*Destaque *Featured Ford Hatches Test Drive

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

O Ford New Fiesta 2018/2019 recebeu uma leve atualização visual, mas não de meia vida, já que se trata da segunda modificação de estilo do modelo, que chegou ao mercado brasileiro em 2011, passando a ser nacional a partir de 2013. Este é um prolongamento de vida, visto que a nova geração já está presente na Europa e por lá irá ficar, sendo exclusiva daquela região.


Em relação ao modelo brasileiro, feito em São Bernardo do Campo-SP, a Ford diz que a atualização é um desenvolvimento pensado para o mercado regional, não tendo assim correspondente planejado para o México e nem para a Tailândia, onde o modelo também é feito. Seria natural que a marca fizesse a mesma atualização, cujo estilo é inspirado no Ford GT (de acordo com a empresa), nos demais similares fabricados nos mercados emergentes.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

Diferente de marcas como Fiat e Volkswagen, a Ford não fala em unificação de segmentos de entrada e compacto premium, deixando a dupla Ka-New Fiesta devidamente separada. A marca naturalmente vai manter seu hatch recém-atualizado por mais algum tempo, mas não se fala em sucessor e nem em buscar o mesmo caminho trilhado por Argo e Polo. O fabricante de Dearborn alega que os clientes de New Fiesta não querem associação com o segmento de acesso, por isso o modelo mantém a motorização maior e mais potente.


A Ford também revelou que o New Fiesta Sedan não deverá ser atualizado como seria de se esperar. Importado do México, o modelo e seu equivalente hatch não estou em boa posição no mercado americano, onde as vendas de carros pequenos está em queda. A Ford Europa declarou que a nova geração não irá aos EUA por causa dessa despencada nos emplacamentos de pequenos, causados pela alta nos utilitários esportivos e picape. Não à toa, o EcoSport 2018/2019 já tem passaporte com visto americano.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

Aqui, o New Fiesta 2018/2019 vai partir para cima de Honda Fit, Volkswagen Polo, Fiat Argo, Peugeot 208 e Citroën C3, os rivais apontados pela Ford. Como sempre, a marca não abre o volume de vendas esperado e nem o mix de emplacamentos das versões. Com preços entre R$ 56.690 e R$ 75.190, ele fica dentro da faixa de preços dos modelos apontados. Confira aqui todos os detalhes do modelo da Ford.

Para fazer a diferença, o Ford New Fiesta 2018/2019 vem com uma frente bem interessante. Mesmo se tratando de um carro com bons anos nas costas, o hatchback continua com linhas modernas e um aspecto atraente, especialmente após a mudança na grade, com elementos cromados e formato hexagonal, bem como molduras redesenhadas no para-choque e faróis com LEDs diurnos. As rodas de liga leve aro 16 foram redesenhadas e reforçam as mudanças. Na traseira, as lanternas com assinatura em LED não impressionam. O mesmo em relação ao para-choque repaginado.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

Por dentro, para quem esperava um conjunto semelhante ao do EcoSport 2018/2019, há somente a decepção. O conjunto do painel continua o mesmo, exceto pela presença do SYNC 3, que traz uma tela de 6,5 polegadas e layout do sistema bem leve, agradável e intuitivo. A novidade começa na versão SE Plus e acrescenta imagem da câmera de ré e navegador nativo a partir da Titanium. Vale lembrar que o dispositivo traz Android Auto e Car Play, mas apenas o do Google reproduz Maps e Waze. Para quem tem iPhone, o alento é ter o GPS a bordo.

Os bancos tiveram a densidade da espuma modificada e nos pareceu mais firme, porém, com conforto. A padronagem também é diferente, assim como o posicionamento dos apoios de cabeça dianteiros. O ambiente já conhecido do brasileiro reserva um bom cluster com mostradores analógicos bem vistosos, computador de bordo completo e volante multifuncional com detalhes cromados na versão top de linha.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

O ar-condicionado é digital e a ergonomia se mantém aceitável. Duas entradas USB entre os bancos carregam smartphones lentamente, mas dão acesso aos sistemas de Google e Apple. Por ser automático, poderia dispor de um apoio de braço para o condutor. Também falta luz para os espelhos nos para-sóis, mas os porta-copos são bem resolvidos, exceto o traseiro, único, que poderia ter um segundo espaço. O Ford New Fiesta 2018/2019 tem pouco espaço para quem vai atrás, como era de se esperar. Já o porta-malas está no limite da categoria com seus 281 litros.

A composição das versões ficou mais enxutas e agora há somente uma opção com motor EcoBoost, o SEL Style. A Ford também mexeu na estrutura do New Fiesta 2018/2019, acrescentando maior proteção contra impactos laterais, bem como um novo ajuste da suspensão. Mas não foi apenas isso. O câmbio de dupla embreagem Powershift também teve alterações.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

Impressões ao dirigir

Em termos de performance, o Ford New Fiesta 2018/2019 não teve mudanças, já que manteve os propulsores Sigma e EcoBoost. No evento de test drive, realizado entre Cesário Lange-SP e o Campo de Provas da Ford, em Tatuí-SP, apenas as versões com motor 1.6 Sigma Flex estavam disponíveis. O modelo com o motor EcoBoost 1.0 de 125 cv ficou realizando provas de aceleração em um trecho da pista de teste.

O motor 1.6 Sigma Flex tem funcionamento suave e respostas animadoras para um propulsor aspirado, mas tem necessidade de assumir giros altos para corresponder. Com 125 cv na gasolina e 128 cv no etanol, ele apresenta 15,6 e 16,0 kgfm, respectivamente. Para uma condução mais econômica, a rotação fica na casa de 2.000 rpm, mas ele sobe bem para 4.000 rpm ou mais quando em retomada ou ultrapassagem na estrada. O ruído aumenta, mas é aceitável. No entanto, o rodar é muito sentido no habitáculo.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 2.900 rpm e o Ford New Fiesta 2018/2019 se comporta bem na estrada, não devendo em desempenho quando é exigido, mas claro, sem comparação com o EcoBoost, que é naturalmente muito mais esperto. A direção elétrica é leve e gostosa de manusear, enquanto os freios são firmes na atuação, mas sem exageros. Apesar do ajuste da suspensão para mais conforto, nitidamente sentido em lombadas e buracos do meio urbano, a estabilidade se manteve justa, mesmo sem ajuda de controles de tração e estabilidade.

E o câmbio? O nome Powershift foi retirado oficialmente pela Ford, agora chamando de “automático sequencial”. Bom, continua a ser o mesmo automatizado de dupla embreagem com seis marchas já conhecido. A marca adicionou materiais de atrito da embreagem com maior resistência, assim como um novo módulo de gestão eletrônica, novos retentores e calibração alterada, tudo para promover mais conforto, resistência e rapidez nas trocas.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir

A caixa não teve alterações perceptíveis no teste rápido, sempre trocando de forma suave e silenciosa. O modo S parece exigir mais do que o Sigma pode oferecer, mas corresponde ao que se espera do propulsor. As mudanças manuais pelo botão da alavanca não são as ideais, sendo pouco ergonômica.

Pena também o histórico de problemas do câmbio, que a Ford diz já ter resolvido no modelo até 2014. Mesmo assim, expandiu muito a garantia da transmissão. Os bancos reformulados também garantem conforto ao dirigir. O comportamento no geral foi bom no Ford New Fiesta 2018/2019 equipado com motor 1.6 Sigma. Continua dentro do esperado e não surpreende. Para quem já conhece o produto e aceita sua proposta, não haverá surpresas ao volante.

Ford New Fiesta 2018/2019 – Galeria de fotos

Viagem a convite da Ford.

Ford New Fiesta 2018/2019: Impressões ao dirigir
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email