Ford Mustang 2024 terá menos potência e sem híbrido

mustang 24

O Ford Mustang 2024 não terá inicialmente uma versão híbrida, de acordo com o site Ford Authority. Visto numa nova proposta estética, o muscle car se prenderá ao motor a gasolina unicamente até o último minuto.


Segundo um relatório divulgado pelo site, o Novo Mustang 2024 – de nova geração – não terá uma versão híbrida inicialmente, tendo apenas motores de transição para a eletrificação.

Isso não significa que terão sistema MHEV, mas isso pode ocorrer. O que se sabe é que perderão potência em alguns casos e não há alternativa para reduzir mais o consumo que uma nova calibração.

Comenta-se que o motor EcoBoost 2.3 terá duas versões, com 314 cavalos e outra com 335 cavalos no Performance Package.

No caso do V8 5.0 Coyote, o propulsor de dupla injeção terá sua potência reduzida para 456 cavalos ante 461 cavalos nas versões GT e GT Premium.

Já o Mustang Mach 1, a versão do bólido vendida no Brasil, terá sua potência reduzida para 476 cavalos.

ford mustang mach 1 na 17

Segundo a informação, a geração nova do Mustang começará a ser feita em Flat Rock no próximo ano e terá uma vida útil de oito anos, o que significa ultrapassar o ano de 2030.

No entanto, dadas as mudanças da política ambiental americana, o Novo Mustang pode até ser obrigado a hibridizar-se bem antes do programado pela Ford.

Dificilmente ele conseguirá chegar a 2030 sem que as versões híbridas dominem sua gama de opções.

A Ford pode até usar inicialmente um sistema MHEV de 48 volts para passar o pano inicialmente, mas terá de usar a transmissão automática de 10 marchas com um motor elétrico de 48 cavalos como na F-150 Hybrid.

Contudo, é preciso saber se isso funcionaria num V8 5.0 Coyote, uma vez que a F-150 Hybrid tem um V6 3.5 EcoBoost.

Outra saída seria adotar a caixa automática ZF 8 HP com um robusto motor elétrico, equipando assim o Mustang 2.3 e o 5.0 V8.

Isso também permitiria recarga externa com uma bateria como a da F-150 Hybrid, possibilitando ao Novo Mustang rodar sem usar combustível.

[Fonte: Ford Authority]

 

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.