Comprando e Vendendo Crossovers Elétricos EUA Ford Tesla

Ford paga quase US$ 200 mil para ter um Tesla Model X

tesla-model-x-oficial-3

Descobriu-se recentemente que a Ford pagou US$ 55.000 a mais para ter um dos primeiros exemplares do Tesla Model X. De acordo com a Bloomberg, a marca americana desembolsou US$ 199.950 pela versão P90D, a mais cara do modelo elétrico.

A compra foi feita por um corretor de valores da Califórnia, que encomendou o carro direto na Tesla. No entanto, o mesmo decidiu repassar o veículo para quem estava interessado em ser um dos primeiros a ter o Model X.

tesla-model-x-interior-b

A Ford então se interessou e decidiu pagar o preço pedido pela “exclusividade”, superior ao preço do Model X. O crossover elétrico custa US$ 144.950 na versão topo de linha, que ainda vem com Auto Pilot e modo Ludicrous. O comprador disse que o carro nem foi para a Califórnia, tendo sido entregue diretamente em Michigan.

O Model X P90D em questão é o 64° feito pela Tesla Motors e agora está sendo testado pela Ford em Dearborn. Comenta-se que vários executivos da montadora já andaram no carro, incluindo o chefe de design da Lincoln David Woodhouse. A aquisição de carros da concorrência é prática normal na indústria.





  • Felipe

    “Comenta-se que vários executivos da montadora já andaram no carro, incluindo o chefe de design da Lincoln David Woodhouse.”

    Ricos sendo ricos com o dinheiro “da firma”.

    • Louis

      Se for ver o salário de um chefe de design, deve ser equivalente a um instalador de internet andar com o Celta da empresa.

    • leitor

      Sim. Era pra enfeitar ou pra andar? Quase todas as firmas grandes compram carros e os diretores e executivos andam neles. E no caso serviu para os projetistas conhecerem e ver se tem algo que possa ser interessante e útil.

      • Felipe

        Caro leitor, o uso do carro é óbvio.
        A indústria faz uso dessa prática amplamente em diversos segmentos, mas normalmente os testes ficam à cargo da turma de engenharia. Aqui em Belo Horizonte, por exemplo, o pessoal da Fiat também testa modelos da concorrência. O último que ví sendo avaliado era um Toyota Prius, com placas verdes, de Betim e que outrora já foram vistas em outros carros da Fiat. Ah, quem estava ao volante? Um executivo trajado como esses aí:

    • Gustavo73

      A função aí é avaliar o carro da concorrência. Características acertos inovações. Depois cada setor irá analisar as características do produto. Podendo assim assimilar certas características da projeto. Algo muito comum na indústria.

      • Felipe

        A famosa “engenharia reversa”!
        Isso é muito comum na indústria, sim. Mas… Normalmente quem analisa, estuda, testa, disseca… é o pessoal da engenharia. O texto deu a entender que os executivos tiram onda com “um dos primeiros exemplares do Tesla model X”.

        • EuMeSmObYmYsElF

          quanto antes, melhor, quando se trata de concorrência

          • Felipe

            Bastava alguém de dentro da Ford ter feito o pedido sem ter que desembolsar US$ 55mil a mais. No entanto esse gasto a mais certamente tem um motivo que não sabemos qual é. A Ford faz o que quer com o próprio orçamento.

            • EuMeSmObYmYsElF

              os executivos de fabricantes são bem conhecidos nesses meios.. pode ser que quisessem adquirir o carro sem chamar atenção, inclusive da imprensa. imagina a manchete “alto executivo da Ford adquiri modelo Tesla”, pegaria mal para a Ford.. comprar no nome de algum operário também não faz sentido porque poderia trazer complicações com o fisco pra esse funcionário.. enfim, usa-se o que tem pra sair à frente dos outros…

              • Felipe

                O tiro saiu pela culatra. Agora tá todo mundo sabendo do mesmo jeito e tem US$55mil a menos em um certo cofre de Detroit…

                • EuMeSmObYmYsElF

                  7 meses depois do lançamento..

                  • Felipe

                    Independente do tempo, já que a prática é comum na indústria… Não seria surpresa no passado como não é surpresa agora.

                    • EuMeSmObYmYsElF

                      sim, mas quanto antes melhor. melhor ainda se ninguém souber.. 7 meses depois, pode ter erteza que esse carro não existe mais

        • Gustavo73

          Desculpe, mas o “tirar aonda” foi uma conclusão sua. Comprar um dos primeiros éque a indústria faz, mas no caso da Tesla não é tão simples. Não dá pra ir em uma CSS qualquer. O fato dos executivos terem testado mostra a importância do produto. Não significa que levaram para casa e ficaram passeando pepas redondesas. Até porque a maioria deles, desses altos executivos teriam dinheiro para comprar o seu. A questão é ver o que esse novo fabricante tem que faz esse alvoroço entre os consumidores. Provavelmente isso vai dar assunto para várias reuniões a começar como não pensamos nisso antes. Lembrando que a pouco tempo a Tesla usava como base dos seus carros um Lotus Elise.

