*Destaque *Featured Ford Hatches Linha 2018 Preços Sedãs

Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

ford-ka-trail-lançamento-NA-23-1024x682 Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

O Ford Ka 2018 está disponível nas concessionárias da marca sem alterações em relação a linha anterior. O que aconteceu de novidade foi que o novo Ford Ka 2018 e seu irmão sedã Ford Ka+ 2018 tiveram um aumento de preços geral.



Agora o preço inicial do Ford Ka 2018 na versão hatch é de R$ 44.290, chegando a até R$ 55.390 na versão mais cara. Já o Ford Ka+ 2018 varia entre R$ 47.290 e R$ 61.390 na configuração mais equipada. Ele vem também nas novas versões S e Tecno.

Também não foi agora que o modelo ganhou um câmbio automático ou mesmo o automatizado Powershift, algo que os clientes da marca certamente estão esperando há muito tempo. Mas o que consola os proprietários do Ford Ka 2018 é que ele tem dois motores bem modernos, um 1.0 de três cilindros e até 85 cavalos de potência, e o outro é um 1.5 de até 110 cavalos, ambos entregam um bom desempenho ao Ford Ka.

Lançado em 2014, o Ford Ka da atual geração surgiu como um projeto global com vistas a atender não só o mercado brasileiro, mas também o indiano – onde chegou com o nome de Figo – e o europeu, onde será feito em Craiova, Romênia. Equipado com uma variação da plataforma do New Fiesta, o compacto desenvolvido pela Ford no Brasil substituiu a primeira geração, que havia recebido mudanças importantes por aqui, mas ainda carecia de quatro portas, por exemplo. Ele também usava os velhos motores Zetec também.

O Ford Ka acabou dando origem ao modelo sedã, aqui chamado de Ka+, mas na Índia adota um nome próprio, Aspire. Lá, a diferença também é que ele tem comprimento menor, de até 3,99 m por conta da legislação que beneficia esse porte de veículo. Até o momento, o modelo não derivou qualquer outro produto, nem mesmo uma picape leve, que era algo esperado inicialmente, mas que agora fica claro não ser viável por conta do segmento acima, hoje dominado pela Fiat Toro.

ford-ka-trail-impressões-NA-20 Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

Ford Ka 2018 – detalhes

O Ford Ka 2018 tem um estilo inspirado nos modelos globais da Ford e se destaca pela grande em formato hexagonal, levemente baseada num desenho que seria atribuído à Aston Martin. Os faróis possuem um desenho flechado e o para-choque tem aspecto simples, pouco aerodinâmico.

A carroceria tem lanternas compactas e tampa do bagageiro bem limpa, assim como o protetor traseiro. A carroceria tem aspecto levemente volumado e é bem aerodinâmica com coeficiente de 0,33. Os retrovisores são grandes e possuem repetidores de direção, enquanto as rodas de aço ou liga leve têm aros 14 ou 15 polegadas.

Por dentro, o Ford Ka 2018 apresenta painel muito semelhante ao do New Fiesta, tendo quadro de instrumentos bem compacto e de fácil leitura, console central com display para o sistema SYNC, desenho geral bem moderno e acabamento muito superior ao dos antigos Fiesta Rocam e Ka. O interior não é muito espaçoso, já que o formato interno é mais envolvente. O porta-malas tem 257 litros e fica pouco abaixo da média do segmento. O tanque tem 52 litros para garantir autonomia razoável no caso do etanol.

Medindo 3,88 m de comprimento, 1,72 m de largura, 1,52 m de altura e 2,49 m de entre eixos, medidas que o colocam mais distante do New Fiesta, a fim de não criar um fogo amigo com o compacto premium e ainda promover sua entrada no mercado indiano. Mas, até 2020, de acordo com rumores recentes, o Ford Ka terá mudança de plataforma e pode ficar maior por aqui, visto que a estratégia de globalização One Ford foi abandonada e o New Fiesta não deve seguir adiante, pois a nova geração é exclusiva da Europa.

ford-ka-trail-impressões-NA-18 Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

Ford Ka 2018 – novidades

Recentemente o Ford Ka 2018 ganhou a versão aventureira Trail, que recebeu pneus diferentes e suspensão elevada, bem como reforço na mesma. Além disso, ganhou adesivos exclusivos, bem como acabamento dos bancos com nova padronagem. O Ford Ka Trail 2018 é o que faltava para completar a gama de opções do compacto, embora este ainda deva ao mercado um câmbio automático de seis marchas, como o que foi instalado no Ford EcoSport 2018.

Mais recente são as versões S e Tecno, sendo a primeira sem rádio e a segunda com rodas de aço de 15 polegadas, vidros elétricos traseiros, controle de estabilidade e tração (AdvanceTrac), assistente de partida em rampa, computador de bordo, faróis de neblina e bancos com cores e costuras exclusivas, bem como SYNC e retrovisores elétricos. Todas as versões vem de série com banco de ajuste vertical e a SEL agora tem couro nos assentos.

Nesse caso, devemos esperar pela atualização visual do Ford Ka, que deverá introduzir mudanças no painel, onde a tela de multimídia SYNC 3 deverá ter pelo menos 6,5 polegadas para apresentar os sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, que trarão integração total com aparelhos dotados de Android e iOS. O primeiro, por exemplo, traz os navegadores Google Maps e Waze, este último recentemente atualizado. Câmera de ré será outro recurso a ser usado com a nova tela, bem como melhor visualização do AppLink e da chamada de emergência para o 192.

Ford Ka 2018 – versões

Ford Ka S 1.0 2018
Ford Ka SE 1.0 2018
Ford Ka SE Plus 1.0 2018
Ford Ka Tecno 1.0 2018
Ford Ka Trail 1.0 2018
Ford Ka SEL 1.0 2018
Ford Ka SE 1.5 2018
Ford Ka SE Plus 1.5 2018
Ford Ka Trail 1.5 2018
Ford Ka SEL 1.5 2018

ford-ka-trail-lançamento-NA-3-1024x769 Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

Ford Ka 2018 – equipamentos

Ford Ka S 1.0 – De série com motores 1.0 3C Ti-VCT/1.5 Sigma Ti-VCT, ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros elétricos com one touch para o motorista, travas elétricas, rodas de aço aro 14 polegadas com calotas, pneus 175/65 R14, airbag duplo, freios ABS com EDB, trava elétrica do porta-malas, indicador de marcha, faróis com máscara negra, limpador/lavador e desembaçador do vidro traseiro, Isofix, maçanetas e espelhos retrovisores externos na cor do veículo, chave canivete com controle remoto, coluna de direção ajustável em altura, banco traseiro bipartido, banco do motorista com ajuste de altura e My Ford Dock, suporte para celulares.

Ford Ka S 1.0/1.5 – Itens acima, mais sistema de som My Connection com comandos de voz, USB, Bluetooth

Ford Ka SE Plus 1.0/1.5 – Itens acima, mais vidros traseiros elétricos e sistema de áudio SYNC com AppLink e Assistência de Emergência.

Ford Ka Tecno 1.0 – Itens acima, mais rodas de aço de 15 polegadas, vidros elétricos traseiros, controle de estabilidade e tração (AdvanceTrac), assistente de partida em rampa, computador de bordo, faróis de neblina e bancos com cores e costuras exclusivas, bem como SYNC e retrovisores elétricos.

Ford Ka SEL 1.0/1.5 – Itens acima, mais banco do motorista com ajuste de altura, AdvanceTrac com controle eletrônico de estabilidade e tração (ESC e TCS), assistente de partida em rampa (HLA), computador de bordo, alarme volumétrico, rodas de liga leve aro 15 polegadas, pneus 195/55 R15, faróis de neblina, lanternas traseiras escurecidas, bancos em couro e retrovisores elétricos.

Ford Ka Trail 1.0/1.5 – Itens da versão SE, mais apliques estéticos nos para-choques, adesivos externos exclusivos, padronagem de bancos e portas “Trail”, bancos parcialmente em couro, maçanetas e retrovisores na cor cinza, rodas de liga leve aro 15 polegadas, pneus mistos 185/65 R15 ATR, soleiras das portas dianteiras e rack de teto.

Ford Ka 2018 – preços

Confira abaixo os novos preços da linha Ford Ka 2018, com os preços entre parênteses os praticados na linha anterior, 2017:

Ford Ka S 1.0 2018 – R$ 44.030
Ford Ka SE 1.0 2018 – R$ 45.030
Ford Ka SE Plus 1.0 2018 – R$ 46.590
Ford Ka Tecno 1.0 2018 – R$ 48.390
Ford Ka Trail 1.0 2018 – R$ 48.430
Ford Ka SEL 1.0 2018 – R$52.290
Ford Ka SE 1.5 2018 – R$ 49.340
Ford Ka SE Plus 1.5 2018 – R$ 50.890
Ford Ka Trail 1.5 2018 – R$ 52.740
Ford Ka SEL 1.5 2018 – R$56.590

Na gama do Ford Ka 2018, praticamente todas as versões receberam reajustes de R$ 500, com exceção dos modelos SE Plus e SEL, ambos com motor 1.5, que ficaram mais caros em R$ 700. O Ford Ka+, por sua vez, ficou mais caro em R$ 500 apenas na versão de entrada, sendo que as demais receberam reajustes de R$ 600 ou R$ 700, neste caso na variante topo de linha.

Os preços contidos mantém o Ford Ka 2018 numa boa posição, fazendo-o ser o terceiro carro mais vendido em 2017 e também o terceiro nas vendas mensais, garantindo à Ford uma posição melhor no segmento de automóveis, mas ainda assim insuficiente para manter-se em definitivo no quarteto líder, dada à presença constante de Hyundai e Toyota brigando por esta posição.

ford-ka-trail-impressões-NA-47 Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

Ford Ka 2018 – motor

O Ford Ka 2018 utiliza basicamente dois motores. Um deles é simplesmente chamado de 1.0 3C Ti-VCT, que é o mais recente. Este propulsor é fabricado em Camaçari-BA e utiliza um bloco de três cilindros feito em ferro fundido, mas com cabeçote e cárter em alumínio. Além disso, tem quatro válvulas por cilindro, duplo comando de válvulas variável e coletor de escape integrado ao cabeçote.

De concepção moderna, embora com  bloco de ferro, o 1.0 3C Ti-VCT é um pequeno, mas forte motor, que entrega 80 cv com gasolina e 85 cv com etanol, sendo o mais potente do mercado com suas características – que não envolvem o emprego de turbocompressor ou injeção direta de combustível – ambos a 6.500 rpm.

Além disso, o pequeno 1.0 3C Ti-VCT fornece também bom torque em baixas rotações e entrega 10,2 kgfm na gasolina e 10,7 kgfm no etanol, obtidos à 3.500 rpm. Este motor faz o Ford Ka 2018 ir de 0 a 100 km/h em 13,9 segundos e proporciona velocidade máxima de 166 km/h. O consumo com etanol é de 8,9 km/litro e 10,4 km/litro na estrada, enquanto com gasolina ele faz 13,0 km/litro no ciclo urbano e 15,1 km/litro no rodoviário. O motor trabalha apenas com câmbio manual de cinco marchas.

O outro é um velho conhecido, que faz parte da família Sigma, que já tem muitos anos de uso na Ford. O propulsor tem 1,5 litro, quatro cilindros, duplo comando de válvulas variável (Ti-VCT), 16 válvulas no total e injeção eletrônica multiponto. Feito em Taubaté-SP, este motor ainda se sustenta na gama da Ford nacional por ainda não haver um substituto, mas tem suas qualidades.

O 1.5 Sigma Ti-VCT entrega 105 cv com gasolina e 110 cv com etanol, ambos a 5.500 rpm, enquanto os torques são de 14,6 kgfm no derivado de petróleo e 14,9 kgfm no derivado da cana, ambos a 4.250 rpm. Ele também trabalha apenas com câmbio manual de cinco marchas no Ford Ka 2018, que assim acelera até os 100 km/h em 10,5 segundos e alcança velocidade máxima de 181 km/h. Isso fazendo 7,9 km/l com álcool e 11,5 km/l com gasolina na cidade, enquanto na estrada entrega 9,5 km/l com álcool e 13,6 km/l com gasolina.

ford-ka-trail-impressões-NA-43 Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

Ford Ka 2018 – desempenho

O Ford Ka 2018 quando utilizando o motor 1.0 3C Ti-VCT tem um bom desempenho na categoria. O propulsor de três cilindros entrega boa disposição em baixas rotações, sendo suave em funcionamento e vibrando muito pouco, já que se trata de uma característica de motores de três cilindros.

Com 80 cv com gasolina e 85 cv com etanol, o pequenino também entrega 10,2 kgfm na gasolina e 10,7 kgfm no etanol, tendo bons números para um 1.0 aspirado. O propulsor responde bem entre 1.500 e 2.000 rpm, sendo até 2.500 rpm sua faixa ideal de funcionamento. Ele roda a 3.500 rpm quando está a 110 km/h, obtendo assim um bom rendimento em consumo e ruído, que é mais adequado que o do 1.5 Sigma Ti-VCT.

O câmbio manual de cinco marchas tem bons engates e trabalho suave, além de precisão. O escalonamento das marchas é adequado para a proposta do Ford Ka 2018 e tem ainda a ajuda da embreagem de acionamento macio. Na aceleração de 0-100, o Ford Ka 1.0 2018 leva 13,9 segundos de 0 a 100 km/h com máxima de 166 km/h. Dessa forma, o consumo do compacto 1.0 é de 8,9 km/litro e 10,4 km/litro com etanol e 13,0 km/litro e 15,1 km/litro com gasolina, respectivamente em cidade e estrada.

O Ford Ka 1.0 2018 tem uma proposta muito boa e apresenta uma condução mais focada no uso urbano, mas não se entrega quando a missão é encarar uma estrada, desde que não esteja completamente carregado, pois aí o motorzinho não dará conta do recado e o pior, sem potência disponível, fica à mercê do tráfego de veículos mais lentos e apresenta consumo muito elevado, mais até do que o irmão mais potente, o 1.5 Sigma Ti-VCT. Então, se a missão não é estar sempre na estrada e sim no cotidiano urbano, então este é uma escolha importante.

Já em relação ao Ford Ka 1.5 2018, o compacto da marca americana tem uma performance bem melhor de modo geral, embora perca em esperteza nas rotações mais baixas. Como usa um quatro cilindros de concepção mais antiga que o 1.0 3C Ti-VCT, o velho 1.5 Sigma Ti-VCT apresenta lentidão em respostas nas saídas, embora haja com presteza acima de 2.500 rpm, sendo os 3.000 rpm seu melhor rendimento em performance diária. Os torques de 14,6 kgfm no derivado de petróleo e 14,9 kgfm no derivado da cana são suficientes para uma condução confortável, embora como mencionado, precisam de mais giro para dar o que prometem.

De funcionamento suave, o Ford Ka 1.5 2018 tem no motor 1.5 seu aliado para encarar estradas e ter uma vida a bordo mais tranquila nesse ambiente. A rotação do motor fica um pouco acima dos 3.000 rpm quando em cruzeiro, dando ao carro uma boa média rodoviária de 9,5 km/l com álcool e 13,6 km/l com gasolina. Os 105 cv com gasolina e 110 cv com etanol garantem uma boa resposta ao acelerador, dando ao hatch um desempenho animador com retomadas adequadas e aceleração vigorosa, indo de 0 a 100 km/h em 10,5 segundos e com velocidade máxima de 181 km/h.

O câmbio manual de cinco marchas no Ford Ka 1.5 2018 tem as mesmas boas características da versão 1.0, sendo bem adequadas ao propósito do modelo. De modo geral, o compacto tem bom ajuste da suspensão, filtrando bem as irregularidades do solo, bem como estabilidade adequada. A direção elétrica é muito leve, mas ao mesmo tempo bem precisa em velocidade, garantindo segurança ao condutor. Os freios também são suficientes para o Ford Ka 2018, embora os dianteiros tenham discos sólidos na versão 1.0.

A posição de dirigir é correta e o cockpit é envolvente, não dando tanto a impressão de espaço que se espera dele. Atrás, o espaço para as pernas é reduzido, como esperado. Já o porta-malas é mediano. O Ford Ka foi feito mesmo para quatro adultos e uma criança no meio. Mas, os fixadores Isofix ficam nas laterais, junto com os cintos de três pontos, pois o central é subabdominal. Mesmo assim, parece que o modelo caiu no gosto do consumidor brasileiro.

De janeiro a julho, o compacto da Ford emplacou 51.898 unidades no Brasil, colocando-o na terceira posição, atrás de Chevrolet Onix 2018 e Hyundai HB20 2018. Em julho, o Ford Ka 2018 vendeu nada menos que 7.248 exemplares, continuando na terceira posição. Isso mostra o sucesso do discreto – pouco marketing no mercado – hatch de entrada da marca americana, que pode ter dias melhores quando adotar o desejado câmbio automático – disponível nos concorrentes – bem como multimídia SYNC 3 com Android Auto e Car Play. Um novo motor para substituir o 1.5 Sigma Ti-VCT seria interessante, mas este ficará para a próxima geração, devendo ser um 1.2 3C Ti-VCT (indiano) com potência e torque similares.

ford-ka-trail-lançamento-NA-8-1024x726 Ford Ka 2018: preço, fotos, versões, consumo, desempenho e detalhes

Ford Ka 2018 – consumo

Ford Ka 1.0

Consumo na cidade – 8,9 km/l com álcool e 13,0 km/l com gasolina

Consumo estrada – 10,4 km/l com álcool e 15,1 km/l com gasolina

Ford Ka 1.5 

Consumo na cidade – 7,9 km/l com álcool e 11,5 km/l com gasolina

Consumo estrada – 9,5 km/l com álcool e 13,6 km/l com gasolina

Ford Ka 2018 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.0

Preços 1.5

10.000 km

R$ 268

R$ 268

20.000 km

R$ 344

R$ 344

30.000 km

R$ 428

R$ 428

Ford Ka 2018 – ficha técnica

Motor

1.0 3C

Sigma 1.5 Ti-VCT

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

3 em linha

4 em linha

Cilindrada em cm3

997

1499

Válvulas

12

16

Taxa de compressão

12:1

11:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 80 cv @ 6500 rpm / Etanol: 85 cv @ 6500 rpm

Gasolina: 105 cv @ 5500 rpm / Etanol: 110 cv @ 5500 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 10,2 kgfm @ 3500 rpm / Etanol: 10,7 kgfm @ 3500 rpm

Gasolina: 14,6 kgfm @ 4250 rpm / Etanol: 14,9 kgfm @ 4250 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 5 marchas

Manual 5 marchas

Freios

Tipo

Disco / tambor

Disco ventilado / tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Aço aro 14 polegadas / Liga Leve aro 15 polegadas

Liga Leve aro 15 polegadas

Pneus

175/65 R14 / 195/55 R15

195/55 R15

Dimensões

Comprimento total (mm)

3886

3886

Largura sem retrovisores (mm)

1695

 1695

Altura (mm)

1525

1525

Distância entre os eixos (mm)

2491

2491

Capacidades

Porta-malas (litros)

257

257

Tanque (litros)

52

52

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

453

416

Peso em ordem de marcha (kg)

997

1034

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,338

0,338

Ford Ka 2018 – fotos

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

4.0

  • fschulz84

    Prospera hu3zil!!!

    • Gustavo73

      E hoje não é sexta!

      • fschulz84

        Não existe mais data definida para o “decreto” da prosperidade. Agora todo dia é dia de happy hour!

        Isso só mostra como o filósofo “Fanjos Supremus” sempre previu corretamente o futuro da prosperidade na hu3lândia!

        • Gustavo73

          Pois é. A gente está rindo pois chorar não vai mudar nada.

        • Fanjos

          Não posso ter todo o credito só estou interpretando Nostradamus:
          “E no fim dos tempos haverá prosperidade….

          de preços”

          • Luis Burro

            Detalhe q no brasil fim dos tempos significa em poucos meses.

      • Franco da Silva

        O Ka vi o Cross up! ali, sozinho na casa dos 55 mangos e foi lá fazer companhia.
        Mas ainda prefiro o TSI.

        • Mario

          Incrível.

    • ObservadorCWB

      Ka ? 61 K ? kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakaaka

  • joao vicente da costa

    Não sei nem mais o que comentar…

    • Eduardo

      Idem.

    • Luis Burro

      Já nem quero saber dos automóveis do Brasil! Acompanho o site pq gosto de engenharia e dos testes e comparativos internacionais.

  • carroair30

    2 pescador bem simples conversando na beira do rio sobre essa materia : ……oh cumpadre mas pagar 61.000 reais num KA eu preferiro intera um pouquinho mais e pega um esseuve!!!……o outro responde: verdade cumpadre esse KA num vale isso tudo nao sô !!!

    • Vin_T

      ??????

    • Lucas Campos

      Hum???
      Antes um dissesse ao outro:
      Tem Argo melhor que ler isso!

  • Ricardo

    Barato, ainda não chegou nos 70 mil! Hehe

  • Ric53

    Ford Ka Trail 1.5: R$ 52.490 (R$ 51.990) kkkkkkkkkkk

  • Ric53

    Vontade de mandar a Ford enfiar esse Ka no…!!!!!!!

    • Ítalo Figueirôa

      Ku kkkkkkkkkkkkkkk

  • Luiz Pereira

    Daqui a umas três semanas a Ford anuncia mais um aumento de preços. Logo depois, vão chorar para o governo, dizendo que as vendas estão baixas.

  • Victor Hugo

    O que tem a mais no ka + sel plus?

    • Alexandre Maciel

      Letras na tampa da mala, provavelmente. Hahaha…

    • Cleidson

      A SEL Plus trm bancos de couro e sensor de estacionamento.

      • Dudu Pimentel

        Bancos de couro em um carro de entrada? Está melhor que o Onix, cujo banco é parcialmente de couro…se é para pagar caro, melhor pagar por um modelo mais e melhor equipado.

  • gregorioalan

    Bom, ta na média do segmento, a questão é que Eu não acho o mais bonito e mais bem acabado da categoria… não atoa que vejo sempre em promoção por 40k…

  • Gustavo73

    Mudando de assunto parece que amanhã teremos mais o anúncio do resultado de mais um teste da Latin. Será que a Fiat vai nos surpreender com o teste do Argo.

    • invalid_pilot

      Se for, vai ser algo que vai dar um boom no Argo vs Onix.

      Se bem que quando leio comentarios dos proprietários de Onix na pagina do Facebook me bate depressão. Vários dizendo que as 0 estrelas é coisa da concorrência e etc.

      • Matafuego

        De certa forma eles têm razão. É só pegar os carros da concorrência e fazer o teste p/ vc ver se não sai mais uns 0 estrelas… :D

        • invalid_pilot

          Eu já era pouco simpatico pelo Onix devido a motorizaçao jurássica, depois de 0 estrelas nem cogito.

          Há um pequeno carro que certamente se fosse re-testado não tiraria 0 estrelas.

          • Matafuego

            Particularmente não cogito nenhum Chevrolet abaixo da Tracker. Tô fora de carros feitos exclusivamente para o exigente mercado Brasileiro. O mesmo vale para as outras montadoras.

            • invalid_pilot

              A Tracker nem se compara ao Onix. Conheço gente próxima que tem esse modelo novo e o carro é fantástico. Injustiçado por nao ter ESP e ter espaço interno menor que os demais concorrentes. Cruze compraria de olho fechado tbm.

              • Matafuego

                Se eu fosse comprar um sedã médio seria o Cruze. O Focus ficaria como segunda opção por causa do motor aspirado, apesar do design dele ser mais bonito (na minha opinião).

    • SDS SP

      Pode ser o Kwid que está em vias de ser lançado. Seria legal e ajudaria no marketing do carro, já que à Renault diz que não queria errar no lançamento.

      • Gustavo73

        Pelos valores aventados seria uma grata surpresa um resultado positivo.

        • SDS SP

          E calaria à boca das mães Dinah rs…35k com ESP e 4AB…custo a acreditar nesses preços e equipamentos.

          • Ducar Carros

            Vejam o preço do Kwid (geralmente é o básico que dão em promoções) que saiu na promoção da Ipiranga: https://www.kmdevantagens.com.br/wps/portal/kmv/c/promocoes/p/promocao-rir-renault/regulamento-brasil

            “Automóvel 0km da marca Renault, modelo Kwid, motor 1.0, 4 portas, ano de fabricação 2017, ano modelo 2017/2018, cor sólida disponível na entrega no valor de R$ 40.000,00”

            • Ângelo Luis Lopes Mello

              Esse valor aí deve ter sido colocado pra cumprir o regulamento da Caixa Econômica Federal sobre promoções. Chutaram o valor pra poder colocar a promoção na rua, provavelmente pq quando submeteram o regulamento à Caixa, a Renault ainda não tinha fechado o valor do carro (ou tinha e não quis informar). Acho difícil a Reanlt anunciar que vai vender por 29 e lançar por 40. Por 31 eu acredito, por 40 não.

          • Gustavo73

            Foi um Renault e se saiu muito bem. Mas não é o Kiwd.
            Captur 4 estrelas adulto 3 estrelas crianças.

        • ViniciusVS

          Mais que isso, pelos valores apresentados pode zerar em tudo que o povo vai comprar.

          É preço em primeiro lugar. A maneira mais barata de ter um “Nano SUV”

    • Moreno Rocha

      Eu torço fortemente por um bom resultado da Fiat com o Argo (Tanto em vendas como em Crash Test). Mas é mais pra tirar da GM essa soberba de carrinho bonitinho mais ordinário que vende demais, e obrigá-la a melhorar seu caixãozinho sobre sodas. Poucas montadoras no Brasil tem estrutura pra causar isso (Nomeadamente, VW e Fiat).

      • Gustavo73

        HB20, Ka, Etios e até o Fox tem estrutura melhor que o do Onix. Mas isso não se reflete nas vendas. Bater no Onix é fácil na segurança. Mas nas vendas…

        • Moreno Rocha

          Mas esse é o ponto, justamente. Se o Argo conseguir avançar o Onix em vendas, a GM vai ter que responder, porque hoje o holofote é dela. Se ele tirar pelo menos 3-4 estrelas no Crash Test, a Fiat só não vai divulgar na mídia inteira se não quiser, porque esse é um dos maiores pecados do Onix. Ambas as marcas possuem um alcance muito similar no Brasil, com aproximadamente 600 concessionárias cada uma (http://www.gmpublicpolicy.com/media/br/pt/chevrolet/news.detail.print.html/content/Pages/news/br/pt/2016/may/0525-concessionarias.html?id=1496851778868, http://www.automotivebusiness.com.br/noticia/19979/fiat-automoveis-comemora-38-anos-no-brasil ), e a FIAT também é uma montadora “tradicional” no país. Portanto, agora é aguardar o resultado disso e ver se a italiana fez o dever de casa direitinho.

          • Gustavo73

            O mercado ainda não se preocupa com segurança. O preço principalmente na categoria conta muito. A Fiat falou em 6 mil Argos por mês como objetivo, o Onix vende o dobro.

            • Moreno Rocha

              De acordo. O brasileiro nunca ‘precisou’, até porque só recentemente muita gente passou a saber o que é Airbag e ABS. Mas a tendência é isso ficar em voga cada vez mais. Um bom sinal é que a classificação zero do Onix saiu em tudo que é mídia, que em outros tempos seria devidamente abafado. O Argo aparentemente é um projeto muito mais sofisticado que o Onix, faz sentido essa previsão da Fiat, até pra não se atrapalhar na fabricação dele.

  • Leonel

    R$62 mil e sequer oferece um câmbio automático…vergonhoso.

    • Dudu Pimentel

      Nesse ponto, o Onix sai na frente, pois desde da versão LT 1.4 pode vir com câmbio automático…a Ford deveria rever os equipamentos: um carro desse não precisa de banco de couro…é melhor ter câmbio automático…deixa o banco de couro como opcional…tb merecia um volante com funções nos 2 lados na versão mais cara pelo menos.

      • Cleidson

        Ka tem ESP, já tem mais segurança q o Ônix.

        • Dudu Pimentel

          E tb tem assistente de partida em rampas na versão SEL 1.5.

  • Brasil_MG

    Ford Ka chega nos R$ 61.000(tabela), mas na prática quem tiver R$ 56.000 também leva…

    • Dudu Pimentel

      Tem razão: minha mãe comprou um Ka SE Plus 1.0 que de 47 mil, ela levou por 45 mil reais pq comprou a vista…e ainda teve sensor de estacionamento instalados, frisos laterais personalizados e vidros elétricos nas portas traseiras…todos os concorrentes, com esses equipamentos não saíriam por menos de 48 mil reais se tivesse esse pequeno desconto…o único quesito que ele deixou a desejar foi no porta-malas, que tem uns 260 litros, menor que o do Onix (280 litros) e HB20 (300 litros)…porém é o mais potente da categoria (85 cv no etanol) e na época era o mais torcudo (10,7 kgfm), já que hj, o Mobi 1.0 GSE tem 10,9 kgfm no etanol), sem flar que faz fácil 13 km/l na estrada e uns 10 km/l na cidade (gasolina) e uns 10 km/l e 9 km/l (etanol)…ou seja, um carro que anda bem e ainda bebe pouco.

      • MauroRF

        Comprei um 1.0 2018 SE, o básico, por 39,6 k em abril. Viajei 700 km na última semana. Pouco usei o ar porque anda fazendo frio por aqui, porém, fiz algumas medições, sempre com etanol. Como o carro ainda está pouco rodado (1800 km neste momento), eu ando “forçado” em algumas ocasiões, para que seja mais bem amaciado, e na manha em outras. Em suma, a pior média foi de 10,9 km/l andando chutado 80% do percurso da medição (180 km) e ar ligado metade do caminho. Chutado leia-se pegando de 120 a 160 km/h, média de 140 km/h constantes na Castello Branco (gente, sei que é velocidade acima do limite, mas o fiz em segurança, em momento de pouco movimento, para testar o consumo do carro). Em outro percurso também de aproximadamente 200 km, rodei metade chutado, metade na manha (100-110 km/h), ar desligado, fez 13 km/l. Em outro percurso, 260 km, 50% chutado e 50% na manha, ar desligado, 12,5 km/l (carro carregado). No trânsito urbano, no ABC, onde moro, cujo trânsito é mais pesado e tem mais aclives, fez 9 km/l na última medição, ar desligado. Aqui no interior de SP onde estou, cidade média, trânsito de leve a no máximo médio, sem grandes aclives, mas com muitas lombadas, estou fazendo 10 km/l, ar ligado em 20% do tempo no máximo. Falta eu fazer um teste de cidade com ar ligado o tempo todo e de estrada com ar ligado o tempo todo (se possível, carregado e descarregado, andando chutado e na manha). E depois ir medindo quando o carro estiver totalmente amaciado. E depois fazer todos esses testes, se possível, com gasolina.

        Em relação ao desempenho, esse 1.0 me surpreendeu na estrada. Eu esperava um desempenho mais fraco, mas esqueça aquilo que se conhece de 1.0 aspirado. Ligando o ar perde pouca coisa. Manter 140 km/h numa pista duplicada é moleza. Ultrapassar em pista simples, sabendo usar o câmbio, é tranquilo. Motor não é barulhento em estrada.

        • Dimitri Martinez

          Legal cara. Tenho um 16/17 SE 1.0, tirei em novembro/16 e está hoje com pouco mais de 13 mil km. Ontem a média com etanol, somente cidade, 50% ar ligado, fez 9,6km/l. Quando ele tinha 2000 fiz uma viagem e aproveitei para tirar a media de gasolina na estrada. 2 pessoas, ar ligado 100% tempo, fez 16,8 km/l. Por enquanto vem surpreendendo positivamente.

        • Dudu Pimentel

          Pois é…tb achei que ele seria como qualquer outro 1.0…mas na realidade, ele tem bem mais disposição para ganhar velocidade que qualquer outro 1.0…talvez o Mobi sendo mais leve e mais torcudo, sai melhor da inércia do que ele (O Ka pesa quase 1100 kg e o Mobi menos 1000 kg), mas duvido que se botarem os 2 em uma reta, o Ka vai perder, mesmo pesando mais. O Ka tb tem um espaço surpreendente, sendo melhor até do que Fiesta (que é maior).
          Acho que o Ka mudanças mecânicas e assim, o carro teria mais e melhores opções de motor: 1.0 aspirado, 1.0 Ecobost (125 cv) 1.5 3 cilindros Dragon (135 cv), sendo o 1.0 Ecoboost substituíria o 1.5 16V atual e o Dragon viria para adicionar.
          Os câmbios passariam a ter 6 marchas e ele ainda ganharia câmbio automático para o Ecoboost e o Dragon.

      • Lucas Campos

        Essa de comprar a vista n existe. Se vc financiar, a concessionária recebe a vista do mesmo jeito. E se vc financiar pelo banco da montadora, a concessionária deve levar mais uma graninha extra.

  • Mr. Car

    Êita!!! Logo só vou poder comprar mesmo um Renault Kwid. E isso se vier nos preços que estão dizendo.

  • RODRIGO

    aumentou o preço pq ficou na vice-liderança do mes de maio!

  • Ramon Grigio

    Ka 1.5 ainda é mais barato que um certo 1.0tsi da vw (e olhe que gosto dele). Segue o bonde…

  • Aruaru Bari

    kkkkkkk! Daqui a pouco o Ka vai custa 100 mil. Tá de sacanagem dona Ford.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    61 mil sem cambio automático? ahahahhahahahhahha

  • Wagner Lopes

    Versão 1.5 por 50K…vou continuar feliz nos usados mesmo…

  • Leandro

    44 mil em um carro de entrada, com motor 1.0 e sem computador de bordo e vidros elétricos traseiros, tá difícil comprar carro zero no Brasil.

    • Pablo Moreira

      Não esquece dos retrovisores com comando manual…

      • Fanjos

        Calotas e sem farol de neblina, sem ajuste de altura do banco

      • Leandro

        Pelo menos tem comando. A S10 Advantage, que custa 92k nem isso tem.

  • Raul Pereira

    Eu acho que todas as nossas piadas já estão acabando ¬¬’

    • DevXav

      Não subestime o Hu3zil e a capacidade da população em se superar negativamente.. hahaha

      • Raul Pereira

        Mas com todos esses aumentos quase semanais fica difícil inventar piadas novas pra não se deprimir kkkk

        • fschulz84

          Relaxa, no que se refere a hu3zil, nunca podemos dizer que não iremos mais nos surpreender!

  • Cleidson

    No lançamento comprei o SEL 1.5 por 45k. Hoje compra um Ka SE 1.0. Que tristeza.

  • Cincinato

    Essa era a tal meta de Dilma.

    Dobraram mesmo a meta.

  • Anderson Trajano

    De repente o Argo ficou adequado. Ka a 44K, Onix a 47k, Foxssauro a 46k e UP a 48k.

  • Elfo Safadão.

    Corte o papo furado, hora do churrasco Fanjos…

  • delvane sousa

    Cade o cambio automatico ford?

    • Dudu Pimentel

      Pois é…o Onix continua sendo o único da categoria a ter câmbio automático (March é CVT e acho que só tem na versão SL…me corrija se eu estiver errado).

  • Evandro

    e ai, vão dizer ainda que compensa mais que o Argo?

  • Decisão bem estranha…

    A própria linha 2018 estava sendo vendida a R$39.990,00.

  • Jose Antonio

    Triste mesmo é saber que esses valores são só referência porque quando você chega na concessionária o preço é outro, no site da Fiat por exemplo à toro vulcano é 130.000,00 mais na concessionária aqui em Brasília custa 146.000,00

  • afonso200

    e pensar que lançaram ele a 37990

    • Wender Zuccolotto

      R$35.490 meu camarada… Valor que eu paguei no meu 1.0 SE (é só ganhei película e sistema de levantamento dos vidros, que, diga-se de passagem, não funcionam até hoje!!)

  • Alessandro Vallone

    61 mil num Ka Sedan? E pensar que vendi meu Fusca turbo 2015 por 85 mil. O mercado enlouqueceu, sem chance ter carro zero

    • Dudu Pimentel

      Eu tb acho que agora é hora comprarmos carros usados…sabe pq mtos não fazem isso?
      1 – Carros usados dependem mto de quem foi o dono
      2 – A pessoa vai ter correr atrás de saber se o antigo dono cuidou bem do carro
      3 – A pessoa vai ter correr atrás de saber como solucionar os possíveis problemas do carro em questão
      4 – O item 3 dá um puta trabalho e mta gente não quer perder tempo com isso
      5 – As pessoas julgam mais fácil comprar um carro zero sob alegação que eles não tem nada prá fazer ou prá arrumar pq são 0 km.

      sobre os preços dos carros:
      1 – Já sabendo que as pessoas preferem carro 0 km, as montadoras lançam um carro com um preço X…
      2 – As montadoras perceberam que o brasileiro, na maioria das vezes, não pesquisa preço, equipamentos de série, opcionais, enfim e coloca na balança oq lhe é mais importante…apenas vão lá, olham o carro e no máximo fazem test-drive para ver se o carro é comfortável e bom dirigir…se gostarem, fecham negócio sem nem ver os concorrentes.
      3 – Se elas(montadoras) notarem que as vendas estão satisfatórias, elas mantém o preço (o famoso “se colar, colou”)

      Oq eu não entendo é o seguinte: quando se trata de roupa, calçado, brinquedo, material escolar e etc, as pessoas sempre compram o melhor que o dinheiro pode pagar…e veem inclusive a qualidade dos materias…então pq ao pensar em comprar um carro 0 km, as pessoas cagam na hora? Comprar carro 0 km, sobretudo no Brasil, é algo para poucos, e muitos de nós não ganhamos dinheiro para comprar o primeiro carro que vier pela frente sem nem preocupar com qualidade dos carros…deveríamos valorizar mais o nosso suado dinheiro, concorda? Fica a dica para os brasileiros que compram o carro somente pela beleza, comforto e posição dirigir…um carro é muito mais do que isso, sejamos mais exigentes!

      • Alexandre Borges

        Eu só compro carro com no maximo 1 ano de uso.

        1) A quantidade deles aqui no parana é considerável.
        2) Pelo tempo de uso ainda estao na garantia da fabrica e pouco rodados.
        3) Dou preferência pra pegar o carro no seminovos de uma concessionaria (vem com nota e todo suporte).

        Nunca tive dor de cabeça e ja compro o carro desvalorizado. Ano passado peguei um Logan Dynamique completo por 45mil, o mesmo zero estava custando 57 mil. Estava com 5mil/km rodados. NOVO.

