História Rússia

GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais

gaz-a-700x443 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais

GAZ-A



Em 1929, o governo soviético fechou um acordo com a americana Ford para construir a primeira fábrica de veículos na Rússia. O acordo previa a aquisição de US$ 13 milhões em veículos e peças por parte dos comunistas em troca de assistência técnica da montadora de Detroit até 1938.

O local escolhido foi Nizhny Novgorod e começou a funcionar em 1 de maio de 1932. Inicialmente a empresa foi batizada de NAZ (Nizhegorodsky Avtomobilny Zavod). O primeiro a ser feito foi um Ford Model A, vendido como NAZ-A. O Ford Model AA era um caminhão americano que foi fabricado lá como NAZ-AA.

gaz-a-700x443 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-aa-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais

GAZ-AA

Em 1933, a empresa foi rebatizada de Gorkovsky Avtomobilny Zavod, designação GAZ usada até os dias atuais. Os dois modelos foram rebatizados GAZ-A e GAZ-AA. O Ford Model B foi feito também, mas rebatizado de GAZ-M1. Com o fim da assistência da Ford e até mesmo a prisão de alguns americanos que decidiram ficar, a empresa passou a desenvolver seus veículos.

Os modelos M1 e M2 surgiram durante a Segunda Guerra Mundial e a fábrica passou a fazer veículos militares para os esforços de defesa do país contra a invasão alemã. Nesse período, a empresa chegou a montar caminhões militares da Chevrolet, cujas peças foram enviadas dos EUA.

gaz-a-700x443 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-aa-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-24-volga-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais

GAZ-24 Volga

Longevidade dos modelos

Em 1946, a GAZ passou a produzir o primeiro modelo de passeio russo do pós-guerra, o M20-Pobeda (Vitória). O projeto foi bem sucedido e foi executado até 1958, sendo ainda licenciado para a polonesa FSO. Sem acesso à tecnologia moderna do Ocidente, a montadora de Novgorod teve de estender a vida comercial de seus carros.

O GAZ-21 e o GAZ-24 Volga, por exemplo, foram produzidos por décadas, sendo que o segundo só foi retirado de linha de 2010. Outro modelo de longa duração foi o GAZ-14 Chaika, que ficou até 1981. Típicos carros soviéticos, eles eram grandes e tinham motor de até 160 cv. Muitos foram feitas para a KGB, mas ficaram com má fama por não terem a manutenção feita de forma adequada.

gaz-a-700x443 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-aa-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-24-volga-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-volga-700x322 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais

GAZ Volga

Nos anos 60, a GAZ intensificou a produção de caminhões e inaugurou a primeira linha de montagem automatizada da União Soviética. Nos anos 70 e 80 a empresa não viu evolução, ao contrário da rival AvtoVAZ (Lada). Após a queda do comunismo, a montadora passou a se modernizar.

O primeiro produto GAZ moderno foi o comercial leve GAZelle, que era muito semelhante aos veículos leves vendidos na Europa. O modelo se tornou bastante popular, ajudando a ampliar a frota comercial da Rússia. O caminhão médio Vaidai e o caminhão leve Sobol também foram feitos nessa época.

gaz-a-700x443 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-aa-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-24-volga-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-volga-700x322 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-14-chaika-700x466 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais

GAZ-14 Chaika

Na década de 2000, a GAZ firmou uma parceria com o consórcio britânico LDV para produzir vans e utilitários leves da marca Maxus. No entanto, a associação com os ingleses acabou em 2009, quando a LDV foi vendida para uma empresa chinesa. Em 2006, a russa adquiriu os direitos e o ferramental da DaimlerChrysler para fabricação dos modelos Sebring e Stratus.

gaz-a-700x443 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-aa-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-24-volga-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-volga-700x322 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-14-chaika-700x466 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais  gaz-gazelle-700x525 GAZ: De origem Ford, a russa agora se destaca em veículos comerciais

GAZ GAZelle

Joint-ventures

Com a crise econômica em 2010, o longevo GAZ Volga foi retirado do mercado após 54 anos. No mesmo ano, a empresa firma um acordo com a Mercedes-Benz para produzir a Sprinter na Rússia. Também, a linha GAZelle foi modernizada e só foi substituída por um novo modelo em 2013.

Outra parceria da GAZ foi com a GM. A empresa passou a produzir em Novgorod o Chevrolet Aveo. Da mesma forma, uma joint-venture foi criada com a Volkswagen para fabricar os modelos Skoda Yeti e Octavia, além do VW Jetta. Desde que assumiu a empresa em 2009, o americano Bo Andersson (ex-vice da GM) tem levado a montadora russa à lucratividade.

  • Rmx

    Já vi tantos desses sendo destruídos pelos azes do volante movidos a Vodka, naqueles videos de acidentes!!!

  • Zigeunerweisen

    São modelos interessantes. O problema é que a Russia parece estar sempre atrasada no tempo. Desde o Império Russo até a União Soviética…

  • Economy

    Se não tivesse havido a abertura de importações na época de Collor, ainda estaríamos andando de Del Reys e Opalas, além de Chevette.
    Se na Russia um carro ainda estava em produção desde 1956, porque não no o Opala?

  • Yuri Chaves Souza

    Esse ultimo Volga reestilizado ficou até bacana. Não é aquela afronta aos olhos não.
    Suas linhas arredondadas casaram bem com o retoque. Lembou – vagamente – os antigos sedans Jaguar de 90.

  • anonimous

    Quando precisou fabricar automóveis o que fizeram os comunas? Recorreram ao capitalismos opressor, aliás logo a um dos maiores símbolos do capitalismo e comprou os direitos. Ah, esses comunas… E tem gente que até hoje acha que comunismo presta para alguma coisa.

  • Eu morei em Cuba por alguns anos, e tive a oportunidade de rodar e inclusive dirigir alguns GAZ-24.
    A maioria deles pertenciam ao Estado, alguns ainda servindo como veículos oficiais de autoridade ou para transporte “VIP”. Mas a maioria deles, pela condição do tempo, virou taxi ou transporte de passageiros com maior capacidade.
    Os poucos que existiam lá com placa particular, pertenceram a esportistas de alto rendimento, autoridades ou grandes personalidades.

    Era um carro surpreendentemente confortável, e com um nível de acabamento claramente bem superior ao Lada e especialmente aos Moscovich.
    Dirigir… era como se estivesse conduzindo uma grande banheira com motor fraco. Volante de raio fino, câmbio na coluna de direção… lembrava um pouco também nossos Galaxy Landau em uma versão popular e com um motor um pouco mais fraco.

    Uma pena que a versão mais moderna dele é tão horrorosa. Os GAZ-24 certamente foram modelos muito interessantes.

    Já os Chaika, até hoje causam arrepios de medo na população russa.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend