EUA GM Governamental/Legal Montadoras/Fábricas

General Motors apresenta seu plano de reestruturação

crise-na-gm-acoes-mais-baixas-desde-a-segunda-guerra-mundial General Motors apresenta seu plano de reestruturação







Um resumo do plano de reestruturação que a GM mandou para o congresso americano está disponível para o público no site de imprensa da montadora. Vemos nesse plano que algumas marcas que se dizia que seriam eliminadas não terão esse fim, como Pontiac e Saturn.

A General Motors vai é se focar em suas quatro marcas principais, Chevrolet, Cadillac, GMC e Buick. Isso mesmo, Buick. Já em relação a Saab e a HUMMER, a empresa está procurando compradores potenciais. A Pontiac vai ter poucos produtos, mais de nicho, e a Saturn vai receber algumas alternativas para sobreviver, mostrando que ela talvez venha a simplesmente morrer.

A GM vai acelerar o desenvolvimento de carros mais ecológicos e deu destaque para o Chevrolet Volt, modelo que poderá rodar 64 quilômetros somente com energia das baterias. Custos serão cortados por se reduzir a produção e a força de trabalho.

Ela diz para o governo que precisa de 12 bilhões de dólares somente para sobreviver em 2009, se baseando em uma venda doméstica de 12 milhões de carros. Se o mercado ficar ruim e as vendas caírem para 10,5 milhões de carros, ela precisará de mais 6 bilhões de dólares.

O plano é pagar esse valor de volta para o governo até 2012, e conseguir lucros depois da reestruturação, predizendo um mercado de 12 a 13 milhões de carros vendidos por ano. Nos últimos anos as vendas nos EUA foram de 17 milhões de carros em média, mas a coisa ficou preta, especialmente para marcas como a GM.

Se analisarmos outubro de 2008, as vendas da GM caíram 45% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Será que esse plano será bom o suficiente para que o governo dê toda essa grana para a GM?

[Fonte: GM]



  • Kaique L. Andrade

    Ela quer 12 Bilhões agora, se a coisa ficar feia ela quer mais 6 Bilhões, que já 18. A Ford quer mais 14 Bilhões… E a Chrysler vai querer quanto uns 12 Bilhões?
    Meu, serio, quanto dinheiro… :wha:

  • WDA

    É muita grana… Principalmente para um país em crise, mas como os estadounidenses são todos orgulhosos, provavelmente não irão deixar um de seus simbolos de modo de vida deixar de existir e passar a consumir exclusivamente veículos importados!!!

  • JBAFilho

    Isso não é plano de reestruturação coisa nenhum. É um epitáfio (frases que se escrevem sobre os túmulos). Adeus GM! Que Deus perdoe a alma de seus diretores incompetentes e orgulhosos.

  • fr_amaral

    Boa GM!

  • rivo

    não sei pq acham que a gm vai falir, imagina os desempregados que o governo dos eua iam ter de se virar para pagar seguro-desemprego, arrumar emprego para esta gente, isto não seria interessante para um presidente recem eleito.

    :rayban:

  • Milton

    Acho muito estranho esse negócio da GM falir. Primeiro porque vejam o patrimônio que essa empresa tem (Só o prédio que comporta sua sede nos EUA – o Renassence Center – deve valer quanto?).
    Depois, vejam a enorme quantidade de fábricas, prédios e equipamentos que a GM tem em todo o mundo.
    Além disso, talvez o mais importante: A quantidade de marcas que essa empresa possui! Será que vendendo parte de tudo isso não dá pra estancar essas dívidas?
    Só nos EUA ela tem 48 fábricas! No Brasil são 3.
    Certamente a origem desse rombo são os enormes encargos trabalhistas da empresa nos EUA e aquela dívida burramente herdada daquela infeliz união com a Fiat.
    Aliás, foi com o dinheiro da GM que a Fiat saiu do buraco.
    Para competir a GM deveria ter condições trabalhistas no mínimo iguais às aplicadas às fábricas japonesas.
    Quanto aos produtos, não acho que os veículos da GM sejam tão ruins quanto parecem, com esses comentários de que só pruzem carros grandes e beberrões. Na verdade ela produz veículos de todos os tipos. Carros modernos, cheios de equipamentos e baratos.
    O americano “cresceu” andando de pick-up Ford e Chevrolet. Acho até que faz parte da cultura deles.
    Por sua vez a GM já tem no mercado uma gama importante de veículos híbridos, que consomem menos, mas o governo americano não abre as importações de etanol do Brasil, p. exemplo. Então, em parte o governo tem culpa nisso tudo, sendo que talvez não seja de todo errado ajudar a empresa nesse momento.

  • LFSP2

    Deviam acabar com a Hummer(Fabricante de Banheiras S.A), a SAAB não vai para frentepor causa da GM, a Buick deve ficar no foco da GM pois é forte na China, o mercado que mais cresce, GMC deve ficar com SUVs e picapes, que ganhariam teconogias para poluir menos, chevrolet com os carros compactos e médios, Cadillac com sedãs e cupês de luxo e a Pontiac com carros de design esportivo.

  • JDFortuna

    Vamos ao meu plano de restruturação:

    Me dêem 100 bilhões de dólares e eu começo a mudar a vida de TODO O MUNDO.

    Me arrumem esse dinheiro que eu faço o mundo melhor.

    Pra mim eu só tiro algo pra comer e dar um teto pra minha família.

    O mundo agradeceria. Podem apostar.

    :bate:

  • Rodrigo joi

    Criticar é muito fácil, mas temos que ter em mente que o mercado americano é muito diferente do nosso….
    O pessoal fala das caminhonetes e tal, mas lá os americanos tem muito “trailer”, usam nas férias quando vão para outras regiões e com certeza não é qualquer carro que consegue cortar o pais rebocando um trambolho daqueles.

    Mas o maior problema da industria americana (alem da esfera administrativa é claro), são custos trabalhistas, seguridade e pensões, o governo americano tem boa parcela de culpa nisso tudo, pois não aplicou uma “sobretaxa” nos veiculos importados (europa e asia, alem do méxico) e isso fez com os fabricantes americanos tivessem que reduzir seus lucros para poder competir com os importados.
    Não é tão simples assim, tem que ver que as condições politicas, leis e economicas são diferentes nos EUA e demais paises.

  • cordigital

    As vendas da Toyota nos Estados Unidos caíram 34% em novembro em comparação ao mesmo período de 2007, para 130.037 veículos, informou hoje a empresa. Este foi o sétimo mês consecutivo de perdas nas vendas da montadora japonesa.

    Ainda insistem aqui em falar mal só das americanas, a diferença está no historico de empregados, pensões e fabricas!

  • Gustavo Miranda

    Enquanto ela tiver carros que se concorrem entre si, Chevrolets de luxo e Buicks populares, Cadillacs esportivos e Pontiacs luxuosos a coisa não vai melhorar…

    A rasão para existir várias marcas seria para atacar nichos diferentes, não o mesmo alvo, por suposto. Parece que a GM esqueceu desse pequenino detalhe. :eyess: :eyess: :eyess:


Send this to a friend