*Destaque EUA Ford Salões do Automóvel Sedãs

Ford Fusion 2019: frenagem automática de emergência é destaque

Ford Fusion 2019: frenagem automática de emergência é destaque

Ford Fusion 2019 será apresentado pela marca americana no Salão de Nova Iorque 2018, que acontece agora em abril. O sedã executivo terá importantes mudanças em segurança e mecânica. Com fim anunciado para o mercado americano, ele deverá ser retirado da planta de Hermosillo, México, deixando a produção centrada na China e Espanha (Mondeo).


Mesmo assim, tentar remar contra a maré dos SUVs com um pacote de segurança batizado de Co-Pilot360, que será introduzido em outros modelos da marca nos próximos anos. O pacote do Fusion 2019 consiste em frenagem automática de emergência com detector de pedestres e ciclistas, assumindo os freios caso o motorista não reaja.

Ford Fusion 2019: frenagem automática de emergência é destaque

Outra novidade presente de série no sedã é o Co-Pilot360, um sistema de alerta de tráfego traseiro, que indica a chegada de outro veículo. Além disso, o Ford Fusion 2019 também terá alerta de invasão de faixa com correção e alerta de atenção para o motorista. Para quem já conhece, esse pacote de equipamentos faz parte de alguns modelos vendidos no Brasil, inclusive parte deles já equipam outros produtos da Ford, tais como Ranger e Focus.


Mas não fica por aí. O Fusion 2019 contempla também alterações no visual, recebendo uma grade atualizada, novos faróis de neblina em LED, lanternas traseiras com layout modificado e diodos emissores de luz, bem como tampa do porta-malas redesenhada. No interior, mudanças no acabamento, mas a composição das versões mudou, ganhando agora a versão S, além da SE, SEL e Titanium. Isto no mercado americano, diga-se de passagem.

Ford Fusion 2019: frenagem automática de emergência é destaque

O Fusion tem ainda na linha 2019 mudanças no conteúdo das versões para os EUA, bem como a ausência do motor EcoBoost 2.0 de 248 cv, que sai de cena. Agora, o sedã mexicano tem apenas os motores EcoBoost 1.5 de 182 cavalos com transmissão automática de seis marchas, além do V6 2.7 EcoBoost na versão V6 Sport, que entrega 330 cavalos e 52,2 kgfm, tendo este retornado ao portfólio com câmbio automático de seis marchas e tração integral.

Porém, para quem quer um híbrido, o Fusion Hybrid 2019 se mantém no lineup, mas sem novidades e apenas na versão Titanium, como aqui. Ele mantém o motor Duratec 2.0 de ciclo Atkinson. Já a versão Energi, que é a plug-in hybrid, o Fusion ganha uma bateria de íons de lítio mais potente, de 9 kWh, suficiente para prover agora 40,2 km de alcance no modo elétrico. A Ford estima em 48% dos clientes usam o carro diariamente sem uso de combustível, se beneficiando apenas da energia proveniente de regeneração e recarga.

Ford Fusion 2019 – Galeria de fotos

 

Ford Fusion 2019: frenagem automática de emergência é destaque
Este texto lhe foi útil??

45 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • O Fusion tá é precisando de uma nova geraçao urgente. O tapa visual na frente até que caiu bem, mas nao consegue mais esconder a idade (é basicamente o mesmo desde 2013). Além disso, enquanto nao resolverem os problemas de ergonomia e qualidade da eletrônica, eu nao voltaria a ter um (apesar dos ótimos motores, seu grande ponto forte).

    • Pelo que andei lendo por ai a ford não vai ter outra geração do fusion, por isso que deram esse tapa ai no visual e tiraram o 2.0 ecoboost… Só espero que não façam o mesmo aqui no br porque se não matam o carro

    • 5 anos é pouco tempo para nova geração. A Ford costuma trocar de geração em 8 anos, com um MCA no meio desse período. Totalmente desnecessário esse facelift de agora. O carro estava com um desenho tão bom que não conseguiram mais fazer algo ainda melhor nessa geração e perderam a mão agora.

    • Ele continua com o melhor custo beneficio da categoria e bonito,acho difícil uma futura geração melhor q esta,dá pra fazer,mas a marca pode não acertar novamente.

    • tenho um 2017!!!e tive um 2016(mesmo do lançamento)…Mudou muito.mais alto mais potente..suspensão recalibrada ótimo som premium…cara estacionei numa vaga de shopping..milimétrico a disposoção do carro…farol full led fantástico..Demais aceso…melhor do que varias marcas premium equivalentes meus amigos com essas marcas fuicaram de bobeira!!!….MAS A FORDO ESTA APRONTANDO ALGO…E NÃO SERÁ BOM!!!

  • Fusion passou por facelift ano passado, já mexeram de novo? Isso sim é questionável, ainda pioraram o parachoque… Horrível essa moldura do faról de neblina. Acho lamentável quando acertam em cheio na mão como no mk2 2013 e depois vão estragando o carro com pequenos facelifts. Até 2013 todos os facelifts da Ford deram muito certo – Fusion mk1,5, Edge mk1,5, Focus mk3,5, Fiesta mk7,5 etc. Depois foi um downgrade atrás do outro.

  • Ficou feio. A impressão é que tentaram dar uma americanizada nele, o deixando com um estilo mais retilíneo. O atual é lindo, pra que mexer?
    Certamente isso não será replicado nem na Europa e nem na China.
    O One Ford foi mesmo para as cucuias, é uma pena.

  • Então vão tirar 66 cv de potência do Fusion não híbrido é isso? No Brasil não vendem a versão de seis cilindros e a híbrida perde 50% do tamanho do parta malas. Então se eu quiser um Fusion com motor tradicional terei que pegar um que anda menos que um Focus, já que tem praticamente a mesma potência e é mais pesado. Vai ter queda de venda absurda se mantiverem essa política. Downsizing é reduzir o tamanho do motor e não a potência junto. Se é para diminuir tudo, tamanho e potência, qualquer idiota faz isso.

  • A notícia está errada. O Ecoboost 2.0 continua sendo standard no Titanium e opcional no SE. O Platinum sai de linha, e o Sport com o Ecoboost 2.7 V6 e AWD continua existindo.

    • The base Fusion S still uses a naturally aspirated 2.5-liter I4 engine, likely producing the same 175 horsepower and 175 pound-feet of torque as before. SE and SEL models get Ford’s 1.5-liter EcoBoost engine, good for 181 horsepower and 185 pound-feet of torque, mated to a six-speed automatic transmission.

      If it’s more power you seek, the Fusion Titanium uses Ford’s 2.0-liter turbo engine, with 245 horsepower and 275 pound-feet. And of course, let’s not forget about the range-topping Fusion Sport, with standard all-wheel drive and a twin-turbo 2.7-liter V6 that produces a healthy 325 horsepower and 380 pound-feet.

      • Eu vi em vários sites americanos que as opções de motores continuam sendo as mesmas, esse texto é de um deles. Também vi sites que não citam o 2.0 entre os motores disponíveis, mas também não dizem explicitamente que ele não vai mais estar disponível. Ou seja, as notícias não são claras. Resolvi então tentar ver no site da Ford dos EUA, e ficou pior ainda! Existe uma notícia sobre o Fusion 2019 mas o texto não é claro (vou tentar colar o link abaixo). O texto diz que o 1.5 vai ser standard nos modelos ‘SE e superiores’, o que pode levar a pensar que ele vai ser usado também no Titanium. Mas por essa lógica ele seria também o motor do Sport, o que não é o caso. Sobre o Titanium é dito apenas que vai ganhar ‘ainda mais tecnologias’, incluindo ACC com stop and go e navegação avançada. Não diz nada sobre não ter mais o 2.0, que é único disponível para o Titanium hoje (sem contar os híbridos).

        Hoje o AWD só está disponível com o motor 2.0 Ecoboost e no Sport. Se o 2.0 vai sair de linha, isso significa que não vai mais existir Fusion AWD a não ser o Sport? Ou vão passar a oferecer o AWD com o motor 1.5? O texto não fala nada sobre isso. Não acredito que a Ford não ofereça mais a opção de AWD em mercados como os EUA e o Canadá.

        O motor 2.5 aspirado não é citado no texto, mas fica implícito que ele continua equipando o S quando é dito que o 1.5 EC é padrão a partir do SE.

        Minha conclusão: a única coisa que muda é que o 1.5 EC passa a ser padrão no SE e no novo SEL. O resto segue como está. Mas evidentemente posso estar errado…

  • Tenho a impressão que a Ford chegou ao limite com o Fusion que ou ela introduz um novo carro para tomar o lugar dele, ou ela toma uma nova identidade visual para a linha.

    Esse visual do Fusion está ficando batido demais… um detalhe aqui e ali, mas o básico continua o mesmo faz uns 5 anos.

    • Minha opinião é a contrária… mudar por mudar só serve para aumentar preço e diminuir disponibilidade de peças. Se o design é bom, que é o caso do Fusion, não vejo necessidade nenhuma de mudar.

      • Concordo plenamente… por isso ficam essas mudanças todo dia… pessoal compra… carro é bom pra que ficar mudando todo ano…tenho o 2014, muito show… até hoje sem nenhum barulho…

  • E assim caminha a humanidade, trocando um sedan espetacular como o Fusion por um SUV feito na base de carro compacto, alto, beberrão e sem espaço, mas custando muito mais. Parabéns pra quem curte…

  • Me sinto traído como consumidor Ford!!! O meu AWD 2017 esta despencando em valor!!! É um excelente carro. Eu tinha um 2016 que arrastava muito o fundo, troquei por esse e o problema foi sanado(nesse recalibraram suspensão,,mais alta). Estava totalmente satisfeito, e agora isso!!! Uma pena!!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email