Europa Ford Hatches Mercado

Ford Ka não resiste ao mercado e deixará Europa definitivamente

Ford Ka não resiste ao mercado e deixará Europa definitivamente

Fim de linha para o Ford Ka. Pelo menos na Europa, segundo o site Auto News Europe. O compacto da marca americana dará adeus ao cenário europeu por um motivo forte: queda nas vendas. Não que o produto da Ford seja ruim, mas é que o consumidor do velho continente está migrando para aquele segmento da vez, o de crossovers e SUVs.


O que sobra para comprar automóveis de passeio compactos vai direto para o segmento B dos hatches, onde o Novo Fiesta é um dos players mais poderosos, praticamente matando qualquer chance do simpático Ka fazer alguma diferença por lá. Isso não é primazia da Ford.

Ford Ka não resiste ao mercado e deixará Europa definitivamente

Volkswagen, Skoda, Seat, Citroën, Peugeot e Opel também estão observando a mesma coisa. O segmento A está encolhendo rapidamente na Europa e produtos como up!, C1 e Adam, estão fadados ao mesmo fim se continuarem na proposta atual, que é a de ser o carro mais acessível da marca.


A Ford já teria indicado que não haverá uma quarta geração do Ka na Europa, um território que o viu nascer nos anos 90. O pequenino até trocou genes com o Fiat 500 polonês por certo tempo e agora estava de volta como um produto global, tendo Brasil e Índia (Figo) como outros dos principais mercados.

Ford Ka não resiste ao mercado e deixará Europa definitivamente

Vendido como Ka+ e Ka+ Active (a versão FreeStyle deles), o hatch é vendido com preços a partir de € 9.990 na Alemanha, por exemplo. Seu principal motor é um 1.2 de três cilindros com 85 cavalos.

O modelo europeu é produzido em Sanand, na Índia, onde o compacto é vendido como Figo e tem seu irmão sedã chamado Aspire, ambos com menos de 4 metros para pagar menos imposto. Lá, já se discute a próxima geração, que deverá ser mesclada com DNA da Mahindra.

Por ora, não se sabe até onde essa mudança impactará o Ka no Brasil, mas sabe-se que o acordo entre Ford e Mahindra envolve pelo menos 100 mercados fora do eixo EUA-Europa.

[Fonte: Auto News]

Ford Ka não resiste ao mercado e deixará Europa definitivamente
Nota média 4.3 de 8 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Rodolfo Deo

    Não adianta tentar vender carro de terceiro mundo para o primeiro mundo, ainda mais sendo Ford, que não prima pelo acabamento, E, sim, recomendo a quem acha que o Ka tem bom acabamento, rever seus conceitos.

    • David Diniz

      O ka nasceu na Europa em 1997 e foi para outros mercados inclusive o brasileiro.

      • Dod

        Mas a geração atual é um projeto emergente pensado para Brasil e Índia. O Ka europeu original fez bastante sucesso por lá mas o segundo, nada mais que um 500 com outra carcaça, acabamento mais simples e sem o mesmo glamour do Fiat, fracassou e chegou a ser retirado de linha porque suas vendas estavam muito baixas. Só depois a Ford inventou de levar o Ka/Figo indiano para a Europa, onde inicialmente recebeu uma série de críticas pela baixa qualidade de montagem e acabamento…e isso eu não estou inventando, no YouTube está CHEIO de reviews do Ka+ feito pela mídia especializada descendo a lenha no carro, assim como fizeram com o primeiro EcoSport indiano, que foi classificado como o pior carro que a Ford já ofereceu no continente europeu.

      • th!nk.t4nk

        A Europa de 1997 não tem nada a ver com a de hoje. Eles evoluíram. Quem parou no tempo foi o mercado automotivo brasileiro. Outra coisa: o Ka dos anos 90 era um carrinho super estiloso, atuava num nicho. O atual é apenas um produto genérico feito pro terceiro mundo, sem atrativos. E pra piorar, cheio de problemas. Natural que tenha fracassado.

        • David Diniz

          Quais problemas o Ka atual tem? E existe “carro perfeito” em qualquer parte do mundo?

          • th!nk.t4nk

            Inúmeros problemas da fabricação e recalls. E tem outra: a própria Ford oferece o Fiesta a preços muito competitivos na Europa. Por que alguém iria optar pelo Ka? Só se tivesse ainda um estilo diferenciado, mas isso ficou lá nos anos 90.

            • Luis Burro

              O espaço do Ka é melhor até em relação à nova geração do Fiesta,q ñ arrumou nd e matou o desenho do carro!

            • David Diniz

              Todo carro está sujeito a ter recall.

            • leitor

              Vemos inúmeros recalls de outros carros e outras marcas que têm preços bem mais altos. Japoneses, americanos, franceses, alemães, mas Ford Ka, não temos visto.

          • Eduardo 1981

            Rigidez torcional é um deles. O carro, mesmo 0km, se estrala todo ao sofrer esforço da carroceria. Horrível. O Fiesta antigo já era assim tb.

            • David Diniz

              O meu não estrala não… será que é sorte?

        • Gilberto Mariani

          Desculpe-me, sem querer ser ofensivo, mas outra coisa que parou no tempo foi essa classificação do mundo em 1º e 3º mundo. Se por um lado a Europa evoluiu da década de 90 para cá, acredite, o Brasil ao longo do mesmo período teve uma evolução muito maior, não atoa é chamado de Emergente, que é a nova nomenclatura usada para definir os países que estão em processo de industrialização avançada, e cresceu em inúmeros setores, no mesmo período grande parte da Europa recuou ou manteve os mesmos patamares.

          • Danilo

            Está cheio de europeu entrando ilegalmente no Brasil. É muito melhor viver aqui do que lá. kkkkkk
            Se a europa que já era boa melhorou 10% dos anos 90 pra hoje, é excelente, se a gente melhorou 80% dos anos 90 até hoje não é excelente, pois partimos de condições muito diferentes. É inegável a melhora das condições de vida do brasileiro de uns 20 anos pra cá, más nem se comparam aos dos europeus. Um rico mantendo a vida é top, um pobre da extrema pobreza que passou a ter condições de comer e se vestir não é rico, é no máximo uma classe média baixa e olhe lá. Somos terceiro mundo sim. Espero que possamos mudar isso nos próximos anos, más que temos piores condições de vida que os europeus é só ver o fluxo migratório que terá a resposta.

            • Gilberto Mariani

              Temos pontos de vista diferentes… mas ok!

          • leitor

            A evolução muito maior do Brasil ainda não alcançou a Europa. Até o leste europeu também evoluiu. Então você não passou nem por perto de ser ofensivo.

  • Jad Bal Ja

    Não é que o Ford Ka seja ruim, os outros é que são melhores….

  • Vinícius Sza

    500 e Panda lideram e devem se manter na próxima geração elétrica

  • Natán Barreto

    Todas as vezes que tentaram vender um projeto emergente na Europa não deu certo. Eles sabem o que compram.
    Fox soube bem disso quando foi pra lá.

    • Eduardo 1981

      UP não vai bem tb.

  • CanalhaRS

    Outra naba daqui e não deu certo na Europa.
    Resultado de um mercado sempre protegido das importações. Não adianta pacotes de incentivo, o melhor incentivo é a concorrência.

    • Vae Victis

      O Ford Ka vendido na Europa é produzido na India, não é influenciado pelas tarifas brasileiras.

      • CanalhaRS

        Eu falo dos projetos daqui, terceiro mundo.

    • David Diniz

      Mas o Ka nasceu na Europa na década de 1990…

      • Jad Bal Ja

        Cara, o nome Ka nasceu em 1990, era outro carro. O modelo atual foi projetado no Brasil.

        • Eduardo 1981

          Em conjunto com a India.

  • O_Sabichão

    O fato é que os europeus levam a sério a questão ambiental.
    Os norte-americanos em geral também. Nos EUA há estados em que é proibido lavar o carro na rua sem recolher a água usada.
    Já pensou isso aqui no Brasil?
    Seria um mimimi e um chororô generalizado: “Aiaiai, mimimi, que Estado opressor, não me deixa ser totalmente livre para fazer a cagada que eu quiser, mimimi”.

    Aliás, o Brasil é um exemplo tão patético, que já temos empresas espalhadas especializadas em HACKEAR o sistema ARLA dos caminhões, bem como remover todos os filtros de controle de emissõs dos veículos a diesel (SUVs e pick-ups), o que resulta em caminhonetes e caminhões expelindo partículas cancerígenas disponíveis aos narizes de todos nós, por puro capricho de irresponsáveis.

    É igual bandido: se vc mostra uma carteira de trabalho o cara corre léguas, mas pra fazer safadeza tem foco, determinação e disciplina de sobra.

  • Anderson Trajano

    Após ler a matéria, dei uma olhada no Ka vendido em Portugal. Dá para perceber alguma diferenças.

    Não que o nossa versão seja de toda ruim, mas dava para a Ford Br caprichar um pouquinho mais, até porque é o carro de volume da marca aqui. São pequenos detalhes que “disfarçam” a origem de produto de baixo custo do projeto.

    HB20 e Onix são carros tão simples quanto o Ka, mas a HMB e a GM conseguem se sair melhor nesse quesito.

    • invalid_pilot

      Não sei se continua assim no 2019, mas no 2014 o console central do Ka era bambo e os plasticos cheio de rebarba

  • Airplane

    A Ford também está deixando a fábrica do Ka (Figo) na Índia para seu sócio local, ou seja, o Ka está sem pai nem mãe no mundo Ford !
    Tchau querido !

    • David Diniz

      Tudo isso é raiva por não ter condição de ter um carro?

      • kkkk que viagem. Tu tem um KA?

        • Eduardo 1981

          Só pode!

        • Edson Fernandes

          Segundo comentário acima dele, tem sim.

  • David Diniz

    Assim como o Fiesta não teve mercado aqui no Brasil, o Ka seguiu o mesmo caminho na Europa.

    • lucas de jesus

      Discordo, o Novo Fiesta foi um baita carro e foi ele o que inaugurou o segmento de hatches compactos “premium” que conhecemos hoje em dia, o grande erro foi a Ford botar o Ka que é um carro que devia ser de entrada pra substituir o Fiesta aqui e aumentar o preço dele (e também não trazer a nova geração do fiesta para aqui), um dos motivos pro Ka não vender bem lá é por isso, a ideia dele era de substituir o fiesta aqui, mas no mercado europeu isso não funciona porquê lá TEM o fiesta e os europeus sabem que o Fiesta é muito superior ao Ford Ka.

      • Paulo Lustosa

        Quem começou a onda dos “premium” foi o Polo em 2003, seguidos pelo Corsa C, C3, Fiat Punto, pra em 2011 vir o New Fiesta mexicano. Nào tem nada de inaugurado pelo Fiesta, por sinal quando o Polo veio a ser produzido no Brasil em 2003, o Fiesta era bastante simplificado no acabamento interno a ponto de ser comparável com o atual Ka.

        • lucas de jesus

          Eu sei que havia veículos denominados como compactos premium antes do New Fiesta, e até antes do Polo, New fiesta estava me referindo ao que conhecemos hoje como veículos compacto premium, que ele ajudou a popularizar mais esta categoria, de um compacto com comportamento dinâmico semelhante a um hatch médio e com vários itens de conforto que geralmente só seriam encontrados em um hatch um pouco maior e mais caro, era nesse sentido que estava me referindo sobre um hatch compacto premium, porquê sim, havia hatchs compactos premium antes do new fiesta, pode se dizer que o corsa B importado da europa foi um dos primeiros a inaugurar este segmento, mas ainda nessa época que havia hatch denominados como premium, eles ainda possuíam um comportamento e dinâmica mais distinta dos hatches médios, e o new fiesta (junto com o Clio IV, que infelizmente nunca tivemos aqui) foram um dos hatches compactos premium que possuíam uma dirigibilidade mais semelhante a um hatch medio, tendo de diferença mais significativa entre este outro segmento agora apenas o tamanho.

          • Ernesto

            Antes do Polo qual compacto era denominado premium que eu não me lembro?

      • Alvaro Guatura

        O Fiesta não inaugurou nada.

        • lucas de jesus

          Blz, que seja, mas sem dúvida alguma é bem melhor ele do que o Ka.

          • Eduardo 1981

            No Brasil não, que o Fiesta foi empobrecido não. Melhor o Ka com mais espaço. Só na Europa.

            • lucas de jesus

              É exatamente falando do fiesta de lá que disse que é melhor, se a ford não tivesse feito a besteira de empobrecer e piorar o Fiesta quando começou a produzir nacionalmente, acho que o Ka nem tava mais aqui. De qualquer modo, depois da Ford aumentar o preço desse carro e tirando itens de série, da Ford já espero o pior dela, então nem me surpreende mais ela ter a ideia de botar um produto inferior como o Ka pra substituir o fiesta capando ele quando começou a produção nacional.

    • lucas de jesus

      Discordo, o Novo Fiesta foi um baita carro e foi ele o que inaugurou o segmento de hatches compactos “premium” que conhecemos hoje em dia, o grande erro foi a Ford botar o Ka que é um carro que devia ser de entrada pra substituir o Fiesta aqui e aumentar o preço dele (e também não trazer a nova geração do fiesta para aqui), um dos motivos pro Ka não vender bem lá é por isso, a ideia dele era de substituir o fiesta aqui, mas no mercado europeu isso não funciona porquê lá TEM o fiesta e os europeus sabem que o Fiesta é muito superior ao Ford Ka.

  • lucas de jesus

    Isso não tem nada a ver com o veículo ser pequeno ou o pessoal estar indo para crossovers e SUVs, motivo do Ka não vender bem lá é por ser um produto que deixa muito a desejar para o mercado europeu, o fiesta ainda vende aos montes na Inglaterra, mas o Ka é um carro de baixo custo e que ao que aparenta, até regrediu nessa terceira geração em comparação a anterior com base do 500, mesmo sendo menor, a versão baseada no 500 aparentava ser bem superior a esse Ka global, ele tem muito cara de veículo de baixo custo como os Dacia, por isso esse novo Ka não caiu nas graças dos europeus, não tem muito porquê alguém pegar um Ka 0KM quando ainda da pra achar o antigo Fiesta que é bem superior por quase o mesmo preço ou então pode ter o novo fiesta por um pouco mais.

  • th!nk.t4nk

    “Não que o produto da Ford seja ruim, mas é que o consumidor do velho continente está migrando para aquele segmento da vez, o de crossovers e SUVs”. Desculpe NA, mas isso é uma baita mentira. A fama do Ka atual aqui na Europa é horrível. O carrinho é muito ruim sim! Não tem nada a ver com SUVs, por um simples motivo: nem sequer existem SUVs nessa faixa de preço. O problema é o carro em si!

    • Amigo, fiquei curioso pra saber: nessa faixa de preço do Ka, quais seriam os concorrentes europeus?

      • th!nk.t4nk

        O VW Up seria o principal concorrente. Mas sinceramente? O próprio Fiesta concorre com ele. Sao muito próximos em preço. O Ka precisaria de algum diferencial pra se destacar, coisa que ele perdeu com o tempo (o desenho estiloso).

        • Edson Fernandes

          Não tem o Duster nessa faixa de preço?

        • Cosi fan Tutti

          VW UP, Hyundai i10, Kia Picanto, Toyota Aygo, Dacia Sandero, tudo mais barato e melhor.

          • Arthur

            Sandero melhor?????

            • Cosi fan Tutti

              No preço do Ka na europa o Dacia Sandero é completo e bem recheado. Não é um carro ruim.

  • Edu

    Já dizia um profeta automotivo: “Ou SUViza ou morre.”

  • Paulo Lustosa

    Esse Ka se fosse montado na Europa ao invés de ser importado da Índia, poderia resolver muita falha de construção e acabamento que existia no modelo.

  • Luis Burro

    Acho q o novo fiesta foi um erro e o Puma uma escolha bem melhor!

  • Hernán Diego Ceccarelli

    Todo lo que diseño Brasil fracasa en Europa: Novo Ka, Ecosport, VW Fox. El europeo tiene BUEN GUSTO !!!

    • Ernesto

      Falou o cara cujo mercado compra bastante Etios.

  • Felippe2010

    Kazinho de fazer inveja ao brasileiro, tem até ar digital.

  • ocampi

    Não se preocupe Ford. No Brasil o povo compra isso. Na Europa o Fiesta continua vendendo bem. Consumidor europeu aceita apenas carro bom. Vulgo HB20, Onix e outros também nunca dariam certo em países desenvolvidos. Brasil sem Fiesta e KA, Onix e HB20 vendendo bem….algo está errado no país tupiniquim.

  • Ronaldo Prado

    Com 10 mil euros você compra um Ká…O que a gente compra com 10 mil reais? Hoje em dia até as motos já começam na casa dos 12 mil.

    • Emanuel Schott

      10 mil euros não são 10 mil reais, não interessa o quanto você force.

      • Cosi fan Tutti

        Comparando poder de compra, um funcionário que ganha 1500 euros por mês compra por 10 mil um Ka lá, já quem ganha 1500 aqui não compra nada 0 km. A comparação é justa sim, mostra como nosso poder de compra é ruim, comparado à Europa!

        • Emanuel Schott

          Bla bla bla bla.. eu sei que o poder de compra europeu é maior.

          Negocio é que nada disso transforma 10 mil reais em 10 mil euros.

          Os carros são mais acessíveis por conta da renda mais alta, não pelo valor deles, que em muitos casos chega a ser mais caro que em terras brasileiras. O Fiesta parte de mais de 75 mil com motor “quase 1.0” (é 1.1), mais caro que o 1.6 vendido até uns meses atrás por aqui.

          • Cosi fan Tutti

            Fiesta mais caro? Só se vc fosse comprar um Fiesta lá, para um europeu que trabalha e ganha em euros não é mais caro. Vc esta fazendo errado fazendo conversão, sendo que isso não existe. A pessoa ganha seu salário e vai lá e compra o que o salário dela da. Um europeu que ganha 1500/mês compra um Fiesta de 14 mil euros, um brasileiro, mesmo que ganhe 5000 por mês não compra um Fiesta aqui com a mesma facilidade, pois custa 10x mais.

            • Emanuel Schott

              Você leu o que eu escrevi aí?

    • Arthur

      Correção: 40 (e poucos) mil reais

  • Fabão Rocky

    Tbm ficam fazendo hatches feiosos inspirados em Suvs e Crossovers dá nisso. Queria ver se voltassem a fazer hatches/notchbacks c/ desenho decente se n iria vender bem!

  • Renato Almeida

    E deixará em breve o mercado brasileiro também. Embora tenha bons números em vendas, o retorno é abaixo do desejado pela Ford. Na mudança de portfólio da empresa prevista para os próximos 3 anos, o Ka deve sair de linha, assim como já foram Fiesta e Focus.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email