Chevrolet EUA GM Híbridos

GM planeja aumentar a produção do Chevrolet Volt em 50%

A GM está pensando em aumentar a produção anual do Chevrolet Volt até 2012, de 30.000 para 45.000 unidades por ano. Isso apesar de ele nem ter sido lançado ainda. Isso acontecerá em novembro.

O anúncio foi feito no momento em que o presidente Barack Obama fazia um tour pelas instalações Detroit-Hamtramck, onde o Volt é produzido. O modelo teve preços anunciados há alguns dias. São 41.000 dólares para a compra em “cash” e leasing com 36 prestações de 350 dólares, com entrada de 2.500 dólares.

Nas últimas semanas, mais de 25.000 pessoas entraram na lista oficial de entusiastas do modelo.





  • Jacques_Netto

    Nem precisa eles tomarem a iniciativa, vai ser algo meio que automático, a clientela vai pedir por mais! esse chevrolet é lindo ( frase rara de se ler… ), e com a proposta dele, ótimo!!! :D

  • deleted3861666

    Bem que o governo brasileiro poderia acordar pros híbridos/elétricos…

    • Tanto acordaram que darão incentivo a produção dos mesmos no Brasil. Só falta o interesse dos fabricantes.

      • Luiz Fernando

        Bom, pelomenos no site da Chevrolet Brasil o Volt se encontra em "carros conceito". Por mais que seja mínima, tenho esperanças de que este possa ser comercializado em nosso país. Se for mesmo, vai ser uma vitória no mercado nacional.

        • DinhoRoxx

          Duvido, carros com preços proximos a 50.000 dolares chegam aqui por quase 300.000 reais, como o caso do volt

  • paulo

    esse carro é a imagem pronta e acabada da indústria automobilística americana.

    é um lixo !!!!

  • vitor@joga1000

    gosto desse carro,tomara que a chevrolet traga esse carro pro brasil com o inçentivo do governo para hibridos/eletricos!!!

  • fernando meier

    Nada contra o carro, que até acho bonito, mas o que se ve é um desespero da gm mundial em sair da UTI, pq com a excessao da opel, os carros que a chevrolet mundial lança, nada mais é do que carros sem expressao, simples e dotado de tecnologia sempre atras das demais gigantes!! uma pena pq gosto muito da gm, e a julgar pelo que faz no brasil, é humilhante ter um cuze ( até acho o carro bom), disputando com civic, corolla, megane III, jetta e outros sedans que é melhor do que o cruze/daweeo.

  • Gustavo Muchiutti

    Não ligo, aqui a gente pode usar carro flex, que é bem melhor que esse Volt….Muito melhor…Muito mesmo…

    =/

    • Temos um MANJADOR aqui!

      Realmente, não troco um Gol Flex por um Volt nem a pau! [ironia mode off]

      • Gustavo Muchiutti

        Manjester demais você, hein. Não consegue entender uma ironia descarada nem com um emoticon no final e ainda quer me tirar de manjador. ;)

        • Tb fui Ironico!! Não viu meu colchete no final da frase?

          rsrsrsrsrs

          ps: foi mal!

          • Gustavo Muchiutti

            Bem de boas. :)

  • Vinicius Mello Lima

    Entrada de 25.000 dolares né?

    Por que 2.500+12.600 (36×350) tá meio longe de dar 41000 dólares. Mesmo a taxa de juros de lá sendo absurdamente baixa.

    • leasing é diferente. fica um residual grande no final. isso porque nos EUA quando termina o leasing a pessoa simplesmente devolve o carro e compra outro novo.

    • Miguel

      Tambem fiz essa conta e deu totalmente errado. rsrsrs acho que foi erro de digitação seila. algo assim

  • A GM esta mesmo animada com o Volt, tomara que nao seja tudo em vão…

    • acho que vai dar tudo certo pro Volt, a GM mudou totalmente de direção e tem recuperado suas vendas

  • nada mais natural, já que o carro que teria sua produção em 30k por ano, játem 25k de encomendas feitas antes de iniciar as vendas, como a ideia dele não ´a de ser um modelo de luxo e exclusivo, o aumento da produção é o mais racional.

  • tomara que isso atraia a concorrência e essa tecnologia vire tendência. Quero ver uma nova corrida de tecnologia em prol de um planeta mais limpo.

  • Marcelo M.L.

    Na minha opinião é o carro híbrido(ou elétrico como a GM chama) mas bonito até agora, comparando com Prius, Insight e Leaf (este horrível). Vamos ver em que século ele chega por aqui e a quanto.



Send this to friend