Brasil Elétricos

Gaia Electric: startup brasileira promete elétrico por R$ 60 mil

Gaia Electric: startup brasileira promete elétrico por R$ 60 mil

A startup brasileira Gaia Electric revelou no simpósio Automotive Business Experience 2019, a intenção de comercializar um veículo elétrico e com foco no uso urbano com preço sugerido de R$ 60 mil. Trata-se de um triciclo (roda traseira única) que tem como destaque a autonomia de 200 km.


Segundo Ivan Gorski, CEO da Gaia Eletric, ele vai custar “até R$ 60 mil” e sua recarga total consumirá cerca de R$ 8,00 em tarifa de energia. Ele revelou ainda que o veículo pode também servir como fonte de energia, caso o proprietário precise de eletricidade. Chamado Gaia Zero, o pequeno carro tem dois assentos em tandem e no lugar do volante, possui um guidão.

Com carroceria sem portas, como no Renault Twizy, o Gaia Zero terá rodas de liga leve e bancos tipo concha. Atrás, as lanternas serão de LED. Pelo que se pode ver no site da empresa, o veículo aparenta ainda estar em fase conceitual. De acordo com a Gaia Electric, o tempo de recarga das baterias é de 8 horas.

Gaia Electric: startup brasileira promete elétrico por R$ 60 mil


Feito para ser compartilhado também, o Gaia Zero não tem chave física, sendo desbloqueado pelo smartphone. Segundo a empresa, ele pode ser compartilhado por e-mail ou WhatsApp. Também é possível definir limites geográficos e tempo para o compartilhamento. Como é caracterizado como triciclo, será necessária a CNH A de motos para sua condução.

Equipado com dois motores elétricos que somam 68 cavalos, o Gaia Zero é descrito como um veículo com desempenho de carro com motor 1.6. Sua velocidade máxima é de 130 km/h, podendo assim ser usado até em rodovias. As vendas começarão em breve e a reserva pode ser feita com sinal de R$ 300. A fábrica deveria ser iniciada no primeiro trimestre, segundo consta no site. Lá, inclusive, o preço estimado é de R$ 69 mil. Ainda não se sabe a previsão de entrega.

[Fonte: Automotive Business/Gaia Electric]

Gaia Electric: startup brasileira promete elétrico por R$ 60 mil
Nota média 3.8 de 8 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Samuel Almeida

    R$:60.000 nisso aí?

    • Dafomg

      Tb acho caríssimo. Existe uma outra startup com proposta mais interessante, eletrificar carros a combustão. Se eu não me engano, o valor ficaria entre 35 e 40mil dependendo do modelo. Acho muito mais negócio.

  • Louis

    Não é carro e nem moto. Não rola.

    • Anderson Lemos

      Também penso a mesma coisa. Não atende quem já tem moto pois é caro e vai molhar do mesmo jeito. Não atende quem anda de carro pois é pequeno, molha, não tem ar… Não atende que quer economizar pois é caro, muito melhor pagar 37 mil num kwid (que é um carro de verdade) e sobrar 23 mil para o combustível ( suficiente para rodar média de 70 mil km)
      Isso daí vai servir como um brinquedão para quem não tem a mínima ideia do que fazer com 60 mil sobrando.

      • Eric PB

        Vc resumiu perfeitamente o que eu iniciei a mentalizar. Deveria mandar sua opinião, da qual tbm partilho, para eles. Na boa, tem um pessoal que quer ser (ou ja é em outros ramos, empresário) mas não estudam o mercado em que querem atuar. Este teco teco, no Brasil, não vingará nos próximos 15 anos.

  • Vitor

    Esse veículo é um conceito. Mas as montadoras ao meu ver deveriam fazer carros elétricos com cara de carros, como a Tesla.

  • th!nk.t4nk

    Pra um mero triciclo (mais simples que o Twizy), tá caro demais heim. Aliás, o Twizy custa o mesmo que um Sandero básico fora do país, entao fazendo a proporçao esse triciclo deveria custar no máximo uns 30 mil.

    • Marcelo

      Mas, vamos e venhamos, um Sandero básico não custa 30 mil aqui no Brasil (aliás, acho que nem um Mobi básico, hoje, custa isso).

      • Eric PB

        poisé, o sandero custa 42mil + ou -. Mas independente disso, pelo amor de deus, que fosse 45mil esse projeto de triciclo, é caro para 95% dos brasileiros como um segundo carro… se for a intenção de ser familiar já é sabido que dois lugares exprimidos não rola. Não tem porta mala, não tem porta, não dá pra deixar coisas dentro… aí vc sai com a patroa caí um toró d’água…

        • Marcelo

          De fato.
          Gosto de incentivar iniciativas nacionais, e mais ainda na área de mobilidade e sustentabilidade, mas, como muitos comentaram aqui, é difícil comprar a idéia desse projeto porque ele fica num meio termo que “reúne o pior de dois mundos” e ainda custa caro.

          Aliás, nunca entendi esses tricíclos/motos com essa cobertura no “teto”, se não têm sequer um arremedo de porta.
          O condutor fica exposto a chuva e sol do mesmo jeito.
          Neste quesito, até o Gurgel Motomachine era mais racional, por ter portas com seções transparentes que podiam ser retiradas ou não.

  • Leandro Dos Santos

    Resumindo.. sem Ar condicionado.. molha dentro.. custará até 60k!! Qual a diferença disso para uma moto?
    Projeto ja nasce falido.. sem noção!!

    • Eric PB

      Concordo. Empresários metido a besta que não estudam o mercado, renda, etc de onde vão atuar. Ou vão abocanhar 300,00 de sinal de uns 50 perdidos por aí e sumir no mapa…

  • CanalhaRS

    Uma moto elétrica isso aí. Não, obrigado.

  • Annita Fingenberg

    Não adianta querer inventar, ainda mais aqui no Brasil que carro é sinal de status e não um mero meio de locomoção.
    Carro, pelo menos no Brasil, tem que ter “cara” de carro, se não, vai micar.

    • Cardoso (não aquele)

      Existem meios de locomoção muito mais racionais que um tuk tuk de 60 mil reais

    • Louis

      Neste caso não tem nada a ver com status, isso aí não é nada prático, na chuva molha dentro, não tem estabilidade de um carro e não dá para andar no corredor como uma moto.

  • Cardoso (não aquele)

    É basicamente um tuk tuk.

    Esse “carro” aí é só pra vias bem urbanas mesmo hein, se for necessário pegar alguma via rápida eu não teria coragem, mesmo que ele diga andar a 130km/h.

    Quem teria algum interesse nisso compra uma moto que sai bem mais barato, e nem consome muito combustível.

    Por que não fazem carros com cara de carros?

  • Igor Guimasi

    Se colocar porta nisso daí já melhora, taokey

  • zekinha71

    Pagar 60K numa coisinha que só tem lado ruim, vai pegar trânsito igual carro, e vai pegar chuva e se inseguro igual moto.
    Melhor comprar logo um carro, ou gastar bem, mas bem menos e comprar uma moto, fora que com 60K dá pra comprar um carro e uma moto zeros.

  • Klaus Nickel

    é uma moto elétrica com 3 rodas e cobertura

  • El Gato!

    Excelente. Que bom ver empresas nacionais na luta para desenvolver produtos genuinamente brasileiros ligados à mobilidade urbana e sustentabilidade. Fico muito satisfeito com a notícia. Claro que o preço carece de ajuste, assim como a empreitada para adquirir incentivos fiscais do governo será árdua… Mas enfim, eu nunca me daria o direito de criticar uma iniciativa dessas, principalmente por estar sendo realizada no Brasil. Meus votos de sucesso para o projeto!!

    • Cardoso (não aquele)

      Passar a mão na cabeça de produtos ruins não faz ninguém melhorar. Não existe “prêmio de participação” no mundo real.

      • El Gato!

        Bom, você deve ter em mãos uma pesquisa de mercado bastante sólida e consistente para ter a certeza de que o produto é ruim e está fadado ao fracasso.
        Se não quiser dividir estes dados por aqui, poderias enviar diretamente aos empreendedores da Gaia, para auxiliá-los no desenvolvimento! Que tal?

        • Eric PB

          Essa é fácil de te responder.
          Eu NÃO compraria. Tá ai o primeiro voto contra, vamos responder não ou sim (para a compra). Aí saberemos o interesse pelo produto.
          Carro caro, sem conforto, sem porta malas, não familiar, nem a autonomia é um diferencial, qual a seguradora faria seguro disso? e por quanto 10mil ao ano? entre inúmeros outros pontos contra citados pelos demais participantes deste fórum.

  • Alejandro Torre

    Una spider semi coberta, quanta imaginação……

  • Compra uma moto boa por uns 20 mil, e os outros 40 vc vai pagando a gasolina por uns 20 anos.

  • A frente é muito feia.

  • leitor

    Já que é uma Star Up poderia no mínimo fazer como um Gurgel, que é leve mas leva todos sem perigo de se molhar, se sonha chegar à metade do Tesla. A não ser que seja apenas degrau para outra empresa. Os grandes desafios estão ainda na autonomia, no tempo e locais de carga, e a legislação justa. Mesmo sendo simples muita gente iria curtir. Mas esse aí ainda está longe.

  • leitor

    Com menos de R$35 mil compro um Honda Fit 2013 completo e com R$20mil uso com combustível e manutenção por um bom tempo. Estarei num conforto, tranquilidade e segurança muito maior que nesse daí. Poderia ter um preço mais em conta e ter um mínimo de conforto.

  • Julio Alvarez

    Tem todos os inconvenientes de uma moto (risco de acidente, molha dentro, poeira na cara) e todas as desvantagens do carro (não anda pelo “corredor”, tem que ficar na fila dos carros). Por 60k. Querem inovar com chance de sobreviver? Criem uma moto elétrica bonita e barata.

  • 4lex5andro

    Com mais uma roda, 2 bancos e portas, fica melhor.

    Moto no Brasil não é bom negócio.

  • Samluzbh

    Compra um Kwid e roda sessenta mil km com o troco.

    • Cássio

      Roda nada. Eu pego carona em um Kwid com pouco mais de 1 ano de uso. O carro faz barulho para tudo que é canto, é horrível.

  • Emygdio Carlos

    No começo, quase tudo é favorável.

    Não está sujeito ao rodízio, impostos reduzidos, energia barata e etc….

    Quando o carro elétrico se massificar, adeus incentivos e tome aumento nas tarifas de energia.

    E quando as baterias ficarem velhas?

    Terá um sistema de troca pelas montadoras ou o consumidor que se vire?

    Por enquanto, os preços dos carros elétricos são tão caros, que poucos conseguem comprá-los, mas quando estes se transformarem em “arroz de festa”…………

  • Franco da Silva

    Tem um erro na matéria. O local da vírgula está errado, deve ser R$ 6900,00.

  • FrankTesl

    Muitas reclamações no sentido de que não compensa compra por proprietário particular, mas a própria matéria diz que o foco do produto é servir para compartilhamento, ou seja, nos primeiros anos será adquirido por frotistas para compartilhamentos em situações específicas (eventos, aeroportos e grandes instalações etc).

    e convenhamos, andar no corredor é uma grande ilegalidade que é tolerada no Brasil e já virou cláusula pétrea na selvageria do trânsito.

  • leomix leo

    É bom pra quem tem Gaia, tem muito espaço para colocá-las pra fora.

    • Junoba

      kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Mendes

    Um conceito desenvolvido no Brasil, por brasileiros, e 100% dos comentários xingando.
    O mal do Brasil é o brazileiro

    • zekinha71

      Vc tem coragem de pagar 60K nisso?

      • Mendes

        O mínimo da decência é não ficar fazendo chacota

  • oloko

    Não tem muita vantagem esse negócio, certamente não por 69k, porque mal te protege com essa cobertura e sem portas, e convenhamos que ninguem vai pegar estrada com isso ai, e na cidade que é o seu propósito, no primeiro sinaleiro que você parar vão te tirar disso ai estilo GTA mesmo e lá se vai teu triciclo haha

  • Renato Pereira de Oliveira

    As coisa por aqui no Brasil já é difícil, aí os caras vai e desenha isso. Se fosse algo com cara de smart/QQ/kwid, as chances de dar certo seria consideráveis.

  • Hodney Fortuna

    Achei caríssimo! Um veículo para duas pessoas? E ainda mais é um triciclo!

  • Junoba

    Nem na Índia isso venderia. Trágico.

  • Christian

    Não acho que exista um grande mercado para carrinhos de golfe “por menos de R$ 60 mil”.
    Não é preciso pesquisa de mercado pra saber que isso vai micar. E feio!

  • CARLOS IVAN Prates

    Pegam uma moto de 6 mil, colocam um pneu e um banco a mais e um sombreiro … pode até ter portas, o que moto não tem. Aí …….. aumentam 54 mil . Conheço e acredito muito nas startups, mas essa aí, se a matéria for verdadeira, está querendo pegar bobos !!! Eu não .

  • Luis Burro

    Os cara criam Tuc Tuc de 60 mil e acham q tão abafando…êêê Brasil msmo! 😂

  • Luis Burro

    Eu ñ sei qual é mais burro o dono desta empresa ou o cara q comprar isso aí 😂😂😂😂😂…

  • Luis Burro

    É acho q dpois desta aí a humanidade ñ tem mais salvação…pelo jeito ela ñ está tão longe de comprar mrda em lata e falar q é arte! 😂😂😂…

  • Luccas Stringger

    Compre isso e ganhe 3 anos de terapia grátis com internamento incluso….

  • Cássio

    Pelo visto, vai ser útil só para empresas com terrenos grandes, para levar seus funcionários entre os departamentos.

  • Rbs

    Mesmo com essa autonomia e com ar condicionado esse preço é proibitivo!

  • FocusmanBA

    Já nasceu morto.

    Essas empresas nascem apenas para roubar dinheiro de financiamento. Não é possível que realmente acreditem que num mercado como o Brasil, haja espaço para esse veículo das fotos, pelo preço proposto…

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Funcionaria como um concorrente para o Cam-Am Spyder para o público de pessoas com mais idade que gostam de motos mas tem receio de continuar a se aventurar em duas rodas em passeios matinais pela orla. Mas para isto precisariam melhorar o design.

    Mas infelizmente todos os anos aparecem algumas destas iniciativas carecem de profissionalismo e do mínimo de recursos financeiros para serem viáveis.

    Assim a credibilidade é zero. Só acredito vendo.

  • Jad Bal Ja

    Vou dar um dica de graça para o pessoal dessa starup, ninguém vai comprar um veiculo no qual vc pareça um idiota dirigindo… volta pra prancheta e tente fazer algo legal.

  • Eric PB

    Vamos fazer uma enquete para saber o potencial de compra/interesse pelos usuários deste site neste ”produto”.
    Eu NÂO compraria… vamos deixar no reply

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email