EUA Ford Hatches Mercado Sedãs

Ford: Focus morre em maio nos EUA – Fiesta e Taurus o seguem em 2019

ford-focus-2017-vermelho-toscana-1024x690

O primeiro féretro da Ford nos EUA chega ao cemitério dos carros em maio. Dentro do esquife, o Focus. O médio da marca americana será a primeira baixa do portfólio do oval azul na mega reestruturação planeja em Dearborn para beneficiar crossovers, SUVs e picapes, numa reviravolta que ficará nos livros de história do automóvel.


De acordo com Michael Martinez, repórter do site Automotive News, o Focus vai liderar o quarteto que deixará o mercado americano nos próximos anos. Ele teria confirmado a informação com um porta-voz da montadora, que deu as datas para cada sepultamento nos EUA. A funesta informação diz que depois do Focus em maio, a Ford tira o Taurus oficialmente em março de 2019. Por fim, quase em seguida, no mês de maio, o Fiesta deixa a “América”.

Para os fãs do Fusion, um alento. O sedã continua por mais um tempo, mas seu destino nós também já sabemos. Sem sucessor, que estava previsto para 2020, o modelo não deve ir muito além dessa data. Enquanto o cortejo fúnebre se prepara em Dearborn, os mexicanos já se preparam para o pior, pois a conta destes sepultamentos será paga pela filial local, que terá como compensação a produção de um novo carro, que provavelmente será um crossover. Fora isso, as fábricas do país latino perderão Fiesta, Focus e Fusion.

ford-fiesta-estados-unidos-1-1024x740


Ao que tudo indica, o enorme corte nas operações da América do Norte também terá reflexo em outras regiões onde a montadora atua. Se os europeus já imaginavam que o Focus Active viraria um produto de exportação para os EUA, se decepcionaram, pois já circula a informação de que a Ford vai importar o pseudo-crossover da China, onde todos esses infelizes modelos que estão morrendo viverão no nirvana.

Na Espanha, vários meios falam com temor sobre o destino do Mondeo, cujas vendas caíram consideravelmente nos últimos anos e, diante das perdas óbvias, já se imagina destino semelhante ao do modelo mexicano. A Ford já disse que não importará um Mondeo chinês para o velho continente, mas diz que o carro atual – sem sucessor, diga-se de passagem – é um carro importante no cenário europeu.

taurus-2013

E no Brasil? Muito se fala em mortes nos EUA e temor na Europa, mas e a operação brasileira? O New Fiesta 2018 é o resultado dessa mudança que a Ford está fazendo lá em cima. Com o fim da produção mexicana, o modelo brasileiro (hatch) deve atender alguns mercados da América Latina até seu fim, pois a nova geração não será feita aqui. Esta, fica para europeus e chineses. Já o Focus até o momento sem sinal de renovação na Argentina. O Fusion ainda vai durar mais, mas e depois?

Uma deficiência da Ford no Brasil é exatamente no mercado que a matriz quer focar nos EUA, o de utilitários esportivos. A marca concentra toda sua energia no EcoSport, mas ele é essencialmente um SUV muito compacto, do porte do Honda WR-V. Não oferece nem o espaço que se necessita dele e muito menos o bagageiro que o consumidor quer. Acima dele, só existe o Edge com seu motor V6 3.5, algo bem norte-americano, para variar.

ford-fusion-2019-1-1024x531

Com a falta de tais produtos, a Ford precisaria fazer o mesmo que nos EUA, lançar um SUV compacto maior que o EcoSport para poder brigar tanto com Honda HR-V e Hyundai Creta, quanto com o Jeep Compass. Nesse caso, a receita seria um SUV perto de 4,40 m, utilizando uma plataforma com bom entre-eixos.

O Kuga/Escape seria uma boa, mas é um SUV médio bem maior. Sem o segmento médio, e ainda sem o New Fiesta, a próxima geração do Ka poderia crescer para se tornar algo como as duplas Argo/Cronos ou Polo/Virtus. Seria um lineup mais enxuto, sem dúvida, mas na falta de mais produtos, não haveria outra situação a não ser focar nos segmentos que dão volume: compactos e SUVs. O que você acha?

[Fonte: Twitter]

COMPARTILHAR:
  • jvc

    Acho que a Ford está escrevendo seu próprio obtuário.

    • Airplane

      Rest in peace (RIP) !

      • RIP Brazil

        Mas de que adianta a Ford pagar um legista?
        Não, péra… é que… não, deixa pra lá mesmo, deixa.

      • vicegag

        Carro morre nos EUA, e morre no Brasil, carro nasce nos EUA e NÃO nasce no Brasil, este país é ou não é uma filial do Inferno.

      • Marcelo Henrique

        Neste caso… Rest in Pieces.

    • ObservadorCWB

      Talvez. Eu ainda não tenho opinião formada, mas se o consumidor exige SUV …. dá-lhe SUV. A VW parece estar seguindo o mesmo caminho. Se será o obituário, ou a “decisão inteligente”…somente o tempo dirá.

      • Uranium

        A VW não está descontinuando todos os seus produtos, apenas está adicionando SUVs que ela não tinha. É bem diferente.

        • Além disso, uma está se reestruturando, a outra, está indo para novos lançamentos e com 20Bi de euros em caixa .

