_Destaque EUA Ford Mercado Montadoras/Fábricas SUVs

Ford: sindicato UAW confirma que Ranger e Bronco voltam ao mercado americano

ford-bronco-1

Um membro do sindicato UAW, Bill Johnson, declarou ao Detroit Free Press que a Ford planeja levar para a fábrica de Wayne, Michigan, a picape Ranger e um ressuscitado SUV Bronco. O utilitário esportivo é um dos rumores mais fortes envolvendo a marca americana nos últimos anos.

A decisão da Ford seria motivada pela transferência da produção do Focus para o México, amplamente criticada pelo candidato à presidência dos EUA Donald Trump. Johnson diz que a UAW não gosta da ideia de um produto ser transferido para o país vizinho, mas como Ranger e Bronco estão chegando, estes trarão mais benefícios aos trabalhadores de Michigan que o Focus.

O retorno da picape Ranger está sendo aguardado para 2018, quando deverá chegar com especificações voltadas para o mercado americano, assim como ocorreu com a rival Chevrolet Colorado, diferente dos modelos globais Colorado/S10. No caso do Bronco, os clientes da Ford esperam por uma nova geração há 20 anos. O retorno deve ser marcado pelo compartilhamento de motores com a Ranger. Em 2004 ganhou um conceito, mas a ideia não foi adiante.

ford-bronco-2

Bronco

Nascido em 1966, o Ford Bronco era um dos três utilitários esportivos de porte compacto existentes no mercado americano, dividindo assim a atenção do consumidor com o Jeep CJ-5 e o International Harvester Scout II. Feito inicialmente na própria fábrica da Ford em Wayne, Michigan, o modelo era realmente pequeno, medindo 3,84 m de comprimento, 1,74 de altura, 1,81 de altura e 2,33 de entre eixos.

Sem nenhum parentesco com qualquer carro da Ford na época, o Bronco parecia mais um veículo europeu do que um típico utilitário americano. Para-brisa retilíneo, assim como as portas com arco das janelas bem finos, lembravam vagamente um Land Rover. Com duas portas, o pequeno SUV tinha motores grandes, utilizando os seis em linha 2.8 e 3.3 litros, além do V8 Windsor em 4.7 ou 4.9 litros.

A primeira geração do Bronco durou até 1977, quando a Ford decidiu associá-lo com a Série F, mais notadamente com a picape F-100. Foi nessa época que o nome Ranger surgiu na gama de opções do SUV, que ficou bem maior que o anterior. Os motores V8 5.75 e 6.6 da série M foram usados no utilitário, cuja segunda geração durou apenas dois anos, sendo substituída pela terceira em 1980, que fez retornar os motores seis em linha 4.9 e V8 Windsor, mas esse com 5,75 litros.

A base dessas duas gerações praticamente era a mesma, mas a quarta chama atenção por marcar o fim da produção do Bronco nos EUA. Desde o início da produção em 1966, Wayne nunca teve a exclusividade sobre o SUV compacto da Ford, pois a planta da marca americana em Valência, Venezuela, sempre foi a segunda opção de produção. Houve também um período de produção da terceira geração na Austrália, entre 1981 e 1987.

Com a quarta geração, a fabricação do Ford Bronco passou a ser feita exclusivamente no país da América do Sul, que exportava o modelo para os EUA. Isso começou em 1987 com a versão que chegou a ser equipada com o famoso V8 302 5.0, além do motor de seis cilindros 4.9 e o V8 Windsor 5.75. Em 1992, surge a quinta e última geração, que encerrou a carreira em 1996. A Ford utilizou o Expedition para ocupar o lugar do clássico utilitário.

ford-bronco-3

Bronco II

Paralelamente ao Bronco, a Ford produziu um modelo menor em Louisville, Kentucky, a partir de 1983. Chamado Bronco II, o SUV compacto com duas portas era derivado da picape Ranger, lançada um ano antes. Sucessor espiritual da primeira geração do utilitário, esta nova opção era igualmente pequeno, tendo 2,38 m de entre eixos, por exemplo.

Foi criado para bater de frente com a Chevrolet Blazer e era equipado com motores V6 Cologne 2.8 ou 2.9 litros, além de um Mitsubishi 4D55T diesel.

Das seis opções de câmbio que recebeu ao longo do tempo, apenas a automática AL4D de três marchas era da Ford, pois as demais – inclusive manuais – eram de origem Mazda e Mitsubishi.

Controvérsias envolvendo a segurança, atrapalharam a carreira do Ford Bronco II até 1990, quando o primeiro SUV moderno surgiu e o substituiu, sendo este o icônico Explorer.

[Fonte: Detroit Free Press]

Agradecimentos ao Ricardo Rangel.







Send this to friend