        • Dudu Pimentel

          É exatamente isso que eu costumo flar: se pesquisar, dá para comprar um bom ou até excelente usado…vc mesmo comprou um Logan com pouca quilometragem e ainda economizou 12 mil reais…muito bom, meu amigo…parabéns pelo negócio ;)

      • Leonardo Lima

        Carro usado é uma questão de preço. Inegavelmente, existe um fator de risco associado à procedência, e esse risco precisa estar refletido no preço para a compra ser vantajosa. Nem sempre o usado será mais barato, se existirem promoções, descontos, taxa de juro zero, etc, a equação desequilibra em favor do 0km. Lembrando que parte da distância entre o preço do usado e do zero é recuperada no momento da revenda, pois o zero sempre vai valer mais na tabela. E que, via de regra, um 0km vai custar menos em manutenção. Pessoalmente, eu considero R$10.000 como a diferença de valores que justifica abrir mão do 0km, se a diferença for menor não vale a pena. Dito isso, temos que reconhecer que a conjuntura em 2017 é totalmente favorável aos usados. A oferta de bons modelos seminovos é enorme, os 0km subiram de preço de forma tão desproporcional que a diferença muitas vezes passa de R$20 mil, em modelos mais caros. Se posso comprar um seminovo seguro, espaçoso, equipado, etc., porque vou arriscar o meu pescoço com Ônix e QQs da vida? Entre o risco físico da insegurança e o risco financeiro da má procedência, eu fico com o segundo, que pode ser mitigado contratando uma simples perícia cautelar.

  • Gabriel Mazzi

    O problema não é nem o preço alto, o problema maior é que seus concorrentes são mais equipados e vem com câmbio automático nessas versões topo.

    • LEONAM FERRO SERAFIM

      mais equipados, como? Ele tem os melhores motores nas duas versões (1.0 e 1.5) e itens que nenhum carro da concorrência tem e até em carros maiores são ausentes, TC,ESP, Hill Holder, Assistente de emergência, etc..

      • Lucas Campos

        Já é o 1.5 de 3 cilindros?

  • Jorge Mendonça

    Yhoooooooooo! E tome aumento de preço!!!!!!!Parece até que este disco está arranhado!!!!! Como diz Boris Casoy:- É uma vergonha!!!! Logo, logo, aqui no Brasil, para comprar um carro popular, de entrada, o trabalhador terá que juntar 30 anos de salário + venda de uma casa + 3 terrenos + FGTS 30 anos + financiamento de 50% do valor restante com suaves parcelas de R$ 2.000,00 em 72 vezes, ufa! Aí sim, compra um caranguinho!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Roger Ferraz

    Todos os meses as montadoras repassam a inflação para o preço dos carros. Mas os salários da população ficaram pra trás faz tempo. Aí ficam fazendo ” taxa zero , bõnus, FIPE no usado que entra na troca ” e etc, pra tentar vender alguma coisa…

    • cepereira2006

      A inflação vem caindo mês a mês. O INPC acumulado de um ano inteiro está menos de 4%. Aumentaram 500 paus em um carro de 50,000, logo, a inflação de mais de 4 meses. Se fosse para repor a inflação do mês, teriam que aumentar 125 reais. Foi um aumento exagerado.

  • Aristarco Pederneiras

    Juro que não levei fé na reportagem e achei que fosse erro de digitação… Um Ford KA custando R$61k+???? Absurdo! Por mim vai enferrujar nos pátios!!!! Ka r a l h o!

    • Dudu Pimentel

      Onix LTZ, HB20 Premium 1.6 16V, Gol Highline, March SL estão tudo nessa faixa de 55 – 60 mil reais…e pior que alguns deles ainda usam direção com assistência hidráulica…parece que pararam nos anos 90…Hyundai, VW, estamos no final da primeira década dos anos 2000…direção hidráulica já era faz uns 10 anos pelo menos.

  • Natán Barreto

    Nada de câmbio automático ainda pra essa bagaça né?

  • Louis

    Por essas que o Chery QQ está aumentando suas vendas…

  • JCosta

    Agora imagina se não houvesse crise…

  • marcosCAR

    Só na tabela… Acabei de ver outdoor do Ka por 39.990,00

  • Luis Burro

    Ao menos podiam incluir um item como responsável pelo aumento!

  • vitinho’

    Alguém sabe se teve mudanças em equipamentos?

    • Fanjos

      Prosperidade de valores conta como mudança de equipamento?

  • João Guimaraes

    Subiu na tabela, semana passada estava vendo um KA + SE 2018, sairia por R$ 48.500,00 e taxa zero com 40% de entrada.
    No fim fui de KA + SE 2015, com pouca km e num preço mais adequado a realidade hahaha

  • Dii Nascimento

    Carros Populares custando 100 mil em 2018 , é uma realidade apontada no horizonte . Meu Deus a onde vai parar com essa escrotidão ?

    • Matheus

      Verdade. De 80 mil já tem, vide Fox e SpaceFox. E concordamos: SUV como EcoSport, Creta, WR-V, traker e companhia são todas derivações de populares e já estão nos 100. É o fim dos tempos!

  • Anderson F. Octer

    meu deus do ceu…60 conto em um ka?

  • Fabão Rocky

    Por 60k prefiro pegar o New Fiesta mesmo.

  • Eduardo Contro

    Por isso que o Uber está sendo cada vez mais usado. Daqui a pouco ninguém mais vai comprar carro. Aí quero ver o que esses palhaços dessas montadoras vão fazer pra sobreviver

  • FocusMan

    Ta ficando difícil…

  • Parem de reclamar, está barato! É só financiar em 60 vezes!

  • Matheus

    Abaixo ao carro zero! Parem de comprar essas carroças!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend