Brasil Geely Mercado

Geely sai do mercado brasileiro, segundo site Uol

geely-ec7-avaliacao-NA-12

A marca chinesa Geely deixou oficialmente o mercado nacional, de acordo com reportagem do site Uol. O Grupo Gandini, representante da Kia Motors no Brasil e da empresa asiática, confirmou que as operações foram encerradas, mas que a medida é temporária.

geely-gc2 (1)

A dificuldade de fixar-se no mercado nacional com o atual câmbio do dólar, fez com que as operações não fossem rentáveis o suficiente. Oferecendo somente os modelos EC7 (confira aqui a Avaliação NA) e GC2, a Geely pouco fez no país, tendo emplacado em torno de 473 exemplares do sedã, enquanto o hatch não se tem informação sobre a quantidade emplacada.

geely-ex7

Com a pretensão de ter uma rede de 25 concessionárias e de introduzir o SUV EX7 (foto acima) no Brasil, a operação da Geely ainda contava com a produção em CKD no Uruguai. No entanto, a falta de ampliação do portfólio e de divulgação da marca, a tornou desconhecida para o grande público e ajudou no fracasso da operação. O Grupo Gandini, por sua vez, centra seus esforços na Kia.

[Fonte: UOL]





  • Paulor1899

    Barril pra quem comprou…

    • André

      Muito estranho, em Itú (sede do grupo Gandini), numa css, tem vários EC7 2016 com cambio CVT e CMM, iclusive em versão sedã e hatch, todos brancos e com leves retoque no visual.

      • Rodrigo

        André, tu viste isso ou alguém te contou? Informação errada na net tem muita. A informação oficial da Geely é que estão temporariamente suspendendo importações pelo dólar alto e não de que estão saindo oficialmente do Brasil.

        • André

          Eu vi com meus olhos, numa css da Kia. Eram pelo menos uns 8 carros no show room. Porem, também vi que a css da Geely em Itu fechou.

          • Rodrigo

            Já tinham me falado sobre isso, agora ficou bem estranho, trazerem novos modelos e de repente encerrarem tudo assim. A CCS da Geely em SP estava aberta hoje com uns 5 carros em exposição.

            • André

              Ou vão guardar os carros para melhor momento ou vão mandar os carros de volta para o Uruguai onde também são vendidos. É uma pena, porque são de longe os melhores carros chineses, tenho um familiar que tem um e está (estava) curtindo muito o carro.

      • Bruno Alves

        Pois é, tem uma concessionária da Geely na rua do lado da minha casa, até ontem ela tava aberta e cheia de EC7 e GC2 0km. Vou passar lá hoje e dar uma olhada nisso…

        • Ainnem Agon

          Aguardando o update…

          • Bruno Alves

            Continua aberta, fazendo test-drive… Só que não tinha um cliente, kkk… Mas enfim, ta aberta, GC2 ta R$ 29.900,00 e o EC7 ta R$ 44.900,00.
            Não entendi essa notícia.
            Concessionária aqui da Mooca, em SP…

            • Rodrigo

              Postei a resposta dada pela Geely, a informação foi distorcida, apenas estão com importações em Stand By e não há nenhuma intenção em fecharem as ccs ou saírem do Brasil.

          • Rodrigo

            Bom dia. Informação recebida por e-mail hj de manhã direto do grupo Gandini – Importador e representante da Geely no Brasil referente ás ultimas notícias::

            Boa tarde!

            Prezado Sr. Rodrigo, agradecemos o envio do e-mail.

            A informação não procede.

            Devido a atual situação econômica que o país está enfrentando e a alta do dólar, deixamos a importação dos veículos Geely em stand-by.

            Estamos acompanhando o mercado, para realizarmos a importação em um momento que não impacte tanto no preço ao consumidor final.

            As atividades da Geely Motors (garantia, serviços, revisões e fornecimentos de peças) estão sendo realizadas no Brasil normalmente.

            Atenciosamente,

            Central de Atendimento ao Cliente

            TEL: 0800 721 5400

            E-mail: Contato@geelymotorsdobrasil.com.br

    • Marcelo Venssa

      Informação recebida por e-mail agora a tarde direto do grupo Gandini – Importador e representante da Geely no Brasil e confirmado por contato direto com a Geely sun em Porto Alegre e Geely Reavel em São Paulo:

      Boa tarde!

      Prezado Sr. Marcelo, agradecemos o envio do e-mail.

      A informação não procede de forma alguma.

      Devido a atual situação econômica que o país está enfrentando e a alta do dólar, deixamos a importação dos veículos Geely em stand-by.

      Estamos acompanhando o mercado, para realizarmos a importação em um momento que não impacte tanto no preço ao consumidor final.

      As atividades da Geely Motors (garantia, serviços, revisões e fornecimentos de peças) estão sendo realizadas no Brasil normalmente.

      Atenciosamente,

      Central de Atendimento ao Cliente

      TEL: 0800 721 5400

      E-mail: Contato@geelymotorsdobrasil.com.br

  • pedro rt

    geely so tem em sp e rs

    • Leko Correia

      Em Natal – RN também há (ou havia, com essa notícia).

      • Fernando Sampaio

        Rapaz, até ontem tinha concessionária aqui em Natal, rsrs’

      • PEDAORM

        Recife tbm tinha até hoje, passei lá na frente hoje por acaso.

        • Algumas concessionárias seguem abertas. A daqui de Porto Alegre continua, tendo apenas um EC7 0km branco em estoque, e dois seminovos e alguns GC2. Devem transformá-la em ponto de pós-venda e venda de seminovos do grupo, haja vista ela ficar no mesmo complexo da concessionária Kia daqui.

          • oscar.fr

            A Geely fica ali na Ipiranga perto da PUC? Pensei ter visto ali e, até então, não sabia onde era. Esses dias até estacionei ao lado de um GC2, carrinho simpático, muito mais que o QQ, para comparar com outro chinês.

    • Pedro Henrique

      sc tbm tem…

      • Esquilo

        A concessionária de Balneário Camboriú fechou a poucas semanas.

  • kravmaga

    Ué, a Geely chegou a entrar no Brasil ?!

    Por que o Gandini não aproveitou as lojas da Kia ?! Pelo menos seriam 2 marcas que hoje vendem pouco dividindo as lojas e oficinas.

    • Aqui em Porto Alegre, a Geely é do mesmo concessionário Kia e fica instalada onde era o pós-venda da Kia, ao lado da concessionária da marca coreana. Em algumas cidades seguiu esse desfecho. Por hora, a daqui permanece aberta, e posteriormente deverá receber alguns seminovos no show-room e continuará como um ponto de atendimento pós-venda.

      • Douwe

        Aqui em Natal é a mesma concessionária, apenas com showroom dividido, Kia Dunas e Dunas Geely. O pós-venda é compartilhado com a Kia, que, aqui, é bem correto, até pode ser considerado bom.
        Passo em frente todos os dias e já tem algum tempo que percebia que só havia um EC7 preto dentro, cercado por seminovos. Hoje o mesmo EC7 estava na calçada, com a traseira levantada, exposto.

  • invalid_pilot

    Bom casamento a quem é proprietário de um Geely.

    Chines só Chery, Lifan , talvez JAC e olhe la

    • Maçaranduba o Porradeiro.

      Até que a morte os separem, amém…

    • Marcelo Amorim

      Rapaz,acho coragem comprar qlqr um,eu só arriscaria se comprasse bem barato os JAC J3 e o Lifan X60.

      • invalid_pilot

        Da Jac esse T3 e T5 talvez podem ser interessantes. Fora isso é uma marca que tem uma equipe dedicada a adaptar produtos pra cá, apesar da fabrica ser promessa nao cumprida.

        Lifan com produção no Uruguai e relativo sucesso naquele mercado da pra encarar tbm.

        E a Chery que apesar dos pesares produz aqui.

        • A Geely também produz no Uruguai e tem relativo sucesso por lá. O que pegou é que a unidade montadora de lá é apta somente para dois modelos, que são o EC7 e GC2 e o Gandini não tinha cota para importar o restante da China, graças ao Inovar Auto.

          A Lifan também não trás novos modelos justamente porquê ela, a cada novo veículo, tem que preparar uma nova linha de montagem no Uruguai, e por lá, ela já possui quatro, uma do X60, outra do 530, uma do Foison Pick-up e Foison Van (não vendido aqui) e outra do 330/320 para Argentina e Uruguai.

    • Tosoobservando

      Na verdade eu acho que quem vai chachoalhar o mercado quando vier, é a GWM Haval, que hoje é lider em Suvs la na China. Os produtos sao bons e ja vi elogios ate de publicações da Australia, onde ja é vendido a preços baratos.

      • invalid_pilot

        Vai depender de como entrarão no mercado brasileiro , que como sabemos é cartelizado e conservador.
        Bonito o carro da foto mesmo

        • Tosoobservando

          Eu acho que nestes segmentos a cabeça do consumidor é mais aberta e como nao tem tanta opção acaba que as novidades sao bem vindas. Tanto é verdade que la na China as chinesas penam pra vender carros de passeio mas no ramo dos Suvs e comerciais leves os 7 primeiros colocados sao de marcas locais.

          • Tommy

            Não é atoa que a Lifan passou de vergonha chinesa(com um carro que foi reprovado e teve o teste suspenso na 4rodas por falta de segurança) pra marca que tem o chinês mais vendido no Brasil(X60).

  • Eduardo Brito

    Tomara que seja mesmo temporária, pois é uma boa marca.

    • PEDAORM

      Se prometer o que diz, ser para a Volvo, o que a VW é hoje para Audi, alguma hora será reconhecida. Mas ainda falta muito trabalho.

      • Pedro Rocha

        Uma coisa a Geely e a VW já tem em comum: ambas foram criadas sob regimes socialistas.

  • FearWRX

    Que sopa de letras os nomes dos carros dessa marca hein? É tão difícil colocar um nome neles ao invés desse conjugado de letras que muitas vezes não quer dizer nada?
    Em tempo, esse EC7 tinha um ótimo custo benefício, além de ser razoavelmente bonito.

    • dogmarley

      fala isso pra BMW, Mercedes..ou até mesmo pro WRX STi

      • FearWRX

        Vamos lá, você deve saber, mas vou explicar mesmo assim.

        A Mercedes tem um significado por trás dos nomes, bem como a BMW que usa a mesma lógica. A Mercedes usa uma letra para identificar seus modelos e, 3 números, para o motor, idêntico para a BMW, que usa o primeiro número para identificar o modelo do carro e o restante, a motorização. Não é como antigamente que a Série 3 tinha motores 2.5 (325i, i para gasolina e d para diesel), 2.8, bem como a série 5 tinha motores 4.0 e 3.5 e assim por diante, mas você entendeu agora, imagino.

        A Subaru, para seu conhecimento, TODOS carros tem nomes, bem como WRX quer dizer World Rally eXperimental e STI, Subaru Tecnica International. A minha crítica é que quase nenhuma marca hoje em dia está mais dando nomes aos seus carros e sim, letras, que fica muito confuso, caso não tenha entendido.

        • dogmarley

          kkkkkk já sabia disso tudo, cara. mas valeu pela dedicação em googlar.
          agora, como vc sabe que as siglas para os caros da geely não tem um significado por trás dos nomes, também ? =)

          • FearWRX

            Os da Gelly não me interessa saber no momento, mas, embora eu já soubesse tudo que te falei, e te interessa tanto o dela, o Google ainda está à sua disposição também, só ir lá se está com preguiça, amiguinho.

            • dogmarley

              eu já sei! =)

            • Tosoobservando

              O E deve ser por estes modelos serem da submarca Emgrand, pertencente a Geely, agora o C, pode ser de car? nao sei, o 7 é onde o carro se posiciona na gama, ja que tem o 8 maior.

            • dogmarley

              eu já sei! obrigado pela dica dollynho, amiguinho

            • dogmarley

              lindãoo

  • PedroHMC

    Coitado de quem tem carro dessa marca, quando os carros quebrarem provavelmente vai valer mais a pena largar na rua que tentar arrumar e vender, e acabei de ver, os EC7 0km que estão à venda são 14/14…

    • A assistência técnica e pós-venda permanecerá a cargo do Grupo Gandini, que credenciará oficinas e concessionárias Kia, e garantirá o fornecimento de peças pelo período legalmente previsto, em especial no que tange a garantia.

      • gustavo

        E ver para crer !!!

        • Verdade! Aqui em Porto Alegre, ao menos eles continuaram com o bom trabalho, mesmo no final das operações.

  • Guilherme Batista

    Nunca vi nenhum carro da marca na rua

    • CignusRJ

      Eu só vi u que pertence a um dono de restaurante perto de onde moro.
      Ele elogiou o carro. Vamos esperar uma confirmação oficial da Geely ou da Gandini.

  • V12 for life

    A obrigação de divulgar era do Grupo Gandini, agora quem comprou um sedã médio a preço de compacto pensando que era um bom negócio se lasco.

  • Marcelo Amorim

    A ccs daqui de Natal,que é colada na Kia,ja ta usando o pátio pros seminovos que receberam de entrada na compra dos Kia,kkkkkk!

    • invalid_pilot

      Kia é outra que tem que abrir o olho, ja ja vai embora tbm

      • Se o Gandini desistir da Kia, será um abraço pra Hyundai assumir suas operações por aqui, a utilizando como moeda de troca com a CAOA. CAOA disse que só desistiria do contrato com a Hyundai se ela ganhasse outra Hyundai para operar ou se terminasse. A Kia é justamente a nova montadora que o Carlos Alberto precisaria pra deixar a Hyundai seguir independente. E se ele não quiser ou não puder (envolvimento na Lava Jato), não tenha dúvidas que a própria Hyundai HMB irá tocar as operações da marca. Existe um forte potencial para a Kia no Brasil, depreciada pela falta de fábrica, e com as cotas da HMB, a unidade mexicana viabilizaria qualquer operação a ser tocada por aqui.

        • invalid_pilot

          Kia é emperrada aqui por conta da Asia Motors que saiu do Brasil e deixou dividas e tretas trabalhistas e etc.

          Falo isso pq basta olhar os produtos e preços dos mesmos, nenhum deles é o mais vantajoso em sua categoria

          • Não. Já teve decisão judicial final a respeito disto em 2011, isentando a Hyundai e a Kia Motors do Brasil (Grupo Gandini) dessas dívidas federais, enquanto o Gandini arcou com as poucas despesas trabalhistas existentes. A Hyundai não teria conseguido abrir fábrica por aqui, se não tivesse tido decisão judicial favorável, pois ela adquiriu a Kia, que havia adquirido a Asia e por sua vez seria a sucessora das dívidas, mas como a operação da Asia Motors do Brasil não foi vendida ao Gandini, que já representava a Kia anteriormente e não tinha vínculo com a Asia Motors da Coréia do Sul, conforme provado, não havia como ocorrer cessão de dívidas.

            noticiasautomotivas. com. br/ kia-motors-stf-decide-que-coreana-nao-tem-parte-na-divida-deixada-pela-asia-motors/

            • invalid_pilot

              Hyundai hoje resume-se a HB20 Tucson velho e IX35 feitos pela Caoa… No mais é tao inexpressiva quanto a Kia.

              Unica chance da Kia hoje é produzir um modelos de grande volume, mas sera que a Hyundai acha isso interessante visto que pode pedir caro no HB20 (cujo projeto com certeza ja se pagou)

              • Tosoobservando

                So fazer o Kia Rio, alias se nao fossem tao morosos estariam produzindo e lançando ele nas olimpiadas, seria a cara da cidade.

                • Douwe

                  A Kia vai trazer o Rio do México e a previsão é justamente a época das Olimpíadas.

                • oscar.fr

                  Kia já perdeu o timing para lançar o Rio.

              • Pense que a marca tem quatro modelos de passeio fabricados no país, e os quatro são são pódio na suas respectivas categorias, com HB20 vice líder entre os hatch’s compacto, HB20S vice líder entre os sedãs compactos, ix35 e Tucson revezando a liderança entre os SUV’s médios, e tem um modelo comercial fabricado no país, que é o HR, vice líder dentre os furgões.

                Demais segmentos, dentre os SUV’s entre 150.000 e 200.000 reais, ela oscila entre o terceiro e o quarto lugar com o SantaFé. O i30 é o quarto lugar dentre os hatch’s médios, estando bem próximo do total de vendas do GM Cruze Sport, isto que ele só tem duas versões de topo, é importado e tem menos concessionárias, num segmento em franca decadência.

                Os únicos Hyundai realmente mal posicionados no mercado é o Elantra, em final de estoque para a chegada da nova geração, e o Azera, este último apenas em uma única versão e com importação limitada, quase sob encomenda.

                A Hyundai Importados tem consumido a totalidade de suas cotas Inovar Auto, mesmo diante da crise, e somando as cotas da HMB com as da CAOA, o que impede qualquer avanço dentre os importados, e como o fluxo de mercado não é positivo, não é hora de investir para montar i30 e novo Elantra por aqui, na fábrica da CAOA, desafogando as cotas.

              • Tosoobservando

                A Hyundai so passou na frente da Toyota e da Renault, isso sendo uma newcomer coreana que mal saiu das fraldas, como é inexpressiva???

                • invalid_pilot

                  Leia novamente o que escrevi, inexpressivo sao os importados da Hyundai , tal qual a Kia

                  • Tosoobservando

                    Importados de qualquer empresa hoje estao ficando, por causa do Inovar Auto.

  • Ailton

    Se a Kia marcar vai junto!

    • Sem chance. A Kia, mesmo atualmente vendendo pouco por vir da Coréia do Sul, não corre esse risco, pois a CAOA tem interesse na operação, num eventual desvencilhamento com a Hyundai, bem como a própria Hyundai pode tocara operação, trazendo do México, com suas cotas pessoais, hoje cedidas a CAOA.

      • Ainnem Agon

        Meu sonho é que a matriz coreana retome as operações da Kia do Gandini. Mas, entregar a Kia ao CAOA, não, por favor! Isso eu não quero!

  • Mr. Car

    Tchau.

  • fbl

    Maldição duas vezes de quem comprou: uma de apostar numa marca bomba dessas e outra de viver no país falido pelo PT e sua corja. Viva a banânia comunista.

    • A marca em si era boa, e os carros eram bacanas, em especial o EC7. Infelizmente ela chegou em um péssimo momento de mercado, graças a morosidade do Grupo Gandini.

      Felizmente resta a chance de ela voltar em breve, já com suas novas gerações, estando melhor sintonizada com o que espera o mercado.

      • Louis

        Realmente uma pena, os carros pareciam bons.

  • jkpops

    Há um tempo atrás um ou 2 meses vi um EC7 carro muito bonito e bem acabado aparenta nem ser chinês mas a verdade é que nem a própria Geely nem o grupo Gandini se interessaram em fazer a marca crescer por aqui quem diria que a Lifan colocaria comerciais do X60 na Globo! isso ocorreu sazonalmente em algumas semanas pelo horário da manhã e o MG morris? que vi apenas 2 que ficaram encostados por mais de um ano em um estacionamento em Moema SP… sem agressividade e força de vontade essas novatas não irão pra frente nunca….

    • Douwe

      A Forest Trade desistiu da MG Motors aqui também, tem um bom tempo. Só tinham concessionária em São Paulo e Curitiba e depois de uns meses de funcionamento a da capital paranaense fechou. O site saiu do ar e agora voltou, mas consta apenas uma oficina autorizada em SP.

    • Ubiratã Muniz Silva

      o MG eu vejo uma unidade aqui em Brasília de vez em quando, do notchback (550?) cor amarelo metálico.

  • Ailton

    O que pode levar uma pessoa nas suas atividades mentais normais, a comprar um carro da geely?

    • Alligator

      fala isso para o governo londrino que a partir de 2018 usara a geely como táxi oficial da cidade

      • Ailton

        Mas no Brasil dá no que deu. Prejuízo líquido, previsível e certo!

      • E já usa atualmente, afinal, os táxis são da Manganese Bronze, que pertence a Volvo Geely.

    • CharlesAle

      Aqueles mais ousador terão a oportunidade de comprar um EC7 Top pagando preço de banana, Creio eu..

  • Bruno Gomes

    Salvador também tem, e aqui no RJ também. Eram vendidos na rede Kia, pelo menos aqui na Tijuca. Vi uns dois na rua do hatch.

  • Yuri Calmon

    Eu até que simpatizo com o EC7 !!!

  • Douwe

    A desvalorização gigantesca e o casamento com os carros são certos que acontecerão mas não creio que haverão grandes problemas com relação ao pós-venda. Na maioria das cidades a Geely já compartilha tanto concessionária quanto oficina com a Kia, então a manutenção continua na mesma – e onde não é assim é certo que designarão uma oficina Kia para manter os carros.
    Não confio muito nos chineses mas um colega tem um EC7 que foi comprado por incríveis 44 mil zero km e não tem queixas sobre o veículo que está com cerca de 30 mil rodados.
    Mas é fato que a marca morreu por falta de interesse do próprio Gandini sobre ela. Não divulgavam, os poucos compradores que se arriscavam eram quem resolvia entrar em uma loja da Kia e via ali do lado uma opção mais barata ao Picanto e ao Cerato – meu colega mesmo, tinha um Cerato 2011 e queria um novo, mas viu no Geely a opção de economizar 30 mil reais.

    • Era exatamente isso. Aqui no sul, a concessionária de Porto Alegre vendia 50% do que a Geely comercializava por mês em todo Brasil, chegando em alguns momentos a 80%, mas justamente por ser ao lado da Kia, o revendedor ter boa fama na cidade, e ainda o mesmo investiu em alguns comerciais locais, no intervalo dos jornais do meio dia e nas rádios que atingiam o público alvo.

  • Bruno Silva

    Os bons modelos dessa marca estão sendo lançado agora, já com envolvimento da Volvo. Daqui a uns 2-3 anos creio que estarão com um portfólio melhor, e aí sim poderão ter sucesso (espero que até lá a economia melhore tbm). Se quiserem um retorno breve, tragam somente esses modelos abaixo.

    • Alligator

      já estão veja o modelo GS

  • Wolfpack

    Vou mandar rezar uma missa… Poderiam segui-la os demais lixos chineses.

    • Pedro Rocha

      Não esqueça da intenção pelos massacrados pelos comunistas.

  • Gustavogm

    Dentre as chinesas parecia ter a melhor qualidade. Pena que o Gandini não quis investir mais na marca. Faltou uma rede mais ampla de concessionárias, um portfólio maior (poderiam ter trago esse Suv e a versão hatch do EC7) e divulgação.

    Com produção no Uruguai tinha tudo pra vender razoavelmente bem para uma marca recém chegada.

    Mas quem sabe com a melhora da economia não resolvam voltar? Espero que sim, e com os modelos já com base na Volvo.

    Aliás, a Volvo opera independente no país ou tem representante?

    • Aí que a surpresa é boa. A Volvo Cars Brasil é filial da sino-sueca Volvo-Geely, logo, acredito que o retorno poderá acabar sendo através da própria Volvo.

  • CanalhaRS

    “A dificuldade de fixar-se no mercado nacional com o atual câmbio do dólar”
    O erro da Geely, assim como todas as outras marcas chinesas que aportaram por aqui, foi ir com muita sede ao pote. Com preços mais baixos que os nacionais e boa assistência técnica (além uma boa divulgação) poderiam ir ganhando terreno aos poucos.
    Acredito que o fato destas marcas entregarem suas atividades a empresários pouco preocupados com desenvolvimento e fortalecimento das marcas no mercado, e focados apenas em lucros imediatos, é a principal causa dos naufrágios prematuros.

    • Gustavogm

      A maior causa do naufrágio coletivo das chinesas foi o inovar auto e a alta do dólar e queda nas vendas nos últimos anos.

      As Chinesas chegaram competitivas mas com as restrições de importação foram ladeira abaixo assim como a Kia. Mas é de se admirar a evolução dos carros em menos de 10 anos de mercado. Se comparar as primeiras tralhas que chegaram aqui…

      • CanalhaRS

        Os carros chineses sempre custaram muito caro por aqui. Tanto antes quanto depois do Inovar Auto.

    • Alligator

      “Acredito que o fato destas marcas entregarem suas atividades a empresários pouco preocupados com desenvolvimento e fortalecimento das marcas no mercado, e focados apenas em lucros imediatos, é a principal causa dos naufrágios prematuros.”
      EXATO!!!! NÃO PODIA TER SIDO MAIS CERTEIRO NO SEU COMENTÁRIO

  • Mumm Rá

    Que péssima notícia pois uma das melhores empresas automobilísticas chinesas saiu de nosso mercado

    Espero que retorne num momento mais propício e com mais produtos porém sua imagem ficou arranhada

    Recentemente tive o prazer de ver um Geely GC2 e o carro é uma gracinha

  • Tosoobservando

    Nesse momento inicial, chineses so deviam trazer suvs e sedans grandes, assim como fizeram os coreanos, pra criar um nome, pelo menos umas 3 marcas ja dava, como bem fez a Lifan. Agora querer entrar no segmento hatch de entrada sem ter fabrica e confiança do consumidor, nao pega.
    Eu nao queria que a Geely saisse pois fiquei interessado no GC9, primeiro modelo em parceria com a Volvo. Espero que voltem logo com ele assim que sair o impeachment..

  • Tosoobservando

    Nesse momento inicial, chineses so deviam trazer suvs e sedans grandes,
    assim como fizeram os coreanos, pra criar um nome, pelo menos umas 3
    marcas ja dava, como bem fez a Lifan. Agora querer entrar no segmento
    hatch de entrada sem ter fabrica e confiança do consumidor, nao pega.
    Eu
    nao queria que a Geely saisse pois fiquei interessado no GC9,
    primeiro modelo em parceria com a Volvo. Espero que voltem logo com ele
    assim que sair o impeachment.

  • Tosoobservando

    Nesse momento inicial, chineses so deviam trazer suvs e sedans grandes,
    assim como fizeram os coreanos, pra criar um nome, pelo menos umas 3
    marcas ja dava, como bem fez a Lifan. Agora querer entrar no segmento
    hatch de entrada sem ter fabrica e confiança do consumidor, nao pega.
    Eu
    nao queria que a Geely saisse pois fiquei interessado no GC9,
    primeiro modelo em parceria com a Volvo. Espero que voltem logo com ele
    assim que sair o impeachment

  • Tosoobservando

    Nesse momento inicial, chineses so deviam trazer suvs e sedans grandes, assim como fizeram os coreanos, pra criar um nome, pelo menos umas 3 marcas ja dava, como bem fez a Lifan. Agora querer entrar no segmento hatch de entrada sem ter fabrica e confiança do consumidor, nao pega.
    Eu nao queria que a Geely saisse pois fiquei interessado no GC9, primeiro modelo em parceria com a Volvo. Espero que voltem logo com ele assim que sair o impeachment..

    • Louis

      RApaz, que belo sedan!!

    • Rodrigo

      A Geely desmentiu a notícia de saída do Brasil, apenas pararam as importações por alto estoque e dólar acima do que seria viável.

  • Zé Mundico

    Quero aproveitar o ensejo para me solidarizar com os 473 proprietários do sedã EC7 e desejar-lhes meus sinceros pêsames.
    O inferno vos aguarda!

  • ALVIN_1982

    Vai comprar chinês, vai… por isso que eu defendi no outro post que prefiro comprar um Clio a esses chinas sem garantia de nada… fora que o Clio é 7 estrelas em relação a esses chinas…

  • Thiago Braga

    Eu lamento muito… Acho que a marca tinha muito “potencial” rsrs
    Foto do Salão de 2014…

  • octavio cesar godoy

    Um carro desses eu nem de graça quero, copia exdruxula do cadillac no emblema, deve ser uma porcaria

  • Triton

    Logo ela volta, com operação própria. Ou talvez junto à VOLVO. Lembrem do que aconteceu com a LIFAN.

  • Cesar Mora

    Os carros até parecem honestos, e tem preços interessantes… mas não tem jeito, algumas coisas explicam o perfil conservador do consumidor brasileiro, que os “analistas automotivos de teclado” tendem a não lembrar:

    somos altamente suscetíveis a variação do Dollar, o que acontece hj é o mesmo que aconteceu no final dos anos 90 e dizimou as coreanas e algumas japonesas daqui, dolar alto inviabilizando a importação, preços sobem, os importados perdem a competitividade, e ficam nas lojas a espera de um comprador, quem soube aproveitar o tempo bom para se estruturar no país sofre, mas consegue se manter, os outros fecham as portas. Consumidores ficam com jacas que não valem nada na revenda porque saíram de linha de uma hora para outra, e que são difíceis de achar peças.

    se arrependem de comprar um carro destes new players e volta a comprar racionalmente.

    não existe almoço grátis!

  • Rafael Jandre

    A KIA precisa do seu “HB20” no Brasil para sonhar com vendas melhores, senão o destino será o mesmo. Se bem que de repente não é interessante para mãe Hyundai fabricar “fogo amigo” aqui no BR.

  • Thiago K. Galiza

    e quem comprou se lascou

  • Diogo Oliveira

    Não aguentou os impostos…

  • Tommy

    Gandini abandonou suas marcas,KIA tinha tudo pra crescer junto com a Hyundai lá em 2009/2010 mas não investiu em marketing,subiu o preço dos carros tempos antes do super IPI e depois ficou chorando pelo mesmo na Fenabrave,a Geely nem propaganda teve,muita gente nem sabia que tava aqui(na mesma linha da MG Motors). Colheu o que plantou.

  • The Monster Man

    Kia também está pra ir, não está?

  • Vanderlei Santos_JAC_J6_2012

    Que a Geely venha por ela mesma para o Brasil.

  • Rodrigo

    Bom dia. Informação recebida por e-mail hj de manhã direto do grupo Gandini – Importador e representante da Geely no Brasil referente ás ultimas notícias::

    Boa tarde!

    Prezado Sr. Rodrigo, agradecemos o envio do e-mail.

    A informação não procede.

    Devido a atual situação econômica que o país está enfrentando e a alta do dólar, deixamos a importação dos veículos Geely em stand-by.

    Estamos acompanhando o mercado, para realizarmos a importação em um momento que não impacte tanto no preço ao consumidor final.

    As atividades da Geely Motors (garantia, serviços, revisões e fornecimentos de peças) estão sendo realizadas no Brasil normalmente.

    Atenciosamente,

    Central de Atendimento ao Cliente Geely Brasil

    TEL: 0800 721 5400

    E-mail: Contato@geelymotorsdobrasil.com.br

  • Paulo

    Cadê o tosca defensor dos chineses? Cadê os defensores dos chineses???

    Bomba é bomba irmão e nunca vai deixar é ser bomba…

  • Alvaro Augusto Rocha

    A saída seria usar a marca Volvo, até para esses carrinhos chineses, pois afinal, ela é dona da marca e todos gostariam de ter um Volvo na garagem !!!



Send this to friend