Hatches Peruas Segurança Vídeos Volkswagen

Fox e Spacefox ganham três estrelas em novo teste do Latin NCAP

Fox e Spacefox ganham três estrelas em novo teste do Latin NCAP

O Latin NCAP executou um novo teste de segurança com os modelos Volkswagen Fox e SpaceFox – que teve sua produção encerrada no fim do ano passado, em General Pacheco, Argentina – que acabaram levando apenas três estrelas de forma geral. A dupla de compactos da VW já havia feito uma avaliação anterior no instituto, onde havia conseguido quatro estrelas.


Mas isso foi em 2015, antes das revisões nos critérios de avaliação do Latin NCAP. Naquela época, os modelos Fox e SpaceFox haviam conquistado também duas estrelas para crianças. Agora, as três estrelas são referentes à proteção tanto de adultos quanto de crianças.

Com dois airbags, os dois modelos da Volkswagen foram submetidos também ao teste de impacto lateral, que não existia naquela ocasião, sem contar o impacto frontal. Naturalmente, o instituto sediado no Uruguai, lançou críticas em relação aos dois carros, apontando falta de alguns itens considerados básicos em segurança.

Fox e Spacefox ganham três estrelas em novo teste do Latin NCAP


Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP, disse: “Consideramos inaceitável que, em 2019, modelos populares ainda não ofereçam controle eletrônico de estabilidade padrão, cintos de três pontos em todas as posições, proteção de pedestres, proteção de ocupantes frontal e lateral, entre outros elementos de segurança”.

No teste, a perua SpaceFox teve alto nível de intrusão no habitáculo, causando graves lesões no tórax do dummie (boneco antropométrico usado no testes). A estrutura de bancos e portas também contribuiu para uma nota ruim.

O mesmo em relação à comunicação a bordo do modelo, que não indica corretamente a presença do Isofix, o que fez a proteção de crianças cair para três estrelas. O cinto central de dois pontos também ajudou na perda de pontos. Diante das falhas apontadas, o Latin NCAP “recomenda considerar apenas modelos com controle eletrônico de estabilidade ao comprar um veículo”.

O Fox ainda é um modelo que vende consideravelmente bem no mercado nacional, mas está bem perto do fim. A perua Spacefox só está vendendo o estoque e logo mais desaparece do mercado. Modelos como Polo e Virtus, além do up!, se destacaram no teste do Latin NCAP com cinco estrelas.

 

Fox e Spacefox ganham três estrelas em novo teste do Latin NCAP
Nota média 5 de 3 votos

  • alemigav

    Nota máxima pros que não tem controle de estabilidade, not bad…

    • William Kokke Gomes

      Qual nota o Fox que possui controle de estabilidade e tração chegaria? Será que 4?

      • Vitor

        Com isso e a padronização da sinalização talvez um airbag lateral com certeza 5

        • Verdades sobre o mercado

          5 é difícil visto que houve intrusão elevada do habitáculo e estrutura dos bancos ruim.

      • RodrigoABC

        Acho que 4 mesmo, porém esse fox ainda não é mais vendido, uma pena.

    • nightwishjp

      Pensei justamente nisso. Meu Fox 18 ainda tá envelhecendo relativamente bem se pensarmos na idade do projeto.

  • Domenico Monteleone

    Pela idade do projeto e pelo posicionamento de mercado para qual foi criado, é uma nota bastante aceitável.

    • G E O

      Ainda mais se comparar com Onix pré-teste e Ford Ka pré-teste, bem mais novos.

    • Matafuego

      Era o que eu ia comentar, é um carro de 16 anos de projeto. Fiquei surpreso com a nota.

    • Gabriel

      Com tanto tempo de idade, acho que é bastante provável que tenha sofrido algumas alterações e melhorias estruturais ao longo do tempo, ou seja, esse de hoje deve ser mais seguro que o de 16 anos atrás.
      (não é baseado em fatos, apenas no meu achismo, preguiça de mais para pesquisar profundamente a respeito)

      • RodrigoABC

        É sim, tive o fox “G2” e hoje um “G3”. E dá pra ver que ele tem umas coisas a mais que só aparência. A parte de baixo vi com meu mecãnico e ele me mostrou algumas melhorias.

        • Ygor Soares

          Sim, melhoraram bem a suspensão com o passar dos anos nessa ultima geração!

    • Incitatus

      Não serve de atenuante para quem compra zero. Não se pode criticar ônix dizendo que é lixo e não criticar o fox. As notas são iguais e ponto final. A lembrar que quando o fox recebeu 4, o extinto pálio também recebeu, e o gol recebeu 3, hoje seria 1 ou 2.

    • Marcelo

      Eu sempre tive ranço do Fox – a meu ver, um carrinho meio ordinário, feito para ser barato e que foi ficando cada vez mais caro, mas preservando vários vícios da proposta inicial.

      Mas, recentemente, eu me dei conta que o Fox tem algo ausente mesmo em lançamentos recentes e com pretensão “premium” (como os da Fiat/Jeep): solda a laser.
      Isso com certeza influencia neste resultado.

      Acredito que o sucessor do Gol também terá solda a laser e, com todas as criticas que possam ser feitas, a Volks será a única marca a ter todo o seu portfólio nacional com esta tecnologia.

  • Edinaldo_Tapica

    Acho que falta critério na seleção dos carros que o LatinNCap avalia. O certo seria até no máximo o primeiro ano do carro, ou o ideal no mesmo mês de lançamento.

    • Tosca16

      O correto era sermos um país sério e ter obrigatoriedade de avaliação em crash-test de todos os veículos comercializados aqui, e sim deveríamos ter um instituto nosso, para não depender de órgãos que atendem a demais países da região. Além disso o IPI deveria ser diminuído de modelos que tivessem nota máxima e aumentado gradativamente a cada estrela perdida, para os fabricantes não alegarem que os custos inviabilizam por mais segurança nos populares, em especial.

      • Edinaldo_Tapica

        Mas na Alemanha é EuroNcap Tosca. Único canto que é assim é nos EUA. Mas concordo, deveria fazer parte do processo de homologação

      • cepereira2006

        Não confiaria num “BRnCap”. Fora isso, concordo com o restante do que você falou.

      • Dario Lemos

        Aqui virar um país sério irá demorar décadas, isso se vier a acontecer (tenho muitas dúvidas a respeito); é pedir demais para um povo culturalmente limitado (o pior é que nem se esforça em querer adquirir conhecimentos) e que prioriza assuntos fúteis.

    • Eskarmory .

      Também acho isso as vezes. Tem vários testados já por duas vezes enquanto outros nenhuma vez. Não sei pq jamais testaram o Fiesta depois de transferida a produção para SBC.

      • MauroRF

        O Fiesta, até onde sei, teve sua estrutura empobrecida, sendo reforçada novamente apenas no modelo 2018. Uma fonte que trabalha na Ford me disse isso. Agora, o quanto ela foi empobrecida em relação ao mexicano é que não sabemos. No caso do Fox, a VW pode ter reforçado a estrutura agora em 2019, aí ele foi testado, que coisa, não?

    • Rodrigo

      Pra mim o critério é um só: promover a patrocinadora dos testes, especialmente uma montadora cujos principais lançamentos levam 5 estrelas inexplicavelmente antes de serem oficialmente lançados. Pra mim essa foi uma nova ação de marketing

      • Edinaldo_Tapica

        Mas o teste ser feito antes do lançamento seria o certo, deveria fazer parte do processo de homologação. Mas, acho estranho escolherem carros ultrapassados…

        • cepereira2006

          Acho o fim da picada fazer teste de carro velho que já saiu de linha com tanto carro para testar.

        • Rodrigo

          Os testes de homologação (antes do lançamento) são feitos por todas as montadoras, o problema é que os critérios de tais testes são frouxos.
          Essa questão da escolha do Fox e sua perua (já descontinuada) pra mim tem duas leituras:
          Primeiro, passar ao mercado que os carros da VW, mesmo descontinuados (ou em vias de), continuam sendo seguros, afinal 3 estrelas para um carro com mais de 10 anos de projeto não é nada ruim. Segundo, mostrar para o mercado a evolução dos produtos da marca em termos de segurança; “olha nossos carros estão melhorando. Temos Polo, Virtus e T-Cross agora que são 5 estrelas. Compre-os!”
          Reforço, não há nada errado na marca em fazer isso. O problema é que o consumidor começa a prestar atenção no real intuito da LatinNCAP. Por mais que sejam testes patrocinados, fica a pergunta: o mercado LATAM está sendo inundado por novos modelos (muitos de origem chinesa), por que não testar esses novos carros? Está faltando dinheiro?

      • Dod 2019 New Era

        Resumiu tudo que eu penso sobre o Latin Ncap.

      • Ernesto

        Mas após o lançamento o LatinNCap refaz o teste para comprovar a pontuação.

      • Verdades sobre o mercado

        O teste pode ser feito por iniciativa própria do fabricante (teste patrocinado) ou esperar para que o LatinCap compre o veículo e faça o teste. Eu entendo que quem patrocina tem a confiança no produto que está colocando no mercado(e obviamente quer poder explorar isso comercialmente com a chancela do órgão) e quem não patrocina é porque sabe que não conseguirá um resultado Top.

    • Vitor

      O laboratório do latinncap fica na alemanha então não da pra testar td

      • Edinaldo_Tapica

        EuroNcap é na Alemanha. LatinNcap é no Uruguai

        • Matuska

          Porém os testes são feitos no laboratório da Alemanha.

        • Marcelo Ecosta

          No Uruguai fica somente o escritório.

    • Gomes

      Isso mostra que esses testes não são para se levar em conta na compra de um carro… tá aí o Onix para provar. No final só serve para as montadoras fazerem propaganda quando vão bem (adesivos no vidro traseiro, por exemplo). Quando vão mal não há qualquer movimentação de melhoria, já que o teste tem uns critérios meio bizarros e ninguém da bola mesmo.

      • Matuska

        Como não? Onix e Ford Ka receberam reforços na estrutura.

      • Verdades sobre o mercado

        em função de avaliação ruim, Onix e Ka passaram por mudanças estruturais e ambos melhoraram significativamente a nota, ou seja, está sendo de grande utilizadade os testes do LatinCap. Se não existisse você acredita que Chevrolet e Ford melhorariam a segurança ?

        • Edson Fernandes

          Nós teríamos uma kombi com air bag, onde esse dispositivo seria para inflar no consumidor e nem proteger. Com certeza faz diferença.

      • Paulo

        Como o amigo ja mencionou serve sim. Ka e onix receberam reforços estruturais. Não é nenhuma milagre mas já é um puto avanço. Pois do contrário estaria tudo na mesma.

  • Victor

    Qual o objetivo de testar um carro que saiu de linha?

    • Bruno Alves

      Talvez porque existam mais de 1 milhão desses rodando por aí…

      • Victor

        Os carros ja estão em uso. Não vai haver aprimoramento do projeto. Não vai servir como pressão do mercado para a marca. Creio que seria mais interessante testar carros que estão em produção, considerando que eles testam bem pouco.

      • Andre Freitas

        Se for assim, terão que testar muitos carros, tipo Chevette, Corcel 1 e 2, Fiat 147, Corsa, Gol bolinha… Tem muitos rodando por aí também.

        • Verdades sobre o mercado

          Nenhum deles estão em produção ainda… o Fox continua sendo vendido, ainda que deva ter apenas mais uns 2 ou 3 anos de vida.

          • Itamar

            exato, e eu acho que agora é a hora mais crítica
            O preço do Fox despencou, saber o quão seguro o carro é, meio que segura a emoção de comprar com preço mais baixo.

            Mas pelo projeto antigo do carro, 3 estrelas são aceitáveis.

            • Edson Fernandes

              Principalmente pq se compra um modelo 1.6 perante um mundo de 1.0 em que alguns(March) são mais inseguros e de mesmo preço.

    • Marcelo Alves

      Bem que poderiam testar o Uno antigo, imagina como seria o resultado com aquela carroceria frágil e um estepe apontando para o motorista, tenho curiosidade de ver um teste desses, rsrsrs…

      No caso do Fox, ele ainda é produzido e provavelmente quando eles compraram essa Spacefox para mandar para o teste ela ainda estava em produção, imagina o tempo que deve demorar pra comprar um carro desses e mandar para o laboratório Alemanha fazer o crash test.

      • MauroRF

        O Uno antigo deve ser morte certa, imagina o estepe vindo na cara dos ocupantes.

      • Alvaro

        Pois é, seria interessante fazer esse teste do Uno semelhante a um vídeo com um crash-test entre um Malibu 2009 e um Bel Air 59′ que fizeram para promover a evolução da segurança.

        Fazer um crash-test entre Uno x Argo para ver a evolução… Hum as vezes, corre o risco da montadora tomar um vexame porque evoluiu muita pouca coisa…

    • Paulo Lustosa

      Fox ainda é fabricado

  • Luiz Felipe S. Silva

    Surpreendeu positivamente, considerando que essa é a nota máxima sem ESP. Pro preco que cobram no carro e essa pontuação considero o Fox um muito bom negócio.

    • Filipe Augustus

      Minha madrinha comprou um confortline MSI 2018 bem completinho, além do bom acabamento o carro é gostoso de dirigir! Considero um ótimo custo benefício!

    • Adolfo Piva

      As três estrelas, isoladamente, não significam muita coisa. É preciso analisar a nota de proteção para adultos e para crianças, além da nota nos testes de impacto frontal e lateral. No no caso do Fox testado agora, a nota de proteção para adultos foi de 20.98 para um máximo de 34.00, e de 27.13 para um máximo de 49.00. O Ford Ka testado no ano passado obteve 22.34 na proteção para adultos e 35.41 na proteção para adultos. E para ficar na própria VW, o Polo 2018 obteve 32.13 na proteção para adultos e 43.00 na proteção para crianças, sendo esse um dos motivos que o levaram a obter cinco estrelas, que obviamente não seriam alcanças sem ESP.
      Em todo caso, a aferição do teste precisa ser mais abrangente, pois há também a demonstração dos impactos frontais e laterais e do nível de proteção de cabeça, tórax, peito do motorista, pescoço, abdome, pelve, tíbia e área dos pés, sendo isso mostrado em um diagrama com as classificações bom, adequado, marginal, fraco, pobre.
      Quando se analisa isso em conjunto, as diferenças entre os modelos são grandes, e aí se chega à conclusão de que as três estrelas não são assim tão boas, afinal, quanto vale um vida ?

      • Verdades sobre o mercado

        Realmente 3 estrelas não é nada de especial, e isso fica claro nas observações sobre o alto nível de intrusão na cabine, mas também não é um resultado ruim, visto que projetos bem mais novos(Onix e Ka) tiveram nota 0 há não muito tempo atrás e forçaram os fabricantes a melhorarem a estrutura de ambos.

  • Eduardo Sad

    Ótimo. Podia testar o Corsa Hatch agora…

  • Marcelo Alves

    O Fox já teve ESP nas versões Highline com o motor 1.6 16V entre 2014 (modelo 2015) e 2017, já nas versões com o motor 1.6 8V nunca teve, de certo não vale o investimento em desenvolvimento e testes já que a parte eletrônica entre os modelos 16V e o 8V tem diferenças significativas…

    • Verdades sobre o mercado

      É tão diferente assim mesmo a eletrônica deles ?

      • Marcelo Alves

        Creio que sim, esse 1.6 8V foi desenvolvido em 2008 e não tem mudanças significativas desde 2010, provavelmente o software da injeção não foi desenvolvido para funcionar com controle de tração nem controle de estabilidade (nenhum carro com esse motor teve isso).

        Minha irmã tem um Fox highline com ESP e um amigo meu tinha (já vendeu) um Fox Highline sem ESP (mas vinha com controle de tração de série), ele comprou a parte aquela central multimídia mais completa que era vendida como opcional de fábrica, mas quando foi instalar ele teve uma surpresa, pois o carro precisava ter uma rede CAN-Bus diferente para ela funcionar e só os Fox que saíram com ESP têm isso, o dele não tinha.

        • Edson Fernandes

          Marcelo,
          A rede no qual vc cita é um chicote que é diferente na central eletronica. Para o ESP, o que conta além da versão de software do ABS é a propria central do mesmo que pode ou não comportar o uso de ESp.

          Até onde ue me lembro, todas as versões acima de 8.2 já estavam aptas a ter o ESP caso a empresa quisesse assim inserir o dispositivo (sensores) entre as rodas. E a Vw assim como as demais fabricantes já possuem essa versão.

          Repare que na realidade, no nosso mercado, todos os carros poderiam receber ESP hoje. Mas as fabricantes sabem que o brasileiro não é exigente e deixa por colocar tal item nas versões de entrada. Repare que a Toyota para não perder mercado, só não equipa o Etios de entrada (sem nome de versão) 1.3, o resto é com ESP incluso para torna-lo atrativo.

          • Marcelo Alves

            Não é bem assim, a central de controle do motor tem que ter essas funções implementadas e muitas vezes o painel também… O Polo tinha piloto aut. desde 2002 na Europa, mas no Brasil os modelos que possuem essa função implementada na central de controle do motor são os modelos 2009 em diante, os anteriores não têm, por isso eu supus que a VW não desenvolveu esse recurso na central do motor, já que o ABS/ESP vai ter que comunicar com a central do motor para funcionar tudo corretamente…
            O problema do Fox sem ESP não era só o chicote não, era alguma coisa na rede CAN do carro mesmo, talvez o protocolo usado pelas centrais fosse diferente, talvez a velocidade usada na rede CAN, coisas desse tipo (ele me falou o que era, mas eu esqueci, já tem quase uns 4 anos isso), se fosse só o chicote era fácil de resolver.

            • Edson Fernandes

              Depende.

              O maior problema de vc deixar a programação toda para uma central eletronica é o tempo de resposta. É por isso que o sinal existe sim para a central que está entendendo o que passa para as rodas, mas quem faz o controle é o modulo do ABS pela exatidão nas respostas. Ou seja… ele modula o freio e a central pode se necessário cortar parte da injeção.

              Isso fica bem nitido qdo vc usa num momento de emergencia como o ESP atua.

              E isso é um tanto padrão nas marcas porque a calibração do ESP já é bastante criteriosa e para cada tipo de produto.

  • Debraido

    não entendo o porque de testarem um moribundo saindo de linha. Temos tantos veículos novos que ainda não foram testados.

    • Matuska

      Provavelmente o carro foi patrocinado pela VW ou o veículo seja bem vendido em outro país, que justificaria testar.

  • Paulo

    Meio estranho testarem o carro no fim da vida.
    Não duvido se for jogada de marketing da VW.

    • Matuska

      E provavelmente e, talvez o veículo tenha sido patrocinado pela VW. Visto que o instituto não tem condições de testar todos os carros.

    • Verdades sobre o mercado

      Não faz sentido fazer jogada de marketing em um produto que está vendendo muito bem (considerando o tempo de produção) e não tem fama nenhuma de inseguro. É gastar recurso onde não precisa, até porque uma nota 3 não dá para explorar comercialmente, serve apenas para atestar que não é um veículo inseguro.

      • MauroRF

        Acho que é jogada da VW para aumentar ainda mais as vendas do Fox. Já vi muita gente só no meu círculo de amizades aumentando o interesse pelo Fox só por saber dessa nota e porque ele não custa muito. Para a VW, o projeto está pago faz tempo, então quanto mais ela vender, mais lucra, simples assim. E ainda, de quebra, vai abrir espaço para tirar o up de linha. O up não tá vendendo nada.

  • Dreidecker

    Mais um pego pelo impacto lateral. Não vem com barras de reforço lateral ou coluna B reforçada ?

  • Natán Barreto

    Não foi ruim pra idade do projeto. São 16 anos do Fox e 13 da Spacefox.

    E Gol?

  • Ricardo

    VW tem projetos de 15 anos melhores que alguns “atuais” .

  • Que tal testar o Celta…

  • zekinha71

    Bora testar a Kombi.

  • Ygor Soares

    Na boa, melhor que muito carro atual, vide o Onix!

    • Lucas Durães

      Ué o Ônix tmb tem 3 estrelas depois dos reforços estruturais…

      • Ygor Soares

        Depois dos reforços estruturais como você mesmo falou, já o Fox ou Space Fox não sofreu reforço estrutural algum, pois o projeto é o mesmo até hoje recebendo apenas mudanças na parte de suspensão.

        Em resumo, um projeto de 2003 que se mantem original até hoje conseguiu obter a mesma nota de um carro lançado em 2012 e que precisou receber reforços estruturareis para ter uma nota “aceitável”!

        • Lucas Durães

          Qual a certeza que vc tem que o Fox em mais de 10 anos e com 2 facelifts não sofreu nenhum reforço estrutural? As montadoras sempre fazem adequações nos seus projetos e isso não significa que o publico geral tenha acesso a tais mudanças….

          • Ygor Soares

            Ter parentes que trabalham na VW me fez ter essa certeza! O carro não recebeu adequação alguma alem da suspensão que foi levemente “melhorada”

  • Renato Otto

    Nota 10 pra esse Fox se comparado com Onix, Ford KA e HB20

  • Augusto Brum

    Se o Fox não tiver um sucesso com certeza vai deixar saudades, pensa num projeto longevo, é o primeiro projeto nacional da VW que tem solda a laser na sua construção, esse é um dos fatores que fazem a estrutura do Fox ser boa durante todos esses anos.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email