China Crossovers Ford Híbridos

Ford Territory surge em 2019 com sistema elétrico de 48V

Ford Territory surge em 2019 com sistema elétrico de 48V

Com preços estimados entre 120 mil e 170 mil yuans, algo entre R$ 68,4 mil e R$ 98,6 mil, o Ford Territory é aguardado com expectativa na China, onde chega em janeiro. O utilitário esportivo de porte médio já foi mostrado no Brasil e se cogita sua chegada ao mercado brasileiro por volta de 2020.


Entretanto, este Ford chinês chama atenção por duas coisas muito importantes em seu projeto. A primeira é que, em realidade, ele não é um Ford inteiramente. Trata-se de um SUV desenvolvido pela Jiangling Motors, que faz parte do grupo Changan, sócio da marca americana no maior mercado do mundo.

Ford Territory surge em 2019 com sistema elétrico de 48V

O Ford Territory nem mesmo é uma variante do Yusheng S330, mas uma cópia deste, apenas com detalhes estéticos mínimos para ser vendido como um Ford. A prática de vender carros de projeto ou design chinês com marcas estrangeiras não é algo raro, sendo realizada por outros fabricantes internacionais com plantas naquele país.


Com 4,580 m de comprimento, 1,936 m de largura, 1,674 m de altura e 2,716 m de entre-eixos, o Ford Territory destoca em estilo em relação ao portfólio global da marca, especialmente no interior, onde apenas o volante é semelhante ao de outros produtos da empresa. Ainda assim, não é ruim, tendo duas telas digitais para instrumentação e multimídia, cromados vistosos e um bom recheio de couro.

Ford Territory surge em 2019 com sistema elétrico de 48V

O espaço interno também é bom, assim como o porta-malas. Mas, o Ford Territory também caminha por outra rota em comparação com outros carros do fabricante norte-americano. O motor é o EcoBoost 1.5 com 140 cavalos entre 4.500 e 5.200 rpm, bem como 22,8 kgfm a partir de 1.400 rpm. Muito bom.

Entretanto, o que chama atenção mesmo não é o motor, mas o sistema elétrico de 48 volts, algo bem acima do nível global da Ford. Ele alimenta também um motor de arranque de 13,6 cavalos e 5,5 kgfm. Com câmbio CVT, o Ford Territory deve ter uma boa média de consumo por lá.

Ford Territory surge em 2019 com sistema elétrico de 48V
Nota média 4.8 de 5 votos

  • CanalhaRS

    Vão pedir quanto? R$ 150 mil esse xing ling para concorrer com Jeep? Só rindo mesmo da Ford brasileira caquética.

    • Fernando Gabriel

      Mas Jeep no Brasil não é isso tudo também não

      • CanalhaRS

        Concordo, mas os modelo vendidos aqui também estão nos EUA e Europa.
        Já o Territory é um clone de um modelo chinês. A diferença, ao meu ver, é grande.

        • MonHoe

          Que tem sistemas mais avançados de condução que a Jeep nos EUA e Europa, qual carro da FCA globalmente tem sistema de 48V?

          • Vinícius Sza

            Ram 1500 2019

            • MonHoe

              “Globalmente” pátria educadora deu errado mesmo

    • passis

      Colocando 25% nesses valores do texto, tem-se valores entre cerca de 85 e 120. Não ficaria tão incompotetitivo, penso eu, considerando o ecoboost 1.5 e os mimos que deve trazer.

      • CanalhaRS

        Ele vai ser trazido para concorrer com Compass, Tiguan, etc. O Ecosport já passa dos R$ 100 mil, portanto ele ficará bem acima disso.

        • passis

          Sim, não devem trazer as versões de entrada

      • Danillo Santos

        Acredito que venha sem o sistema 48v e com o 1,5 dragon aspirado, ao invés do ecoboost. E com etiqueta mínima de 115k.

        • Matheus_P

          O Dragon 1.5 mal empurra a Ecosport, quem dira esse medio…

          • Danillo Santos

            Exatamente, a questão é que desempenho é um dos últimos fatores de escolha de um carro pelo menos no Brasil. Há vários exemplos de carros mancos que vendem muito

    • Gambixx

      Concorrer com Jeep, cof cof FIAT né. E com plataforma de punto esticada lá do começo dos anos 2000.

      • Vinícius Sza

        Segundo a sua analogia o Bentayga é um Touareg ?

  • Paulino Lino

    No Brasil a Ford já deu o que tinha que dar. Lamentável !!

    • Fernando Gabriel

      Concordo, Ford atualmente só se salva com o Ka

      • Dod, o verdadeiro

        A única coisa que se salva na Ford BR hoje chama-se Mustang.

        • Fernando Gabriel

          Sim, com toda certeza, pena que não venda a milhares (eu queria um..kk) então, para rotatividade de estoque, o Ka, ainda salva as contas da Ford, até quando, não sei.

      • Good Doctor

        O problema maior é que a Ford é muito lenta, parece empresa pública.
        Ela já tem SUV há quase duas décadas, a EcoSport é um bom carro, mas o brasileiro gosta de latinha nova… Pega a Eco, espicha 20cm, tira o pneu do porta malas e troca a cara cansada e temos um SUV pronto pra brigar com qq concorrente.
        Mesma coisa o Ka novo já deveria ter vindo com outro nome e com câmbio AT.
        Brasileiro padrão gosta de ser enganado

        • Coffinator

          Seria interessante, se só não houvesse animal no comando da Ford BR.

        • Schack Bauer

          Eco espichada com capacidade pra 7 pax ia vender muito

          • Danillo Santos

            Temo que sofreria do efeito fiat linea, ao pegar o punto, espichar um pouco e tentar vender como médio.

        • Eskarmory .

          Que comentário mais viagem, tu deve estar vivendo em dimensão paralela. Ka já vem com câmbio AT e Ecosport recebeu facelift global em 2017 e também perdeu o estepe este ano na versão mais cara. Não custa lembrar que a engenharia do Fiesta/Ecosport não é modular, então não é só cortar e alongar como se fosse uma brincadeira. Eu hein. Aliás, Ford nem precisaria disso, pois já tem 2 ótimos produtos que preencheriam muito bem o espaço entre Eco e Edge, falo do Escape e Kuga. Projetos prontos, mas bons demais para o Brasil. Por isso está vindo o chinês Territory.

          • Good Doctor

            Perdão pelo meu comentário, ele era só pra quem sabe ler

          • Oliveira

            o cara acha que se bater palma duas vezes, vc já tem um produto pronto para um mercado.. não tem a mínima noção do que um desenvolvimento ou até mesmo, uma adaptação de um veículo para determinado mercado, exige..

            e Escape nem tanto, mas a Kuga seria perfeita para o mercado brasileiro.. situaria acima da Eco e abaixo do Edge, concorrendo com Compass e cia.. e ainda dava pra trazer da Argentina, já que é vendido por lá..

        • Já existe o Kuga, vendido na Argentina, que atende justamente o que disseste. Tem alguns centímetros a mais, sem step e lembra um Compass. Tiraria o Focus e colocaria ele no lugar.

    • passis

      Ela está passando por uma grande transformação, uma das maiores da sua história. Até nos EUA sua oferta está desatualizada, mas o plano é ter o lineup mais moderno lá dentro de alguns anos, e com margens de lucro mais saudáveis. Se ela estivesse indo bem no Brasil, acredito que as novidades chegariam com pouco atraso. Mas como vão mal aqui, ainda deve demorar até apresentarem novidades de ponta.

    • mark heinrichs

      Embora seja a marca que eu uso e prefira, desde meu primeiro carro XR3, devo concordar contigo. A ford-BR vem falhando ano após ano, quer seja em pos venda, assistencia, peças. Voce pode optar de vez por um Lifan por exemplo, sei que ainda temos bons motivos de recear um “xingue-lingue” mas convenhamos acesso as tecnologias e padroes de montadoras hoje é algo global e como eu esperei por peças ao fazer uma assistencia com um focus seminovo, tbm acontece com usuarios de Lifan por exemplo, eu vejo a Ford perdendo mercado por bobeira. é uma marca de renome, historia e know how absurdo, mas com pessima visão de mercado. lamentavel mesmo

      • Danillo Santos

        Concordo amigo, também gosto da ford, mas incompetência tem limite. Galera acha que a ford está “passando por uma grande transformação global em busca de margens de lucro mais saudáveis” e etc… Restringir seus carros de passeio a poucos mercados como a china, em prol de suvs e pick-ups significa abandonar o mercado. Simples assim. Vw por exemplo, passou o que passou no dieselgate e está investindo às pampas (renovou jetta, criou t-cross – com certo atraso verdade-, tiguan, atlas, polo/virtus e até o golf vem se segurando dignamente, com nova geração chegando). Fiat com toro, argo/cronos, projetando suv da toro, motores Firefly turbo, etc. Hyundai/kia trazendo nova geração do hb20, azera e ate o Stinger. Toyota com o novo Corolla saindo do forno e preparando híbrido flex. Só pra citar alguns concorrentes. Quanto vamos falar da ford é ranger storm, ka automático, Ecosport sem estepe… Morte de focus na América latina, fiesta agonizando, fusion só continuará na China. Dizer que o mercado não quer carros de passeio é tentar tapar o sol com a peneira, a Ford está é morrendo, infelizmente.

  • EDUARDOTEIXEIRA KULL

    E aqui voltamos à velha guerrilha de informações, lembrando que a 4 Rodas já havia cravado em uma reportagem que a Ford havia desistido do Territory para o Brasil. Seguindo, em vista da seca de produtos da marca aqui, que está gerando um buraco enorme na linha da empresa, pois depois do Ka e do Eco, não temos/teremos mais Fiesta e Focus, sendo o degrau seguinto o Fusion ou o Edge, com preços duas a três vezes dos carros citados inicialmente. É, a marca “tá no óleo” se não se mexer, porque, convenhamos, tentar colar qualidades como construção, materiais usados, tecnologia embarcada de Fusion e Edge no Ka e Eco é chamar consumidor de estúpido. Por fim, O MOTOR 1.5 DO TERRITORY NÃO É FORD E MUITO MENOS ECOBOOST! O motor, é um 1.5 convencional, ainda que moderno para os nossos padrões, DE ORIGEM MITSUBISHI, apenas com turbo. SÓ!

  • Guh MDNS

    Se esse belo SUV é um projeto 100% chines, então o problema não é os chineses quando se fala de GMB e VWB, principalmente a GMB. Me refiro quando a Chevrolet nos empurra goela abaixo seus produtos chineses e seus designs insossos e feios!!!

  • Dod, o verdadeiro

    O bom e que vai ser possível a troca da bateria do sistema de 48v desse Ford Tellitoly por um maço de pilhas do camelô, daqueles que vem 20 pilhas por 10 taokêis.

    • Fernando Gabriel

      Esse seu post, Dod, me levou a pensar e a rir comigo mesmo, se costumamos chamar valores ha alguns anos como 1000 Dilmas, 1000 Temer’s, vamos chamar agora de 1000 Bozos ou 1000 Bolsos? Prevejo brigas…kkk Foi só zoeira pra descontrair.. Mas 1000 TáOkeis foi ótimo também…kkk

      • Dod, o verdadeiro

        Pode ser 1000 bozos mas eu acho que pega mesmo o 1000 táokêis, tá ok? Hahahahah
        Relaxa, não vai ter briga não. Os B17 estão todos quietinhos e isso que não é nem 1° de janeiro. Em breve vão começar a dizer “não é culpa minha, eu votei no Amoêdo”. Hahahaha

  • Razzo

    A Ford vai vender gato por lebre aqui no Brasil e no restante do terceiro mundo…

  • Lukoh

    Territory = fake ford

  • Gambixx

    Concorrer com Jeep, cof cof FIAT né. E com plataforma de punto esticada.

  • Gambixx

    Até porque o Compass é uma SUV pequena esticada até onde deu. É um absurdo chamar ela de média.

    • Vinícius Sza

      O Compass é do segmento C, Qashqai/Rogue Sport, antigo Tiguan, Renault Kadjar etc…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email