*Destaque China Ford México Montadoras/Fábricas Sedãs

Ford Fusion deixará o México em 2019 para se tornar chinês

Ford Fusion deixará o México em 2019 para se tornar chinês

De acordo com a Reuters, o Ford Fusion se despede do México em 2019. O sedã grande da marca americana é fabricado atualmente em Hermosillo, sendo importado para o mercado brasileiro através de acordo automotivo com o país da América do Norte. No entanto, isso vai mudar daqui a dois anos.


Segundo três fontes ligadas à Ford, a decisão de encerrar a produção do Fusion no México se dá pela mudança de estratégia da Ford para a virada de 2020. O sedã e seu similar europeu Mondeo, que é feito hoje em Valência, Espanha, serão fabricados em Chongqing, China, onde a Changan-Ford possui uma grande planta de produção.

Ford Fusion deixará o México em 2019 para se tornar chinês

A ideia da Ford é exportar o Fusion/Mondeo para os EUA e Europa, a partir da China. Ou seja, a próxima geração do sedã poderá chegar ao Brasil com a mesma origem. Mas, outro motivo mais crucial para essa mudança de direção da empresa é a queda nas vendas de sedãs e outros tipos de carros, que não sejam crossovers, SUVs e picapes.


Não por acaso, a Ford mudou a planta de produção do Model E para o México, vislumbrando seu provável crossover elétrico e derivados. Outro modelo da marca que seguirá o caminho da China é o Focus, que deixará de ser feito no parceiro latino para continuar a produção na China, embora ainda não se saiba se a produção europeia e a argentina seriam afetadas.

Ford Fusion deixará o México em 2019 para se tornar chinês

Outro que deve deixar a produção mexicana é o Lincoln MKZ, que também deve ser feito na China, especialmente no momento em que a marca premium americana começa a se fixar entre os clientes locais. De acordo com o site Al Volante, ex-executivos da Ford dizem que a operação vai desmantelar a filial mexicana, que perderá em 2018 a produção do Fiesta e já não fará o próximo Focus.

Nessa história toda, ainda tem a declaração do banco JP Morgan de que a Ford sairá de alguns mercados da América do Sul para reduzir os prejuízos obtidos na região. Mas, de qualquer forma, até agora, o único país que está passando por mudanças profundas nas operações da montadora é o México, onde a Ford mantém Hermosillo e Cuautítlan para produção de veículos e Chihuahua, onde faz motores.

Um sindicato de Sonora, estado onde fica a fábrica do Fusion, revelou que a empresa pretende demitir 850 funcionários por causa da queda na demanda de veículos nos EUA. No México, as vendas do sedã grande também não andam boas, tendo ele perdido espaço para Volkswagen Passat, Kia Optima e Toyota Camry. Por aqui, o modelo vendeu 3.907 de janeiro a novembro e é o mais vendido em seu segmento.

Ford Fusion 2018/2019 – Galeria de fotos

 

[Fonte: Al Volante/Reuters]

Ford Fusion deixará o México em 2019 para se tornar chinês
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email