América Latina Argentina Brasil Chevrolet China GM Mercado

GM prepara o terreno para sucessores de Onix e Prisma em 2020

GM prepara o terreno para sucessores de Onix e Prisma em 2020

Dan Ammann, presidente da GM confirmou, através da agência Reuters, que a montadora americana prepara uma nova geração de carros compactos para mercado emergentes (Onix e Prisma) com lançamento a partir de 2019. A nova estratégia da General Motors é crescer e lucrar em mercados como a China e a América do Sul. Por conta disso, haverá uma sinergia mais consistente entre as duas operações da empresa, que contarão com a ajuda da SAIC no desenvolvimento dos novos produtos.


Até agora, GM Mercosul e SAIC-GM trabalharam separadamente em produtos bem localizados, embora alguns deles tenham sido lançados em alguns mercados latino-americanos, especialmente no Chile, mas conceitualmente são bem distintos. Também é verdade que a GM China andou registrando patentes e testando alguns modelos de projeto brasileiro, mas não passou disso. Agora a ordem é unificar as duas gamas de produtos, que conheceremos a partir do próximo ano.

GM prepara o terreno para sucessores de Onix e Prisma em 2020

Não será uma renovação imediata, pois o cronograma de estende até 2023. Então, em cinco anos, todo o portfólio de carros compactos da GM nas duas regiões será trocado, apresentando-se sucessores para Onix, Sail, Prisma, Lova RV, Cobalt, Cavalier, Spin, entre outros. Para sustentar isso, uma nova plataforma está em desenvolvimento com a SAIC, sendo esta a ser feita aqui em São Caetano do Sul – que recebeu R$ 1,2 bilhão em modernização – e Gravataí, que pretende ser o centro das atenções dessa nova família.


Ammann afirma: “Estamos trabalhando na renovação da linha de veículos (China e América do Sul), aumentando nossa participação de mercado e acertando nossos custos de produção. Tudo isso para lançarmos uma nova família de carros”. Com a nova base GEM (Global Emerging Markets), que deve ter custo de produção menor, a GM vai aumentar a rentabilidade nas linhas de montagem, especialmente após a modernização das plantas com ferramentais mais avançados e ampliação da automação, reduzindo o quadro funcional e ao mesmo tempo o volume diário.

GM prepara o terreno para sucessores de Onix e Prisma em 2020

Por aqui, a planta de Joinville deve fazer uma nova família de motores, sendo que o 1.0 12V de três cilindros, de projeto origem Opel, deve ser o centro das atenções junto com o novo 1.3 de quatro cilindros, lançado também na China. A dupla que está sendo feita na GM-SAIC, pode atender plenamente aos requisitos da nova família nas duas regiões. Espera-se versões aspiradas e turbinadas dos dois, com faixa de atuação de deve ir de 80 cavalos até 160 cavalos.

Em termos de produto, a GM prepara muitas novidades, entre elas um SUV compacto abaixo do Tracker e o sucessor deste, que deve ser maior e com porta-malas mais generoso. Como a Chevrolet está fora da Índia, limitar o pequeno a 4 metros não será necessário, então ele deve ter o porte do T-Cross.

GM prepara o terreno para sucessores de Onix e Prisma em 2020

Já o irmão maior deve ficar próximo do Tarek em porte, deixando o Equinox como um SUV médio de porte maior para competir com Tiguan. Uma picape compacta de porte maior e talvez cabine dupla deve suplantar a longeva Montana no final do ciclo de renovação da gama geral. A única questão é a harmonização do portfólio para se evitar fogo amigo dentro da própria marca, algo que já vimos algumas vezes no lineup da Chevrolet.

[Fonte: UOL]

GM prepara o terreno para sucessores de Onix e Prisma em 2020
Este texto lhe foi útil??

  • Piston head

    Será mesmo que vão aposentar a família gremlin?? Duvido!

    • Renato Duarte

      enquanto a Chevrolet tiver lucrando 75% em cima desses “monstrengos”,, dificilmente saem de linha.

  • Gu92

    Nem da para acreditar que a GMB vai enfim substituir os motores F1 pelos novos motores de origem Opel, só vou acreditar realmente no dia do lançamento, pois vai que mudem de idea no meio do caminho kkk!!

    • kravmaga

      O pior é que a GM vendeu a Opel para a PSA. Então deve aproveitar agora pela última vez.

      • Gu92

        Mas se formos pegar os motores F1 como exemplo, podemos supor que essa nova família será usada até meados de 2050 pela GM aqui no Brasil!!

      • Vinicius LMS

        Posso estar enganado, mas acho que nessa venda a GM ficou com as plataformas e motores.

        • SDS SP

          À GM meio que “alugou” a mão de obra europeia da Opel para finalizar o projeto.
          Entretanto, boa parte da plataforma tem como base de desenvolvimento na Coreia do Sul.

          • Vinicius LMS

            Por muito tempo fizeram isso, quase tudo do Brasil veio da Opel ou de alguma filial Asiática, não temos quase nada que é feito só para os EUA.
            E com a venda da Opel, preservaram a engenharia que é o mais importante, por isso não acredito que veremos mudanças na Chevrolet Brasil como os Europeus verão com a Opel, mas como teve a notícia esses dias da Chevrolet Korea tendo problemas, talvez aí sim poderemos ver mudanças.

      • Paulo Lustosa

        Os motores novos não foram pra PSA, permaneceram com a GM

    • Tochio

      E onde vou arrumar um motor novo pro chevetão agora?? kkkk

      • Gu92

        Mete um 1.3 desses novos na Chevetera e já eras kkkk

      • Punta-tacco

        Mete o 2.5 da S10. Estou com uma ideia de coloca-lo numa carava.

        • leomix leo

          Não é muita cavalaria para a estrutura dela não?? Haja reforço estrutural….

    • invalid_pilot

      Passou da hora de fazerem isso.

    • KOWALSKI

      Não vejo os motores antigos negativamente. Quem não gosta é só não comprar.

      • Há de se concordar que a GM conseguir tirar números de potência/torque, e até consumo, relativamente próximos aos motores de projetos mais modernos com cabeçotes multi-válvulas realmente foi uma proeza!!!

        • Daytona

          GM explorou a 6 marcha, coisa que deveria ser padrão em todos os carros.

        • Ricardo Blume

          Antigo, porém confiável e de fácil manutenção também.

      • Gu92

        Não falei negativamente, só acho que já deram o que tinham que dar e está mais do que na hora de serem substituídos pela GM!!!

        • Fabão Rocky

          As pessoas aqui nos posts falam tanto de tecnologia, mas na hora da compra de um compacto c/ a gasolina a 4 reais, pouco importa se o motor é de concepção antiga ou não. P/ a maioria das pessoas o q importa mesmo é qtos km/l ele faz na prática. Existe aquela frase q diz: “Em time q tá ganhando n se mexe!” Esse motor F1 da GM, apesar de jurássico tem uma boa confiabilidade, n quebra, a manutenção é barata e consegue ser tão econômico (ou até mais) qto alguns motores modernos de 3 cilindros, um bom exemplo disso é a dupla Onix/Prisma Joy q são bastante econômicos.

          • Rbs

            pois é!

          • Geraldo Xavier

            É difícil os haters engolirem a nota a em consumo

            • Estefanio

              Vocês precisam dirigir mais e ler menos. Aqui vai o depoimento de quem já dirigiu todos 1.0 nacionais (menos o firefly da fiat). E também o 1.4 da chevrolet e o 1.5 da ford. Antes que digam que sou um hater, aviso que sou orgulhoso dono de um Agile 1.4, que tirei da concecionária em jan 2011. Quero dizer Que se eu tivesse algum problema com a GM já tinha trocado de carro. Os motores da GM são muito mas muito mais ruins que os dos concorrentes em termos de torque e economia. Os motores 1.0 da Ford e Nissan entregam mais força que o 1.4 da GM. Os motores da GM mesmo com a 6 marcha não são econômicos como dizem nos testes e perdem para os demais 3 cilindros das demais com apenas 5 marchas. Disparado o melhor carro que dirigi foi o Peugeot 208 com motor 1.2 – ele anda bem, motor tem torque e faz 12 km/l de etanol na estrada. O UP TSI até é mais econômico, mas deixa à desejar na cidade pois o motor turbo só acorda em alta rotação, então tem que passar 1a marcha nas lombadas. Que o motor da GM não dá manutenção ai é verdade, mas dizer que é bom e econômico não dá não…

              • Geraldo Xavier

                O motor do agile sempre foi Gastão. Não era o mesmo do corsa/meriva e não tem as inovações do ônix. Acho que voce não sabe o que está falando.

                • Estefanio

                  A minha experiência é prática por locar e dirigir a maioria dos carros compactos por semanas. Não é de teste drive ou leitura de revista. Você tem razão em dizer que o motor do Agile gasta mais que o do Onix. Por outro lado ele entrega o pico de torque muito mais cedo. Você sente o motor encher. Esta sensação ocorre à 3000 rpm no 1.2 puretec, e nos motores 1.0 3 cilindros da Ford e da Nissan. No agile é por volta de 4000 rpm, mas no Onix é quase nos 6000 rpm. Então o.motor parece que não tem força. Efetivamente o motor do onix é mais econômico que o do Agile mas perde em performance e economia para os demais motores mais modernos. E não adianta ter 6 marchas, pois em qualquer aclive tem que colocar 4a ou até mesmo 3a, pois o torque to motor está nos 6000 rpm. Carros que já loquei: Onix 1.0 e 1.4 ambos com 6 marchas, March 1.0; Ka 1.0 e 1.5; Sandero 1.0 c 3 e 4 cilindros; Gol 1.0 3 cilind e 1.6 8v; HB 20 1.0; Up TSI; Pálio e Uno Fire. A decisão de compra é individual só estou informando para que as pessoas não sejam enganadas. Eu não compro outro GM enquanto não trocarem os motores.

    • RRodrigo Souza

      será que estaremos vivos quando isso acontecer? isso parece conversa de pai para filho, que só o neto vê kkk

  • Felipe Gonçalves

    Acho meio arriscado querer unificar em um só estilo carros Brasileiros e Chineses, apesar da evolução ainda vejo uma certa discrepância na preferencia de design entre os dois países.

    • invalid_pilot

      Unificar carros brasileiros com indianos deu certo. Porque daria errado com chineses ?

    • Natán Barreto

      Realmente tem discrepância entre os carros brasileiros e chineses da GM. Os brasileiros são horrorosos.

      Só olhar o Cobalt que parece uma geração retrasada do atual Cavalier.

      • Marcos Souza

        E o classic versão chinesa que a GM vendeu por aqui era muito lindão!(*ironia)

  • Eduardo Brito

    Desse jeito vai ser difícil a VW tirar a liderança da GM por aqui.

  • Luccas Villela

    -Onix
    -Prisma

    -Cobalt
    -Spin

    -Montana
    -SUV1
    -SUV2

    Acho que só tem espaço pra isso né?

    • Rafael Pereira da Silva

      espero que eles lancem um sedan na casa dos 70 mil (cavalier), um hatch do cobalt ou do cavalier… queria mto tambem um sedan subcompacto (a la sail e classic), bem como um spark da vida (abaixo dos 40 mil… e ver para crer

      • Rafael Pereira da Silva

        a GMB tem deveria produzir um Malibu e uma Silverado aqui… deixando as importações para o Equinox e Impala

      • Luccas Villela

        Seria ótimo mesmo, um Spark da vida de 35 a 45. E o Onix sem a versão joy, mas acho quase impossível. Um sedã sub também acharia legal, no tamanho dos antigos sedãs, pq todos cresceram demais.

        • Marcos Souza

          Vão sonhando! A GM matou o Sonic que era 1000 anos luz melhor que o Onix pq Sonic dava menos lucro que o Onix.
          Mataram um carro nota 5 em segurança com motor 1.6 16v pra ficar com um carro nota 0 e com motor 8 válvulas…

          • Rafael Pereira da Silva

            não se esqueça que o Sonic era do mesmo tamanhos menor que o Onix e hoje este mercado se resume ao Honda Fit nos hatches, mas o Virtus, City e Cronos alcançam a faixa dos 75 mil.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Acho que poderá haver um carro menor que o Onix para fazer frente ao Kwid ao Mobi
      Os dois SUV serão sucessores indiretos da Spin.
      A Montana poderá ser ligeiramente maior do que o Oroch contar com versões de cabine simples e dupla.

  • Luis Burro

    Se ficar como a primeira foto podem economizar com faróis q lembram os do C3.

  • Razzo

    Só não precisa deste rostinho horroroso…

    “Por aqui, a planta de Joinville deve fazer uma nova família de motores, sendo que o 1.0 12V de três cilindros, de projeto origem Opel, deve ser o centro das atenções junto com o novo 1.3 de quatro cilindros, lançado também na China. A dupla que está sendo feita na GM-SAIC, pode atender plenamente aos requisitos da nova família nas duas regiões. Espera-se versões aspiradas e turbinadas dos dois, com faixa de atuação de deve ir de 80 cavalos até 160 cavalos.”

    — Já passou e muito da hora!

  • el punidor

    Linha de carros de entrada tão nojenta e sem vergonha como essa, só a Renault /Dacia Brasil!!

  • Rogério R.

    Com o novo acordo Mercosul – Colômbia a GM terá que unificar o portfólio das fábricas no Brasil, na Argentina e na Colômbia. Agora a curiosidade que fica: o que a GM Colômbia enviará para cá? Situação difícil para ela, pois Sail hatch/sedan tem a mesma plataforma e o mesmo porte de Onix/Prisma. Agora se a nova identidade da GM América do Sul for mesmo do conceito chinês revelado recentemente, será bacana ver Onix/Prima com frente de Camaro.

  • Fabão Rocky

    Se akele carro laranja horroroso lá do topo for o sucessor do Prisma, prefiro ficar c/ o Prisma mesmo.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Aquele é o Sail 3, nada a ver com prisma (um primo só)

  • Aquele Sail é uma evidência de que o nosso mercado está realmente feio na figura, ele é a materialização do mínimo, feito na China para ser barato e oferecer benefícios na medida exata para o consumidor sem que a GM gastasse um centavo a mais. E mesmo assim ele ficou inviável de ser produzido ou importado para cá, ainda era rentável perdurar o Classic (que na década retrasada foi o Sail na China…). Aí eu me pergunto até que ponto carro da China perde em alguma coisa para carro brasileiro. Certamente carros “made in Brazil” não devem ter um bom significado lá fora…

  • Julio Cesar Galli

    Carro de entrada no Brasil deve ser econômico e bonito para se manter na liderança .

  • Cristiano Gomide

    A GM é mesmo imbecil, pois basta colocar quatro rodas em um palete de madeira e parafusar uma central multimidia no painel de CG, que vende horrores para os brasileiros, que nem pra segurança ligam.

  • jose silva

    Vão Zerar nos testes de colisão como os atuais GM?

  • awatenor

    Só não concordo em mudar muito o desenho de Ônix e Prisma. Certamente uns dos desenhos mais acertados que já apareceram na linha Chevy, principalmente depois da última reforma (segunda foto). Se for para mudar, seja refinando o desenho em cima de nova plataforma (de preferência bem mais resistente e moderna). E… cadê o novos 3 cilindros, Chevy? Se vierem com a tecnologia que atualizou os jurássicos antigos, vão ser campeões de economia e performance.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email