Etc Longform Mercado

Gerente de uma concessionária responde ao relato detalhado sobre os bastidores dessas empresas

tesla-loja-620x296 Gerente de uma concessionária responde ao relato detalhado sobre os bastidores dessas empresas

Recebemos de um leitor que é gerente de concessionária (com sua identidade confirmada) um texto-resposta à publicação “O compreensivo relato de um ex-vendedor de carros sobre os bastidores de uma concessionária“. O manteremos anônimo também, e você o lê abaixo:



Este ano completo 20 anos que trabalho em concessionárias, sempre na área de venda de veículos, porém sempre com excelente trânsito nas áreas de pós-vendas (oficina mecânica e peças) e administração. Trabalhei com as 3 principais marcas (Fiat, GM e VW), sendo 2 delas em uma cidade do Sul do país com e uma delas em uma capital do Nordeste.

Ao ler o texto “O compreensivo relato de um ex-vendedor de carros sobre os bastidores de uma concessionária”, fiquei triste ao ver um relato tão negativo sobre concessionárias de veículos. Acredito que o ex-colega teve experiências ruins em empresas igualmente ruins.

Sei que existem concessionárias excelentes e sei que existem concessionárias péssimas, mas tenho certeza, de que estas últimas são minoria, e tendem à extinção por dois motivos:

1) O mercado é cada vez mais exigente, e quem não for realmente bom fica de fora, literalmente sai do negócio;
2) Os fabricantes vem investindo pesado nos últimos anos em programas de qualidade junto à sua rede de concessionários;

Comentários

Quero aproveitar para tecer alguns comentários sobre o texto do ex-colega e esclarecer melhor alguns detalhes por ele descritos:

Esta questão de “briga” entre consultores técnicos e vendedores é má gestão das concessionárias em que ele trabalhou, onde provavelmente os gerentes de vendas e de pós-vendas não trabalhavam em harmonia. Nas 3 diferentes concessionárias que trabalhei este problema não existia pelo fato dos departamentos trabalharem alinhados com um objetivo comum: a satisfação do cliente. É o cliente satisfeito que dá lucro para uma concessionária. Infelizmente tem concessionárias que não trabalham assim.

Com relação à pouca capacitação dos consultores técnicos ao iniciarem na função, de certa forma é uma verdade. Agora não dá para colocar um pessoa totalmente crua nesta função, normalmente se coloca alguém que tenha algum conhecimento (ainda que pouco) e principalmente afinidade com a função e faz-se o acompanhamento desta pessoa com alguém com bastante experiência.

Oficina

Colocar mecânicos com pouca experiência para fazer revisão é erro básico, e boas concessionárias não fazem isso. Mecânicos com pouca experiência ou aprendizes normalmente fazem operações mais simples. Com relação à situações de improvisação como colagem de uma cabeça de parafuso com super-bonder é algo ligado novamente à falta de gestão (neste caso do chefe de oficina), pois improvisações não são permitidas por nenhuma fabricante e é função do chefe de oficina disseminar este conhecimento e coibir qualquer tipo de “gambiarra”. Situações como aproveitar um teste de rodagem para fazer outras coisas, ou usar o video-game de um cliente são situações graves que são bastante raras e difíceis de controlar, e ocorrem devido ao problema crônico de educação de nosso país. Em boas concessionárias tais atos são punidos com demissão do funcionário envolvido.

Veículos Usados

O correto é a empresa emitir nota fiscal de compra de todo veículo usado que receber em troca. A falta da nota fiscal é sonegação e portanto, crime. Além disso deixa o cliente vulnerável, pois não há comprovação da efetiva compra do veículo por parte da empresa. A transferência do veículo para o nome da concessionária ainda que uma segurança a mais para o cliente, não é algo obrigatório se ele estiver de posse da nota fiscal de compra do usado por parte da concessionária. Diria que não transferir é um risco para a concessionária, pois se entre a compra e a venda deste veículo entrar alguma restrição judicial no veículo em função de problemas oriundos do cliente, quem vai se dar mal é a concessionária. Concessionária séria emite nota fiscal de compra de veículo usado.

Lucro das concessionárias

Aparentemente o ex-colega trabalhou com Honda e Toyota, e relata que os lucros são altos. Não acredito que as margens de lucro de Honda e Toyota sejam tão mais altas que as das 3 grandes marcas que trabalhei. Nas 3 grandes a margem bruta total (incluindo programas de incentivo ou bônus de performance) de um veículo varia de 8% a 12%, e nestas marcas normalmente o que se consegue na prática trabalhar é com 5% a 8% bruto, pois a competitividade de mercado é grande e os descontos são necessários.

Claro que veículos de lançamento vende-se com preço de tabela e eventualmente até mesmo com ágio, mas também tem veículos ruins de venda que chega a se vender até pelo custo para poder girar. Dizer que a venda de veículo é somente lucro é uma grande bobagem, pois para vender existem uma série de despesas, como comissões de vendedores, salários de funcionários não comissionados (secretária de vendas, entregador de veículos, lavador, recepcionista, e vários outros), todos os encargos gerados por estes salários, publicidade, luz (climatização), manutenção, treinamentos, etc., de forma que o lucro operacional de um departamento de vendas de uma concessionária bem administrada e que não tenha concorrência predatória gira em torno de 20% do lucro bruto. Acredito que em grandes centros o percentual seja de 10% a 15%.

Vamos à um exemplo prático

Uma concessionária que vende 100 veículos novos por mês ao preço médio de R$ 40.000,00 e com margem bruta média de 8% terá um lucro bruto de R$ 320.000,00. O lucro operacional do departamento será de 20% deste valor, ou seja, R$ 64.000,00. É claro que em praças com menor concorrência os resultados podem alcançar 25% ou até 30%, mas isso cada vez é mais raro. Acredito que Honda e Toyota (Corolla e Hilux apenas) possam trabalhar com menos desconto e assim melhorar sua rentabilidade, lembrando que estas marcas tem um preço médio mais alto que o de meu exemplo.

Parênteses sobre o “ágio”

Ágio é coisa do tempo que o preço era controlado pelo governo. O preço é livre, e a tabela de preços da montadora é apenas uma sugestão de preços, onde teoricamente o concessionário está sendo remunerado de forma justa ao se vender o veículo naquele preço. Ao cobrar mais por isto o concessionário está apenas aplicando a lei do capitalismo e aproveitando uma forte demanda, e isto não é crime. As montadoras fazem da mesma forma (vejam o exemplo do Onix que teve vários aumentos desde o lançamento). Agora eu como vendedor não aconselho ninguém a comprar mais caro que o preço de tabela do fabricante. Deve-se esperar a curva da demanda x oferta cair e assim comprar o veículo no preço sugerido.

Oficina é um departamento que raramente dá lucro em uma concessionária, falando apenas em termos de venda de mão de obra (seja à cliente ou em garantia). De maneira geral se não der prejuízo já é um grande negócio, pois o lucro está no departamento de peças, que é efetuada pela oficina.

Financiamento com taxa zero

O ex-colega citou também que não existe financiamento com taxa zero. Não é verdade! Varia de fabricante para fabricante, e no caso das 3 grandes normalmente existe sim. Quem banca a taxa Zero é o fabricante. Sei que algumas marcas dividem esta conta com o concessionário, ou seja, o concessionário banca parte do custo da taxa com a margem de seu veículo. Nestes casos, realmente a taxa não é Zero, pois o concessionário deixa de dar um desconto para transformar em taxa Zero.

Financiamentos: o retorno já foi algo muito, mas muito forte na relação bancos(financeiras) x concessionárias, a ponto de alguns concessionários venderem seus carros praticamente sem lucro, desde que o veículo fosse financiado, pois o % de retorno do financiamento era maior que o lucro do veículo. Esta situação mudou há alguns anos, pois hoje não existem mais tabelas até 10 ou 12 como citou o ex-colega. Há cerca de 4 anos as tabelas foram limitadas a 6 e há cerca de 2 anos limitadas a 3.

O interessante é que até antes do governo federal utilizar-se sabiamente de seus bancos (BB e Caixa) para baixar os juros, era muito comum o financiamento com retorno na concessionária ser mais barato que o financiamento da agência do cliente. Esta figura do retorno tomou corpo na segunda quinzena da década de 90 quando o mercado estava bastante difícil para as concessionárias em geral e os bancos ávidos por emprestar foram incentivando os financiamentos com retorno, de forma que foi a salvação de muitas concessionárias, e também trouxe muitos problemas àquelas que focaram só no retorno sem lucro na venda do veículo, pois quando o mercado mudou (redução significativa do retorno) tiveram dificuldades em vender veículos com lucro.

Hoje o retorno além de estar em níveis “aceitáveis” é pouco praticado na venda de veículos novos em face da forte concorrência entre as marcas e da farta oferta de taxas promocionais bancadas pelos fabricantes (taxa Zero, 0,49%, 0,99%, etc.). Além disso as agências bancárias também oferecem condições de financiamento atrativas e isto também favorece o consumidor. Regra geral para o consumidor: compare o financiamento oferecido pela concessionária com o que seu banco pode lhe oferecer. Se a diferença for pequena analise prós e contras de fechar com o banco que a concessionária lhe ofertou ou com seu banco, e se a diferença for significativa, escolha o mais barato.

Venda de outros produtos

Com relação à venda de outros produtos (acessórios, serviços estéticos, seguros, garantia estendida, serviços de despachante, etc.) é uma comodidade a mais para o cliente que pode resolver tudo num só local, e muitas vezes estes serviços são um pouco mais caros pois uma concessionária paga impostos e encargos sociais mais altos que uma micro-empresa, além de ter um custo operacional mais alto. Logicamente algumas concessionárias abusam, mas basta o consumidor estar atento e pesquisar. Ninguém é obrigado a comprar estes produtos na concessionária.

Sobre o lucro geral de uma concessionária: basicamente uma concessionária possui 5 departamentos (veículos novos, semi-novos, oficina, peças e administração), sendo que a administração(financeiro, contabilidade, CPD, vigilância, etc.) não traz receita, apenas despesas, ou seja, a soma do lucro operacional dos outros departamentos menos as despesas da administração é que formam o lucro total da concessionária, de forma que todos os departamentos tem que ser bastante eficientes para que possam gerar lucro operacional considerável e após deduzir as despesas da administração gerar um lucro para remunerar o capital dos sócios, em resumo, é um negócio que não é fácil (pelo menos nas 3 grandes marcas) e tem que ser muito bem administrado para dar um lucro minimamente aceitável frente ao capital aplicado.

Os fabricantes utilizam um discurso que o lucro operacional dos departamentos de Oficina e Peças deve pagar 100% das despesas da Administração e que o lucro operacional da venda de veículos novos e semi-novos sobraria integralmente. Isto é algo dificílimo de se conseguir. Na prática atingi-se 50% disso, ou seja, o lucro da venda de veículos não sobra limpinho …

Diferente do ex-colega que se sentiu mal em ser vendedor (acredito que tenha trabalhado em empresas ruins e em um mercado bastante hostil), tenho orgulho do que faço pois sempre trabalhei para satisfazer o cliente (não conseguiria enganar meu semelhante) e em boas concessionárias que sempre tiveram foco na satisfação do cliente, que volto a repetir, é o que traz lucro para uma concessionária. Também nunca trabalhei 60 horas por semana.

Dica ao consumidor

Antes (e durante) de negociar com uma concessionária que você não conheça pesquise os preços do veículo no site do fabricante. Compare o financiamento com o oferecido pelo seu banco. Procure por promoções, pesquise junto ao Procon Municipal e sites tipo Reclame Aqui o histórico da concessionária. Vá à sala de espera da oficina da concessionária e fale com alguns clientes (pelo menos 3) perguntando sobre como é a concessionária no que tange a atendimento, qualidade dos serviços e satisfação como um todo. Fazendo isso você descobrirá se a empresa é séria ou se quer apenas “arrancar seu couro”.

Com relação ao vendedor se ele não lhe atender bem, ou não lhe passar confiança, fale com o gerente e explique o que aconteceu e peça para ele indicar outro vendedor (certamente ele indicará um de seus melhores profissionais).

COMPARTILHAR:
  • "Mas isso, porém aquilo, por outro lado, de fato acontece…" Continuo achando que um dos lugares que mais existe corrupção é nas concessionárias. Interessante você expressar seu ponto de vista mostrando que não é sempre do jeito que o outro ex-vendedor comentou, mas você mesmo no texto admitiu que os "jeitinhos" acontecem.

    • jcamazano

      Jeitinho acontece em qualquer lugar… e todos nós, incluindo o Sr., também já deve ter "dado um jeitinho". Infelizmente isso é uma questão cultural e dificilmente será revertido, não com o quadro do modo que está.

    • Gutto

      Amigos, o jeitinho existe porque o consumidor é um completo tapado. Veja bem que ele foi muito honesto nas dicas que ele passou de pesquisar o preço no site da montadora antes de ir ao concessionário. Nunca pagar ágio, e se for cobrado deixar para comprar mais tarde, nunca fechar financiamento antes de consultar o banco em que é correntista. Sempre solicitar orçamento e comparar. Sabe aquele famoso ditado? "A ocasião faz o ladrão."…Quem faz o preço são os consumidores, vide a Toyota e Honda que vendem seus carros por 10 mil reais a mais que os outros fabricantes e ainda são lider de venda….Qual o segredo????

      • Lucas Souza

        Amigo. Na Honda aqui da minha cidade você vai lá e eles vendem o carro pelo preço exatamente igual o do site e olha que tem frete alto pra vir pra cá. Geralmente oferecem IPVA grátis e taxas e ainda tem financiamento em 24x sem juros (60% de entrada).

        Na fiat comprei em abril de 2012 um Bravo absolut 11/11, com pintura metálica e sistema blue & me por 57mil (ganhei ainda emplacamento e ipva grátis), onde no site da fiat o carro estava por 64900 e o sistema blue and me era mais 2300, fora o ipva que era na faixa de uns 1200~1300. Peguei o carro fabricado e modelo do ano anterior mas com desconto real de quase 10mil.

        Enquanto isso a chevrolet daqui vendendo o tracker ltz por 5mil a mais que o preço do site e o cruze LT automático por 79mil enquanto no site está 75mil e com essa leva de descontos de funcionário e bla bla bla era pra estar menos de 70mil.

    • godelemos

      Resumo da ópera: Se pegarmos o gerente, o vendedor e o cliente teremos um "Ménage à trois" no escuro! adivinha que é o único comido…

      • thales_sr

        kkkkkkkkkkkkkkk analogia perfeita!

    • Fulano32

      As montadoras sabem o quanto os blog's e sites especializados tem importância e tem ganhado corpo nos dias atuais, e o monitoramento dessas redes sem dúvida é um fato bastante observado por elas, as frases usadas como argumento pelo gerente parecem mais com uma mistura de nota do departamento jurídico com o de marketing, e não deve ser da surpresa de todos que a preocupação com essas justificativas surjam sempre que se toque no assunto lucro das montadoras/concessionárias.

      • Juliano

        Olha também pensei a mesma coisa! Não existe milagre nesse país.

      • fulano31

        EXATAMENTE "fulano32". Brasileiro é muito ignorante, quem paga R$90.000,00 num veloster, R$120.000,00 numa X1 18i, é ignorante mesmo. Só é mais ignorante em quem acredita nesse texto !!

        • Lucas Souza

          mais ignorante é quem espera sentado os preços abaixarem pra menos da metade pq não quer crescer profissionalmente e ter dinheiro para comprar. Aqui é caro, infelizmente, mas chorar pq tá caro e ficar se contentando com salário mínimo, se lamentando pq não pode comprar um audi ou bmw não rola, pq nem nem nos estados unidos assalariado tem dinheiro pra comprar.

    • Leonardo

      Dificil acreditar!!!
      Sinceramente, acho dificil uma VW da vida, que consegue empurrar um Golzinho 1.0 completaço por apenas 38.000 reais esteja tendo apenas R$ 3.800 reais (10%) lucro bruto e desses, apenas 800 reais de lucro líquido!!!
      Tive um ataque de riso aqui! Sério!

      • mvnascimento

        Se essa sua concessionária vendesse só Gol, seu comentário estava valendo, mas e as Spacefox da vida, que quando aparece alguém pra comprar tem que vender de qualquer jeito, baixando a margem de lucro da concessionária?

      • thales_sr

        Leonardo, o que você vai achar difícil é alguém pagando 38 mil num gol 1.0… O que mais vejo é gente comprando VW com "desconto". Os únicos VW que vejo sairem com preço cheio são Golf (novo), Jetta e Fusca.

      • Lucas Souza

        Realmente vc não tem ideia dos gastos que uma Empresa tem né? Um funcionário ganhando salário mínimo é um gasto de quase R$ 1100.00 por mês, agora imagina quantos funcionários tem na Empresa, contas, impostos, marketing, verbas trabalhistas, indenizações judiciais, etc, etc, etc. Os lucros da CCS não são tão altos assim não, bobo você que acha que o cara vai fazer a Empresa para vender carros por puro amor, ele quer é ganhar dinheiro.
        Quem mais lucra mesmo são as porcarias das montadoras, essas sim tiram o dobro e as vezes o triplo de lucro que tira em outros países, isso somado aos altos impostos geram os preços abusivos dos carros.
        Se o lucro das montadoras fosse o mesmo que em outros países, só por esse motivo já reduziria a carga de impostos (que são em % do valor de venda da montadora), e com certeza traria descontos de até 20% no valor dos carros, isso sem nem precisar diminuir a carga tributária.

    • RisleySmith

      Relato correto do Gerente de concessionarias, muito bem ponderado, e com embasamento em numeros da qual confirmo a veracidade das informações. Embora infelizmente observo através dos comentatrios uma certa generalização" e uma especie de "julgamento" sem o total conhecimento do setor. Sou Vendedor de de uma concessionaria de automóveis, apaixonado pelo que eu faço e adoro Vendas. mas não posso deixar de citar algumas questões

    • macumba_online

      corrupção??? palavra pesada hein…. poderia explicar que tipo de corrupção ocorre???

  • XST150

    Se existe um lado , tem que ouvir sempre o outro. então parabéns para o NA que ouve todos os lados.

    • Leandro1978

      Bem, sempre há três lados: o de um, o do outro e a verdade…

      • Luiz Prestes

        Muito bem colocado.

      • Maycon102

        Pois é… com esse relato ai nenhum dos dois lados tem a verdade absoluta. Vou fingir que acredito, isso ai ta mais para alguém da alta que quer nos tapiar para desacreditar no vendedor.

      • Fmonteiro

        Um diz que é branco, o outro diz que é preto, mas a verdade é cinza, variando o tom dependendo de quem mente mais ou menos.

        • XST150

          Bom eu concordo com a galera. o bom do NA é que ouve todos os lados, agora quem está com a verdade eu não sei. afinal se não colocasse o post do gerente iam dizer que tomavam partido do vendedor e blá,blá, blá… então fica provado que o NA não toma partido de ninguém.

          • Maycon102

            Neste ponto é bom.

      • saosao

        Discordo.
        Em relações humanas, todos os lados são verdadeiros para os lados que os defendem.
        O ex-vendedor mostrou o lado sob um ponto de vista desumano e anti-ético.
        Já o gerente mostrou um ponto de vista comercial puramente. Lei da oferta e procura.

        Os dois têm razão. Cabe a cada um de nós defender um dos dois lados.

    • mauricar23

      São três lados:

      O Gerente/vendedor esperto, a fábrica milionária e nós, o consumidor palhaço.

      • XST150

        KKKKKKKKKKKKKKK e não é que gostei?

  • Louis

    Sobre a lucratividade, esses números apresentados pelo gerente são bem convincentes. Lucro de 64k sobre um faturamento de R$ 4mi, são 1,6% de lucro final líquido sobre o faturamento. Se desse muito mais lucro que isso, haveria muito mais gente querendo investir no ramo.

    • josenum

      Pode parecer alto, mas diante do capital investido é muito pouco retorno.

      • Luciotz

        Até que o retorno não é tão ruim, se pensarmos em 1,6% ao mês daria em um ano aproximadamente 21% ao ano, o dobro dos títulos públicos que são considerados sem risco (a Selic está em 10,25% a.a.).

        • Ricardo Lopes

          Mas o lucro não pode ser somado em conta simples… o resultado de 1,6% é percentual, qualquer que seja o faturamento. Portanto, considerando o faturamento do exemplo como sendo R$ 4mi/mês, isso daria 48 milhões ao ano e o resultado de 1,6% seria 768 mil. Não sou empresário do ramo, mas na minha opinião 64mil de resultado para uma receita de 4 milhões (sem contar o capital que foi investido) é uma remuneração bem baixa…

          • Gerson

            também achei baixo…

      • EuMeSmObYmYsElF

        em 5 anos ela se paga.. acho justo…

    • Os exemplos do outro texto são muito mais realistas. Não dá para levar este a sério. Basta ver quando de desconto concedem a um carro encalhado ou que vai sair de linha…

      • Juliano

        Verdade, como diz aquele velho ditado "O Peixe morre pela boca"

      • Lucas Souza

        melhor vender o carro sem ganhar lucro real líquido algum? ou ficar com o carro lá e desvalorizar ainda mais e ter que vender tomando prejuízo? Fora que as CCS precisam ZERAR o estoque de alguns carros para a montadora mandar os novos. Sacou cara pálida?

    • _William

      Se fosse ruim não tinha esse monte de concessionária por aí…. só não tem mais porque nem todo mundo tem grana suficiente pra investir.

    • ricardoglima

      "Se desse muito mais lucro que isso, haveria muito mais gente querendo investir no ramo"
      A lei Ferrari não permite isso: http://www.conjur.com.br/2012-jul-20/lei-ferrari-

      • RTEC29

        Concessionário depende muito da montadora e ela quem define se abre ou não outra unidade, e onde…
        Livre mercado nada

    • Robson

      Nenhum empresário em sã consciência nesse nosso país, onde as leis mudam quando convém a algum interesse político, iria arriscar 48milhões ao ano para ganhar 768k. A empresa está sujeita a todo tipo de problema, desde legislação, concorrência predatória, problemas trabalhistas, sindicatos, falta de crédito no consumo, custo de estoque, rotatividade de funcionários, volatilidade do mercado….o risco associado ao capital é muito alto. É óbvio que o lucro líquido é muito maior….santa ingenuidade….

      • Gerson

        Concordo. O gerente quis diminuir a imagem que o consumidor tem sobre os lucros exorbitantes das concessionarias.

      • Lucas Souza

        Claro que sim, na verdade o cara que abre a CCS investe 5 milhões e em apenas 3 meses recupera o investimento. E em um ano o lucro líquido dele é de mais de 10milhões. Porque como você vê, os caras mais ricos de cada cidade são os donos de CCS. SQN

  • alemaomoreira

    Só é enganado quem quer. Hoje com tanta informação na internet é difícil falar que "não sabia".

    • Loppes_

      Um sinônimo do retorno de financiamento é ESTELIONATO. A remuneração do capital da financeira é a taxa de juros. A comissão pela venda do serviço bancário (financiamento) paga pelo banco a concessionária não pode ser suportada pelo consumidor, ainda mais de maneira obscura, escusa. Ora, se o comprador do carro soubesse claramente que no valor financiado tem uma comissão de mil.. três mil reais paga por ele, certamente ele não concordaria em pagá-la.
      Em outras palavras, há uma clara situação de se obter uma vantagem em prejuízo alheio (consumidor). A ilicitude está justamente em ludibriar o consumidor , informar uma taxa de juros de financiamento e nesta há uma parte embutida (o retorno) que, dolosamente, não é informada. Na prática, a taxa de juros real do financiamento é majorada para locupletar o banco e a CSS.

      "Estelionato – Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:…"

  • subzero99

    Demorou vir um defensor das pobrezinhas das CCS e montadoras no Brasil !!

    • Tosca16

      eu tenho parentes mecânicos, se for enrolar é nos serviços de reparo ou troca de peças … por isso minha tia sempre manda seu filho(mecânico) nas revisões aqui … até hoje os caras foram super honestos, mas vá saber . Já conheci amigos que entraram na justiça e ganharam contra algumas revendas , sabe empurraram peças ou serviços sabe lá de onde cobrando durante a garantia e etc.

    • Eduardo R P

      Quem é voce sub-zero Honda?

  • Tosca16

    Interessante a matéria, má gerência nesses ramos é fatal … a concorrência entre marcas ou melhor revendas é alta ao ponto de quê erros são cruciais ; mas tem culpa as montadoras ao passo de credenciar grupos sem a mínima capacitação como representantes oficiais . sobre o lucro acredito que é nessa faixa sim, apesar que creio eu que algumas revendas lucram até mais na barganha com o fabricante ou "servicinhos" extras ao consumidor, pra não dizer outra coisa kkkkkkk .

  • Zezito

    Que papinho furado….onde você for é tudo enrolação…

  • Como lá dito aqui o mesmo: o melhor negócio é não comprar.

    • caique313131

      Vai se locomover como, então?

      • suguii

        Carona, táxi, ônibus, trem, bicicleta…. opção não lhe falta!

        • FelipeLange

          Boicote carros com ágio, que sofreram aumentos excessivos, que não oferecem segurança, entre outros. Se todo mundo não trocasse de carro durante um certo tempo, os preços abaixariam.

          Por exemplo, compensa muito mais levar o Palio 1.4 do que o Onix LT 1.0. Tem preços próximos, mas um motor mais forte faz muita diferença no dia-a-dia.

          • Malaman

            ahh, mas Fiat não presta, Palio é uma bosta e blablabla. Aí o cara compra um 1.0 pelo preço de 1.4 e se acha o tal. E os fabricantes agradecem aos fan boys.

  • joao

    Vão me desculpar mas este relato me enoja, o post já começou bem com a seguinte afirmação: 2) Os fabricantes vem investindo pesado nos últimos anos em programas de qualidade junto à sua rede de concessionários.Deve ser por isso que tem tanto vendedor de carro que nem sabe o que ta vendendo e ou mecânicos que não conseguem resolver problemas simples e nem vou citar exemplos.
    Sobre o ágio: ele é ilegal ? não, mas existe um preço sugerido e dentro deste preço já está inclusa a marge de lucro, mas é claro e a lei da oferta e demanda, mas o que este ''gerente'' diria se no meio da madrugada acordasse com uma dor de cabeça imensa e ao ir numa farmácia 24h o dorflex ao invés de custar 5 reais custasse 15 o que ele diria?
    Sobre a taxa zero vocês quem financia mesmo essa ''taxa zero'' ? são as prefeituras que dão o terreno e isenção de ISS aos fabricantes, os fornecedores de peças que fornecem peças ao custo baixo e só recebem após 40, 60, 90 dias e também o BNDES que financia fabricas, modernização dos parques fabril entre outros. Ta aí o exemplo do UP se não me engano a VW pegou uma bela quantia emprestada junto ao BNDES para produzir este incrível carro.
    Mas com este post podemos perceber que o maior culpado do mercado automotivo ser do jeito que é, é o próprio consumidor que é a base de toda essa piramide.

    • Matheus Nogueira

      exatamente… É uma meio podre esse das css e fabricantes

      • RisleySmith

        Para tal afirmação é necessario um maior conhecimento do segmento Matheus. Vc está generalizando …
        E Lembre-se ; ( está vc já deve ter ouvido, mas não custa ) , não devemos generalizar nunca. Existe obviamente boas e más empresas no segmento, mas afirmo que com o nível crescente de profissionalismo e concorrencia a tendencia é serem a minoria .

        • Gerson

          Cara, peço vênia para discordar. Ano passado fiz teste drive em todos os sedans médios do nosso mercado e apenas em uma marca o vendedor não falou nenhuma besteira a respeito do carro. Então me parece que o investimento em qualidade no atendimento não está sendo efetivo.

    • Kadu

      Fico cada dia mais convencido que o brasileiro realmente acha que o empresário tá aí pra fazer caridade pra população e vender um bem (que nem é de extrema necessidade) pelo preço mais baixo possível.

      Eu juro que meu maior desejo é ver essa galera que reclama de lucro, margens e preços altos — que o vendedor tem todo o direito de cobrar enquanto as pessoas compram em um mercado livre — virarem empresários. Queria ver se o discurso ainda continuar o mesmo, e se essas pessoas iriam vender seus produtos por preços baixos e deixar de ganhar mais dinheiro do que poderiam.

      • joao

        Verdade concordo com você, mas em que passagem do meu comentário você leu alguma critica a margem de lucro ?
        eu decorri a respeito do ágio, vivemos num sistema de capitalismo livre onde quem dita os preços ;e a demanda simples assim, mas o que quis expressar é o seguinte mesmo empresário que cobra um ágio ou o preço que bem entende por um produto, é o mesmo que vai no Pão de açúcar da Riviera e reclama dos preços da cerveja e da carne.
        Mas sinceramente se você leu meu comentário por completo vai notar que o ágio e a margem de lucro é apenas a ponta do iceberg

      • Marcio

        Lucro decorrente de trabalho é uma coisa. Lucro decorrente de picaretagem é outra.

    • Robson

      Senti a mesma revolta ao ler isso….para saber se os fabricantes estão investindo massivamente em treinamento das CSS é só pesquisar a quantidade de reclamações no ''reclameaqui"….isso vai de desde BMW até Lifan….o máximo que eu vi melhorar nos últimos anos nas CSS foi que algumas estão servindo café melhor…

  • José Carlos

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAAH…

    Em três dos últimos carros que comprei, todos 0 Km, os vendedores queriam empurrar de tudo junto. Citroen (arrependimento e trocado já), Honda (satisfeito em parte e já trocado também) e VW (ainda com ele). Para exemplo, perguntei à vendedora da Citroen se ela não tinha VERGONHA de "oferecer" cristalização de pintura para o carro zero que minha esposa estava comprando…

    • Eduardo R P

      Isso: Consumidor inteligente é o que o Brasil precisa!

      • FelipeLange

        Fez bem.

    • FabioHira

      Verdade…. empurroterapia existe sim em qualquer concessionária… um tio meu já pagou por higienização interna em carro zero?!??!

    • LeandroBalmant

      Tem mais é que reclamar mesmo. Uma parente minha foi fazer revisão em uma concessionária de seu Fiesta 1.0 e empurraram tudo e mais um pouco até que ficou em mil reais, e ainda tiveram a cara de pau de dizer pra ela que se não fizesse tudo ia perder a garantia!

      • luciana

        Na css fiat a revisão de 30 mil do meu 500 ficou em 5 mil reais, quando eu levei. Meu marido foi lá e estranhamente o valor baixou para 2.800…. Ainda assim, muito cara para um compacto médio…

  • Anderson_sp

    Acredito que tenha também um "corporativismo" igual tem em outras áreas, não são todas, mas…….

  • luizcrjr

    "Logicamente algumas concessionárias abusam, mas basta o consumidor estar atento e pesquisar. Ninguém é obrigado a comprar estes produtos na concessionária."

    1- Não conheço nenhuma css que não abuse no valor dos acessórios.

    Pergunta, se eu não comprar os acessórios na css perco a garantia do veículo (novo)?

  • FClemente

    Do jeito que nosso mercado está estruturado, somando os preços dos veículos e influência política da indústria automotiva. Creio que acontece muito mais fatos similares ao relato de nosso colega que trabalhou nas japonesas, do que relata o senhor do texto aqui publicado. A falta de gestão, não pode ser motivo para justificar tudo o que acontece nas concessionárias.

    • RTEC29

      Bem lembrado, é tanta picaretagem que existe por ai, fazem absurdos porque quase não tem risco de serem punidos.
      Levar pra justiça neste país, quase sempre, é pedir pra receber na terceira encarnação.

  • vagnerclp

    Acredito mais no relato do outro (o ex-vendedor), pois na prática, faz muito mais sentido o que ele disse. Não é a toa que a grande maioria dos consumidores falam mal de css, pois na maioria das vezes, o atendimento é ruim, as peças são muito mais caras, a mão-de-obra um absurdo e a não instalação de um acessório fora da mesma é ameaça a perder a garantia do carro. Eu afirmo o contrário do que ele disse: "Sei que existem concessionárias excelentes e sei que existem concessionárias péssimas, mas tenho certeza, de que estas últimas são minoria, e tendem à extinção por dois motivos:…" Na prática são poucas as css excelentes e a maioria é sim picareta, assim como as chamadas "garagens".

    • _William

      Eu pessoalmente não coloco a mínima credibilidade nesse relato do gerente, afinal, você acha que ele falaria mal de concessionária já que ele é gerente de uma? até parece. No dia que li o relato do ex-vendedor, tinha certeza que não ia demorar muito pra um dono ou algo do tipo vir defender e colocar todos os concessionários como os bonzinhos na história e esse monte de papo furado de sempre.

    • Kadu

      Concordo que o relato negativo do outro texto parece ser mais realista, e talvez mais representativo da maioria (ou pelo menos uma grande parte) das CSS brasileiras.

      Essa visão cor-de-rosa de que uma concessionária tem como objetivo máximo a satisfação do cliente simplesmente não computa na minha cabeça. O objetivo máximo de uma CSS é o lucro, e a satisfação com certeza vem em segundo. E imaginar que os mais de 50 funcionarios de uma revenda pensam todos da mesma forma altruísta de se sacrificar pelo cliente, todos trabalhando em harmonia e forma honesta… desculpa, mas não dá pra acreditar que a maioria seja assim.

      Com todo respeito ao autor do texto, mas essa matéria do NA pareceu mais propaganda dos valores coorporativistas da industria do que um relato real de como a coisa funciona.

      • Gerson

        Concordo. Fui funcionário de banco por 5 anos e diria que as coisas que acontecem dentro de uma agencia bancaria são parecidas com as que ocorrem em uma CSS. Mas se um gerente do meu banco viesse fazer um relato aqui tudo seria muito lindo e maravilhoso.

    • LuisCarlosCosta

      Realmente só o que eu encontrei em concessionarias foi picaretas tanto na venda (Acessórios e a ameaça de perder a garantia se colocasse fora) e quanto na revisão (Serviços não necessários). Mais quando da problemas no veiculo na garantia, ai sim você vai ver como aquele atendimento suave e educado se transforma dizendo que o problema não existe (característica do veiculo) ou o culpado é você ou o combustível, etc.

  • fschulz84

    Como em qualquer outra área, sei que existem profissionais bons e ruins, solícitos e inescrupulosos.

    Mas pelo que posso observar deste segmento (e de qualquer outro onde a maioria da renda do profissional é proveniente de comissões), é um tentando comer o outro, é um tentando ganhar às custas do outro e isso se reflete sim ao consumidor.

    Este segmento tem alguns bons profissionais, mais em sua maioria, são pessoas espertas, que fazem tudo para fechar um negócio, sem pensar em nenhum momento no cliente.

    Sei que pareceria injusto, mas para mim, segmentos comissionados deveriam deixar de existir… O que teria que acontecer sim seria um registro maior em carteira e, para estimular vendedores, a empresa oferecer bônus por metas atingidas. Assim o bônus seria um complemento de renda e não a maioria dela como é atualmente. E quem sabe assim, um dia, a relação vendedor x cliente se torne mais justa.

  • Giovane Fortuna

    Juro que quase fiquei com dó do gerente…quase…

  • Giovane Fortuna

    se não desse lucros não haveria tantas concessionarias! até carro importado que paga uma pancada de impostos dá lucro…como que um gol que custa uma mixaria pra ser fabricado não daria lucro?largar a teta ninguem quer né? vai nas grandes cidades e pergunta pra uma concessionaria se ela quer largar o ramo…

  • Marcus Lima

    Ao ler os dois relatos, de um lado entendo o vendedor. Há alguns exageros de parte a parte, por exemplo: dizer, do lado do vendedor, que uma oficina é capaz de pagar todos os salários e custos fixos de uma concessionária? Olha, me parece um pouco de exagero. No entanto, pegue você, como eu fiz, e leve seu carro numa CSS, peça uma revisão completa, se ele tiver 60000 km. O preço, x o preço de mercado, mais a empurroterapia, dobrará, no mínimo, o custo dos serviços. Mas dar conta de uma CSS inteira? Acho difícil. De resto, vemos um texto que exemplifica situações, e outro que as rebate. O problema é que o argumentos de quem rebate são sempre frágeis. Ex: todos nós sabemos que financiamento de taxa 0 não existe, porque se cobra a TAC, e porque promoções de taxa 0 tem normalmente poucos descontos. Aí vem o cidadão e diz que não. Oxi, não é o vendedor: mas o proprio NA ja publicou isso, economistas ja disseram.
    Exs sobre manutenção, me desculpe o nosso gerente aí: quem ja comprou carro usado em CSS sabe do que falo. Ah…….

    Enfim, fica muito difícil duvidar do relato do vendedor, porque ele é coerente com a experiência de quem ja comprou um carro. E por exemplo, ja viu a avidez dos vendedores em empurrar acessórios, seguros e outros, a pressa em se fechar financiamento etc.

    • ricardoglima

      Não sei qual seu carro, mas o meu na css fica em média 3x o valor do mercado, por isso sempre levo ao mecânico de confiança.

      • Marcus Lima

        Foi o que disse! Leia meu comentário, disse que " no mínimo o custo na concessionária é duas vezes maior".

  • Tadeu14

    O que uma concessionaria nao ganha na venda de carros, desconta nas revisoes e serviços prestados, estes muitas vezes chegam a custar 4 vezes mais do que o mesmo serviço em lojas independentes! E o gerente nao citou os serviços de funilaria que sempre ficam muito ruins e caros dentro da CSS. O fato da garantia e ainda pior, quanto mais anos de garantia o carro tiver, mais caro ficara pro consumidor. Porque na pratica em muitas CSS quando voce precisar de um serviço em garantia eles iram alegar que foi mau uso seu e vao te cobrar caro! Sobre o fato da concessionaria nao emitir nota fiscal na compra de um usado, isso e fato, e ja ocorreu comigo e com outros amigos em uma troca com volta!

  • Eduardo

    Atenção:Saber se uma rede explora seus funcionários é só observar em fins de semana em que as concessionárias estão fechados.Os que estiverem abertos,são as que menos respeitam os funcionários e consequentemente os compradores.
    Lucro é bom.Explorar,não.

    • rogeriulima

      Então essa é fácil responder: Todas exploram, nunca ví concessionária fechada sábado e domingo. Afinal é quando a maior parte das pessoas tem tempo de pesquisar carros.
      Não acho que seja exploração, quem entra pra uma profissão como essa já deve saber que os fins de semana são os mais movimentados e tem que estar disposto a isso.

      • Fanjos

        Em SP Capital fecha todas, salvo em finais de semana com promoções especiais, etc.
        O que eu acho errado, pois domingo seria um ótimo dia para se vender, é um dia que todo mundo esta em casa e pode ir na css e talvez ate fechar um negocio inesperado, era melhor que continuassem abrindo aos domingos e fechasse na segunda feira

        • rogeriulima

          Moro em Osasco, cidade vizinha de São Paulo e tanto aqui quanto na zona oeste de Sampa o normal é as concessionárias estarem abertas no fim de semana e sempre bem movimentadas, aliás só lojas independentes que eu vejo fechadas.
          Sei lá, sempre pesquisei carro no fim de semana, nos dias normais só conseguia entrar em contato via telefone.

          • Edson Roberto

            Curioso é que eu morando na Zona Sul sempre fiz meus test drives de final de semana. Alias, senão estivessem abertas, eu nunca conheceria nenhum carro novo pessoalmente.

        • luciana

          Ficou doido? Moro colada em uma avenida recheada de concessionárias e TODAS (audi, volks, GM, renault, peugeot, hyundai) sempre estão abertas aos sábados (dia inteiro) e domingos (ao menos pela manhã), todo fim de semana…

      • Eduardo

        Em São Paulo,de acordo com o sindicato,foi determinado que abririam 2 fins de semana e outro 2 ficariam fechados.Agumas não cumprem este acordo.

    • Landrutt

      Funcionários podem trabalhar nos finais de semana, desde que sejam remunerados, as famosas horas-extras(com limite fixado em até 2h extras por dia de trabalho), ou se estiverem cumprindo escala de trabalho. Por exemplo, Fulano de tal não trabalha na segunda e terça mas é escalado para o sábado e domingo, isso é perfeitamente possível e está em conformidade com a Legislação Trabalhista vigente, desde que a carga horária semanal não passe de 44h. Ser aberta no final de semana não quer dizer que exploram os empregados.

  • BlueGopher

    Às vezes tendemos a estender a responsabilidade de uma má experiência que tivemos numa determinada loja, oficina, css, etc, para o fabricante, ou para a marca do produto.

    Em automóveis isto é típico, é comum comentários do tipo "Entrei na css xxx e fui mal atendido. Nunca mais compro carros desta marca!"

    Claro que o fabricante tenta estabelecer normas e regras de conduta, mas é impossível controlar tudo o que acontece na cadeia de vendas completa.
    Quem trabalha ou tem funcionários sabe bem como é difícil o relacionamento humano.

    Os comentários acima, bem como os anteriores, do ex-vendedor, mostram também como são diferentes as políticas de trabalho das diferentes css.
    No caso acima, a importância é dada para a formação de uma equipe, e o bom relacionamento dos funcionários parece ser privilegiado.
    No caso anterior privilegia-se a competição interna, o ambiente de trabalho é mais agressivo.

    Não sei qual caso é melhor, mas atualmente percebe-se que a satisfação dos funcionários é o primeiro passo para a satisfação dos clientes.
    Competição excessiva não é mais recomendada pelos especialistas no assunto.

    • Eduardo

      concordo plenamente

  • AlexandreCE

    O relato é válido mas devo fazer um parêntese sobre acessórios.

    Um exemplo: sensor de estacionamento. Via de regra, as concessionárias instalam o mesmo sensor "chinês" genérico que é vendido em lojas especializadas. Ocorre, todavia, que se a venda do veículo não for concluída com uma certa margem de lucro para o concessionário ou o cliente não for do tipo que pechincha, não é raro ver as concessionárias cobrando 300 reais por esse acessório, quando, por fora, o cliente instala por 100 e, se tiver contato, compra o aparelho por 30 reais e paga alguém para instalar. Isso mesmo: trintinha! É esse o valor de um sensor de ré comum com display.

    Também é prática comum de concessionárias, mesmo o cliente pagando pelo item, emitir simples recibo para esse tipo de acessório, deixando, é claro, de recolher impostos.

    O relato do outro colega pode ter sido dos piores lugares para se trabalhar. Mas concessionária não é santa e nós sabemos bem disso. Ah… e, também por regra, CONCESSIONÁRIA NÃO EMITE NOTA DE ENTRADA DE VEÍCULO DADO EM TROCA e isso é mais do que sabido.

    • Rafael

      Amigao ,vc nao esta ebm informado, trabalho em concessionaria e pelo menos na minha EMITE SIM SENHOR.

      • AlexandreCE

        Aqui no Ceará, não! Como falei, é regra… claro que há exceções.

      • Gerson

        Já troquei carro em CSS duas vezes e em nenhuma delas foi emitida a nota fiscal da entrada do veículo. Acho que a maioria das CSS trabalham assim. O pior é que geralmente a base de cálculo nessa operação é reduzida, o ICMS não sairia tão alto.

    • Mario Silva

      Eu posso afirmar que a concessionária de uma marca, vou dizer logo, a Mitsubishi, única aqui na minha cidade cobra preços exorbitantes. Quando fiz a maior besteira da minha vida, trocar o meu Corolla Xei 2009 para a Pajero TR4, vi no setor do pós-vendas a "tabela" que o fabricante manda. Na segunda revisão, 20.000 km dava um preço de aproximadamente R$ 400 reais, mas quando levo o carro para fazer a revisão de 22.000 a mesma salta pra incriveis R$ 1.400,00 (Um mil e Quatrocentos Reais). Detalhe: nunca sequer fiz trilha,e só viajo uma vez por mês para a chácara da minha família, ou seja, 99% do tempo só na cidade, na média de 15km por dia. Levo o carro no meu mecânico de confiança e o mesmo disse que mais da metade dos itens que colocaram não tinha necessidade alguma de trocar. Na toyota realmente é tudo programado e o maximo que gastei de manutenção no meu Xei foi 690 reais, em autorizada.

      Alguém ainda tem dúvidas que concessionárias não têm um lucro exorbitante?

      • Edson Roberto

        Depende, no seu caso era só ter dito que vc queria o que está na tabela.

        Eu na citroen sempre paguei as revisões com os preços tabelados.

  • _William

    No dia que as concessionárias não enfiarem a mão no bolso do consumidor, não cobrarem ágio, não ficarem empurrando serviços desnecessários nas revisões, não cobrarem mais que o dobro na venda de peças (que em muitos casos sai mais barato trazer de fora do país, do outro lado do mundo se bobear), não realizarem serviços porcos, não usar o carro dos consumidores como carro de show-room pra todos entrarem , não tratar mal quem vai olhar um carro, não negarem Test drive (aceitando só se dizer que vai comprar), quando cumprirem sua parte na garantia sem criar problemas, quando cumprirem prazos prometidos, não tentar enganar na hora da venda com "jogo de números", quando cobrarem preços justos e etc etc etc…… aí quem sabe eu possa acreditar um pouquinho no que esse senhor aí disse. E ao contrário do que ele diz, a grande maioria são sacanas, e uma minoria, muito difícil de achar, muito mesmo, trabalha direito (mesmo assim longe do ideal). – minha opinião.

  • Magnao Cordeiro

    Ok , escutamos os dois lados , agora a minha opinião :

    Meu único comentário sobre este artigo é que este foi escrito por algum pau mandado .

    Sem mais .

  • João Cagnoni

    Mão de obra da oficina não dá lucro? Mentira. Na Citroen cobram R$170/hora no serviço, sendo que já vi cobrarem R$200/hora em outras oficinas (né, dona Honda?). Além de tudo estimam as horas com folga. Um simples serviço de atualização de software da injeção/caixa de câmbio querem me cobrar 2h30 de serviço, coisa que não leva 15 minutos. E o otário aqui vai pagar, pq não existe outro lugar que faça tal serviço. Mas mudando de assunto e viajando um pouco, que raio de intermediário é esse? Concessionárias e fabricantes são sempre confundidas por leigos, quando na verdade deviam ser uma coisa só, não acho certo lucrarem obrigatoriamente.

    • LuisCarlosCosta

      Isso da mais de R$ 30K por mês, imagine quanto a concessionaria esta ganhando em cima da mão de obra deste mecânico, acredito que ele não ganha mais do R$ 2k.

      • Alexandre

        Não dá lucro mesmo. Como disse o relato, quando se paga já é um ótimo negócio.
        O mecânico ganha mesmo em torno de 2k/mês, quando se coloca os encargos já são 4k. Em média para cada 4 mecânicos tem 1 consultor de serviços, estes ganham em torno de 4k, com encargos já são 8k, vai fazendo as contas aí. Depois temos 1 piloto de teste, 1 chefe da oficina, 1 apontador e o gerente..
        Além disso tem os custos das ferramentas, 1 carrinho completo custa cerca de 7K. Fora as ferramentas pneumaticas e eletronicas.
        Aí ainda faltam, luz, agua, manutençao do prédio e elevadores e claro o aluguel do espaço que está a oficina.
        Tem certeza que da tanto lucro assim?

        Há muito folclore na questão dos lucros das concessionárias.. o único relato que falou a verdade é este.. mas ninguém acredita…

    • 3dimensional

      Sempre me revoltei com esses valores de mão de obra das CSS também.
      200 reais a hora pra(na maioria das vezes) um oreia seca mexer no seu carro…

  • O_Corsario

    Dois relatos legais, cada um mostrando um aspecto. Os dois tipos existem, é questão de procurar.

  • Gustavo75

    Nítido que o gerente que escreveu esse texto está amenizando a verdadeira situação, independente do setor, das concessionárias. Apenas uma pequena observação senhor gerente. Você aconselha as pessoas esperarem o "fator novidade" passar para não comprarem carros acima do preço sugerido. Você esqueceu de mencionar que o preço sugerido das montadoras JÁ É bem alto, tanto é que praticamente todas as concessionárias vendem carros abaixo desse preço, independente do tempo de mercado que o modelo tem. Na verdade quem controla preço não é ipi, juros, impostos, lucros etc. É a lei da oferta e demanda. Se as vendas estiverem baixas, o preço cai mesmo!

  • Marciomaster

    Parabens pelo relato,bem mais logico e sensato. Infelismente o nosso povão e muitos estão aqui acham que Empresário é malvado, filho do Dé, ou coisa parecida. Acreditam ainda que em um mercado acirado e competitivo como esse, existam acordos de todas as fabricas e montadoram para tabelarem margem de lucro, enquanto o que ocorre na verdade é uma briga para ganhar novos clientes.

    • Eduardo R P

      Certamente. Acham normal o "vizinho" ganhar em cima do trouxa e criticam qualquer um que nao conhecem. Povinho.

    • Manolo

      Você fala sobre o "nosso povão", mas escreve "infeliSmente"!! Quando o relato desse gerente e o seu forem lógicos e sensatos, eu estarei comprando carros por um valor 30% menor!!

  • Eduardo R P

    Quero agradecer a iniciativa do "Gerente" por suas palavras que tenho certeza descreve a realidade do "business" concessionário de automóveis melhor do que o descrito pelo frustado vendedor de R$ 8 mil mensais. O lucro, no final das contas, esta por volta de 1,2 a 1,7% do faturamento bruto. Algo bem módico e fácil de se perder em prejuízos comuns neste segmento …

  • Tijuca

    Conheço bem a realidade das concessionárias. Já trabalhei em 3, sendo que duas bem grandes e outra de um fabricante alemao (premium) e esse relato do ex gerente é muito mais realista que o do ex vendedor.
    Exitem concessionárias que são pessimas e o ex vendedor deve ter trabalhado nelas e duvido que tenham o lucro citado. Nas boas lojas, alguns deslizes acontecem, normal quando lidamos com pessoas e nao maquinas, mas até a forma como a concessionária contorna a situação demonstra seu profissionalismo ou a falta dele.
    Vale lembrar que os clientes sao extremamente variados e agradar 100% é quase impossível!!

    • eduardo

      Concordo!

  • José

    Na boa, uma CSS se parece com um banco. Fui bancário durante um bom tempo, e todos acham que os bancos são exploradores; de fato, são, mas os clientes mais afoitos são sempre os que se dão mal, ou, então, os que tem a ficha com inúmeras restrições (acabam pagando mais por seguros e taxas).

    Por fim, posso ressaltar que o Brasil é um dos únicos países do mundo em que os concessionários têm lucro na hora da venda. Tive vários clientes PJ do ramo(de todas as marcas) e tinha um diálogo muito próximo com os donos, os caras admitiam que os lucros no Brasil eram acima da média. O comum fora do Brasil é que a concessionária lucre no setor de serviços/peças, aqui a CSS lucra em todos os setores.

    • Gerson

      Cara, também fui funcionário de banco e realmente os bancos são exploradores. O spread bancário aqui é absurdo e alguns gerentes de banco incentivam entre seus subordinados práticas não éticas como vendas casadas dentre outras. A melhor coisa que um cliente de banco pode fazer é realizar suas transações em caixas eletrônicos e internet, porque ir até uma agência é pedir para ser, no mínimo, importunado.

  • fla_shun

    Valeu NA pela riqueza de detalhes ao expor tambem a opinião do gerente…

    Acredito mais no vendedor do que no gerente, pois eu vivo no Brasil. Ponto final.

  • PauloTEL

    "…Oficina é um departamento que raramente dá lucro em uma concessionária…"

    Como que um lugar onde os clientes "caem de maduro" e cobra 5x ou 10x o mesmo preço de uma peça no mercado e cobra a hora técnica 5x o de uma mecânica generalista dá prejuízo ?

    Isso cheira desculpa para remunerar mal os mexânicos!

    • Ughadoo

      Repare que ele falou que o lucro vem principalmente das vendas de peças, que é considerado à parte, mesmo a venda sendo feita através da oficina.

      O que ele quis dizer é que a venda da mão de obra apenas cobriria os custos (e que isso já não é mal negócio), se não existisse lucro na venda das peças pela oficina. Juntando a mão de obra com as peças a oficina dá lucro.

    • eduardo

      O dia que voce ver o que tudo custa no Brasil, saberia o que eh custo.

  • Edu

    Posso dar um testemunho real a respeito do sistema de "taxa zero".
    Comprei em fevereiro um Cruze 13/14 LT, automático e bancos em couro.
    Meu carro anterior, mais uma parte em dinheiro e os 28.900,00 reais restantes em 30 vezes de 1.040,00, o que totaliza 31.200,00. Os 2.300,00 reais de diferença correspondem ao TAC (tarifa de abertura de crédito) e IOF. Li uma vez que estas vendas de 60% de preço mais 24 ou 30 vezes eram feitas com o preço cheio, mas não foi isso que aconteceu, pois o preço de tabela era de mais de 75 mil e acabou saindo por 70.100,00. Se eu tivesse todo o dinheiro teria sido por 68.900,00. Cabe ao consumidor pesquisar preços e perguntar por referências com amigos e pela internet.

    • eduardo

      Isso ae! Consumidor consciente, e eh soh pensar simples, sabe diferenciar traquinagem de vantagem.

    • Tito Reis

      Ok eu aceito o seu relato, más… se fosse um testemunho real você diria o QUANTO pagaram no seu carro anterior (pois daí tenho certeza que o lucro já foi bem satisfatório para eles) e o quanto deu em dinheiro.
      E falar que acabou saindo 70.100,00 devo dizer que é um 13/14 e que com certeza na tabela fipe deve custar uns 62.000,00.

  • ubiratamuniz

    "Concessionária séria emite nota fiscal de compra de veículo usado"

    Na boa, já dirijo há quase 20 anos, já comprei carro zero km colocando carro usado na troca algumas vezes, e NUNCA , repito NUNCA foi emitida nota de entrada do veículo, a venda pra concessionária é feita SEMPRE por procuração.

  • portela_lucas_

    Que resposta ridícula…

  • caique313131

    O pessoal esquece que concessionária é uma empresa. Logo, a finalidade dela é dar lucro para alguém. É óbvio que, para isso, os donos não devem dar um ultimato para os vendedores de utilizar a malandragem para cima dos consumidores e vender tudo o que puder. Se não está satisfeito com sua concessionária atual, procure outra, pois existem, confirmadamente, várias concessionárias boas.

    É inevitável pensar que, no mínimo, 90% dos "comentaristas" daqui não fazem a mínima ideia do que é ter uma renda, precisar pagar as contas, como se ganha dinheiro, gastos, entre outros. Isso nunca sequer passou pela cabeça de quase ninguém aqui. Garantidamente, a imagem do pessoal do jardim de infância mental tem da concessionária é que ela é má, eles só querem roubar os consumidores, só querem empurrar lixo, eles NÃO PODEM COBRAR PELOS SERVIÇOS PRESTADOS POR ELES, eles DEVEM COBRAR APENAS O QUE EU, NA MINHA GENIAL CABEÇA DE MOLEQUE, ACHAR QUE É O CERTO, CASO CONTRÁRIO, ESTOU SENDO ROUBADO.

    • Louis

      Tem muita gente, acho que a maioria, acha que é fácil ter uma empresa.
      Se eu tivesse grana, sei lá R$ 10 mi disponíveis para investir, eu NÃO investiria em uma concessionária.

    • Uma empresa precisa dar lucro, mas o lucro não precisa ser IMORAL. É o caso das montadoras e suas concessionárias. No Brasil, infelizmente, não há escolha: todas as montadoras, TODAS, cobram preços exorbitantes (o famigerado Lucro Brasil, não custo Brasil) e suas concessionárias são agentes deste sistema perverso e cartelizado (ANFAVEA, FENABRAVE). O empresário quer retirar o máximo que puder (com o mínimo de custo/esforço) de nossos bolsos, é o cerne do sistema capitalista. E isso vale para outras áreas controladas por grandes grupos, tais como telefonia (adianta mudar de operadora?), energia (existe opção?), saúde (ANS resolve alguma coisa?) e por aí vai… Não se engane, pois estão roubando sim!

    • Herbert Smith

      Acho que o Gerente se manifestou, ou então o patrão do gerente…
      aUIAiuhaIUHAIhauiHAIUhuiahIUAHiuah
      Você quase conseguiu ser mais ridiculo que o texto do Gerente.

  • Baralho

    Se fosse um Ex-gerente, talvez fosse mais crível esta réplica. (queria ver a tréplica do ex-vendedor).

    • superxman2k

      Já temos os depoimentos do autor (vendedor) e do mandante (gerente/proprietário).

      Agora só faltam os depoimentos das vítimas (consumidores).

  • waldemiro

    Lei da procura e oferta,brasileiro compra carro por q transporte publico e muito ruim.

  • Kadu

    Desculpa, mas muitas coisas que o autor do texto escreveu parecem essas filosofias de guru da administração: "o que gera lucro é o cliente satisfeito"; "todos os setores trabalham em harmonia para satisfazer o cliente"; "o mercado é exigente e quem não tiver bom atendimento sai do mercado". Uhmmm… desculpa mas acho que isso tá mais com cara de papo de relações públicas do que um relato real.

    • Leonardo

      Parece mesmo!
      EBER, esse cara não é RP de CSS ou fabricante nao?
      Pô, trabalha-se na Honda ou Toyota (dois exemplos de Css aqui em Campo Grande-MS eu até entenderia, cobram caro, pouco a mais que as grandes, mas são excelentes) eu até entenderia a satisfaçao com o cliente…
      Mas nas grandes a satisfaçao é ZERO!!!

    • radiobrasilcombr

      Concordo. Acho que o que realmente importa é lucro e mais lucro.

    • laguiar

      Ele pegou isso de alguma palestra motivacional que na verdade fazia uma lavagem cerebral do tipo "VENDA MAIS, VENDA MAIS, VENDA MAIS!".
      Extremamente comum nesse tipo de atividade.

  • zzzepa

    ..na verdade é um grande teatro…querem que aceitemos como normal altos preços cobrados pelos serviços, sem questionar, como cordeirinhos, impondo como regras, enganando os clientes, com suas cortinas financeiras de fumaça, cobram como primeiro mundo e fazem serviço de terceiro….

  • Mentira, hoje fui super mal tratado na concessionaria ford de scs. E vai achando que é caso isolado, a gerencia tem mais 2 concessionarias ao lado, uma citroen e uma honda…….vai achando que estão preocupados.

  • Realista

    Exercício mental para reduzir custos usando e se:
    E se eliminar as concessionárias? compro pela internet
    E se eu quisesse um test drive? as montadoras pagam o serviço terceirizado
    E se eliminar a garantia de fábrica? faço um seguro específico pra isto
    E se precisar manutenção? levo à oficina da minha confiança
    E se quiser acessórios? compro o que, quando e onde eu desejar
    E se o preço do veículo for extorsivo? não compro e ainda divulgo nas redes sociais
    E se tiver desemprego? fazem o que alfaiates, sapateiros, ferreiros,etc fizeram. Migram.
    Adicionem outros E se. Talvez daqui cinquenta anos, quem sabe?

    • Eduardo

      Vai ser ótimo. Custo zero dá pra vender carro bem barato!
      – quando o carro der problema, problema eh teu.
      – quando o mecanico de muita confianca e pouca pratica ferrar o teu carro, problema eh teu
      – quando voce tentar burlar a garantia, mentindo o que de fato aconteceu, problema eh teu.
      – quando voce abastece em posto porcaria, problema eh teu
      – quando o teu carro ficar velho, problema eh teu.
      Quer tudo isto: Pague a conta exatamente como sugeriu o GERENTE. Pesquise, e opte por quem respeita o consumidor.
      abracos ao realista que vive no mundo da lua (soh ele acha que investiria 70 mil num carro numa transacao pela internet.

  • ricardo

    so uma coisa os carros que ficam no estoque da css , sao maioria da fabrica , a css tem o prazo em media de 60 dias para pagar o carro caso NAO venda e depois e cobrado juros em media de 1.5% ao mes ate 120 dias a sim depois disso ela paga o carro, sendo assim quando ela vende o carro e entra um carro na troca ela paga o que recebeu e o restante que é o carro usado ela pega com o banco geralmente da propria montadora e fica pagando o juros ate vender o carro usado por isso a obrigação de emitir uma nota fiscal de entrada por motivos de auditoria e nao tem como nao emitir essa nota de entrada pois o carro e a garantia do empréstimo.

  • greicemari

    Gostei da atitude do gerente, acho importante ouvir os dois lados da conversa.
    Sobre a qualidade nos serviços, vejo pela citroen, a css de Joinville minha cidade é muito recomendada enqto a da cidade vizinha tem mil reclamações..Qual o problema? Gestão…
    A única coisa que me incomoda e se alguém de Joinville tiver uma dica , aqui nas css não vendem preço de tabela quando há troca e ponto final.
    Pode bater o pé, ameaçar virar as costas não tem jeito..com troca é mais caro… Tá certo isso Arnaldo?

  • Marcio

    Receber pagamento por peças que não foram trocadas e serviços que não foram executado É CRIME! Se isso aqui fosse um país sério já teríamos alguns gerentes de CC passando temporadas no xilindró.

  • Diogo

    Enfim.. existem sim concessionárias e concessionárias. Ao adquirir meu Onix, passei em uma concessionária onde o vendedor me passou a proposta de financiamento, em que o valor ficaria exatamente 190 reais a mais por parcela que no meu banco. Nem reclamei, só disse para ele que iria fazer o financiamento no banco em que tinha conta. Fique espantado ao ouvi-lo dizer que a concessionária não aceitava que fosse feito financiamento fora. Até comecei argumentar com ele que isso podia até mesmo se enquadrar como crime, mas fiquei com tanta raiva da concessionária e do vendedor que saí d lá e o deixei falando, pois não queria ficar nem mais um segundo num lugar que estava sendo lesado na maior cara de pau. Comprei em outra concessionária, mas também tive que ir bem munido do valor do carro, do valor da parcela no meu banco, até mesmo o documento eu fiz fora pois saía o dobro do valor.

    • Diogo

      aa sim.. sem contar que de fato, tive que ir 8x na concessionária até encontrar um técnico que identificou um problema no coxim do motor do meu carro. Uns falavam que o barulho absurdamente irritante era normal, outros resolviam provisoriamente, e em pouco tempo o barulho voltava.

  • ProfPR

    Achei que o comentário seria um bom contraponto, mas quando o autor afirmou que há SIM o tal do juro zero para financiamento, deixei de dar crédito ao mesmo (valor do dinheiro no tempo, princípio básico da administração financeira).

    Não é errado ou pecaminoso que as CSS tenham lucro, afinal o objetivo da empresa é este. O que é errado é a forma como TODAS buscam este objetivo, variando apenas na dose de "esperteza" ou "subterfúgios" para convencer e/ou iludir o consumidor.

    Você está há 20 anos neste meio, parabéns.

    Agora, por mais ético que julgue ser, sabidamente se essa fosse sua principal característica profissional, não estaria trabalhando há tempo tempo com isso. É duro, mas é fato.

    • Magnao Cordeiro

      Tá na cara que esta resposta foi escrita por alguém incumbido justamente de desmentir o relato do vendedor , isto foi feito por um profissional , acessor de imprensa , marketeiro , alguém que trabalha para a ANFAVEA ou para alguma montadora . Eu trabalho no ramo automotivo há mais de 20 anos , sendo que em 12 deles foi na revenda multimarcas pertencente a meu pai!!!!

      Se CSS não desse um lucro absurdo o dono da rede FELIVEL não andaria pra cima eh pra baixo num helicoptero de 10 milhões.Ponto!A não ser que os empresários usem as CSS pra lavar dinheiro de outra coisa .

      Essa novela eu conheço desde que nasci!!!!

      • ProfPR

        Já vi o helicóptero lá também…

      • eduardo

        eh multimarca eh pior ainda ….
        multi —- sacanagens
        falow de retorno de banco, falow de multi ….
        virge.

    • Thiago_NCO

      Concordo contigo, parei de ler na parte que o cara afirmou categoricamente que juro zero existe sim, blablabla.
      Isso já foi alvo de vários (excelentes) artigos aqui no NA e, ao menos pra mim, já é assunto encerrado, e não tem gerente nenhum que me convença do contrário.

      • Eduardo

        Thiago. Na boa, porque eu valorizo o seu comentário e do ProfessorPR.

        Compre um carro de R$ 70.000 na tabela do site da fabrica.
        Negocie um bom desconto, por exemplo, R$ 66.500,00
        Obtenha taxa zero para pagar parte desta compra.

        A taxa zero, nao existe, mas se voce conseguir convencer alguem de pagar para voce, VALE BASTANTE, SO COMPRAR VOCE SABE DE MATEMATICA.

        E he isso que acontece com as concessionarias serias. Quem paga o subsidi para baixar o é a montadora.
        E o cliente leva a vantagem.
        Metade dos carros deste Brasil são comprados assim. O cliente sabe o que é bom, não é tao trouxa assim.

        Concessionaria ruim: Monta o custo do subsidio no preco do carro, enganando o consumidor menos advertido.

        Somente acho que o consumidor esta muito mais bem informado, via internet em especial.

        O Gerente foi coerente, na minha opiniao!
        abraco
        eduardo

        • Thiago_NCO

          Eduardo, desculpe, mas é ingenuidade achar que quem oferece "juro zero" oferece também um desconto substancial. Eu nunca vi um bom desconto no preço de tabela + juro zero. Ou é uma coisa ou é outra. https://www.noticiasautomotivas.com.br/taxa-zero-s
          Abraços.

          • Edu

            Você não leu meu comentário, por isso vou colá-lo aqui, e não há ingenuidade nenhuma aqui e sim fato:
            Posso dar um testemunho real a respeito do sistema de "taxa zero".
            Comprei em fevereiro um Cruze 13/14 LT, automático e bancos em couro.
            Meu carro anterior, mais uma parte em dinheiro e os 28.900,00 reais restantes em 30 vezes de 1.040,00, o que totaliza 31.200,00. Os 2.300,00 reais de diferença correspondem ao TAC (tarifa de abertura de crédito) e IOF. Li uma vez que estas vendas de 60% de preço mais 24 ou 30 vezes eram feitas com o preço cheio, mas não foi isso que aconteceu, pois o preço de tabela era de mais de 75 mil e acabou saindo por 70.100,00. Se eu tivesse todo o dinheiro teria sido por 68.900,00.

  • Frederico

    Após ler os relatos aqui expressados, ainda continuo tendo a certeza que no Brasil os preços praticados por automóveis são altos, não somente pelos impostos, mas principalmente pelo lucro das montadoras.

    Mas como reverter isso?
    Uma maneira seria as pessoas ficarem mais tempo com seus veículos tirados 0km. A cada mês vendem-se aproximadamente 20 mil VW Gol, o carro mais vendido no Brasil. Se as pessoas ficassem o dobro de tempo com seus carros, e isso representaria ficar apenas 3 anos com o mesmo, as vendas de Gol seriam de 10 mil carros ao mês. Diminuindo pela metade o lucro das montadoras. Isso faria com que todas as montadoras diminuíssem seus preços.

    • Marcio Gama

      Sabe o que aconteceria? Elas diminuiriam a produção e demitiriam pessoal. Alguns até abandonariam o país. Mas diminuir preços? Isso nunca!

  • bauboni

    O gerente, que já trabalhou com GM, FIAT e VW, me vem dizer que foi o ex-vendedor do outro tópico que trabalhou em péssimas css (Honda ou Toyota). Ah faça-me o favor, agora vai dizer que as css das 3 acimas são melhores que css de Honda e Toyota, marcas que possuem os melhores pós-vendas do Brasil?
    Quando lí isso já sabia que o resto do relato seria tendencioso e longe da verdade…

    • Ughadoo

      Uma das "melhores pós-vendas do Brasil" do texto do ex-vendedor cola parafuso quebrado com super-bonder! Além de desonesta, é burra; super-bonder não resiste a temperaturas altas, então a cabeça do parafuso pode cair, mostrando a gambiarra feita.

      Ou seja, prefiro as concessionárias "ruins" que tenho usado do que as "melhores" do texto do ex-vendedor. As que tenho usado em SP tem pontos negativos, mas mais acertos do que erros.

      Na verdade creio que na média as CSS não são tão ruins quanto as do outro texto nem tão boas quanto as deste. Todas devem ter funcionários bons e funcionários ruins, e cabe a gerência ou proprietário das mesmas corrigir o que está errado para que os clientes voltem (não é certeza que cliente satisfeito volte, mas cliente insatisfeito certamente não volta).

  • Alemão

    bando de VAMPIROS…. só querem esfolar o consumidor!!!!

  • Neanderthal_Man

    Eu gostaria de saber por que NENHUMA concessionária no Brasil oferece pacote de revisões. É proibido por lei? Isso seria um grande atrativo na hora de adquirir o carro 0Km. É prática comum no exterior, o cliente paga pelo pacote escolhido na compra do carro, e cada pacote detalha o que vai ser trocado e com quantos Km ou quantos meses. Mão-de-obra inclusa, evidentemente.

    • Landrutt

      A Chevrolet já não faz isso? Lembro de ter lido notícias sobre esse tal pacote de revisões. Proibido por lei não é, desde que não seja venda casada, por exemplo, condicionar a venda do veículo, ainda que com preço menor, ou de algum acessório ao pacote de revisões.

      • Herbert Smith

        Não o que existe são preços pré-estipulados para revisão, por exemplo para o fusion 2013 AWD se gasta +/- R$3.900 com as revisões de 10,20,30,40,50 e 60 mil KM. Ou seja média de R$650 por revisão e isso é uma garantia que não aumentará. Mas apenas isso.

        O Caso de comprar um pacote de revisão no momento da compra não é muito legal(para o Brasil), pois aqui, diferente do USa rodamos pouco e já vendemos o carro, tem gente que fica um ano(25k kilometros) ou 2 anos(50k kilometros) e já vende o carro e como não temos como colocar o valor do pacote de revisão no preço de venda do carro, acabamos perdendo esse valor, no USa, quando eu morava lá eu andava +/- 60 mil kilometros por ano ou 40 mil milhas. Então nesse caso valeria bastante a pena.

  • mauricar23

    "…Com relação à venda de outros produtos (acessórios, serviços estéticos, seguros, garantia estendida, serviços de despachante, etc.) é uma comodidade a mais para o cliente que pode resolver tudo num só local, e muitas vezes estes serviços são um pouco mais caros pois uma concessionária paga impostos e encargos sociais…"

    Vai te catar! Que mentira deslavada! Esses dias atrás fui colocar um friso no meu Punto. Na concessionária (liguei em várias) a peça mais barata 540 reais, no MercadoCar, instalada, 127 reais. A mesma peça, da mesma marca (3M).

    Me diz, o que justifica o serviço e a peça custar 4x?

    Fora os outros serviços que não são um pouco mais caros, são muito mais caros!!!

    Troca de óleo selenia + filtro: MercadoCar 145 reais trocado.
    Fiat Amazonas: 280 reais, e ainda queriam trocar o filtro de combustível num carro com 22 mil km, sendo que troquei com 15 mil.

    Você é muito cara de pau mesmo.

  • Diegorji

    Não acreditei em nenhuma palavra desse gerente, tanto é que ele preferiu manter o anonimato.

  • Mundico

    Se depois da réplica do distinto gerente de ccs eu continuo achando que todas são desonestas? Acho não…tenho CERTEZA!!!

  • Silvio

    Sé colar colou, é ditado mais usado no brasil, e aliais tem gente que passa o dia inteiro infurnada numa sala e a unica coisa que procura na internete e site de bate papo fuchico de famoso saber o que vai acontecer no proximo capitulo da novela preferida, e na hora de comprar um carro vai querer o que aquele ator usana novela não importa o quanto custa. A final brazileiro é um bando de alienado que ganha pouco e gasta muito, " o importante é aparecer e olha que aparece pois a maioria pensa igual".

  • SAM

    Sou do tempo que quem trabalhava com Ford nao trabalhava com VW, era questao de etica. Hoje os conglomerados tem lojas de tudo que e marca, o que interessa e o lucro puro, sem amor pelo que vende. Alem do mais, colocam pessoas que nao conhecem sequer o que estao oferencendo, sao apenas vendedores. O lucro das CCs sempre foi grande. Quanto ao agio, se querem praticar qualquer preco entao nao divulguem o sugerido, digam: passe numa concessionaria e descubra quanto custa. As montadoras deveriam ter mais controle sobre isto tambem, sao co-responsaveis pelo que suas lojas vendem, ou simplesmente serem proibidas de divulgar precos.

  • Hugo

    isso é mais velho do que andar para frente, imediatamente quando se acende a luz faz-se a sombra, tudo tem dois lados.
    existem concessionarias (empresas) boas e as pessimas. este texto me pareceu a famigerada tentativa de tapar o sol com a peneira, praticas anti-eticas são postas em pratica todos os dias em todas as empresas em todos os niveis hierarquicos, não ha porque tentar negar.

  • Honda

    Eu fico mais incomodado com os preços dos fabricantes do que da concessionária. Pelo menos no caso das concessionárias o consumidor tem a opção de ir no final do mês, procurar locais que vendem menos, achar vendedor desesperado etc.

    Contra o preço das montadoras só podemos chorar mesmo.

  • Loppes_

    Um sinônimo do retorno de financiamento é ESTELIONATO. A remuneração do capital da financeira é a taxa de juros. A comissão pela venda do serviço bancário (financiamento) paga pelo banco a concessionária não pode ser suportada pelo consumidor, ainda mais de maneira obscura, escusa. Ora, se o comprador do carro soubesse claramente que no valor financiado tem uma comissão de mil.. três mil reais paga por ele, certamente ele não concordaria em pagá-la.
    Em outras palavras, há uma clara situação de se obter uma vantagem em prejuízo alheio (consumidor). A ilicitude está justamente em ludibriar o consumidor , informar uma taxa de juros de financiamento e nesta há uma parte embutida (o retorno) que, dolosamente, não é informada. Na prática, a taxa de juros real do financiamento é majorada para locupletar o banco e a CSS.
    "Estelionato – Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulen,,

  • Edu-Bhz

    Democraticamente li os dois relatos, e sem sombra de dúvidas joguei meus créditos todos na versão anterior.

    Sempre optei por realizar as revisões dos carros que tive em ccs. Os ultimos 3 carros foram Honda.
    Incoerente acreditar na versão pessimista do vendedor e manter as manutenções em ccs? É fato, o mercado de manutenção de veículos é podre… autorizadas ou não, tentarão arrancar o máximo de vc!

    É realizar a troca preventiva que consta no manual e não aceitar nenhum item adicional como "recomendável pela concessionária". A Honda realiza suas revisões do Civic de 10 em 10 mil km e apenas duas destas extrapolam 1.000 reais (a de 40 mil e 80 mil – a última não chego nela). Não acho o valor alto para um veículo que zero seria algo em torno de 65-70k. Tem porcaria chinesa cobrando muito mais por nada!

    Porque acho ccs podres entao? Por 2 revisões seguidas fui informado que o sistema de emissão de NF estava fora do ar, e se podiam me enviar via email.
    "-Claro que pode!"
    Infelizmente só chegava a NF de serviço.
    Foi então que na ligação de feedback, do dtpo de marketing para avaliar o atendimento (a Honda sempre faz), perguntei a atendente se a ccs sonega, e disse que se fossem para dividir o lucro comigo, ou me darem desconto, tudo bem, podiam fazer. Após 30 min, recebi uma ligação do dpto administrativo, relatei novamente a minha reclamação e incialmente disseram que emitiriam as 2as vias, e adivinhem, nunca existiram a primeira.
    Sonegação pode ser o menor dos problemas (ou talvez um péssimo funcionário do faturamento), porque no meu entendimento, se a ccs entra com a NF do fabricante, como é possível nao emitir a de saída?

    Enfim, perderam o cliente (é o máximo que posso fazer).

    Em relação a venda de carros, é como funciona na política, não adianta reclamar de político corrupto se somos nós brasileiros que colocamos eles lá. Então não adianta reclamar de preços com ágil, … se continuamos fieis na tolice, querendo comprar mais rápido que o vizinho!

  • Mak06

    Li os dois relatos e nem precisa dizer qual foi o mais convincente e realista.

  • Mak06

    A dica para o consumidor do gerente é um tanto cômico.
    Foi a mesma coisa dizer para mim escovar os dentes antes de dormir,coisa básica,normal e óbvia que todo mundo sabe,não é uma coisa secreta de surpreender.
    O relato do vendedor sim!falou detalhes do "submundo" que muita coisa que o povo não sabia ou desconfiava.

  • coyote_thereal

    O mais engraçado é que a grande maioria dos clientes Honda e Toyota são satisfeitos principalmente é com o pós-venda de seus veículos e o calcanhar de aquiles das 4 jurássicas, fora a qualidade sofrível dos produtos ultrapassados que vendem, é justamente essa. Aí o amigo vem me dizer que trabalhou nelas e tudo são flores, diferente de Honda e Toyota? Então todos os frequentadores do NA e pessoas que conheço estão errados e o amigo está certo?? Faz-me rir!!! Já vi o "consultor técnico" da Peugeot tirar uma peça de um carro zero (bico injetor) por falta de peças para colocar no carro do meu sogro e falar que não tinha problema, que depois eles repunham… coitado de quem comprou, levou um dos bicos "bichado" já "de fábrica"…

  • PEDRO_HAWK

    Na minha opinião o post atual só complementou o anterior. A diferença é que enquanto este diz toda a parte boa que você pode ter de uma concessionária, o outro mostrou a parte podre.

    Qual delas será aplicada ao consumidor é o próprio quem decide, ao cobrar e exigir o melhor negócio sempre.

    Ao viabilizar a compra do carro da minha mãe, uma vez definido o modelo, passamos a fazer uma guerra entre as concessionárias que – por serem de grupos diferentes – ofereciam cada uma mais do que a outra.

  • laguiar

    Típico papinho de vendedor.

  • Caio_SP

    Não faz sentido fazer o cálculo do lucro em cima do valor de venda de um veículo. Segundo o gerente, um veículo de 40.000,00 tem custo de 39.360,00 com lucro de apenas 640,00 (1,6% sobre o valor de venda)!!! Esse valor é totalmente inconsistente com os preços praticados. Dependendo da CSS, chegam a dar 5-10% de desconto sobre o valor de tabela. Já tive desconto de 4k num veículo de 46k (~9% de desconto).

    Faz mais sentido calcular o lucro em cima do valor da nota fiscal de fábrica que é o custo para a CSS adquirir um veículo. Normalmente o valor da nota fiscal de fábrica é de 75% do valor de venda, as vezes mais as vezes menos. Nesse caso o um veículo de 40.000,00 tem custo de aproximadamente 30.000,00. A CSS vai lucrar em cima desse valor.

    Segundo o ex-vendedor, se não há despesas o lucro da CSS é integral e neste caso seria de 10.000,00, que representa um lucro de 33% sobre os 30.000,00. Na venda de 100 veículos, o lucro seria de 1.000.000,00!!! Isso dá uma boa margem para negociar possibilitando descontos de até 25%. Ao meu ver, um pouco exagerado mas nada impossível.

    Segundo o gerente, se o lucro operacional for de apenas 20% sobre o lucro bruto de 10.000,00, a CSS teria um lucro de 2.000,00 por veículo. Isso significa que a despesa com 100 veículos seria de 800.000,00 que é bastante elevado e reduz bastante a margem de negociação para apenas 5%. Esse valor ainda é inconsistente com os valores praticados no mercado.

    Ponderando um meio termo e supondo que as despesas na CSS não devem passar de 25% do lucro bruto, ou seja 250.000,00 para 100 veículos (praticamente o mesmo valor informado pelo gerente 320.000,00 – 64.000,00 = 256.000,00), o lucro operacional seria de 750.000,00, ou 7500,00 por veículo. Isso permite uma margem de desconto de até 18%. Este valor é mais consistente com o mercado atual.

    Diante destes valores o ex-vendedor pode até ter exagerado um pouco, mas os valores informados mostram bem mais a realidade do que o gerente que exagerou descaradamente tentando defender as CSS.

    • RTEC29

      Fico imaginando o lucro que a Hyundai tem com a venda do HB20, ágil no começo e até hoje eles não dão descontos. Vendedores não tem a mínima intenção em negociar, nem pegam contado dos clientes, sempre com seus sorrisos cínicos.

      • Caio_SP

        A Hyundai não tem capacidade de produção do HB20 e a procura é grande. Nesse caso vai ser praticamente impossível conseguir um desconto. Se observar os preços também estão bastante elevados em comparação com outras marcas, o que é normal em virtude da pouca oferta. Por outro lado, o i30 continua vendendo muito pouco, muita oferta e pouca procura… esse tem margem de sobra para negociar.

        As margens de descontos são expostas quando é lançado uma nova geração, como é o caso do Corolla. O preço de tabela do GLi 1.8 manual está 65k, mas esta sendo ofertado por valores entre 59k e 61k… 6-10% de desconto! Este exemplo derruba claramente a teoria do gerente.

        Agora em março chega a nova geração do Corolla por 70k ou mais. Como é lançamento a procura é grande e os preços disparam… o lucro fica bem mais elevado. Pode esquecer os descontos. É melhor esperar a poeira baixar até que os preços normalizem e torna mais viável as negociações.

  • Tito Reis

    Está na cara que o gerente disse a verdade…. a verdade que a direção contou a ele.
    Se as CSS conseguem enganar até seus gerentes, imaginam os seus clientes.
    Homem branco é tão bonzinhooooo

  • Hérlinton Brandão Dias

    Por favor né galera, vcs acham que algum empresário grande vai investir milhões de reais para abrir uma concessionária dessas grandes marcas, pra ganhar 64mil reais liquidos por mês ? só pode ser piada isso !!! Outra piada é dizer que oficina de concessionária não dá lucro kkkkkkk, isso é um absurdo sem tamanho.

    Na boa, acredito sim no que esta pessoa diz, que existe boas concessionarias, com bons funcionarios e boa gerencia/administração, e de uns tempos pra cá as coisas melhoraram sim !! Mas tentar mostrar enganar os outros dizendo que o mercado de automóveis no Brasil não é tão lucrativo assim, aí já é forçar a barra !

    • Hérlinton Brandão Dias

      E outra, não adianta a gente ficar chutando numeros, só quem vai saber mesmo são os donos, e nem mesmo gerente vai saber disso, são dados sigilosos e poucas pessoas tem acessos. Concessionarias dificilmente possuem 1 unica pessoa como proprietária, geralmente são geridas por holdings, sócios, e etc, pouquissimas pessoas possuem acesso total para fazer contas precisas assim, e isso nunca iremos ver alguem fazer, podem ter certeza.

  • Fabio

    Sinceramente eu não acredito nesse "gerente". Principalmente no que diz respeito a oficina. Infelizmente é notório que as oficinas das concessionárias cobram bem mais pelo serviço. Ele está faltando com a verdade, descaradamente.

    Exemplo, se vc comprar as peças no fabricante (da peça) e for em uma oficina TOP mas fora da concessionária, o serviço sai bem mais barato. E digo mais, quanto mais for especializado o tipo de manutenção mais fica barato. É deprimente.

  • Salgado2013

    + uma prova o quão é um ninho de cobras a CCs no pais e é assim por que o comprador é um OTÁRIO!

  • botinha1

    Bom legal essa resposta, mas vou te contar uma coisa não transmite verdade assim como o depoimento do ex vendedor, ficou de uma maneira genérica. No relato do vendedor percebi e verifiquei em loco qual fui comprar meu carro em uma CSS toyota.

  • Marx

    Cheio dos comuna demonizando o lucro.

  • Sérgio

    Tenho 56 anos e todos carros comprados zero, só o primeiro carro, um Passat em 1981 que foi usado.
    As concessionárias evoluiram muito. Cheguei a tirar uma Parati zero e ficar com ela parada, pois a mangueira do filtro de combustível soltou, isto foi exatamente numa fiscalização, em frente de outra concessionária Volkswagen. Sorte e azar ao mesmo tempo.
    Com relação a preços, minha experiência em 2013 com Toyota:
    – meu pai queria trocar o carro dele. Ele morava (faleceu em out/2013 por doença) numa cidade do interior a mais de 400 km de São Paulo.
    – Corolla XEI 2013/2013 – em Bauru R$ 74.000,00. Em Araraquara R$ 71.500,00 e em São Bernardo do Campo onde comprei R$ 69.500,00 com insulfilm, tapetes, sensor traseiro.

    Um cliente meu queria comprar um FOCUS e vender seu CLIO. Focus 2.0 automático custava R$ 66.000,00, consegui por R$ 63.000,00 em São Bernardo do Campo e ainda empurrei o Clio por R$ 2.000,00 acima do melhor valor que ele tinha conseguido.

    Assim, em parte dá para concordar com o relato. Você tem que pesquisar.

    Dica – não vá até a loja. Faça tudo por fone. Quando você vai à loja, você está no terreno do leão. No telefone, o terreno é seu.

    E boa compra.

  • Nen

    Quanta pessoa querendo saber o tanto que o vizinho ganha, eu trabalho em uma css, a própria lanchoneta da minha loja me cobra R$1,80 em uma latinha com preço sugerido de R$1,00, se eu não quiser pagar, eu vou em uma lanchonete no lado que ainda me cobram ágio, me vendendo por R$1,50. Que coisa de querer dar preço no que os outros vendem, se alguém já vendeu sua casa ou carro, vocês deixam darem um valor baixo.

    A uma dica para todos que gostam de dar preços nos produtos/carros, todos são vendidos pelo preço certo, para quem não sabe a matemática do preço certo, é o preço que o consumidor paga. Enquanto eu pagar R$1,80 na latinha de refrigerante, a dona da lanchonete manterá o preço, se o pessoal pará de comprar aí ela reduzirá até que encaixe o preço que o povo vai pagar.

    Se alguém não entendeu meu raciocínio, sinto lhe dizer que você está perdendo tempo em ficar falando de preço de carros caros, by Focus.

  • Adail Leister

    Me ENGANA que eu gosto!

  • Herbert Smith

    Se a intenção do gerente era mudar ou melhorar a imagem que ficou das concessionarias, acredito que piorou, pois ele simplesmente confirmou o que o ex-vendedor disse. Em varios momentos se contradisse E neste momento:

    "tenho orgulho do que faço pois sempre trabalhei para satisfazer o cliente (não conseguiria enganar meu semelhante) e em boas concessionárias que sempre tiveram foco na satisfação do cliente"

    Ele simplesmente jogou tudo que ele escreveu pela janela, pois todos sabemos que no Brasil NÃO EXISTE empresa comprometida com satisfação do cliente, se estiver entrando dinheiro tá bom! Mas piorou mesmo na hora que mentiu descaradamente em dizer que não conseguiria enganar um semelhante, esta parte realmente foi deplorável e você perdeu todo e qualquer respeito que estava tentando adquirir. Desculpa cara, mas você foi de extrema infelicidade neste texto, deveria ter pensado melhor pra mentir de forma mais consistente, pois o teu papinho de vendedor não engana os leitores do NA (vide todos os comentários acima!)

  • Douglas

    Minha irmã trabalha no setor de contas a pagar de uma concessionária das "quatro grandes".

    Toda semana aparecem umas 5 ou 6 Ordens de Pagamento vinda do setor de "Seminovos" para uma empresa da cidade que mexe com velocímetros, e vem com a descrição de "Serviço de Conserto de Painel" ao preço de R$ 50,00 cada HUHAUAHHUEHUEHAUHUAHAUH

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email