        • ObservadorCWB

          Para bom entendedor meia palavra basta…..quais são os lançamentos sedãs e hatches da VW ??

          • Uranium

            Que? Acabaram de lançar a nova geração do Polo, o Virtus, a nova geração do Jetta, estão divulgando uma nova geração do Golf, lançaram o Arteon e divulgaram que pretendem fazer uma versão shooting break dele em breve. E no meio disso, uns 4 SUVs também. Enquanto isso a Ford está tirando tudo de linha para ter só SUVs. É sério que você não consegue enxergar a diferença? Ou é porque você é mais um desses que torce fervorosamente pelo fim dos automóveis em detrimento dos SUVs, sem motivo algum?

            • ObservadorCWB

              E se eu fosse torcedor de SUVs….. algum problema ?

              • Uranium

                É óbvio que sim. Torcedor de qualquer coisa só abre a boca pra falar m. e encher o saco dos outros… Em fórum, isso não é “algum problema”, são vários.

                No mais, foi interessante notar que você ficou sem argumentos. Rs

                • ObservadorCWB

                  Agora deu para saber quem é torcedor da VW. Eu, para variar, comento os fatos. Enquanto a maioria aqui pensa em comentar ou criticar pessoas. Sua frase final “ficou sem argumentos” atesta bem este fato. Jamais quis mudar sua opinião. Para mim ela vale menos que nota de R$ 3,00. A opinião iniciou-se com o comentário de que seria a “morte” da Ford. Eu ainda escrevi “Talvez. Eu ainda não tenho opinião formada, mas se o consumidor exige SUV …. dá-lhe SUV.”…. o uso dos termos talvez e ainda não tenho opinião formada demonstra claramente que o mercado está uma incógnita. Mas não sabia que estava frente a um CEO do grupo Ford (ou VW) que conhece todas as variáveis e futuros lançamentos da marca, parabéns, faça bom proveito da informação privilegiada, que nem mesmo dois engenheiros, moradores do mesmo prédio que eu sabem. Quanto a sua postura de ficar de “saco cheio” com opiniões alheias em fóruns só há duas saídas: 1- montar o SEU fórum, aí todas as suas ideias serão respeitadas e não haverá nenhuma réplica ou discordância- aliás, já há um assim pró VW na rede, ou 2- ignorar os comentários alheios, e só postar os seus “edificantes”, afinal, como detentor DA verdade, por que se preocupar com os outros ? Mas um comentário final: é feio deixar suas atividades como privadas no Disqus. Isso é algum tipo de vergonha do falas ?

                  • Uranium

                    Vish, brotou um textão, e pela primeira frase já vi o teor do comentário. Aposto 10 reais (garantidos) que não tem uma linha sequer que preste. Eu que não perderei meu tempo haha.

          • Bruno Silva

            Virtus, Jetta, Golf 8 já está em gestação, Passat está atual, Polo foi renovado, por aí vai.

            • ObservadorCWB

              Virtus segundo a própria VW é a versão seda do Polo. Jetta, Golf, Passat e voltamos ao Polo…. meu comentário foi sobre reais lançamentos. Aqui mesmo no NA são citados os novos SUVs da marca….. e deixa para lá, já que a postagem inicial foi sobre a decisão da Ford, que tem como “Focus….= trocadilho” o mercado Norte Americano, que é bem específico. A decisão me parece bem acertada para o mercado interno nos EUA. O “resto do mundo” vai continuar tendo veículos sedã da marca Ford, pode ficar “susse”.

      • jvc

        perfeito. É isso msm.

    • celtiberian

      Essa é a mudança nos EUA, na Europa os carros de passeio continuam.

      As ações da Ford subiram depois de anunciar isso aí. Carro nos EUA não está dando dinheiro.

      Abandonaram o One Ford e cada região vai ter sua linha de produtos.

      Há boatos sobre Escape, Explorer e F-150 no Brasil. E os carros menores aqui continuam também.

      • Rafaelprado

        O unico “carro de passeio” que vai sobrevier é o Mustang.

        • celtiberian

          Nos EUA. No resto do mundo permanecem carros.

          E nos EUA os carros de passeio vão ser substituídos por novos SUVs e crossovers a serem lançados.

    • Mateus Pinheiro de Carvalho (M

      para nós ne, ja que ela ta tirando os carros menos rentáveis e colocando esses “SUV’s”, mas infelizmente é uma perda irreparável para nós, que so veremos fiesta, focus, fusion/mondeo, na europa

    • T_101

      Só está morrendo uma geração de carros, que não vão deixar saudades nenhuma digasse de passagem.
      Se morreu Maverick, Galaxy, Thunderbird, Falcon, etc que foi a melhor geração de carros da Ford / geração de carros.

  • Tá parecendo a Mitsubishi, enterrando todos os carros referência da marca.

    • jvc

      À diferença, que a Mitsubishi não depende de carros para sobreviver: até foguete os caras fazem…

      • REDDINGTON

        Se analisarmos a venda de 25% da Mit pro grupo Nissan vemos que o buraco é mais embaixo né…sinal que nem só de foguetes sobrevive uma marca.

        • JOSE DO EGITO

          Carlos Ghons vao dar um jeito nessa MIT

        • jvc

          Boa observação.

          Mas salvo engano, apenas a divisão de automóveis foi parcialmente vendida à Renault-Nissan. O conglomerado Mitsubishi como um todo segue firme e forte.

          Neste sentido, vale destacar que os caras possuem até banco, o Mitsubishi UFJ Financial Group, simplesmente o maior banco japonês atualmente.

          No Wikipedia tem uma lista das maiores empresas do grupo (https://pt.wikipedia.org/wiki/Mitsubishi) e você consegue ter uma idéia do tamanho dos caras. Destaco abaixo só um trecho pra se ter uma idéia:

          “A partir de 2007, a Mitsubishi Corporation, um membro do Grupo Mitsubishi, é a maior empresa comercial geral (sogo shosha), com mais de 200 bases de operações em cerca de 80 países a nível mundial. Juntamente com as suas mais de 500 empresas do grupo. A Mitsubishi emprega uma multinacional de cerca de 54.000 pessoas. A Mitsubishi tem sido desde há muito envolvida em negócios com clientes em todo o mundo em muitas indústrias, incluindo a energia, metais, máquinas, produtos químicos, alimentos e geral merchandise.” (Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mitsubishi)

          • REDDINGTON

            Acredito que tenha sido só a parte de automóveis também. Talvez um dia vendam tudo pra se livrarem da parte deficitária, por assim dizermos, teria lógica. Não é um grupo fraco não! Igual a Hyundai, produz carros, navios etc…

            • Hyundai inclusive, consegue fazer e operar um linha de metrô do zero, só com suas empresas e produtos.

          • Zé Mundico

            Isso mesmo, A Mitsubishi é um dos maiores conglomerados japoneses e do mundo. Até navios, aviões e submarinos os caras fazem.

            • RIP Brazil

              Exato.
              Lembrei da Thyssen e da Krupp.
              Hoje em dia se chama ThyssenKrupp.
              O que deve ter ocorrido, hein?
              Vamos contratar um detetive para desvendar esse “mistério”, vamos?
              :D

          • Luis Burro

            Eu ia sinalizar sobre isto,mas achei q discorria somente da parte automotiva do grupo.
            Veicularam na imprensa q a Mitsubishi(automotiva) pertencia a Nissan.

      • Luis Burro

        Depende de qual a fonte com maior participação na receita.Por mais q ela consiga sobreviver com as outras,a longa prazo pode vir à bancarrota.

      • Marcelo Henrique

        A Mitsubishi faz até os conjuntos de turbo para a Subaru…

    • celtiberian

      A mudança é para américa do norte, na Europa já até lançaram novo Fiesta e novo Focus.

      Fiesta, Focus e Fusion nunca foram referência nos EUA. A principal referência Ford lá e a F-150, veículo mais vendido no país.

  • André A

    A Ford é muito mal administrada, tanto no Brasil, quanto no mundo. Tanto que é a única das antigas “4 grandes” a não mais figurar no TOP 4 de vendas de forma reiterada (é constante superada por Hyundai e/ou Toyota).

    Pra mim, é um tiro no pé. O New Fiesta reinou, pelo menos entre 2012 e 2016, como o melhor compacto do mercado, com certa folga, aliás. Se não vendeu mais, foi por incompetência da Ford e pela má fama do Powershift. De qualquer forma, escolheram matar o New Fiesta.
    O Focus sempre foi um ótimo produto e resolveram matar também quando começou a vender menos em razão dos SUVs. Beleza, é uma escolha de mercado, mas a Ford não se mexeu também.
    Tanto que no segmento mais disputado a Ford não tem nada. A Ecosport é um nada no segmento, um produto desatualizado e ultrapassado, remendado facelift após facelift.

    • oscar.fr

      A folga do Fiesta sempre foi mais teórica que prática. Em muito ela se baseava no quanto fantástico era o câmbio Powershift (veja publicações de 4R e cia. dos comparativos de 208 e Fiesta, que foram lançados juntos). Na prática, no entanto, o Powershift se mostrou muito menos confiável que um câmbio de quatro marchas como o da PSA.

    • Luis Burro

      Não entendi o q quis dizer,mas ela continua em terceiro como produtora,independente se é por grupo ou sozinha.E ela só tem a Lincoln.

    • celtiberian

      “Se não vendeu mais, foi por incompetência da Ford e pela má fama do Powershift.”

      Cara, nem um e nem outro. A partir do segundo semestre de 2015 a Ford DECIDIU não vender mais tantos New Fiesta pois não tem margem no carro pelo alto custo de produção e tributário da fábrica de SBC. Na época tiraram até a taxa zero do carro, subiram forte o preço, etc. Por decisão, por política, pois era líder disparado do segmento de hatch compacto premium (na época só tinha Punto e Polo antigo concorrendo).

      A cagada toda começou na verdade quando a Dilma alterou os termos do acordo com o México, criando cotas de importação. Senão viriam todos Fiesta do México pra cá. Quando ela fez isso a fábrica obsoleta de SBC foi preparada às pressas pra atender o New Fiesta, mas nunca foi a estratégia da Ford fazer isso. As consequencias sentimos até hoje.

  • Gustavo Baeta

    Focus hatch é um exemplo de direção precisa, como era bom encarar longas viagens repletas de curvas e chegar ao destino final sem qualquer fadiga.

