Ford Pickups

Ford Ranger Storm chega ao mercado em 2019

Ford Ranger Storm chega ao mercado em 2019

Exibida no Salão do Automóvel 2018, o conceito Ford Ranger Storm vai virar realidade em 2019. A marca americana confirmou o lançamento da versão personalizada da picape média feita em General Pacheco, Argentina.


Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, disse: “A Ranger Storm foi apresentada como teste de mercado no Salão do Automóvel e a resposta do público foi tão positiva que estamos anunciando agora o seu lançamento no final 2019 e começo de 2020”.

Com um visual mais radical e totalmente focado no off road, a Ford Ranger Storm vem com pintura em dois tons com grafismos e elementos estéticos para ampliar o apelo do produto.

Nesse caso, a Ford Ranger Storm traz alargadores de para-lama, para-choques off-road, rack de teto, snorkel, estribos laterais tipo plataforma e capota marítima. A grade dianteira traz o nome Storm em letras grandes.


Ford Ranger Storm chega ao mercado em 2019

As rodas de liga leve são pretas e possuem desenho exclusivo, além de serem calçadas com pneus todo-terreno, o que ajuda bastante no fora de estrada. A Ford Ranger Storm tem interior com acabamento escurecido e foi apresentada com estribos laterais retráteis.

Mas, se a expectativa pela chegada do novo motor diesel EcoBlue 2.0 era grande, agora ficou menor. O propulsor não estreará através da Ford Ranger Storm, que mantém o já conhecido cinco cilindros em linha 3.2 turbo diesel de 200 cavalos e 47 kgfm. Ele vem acompanhado de câmbio automático de seis marchas.

O pacote de equipamentos é generoso e inclui airbags laterais e de cortina, airbag frontais e airbag de joelho, bem como controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, controle de descida, tração 4×4 com reduzida, sistema multimídia SYNC3 com GPS, câmera de ré, Google Android Auto e Apple Car Play, entre outros.

A Ford Ranger Storm virá ainda com controle de cruzeiro adaptativo e limitador de velocidade, assim como assistente de faixa e sensores de estacionamento. Preço? Provavelmente será mais cara que a versão Limited, que atualmente custa R$ 188.990. Alguém arrisca um valor?

 

Ford Ranger Storm chega ao mercado em 2019
Nota média 4.1 de 7 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Allifen Marques

    Mercado brasileiro: Queremos a F-150 Raptor
    Ford: Olha essa Ranger cheia de plástico

    Nem alteração mecânica teve…

    • Oliveira

      as marcas sempre vão pensar que “queremos” é relativo.. quantos que pedem o carro realmente comprariam??
      a própria Ranger é exemplo, em 2018, das pouco mais de 18 mil vendas, cerca de 14 mil foram venda direta..

      e sai mais barato adesivar e colocar plásticos (que é o que brasileiro gosta), do que criar uma logística inteira para trazer um carro que lá é acessível, mas aqui vira de nicho..

    • Domenico Monteleone

      Queremos a F-150 mas não temos mercado suficiente para compensar vender uma picape de 350/400 mil ou mais, se for pensar mais longe, não temos nem estrutura viária/urbana, é quase como passear com um caminhão em termos de tamanho.

      • Luis Burro

        Nd ver,fosse por isto nem F250 nem a Ram seriam oferecidas!

        • Oliveira

          a nossa F250 saiu de linha em 2010/11.. nos EUA ela continua como uma alternativa acima da F150, assim como a RAM 2500 é acima da 1500.. a vendida no Brasil é a 2500 que, por sinal, também não tem muito mercado.. foram menos de 600 unidades nesse ano.. pick-ups grandes não tem tanto mercado no Brasil.. por isso não vêm..

          • Luis Burro

            Sim…mas dizer q é pelo tamanho ñ está correto👍

            • Oliveira

              correto pode não ser, mas contribui.. geralmente são veículos beberrões, muito pesados e de manutenção cara ou específica.. nos EUA é muito mais simples vc manter uma dessas, desde combustível que é barato, até manutenções, com peças disponíveis, e fáceis de achar.. aqui se torna caro demais para manter.. pra ter uma noção, um pneu da F-150 Raptor (LT 315/70 R17) custa cerca de R$1.500 aqui, enquanto nos EUA, partem de US$191..

              • Luis Burro

                Mas pra qm paga 400 mil numa picape este valor é mero detalhe…sério se compra pra depois querer pechinchar então nem compre!

                • Oliveira

                  vc se surpreenderia com a quantidade de pessoas que fazem isso.. compra, paga caro, e esquece das despesas que vêm junto..

          • thewes

            A RAM 2500 ainda é vendida? Acho que é estoque mais antigo. No site da Dodge só sobrou o coitado do Journey.

            • Oliveira

              é porque vc olhou sob a marca Dodge.. a RAM é marca própria, porém ambas continuam sendo subsidiárias da FCA..

              • thewes

                Não sabia, Oliveira. Vivendo e aprendendo. Obrigado pelo ensinamento!

          • DinhoRoxxx

            O problema da RAM 2500 é por conta da legislação que classifica ela como caminhão, ai o proprietário tem que tirar carteira C e fica sujeito as regras de circulação de caminhão nos grandes centros e na estrada tem que andar a 90km/h, da muita dor de cabeça para o proprietário

      • Luis Burro

        Até a F4000 e F350 voltaram a ser oferecidas!

        • Oliveira

          esses dois modelos já são da linha de caminhões.. e andam bem mau das pernas.. F350 vendeu 972 e F4000, 1206..

          • Luis Burro

            A F4000 até tem rodado duplo na traseira,mas a F350 deve ser a capacidade de carga a diferença.

            • Oliveira

              são basicamente a mesma frente da F250, só diferem na capacidade mesmo.. mas já deveriam ter saído de linha, uma vez que a linha Cargo tem 21 modelos desde VUC a pesados 8×2..

              • Luis Burro

                Pois é,tbm ñ entendo pq as pessoas a compram,a capacidade de carga é preferível ao espaço ao motorista e a frente enorme rouba muito espaço da carga útil,mas provavelmente pessoal do interior q gosta por ñ ter esta preocupação com tamanho e por ser a única q oferece tração 4×4.

                • Oliveira

                  plausível, já que a linha Cargo é 6×2, 6×4 e 8×2 apenas..

                • Paulo Lustosa

                  Por incrível que pareça é mais confortável que cabine avançada, por isso nos EUA os caminhões mais vendidos não possuem cabine avançada.

                  • Luis Burro

                    Mas lá a carga é estipulada em 25 toneladas e ñ pelo tamanho do caminhão,no Brasil tem q aproveitar o maximo de espaço pra levar a maior quantidade possível q é de 57 toneladas já q os caminhões ñ podem passar dos 20 e poucos metros!

            • Paulo Lustosa

              F4000 é caminhão e usa motor 2.8 Cummins ISF de alta rotação de 150 cv a 3800 rpm.

      • Judson Müller

        não entendo como na Argentina tem muitos carros americanos, como F150 mais recentemente e no Brasil não, e ambos países são bem similares em questões econômicas e de infraestrutura. arriscaria até a dizer que na Argentina esses dois fatores são piores.

    • Paulo Lustosa

      Vão trocar esse 3.2 problemático pelo 2.0 Ecoblue, mas quando vai ser ninguém sabe.

    • Wallace Goldman Oliveira

      Lembro de uma reportagem de uns anos atrás que o Golf era um dos carros mais pesquisados na internet, verdadeiro sonho de consumo, mas as vendas …

  • Edson Fernandes

    Sem mudança de motorização e nada, apenas adereço estetico. Sendo assim, pq abrir mão da Limited por uma dessas?

    • Oliveira

      aventureiro de shopping.. cheio de plásticos e adesivos, do jeito que brasileiro gosta..

      • Aguiar Romero

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk tenho de concordar plenamente com você. O mesmo vale para carros pequenos com alguns mm de ajuste de suspensão e muito plástico pra dizer que é aventureiro.

    • el punidor

      Pq é TOTALMENTE voltada p o off-road, com seus pneus mistos rsrs

  • Luis Burro

    Ñ é feio mas sabemos q é uma gambiarra,e cara!

  • Luis Burro

    Kkk…pessoal fala q quer a Raptor,mas qntos 20 por ano irão comprar?
    Já q querem tanto pq ñ partem pra independente,pode até ser mais barato q a Oficial como aconteceu com a Dodge um tempo atrás.

    • Oliveira

      não só pode como é mais barato.. o único ponto mais chato é a manutenção, mas fora isso, sai bem mais em conta importação independente..

  • Coffinator

    A esperança é os animais da Ford darem uma pimenta no motor, mas é capaz de lançarem do jeito que está mesmo.

  • heliofig

    Quem não tem Raptor, caça com Storm mesmo…

  • Dudu Pimentel

    Não sairá por menos de 200 mil reais

  • leomix leo

    Ficou mais bonita que a Hilux mal plotada.

  • octavio cesar godoy

    Voces viram o que vai chegar na Argentina? Ford f150, e alem dela vai chegar a F150 raptor. Por que isso?

    • SK15

      Saio varias matéria que TALVEZ ela chegue no BR também esta em teste … os jornalistas/YouTubers já andaram nela e mostraram só procurar no YouTube … o problema será o preço eles estimaram em R$ 400.000,00 pra cima ai quebra as pernas …

  • el punidor

    Só rindo…Totalmente voltada para o off-road com pneus MISTOS???? Acorda estagiário (da Ford) !!

  • Lucas

    Tenho uma XLT 17 a diesel e esse câmbio automático é terrível! Simplesmente “esquece” de trocar marchas em determinados momentos e o carro vai perdendo velocidade até parar. É preciso retirar o pé do acelerador e pisar de novo, daí ele “acorda” e funciona como se nada tivesse ocorrido. É de dar nojo. Não recomendo.

    • Alexandre Monteiro

      Rapaz, com certeza esse câmbio da ranger não é um primor em velocidade de trocas, mas com certeza essa sua está com algum problema, tenho uma XLT 2014, participo do maior grupo sobre ranger do WhatsApp (FRT) e é a primeira vez que li sobre esse sintoma.

      • Lucas

        Amigo, são tantos problemas diferentes que ouço falar… Vou levar pra fazer a revisão de 20 mil km em janeiro, com um monte de reclamações anotadas: o do câmbio, forro do teto soltando, ruído com um “tec tec” logo abaixo do volante, multimídia não conecta mais o iphone e a capa de plástico da coluna que envolve o cinto de segurança rachou sozinha, causando barulhos com o rodar. Pretendo voltar pra Amarok assim que as V6 baixarem de preço no mercado de usados.
        Aliás, como entro nesse grupo?

        • Alexandre Monteiro

          Eu eim, se a minha desse esse tanto de problemas já teria passado para a frente.
          Manda seu telefone aqui que eu peço para algum adm te adicionar.

          • Lucas

            É 91 98227-6274. Valeu, vai me ajudar muito.

  • Rafael Werlich

    Não precisa trazer a F150 por 400 mil que não terá mercado mesmo! Mas mil vezes trazer a Ranger Raptor q vem com motor câmbio e suspensão melhorados ao invés de trazer essa versão carnavalesca – a propósito, quem fez isso daí esqueceu de colocar uns pisca-piscas coloridos kkkk

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email