Europa Finanças Ford Mercado Montadoras/Fábricas

Ford promete cortar empregos e outros custos na Europa

Ford promete cortar empregos e outros custos na Europa

Depois de iniciar um processo bilionário de corte de custos na América do Norte, a Ford agora se volta para a Europa e Rússia. O motivo é o mesmo, poupar despesas de qualquer forma. Isso significa que a montadora encolherá nos próximos anos, a fim de se tornar mais rentável.


Nesta quinta (10), a Ford anunciou um corte de milhares de empregos em operações no continente europeu, como uma revisão da operação na Rússia, por exemplo, que poderia ser entregue de fato para as sócias locais da montadora.

Além disso, Dearborn deu sinal verde para o fim de modelo de baixas vendas e também para saída de mercados pouco lucrativos na União Europeia. A reestruturação da Ford Europa incluirá também o fechamento de fábricas.

Mais detalhadamente, a Ford afirmou que sairá do segmento de minivans, que estão em queda no continente. Isso significa o fim de modelos como C-MAX, D-MAX e Galaxy.


A compacta B-MAX já saiu de cena em Craiova, Romênia, onde agora é feito o EcoSport. Então, podemos esperar por um aumento da presença de SUVs da marca no velho mundo, em especial a nova geração do Escape e a próxima do SUV brasileiro.

Na França, a fábrica de transmissões da Ford em Bordeaux, será fechada em agosto. Além disso, as sedes da empresa no Reino Unido e a Ford Credit, serão unificadas. Em termos de emprego, a montadora espera negociar com os sindicatos, demissões voluntárias para reduzir o impacto nos cofres da companhia. Os cortes serão aos “milhares”, segundo Steve Armstrong, presidente da Ford para a região.

E a América do Sul?

Ford promete cortar empregos e outros custos na Europa

Atualmente a Ford Europa tem 53 mil funcionários, mas registrou 245 milhões de euros de prejuízo no terceiro trimestre. A reestruturação da divisão europeia preocupa a América do Sul, onde a Ford acumula um enorme prejuízo de US$ 2,6 bilhões desde 2011. Analistas da J.P. Morgan já vislumbraram alguns cenários para a Ford na região, inclusive a saída de alguns mercados.

Como já se sabe, modelos como Focus e Focus Fastback, não serão renovados na Argentina, onde a Ranger deve prosseguir sem problemas. No caso brasileiro, o New Fiesta não tem mais um futuro por aqui, visto que até sairá do México em sua forma sedã, praticamente sumindo da região. Outro que desaparece logo mais é o Fusion, sem continuidade nos EUA e por sua vez no vizinho latino.

O futuro da Ford no Brasil pode estar atrelado ao sucesso dos Ka e Ka Sedan, assim como uma nova geração do EcoSport e a chegada de um SUV acima deste, que pode ser o chinês Territory. Um portfólio de produto enxuto, mas que dê rentabilidade ao fabricante americano, não seria algo estranho.

[Fonte: G1]

Agradecimentos ao Francesco.

Ford promete cortar empregos e outros custos na Europa
Nota média 4.3 de 3 votos

  • gcaraujo

    Ford, vá com Deus e o último desligue a luz… não renovou e apostou nos erros para a máquinas engrenar, se deu muito mal…colha os frutos disso!!!

    • Renato Duarte

      Ford Ka e Ka sedan são um sucesso, Ranger também,, o único que talvez patina é a Ecosport mas isso é questão de ajuste estratégico, agora o Focus segue o mesmo carma de Golf e companhia, não tem como salvar. Fora isso a Ford anda muito bem…

      • Airplane

        A grande diferença entre o Focus e o Golf é que o alemão é o hatch mais vendido no mundo !

      • Drax

        O motor do meu Ka 2015 caiu na semana passada. Quebraram 3 parafusos que seguraram, só não caiu na estrada por causa da proteção do carter. Sorte minha que o conserto foi só colocar parafusos novos e o óleo do freio que vazou na queda.

        • Renato Duarte

          Será que é por conta da vibração dos 3 cilindros?

          • Drax

            Sempre peguei umas estradas de terra bem ruins tbm. Um dos parafusos enferrujou e quebrou. Aí os outros dois devem ter quebrado com a vibração + estradas ruins.

      • Francamente não acho a linha Ka nem a Ranger um sucesso. Claro que não é um fracasso, mas são medianos.
        Pra mim, sucesso é HB20 que vendem no limite da produção… e outros casos similares.
        Ranger depende muito dos descontos para PJ e PR para vender bem, cerca de 80% são para esses consumidores. Diferente de Amarok e S10 que estao entre 50 e 60%. Disputar mes a mes com a Amarok que só vende versões diesel, não acho mérito da Ford.
        Já o Eco, parou no tempo.. chegaram adversários renovados e só uma proxima geração para mostrar se pode reagir. Melhorou o interior sem dúvidas, mas ainda falta melhorar o porta malas e o espaço interno pra ficar competitivo. Acho que até vende razoavel.

