Ford Hatches Preços Sedãs

Ford Ka tem aumento de preços de até R$ 1.200 em janeiro

Ford Ka tem aumento de preços de até R$ 1.200 em janeiro
Ford Ka Sedan 2019

O Ford Ka 2019 ficou mais caro em janeiro. O compacto da marca americana, terceiro carro mais vendido em 2018, teve alta de até R$ 1.200, sendo que apenas uma versão ficou isenta de acréscimo, desta vez. O hatch ficou em média R$ 500 mais caro, mas o Ka Sedan chegou a ter alta de R$ 990.

Apenas o aventureiro Ka FreeStyle 1.5 AT manteve-se sem aumento, custando R$ 67.990. Na versão de entrada S, que tem motor 1.0 3C Ti-VCT com 80 cavalos na gasolina e 85 cavalos no etanol, passou de R$ 45.890 para R$ 46.390. A SE 1.0 pulou para R$ 46.990 ante R$ 46.490.


Com motor 1.5 3C Ti-VCT, igualmente de três cilindros, entregando 125 cavalos na gasolina e 128 cavalos no etanol, a SE manual sai por R$ 52.990 ante R$ 52.490. Com câmbio automático de seis marchas, o hatch na versão SE passa de R$ 56.990 para R$ 57.490.

Ford Ka tem aumento de preços de até R$ 1.200 em janeiro

As versões SE Plus 1.0, 1.5 e 1.5 automática, passam a custar R$ 49.490, R$ 55.490 e R$ 59.990, respectivamente. A topo de linha Titanium está com preço de R$ 68.990. O Ka FreeStyle 1.5 manual, deu o maior salto em preços: R$ 1.200. Assim, pulou de R$ 63.490 para R$ 64.690.


No Ka Sedan, as versões SE e SE Plus com motor 1.0, ficaram R$ 500 mais caras e partem de R$ 50.490. Com motor 1.5, as duas versões ficaram R$ 590 mais caras, subindo para R$ 790 no caso da SEL 1.5 manual. As opções automáticas de SE e SE Plus mantiveram a alta de R$ 590, enquanto o Ka Sedan Titanium 1.5 AT ficou R$ 990 mais caro e agora alcança R$ 72.390.

Ford Ka 2019 – Preços

  • Ka S 1.0 MT – R$ 46.390 (antes era R$ 45.890)
  • Ka SE 1.0 MT – R$ 46.990 (antes era R$ 46.490)
  • Ka SE 1.5 MT – R$ 52.990 (antes era R$ 52.490 )
  • Ka SE 1.5 AT – R$ 57.490 (antes era R$ 56.990 )
  • Ka SE Plus 1.0 MT – R$ 49.490 (antes era R$ 48.990)
  • Ka SE Plus 1.5 MT – R$ 55.490 (antes era R$ 54.990)
  • Ka SE Plus 1.5 AT – R$ 59.990 (antes era R$ 59.490)
  • Ka Titanium 1.5 AT – R$ 68.990 (antes era R$ 68.490)
  • Ka Sedan SE 1.0 MT – R$ 50.490 (antes era R$ 49.990)
  • Ka Sedan SE Plus 1.0 MT – R$ 52.990 (antes era R$ 52.490)
  • Ka Sedan SE 1.5 MT – R$ 56.690 (antes era R$ 56.100)
  • Ka Sedan SE Plus 1.5 MT – R$ 59.190 (antes era R$ 58.600)
  • Ka Sedan SEL 1.5 MT – R$ 67.390 (antes era R$ 66.600)
  • Ka Sedan SE 1.5 AT – R$ 61.190 (antes era R$ 60.600)
  • Ka Sedan SE Plus 1.5 AT – R$ 63.690 (antes era R$ 63.100)
  • Ka Sedan Titanium 1.5 AT – R$ 72.390 (antes era R$ 71.600)
  • Ka FreeStyle 1.5 MT – R$ 64.690 (antes era R$ 63.490)
  • Ka FreeStyle 1.5 AT – R$ 67.990 (sem aumento)

 

Ford Ka tem aumento de preços de até R$ 1.200 em janeiro
Nota média 3 de 2 votos

  • Pedrov154 #17 🇧🇷

    Deixo minha risada: kakakakakakakaka. Por 72 mil, vou de Polo 200TSI.

