Combustíveis Ecologia Europa Governamental/Legal Mercado

França quer o fim do mercado de carros a gasolina e diesel em 2040

champs-elysee-1 França quer o fim do mercado de carros a gasolina e diesel em 2040

A França quer acabar com o mercado de carros movidos por gasolina e diesel, mas somente em 2040. A intenção do governo Macron foi anunciada pelo ministro do Meio Ambiente Nicolas Hulot.



O plano de Emmanuel Macron é zerar a emissão de carbono no meio automotivo até 2050. No entanto, Hulot não explicou como o governo de Paris chegará a esse resultado. Nada foi mencionado sobre incentivos para elétricos, restrição aos carros comuns e nem sobre a situação dos híbridos.

Atualmente, dentro de casa, a França tem somente a Renault com uma gama de produtos elétricos já disponível para o consumidor, abrangendo os segmentos de quadriciclos, hatches compactos, multivan e van. Até pouco tempo atrás, o segmento de sedãs médios era atendido pelo extinto Fluence ZE.

A PSA tem subcompactos elétricos e já firmou acordo com a Bolloré para produção de mais modelos com baterias, tais como o Citroën E-Méhari. Ainda assim, o grupo está bem mais atrasado nesse mercado que o conterrâneo. De qualquer forma, ambos dançam conforme a música tocada na França, que ainda tem o diesel como o preferido nacional.

Cidades como Paris, por exemplo, já preparam o fim da circulação de carros diesel para os próximos anos e incentivos pesados do governo estão ajudando nas vendas de carros elétricos. Provavelmente, a França experimentará uma transição entre os dois combustíveis e a solução definitiva, tanto com elétricos quanto com híbridos plug-in, respectivamente promovidos por Renault e PSA. Recentemente, híbridos plug-in e elétricos alcançaram a marca de 100 mil emplacamentos no país.

[Fonte: Auto Express]

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend