*Destaque Chevrolet Finanças GM Mercado Montadoras/Fábricas

GM: Novo investimento de R$ 4,5 bilhões para operação brasileira

chevrolet-onix-fabrica-gravatai-4612 GM: Novo investimento de R$ 4,5 bilhões para operação brasileira

A General Motors anunciou um novo investimento para suas operações no Brasil. A empresa que agora atua como uma só no país e também na Argentina, investirá R$ 4,5 bilhões em três plantas de produção, sendo duas delas de automóveis. Gravataí-RS, São Caetano do Sul-SP e Joinville-SC – esta última produzindo motores – receberão o aporte.



O valor faz parte do investimento total da GM Mercosul no Brasil até 2020, somando R$ 13 bilhões. Essa aplicação começou em 2014 e significará no período o equivalente a R$ 2,16 bilhões ao ano. Desses R$ 4,5 bilhões, R$ 1,4 bilhão já haviam sido anunciados para a planta gaúcha, que fará novos produtos nos próximos anos e terá sua capacidade ampliada para 500.000 carros/ano.

gm-fabrica-joinville-2 GM: Novo investimento de R$ 4,5 bilhões para operação brasileira

A GM não revela seus planos, limitando-se a mencionar que o investimento é referente ao “desenvolvimento de novos produtos, tecnologias e conceitos inovadores de manufatura”. A empresa ressalta também que promoverá com isso geração de empregos e atração de novos fornecedores, especialmente chineses no caso de Gravataí, segundo comentado pelo sindicato local.

Falando na unidade do sul, comenta-se que fará os sucessores de Onix e Prisma, dois dos carros mais vendidos do mercado nacional. Além deles, um novo SUV compacto tomará o lugar do Tracker e outros modelos, podendo chegar a oito, serão desenvolvidos sobre a nova plataforma que será fabricada no local.

gm-scs-85-1 GM: Novo investimento de R$ 4,5 bilhões para operação brasileira

Joinville, no estado vizinho, receberá R$ 1,9 bilhão de investimento na produção de motores e cabeçotes. Espera-se que de lá saíam novos motores – provavelmente de três cilindros – que deverão ser mais potentes e eficientes que os atuais utilizados pela GM no país. A busca por melhor performance e economia será importante para a Chevrolet continuar a ser a marca mais vendida no mercado sob o novo regime do Rota 2030, que focará bem mais na eficiência energética, segundo se comenta.

Por fim, a histórica fábrica de São Caetano do Sul no ABC Paulista terá mais R$ 1,2 bilhão. A unidade já passou por modernizações recentes e deve se aprimorar ainda mais para produzir com mais eficiência e menor custo. Ainda não se sabe o que sairá da planta-sede, mas podemos imaginar que pelo menos dois produtos – hoje feitos em outra localidade paulista – poderão migrar para lá.

Faltou alguma? Sim. São José dos Campos, no Vale do Paraíba. A unidade produz a picape S10 e o SUV Trailblazer, mas tem custo alto para as operações da GM no país. Já tentou-se dois projetos globais de carros de baixo custo para recuperar a importância da fábrica, mas nenhum deles vingou e, após o esvaziamento decorrente do fim da produção de automóveis de passeio, a unidade está cada vez mais ameaçada.

  • Rodrigo Santos

    É preciso saber a hora de ceder numa negociação, algo que o sindicato de SJC não aprendeu. Se vc aperta demais, mata a galinha dos ovos de ouro. Vai acabar fechando a fábrica, gerando desemprego e perda de arrecadação para o município.

    • Tosca16

      As vezes penso que a GM faz um favor estando lá … tudo é o sindicado, parece que só sabem falar isso.

    • invalid_pilot

      Não só a GM, a VW tem fábrica em Taubaté e pode reparar que os projetos mais novos vão pro Paraná ou Anchieta

      • Deadlock

        Sindicatos filhotes do sapo barbudo, não podia dar outra coisa..

  • No_Name

    Investimento em Joinville… Finalmente o Chevettetech dará adeus!?

    • Elfo Safadão.

      Sim, será substituído pelo Monzatech.

      • No_Name

        Kkkkk tamos lascados então!
        Você já reparou que carros com motores velhos são bem barulhentos? Repare nesses Onix andando nas ruas e compare com carros de motores modernos… Os carros modernos você só escuta o rolar dos pneus nas ruas (ou um ruído mínimo quando exigidos) enquanto esses carrinhos de motores velhos parecem carroça andando, fazendo barulho forte em qualquer regime de rotação.

        • MarcioMaster

          Sei não, tenho carro com motor “moderno” 3 cilindros, barulho é feio, não anda e não ganha em nada o motor velho do onix, e olha que o onix é maior e mais pesado.

          • th!nk.t4nk

            Marcio, que carro? Achei o Fox tricilíndrico bem mais forte que o Onix 1.0 com 4 cilindros. Em relaçao ao ruído, é bem semelhante também, sendo que em altas rpm o Onix grita até mais (além do Onix ter um barulho bem feio). Já o HB20 dizem que ficou bem ruim com o 3 cilindros (imagino que seja com ele que você esteja comparando). Enfim, depende muito do carro.

            • MarcioMaster

              Estou com um Mobi, antes estava com o UP. O HB20 nunca andei, mas tenho um amigo que tem e reclama bastante. Onde quero chegar é que é tudo 1.nada, 3 4 cilindros, novo ou velho é tudo ruim.

              • invalid_pilot

                Ruim comparado a o que ?

                Discordo totalmente comparando 1,0 Fire da Fiat com um 1,0 3 cilindros da Ford, VW – é um abismo de diferença

                • MarcioMaster

                  Ruim no sentido obvio, ou seja, são carros 1.0 que tem motor subdimensionado para o carro que estão levando, deveriam ser 1.3 1.4 no minimo, mas no Brasil nos empurram esses motores fracos, independente se marca A ou B seja um pouco melhor, todos são fracos.
                  Com certeza o Fire assim como o rocam 1.0 são os piores, mas lembre o fire no uno antigo com acelerador a cabo era bem interessante. Depois que virou fire evo e colocaram no uno grandão acabaram com o motor.

              • No_Name

                Realmente já andei num Uno 3 cilindros alugado e não notei praticamente nenhuma diferença para o Fire em termos de desempenho, mais do mesmo, deixa a desejar.

        • Lucas Moretto

          Acho q tem mais relação com o isolamento acústico do cofre.

    • Deadlock

      Esse investimento vai ser para novos motores, e vai gerar efeitos positivos para toda a cadeia produtiva (diga-se empregos). Vai modernizar o powertrain (finalmente) e pode garantir a liderança que a GM conquistou.

  • No_Name

    Ô NA, tem uma notícia circulando que a Audi fez uma presepada de fabricar centenas de carros destinados a Ásia com o mesmo número de série (chassis)!!! Bom divulgar isso.

  • Dreidecker

    O mais importante no momento para a GMB é a produção dos motores SGE no Brasil para substituir os jurássicos OHC, além de reforço lateral na plataforma GSV. E ainda sim o fará com considerável atraso em relação aos concorrentes.

    • 4lex5andro

      Seriam os motores Ohc da primeira linha Corsa ?

      Caso sejam, passou e muito da hora de um upgrade. Se bem que agora a Chevrolet é lider, vai que deixa como está, já que vende bem.

      • Dreidecker

        Sim, motor jurássico.

      • No_Name

        Esses Família 1 surgiram aqui com o Chevette 1,6.

  • Tosca16

    Eu mudaria as rodas, um pouco do interior e lançaria um Onix 1.4 Turbo concorrendo com Fiat Argo 1.8 e com o novo Polo, nas versões TSI. Aproveitaria e superfaturava ainda mais o preço do Onix, chegando aos 70-75 mil temers .

    • Felippe2010

      com aquela estrutura fraca, o Golnix vai se contorcer todo se der uma puxada forte com o 1.4T hehe

  • meneghelli1972

    Parabéns para a GM, e pensar que alguns anos atrás estava em uma crise beirando a falência, e agora só anúncio de investimentos “graúdos”.

  • vicegag

    Será que nos EUA a GM também atrai vários fornecedores chineses, para sua linha de montagem?
    Tendo qualidade, sem problemas, mas temo que a desesperada redução de custo a qualquer preço, nos produtos brasileiros rebaixe ainda mais a qualidade de alguns carros aqui montados.
    Vejo na net, donos de oficina reclamando muito de carros com 20mil km, e já cheios de problemas.

  • Kiyoshi Yamashiro

    GM ainda tá tranquila quanto às melhorias nos seus produtos para o mercado brasileiro, já que é atualmente quem mais vende carros, mas se demorar muito para renovar no segmento de entrada vai perder vendas, já que as concorrentes estão trabalhando forte, e o mercado americano e asiático são os únicos que restam, pois na Europa só teve prejuízos com a Opel

    • Gu92

      A Opel já era para a GM, agora pertence para a PSA Peugeot-citroën!!

      • Kiyoshi Yamashiro

        Eu sei que a Opel foi vendida, o que eu quis dizer é que a GM não vinha tendo lucro com ela, por isso foi obrigada a se desfazer dela

  • Alvarenga

    Noticia bem estranha dado que quase desmancharam a engenharia e desenvolvimento locais. Talvez o tal investimento seja apenas em manufatura.

  • Jefferson A.

    Geração de empregos ?? acho difícil. pelo menos aqui para planta de Joinville que deve ter no máximo 500 funcionários direto.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend