNV e 85 ou 105 cavalos na versão comum, a gasolina. O torque nos dois últimos é de 14,8 kgfm, uma força de motor de porte superior.

No outro extremo, as pesquisas geraram um EA211 1.0 TSI Biturbo com 272 cavalos e 27,4 kgfm! Este engenho foi criado pela Volkswagen e é usado no Polo WRC em competições dessa categoria de rali. Este, porém, tem três cilindros. Mas para os meros mortais, que não podem guiar um Polo de rali todo o dia, a Ford tem na Europa o EcoBoost 1.0 de 140 cavalos, usado no Fiesta. Ele é o mais forte do gênero para um carro comum, embora ainda tenha uma versão experimental de competição com 185 cavalos.

fiesta-active Ford Fiesta europeu ganha motor EcoBoost 1.0 com 85 cavalos



Mas neste mesmo Fiesta, a Ford decidiu descer de nível para atingir as versões de acesso. A marca americana, assim como outras na Europa, tem problemas com seus motores em versões de entrada, pois todos são antigos, geralmente entre 1.0 e 1.2 litro, mas não no caso da fabricante de Detroit no momento. Porém, a Ford usou até recentemente um motor 1.6 com apenas 86 cavalos! Bom, nós lembramos aqui quando algo semelhante aconteceu…

No caso do Fiesta 2019, na versão Active, a marca adicionou o EcoBoost 1.0 com 85 cavalos. O propulsor com as características já citadas tem a mesma potência do 1.1 Ti-VCT, que também tem três cilindros e agora é oferecido apenas no Ka para a Europa, além de uma versão de 70 cavalos.

A Ford não divulgou o torque nessa versão, nem há no catálogo do carro, pois é muito mais recente. Porém, a versão de 100 cavalos tem 17,3 kgfm, o mesmo com 125 cavalos, enquanto o de 140 cavalos entrega 18,3 kgfm. Então, calculamos em torno de 15 kgfm ou acima disso. O 1.1 Ti-VCT tem 11,2 kgfm. O novo propulsor só trabalha com caixa manual de seis marchas, aproveitando assim ao máximo o torque em baixa.

COMPARTILHAR:
  • Pedro154

    Motor 1.1… raridade no Brasil! Só me lembro do Picanto e do QQ, que um dia já tiveram essa opção de cilindrada.

    • Luciano RC

      O problema é que paga a mesma taxa de um 2.0… então não compensa.

      O que já tivemos foi motor 1.3 chamado de 1.4. 1.8 sendo chamando de 1.9 e por ai vai.

      • Pedro154

        Pois é… outra raridade são os motores 1.2, acho que foi o 208 quem inaugurou essa cilindrada por aqui.

        • mjprio

          Fusca teve também rsrsrs. Ate 1967!

        • Tiago Silva

          Twingo que tinha esse motor já em 94

      • Edson Fernandes

        1.4 sendo chamado de 1.5 (PSA)…. tbm tem…rs

        • Luciano RC

          Verdade… esse dai foi igual o 1.3 da Honda que virou 1.4 no Fit.

    • Wellington Myph13

      QQ também teve…

  • José Cardoso Gomes Filho

    Está chegando a Fórmila 1 Litro?!
    Seria uma nova categoria bem competitiva!

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Pro dia a dia já me servia, deve ser econômico pra caramba. “Se” fosse feito aqui flex deveria dar uns 90 cv e chuto na casa de 14 kgfm de torque, seria perfeito pro Ka SEL e o próprio Fiesta de entrada, mas como a Ford aqui tá cag@ndo pros seus clientes, então fazer o que.

    • pedro

      Não é bem assim também, pois a Ford é uma das que tem os motores mais modernos do mercado.

      • Wellington Myph13

        Já foi né?

        • CharlesAle

          Não sei se é a melhor, mas considero, hoje, uma montadora de excelentes motores.. O 1.0 do Ka dispensa comentários. O Sigma, mesmo sendo derivado do 1.4 de 96(se não me engano, projetado pela Yamaha, talvez isso explique porquê é um motor girador, característica de motores Japoneses)), no Fiesta, rende muito bem no desempenho, e tem boas marcas de consumo. O Duratec já é brutalidade pura, mas até que é um 2.0 econômico(segundo a QR, que testou o Focus).

          • Wellington Myph13

            Também considero os motores excelentes. Assim como vários outros de outras montadoras. Mas não são assim Os mais modernos dos que temos aqui…

            • Edson Fernandes

              Bem… ao que eu me lembre, acima dele somente carros com injeção direta e turbinada. Superior a isso, somente o Golf com injeção direta e indireta além do turbo.

              Então considerando os degraus abaixo, ele fica igual a Puretech da PSA, os motores HR da Nissan, os EA211 da VW, entre outros. Ok, pode ter ainda comando duplo variavel… (que aí alguns motores não possuem dos que citei) mas considerando de todas as marcas, se observar, a linha de motores da Ford está moderna. Da VW tbm. (nesse caso um degrau superior em diversos produtos qdo se tem o 1.0 TSI)

              Eu acho um erro da Ford em não tornar o 1.0 ecoboost flex. Devido a nossa gasolina ruim. Mas voltando a falar de portifolio, tem muita empresa com motores bem mais desatualizados, a propria VW ainda insiste no EA113 1.6 8v.

    • Edson Fernandes

      Eu já acredito que esse 1.0 deve ter torque similar ao 0.9 da Fiat. O que se for, é mais do que o suficiente e eu teria um que me daria um consumo ideal.

  • Haggard

    Será que esse Fiesta europeu vem para a terra Brasilis?
    Muito mais bonito que o nosso.

    • Luciano RC

      A Ford deveria trazer para brigar com o Polo e Argo e tirar o Focus… abrindo espaço para a EcoSport melhorar e vir um SUV acima e brigar com o Compass.

      • CharlesAle

        Se não me engano vem. E será a mesma estratégia da VW com o Polo. Ou seja, SBC, será uma plataforma de exportação de Fiestas para toda AL.. Com grande produção, pode se ter um preço mais competitivo( se bem que essa lógica de qualquer País decente, não se aplica ao Brasil)..

    • Pedro154

      Acho que o que vem é algo tropicalizado baseado nesse Fiesta europeu.

      • Edson Fernandes

        Se ao menos ganhar o visual interno desse Fiesta… está otimo.

    • No_Name

      Gente de dentro da Ford me disse que existe uma queda de braço aqui no Brasil sobre o Fiesta. Parte da empresa quer que o Ka de próxima geração assuma o lugar do Fiesta, dando a ele uma amplitude maior de acabamento, equipamentos etc, para poder continuar sendo um “Ka” mas também agradar clientes que querem o “plus” do Fiesta. E de outro lado empregados e o sindicato de SBC quer o Fiesta B479 no Brasil, argumentando que ele ganhou qualidade e maturidade e que pode ser um “replacement” do Focus 3 uma vez que a Ford não pretende vender o Focus 4 num primeiro momento no Brasil.

      Vamos ver o que vai dar…

      Dizem que tem 3 Fiesta B479 em testes aqui no Brasil, perambulando em carretas fechadas entre Tatuí, Camaçari e SBC.

      • Edson Fernandes

        Mas me tira uma dúvida…. esse Fiesta vai ganhar espaço interno? Porque ao menos para abrir mão de um médio para ter um Compacto no lugar, no minimo ele precisaria ser mais seguro e espaçoso…

        • No_Name

          A Ford tem algo jogando a favor dela que o espaço interno do Focus 3 é ruim. Então se realmente fizerem essa troca do Focus pelo Fiesta, a falta de espaço interno não seria tão sentida.
          Mas em termos de segurança, tecnologia e qualidade esse novo Fiesta europeu é tão bom quanto o Focus 3, só ficaria a dever na falta da suspensão multlink.

          Mas eu acho que devem acabar partindo para a fusão do Ka com o Fiesta no mercado regional e trazendo o Focus 4 da Alemanha ou China.

          • Edson Fernandes

            Se for isso mesmo, eu até prefiro. Muito melhor um hatch médio conviver com um compacto do que dois compactos.

    • pedro

      Acho que vem, pois o Fiesta veio em todas as gerações ao Brasil, desde quando foi lançado aqui.

  • Erivelton Freitas

    Pode trocar o motor a vontade, mantendo a transmissão automática assassina, continua sendo um meh!

  • Luciano RC

    Será que um dia teremos motores 2 cilindros, 0,8 com uns 80cv? Turbinado, com injeção direta e repleto de tecnologia? Seria mais econômico? Teria manutenção e melhor peso, elevando as vendas e reduzindo os custos mensais?

    • Yago G. Oliveira

      O twinAir da fiat tinha dois cilindros, 0,8 e 85cv

      • Luciano RC

        Vou pesquisar o consumo e desempenho deles.

        • Edson Fernandes

          Luciano, o twinair não tem injeção direta, somente turbo.

          • Luciano RC

            Então teria um caminho para aprimora-lo e ser mais eficiente?

            • Edson Fernandes

              Não sei se a arquitetura do motor 2 cilindros iria permitir. Mas em teoria ele poderia ganhar sim injeção direta. Mas outros ganhos como comando variavel na admissão e escape eu não sei dizer. (sinceramente tbm não sei dizer se ele tem comando duplo variavel)

              • Luciano RC

                Quer dizer, ainda temos um longo caminho pra seguir e melhorar.

  • No_Name

    Engraçado esse motor 1,1 já ter sido deixado de escanteio, pois não faz muito tempo que a Ford o lançou na Europa. Ele tem até desativação de cilindro se não me engano.

    Como o Ka europeu vem da Índia, esse motor 1,1 seria o 1,2 3C da Índia, que por sua vez dizem ser baseado no Dragon 1,5? Não faz sentido dois motores distintos de litragem tão próxima.

    • RRodrigo Souza

      mas um seria turbo e outro nao, correto ?

      • No_Name

        O 1,1 se não me engano é aspirado. 3 cilindros com turbo são apenas os 1,0 da família Fox e o 1,5 da família Dragon.

  • Yago G. Oliveira

    Isso é seguro? Eu acho carro pesado e fraco assim muito difícil. Talvez lá que haja a cultura de carros urbanos seja bem melhor.

    • Wellington Myph13

      Você viu que ele tem 15kgfm de torque né? Torque de 1.6…
      Os 85cv só vão se mostrar “poucos” acima de 100km/h, que você vai pisar e ele não vai mais desenvolver como desenvolveu na cidade… Ainda assim, vai andar igual a um 1.6 até uns 140km/h, e só depois disso algum carro aspirado com até seus 120cv vai começar a ter vantagem… Até lá você já atingiu velocidade máxima (da via) em ruas, avenidas, rodovias e estradas antes de qualquer 1.6…

      • th!nk.t4nk

        Considerando que a velocidade máxima permitida nas cidades européias é 50 km/h, tá bom demais. E pra pegar de vez em quando umas estradinhas secundárias a 130 km/h tá de bom tamanho também.

        • Edson Fernandes

          Creio que até para 150km/h ele suporte com certa tranquilidade no plano. Então até para estradas europeias que admitem 130km/h (o mais comum) ele é o suficiente.

          Além do que não entendo, essa é uma opção dentre outras do fiesta. Se apessoa precisa de um mais potente, ela vai lá e escolhe uma versão com motor mais forte…rs

          • th!nk.t4nk

            Verdade. É bom ter mais opçoes. No caso da Europa o Fiesta vende muito pra frotistas, entao é fundamental ter uma versao bem econômica. No Brasil seria ótimo também, pra uso normal privado mesmo. Eu me interessaria pra rodar na cidade. Bonito é dinheiro sobrando no bolso com um motor econômico, nao ficar desperdiçando combustível com motorzão em trânsito travado só pra dizer que tem trocentos cavalos inúteis :)

            • Edson Fernandes

              Pois é… penso igual.

    • th!nk.t4nk

      Fraco nada. Isso aí anda mais que muito carro médio da década passada, nao se engane. Deve ter boas retomadas e aceleraçao melhor que os 1.4 brasileiros, pode apostar. Nao olhe só números de potência.

  • Wellington Myph13

    Demorou pra alguma montadora fazer um “Turbo manso” (Decente, diferente do da Hyundai) que sirva ai 90cv e 13kgfm de torque… Isso daria um belo 1.0 pra qualquer um, seja sedan ou hatch, carregado ou vazio… Eliminando assim o 1.0 aspirado…
    Seguido de um 1.0T de 110/120cv com 17kgfm pra substituir os 1.6…

    Sendo assim mais “manso” o motor tem como trabalhar no torque máximo até antes dos 1500RPM, diferente do caso do TSI de 128cv que o Torque só vem nos 2000RPM, dando aquele Turbo Lag, que só foi resolvido no AT6 por conta do conversor de Torque… Não me surpreenderia a VW eliminar mesmo o Golf 1.0T MT…

    Bom mesmo era o Brasil aceitar até 1.4 pra pagar taxa baixa, assim pode ter certeza que estaríamos cercados de motores turbo em quase todas as opções…

    • Edson Fernandes

      Wellington, mas o TSI 1.0 da VW colocado no up foi amansado. E é um dos motivos pelo qual ele tem um otimo consumo. Perceba que o Golf 1.0 tbm é bem economico.

      • Wellington Myph13

        Sim, mas a minha idéia seria acabar com os aspirados, deixar os turbos 1.0 amansados no lugar deles, seria muito melhor…
        Queria que o Turbo fosse “comum”, mesmo que fosse pra ser 85cv e 12kgfm aos 1400rpm, já seriam excelentes pro dia a dia…

        • Edson Fernandes

          O brasileiro precisa ganhar maturidade e parar de achar que todo carro turbo é esportivo. Isso é um cancer em nosso mercado.

  • Leopss

    Faltou falar do consumo que é o que mais importa nesses motores.

  • Mauro Banqueiro

    Ainda teremos motor de moto nos carros

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email