Ford India Mercado Montadoras/Fábricas

Ford: parceria com Mahindra para encerrar operação própria na Índia

Ford: parceria com Mahindra para encerrar operação própria na Índia

A Ford continua sua estratégia de reduzir os custos nas operações globais. A montadora americana estaria mantendo conversas referentes a um acordo com a Mahindra & Mahindra na Índia para transferir parte de suas atividades na Índia, de acordo com a Reuters. Duas fontes teriam relatado a empresa está perto de fechar a criação de uma joint venture local.


Segundo as tais fontes, a Ford quer criar um novo negócio na Índia e teria 49% dessa joint venture, ficando a Mahindra com o controle da operação. A organização nova incluirá funcionários e fábricas atualmente sob administração da montadora americana. A Reuters inclusive cita um diálogo onde a fonte revela: “É como uma saída parcial (para a Ford Índia)”.

O acordo deve ser fechado em até 90 dias, o que significaria uma remodelação do negócio da Ford na Índia, onde investiu US$ 2 bilhões nos últimos anos, mas atualmente tem somente 3% do mercado local, que vendeu 3,3 milhões de carros no ano passado. A marca americana focou nos modelos Figo (Ka) e Aspire (Ka Sedan), bem como o EcoSport, todos dentro da faixa de tamanho inferior a 4,00 m.

Ford: parceria com Mahindra para encerrar operação própria na Índia


Mesmo assim, num segmento que recolhe bem menos imposto, a Ford não estaria conseguindo uma rentabilidade suficiente na operação indiana. Oficialmente, a empresa disse que não comenta especulações, mas afirmou que mantém com a Mahindra uma colaboração conjunta para “cooperação estratégica que nos ajudem a alcançar eficiências comerciais, de manufatura e de negócios”.

No caso da Mahindra, a indiana revelou que está “trabalhando em conjunto em áreas identificadas”, em relação à Ford e que “anunciará mais acordos definitivos à medida que avançarmos em algumas das outras áreas”. Essa aproximação com a montadora local se deu em 2017, quando as duas companhias firmaram um acordo para produzir vans elétricas, veículos utilitários, entre outros.

Essa remodelação da Ford na Índia surge após a retirada quase integral da empresa na Rússia, além de fechamento da fábrica de Taboão no Brasil (onde a CAOA estaria adquirindo a operação), assim como na França. O objetivo é cortar US$ 11 bilhões em custos globais nos próximos anos.

[Fonte: Reuters via Autoblog]

Ford: parceria com Mahindra para encerrar operação própria na Índia
Nota média 4.2 de 6 votos

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Mais um furo certeiro do saudoso Nasser. Em uma das suas últimas colunas ele apontou que a Ford buscava uma parceria com a Mahindra para desenvolver os sucessores dos atuais Ka e Ecosport.

    • passis

      Na verdade, essa posição subalterna de 49% na joint venture, no meu entender, deixa o braço indiano isolado das outras filiais. Parece uma terceirização para atuar num ramo, de entrada, que a matriz não tem mais interesse, deixando os problemas para o parceiro local. Fico agora me perguntando se teremos uma nova geração do Ka por aqui… apesar do grande volume, as margens são pequenas e a empresa tem meta de 8% de margem… Será que Camaçari produzirá apenas crossovers/suvs?

      • Fernando Bento Chaves Santana

        Acho que o desenvolvimento dos próximos Ka e Ecosport ficará a cargo da Mahindra sob as orientações da Ford. Há especulação de que a arquitetura dos novos modelos poderá ser Mahindra e não Ford.

        Acho que o futuro do Ecosport e do Ka no Brasil dependem do posicionamento da marca Ford no Brasil após a reestruturação em curso: se a marca decidir que terá atuação mais premium com SUVs e picapes teremos modelos com preço inicial de R$ 100k e com isto não teremos mais Ka e Ecosport.

        Mas este novo posicionamento da marca também depende das definições do governo sobre a legislação para a importação de carros e de componentes. Se as regras forem mais favoráveis a importação a Ford comporá seu portfólio com produtos importados e se tiver sucesso nos segmentos premium tirará de catálogo os produtos mais populares. Mas se as regras de importação não mudarem muito teremos os sucessores Ka e Ecosport, desenvolvidos pela Mahindra, fabricados em Camaçari.

        Também acho que com o fim da atual geração de Ka e Ecosport a fábrica de motores de Taubaté poderá fechar e os motores dos eventuais novos carros pequenos poderão ser importados ou adquiridos de outros fabricantes já instalados no Brasil, como FCA ou VW..

    • Marcus Vinicius

      Agora com isso vão usar o logo da mahindra nesses modelos remanescentes

      • vinny

        Dúvido muito.

        • Jr

          Mais se a Mahindra vai ser a sócia majoritário na JV e no caso da Índia é uma marca mais conhecida por lá, a lógica diz que, pelo menos na Índia, os carros produzidos pela JV vão sair com a marca mahindra de fabrica

  • Chap

    Projetos low cost da empresa agora serão ‘by Mahindra’ e reproduzidos no mundo pobre. Que fase, hein!
    Chevrolet by SAIC, Renault by Dacia/Datsun, PSA by Dongfeng etc… Estamos fritos se ficarmos limitados aos carros para terceiro mundo.
    Se a Ford tornar sua linha de carros de entrada em produtos extremamente pobres, que ao menos ofereceram também, nem que por importação, no mercado brasileiro os carros feitos para o primeiro mundo como Focus, Fiesta etc.

    • Paulo Lustosa

      Ué, Dacia e Datsun são do grupo Renault-Nissan, diferente da GM com SAIC e PSA com Dongfeng que são realmente joint venture

      • Chap

        Sim, no caso dessas pertencem ao mesmo grupo mas com propostas distintas e que servem para criar carroças para serem vendidas como se fossem Renault em alguns lugares…

    • Domenico Monteleone

      O problema não é a marca/grupo, tá cheio de projeto de montadora Alemã ou Americana que não vale nada, cambio Powershift é alemão, por exemplo. O problema é vir acompanhando do temo “low cost” e o baixo nível de exigência desses mercados.

      • vinny

        Exatamente Domenico. Nacionalidade/origem do projeto não significa necessariamente qualidade.

      • Nicolas

        Creio que está generalizando uma deficiência específica não intencional de um componente para o carro todo, para uma marca ou todo um país, uma falácia.

    • LL

      Mas somos do grupo de países em desenvolvimento, não se usa mais o termo terceiro mundo, bem vindo a realidade!!!

    • Diego Lip

      Os próximos Renault para o Brasil serão projetados no Brasil, e não mais pela Dacia.

  • Alvarenga

    A Ford esta indo bem né ???? Até aqui no Brasil em Camaçari onde ela sobrevive as custas de subsidios do governo e onde teria tudo pra dar bons lucros parece que a coisa não esta boa pois abriram um PDV para todo pessoal. Tá feia a coisa, não vai nem com benesses do governo.

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    Eu hoje penso 2x antes de compra um carro da FORD. Vai q do nada ela sai do país ou quebra. E pensar q ela já foi referencia no mundo automotivo .

    • Piston head

      Sair acho que não sai. Vai operar de forma mais enxuta de todas as maneiras possíveis. Fiz uma revisão em autorizada e após o término do serviço a recepcionista falou para não deixar de responder a avaliação por e-mail, pq eles precisam de pontos (Para que não sei, mas da pra imaginar).

      • Drax

        Também acho que não sai, mas acho que vão focar em SUVs mais caros e os carros baratos virarão indianos. Capaz do Ka ficar pior na nova geração.

        • vinny

          Cara, não é pq será indiano que vai será ruim. Carro barato é ruim, pq e feito pra ser barato. Os caras tão pouco se importando se é seguro ou eficiente, tendo tela multimídia a galera compra e pra eles isso basta.

    • J_Eduardo

      Amigo pode aguardar q o novo dono já deve ter passado as coordenadas e o bisneto do Ford já entendeu o recado e esta preparando a casa. Os alemãs da Volks vão passar para a chefia em Detroit muito em breve …agora quanto aos modelos Ford no Brasil acredito que por respeito ainda permanecem um tempo ou mesmo ficam por aqui como Citröen e Peugeot … base igual mas com acabamentos e estilos bem
      Diferentes, a tecnologia de hoje permite isso com certa facilidade …

  • J_Eduardo

    A Ford está num processo de enxugamento de setores que não interessam a seu novo dono: Grupo Volkswagen. A americana parece estar preparando o terreno para ser absorvida pela gigante alemã. Como os modelos da alemã no segmento de entrada, médio e grandes já são bastante consagrados na Europa, Américas e parte da Ásia , a Ford deverá ser o braço do grupo para pick-ups e SUV’s, ficando a alemã com a parte de veículos, digamos, tradicionais e com os elétricos. Imagino que na maioria dos casos morrera o modelo com menos espaço no mercado. Apesar de ser absorvida, nos EUA será noticiado como Fusão, para os americanos não chiarem e o Trump não reclamar tb …

    • Munn Rá : O de Vida Eterna

      Falando nisso a Ford pelo visto nessa ” Nova Autolatina ” vai acabar se tornando uma ” extensão ” da VW

      Vendendo VW sob ” roupagem ” Ford e de ” cunho ” próprio apenas Esportivos, Picapes e SUVs nos EUA

    • cobaiao

      Concordo, esse movimento atual da Ford, embora a marca alegue “redução de custo” “trabalhar em mercados rentáveis”, ao que tudo indica é somente para aumentar o valor da marca perante aos potenciais compradores (que de fato, a VW é uma das candidatas preferenciais) que não vão querer levar junto os “penduricalhos” da marca em operações de pouco retorno ou que demande muito investimento. Próximo passo deverá ser um enxugamento no Lincoln de modo a ficar só com o line-up de SUV e poucas opções, e talvez o Continental restrito somente a China onde vende bem. Ou não me surpreenderia se a marca desfazer da submarca.

      • J_Eduardo

        E hoje em dia com nível tecnológico que se tem, eles fazem Fiesta com base MQBA0 volks para Inglaterra e na mesma linha de montagem o Polo pro resto da Europa …. considerando a esta plataforma modular da volks é considerada uma das que permite maior diversidade de aplicações, é só a Ford deixar a casa arrumada, que as fábricas da alemã montam os carros ou as da Ford ajustadas fazem o mesmo. Penso que se sair a fusão na Inglaterra a próxima Ford Trânsit será um Vw Kombi de 6ª geração

    • Tibúrcio

      VW novo dono da Ford?
      hahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahaahahaha
      Esse manja!!!

      • J_Eduardo

        Meu caro a coisa toda me parece já está em andamento, se não sabes ou não acompanhou … eles estão dando o nome para o acordo entre as partes de parceria ou de sinergia…mas se fosse só isso pq só a Ford estaria acabando com Segmentos inteiros de sua linha de veículos mesmo na Europa ??? Quem é do mercado sabe que uma fábrica do porte da Ford não sobrevive apenas de SUV e pick-up… se a moda passar eles quebram. Então penso que é questão de tempo … inclusive pq a Ford não tem base ampla e diversificada de veículos elétricos até onde sei sua penetração no forte mercado chinês é relativamente pqna, frente a da GM, da volks e outras …mas se trabalha para Ford tá fazendo bem seu papel …

        • Tibúrcio

          Ô dó…
          Trabalho pra Ford, pra VW, GM, e etc…
          A Ford está enxugando, somente… não quer ser número um nem nada, apenas fazer dinheiro.
          A VW preferiu investir para reverter os prejuízos na America do Sul (eles perdem dinheiro desde 2013), mas querem a todo custo ser número um. Tanto que nas outras áreas do mundo, investem onde perde dinheiro para agitar mesmo o mercado. Globalmente, faz dinheiro!
          A Ford preferiu fechar o que não rende na America do Sul (tem prejuízo desde 2014), além de fechar nas outras áreas do mundo que não trazem lucro. Globalmente, faz dinheiro também, mas com margem menor!
          A GM estava mesmo pensando em enxugar mais, mas teve acordo e resolveu investir.
          Se acredita mesmo que a VW vai comprar a Ford, fique no aguardo… Vai cansar!

          • J_Eduardo

            Toda empresa grande trabalha com margens de prejuízo no curto prazo, por questões de investimento, modernização, amortizações e outros investimentos … sua leitura me parece muito aqui agora.
            E Acompanho mercado de veículos a um certo tempo. Assim pelo que aprendi com as leituras de colunistas e especialistas ao longo dos anos é que todas as Multinacionais trabalham ao menos uma Década à frente do que se vê hoje nas lojas ou de ações políticas vistas no dia a dia.
            Se a Ford conseguir se manter sem uma
            Linha diversificada, sem uma base de elétricos forte , será a única pq não terá mercado na Europa (predominância de carros elétricos) e na China (sem portfólio diversificado )… agora quem viver verá …

            • Tibúrcio

              Puxa! Parece que já acompanha o mercado há algumas semanas! Sua leitura parece muito… Carblog!

              • J_Eduardo

                Realmente alguma leitura de quatro rodas, oficina mecânica e motor show, com assinatura de alguma delas, desde novembro de 89, só para ficar na parte amadora, sr especialista, quem sabe issso pode dar alguma bagagem a alguém…

                • Tibúrcio

                  É… ler 4 rodas deve ser mais eficiente do que trabalhar em desenvolvimento na indústria automotiva desde 78…

                  • J_Eduardo

                    Meu camarada com todo respeito quem veio partindo pra ofensa (tentando diminuir a criticidade do argumento de OPINIÃO) foi vc com papo de leitor de carblog. E tem mais trabalhar no segmento com certeza é um fonte boa, mas leitura do segmento automobilístico, conhecimentos no próprio setor mesmo sendo jornalista da área não são garantias ou certezas absolutas sobre nada. Vc que é da área deve conhecer inúmeras certezas de mercado que não aconteceram e novidades que surpreenderam. Então cá ente nós estamos divagando sobre processos muito sigilosos que ambos não podem e nem tem certeza absoluta … como já disse antes, quem viver verá….passar bem ….Sr. dono da verdade!

                    • Tibúrcio

                      Ok, CHORÃO!
                      rsrsrsrsrs

    • Nicolas

      A empresa só da prejuízos pois não consegue competir. Com prejuízos contínuos o caixa da empresa acaba e a empresa abre falência. Antes que isso ocorra tem que vender ativos e desfazer dos negócios que tem prejuízo. Se fazer parar os prejuízos pode salvar a empresa.

  • Tibúrcio

    A situação da Ford é ruim na planta do Ka, em Sanand.
    Esperavam que o Ka fizesse sucesso lá, mas não fez… a concorrência cos os asiáticos é severa!
    A planta faz mais Ka para a Europa (sim, é feito na Índia e exportado pra Europa) do que pro mercado local!
    Já a planta do EcoSport em Chennai está melhor, pois exporta pros Estados Unidos e não tenho certeza, mas acho que também pro México, e os volumes foram melhores do que o planejado.
    Acredito que a planta do Ka deva estar “em perigo”, por ser a mais nova, mais custosa e a que menos produz.

  • Carlos

    O problema das americanas atende pelo nome de Má Gestão Administrativa. A uma década Chrysler e GM, quebradas, foram socorridas pelo governo americano – na época a FORD recusou a ajuda. O que dizer de uma empresa que se recusa a produzir sedã no mercado americano?

    A Chevrolet do Brasil, mesmo com 18% do mercado, anda caindo das pernas – e olha que tem 80% das suas vendas, concentrada em um só modelo Onix/Prisma.

  • Marcus Vinicius

    Então o K indiano,Aspire e o ecosport poderiam usar o logo da mahindra

  • Airplane

    Depois dessa notícia desisti de comprar um Ka e fui para a concorrência.

  • Henrique Gouveia

    Tô achando que Ford irá se tornar a nova Polaroid. Não fábrica mais nada mas tem produtos com sua marca estampada fabricada por terceiros.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email