    • Incitatus

      As montadoras deveriam contratar seus ceos aqui. Gostei especialmente
      das análises sobre a conjuntura atual (brexit or not brexit, matriz de
      combustíveis e automação), futura (desaparecimento do modelo de negócios
      depois uberização), desinsvestimento prepraratório para aliança com a
      vw (somando o efeito trump) e crescimento das marcas chineses como
      players, assim como foram no passado kia, honda, toyota, etc. Pega tudo
      bate no liquidificador e distila um ódiozinho e temos pareceres
      precisos.

  • Domenico Monteleone

    Definitivamente as coisas não vem bem para o logo oval de Detroit em lugar nenhum. Ka segurando as pontas no Brasil e F-150 nos Eua.

    • Chap

      O F-150, ainda que custe mais para ser fabricado se comparado aos concorrentes diretos, é o produto que “segura as pontas” da Ford no mundo inteiro. Em 2018, até o terceiro trimestre, quase todo o lucro da Ford no mundo foi gerado nos EUA e pelo F-150 majoritariamente.
      Na América do Sul os produtos que rendem algum dinheiro para a empresa são Ranger e EcoSport, os demais são deficitários, segundo as métricas divulgadas pela Ford.

  • HENRY ME

    Esse prejuízo foi causado por problemas também na Venezuela certo ?
    Isso tudo é à pressão já é à pressão da mudança para carros elétricos

    • Chap

      70% dos prejuízos na América do Sul são do Brasil, 20% Argentina e 10% de outros mercados, segundo os relatórios da Ford.

    • Luis Mello

      Problema na Venezuela? Não entendo a correlação, barril de petróleo está baixo.

      • HENRY ME

        A Ford tinha fábrica de veículos na Venezuela em 2011

  • Victor Hugo

    Será que a VW compra a Ford ?

    • Zé Mundico

      É mais fácil a VW comprar a Fiat, que está com a vela na mão.

      • tiago

        Vela na mão?Importa-se em discorrer?

        • Zé Mundico

          Nem precisa, o fim esta proximo.

    • R. Rover

      Se não comprou, pode comprar a qualquer momento.
      A Ford está respirando por aparelhos.
      Está atrasada no setor de elétricos e, para piorar, está sem recursos para os investimentos maciços para tal.
      Em tempo.: A queda de vendas da empreses é generalizada, sendo que a na China foi colossal.

      • tiago

        A Ford não está respirando por aparelhos, pode verificar o q3 earnings.

        • Alvarenga

          Até onde sei não é falta de dinheiro para o dia a dia, é falta para os maçiços investimentos que seriam necessarios para garantir o futuro eletrificado e autônomo.
          Sem isso , sem futuro.
          E não é só a Ford que esta percebendo o tamanho da encrenca. Tem varias montadoras pelo mundo pensando em fusões para dividir a conta deste desenvolvimento.

          • Antonio

            Comentário perfeito.

    • Alvarenga

      Vai ser a nova Autolatrina !
      Agora mundial.

  • Kiyoshi Yamashiro

    Pelo visto o catálogo da Ford vai ser bem limitado aqui no Brasil, futuramente só teremos Ka e sua variante sedã, Ecosport, um suv médio, Ranger, Mustang e Edge, sendo os três primeiros fabricados localmente, o que quer dizer que pode desativar uma fábrica, segundo boatos a fabricante também ia se desfazer do campo de provas, ou seja, a situação não está boa e a cooperação com a VW pode dar um fôlego extra

  • 🅰🅽🅳🅴🆁🆂🅾🅽 – 🆂🅿® ✅

    Por aqui vai virar uma espécie de Hyundai, com Ka e Ecosport ao invés de HB20 e Creta, se for olhar o lado de lucro é o certo pois o resto como Focus e Fiesta não vendem mais nada, vai focar no que vende.

  • Luis Burro

    Vai defendam estas multinacionais pra ver o q acontece,vcs são meros consumidores e só isto interessa pra elas!

  • globonaotemjapaa

    é a crise

    • Airplane

      Só atinge a Ford ?

      • Murilo Soares de O. Filho

        Se esse acordo sair mesmo, vai mexer com o mercado, e outras alianças nestas proporções virão.

    • th!nk.t4nk

      Crise nada. EUA, China e Europa estao vendendo muito carro. É má administraçao mesmo.

  • Alaor

    É, pelo jeito a Ford está indo pro buraco. Qualquer hora dessas uma empresa chinesa compra e resolve o problema.

    • Leandro Cazzeri Sasso

      Henry Ford se revira no túmulo uma hora dessas!

    • Airplane

      A negociação, no momento, é com a VW.

  • Gabriel

    Charles, o mundo não é mais o mesmo.

  • Zé Mundico

    Tem que se concentrar no que vende e estamos num momento de transição global, onde o carro com motor a explosão está saindo de cena para dar lugar ao elétrico. É a fase da arrumação e muita genta vai se lascar nessa, esperem prá ver….

    • Renato Duarte

      E naturalmente a concorrência vai diminuir,, os pequenos que sobreviverem provavelmente irão ser absorvidos pelas grandes… e assim vive o mundo dos altíssimos investimentos.

  • HugoCT

    powershift é o culpado. essa onda suv prejudicou outros produtos, e não foi so a ford

    • cepereira2006

      A Ford tem o Kuga, um baita carro. Por incompetência trouxe o Edge em vez dele. Ela poderia estar surfando na onda SUV e não sendo prejudicada por ela.

  • Tibúrcio

    Acredito que acontecerá o mesmo no Brasil.
    Um exemplo é a FIAT, que faz mais dinheiro agora do que quando era líder no Brasil.

  • Penguin*

    O problema da Ford é que muitos tem medo de comprar os carros da marca, devido aos boatos, ou não, de sua saída do mercado brasileiro.
    O problema do powershift já foi sanado, mas a dúvida na maioria dos consumidores permanece.

  • Penguin*

    Vi agora no site que tanto o Fiesta quanto o Ka 1,6-l mais acessíveis, não tem vidros elétricos traseiros.
    Para mim isso é um grande diferencial e sei que a pedido, as concessionárias instalam, mas nunca funcionam como se montados na fábrica.
    É uma pena!
    Talvez para a Ford seja um pequeno detalhe, mas para mim é motivo de desistir da compra.

  • RicLuthor

    A Ford e não é de hoje parece aqueles órgãos públicos ou estatais que todos sabem onde se encontram os problemas, mas ninguém resolve.

    Lançou o 1° Ecosport e foi um enorme sucesso; surgiu o Duster, maior e mais robusto, aí a Ford lança a 2a geração do Ecosport, novamente pequeno.

    O Focus desde a 1a geração sempre foi muito elogiado pela imprensa em termos de comportamento dinâmico, mas a empresa jamais investiu no marketing do modelo.

    Os clientes sempre reclamaram do preços elevados das peças e da baixa qualidade da mão-de-obra dos concessionários, nunca algo foi feito a respeito.

    A Ranger nunca faz frente a Hilux, ou seja, uma picape de uma marca tradicional americana (cuja maior tradição são justamente as picapes) perde de lavada para uma picape japonesa.

    Todo mundo fala da baixa qualidade de montagem dos Fords, do Ka ao Fusion, vãos irregulares, peças de carroceria desalinhadas… e tudo continua na mesma.

    Assim sendo, fica difícil sair do buraco que ela própria cava.

  • Alvarenga

    Sabe o que tá faltando ? A Ford colocar a transmissão Powershit no Ka !

  • CarloAndreiDiniz

    Na verdade os altos custos estão fazendo com que as pessoas fiquem mais com o carro a longo prazo para compensar, e isso só tende a piorar para as montadoras principalmente com o ride sharing (serviços como UBER) estão diminuindo cada vez mais a venda de carros para as pessoas físicas, muitos do jovens não sentem mais a necessidade do carro nas grandes cidades do mundo, pois eles tem vários no celular a hora que precisar mais barato do final do mes que comprar e manter um carro, ainda mais com o serviços de aluguel que em alguns casos feitos os custos também vale mais a pena do que ter um carro, e a tendência e de que isso seja irreversível pois já estão sendo testados táxis e caminhões que rodam 24 horas sem motoristas levando carga e pessoas para seus destinos, motorista de Uber nos próximos anos, motoristas de ônibus e caminhão como diversas profissões sumiram do mercado.

  • Caue Fonseca

    A Ford parou nos lançamentos New Edge de Ka e Focus. Daí em diante ficou só no remendo…

  • Éder Rocha Rodrigues

    A estratégia de negócios da Ford é bastante inteligente; foi a única montadora que não necessitou de ajuda do governo americano em 2008. Visa a sobrevivência da empresa a longo prazo; algo que a GM, por exemplo, não fez no passado, e tornou-se insolvente.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email