EUA Europa Ford Mercado Peruas Sedãs

Fusion deve ser produzido até o próximo ano – Mondeo ganha sobrevida

Fusion deve ser produzido até o próximo ano - Mondeo ganha sobrevida

Os clientes da Ford nos EUA ainda podem comprar com tranquilidade a gama de sedãs e hatches que estão saindo de cena do mercado americano e especialmente o Fusion. Neste caso, Sam Schembari, porta-voz da Ford, disse que o executivo terá produção garantida até pelo menos 2020, com estoque para durar um pouco além.


A estratégia é comum na indústria automotiva, onde o fim de um carro é precedido por uma produção extra para garantir mais alguns meses de vendas antes do desaparecimento completo do produto. No caso da Ford, o Fusion continua sendo produzido regularmente no México e exportado de lá para o Brasil e outros lugares.

Fusion deve ser produzido até o próximo ano - Mondeo ganha sobrevida

Mas, como a própria marca diz, ele não deve ir muito além do próximo ano. Na Europa, entretanto, o equivalente Mondeo recebeu facelift agora e inclusive ganhou uma versão híbrida da perua, que tem motor Duratec 2.0 e elétrico com potência combinada de 187 cavalos.


O Mondeo ainda recebeu o motor EcoBlue 2.0 com 120, 150 e 190 cavalos, inclusive com opção AWD na última e câmbio automático de 8 marchas. Com gasolina, o 1.5 EcoBoost de três cilindros tem 165 cavalos.

Fusion deve ser produzido até o próximo ano - Mondeo ganha sobrevida

Ou seja, apesar do Fusion estar saindo de cena nas Américas, o similar europeu (liftback e perua) mantém sua trajetória com produção espanhola, embora existam rumores sobre importação chinesa mais adiante. Com a reestruturação da Ford Europa, isso parece bem provável.

Por aqui, o Fusion vendeu 4.497 unidades e continua sendo o segundo sedã mais vendida da Ford, perdendo obviamente para o Ka Sedan. Mante-lo por aqui, depois de 2020, apenas com importação chinesa, pois o Mondeo não é oferecido nesta carroceria. Além disso, nova geração apenas no mercado chinês, onde o sedã tem futuro garantido.

Fusion deve ser produzido até o próximo ano - Mondeo ganha sobrevida

No mercado nacional, o Ford Fusion é oferecido com preços a partir de R$ 122.200 na versão 2.5 Flex, que tem até 175 cavalos. O sedã executivo tem ainda as versões SEL com ou sem teto e Titanium com ou sem AWD, ambos com motor EcoBoost 2.0 de 248 cavalos. Existe ainda a versão Hybrid.

[Fonte: CarsDirect]

Fusion deve ser produzido até o próximo ano – Mondeo ganha sobrevida
Nota média 4.8 de 5 votos

  • Capaz de venderem o Mondeo como Fusion por aqui (isso se a Ford sobreviver por estas bandas).

    • th!nk.t4nk

      Bom, é o mesmo carro. Se vem da Europa ou do México, daria no mesmo. Mas acredito que no BR não terá mais vez, já que o povo só quer saber de SUVs. Uma pena.

      • Filipe Augustus

        Se vendessem o Mondeo aqui nós até ganharíamos com isso, pois o acabamento é até melhor e seria legal a versão fastback e perua! Além do consumo dos motores europeus serem menores!

        • th!nk.t4nk

          Perfeito seria ter também a versão perua no Brasil. É lindona e dá uma surra em espaço em muito SUV por aí.

          • Oliveira

            Peruas só não superam SUV’s em altura, de resto, são melhores em tudo.. uma pena estarem caindo no esquecimento..

          • Diego Ribeiro

            Concordo contigo!
            Porém infelizmente o mercado de peruas aqui, esta pior que os dos hatchs.

            • Thiago

              que mercado de peruas?

              • Diego Ribeiro

                A mais ”acessível” é o golf variant
                Dai já vem das marcas Premium…que é da audi e mb

                • Thiago

                  juntando tudo, vendem umas 10 por mês?

        • Edson Fernandes

          A unica versão superior em acabamento é a Vignale. De resto eles são iguais.

    • Julio Magalhaes

      Trazer da Europa deixaria o Fusion mais caro. O grande trunfo do Fusion perante os concorrentes, apesar de eu achar particularmente o melhor da categoria, é o acordo comercial entre o Brasil e o Mexico.
      Vamos epserar cenas dos proximos capitulos.

      • Thiago

        fusion é mais custo/beneficio que um corolla altis por exemplo, e a diferença de preço é minima

        • Julio Magalhaes

          exatamente…. meu espanto é o povo comprando 5k corollo (plataforma C) ao inves de comprar um fusion (plataforma CD).

    • Renato Duarte

      Nem compensa,, importar da Europa custaria um pouco mais caro. Encarece o produto,, os SUVs acabarão saindo na vantagem.

  • Gabriel

    Uma pena o fim do Fusion, acho o Fusion um dos mais bonitos sedans grandes de sua geração, e a lanterna traseira (antes do facelift) acho muito fod4.

  • Kiyoshi Yamashiro

    Com o fim do Fusion, aqui no Brasil só teremos o Passat como sedã grande entre as marcas tradicionais

    • G E O

      E ainda bem que é a versão européia do Passat, e não a americana!

    • Bruno Carvalho

      …e pensa que já tivemos excelentes opções nesse segmento, inclusive com o Holden Commodore como Omega. Fim de uma Era!

      • Tommy

        Na verdade o Ômega e o Azera eram de categoria superior ao Passat e cia, apesar do preço próximo, o Vectra e o Malibu concorriam com Santana/Passat.

  • afonso200

    to querendo saber o que vai substituir o fusion aqui, o Passat, será ??

    • Oliveira

      nada.. a Ford quer manter apenas SUV’s e Pick-up’s pois dão uma margem de lucro maior e vendem mais..

      • Diego Ribeiro

        E o Mustang

  • Domenico Monteleone

    Sabonetão, já vai tarde.

  • Robinho

    que perua linda! bem melhor que qq SUV…uma pena não te-la aqui…

    • El Gato!

      Maravilhosa mesmo essa perua Focus.
      Estava vendo o último video dos Acelerados, eles mostrando a nova V60… cara, que carro!
      #savethewagons

      • Robinho

        sim, esta V60 é top demais! concordo! #savethewagons

  • Fabio

    O motor 1.5 Ecoboost do Mondeo (e do Fusion americano) é quatro cilindros.)

    • Fabio

      Também não é verdade que não existe Mondeo sedan, o Mondeo Vignale tem as três opções de carroceria. Pode ser que ninguém compre, mas a opção existe…

      E na Rússia eu só vi o sedan quando estive por lá.

      • th!nk.t4nk

        O que mais tem na Europa é Fusion sedã (Mondeo), pra todo lado.

        • Fabio

          Eu sei que tu moras por aí, mas me parece que a maioria não é o sedan quatro portas que nós temos aqui, mas o “cinco portas”, ou seja, hatchback. Ele é bem parecido com o nosso, mas pode ser diferenciado pelo limpador traseiro.

          Da nova geração eu só vi por aí (excluindo a Rússia) o hatchback e a perua. Sedan só um Vignale em uma feira em Lisboa há alguns anos.

  • Marcelo Amorim

    Tive um 2013 2.5,consumo altíssimo,nao importa o quanto se contenha o acelerador.

  • Bruno Briner

    Acho bonito, mas é considerado “carro de empresa” aqui na Suíça, é comum encontrar sendo anunciados muito rodados.

  • Alessandro Rodrigues

    A Ford deve ter uma tonelada de estudos para apostar no fim do Fusion no mercado brasileiro. Eles não têm um SUV que posa substituir o sedã seja pela faixa de preços ou de produto em si. Ganha é a GM com a Equinox, talvez o produto mais semelhante.

    • Fabio

      A Ford não deve ter nenhum estudo sobre o Fusion no mercado brasileiro. O Fusion é um carro feito para o mercado americano, o que vem para o Brasil e outros países são migalhas. Nos bons tempos o Fusion chegou a vender mais de 300 mil carros por ano nos EUA, agora não vende nem 200 mil. Nunca deve ter chegado a 5 mil aqui. Para manter um carro em linha é necessário – óbvio – produzi-lo em algum lugar. A decisão da Ford de parar a produção do carro foi baseada em estudos sobre o mercado americano. O que acontece no Brasil é irrelevante nesse caso.

      • Alessandro Rodrigues

        Bom, vamos lá:
        Ambos estamos no campo do ”deve ter”, ninguém tem certeza. O Fusion deixou de ser um carro para o mercado americano no momento em que se tornou global. Não por menos é fabricado na Ásia, Europa e América do Norte. Apesar do exponencial crescimento a partir de 2009 quando passava dos 170 mil veículos vendidos anualmente naquele mercado, os números atuais, considerando a idade do projeto, não está ruim , continua entre os Top 5.
        A decisão da Ford de MOVER a produção à China foi baseado na tendência americana atual, sim. Mas meu comentário se refere justamente a todo o resto do mercado do continente americano. O Fusion vende bem em toda a América Latina e é no mínimo estranho observar a Ford nessa jogada. Obviamente há um volume bem menor no mercado brasileiro dada a irrealidade do preço, porém, como falei, a Ford não dispõe de nada que possa substituir essa lacuna quando o sedã for ausentado do mercado. Quem comemora é a VW e as versões de entrada do trio germânico.

        • Fabio

          Só para esclarecer: eu não estou de maneira nenhuma defendendo a decisão da Ford de parar a produção do Fusion na América do Norte. Lamento muito a decisão, aliás. Aqui em casa no momento temos três carros da Ford, um deles um Fusion AWD, mais um Focus e um Fiesta. Todos vão sair de linha no Brasil em breve, e eu certamente vou trocar de marca quando for trocar algum deles, provavelmente para a VW. Enquanto a Ford vender Ka, Ecosport, Ranger e talvez mais algum SUV “para mercados emergentes” como a Territory com certeza não vai me ter como cliente.

          Concordo que o Fusion é um carro mundial, mas a chave do sucesso dele no Brasil é que ele vem do México, o que o dá uma grande vantagem tributária em relação aos seus concorrentes naturais como Camry, Accord, Altima, Malibu, Sonata, etc. Trazer o carro da Europa ou da Ásia, se as regras atuais não mudarem, praticamente inviabilizaria o produto. Então o que eu quis dizer é que o Fusion vai sair de linha no Brasil porque não vai mais ser produzido no México, e a decisão da Ford de não produzi-lo mais no México (que eu lamento muito) tem pouco a ver com o que acontece no Brasil ou nos outros mercados por aqui, todos minúsculos em relação ao dos EUA.

          Não acho que o preço do Fusion seja irreal. Pelo contrário, o preço aqui no Brasil é pouca coisa maior do que nos EUA, e menor do que na Europa (e não adianta reclamar que a renda per capita no Brasil é muito menor porque isso não tem nada a ver, não é assim que as coisas funcionam). E o preço é totalmente adequado quando comparado com o preço de sedans médios como Corolla, Civic, Jetta, etc. Até acho que a Ford está vendendo com prejuízo, porque desde que comprei o meu em março de 2017 o dólar subiu um monte e o preço do Fusion caiu.

          Outro coisa: não sou nem nunca fui fanático pela Ford. Se hoje temos três carros da marca é porque no momento em que cada um foi comprado ele parecia a melhor opção no seu respectivo segmento. Se fosse trocar algum deles hoje com certeza escolheria outros modelos (com exceção do Fusion, provavelmente).

          • Alessandro Rodrigues

            É exatamente pela eminente saída do mercado que questionei ironicamente os estudos da montadora. Ela está ignorando um mercado gigante de carros que ela possui na América Latina. Tenho parentes que estiveram ligados nas recentes produções propagandísticas da montadora e houve um aumento grotesco no enfoque dos sedãs. Não me recordo como ficaram as definições do Rota 2030, porém, alguma janela pelo menos para o Fusion, tem, considerando suas vendas dentro do patamar mensal do Inovar Auto -caso viesse de um mercado sem acordo comercial. Mas é algo que imagino a China tendo força para interpôr com a Ford ao Brasil, caso essa seja a solução adotada em uma eventual estadia alongada do modelo.
            Quando chamei o Fusion de ”preço irreal”, me referia ao preço vs poder de compra dos brasileiros. É um carro de um nicho bem seleto em comparação com o mercado americano, onde ele é deveras acessível. O preço dele com relação aos concorrentes é sim ótimo, e não vejo nada abaixo dos 230 mil, oferecendo o que ele oferece em tecnologia e segurança.
            E no fundo, meu real lamento é porque realmente gosto do sedã e caso tivesse família, com certeza sairia do médio atual para ele. Pagaria menos em comparação com meu carro atual e ainda estaria ganhando em tecnologia.

  • Hodney Fortuna

    Belíssima essa Station do Mondeu na Europa!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email