China Europa Finanças Mercado Mercedes Benz Montadoras/Fábricas

Geely vai gastar US$ 4,7 bilhões para ter 5% da Daimler

mercedes-benz-classe-g-300-mil-4 Geely vai gastar US$ 4,7 bilhões para ter 5% da Daimler

Quem segura a Geely? O fabricante chinês é atualmente o bicho-papão do setor automotivo mundial. Afinal, o grupo Zhejiang Geely nos últimos anos têm adquirido empresas de renome mundial e criado marcas que passaram a estar em evidência no cenário internacional.



A desconfiança em torno da Geely – assim como em relação aos demais fabricantes chineses – começou a se dissipar em 2010, quando numa ação extraordinária para o setor automotivo, a Ford vendeu a Volvo inteirinha para a empresa capitaneada por Li Shufu. E mais, além de vender a marca sueca, de fama global em segurança, a montadora americana ainda permitiu que a mesma continuasse a utilizar seus motores.

mercedes-benz-classe-g-300-mil-4 Geely vai gastar US$ 4,7 bilhões para ter 5% da Daimler

Tudo isso sob as mãos da chinesa Geely, que surpreendeu ao deixar “livre” a Volvo para continuar seu desenvolvimento e posteriormente ainda a ajudou no desenvolvimento de uma plataforma compacta CMA para os futuros carros de acesso da nórdica, bem como criou a marca Lynk & Co com DNA da sueca, mas sem ser uma cópia. Afinal, esta também seguirá para a Europa, assim como a conversão da preparadora Polestar em submarca de esportivos híbridos e elétricos.

Mas, se a Geely ainda teria algo a provar, ela o fará com a Daimler. Com a recusa do fabricante alemão, que recomendou a compra de suas ações sem desconto na bolsa, a montadora chinesa seguiu seu conselho e pretende gastar US$ 4,7 bilhões para ter 5% do grupo germânico. Isso significará que a empresa de Li Shufu será o segundo maior acionista da proprietária da Mercedes-Benz.

mercedes-benz-classe-g-300-mil-4 Geely vai gastar US$ 4,7 bilhões para ter 5% da Daimler

É pouco para influenciar qualquer decisão ou mesmo utilizar-se de tecnologia ou experiência dos alemães, mas pode ser uma porta aberta para que a Daimler possa abrir uma terceira frente de produção na China, pois tem nas locais BAIC (Beijing-Benz) e BYD (Denza), sócias com atuação direta no mercado doméstico.

A Geely continua sua expansão global sem medo de receber um não. Ela já entrou com 49% da controladora da malaia Proton e com isso ganhou o direito de assumir o controle da renomada Lotus, com 51% de participação. No Reino Unido, essa aquisição não é estranha, visto que a produção de táxis londrinos em parte é da montadora chinesa. Nos EUA, Li Shufu comprou a Terrafugia e promete colocar no ar o primeiro carro voador daquele mercado.

mercedes-benz-classe-g-300-mil-4 Geely vai gastar US$ 4,7 bilhões para ter 5% da Daimler

Dentro do mercado chinês, a Geely rapidamente está mudando seu lineup de meros clones dos Toyota Aygo e Corolla para carros próprios de design e tecnologias contemporâneas. Agora, só falta a montadora olhar novamente para os mercados emergentes, como Índia e Brasil, onde pode fazer bem mais do que simplesmente vender carros chineses. Sob seus galhos, agora existem bons frutos.

COMPARTILHAR:
  • octavio cesar godoy

    vichi

  • Roberto

    Impressionante é a capacidade da marca de gerar Caixa que possibilitem fazer essas aquisições em curto espaço de tempo, como estamos tratando da China fica difícil avaliar a origem dos recursos.

    • José Barbosa

      Chineses têm o hábito de poupar e tiveram grande incremento de renda.

      Barbada, nada de errado. Nós é que quando achamos que estávamos por cima da carne seca torramos em besteiras.

      • Louis

        Isso é verdade, o povo lá poupa muito, e muitos investem em ações das companhias. Aqui, as pessoas só acumulam dívidas. E depois reclamam que a culpa é dos bancos.

        • SDS SP

          Somos um dos países que menos poupam. Cultura imediatista que no final é prejudicial. Depois querem viver às custas do estado pelo resto da vida.

    • Baralho

      A origem vem dos títulos do tesouro dos EUA, que não estão pagando quase nada, melhor é tirar o dinheiro e comprar algo que seja mais rentável.

  • Alvarenga

    Que inferno, os chineses ainda vão dominar o mundo !

    • Antonio Di Pietro

      Pior que vão.
      Se vc ler sobre a ‘Nova Rota da Seda’ poderá entender porque os EUA estão tão alvoroçados.

      • José Barbosa

        A hegemonia política sobre o mundo sempre foi temporária e disputada. Chega uma hora que você a perde. O pior não é mudar o player, mas não ter qualquer esperança que América Latina ou África algum dia chegarão em tal posto.

        • Antonio Di Pietro

          Vc tem razão.
          Infelizmente, África e América do Sul são isso que estamos vendo. E pelo andar da carruagem, a mediocridade geral está aumentando.
          Já com relação à China, o interessante é que teremos uma nação gigantesca em termos econômicos e populacionais como provavelmente nunca tivemos na história.
          E esteja certo.
          Eles, juntamente com a Rússia, estão jogando para minar o poderio americano. E parece que estão conseguindo.

          • Luis Burro

            Nunca vão conseguir.Historicamente qm domina na maioria das vzs tem ligação europeia.E apesar da Europa futuramente ser a turma da terceira idade,a China só é mão de obra barata e qndo isto acabar vão se concentrar na Índia.

    • Luis Burro

      O q os chineses tem é só dinheiro,isto não garante controle de nd.Já faz muito tempo q as empresas tem capacidade,mas são relativamente poucas aquisições no período.E nem todo mundo quer vender.

      • Cosi fan Tutti

        Ha poucos dias atras a GWM (Great Wall Motors, líder em SUVs na China e grande exportadora pra Rússia, Índo-Arábia, África e Austrália-Oceania) tentou comprar apenas a Jeep do grupo FCA, pra se tornar a maior do planeta, mas a Fiat queria vender o grupo inteiro, e desistiram. O grupo DongFeng atuou na compra da Opel com aporte de capital junto do grupo Peugeot-Citroen, pois eles possuem parceria societaria e acionaria com os franceses. Eles querem sim fazer aquisições, mas são barrados as vezes pelo medo dos países ocidentais do poderio chines.

        • Luis Burro

          Sim, não basta ter dinheiro.Eles são comunistas,e esta diferença sempre vai ser levada em consideração.

          • Gabriel Henrique

            De comunista eles só tem o nome, a China é um caso a parte.

            • Luis Burro

              Sistema político nd tem a ver com o econômico.

  • Luis Burro

    Pois é, ouço sempre falar dela q até me parece a maior montadora chinesa,mas nunca vi e nem ouvi falar de seus carros!

  • Wolfpack

    A Geely não precisa de nenhum mercado emergente, ela deseja se tornar a maior montadora do Mundo e para isso deseja se afirmar no mercado americano e europeu além de atuar em seu próprio e maior mercado mundial, a própria China. O futuro já chegou na China e o carangueijo sul americano cada vez mais deixando pra próxima geração de miseráveis esse Brasil cleptocrata, oligarca que mantém a corte a base de champagne e caviar enquanto o povo morre na miséria. O presidente Chinês é engenheiro e não advogado e isso já diz tudo sobre aquele país. Lá, saiu da linha é tiro na nuca sem dó e aqui? Aqui se faz reforma da previdência pra manter privilégios a magostrados, juizes, funcionarios publicos, policiais, militares e toda sorte de corporativismo estatal. A China já é o presente e o Brasil o passado!

    • Louis

      Não sabia que o presidente da China é engenheiro. Aqui, o povo se orgulha de ter tido um presidente analfabeto que nunca trabalhou na vida. E o Tiririca faz um discurso hipócrita e o povão aplaude. É de fud… mesmo.

  • Cosi fan Tutti

    Eu quero mesmo são os carros da GWM Haval, lindos Suvs. E não ficaria infeliz com os modelos novos da Zotye e da LandWind, mesmo aqueles clones do Macan e do Evoque, vendidos aqui pelo preço certo, seria otimo. E ainda tem Brilliance, Chang’an, GAC, SAIC, FAW, Haima etc.. além das já instaladas aqui que conhecemos, alguem duvida do potencial dos chineses nesse segmento ainda?

  • duhehe

    Sapo barbudo pode passar perto, mas não ganha.
    Maquina estatal contra e todos os canais de TV, sem falar que o PT não tem as prefeituras, não tem mais empreiteiras, não tem joão santana, não tem JBS…. oq restou para o PT é os esquerdistinhas de internet.
    Brancos, nulos e indecisos passa de 60%, o resto divide entre Bolsonaro e Lula, eu queria alguém decente para votar, alguém com mestrado e dourado em exatas, com N conquistas na vida.

  • Robert Dniro

    Talvez seja loucura o que vou escrever, más bem que eles poderiam tentar lançar uma marca “100% nacional” aqui no Brasil, como por exemplo ressuscitar a Gurgel, dinheiro pra eles parece não ser problema.

  • A ver!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email