GM corta turno em São José dos Campos e coloca 1,1 mil em layoff

GM corta turno em São José dos Campos e coloca 1,1 mil em layoff

A General Motors anunciou que cortará um dos turnos de trabalho da linha de produção da picape média Chevrolet S10, em sua fábrica de São José dos Campos, Vale do Paraíba. Devido a escassez de semicondutores e componentes, a montadora também colocará 1,1 mil funcionários em regime de layoff.


Em reunião com a GM, o sindicato local confirmou a decisão da montadora, que deve cortar pela metade a produção da S10, um modelo que sustentou as vendas da empresa durante boa parte do ano, quando as plantas de Gravataí-RS e São Caetano do Sul-SP foram duramente atingidas pela escassez de chips.

Segundo a GM, a suspensão dos contratos de trabalho, de forma temporária no regime de layoff, deve durar de dois a cinco meses, dependendo das remessas de semicondutores que a empresa conseguir receber no período. Nesta terça, o sindicato discutirá com os trabalhadores na entrada dos dois turnos da planta paulista.

Com 3,8 mil funcionários, a unidade da GM tem 2,2 mil alocados na produção da S10 e Trailblazer, com o restante atuando na linha de produção de motores e outras áreas dentro do complexo industrial.

O vice-presidente do sindicato Valmir Mariano, disse: “Para o sindicato, qualquer medida tem de estar cercada de proteção ao emprego e aos direitos dos trabalhadores. Vamos levar essa discussão para a assembleia”.

A GM informou que “a cadeia de suprimentos da indústria automotiva tem sido impactada globalmente pelas paradas de produção durante a pandemia e pela recuperação do mercado mais rápida do que o esperado e vai afetar de forma temporária o cronograma de produção na fábrica de São José dos Campos”.

Finalizando, a GM afirmou: “Estamos discutindo com o sindicato local alternativas para mitigar o impacto e proteger os empregos”. Com o corte, a S10 perderá ainda mais terreno para a Hilux nos próximos meses, tendo vendido até setembro 25.956 unidades contra 32.570 da rival japonesa.

[Fonte: Automotive Business]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.