*Destaque Ford Hatches

Ford Ka aventureiro estreia visual novo em breve no Brasil

ford-figo-cross-1 Ford Ka aventureiro estreia visual novo em breve no Brasil

O Ford Ka deve mudar em breve. Nas próximas semanas, o compacto da marca americana deve adotar um novo visual e com ele a proposta de um aventureiro mais radical, linha que a marca deve focar em 2018 com a presença de um segundo produto, o EcoSport Storm, que terá tração 4×4 e um visual personalizado.



Chamado FreeStyle ou Figo Cross na Índia, onde será lançado no dia 31 de janeiro, o novo aventureiro derivado do Ford Ka estreia também o visual atualizado da linha 2019, segundo o site UOL. O modelo adota grade treliçada no lugar da atual, mas a maior mudança é o para-choque, que vem com elementos estéticos laterais de estilo semelhante ao do New Fiesta 2018. A versão aventureira adota um acabamento preto na parte inferior. Faróis mais afilados com LEDs também deverão ser adicionados.

Além da suspensão elevada, o Ford Ka 2019 adota também lanternas traseiras repaginadas, mas com o mesmo formato original. Por dentro, a maior mudança será a introdução da multimídia SYNC 3 com Google Android Auto (com Maps e Waze) e Apple Car Play, possivelmente com opção de um navegador GPS, tal como visto no New Fiesta 2018. Câmera de ré deve ser outro item que fará parte do pacote. A multimídia SYNC 1 deve ser atualizada também.

ford-figo-cross-1 Ford Ka aventureiro estreia visual novo em breve no Brasil

Novos revestimentos serão incorporados ao Ford Ka 2019, que deve estrear também um novo propulsor. O site fala no três cilindros 1.5 Ti-VCT de até 137 cv, já usado no EcoSport e que a montadora prometeu sua produção nacional. Nesse caso, sem o Sigma 1.5, conforme divulgado, o modelo pularia do 1.0 de 85 cv para o 1.5 com 137 cv, abrindo uma enorme lacuna de potência. Na Índia, a Ford vai estrear um novo motor 1.2 de três cilindros da mesma família Dragon, que lá deve ter pouco mais de 90 cv.

Aqui, esse motor poderia ser utilizado como um verdadeiro substituto do Sigma 1.5, mas com cavalaria ampliada para a casa dos 110 cv ou pouco mais, entregando obviamente torque igual ou pouco menor – especialmente em baixa – que o atual quatro cilindros. Se a arquitetura é a mesma para a família Dragon, então o câmbio automático de seis marchas com conversor de torque, também mencionado como novidade na linha 2019, não teria problemas com o 1.2.

A nomenclatura 1.2 não é um problema em termos comerciais, visto que a PSA já o fez com o Puretech de três cilindros usado nos Peugeot 208 e Citroën C3, onde entrega uma performance boa para o porte do motor e ainda muita economia. Esse Dragon 1.2 manual ou automático eliminaria a necessidade do 1.5 de 137 cv, muito maior e para um desempenho que no momento não é a proposta do produto. Vale lembrar que o Ka só perde em vendas para Onix e HB20, produtos que possuem faixas de potência abaixo de 128 cv e oferecem um item importante: o câmbio automático.

[Fonte: UOL/Carwale/IAB]

 

COMPARTILHAR:
  • Dp Som

    Ainda duvido muito do KA com o Dragon 1.5 137cvs, mas se vier, eh muito bem vindo, e melhorias na segurança tb ehhee, seria pedir demais os 6 airbags como na India?

    • Dudu Pimentel

      Vdd kra

    • Caio

      Acho também que convém mudar o nome do carro, já que ele nada tem a ver com seus predecessores.

    • RRodrigo Souza

      ao meu ver caso isso se realize,acredito que seja bom um cambio com 6 marchas para ajudar na economia

  • Alexandre Volpi

    Que coisa horrível

  • Leandro

    Ridículo

  • Thiago Ramos

    Eu particularmente acho 137cv muito pra um Ka. Se o antigo já andava muito, esse vai ser o “capeta”…
    Nao exite uma chance dele ser modificado pra render menos? Pq sério, isso vai ser um perigo….

    • André Luis Versiani

      Hehehe, tenho um Ka+ e anda muito mesmo. Acho que este motor deveria vir apenas na versão SEL do Sedan e em uma versão esportiva do Hatch.

    • RRodrigo Souza

      Lembre-se que não é todo mundo que usa 100% a potencia do carro, mas agora imagina numa viagem e o carro cheio de pessoas e com muitas malas, isso seria mais conforto e segurança para todos,principalmente quando precisar fazer alguma ultrapassagem por exemplo, subida o carro vai melhorar o rendimento

      • Thiago Ramos

        Cara, sobra de qualquer forma. São 137cv e 16kg de torque pra um carro que mal mal pesa 1000kg. Meu carro pesa 1100, tem 120cv e 15,8 de torque e já é um exagero. Carro teria desempenho de carro esportivo, com 7.2kg/cv. Unica solução é alongar as marchas mais do que ja eram no 1.5 pra não causar essa sensação de carro esportivo, o que geraria boa economia em combustivel.

        • Handlay P.B.

          A vida é perfunctória para se temer carros com potência alta.

        • RRodrigo Souza

          só colocar uma 6 marcha que resolve muito bem, a 6 seria apenas para quesito economia

    • Handlay P.B.

      Não, quanto mais avultar a potência de um carro, melhor.

  • Thiago Ramos

    AH, e tá parecendo o Punto que não deu certo…

  • th!nk.t4nk

    Não tem que ampliar cavalaria nao. O Dragon 1.2 com 90 cv seria perfeito pro Ka. Não é carro pra andar rápido, e sim pra ser econômico. Que mania no Brasil de quererem ferrar com a economia e jogar cavalaria alta em carrinho. Esses populares nem sequer têm segurança ou estabilidade pra tirarem proveito disso. E pra subir ladeira o torque em baixa é que importa mais, nao o pico de potência.

    • RRodrigo Souza

      colocar uma 6 marcha no carro, deixaria ele com rotações mais baixas vizando no consumo

      • Luciano RC

        Colocar o cambio de 6 marchas no 1.0 já deixaria o Ka ótimo. Agora essa versão aventureira deve vir com outro nome, alguns diferenciais e ser igual é a dupla Fit/WR-V. Será um carro diferente, mais completo e caro.

        • RRodrigo Souza

          sim,deixaria muito bom, tenho um ká de versão mais antiga e quando pego rodovia o giro do motor ta la em cima, se tivesse uma sexta marcha eu iria forçar menos o motor e economizaria mais combustivel

          • Luciano RC

            Exatamente.

    • Gu92

      Mas não vale a pena a Ford fazer o 1.2 com 90 cv no Brasil, visto que o 1.0 já possui 85 cv ou seja ficariam muito próximos, já esse 1.2 com 110 cv daí sim seria ótimo para preencher a lacuna entre o 1.0 e o 1.5 de 137cv!

      • th!nk.t4nk

        Sim. Teria de mudar a lei, acabar com esse incentivo patético a motores 1.0. O imposto deveria ser sobre emissoes ou tamanho. Ou se querem cobrar por cilindrada, fazer uma curva ascendente contínua, nao por faixas.

  • Tosca16

    Ao invés de ser mais um KA Trail esse aí vai ser “SUVIZADO” e virarás mas um pseudo-aventureiro goumertizado.

    • Luciano RC

      Exatamente… deve vir até com outro nome.

  • Handlay P.B.

    Discordo, seria ótimo o Ka ter o novel motor 1.5 Dragon de 137 cv para concorrer com o Onix 1.4 e HB20 1.6 com o mesmo nível de preço dos dois últimos. A Ford poderia adaptar o novo motor 1.2 ao Brasil como uma opção intermediária. Espero que o nome “Ka” seja mantido nessa versão aventureira, se tirar assim como a Renault fez com o Sandero Stepway (que passou a se chamar apenas “Stepway”) vai ser uma droga.

    • pedro

      O NA fica viajando com esse de motor 1.2. Não faz nem sentido aqui. Até pelo ganho de escala.

  • Razzo

    Com motor 1.2 ou 1.5 Dragon, câmbio AT6 com conversor de torque, central multimídia E reforço da lateral do Ka (olha o NCAP!), vai bombar !!!

  • pedro

    Novo Ka vem para tirar a liderança do Onix, se a Ford acertar. Ele tem potencial, pois é mais bonito, tem motores muito melhores e modernos. Só falta uma proposta mais agressiva em vendas e o câmbio automático que virá na reestilização.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email