    • Ford Opala Attractive 200TSI

      Mas o Ka hatch mais caro é 69 k

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Se a pessoa está em busca de um sedan, aí tem o Virtus MSI 1.6 AT6 com os opcionais por 73 mil que seria minha escolha apesar de também ser caro.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    E estamos só em Janeiro, durante o ano tem mais

  • Diego

    Nessa tocada o Brasil voltará a década de 80 a passos largos: poucas pessoas compravam carros 0km e eram modelos básicos, anotem o que estou dizendo.

    • Ricardo

      Lembro bem, era raro meu pai ou algum tio comprar carro 0km.

    • Louis

      Naquela época, além dos carros serem caríssimos, o financiamento era mais difícil.

      • Pedrov154 #17 🇧🇷

        Verdade, quando convertem os valores, aparecem coisa impressionantes, tipo Gol de quase 90 mil o_o

  • Davidsandro18

    Nem me espanto mais com essas notícias de aumento. Ultimamente até que demoraram pra pra aumentar os preços (digo todas as montadoras no geral).

  • Diogo Vasconcelos da Silva

    Queria saber o preço real praticado nas ccs

    • Junoba

      Isso depende de cada CSS.

    • Dherik

      A margem da concessionária não é tão grande quanto imaginam. Pode variar dependendo da marca e situação, mas fica algo perto de 8% a mais que o valor de fábrica, segundo algumas pesquisas que fiz no passado (para saber exatamente o quão longe eu posso ir na negociação). Concessionária ganha dinheiro mesmo com os acessórios ou dando quase nada no seu carro em uma troca por um novo.

      • Verdades sobre o mercado

        Veículos 1.0 tem margem bruta na casa de 8 a 9% para as css e os demais na casa de 10 a 12%, dependendo do modelo e da marca. A maior margem que tive conhecimento foi da linha M da BMW que era de 14%(os demais BMW também era 12%). Com relação ao quanto pode ir na negociação isso pode variar mais em função de bônus de fábrica que pode estar ou não disponível para o veículo que você esteja negociando.

  • RicLuthor

    Fico imaginando quando o mercado automotivo brasileiro entrará num grande colapso. O VW Polo 1,6 em Fevereiro de 2018 com alguns opcionais custava R$ 57.590,00, hoje (15/01/2019) custa R$ 64.115,00, aumento de 11,33% em menos de 1 ano, sendo que a inflação acumulada foi de 3,75%, ou seja, aumentou o triplo da inflação.

    • Junoba

      A muitos anos que venho acompanhando estes aumentos consecutivos. Isso é resultado de interferência governamental no setor automotivo, fechou o mercado e deu incentivos Bilionários para as montadoras. Espero que o novo governo faça diferente.

      • RicLuthor

        Eu sempre vi esse negócio de “mercado fechado” com outros olhos. O mercado é fechado?

        O Brasil está cheio de carros produzidos em todas as partes do mundo, dos EUA à China, claro, pagando imposto de importação; outra coisa, o Brasil não tem marca nacional, então mercado “fechado” ou aberto quem fatura são sempre os mesmos.

        Acho que o problema é o brasileiro valorizar muito o automóvel, uma motocicleta, um produto Apple, inverter prioridades em sua vida e se endividar, muita vezes pagando o dobro do que o produto realmente vale para no final das contas se achar superior a um vizinho, colega de trabalho, amigo ou parente.

        • Matthew

          Ah, o nosso mercado é relativamente fechado sim, hein. Sobretudo depois do Inovar-Auto que exigiu uma série de medidas para poder importar carro sem sobretaxação. Não acho que a questão seja a burrice do brasileiro que valorizar automóvel e outros bens além da conta. Tirando um ou outro mané, a maioria dos consumidores comuns compram porque simplesmente não têm alternativas boas de condução. Transporte coletivo na maioria das cidades brasileira é sujo, perigoso e ineficiente. Motocicleta, se for pra andar de CG 150 cc nos corredores é extremamente perigoso também, tanto de acidente quanto de assalto. Ou seja, o carro aqui é quase um bem de necessidade básica para quem trabalha fora de casa.

          • RicLuthor

            O Inovar-Auto de fato exigiu uma série de coisas…, mas quem se beneficiou com ele? Certamente políticos comprados e as multinacionais que tinham fábricas aqui. Ou seja, empresas estrangeiras, que enviam seus lucros para as matrizes fora do país.

            Abertura do mercado não reduzirá preço, em pouco tempo quem chega se acomoda ao jogo e passar a cobrar no “padrão brasileiro”.

            Não estou fazendo demagogia, mas será que o brasileiro não vive sem o carro? A maioria das pessoas trabalha fora e longe de casa, porém só uma minoria tem condições de comprar e manter um automóvel. Se a imensa maioria vive sem, não é possível que uma minoria morresse sem o veículo.

            • Matthew

              Tudo é relativo, né. Não quer dizer que todo mundo que tem carro só tem modelo bom e novo. Tem uma galera que se vira com automóveis com mais de 10, 15, 20 anos de uso, negligencia a manutenção, tem documentação atrasada, etc, mas vai levando. Maioria das pessoas que eu conheço não teria a menor condição de se virar sem carro. E não são milionárias. Não é tão minoria assim, ainda mais nos grandes centros urbanos. A frota de veículo automotores do país é de mais de 40 milhões de unidades. Se você excluir menores de idade e pessoas idosas que não dirigem, não é tãããão minoria assim que tem carro. Abertura do mercado reduz preço desde que o governo não dê benefícios às marcas instaladas no país. Antes do Inovar-Auto, em 2013, a Ford chegou a vender Fiesta Rocam completo 1.6 Flex por 34 mil reais, sendo que o preço normal dele era quase 40 mil. Tudo por causa do Jac J3 que começou a crescer rápido, mas nem chegou a atingir um volume significativo. Imagina o estrago que teria sido feito sem subsídios aos produtores locais.

              • RicLuthor

                O cálculo da frota inclui todos os veículos registrados, então engloba veículos de locadora, de frotistas, veículos parados e enferrujando em algum canto…

                Lembro da redução do preço do Fiesta Rocam, inclusive eu mesmo uso esse exemplo algumas vezes. Mas a verdade é que tal redução é apenas temporária, bastaria que a Jac alcançasse os números pretendidos em venda ou que abrisse uma fábrica no Brasil para poder elevar os preços de seus modelos e o mercado voltar ao que era antes.

                O preço não tem só haver com mercado fechado ou aberto ou com demanda, veja a Peugeot; vende muito pouco e ainda assim cobra R$ 75 mil num 208 1,6 l 16v e quase R$ 90 mil num THP, prefere ter os carros encalhados do que baixar o preço.

              • T1000

                rapaz na epoca tambem tinha logan e sandero 1.6 completos prox. do preco do fiesta. O inovar auto ferrou com tudo.

        • SDS SP

          O Brasil é um país pobre, logo esses itens mencionados serão supervalorizados. Carro usado que deveria ser muitas vezes considerado sucata é vendido por uma fortuna.
          Essas associações patronais sempre fazem seus lobbies para manter reserva de mercado.

          • RicLuthor

            Justamente por ser um país pobre é que as coisas deveriam ser acessíveis (custar menos, ser menos tributadas), mas a lógica se inverte. O povo é pobre? Vamos cobrar no mínimo 3 vezes mais.

        • T1000

          desde a tentativa de entrada das chinesas o mercado se tornou fechadíssimo e cartelizado.

          • RicLuthor

            A única chinesa que fez algum mínimo impacto foi a Jac, mas veja hoje quanto vale um Jac usado… Quem comprou um na época, compraria outro hoje?

            O mercado era fechado até o início da década de 90, pois mesmo que você tivesse dinheiro, não conseguiria comprar um Jeep Cherokee ou uma BMW. Há muito tempo o mercado é aberto, mas com alguma restrição e é assim nos EUA, na Europa… Ou alguém acha que qualquer carro feito fora dos EUA ou fora da União Europeia pode entrar nesses lugares sem alguma restrição ou burocracia?

      • Reforma tributaria urgente…

    • Há três anos atrás eu era vendedor de consorcio imobiliário e de carro. O aumento dos carros nos últimos anos é surreal, como a parcela do consórcio era indexada ao preço de um carro zero o cliente que contemplava no início a parcela mais que dobrava até a quitação.

      • RicLuthor

        O pior é que uma coisa puxa a outra. Carros mais caros passam a ter manutenção e componentes mais caros, isso também eleva o preço do seguro tanto pelo fato do produto em si e suas peças custarem mais, quanto pelo aumento do número de furtos e roubos para abastecer o mercado clandestino de peças para aquela turma que não pode manter o carro e que não está nem aí para as leis, nem para a procedência dos componentes.

      • Verdades sobre o mercado

        Os preços dos veículos ficaram estagnados por 5 anos (do final de 2008 ao final de 2013) e com o início da queda das vendas em 2014 os preços começaram a subir pois com a queda na produção obviamente que houve aumento dos custos (Assim como a queda dos custos aconteceu nos 5 anos em que os preços ficaram estagnados), de forma que nos anos subsequentes ao período de crescimento de mercado houveram aumentos maiores que a inflação para compensar este aumento de custos.

  • Matafuego

    Boa, Ford! Tá vendendo muito mesmo! Agora é rumo à liderança do mercado vendendo só Ka e Ecosport!

  • Alexandre Maciel

    Para um governo que prega redução do intervencionismo, parece sensato facilitar a importação para acirrar a concorrência. O que não soa coerente é manter o status quo do mercado manipulado pela ANFAVEA e impor aos brasileiros essa carestia desmedida. Particularmente, duvido muito que veremos mudanças.

    Ademais, acho que o Fanjos tem se cansado da prosperidade e marcado ponto para chegar com rapidez a notícias como esta. Hehehehe…

    • Joao Victor

      O cartel das montadoras nunca irá permitir isso…

    • Verdades sobre o mercado

      Penso que uma queda de 5% ao ano no Imposto de Importação seria muito bem-vindo.

    • leomix leo

      Fanjos está farto de aumentos, acho até que ele deu uma overdose o ano passado e está procurando ajuda para ser tratar, nem ele aguentou a sequência de aumentos. Mais. Culpa desses aumentos é somente de quem se esforça e enforca Para poder pagar por um carro que não vale isso tudo, as montadoras sabem que um carro novo enche o ego da pessoa e arrocha o preço lá pra cima.

  • versões Estica preço.

  • RKK

    Ka Titanium 1.5 AT6 por R$ 68.990, PCD ainda pode respirar…

  • Daniel dos Santos

    Carro popular, top de linha não vale a pena comprar…eles invadem categorias acima…..pra mim, o melhor cb são os Ka Se ou Se plus

  • Pedro I

    Ford Focus Fastback 2.0 SE powershit: R$ 71.890,00.

    Ford Ka Sedan 1.5 AT6 Titanium R$ 72.390,00.

    Tem alguma coisa MUITO errada com o mercado.

    • Carlos AM

      Concordo, mas a lógica para isso é um carro que praticamente saiu de linha, que tem um cambio queimado no mercado devido os problemas no passado.

      Do outro, o 3ª carro mais vendido em 2018.

      Mas antes que me critiquem, minha escolha também seria pelo Focus.

    • 0KM ou seminovo (que ano)?

      • Pedro I

        Ambos 0km.

        • Em qual estado? No site de Ofertas da Ford o Focus está saindo a R$74.990,00

  • BuffyDawn Summers

    😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂 Polo 5 estrelas no Latin NCAP de 72 mil mandou um abraço.
    Em nota: tudo caro, mas se é pra escolher…

  • Murilo Soares de O. Filho

    Cartel…sem dúvidas, ta aí um tópico para o NA lançar, fazer um levantamento de preços dos modelo que mais subiram em 2018. É simplesmente absurdo!

  • Francisco Helio

    Muito bom pra dirigir o 1.0 SE.
    Todos caros, como tudo nesse país.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email