*Destaque Asiáticos Ford Pickups Segredos-Flagras

Ford Ranger 2018 aparece com facelift na Tailândia

ford-ranger-2018-tailandia-flagra-1 Ford Ranger 2018 aparece com facelift na Tailândia

A Ford Ranger está em um momento decisivo em sua história recente. Lançada em 2011, a atual geração T6 da picape média está sendo testada para eventual lançamento nos EUA, mas ao mesmo tempo, passa por pequena atualização visual na Tailândia. Fala-se muito em uma nova geração, mas o que está se apresentando é de fato uma atualização, não tão pesada numa eventual versão americana, quanto se esperava.



Na Tailândia, a Ford Ranger 2018 já roda com atualização visual. Apesar dos rumores sobre a versão Raptor, a marca americana parece estar mesmo é interessada na renovação do produto. Feita em Rayong, a picape recebeu uma nova grade, menor, que apresenta dois frisos cromados na parte central e molduras redesenhadas.

ford-ranger-2018-tailandia-flagra-1 Ford Ranger 2018 aparece com facelift na Tailândia

O conjunto ótico da Ford Ranger 2018 tailandesa é o mesmo do modelo atual, tendo projetor para facho baixo e parábola para o alto, além de LEDs diurnos. O para-choque é novo e tem desenho mais suave. sendo mais limpo que o modelo anterior, mas basicamente a estrutura é a mesma. Nas laterais, estribos e cromados nos retrovisores e maçanetas, enquanto a traseira mantém as grandes lanternas verticais e o para-choque parcialmente cromado.

Não há fotos do interior, mas certamente haverá alterações no acabamento e equipamento. Por lá, comenta-se que terá versões XLT, Limited (como na foto), FX4 e Wildtrak. No penúltimo caso, recente flagra nos EUA poderia indicar a gravação apenas de um vídeo promocional. De qualquer forma, em 2019, a Ford Ranger chega ao mercado americano e, como ocorreu com a Chevrolet Colorado, pode apresentar alterações pesadas.

ford-ranger-2018-tailandia-flagra-1 Ford Ranger 2018 aparece com facelift na Tailândia

Na Tailândia, a Ford Ranger 2018 atualizada deve manter o motor diesel 2.2 TDCI com 125 cv e 32,5 kgfm ou 160 cv com 39 kgfm. O motor de cinco cilindros diesel 3.2 TDCI de 200 cv e torques de 44 a 47 kgfm, respectivamente com câmbio manual ou automático, ambos com seis velocidades. Lá, não há opção de motor a gasolina ou Flex para o modelo.

Comenta-se que a versão Raptor, em desenvolvimento pela Ford Performance, terá entre 190 cv e 215 cv, mas com motor diesel 2.0 EcoBlue, propulsor que não é oferecido por aqui. Além disso, essa opção terá transmissão automática de 10 marchas, o mesmo câmbio usado no Ford Mustang GT 2018.

Nos EUA, esse motor é considerado pequeno demais e deve ser substituído pelo V6 3.0 Lyon da PSA, além de um V6 3.7 de 310 cv para a versão a gasolina. Nos dois casos, uma caixa de 10 marchas reduziria o consumo de combustível para uma média mais aceitável.

[Fonte: Paul Tan]

 

 

COMPARTILHAR:
  • Eduardo Correia

    Ranger: melhor de todas!

  • Maycon Farias

    Esta muito bom essa atualização.

  • Jonas

    Olhei rápido e pensei que era a mesma Ranger desse ano. kkkkkkkk

    • Erasmo Artur

      Também não vi diferenças… na verdade as que vejo ao vivo me parecem mais bonitas que essa da foto. A propósito, a ranger é a mais bonita das pickups médias.

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    Kkkk só mudaram a grade! Pensei q era modelo 2017 tbm !

  • Felipe Junqueira Netto Branco

    Nada de relevante, segue,no meu ver, a melhor da categoria. Forte,silenciosa,econômica e bonita. E olha que rodo bastante,posso falar com propriedade.

  • Thiago André

    Deveriam ganhar lanternas traseiras totalmente em LEDs. Ou até mesmo lanternas traseiras no estilo e formato do fusion, inovação para picape.

  • Josê Fagundes

    design menos enjoativo e cansativo. Tomara que essa moda de hyundalizar os carros com vincos, cromados, grades de caminhão, forçando uma esportividade que não existe, passe e venha mais designs sóbrios

  • Razzo

    A frente anterior tinha um desenho um pouco melhor, mas se trata de uma alteração pouco substancial quanto ao design.
    Mecanicamente merecia molas helicoidais traseiras (reações mais lineares) no lugar da semi-elíptica, como fez a Nissan na Frontier. Quem sabe até freios à disco traseiro como o Mercedes Classe X.

    • leomix leo

      Amarok V6 tb possui freios a discos na traseira, estou louco para rodar e ver se muda o comportamento dinâmico, assim como nos carros de passeio. Acho uma delicia freiar carros com discos nas 4 rodas dentro de curvas, é completamente diferente de carros com freios a tambor, o mesmo digo de suspensão independente, tem outro comportamento. Só quem já rodou sabe o que estou falando.

  • Eduardo Filho

    Hoje não compraria nenhuma… Ranger falta motor, Amarok falta equipamento… o resto não me chama a atenção….

    • Mauricio L.

      eu também não compraria, mas quais equipamentos faltam na amarok? só por curiosidade mesmo, sem querer criar treta nenhuma kkk

      • Eduardo Filho

        Especialmente o keyless e air bag de cortina… se implantarem na 2019 compraria…

      • leomix leo

        Rpz, se a ranger falta motor, a hilux tem o que?!?!

        https://youtu.be/yCgS8VzYeBI

    • Lucas

      Amigo, seu nível é de Ram pra cima.

  • Lucas086

    Mudou o quê pra nossa atual? Os leds nos farois?

  • Luccas Stringger

    Hilux é Hilux.O resto é resto.

    • Lucas

      kkkkk Ranger é Ranger, Amarok é Amarok, menino é menino e viado é viado, como dizia o Falcão.

    • Josê Fagundes

      deve ser mais um que acha que toyota é marca de luxo

    • João Ricardo da Silva

      Hilux é Hilux mesmo. Única pick up reprovada no teste do alce. Não tem estabilidade alguma. Um lixo…

  • Luis Burro

    Tomara q seja só local,apesar de pequena foi substancial e não gostei.Alias a cromada é horrível,a frente fica muito poluída pro meu gosto.

  • Ricardo Blume

    Apesar das poucas mudanças, essa nova grade ficou melhor que a antiga com certeza. Mas a verdade é que a Ranger continua linda!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email