Ford Territory 2022 agora só na versão Titanium por R$ 214.990

Ford Territory 2022 agora só na versão Titanium por R$ 214.990

O Ford Territory 2022 chegou ao mercado com uma ausência e preço mais alto. Agora, o crossover de porte médio, lançado aqui em 2020, chega da China apenas na versão Titanium, que custa R$ 214.990.


Deve-se lembrar que, há um ano, o Territory desembarcava com as versões SEL e Titanium, sendo a primeira oferecida com preço sugerido de R$ 165.900, enquanto a segunda custava R$ 187.900.

Com a redução, o SUV ficou em menos de um ano, R$ 27.090 mais caro. Sem mudanças, o Territory mantém sua oferta de bom conteúdo, mas em vez de ficar mais caro, deveria mesmo é se manter no preço antigo para ser alternativa ao Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e VW Taos.

Ford Territory 2022 agora só na versão Titanium por R$ 214.990

A ser favor, teria o porte maior, de SUV médio com seus 4,59 m de comprimento, assim como sua largura invejável. Tendo enorme espaço interno e porta-malas condizente, o Ford Territory constrasta com outros produtos da marca por aqui.

Para começo de conversa, não é um Ford de fato, mas o chinês Yusheng S330, recebendo modificações visuais para adotar o oval azul. Isso fica evidente pelo formato da carroceria, mas é o interior do carro que entrega a coisa toda.

O cluster digital é simpático e a multimídia SYNC Touch tem tela de 10 polegadas e um arranjo intuitivo. Mas, o console central com botões que lembram Peugeot e um túnel longe de qualquer Ford conhecido, ainda mais com a alavanca alta, chamam atenção para esse fato.

Ford Territory 2022 agora só na versão Titanium por R$ 214.990

Ainda assim, o Territory vem recheado com controle de cruzeiro adaptado com stop-go, bancos em couro com ajustes elétricos e climatização, teto solar panorâmico, estacionamento automático, monitoramento em 360 graus, rodas aro 18, alerta de ponto cego e faixa, detector de pedestres com frenagem automática, entre outros.

Com suspensão macia para ampliar o conforto a bordo, o Ford Territory tem um motor chamado de EcoBoost, mas que é da JMC. O 1.5 TGDI entrega 150 cavalos e 22,9 kgfm, mas o câmbio CVT de oito marchas e programado para o conforto, como os chineses gostam, poda muito da força disponível no propulsor, que não passa dos 5.000 rpm.

De janeiro a junho, a Ford vendeu 1.342 unidades do modelo, que também é vendido na Argentina. Assim, a Ranger continua como o produto mais barato da marca a partir de R$ 179.790. Outras versões do Bronco Sport? Deveriam…

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.