          • Felipe

            Quanto ao uso do carro pelos executivos e os motivos que levaram a Ford a comprar um dos primeiros exemplares, eu tirei minhas conclusões e você as suas.
            Mas uma coisa é questionável: A Ford queria adquirir rápido um Tesla Model X. Então… Por que não fez um pedido? (Ainda que em nome de uma pessoa física) Mas não precisa responder. Sabemos que a Ford tem funcionários que são pagos pra usar a verba destinada à engenharia reversa e esse foi o trabalho deles. De qualquer forma, esse parece ter sido o verdadeiro propósito da compra, ainda que só ocorrerá depois que o modelo for amplamente testado.

    • Luis_Zo

      Normal os executivos andarem no carro, não só o povo da Engenharia. Inclusive muitos carros só vão pra fabricação após executivos andarem nele. Ja vi coisas serem mudadas de ultima hora porque alguns deles não gostaram de algo no carro.

      • Felipe

        Nesse caso, se fosse um Ford. Mas o carro em questão não é.

        • Luis_Zo

          Não Felipe, não faz diferença. Trabalho no meio e te falo, é a coisa mais comum os cabeças andarem em carros nossos e tb da concorrência. Principalmente perto de um lançamento, coloca-se os carros frente a frente, os que serviram de benchmarking e o a ser lançado, e os executivos andam em ambos e fazem comparações.

          Se tratando de um modelo completamente “único” no mercado, acentua-se ainda mais esse fator (caso do Tesla). Ou tu acha que o Prius que tu mesmo citou acima não passou na mão da maioria dos diretores e executivos la de Betim???

          Claro que a maior parte do tempo ficou na mão da engenharia, mas em se tratando de uma empresa onde a engenharia é o “coração” da coisa, tem muito executivo com passado técnico, muito executivo entusiasta.

          Desculpa, mas pra eu que vivo a realidade dessa industria, a afirmação “Ricos sendo ricos com o dinheiro “da firma”.” soa bem preconceituosa e não condiz com aquilo que vejo no dia a dia.

          • Felipe

            Bom, soou preconceituoso por interpretação sua.
            Podem haver regras nesse segmento. Executivos tem uma função, engenheiros tem outra… Em que seria útil pra engenharia a opinião de um executivo, por exemplo?

            • Luis_Zo

              Calma Felipe, não te chamei de preconceituoso. Disse que tua afirmação me soava preconceituosa.

              Sobre tua pergunta, depende muito. Novamente, se o executivo em si tiver carreira técnica, muito se extrai da sua experiência. Se o executivo tem olhos “de mercado”, muito se extrai daquilo que se deve e principalmente daquilo que não se deve copiar. Sou engenheiro, mas se deixar engenheiro fazer o carro do jeito que ele acha que é certo (melhor, tem certeza, pois geralmente engenheiros se igualam a deus :) ) , só sai coisa que não vende. Não necessariamente por que é ruim, mas porque naõ é aquilo que o mercado/segmento busca…

              Mas concordo, tem caras que vão ali no Oba-Oba, pra não perder uma oportunidade de fazer um networking.

              Essa divisão específica de trabalho engenheiro/executivo que tu expôs é uma teoria linda, mas na pratica há sim uma fronteira que os dois invadem na profissão do outro. Não é tão delimitado assim.

              • Felipe

                Hehehehe eu sei brother, soou do verbo soar.

                • Luis_Zo

                  Isso, soou do verbo soar, de som, sonoridade… não do verbo suar, de suor :)

                  • Felipe

                    Muito bem!! :-D

            • Matheus Marques da Silva

              Tive esse exemplo trabalhando com caminhões, em que foram colocados exemplares concorrentes lado a lado com o da empresa em que eu trabalhava. Os executivos deram seus palpites e alguns foram determinantes para o lançamento.
              Numa outra feita isso aconteceu com veículos de outro segmento, onde diversas pessoas de diversos setores foram chamadas para opinar sobre as variações de nosso projeto ante a concorrência. Foi bastante produtivo.
              E na minha opinião, “Ricos sendo ricos com o dinheiro “da firma”.” soou preconceituoso sim. Parece que tem alguém querendo tirar proveito de sua posição na empresa pra dar bandinha com um carro, como se fosse necessário e como se eles não tivessem recursos próprios para tal. hehe

              • Felipe

                Novamente, interpretação cada um tem uma.
                Se soou como preconceituoso… Boa tarde e bom final de semana ae brother!

  • CanalhaRS

    Depois que a Ford fizer os testes com ele, pode deixar aqui em casa que eu continuarei testando por muitos anos, hehehehehe….

    • Gustavo73

      Esse aí será inteiramente desmontado para análise.

  • Eduardo

    Será que vai ser pra dar uns rolês ou pra estudar/copiar as tecnologias dele? rsrs

    • Vagnerclp

      Engenharia reversa.

    • Joao Paulo Cintra

      A tecnologia de motores elétricos e controladores da Tesla Motors já está sob domínio público, qualquer empresa ou pessoa pode copiar. O negócio do Musk é criar demanda para carros elétricos para que as empresas comprem baterias da Gigafactory que está em construção.

  • Franco da Silva

    Tirando a Ford da jogada, isso mostra pq tem 400000 pedidos o carro novo. Só 1000 dólares a reserva. Vale a especulação e tentativa de faturar algum vendendo sua reserva.

  • Minha Opinião

    Pobre Ford…

  • celso

    Vou fazer um exercício de futurologia: a Tesla é uma furada.
    Vai quebrar a cara. O futuro do automóvel não é a eletricidade.



Send this to friend