  • REDDINGTON

    O Fiesta sedã/hatch sempre foi pequeno demais pro padrão americano, já que o primeiro carro do jovem classe média é Civic, Corolla etc…Agora tirar o Fusion eu acho mancada, reparei nas vezes que lá estive que vc vê MUITOS Fusions rodando, mais que Fiesta e Focus….

    • André A

      Isso é uma meia verdade, tanto que o Fiesta vendeu bem por muitos anos lá. Americano de forma geral gosta de carro grande, mas isso não quer dizer que compram carro por m², que nem no Brasil. Lá não existe isso de “quanto maior, melhor e mais chique”, como aqui.
      Nunca vou esquecer de uma vez que eu li a história de um cara que tinha um Golf GTI MK7 e um Renault Duster na garagem, e uma vizinha perdeu o controle do carro e bateu no Golf do cara. E aí depois que já tinham acertado coisas relacionadas ao seguro e tal, a vizinha comentou “ainda bem que eu bati no carro pequeno hein, se fosse no grande imagina o prejuízo…”

      • REDDINGTON

        Fiesta sempre vendeu ABAIXO do que a marca esperava!!! Nunca foi um sucesso lá…Um dos motivos alegados era justamente…o espaço ou a falta dele.

      • Matthew

        Não entendi o seu comentário em relação ao consumidor brasileiro. Os americanos tradicionalmente sempre prezaram por automóveis grandes, tanto que lá o Fusion não é um sedã grande, mas sim médio pelo padrão de classificação deles. Focus sedã é compacto e por aí vai. Carros realmente pequenos, como Fiesta, Sonic, Fit e outros do gênero nunca fizeram sucesso por lá. Só quando o preço dos combustíveis dispara por algum fator externo que o consumidor norte-americano recorre à estes carros que normalmente são motivo de piada. Tanto é assim que o VW Passat atualmente vendido nos EUA é exclusivo daquele mercado, pois o modelo europeu anterior era considerado muito pequeno pro tanto que custava. Então é descabida a sua informação de que o brasileiro compra carro por m². Nada a ver essa síndrome de vira-lata. Não é à toa que lá é a terra dos “Trucks”, por sinal o carro mais vendido do mercado há décadas (série F). Entre os automóveis de passeio, o mais vendido é o Toyota Camry, um carro pequeno, claro, lá ninguém liga pra tamanho.

        • André A

          Faz falta um ensino fundamental bem feito, iria dar maior capacidade de interpretação de texto.
          Eu disse expressamente que americano gosta de carro grande, mas que lá não necessariamente reina a máxima do “quanto maior, melhor”. Eles têm mais a necessidade de um tamanho mínimo aceitável.
          Já aqui, as pessoas associam tamanho com o quanto o carro é bom ou caro. Tanto que modelos menores e mais equipados fracassam em vendas com relação a maiores mais pelados, porque esses dão mais status. Essa é uma lógica brasileira, a anedota que eu contei é verdadeira.

          • Matthew

            Julgar o meu nível de instrução formal no ensino fundamental não melhora em nada o seu argumento. Não discuto com pessoas que apelam pra esse tipo de ofensa pessoal.

    • No_Name

      O Fiesta nunca fez muito sentido nos EUA, um carro pequeno e de classe européia (ou seja, caro). Carros pequenos que se dão bem nos EUA são carros de projeto barato e espartano como Versa e afins.
      Mas o Fusion realmente é uma tremenda besteira deixá-lo de oferecer, seria o sucessor natural do Taurus que já está muito velho e então acumularia vendas para os dois no mercado. E é um carro muito bem aceito pelos norteamericanos. Até mesmo a descontinuação do Focus é um erro, o Focus é o carro verdadeiramente global da Ford.
      Eu acho que a Ford se estrepará nessa estratégia. Eles querem margem (+10%) de japas e marcas premium, isso é uma missão quase impossível para uma empresa engessada como a Ford.

      • jvc

        Salvo engano, o Fusion está uma categoria abaixo do Taurus (mid-size vs. full-size)…

    • celtiberian

      Fusion até vende lá, mas não dá dinheiro. E nunca passou o Camry por lá (e mesmo os sedans japoneses estão penando).

      F-150 é líder de vendas não só em picape mas no MERCADO TODO, é o veículo mais vendido nos EUA já fazem décadas, e dá dinheiro. E as SUVs crescem cada vez mais.

      Estão focando no que o cliente quer mais, e hoje nos EUA é picape e SUV. Desde que o consumidor americano passou a rejeitar os sedans full size (antigo Ford Crown Victoria, por exemplo), a rentabilidade desse segmento despencou.

      • viOlator

        Os americanos não rejeitam os sedans full size, só que eles dão preferência para os japoneses. O primeiro sedan da Ford na lista é o Fusion e ele está em décimo sétimo colocado.

        • celtiberian

          Colega, você está confundindo segmento full size com mid size. Os japoneses que vendem bem são os MID SIZE nos EUA (Camry, Accord, Altima, são todos segmento MID SIZE).

          Sedans full size nunca tiveram japoneses na liderança. Os líderes atuais são Dodge Charger e Chevrolet Impala. Os japoneses não vendem bem nesse segmento, salvo o Nissan Maxima. E antigamente a Ford era líder com a plataforma panther (Crown Victoria e as versões da Mercury e da Lincoln). Os japoneses não são problema, o problema é esse segmento cada vez menor. Para ilustrar: só a F-150 vende mais que o dobro de todo segmento sedan full size SOMADO. Nas SUVs um fenômeno parecido. Aí a Ford olha pro mercado e tem que fazer uma escolha de sofia: investir no Taurus que tem um segmento cada dia menor, ou em um concorrente para o Wrangler que vende 200k unidades sozinho no mercado de jipe? A resposta é óbvia, melhor investir no Ford Bronco, e por aí vai.

    • jvc

      As vendas do Fusion nos EUA se devem (nos últimos anos) a vendas para frotas (fleet), muitas delas, governamentais.

  • rodrigosr

    o que vai acontecer quando cansarem dos SUVs?

    • Tenho a impressão que talvez isso muito provavelmente não ocorra. Não sou fã de SUVs, mas acredito que essa tendência tenha chegado para ficar.

    • REDDINGTON

      Olhe as peruas…no mundo em extinção certo? Na Europa lutam bravamente…E foram lançadas a quantas décadas atrás??? E hoje os SUV´S vendem MUITO em mercados novos e volumosos: Brasil, Índia, Rússia, China…Ou seja, essa onda SUV, vai demorar MUITO pra passar, SE, um dia passar…

      • Munn Rá : O de Vida Eterna

        Acho que está para nascer algum modelo de carro tão impactante como SUVs

        Está ” matando ” vários outros tipos de carros e ficando popular até na Europa

        • REDDINGTON

          Fato! No mundo todo, na Europa com menos intensidade, mas também já vendem bem.

        • Luis Burro

          Mas se for pensar só perdem em espaço pros monovolumes.
          O q acho irônico é irem contra a ideia de redução de consumo e poluição pq são maiores e mais massivos q um sedã equivalente.

          • Rubens

            De forma resumida, a imbecil Legislacao de Reducao de Consumo americana matou os carros sedans, porque forçou os fabricantes a DIMINUIREM cada vez mais o tamanho dos carroes americanos… E o consumidor, claro, não gostou da perda cada vez maior de espaço e de porta-malas (o consumidor medio nao tem essa obsessao toda contra poluicao que ecologista chato tem).

            Enquanto isso, as SUVs sao classificadas como “utilitarios” e sofrem muito menos pressao da Legislacao de Reducao de Consumo e Poluicao, podendo ficar com um tamanho maior e consumir mais combustivel. Com isso, o resultado da Legislacao de Reducao de Consumo e Poluicao americana é que ela empurrou o consumidor americano para a SUV. “Se eu nao posso ter um sedan com bom espaço por causa dos excessos dessa Legislacao, entao vou ter um SUV”. Tambem concordo com os americanos. E que se dane o g*verno e sua Legislacao.

            • Luis Burro

              Mas q raciocínio mais doido na legislação!O q tem a ver diminuir um e não o outro só pq é utilitário?Ambos são pesadões é poluem um monte,neste sentido não vejo muita diferença entre eles.

    • Velejador

      Aí eles vão inventar alguma coisa nova, que custe menos para produzir, gere mais lucro, e atraia ainda mais o público.

  • Munn Rá : O de Vida Eterna

    A historia automotiva será dividida em período pré-SUV/período pós-SUV

    • FearWRX

      O que é MUITO triste.
      Eu vou continuar nas velharias, esse cenário do jeito que vai eu quero nem imaginar como vai ser um pé no saco as ruas no futuro.

  • th!nk.t4nk

    Cadê o FocusMan, que disse que teríamos novidades por estes dias? Eu tinha interpretado como novidade boa, nao esse apocalipse.

  • Pedrov

    Ford morrendo no mercado americano… vai ser questão de tempo até que morra aqui no “paraíso” do subdesenvolvimento. E vamos combinar que a dona Ford já vem a tempos dando sinais disso. Falando de Brasil, vamos rever algumas maluquices da oval azul?

    1) Não ter lançado um Ford Ka automático até agora
    – Tudo bem que vai chegar essa versão nesse ano. Mas que raios de montadora, nos anos de 2014, 2015, 2016 e 2017 abdicou completamente de ter um compacto de volume com opção de AT, sendo que esse mercado já estava em alta quando do lançamento do Ka de 2ª geração?

    2) Manteve o Focus com o câmbio Powershift
    – Sei que vai aparecer alguém com “Ah, eu não tive problemas no meu Ford com Powershift”. Tudo bem, mas muita gente teve e isso acabou sujando a imagem do carro. O segmento de médios está definhando, mas a Ford poderia ter dado a volta por cima, porém, faltou estratégia.

    3) Abandonou o Fiesta à própria sorte
    – Volkswagen e Fiat estavam pelo menos desde 2014/15 trabalhando nos projetos do Polo e do Argo, respectivamente. Destaco aqui a VW, que trouxe um carro alinhado com o que é vendido no mercado europeu, com plataforma e motores modernos. Hoje, a marca alemã colhe os frutos. E aí, dona Ford? Quais as desculpas para ter feito apenas um facelift bem meia-boca no Fiesta brasileiro, sendo que foi lançada uma nova geração na Europa? Qual a desculpa para ter restringido ainda mais o motor 1.0 Ecoboost, sendo que já temos vários compactos turbinados à venda ou na iminência do lançamento? Qual a desculpa para manter o polêmico Powershift? Perderam a oportunidade de ter um produto de sucesso! E agora vem aí o Toyota Yaris para compor o segmento e pegar sua fatia do bolo.

    4) Ford Ka de novo: NOTA ZERO NO CRASH-TEST
    – Essa não poderia ter ficado de fora. Sim, eu sei que grande parte dos concorrentes do Ka não são lá essas coisas em termos de segurança. Mas a Chevrolet prontamente se posicionou e fez alterações na estrutura do Onix. Até agora, a dona Ford não se manifestou. Lembrem-se que o facelift do Ka promete romper a barreira dos 70 mil reais. A Ford vem dando tantos exemplos de loucuras, que eu não duvido nada que seu principal carro não ganhe nenhum reforço estrutural.

    5) Retirou air-bags do EcoSport
    – Sem comentários. Só posso lamentar tamanha bizarrice!

    Enfim, essas são algumas situações que ao meu ver demonstram que o fim da Ford no Brasil está próximo. Não acho que tanto desleixo e retrocesso sejam sinais de que as coisas andam bem. Ver essa notícia sobre os EUA, berço da marca, também me deixa apreensivo sobre o fim global da tão conhecida oval azul.

    • Paulo Santos

      Fico pirado quando alguém vem dizer que nunca teve problemas com o câmbio PS. Falta de respeito tremenda com quem já sofreu e perdeu dinheiro com esse equipamento. Mesmo que dizer que o Brasil é seguro pq nunca teve um amigo/parente vítima de violência.

      • Brasileiro tem muito disso. Se nunca aconteceu com ele, não existe esse problema.
        Ex: Vizinhos barulhentos. Em reunião de condominio quando os problemas são relatados, sempre aparece um morador dizendo que não tem barulho nenhum. E sempre, esse morador é o barulhento ou ele morar no ultimo andar.

        • MauroRF

          Exatamente, sou subsíndico daqui do prédio faz 1 mês só e vou te falar, vizinho folgado tá cheio, toda hora tem reclamação no caderno. Inclusive a vizinha de cima de mim aqui, vira e mexe a cidadã chega de madrugada derrubando coisas no chão, demora para tirar o salto e toc toc na cabeça, tem vez que também arrastam cadeira fora de hora, e o filho dela, seja a hora que for, parece que marcha em vez de andar, sério mesmo, o cara anda tão rápido e com tanta força que meu teto chega a tremer. Conversei com o síndico e ele disse “notifique-os você mesmo, e se não parar, vamos multar”. No próximo “festival” de barulhos deles (o que não deve demorar para acontecer de novo, infelizmente), vou ligar na hora e notificar. Ela vai tomar um susto, pois nem imagina que virei subsíndico. E o síndico aqui está pegando pesado com baderneiros, gente que para fora de vaga etc. porque, se não fizer isso, ele já viu que vai virar um caos completo.

          • Tive os mesmos problemas que você (todos). Entrei em atrito com a vizinha. Inimigos declarados. Felizmente a fdp se mudou, mas o problema esta mesmo no nível de construção do prédio. Nivel classe A como denomino é o céu. Alto padrão. Agora de B para baixo é um inferno e quanto mais baixo pior. Aqui é padrão C/D de construção. Então, até o vozerio alto por meio de vibrações na parede da para escutar. Muitos não entendem pq não passa pelo problema.

      • Ricardo Pralon

        Mas a garantia do PS foi aumentada pra 5 anos se nao me engano. Nao notei no mercado uma desvalorizacao extra do Focus por causa disto.

        • Henrique Lopes

          Eu bem que gostaria de um Ford automático porém com esse câmbio não dá! Só manual mesmo….e muito relato de defeito independente da garantia…. Uma pena pois os carros são bons

        • Rubens

          Achava que tinham aumentado para 10 anos… So sei que participo de forums de Ford Focus (tenho um comprado zero em dezembro) e la quem teve problema com os modelos mais antigos, teve troca gratuita.

          .

      • Rubens

        Perder dinheiro com o Powershift?… Mas a Ford nao aumentou a garantia do PowerShift para 10 anos? Quem teve problemas com ele, nao teve troca gratuita?…

  • Piston head

    Mas será que vender 100 mil carros por ano é tão ruim assim? Me refiro ao Fusion.

    • th!nk.t4nk

      O problema é a linha de tendência. Em 4 anos as vendas caíram 50%. Considerando que é um carro de margens bem reduzidas, em algum momento deixará de valer a pena produzi-lo. Pelo que vejo a Ford está se adiantando com o objetivo de fazer caixa, porque deve ter outros planos que não sabemos (investir em eletromobilidade, por exemplo). Tem muita coisa por trás dessas decisoes radicais.

      • passis

        Eu acho que a intenção da montadora com esse anúncio é jogar água no chope das japonesas. O chope da Ford já está aguado, com sedans antigos (Fiesta, Focus, Fusion e Taurus), mas as japonesas lançaram recentemente ou estão para lançar novas versões (Civic, Accord, Camry, Corolla, Altima). Essa notícia cola um viés negativo na testa dos sedans (de que é um segmento decadente, etc). Com essa previsão auto-realizável, o interesses nos sedans japoneses cai e aquelas montadoras ficam,, em princípio, com dificuldade em recuperar o investimento recente.

    • Ricardo Pralon

      Acho que o Trump ter ameaçado a nova fabrica da Ford do Mexico, e os custos mais altos de fabricar carros nos EUA inviabilizaram estes modelos no
      mercado americano.

  • afonso200

    La tem o ford FLEX. Uma suv

    • viOlator

      Na verdade o Flex é um CUV.

  • Fábio Barros

    RIP Ford!

    • Meereengue

      p*ta que pariu

  • Fábio Henrique

    A ford vende mto suv nos usa, mesmo defasado o Kuga esta indo rasoavel. E a nova geracao terá duas variantes: uma mais compacta e outra de 7 lugares, já sairam as fotos dos testes. Provavelmente essa q venha pra ca

  • Zé Mundico

    Tem muita gente desinformada e ingênua que acha que são as montadoras que definem estilos e tendências no mundo automotivo. Triste engano, pois acontece exatamente o contrário. São as necessidades objetivas e subjetivas que definem o comportamento das pessoas, determinando suas conveniências e expectativas, entre elas, automóveis.
    Lamento informar, mas sedã e hatch acabaram já faz tempo e só estão se sustentando para limpar os estoques e fazer caixa para pagar os últimos projetos. É pedra cantada já tem uns 10 anos, no mínimo.
    Alguns vão dizer: Ah, mas sedã é mais estável, é mais equilibrado, é mais seguro, é mais econômico, é mais isso, é mais aquilo….tá, e daí? Necessidades e conveniências quase nunca têm bases objetivas e racionais. Carro não é diferente de roupa, arquitetura, comida, lazer, etc.e etc. Carro é um produto industrial de consumo como outro qualquer, e está sujeito a todo tipo de interferência social e interpretação mercadológica.
    A Ford tá certa, afinal não pode viver tomando prejuízo e perdendo espaço para a concorrência. Ou se enquadra na tendência do mercado ou vai terminar vendendo panela de pressão na feira.
    Aqui no Brasil a coisa ainda pode se sustentar por mais alguns anos, mas vai ter que aprender a dançar conforme o gosto do freguês. O Fiesta ainda pode durar mais uns anos, mas já está passando da hora de lançar uns SUV decentes, podendo reformular o Escape ou mesmo a Edge, sei lá. Caso contrário, vai virar montadora fantasma e perder espaço até para as carrocinhas chinesas.
    Quem sabe daqui a umas décadas, volte a era dos sedãs e hatches. Tudo se resume a fases e ciclos. apenas isso.

    • Mr Tony

      Perfeito comentário. O mundo vive de ciclos, quem sabe daqui a 10, 15 anos o que vai ser? Pode ser que a tendência mude. Mas que a Ford, que lançou o segmento e liderou por muitos anos com o Ecosport no Brasil nem dormiu, HIBERNOU no ponto, isso sim. E pelo jeito gostou do colchão…

  • Mr Tony

    Quem praticamente inventou o automóvel está prestes a morrer? Santa ironia, Batman…

    • Meereengue

      quem?

      • Mr Tony

        Não foi o Henry Ford que tornou o carro um produto popular, que introduziu a produção em larga escala?

    • celtiberian

      Prestes a morrer por que? F-150 é líder em vendas nos EUA a décadas, é o veículo mais vendido no mercado. Estão entregando o que o mercado dos EUA quer: picapes e SUVs. No resto do mundo carros continuarão sendo feitos.

      • Piston head

        Pois é. Galera tá praticamente dizendo que a Ford vai acabar, estão viajando…

      • Mr Tony

        E a inovação? Fica aonde?

        • celtiberian

          Não entendi sua pergunta. A Ford está fazendo isso justamente para inovar: sobrar dinheiro pra investir em mais veículos híbridos e elétricos, nas tecnologias autônomas, etc. Não só em tipo de carroceria. Sem falar nas inovações que sempre traz nos próprios produtos: V6 ecoboost na F-150, carroceria de alumínio, etc. Ninguém fica na liderança por décadas sem inovar.

  • Mr. On The Road 77

    Acho que a Ford está fazendo uma bela de uma cagada…

    • Pedrov

      Como é de praxe.

    • Mr Tony

      Está ou continua?

  • Carlos

    Por falar em má administração da FORD, ela está investindo na futura produção de um novo câmbio manual em SP. De 05 marchas!!!!

    Por que não 06???!!!

    • No_Name

      A transmissão MX65 pode ser tanto 5 quanto 6 marchas. Se a Ford quiser colocar um 6 marchas no mercado, o pode fazer sem maiores problemas.

  • Zé Mundico
  • RIP Brazil

    WHAT?
    A FORD vai descontinuar o Focus?
    Ai se essa notícia chega na FCA!
    Não se rendam!
    Uma pessoa ilustre os defenderão!
    https://youtu.be/BqpJvey-7-s?t=16

    • celtiberian

      Não vai descontinuar o Focus. Vai deixar de vender nos EUA. Continuará em dezenas de países.

      • passis

        Vai vender nos EUA mas não produzirão lá.

        • Rubens

          O Focus nao era produzido nos EUA, e sim no Mexico.

          • passis

            O Focus será feito em Michigan/EUA até quinta-feira, quando sai de linha lá.

  • Luis Burro

    Pior q analisando assim não dá pra dizer qual é a mais lerda,pq todas parecem agir da mesma maneira usando ciclos de renovação.
    Nos meios períodos elas só enrolam com informações,reestilizações, acessórios,promoções.

  • Leandro

    Senti calafrios ao ler que o Ka pode substituir Fiesta e Focus , como o Argo/Cronos substituíram compactos e médios na Fiat.
    Triste fim da Ford.

    • Luis Burro

      Nos valores logo logo substituirá,não duvido.

  • Luis Burro

    A mim parece q a eletrônica deixou mais próximo o comportamento dos suvs com veículos mais baixos.Não tá igual,mas melhor do q antes.Tlvz isto tbm tenha influenciado na escolha por eles.

  • Dall Sanches

    Embora seja uma transformação radical somente nos EUA, são sinais preocupantes para a Ford brasileira que insiste em colocar em seu lineup modelos europeus, pequenos e caros. Focus e Fiesta, continuam excelentes carros, mas passaram do ponto de amadurecimento e o mercado não perdoa. Novo Ka e Ecosport, projetos brasileiros de enorme sucesso, podem continuar em linha, mas como opções de entrada em seus segmentos. Sofisticá-los mais ainda, seria um erro. A excessão são o Fusion (que vem do México) e o Edge (Canadá, e por isso é tão caro, uma vez que não possui incentivos), produtos destinados ao mercado norte-americano e que existem apenas para agregar valor à imagem da marca. Resta a Ford brasileira seguir a matriz americana e segmentar seu lineup com SUVs de vários tamanhos e preços, Crossovers e pickups. O gosto do consumidor brasileiro se assemelha mais ao norte-americano do que do europeu. Produtos, eles tem lá fora. Resta saber o que eles querem aqui no Brasil, até porque estão vivendo do Ka, cujo valor agregado não representa tanto lucro à empresa. Em uma festa com muitos convidados e um bolo cada vez menor, muita gente vai ficar sem uma fatia…

  • Hodney Fortuna

    Vejam bem a complicação! A Ford no brasil ficaria apenas com a linha Ka a venda e o resto de SUVs! Com uma gasolina quase beirando os 5 reais aos poucos quem tem poucos recursos (que é a maioria dos brasileiros para comprar um carro novo) ficará refém de um modelo apenas da marca! SUVs e Pickups só tem saída e provável substitutos de outras categorias se o combustível ajudasse no custo! Nos EUA eles podem se dar ao luxo de adquirir esse tipo de carro já que o acesso a gasolina lá é muito, muito mais barato que no brasil e sem falar da qualidade que supera e muito ao brasileiro! A gasolina brasileira tem uma eficiência de consumo muito menor, cerca de 30%.

    • Mr Tony

      Deixei de pegar o Ecosport Titatinun pelo motor 2.0. To indo de Scross

  • Ricardo Pralon

    Duvido muito que o Focus saira de linha em maio nos USA, a Ford vende 11 mil focus por mes nos EUA (http://www.goodcarbadcar.net/2018/01/december-2017-year-end-u-s-vehicle-sales-rankings-top-296-best-selling-vehicles-in-america-every-vehicle-ranked/) e apenas 3657 Fiesas..

    Faz sentindo nenhum este tipo de especulacao… se era pra tirar de linha seria o Fiesta.

    • passis

      O Fiesta deles é feito no México.

    • Ricardo Pralon

      Bem, mas pelo jeito estao desistindo de fazer carros de passeio nos USA… para de fazer um auto que vende 11 mil carros por mes nao eh pouca coisa.O mais vendido carros dele eh o Fusion com 17 mil mes … depois o Focus , Fiesta e o Tauros. Isto despresando Pick-ups e SUV O Focus 2019 so vai ser feito como Suvinho la…

      Tambem o mercado americano eh uma aberracao onde se vende 90 mil F-150 por mes.. kkk

  • Jefferson Ferreira

    Olhando as vendas mundiais a ford só tem relevância mesmo nos EUA… Se não fosse pela F series ela seria uma montadora pequena, o duro é que ela até tem carros bons mas sua decisões de lançamentos é desastrosas!!

  • Mateus Pinheiro de Carvalho (M

    vi essa informação mesmo, que o carro que iria substitui o focus nos EUA, seria o novo Focus active (europeu), perai, agora tão considerando hatch um SUV, só pelo visual, o aumento em suspensão é insignificante

  • Mateus Pinheiro de Carvalho (M

    prevejo que o proximo EcoSport, definitivamente vai vir muito competitivo, a Ford ta se voltando totalmente para esse segmento, deveria dar mais importancia ao Brasil, pelo menos, onde essa onda de mini-SUV’s começou com ela propria, mas olhando para onde as aguas estao correndo, ela deverá vir com um novo modelo realmente diferenciado

  • Natán Barreto

    No Brasil se trouxesse o Fiesta novo com preços perto do Polo teria chance. Mas ela prefere remendar o velho.

  • Erivelton Freitas

    A primeira vez que vi um Taurus, eu gostei demais do Design, achei um carro belíssimo, e sonhava que um dia, quem sabe, ele pudesse vir ao Brasil, quem sabe até, como nova geração do ‘Fusion’. No entanto… Deixo aqui minhas rosas negras sobre o caixão da Ford. Poxa… Que infelicidade!

  • Speed Racer

    Malditos SUVs!

  • fsjal

    Que triste fim de carros fantásticos… mas é a lei do mercado

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email