Elétricos GM

GM deve lançar 20 novos carros elétricos até 2023

chevrolet-bolt-ev-2018-1 GM deve lançar 20 novos carros elétricos até 2023

Ainda um tanto quanto distante da linha da Chevrolet no mercado brasileiro, os carros elétricos já são realidade lá fora para a General Motors. Esses modelos, inclusive, estão sendo uma das principais apostas da fabricante norte-americana. Nesta segunda-feira (2), o conglomerado anunciou que vai lançar uma série de novidades para a sua linha de elétricos, incluindo novas versões e modelos inéditos, totalizando 20 novidades até meados de 2023.



“A General Motors acredita em um futuro totalmente elétrico”, disse Mark Reuss, vice-presidente executivo de Desenvolvimento de Produto, Compras e Cadeia de Fornecedores da General Motors. “Embora esse futuro não aconteça imediatamente, a GM está empenhada em promover um maior uso e aceitação de veículos elétricos através de soluções que atendam às necessidades de nossos clientes”.

chevrolet-bolt-ev-2018-2 GM deve lançar 20 novos carros elétricos até 2023

Nos próximos 18 meses, a GM vai apresentar dois novos carros elétricos inéditos, que segundo o divulgado serão “baseados no aprendizado com o Chevrolet Bolt EV”. Ao que tudo indica, um desses modelos será um crossover de porte compacto, com praticamente o mesmo conjunto elétrico que equipa o Bolt.

Além de anunciar uma nova linha de elétricos, a GM apresentou o SURUS (Silent Utility Rover Universal Superstructure), um veículo conceitual com quatro rodas movidas a célula de combustível, dois motores elétricos e carroceria de caminhão pesado. O modelo poderia ser usado como veículo de entrega, caminhão ou até mesmo uma ambulância.

chevrolet-bolt-ev-2018-3 GM deve lançar 20 novos carros elétricos até 2023

Vale lembrar que o Chevrolet Bolt foi uma das atrações da marca durante a última edição do Salão de São Paulo, em novembro do ano passado. O carro usa baterias de íons de lítio com capacidade de 60 kWh, capazes de entregar autonomia de até 383 quilômetros – o conjunto pode ser recarregado em uma tomada convencional por pouco mais de nove horas.

O carro se destaca também pela ampla lista de equipamentos (de série ou opcionais), que inclui 10 airbags, alerta de colisão frontal, de ponto cego e de tráfego cruzado, sistema de frenagem automática de emergência, detecção de pedestres, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 10,2 polegadas, entre outros.

  • Luciano RC

    Ainda acredito que disponibilizando esses modelos elétricos aqui, teria um bom número de vendas. O Bolt e o Volt deveriam ser vendidos aqui numa rede exclusiva e Premiun.

  • Edu

    A concorrência entre os elétricos promete. Não demora e vai sobrar petróleo.

    • Fabão Rocky

      Sobrando petróleo, a gasolina nos postos de combustível vai aumentar de qq jeito. Em se tratando de Brasil!

  • Mr. Car

    Se satisfizer minhas exigências, eu compro.

  • José Barbosa

    Creio que o carro elétrico seja uma paixão sem volta. Salvo a questão de autonomia, a condução tende a ser muito mais suave, fácil e eficiente, graças ao torque cheio independente de rotação.

  • RRN

    A pergunta é: e aqui no Brasil? Quando vamos realmente tem uma atualização na industria automotiva?

    • Edu

      Já teríamos que estar acompanhando, pelo menos um passo atrás, o que está acontecendo no mercado global.

  • RRN

    Pelo que li a autonomia nos próximos 10 anos passará de mil kms para carros de passeio por conta de uma nova tecnologia de baterias que está chegando ao mercado agregada a toda parte eletrônica que está sendo desenvolvida para tal.
    Mas complementando o assunto, será que vão existir realmente carros num futuro próximo ou apenas capsulas autônomas de transporte?
    Se depender realmente de como a condução autônoma progredir duvido que poderemos realmente assumir o volante de um transporte. Na minha opinião dirigir será somente uma atividade de lazer em locais apropriados como autódromos ou coisas do tipo.

    • th!nk.t4nk

      Creio que por uns 20 anos ainda está garantida a opçao de dirigir, mas em algum momento acabarão proibindo no centro das grandes cidades (já que carro autônomo reduz bastante a lentidão no tráfego). Um banimento geral, como você sugere, pode levar boas décadas ainda. E claro, isso criará um mercado de nicho com estradas específicas onde será permitida a conduçao humana, além das estradas secundárias e rurais. Já tem gente de olho nesse mercado.

  • Fabão Rocky

    Uma autonomia de pouco menos de 400km é o q um tanque cheio de um carro c/ motor a combustão faz. Só q p/ encher o tanque é questão de esperar alguns minutos, enquanto o elétrico p/ carregar as baterias, demoram horas.

    • th!nk.t4nk

      As baterias mais modernas carregam coisa de 50% em meia hora. Isso daria 600 km de autonomia com 1 única parada de 30 minutos pra comer algo e ir no banheiro. E a tecnologia continua evoluindo. Possivelmente quem comprar um modelo elétrico com bateria de tecnologia mais antiga, possa fazer um upgrade posteriormente.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend