Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

O hatch médio mais vendido do mundo (considerando que o Toyota Corolla vendeu muito mais como um sedã) é muito querido em diversos países e no Brasil não diferente. O modelo teve diversas versões ao longo de sua vida no país e uma delas se destaca, o Golf Sportline.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014


Lançada em 2008, essa versão logo de cara chamou a atenção dos clientes da Volkswagen.

Com visual esportivo emprestado do Golf GTI, o Golf Sportline trazia também mais conteúdo por um preço competitivo.

Fez tanto sucesso que até uma série especial limitada dessa versão acabou sendo lançada, tamanha a procura pela opção. A Volkswagen criou essa versão Golf Sportline (veja a opinião de dono sobre o Golf Sportline) junto com a atualização mais profunda que o hatch médio ganhou no Brasil.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Essa atualização foi necessária para evitar a chegada do muito mais caro Golf VI e dar tempo para que a matriz alemã desenvolver a geração 7, que viria a ser feita no país, produção que retornaria alguns anos depois do fim da geração 4,5, como é chamada a atualização de fim de vida do Golf brasileiro.

Mas por que o Golf Sportline chama atenção até hoje, especialmente no mercado de usados? O motivo era que 80% do mix de vendas do Golf no Brasil eram dessa versão em 2008.

Isso por si só já era significativo, visto que podia-se comprar o hatch com visual quase como de um GTI, mas o Golf Sportline vinha com o singelo motor EA111 1.6 8V Flex de até 103 cavalos, lembrando que ainda não era o VHT.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Por conta disso, valia a pena até uma edição especial e a introdução de uma combinação estranha para a época, mas que tornaria o Golf Sportline uma opção desejável para muita gente.

Esse volume era representativo, visto que no ano de 2008, o hatch da VW vendeu 17.265 unidades, sendo mais de mil por mês, muitas delas do Golf Sportline.

Em 2017, a geração atual não emplacou mais que 3.955 exemplares.

E como era o Golf Sportline?

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

O nascimento do Golf Sportline

O Golf já estava há 8 anos sem uma atualização mais profunda no visual, até que a VWB decidiu fazer uma por conta própria, pois nosso modelo já estava se encaminhando para dez anos e praticamente o mesmo do lançamento na década anterior.

Assim, a empresa decidiu por integrar no Golf Sportline parte do visual do Golf GTI, mas com mecânica básica, centrada no 1.6.

Antes da atualização, o Golf tinha uma versão Sport, mas essa era na verdade uma das várias séries especiais do modelo, tendo aparecido em 2003. Essa opção ressurgiu um ano depois, mas ao contrário da primeira, que usava motores 1.6 e 2.0, esta tinha motor 1.8 Turbo de 150 cavalos.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Eis que então, por conta dessa última característica, o Golf Sportline surgiu em 2008 com proposta semelhante, mas o termo “line” indicava um retorno ao anterior motor 1.6.

E foi assim, junto com a atualização de meia vida do hatch, que surgiu o Golf Sportline, a versão de maior sucesso comercial do Golf, embora a mais famosa fosse (e ainda é) a GTI.

Em 2007, o Golf recebeu uma atualização brasileira como linha 2008. O hatch médio adotava uma frente mais esportiva e jovial, assim como alterações no conjunto ótico traseiro.

O frontal recebeu um novo capô, assim como faróis duplos de maior tamanho. Estes incorporavam repetidores de direção e parábolas bem definidas nos projetores.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

O para-choque ganhou vincos salientes e mantinha o padrão atual da época na VW, enquanto a grade ganhava duas vistosas barras no logotipo da marca.

Na traseira, as lanternas ficaram bem maiores e envolventes, prolongando-se até as laterais e cortadas pela tampa do bagageiro. Porém, as lentes eram circulares em seu interior, harmonizando-se com o estilo da montadora na ocasião.

Por dentro, o ambiente era essencialmente o mesmo dos anos 90, mas isso não diminuiu o ímpeto da VW em vender o Golf.

A versão Golf Sportline surgiu como intermediária entre a básica e a GTI, sendo oferecida com motores 1.6, assim como a de entrada, que entretanto tinha opção 2.0.

Ela substituiu a versão Flash do modelo anterior.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Mais tarde, o Golf Sportline recebeu atualização do motor 1.6, que ficou mais “torcudo” e o derradeiro motor 2.0, que trazia consigo a exclusividade do câmbio automático de seis marchas.

Nesta época já víamos um prenúncio do fim próximo, quando a oferta começa a melhorar muito o custo-benefício do produto antes de sua aposentadoria.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Golf Sportline apresenta visual e conteúdo que se destacam

O Golf Sportline chamava atenção pela sua proposta mais esportiva, mesmo que inicialmente fosse apenas 1.6 litro.

O modelo surgiu assim na linha 2008 com rodas de liga de cinco raios com aro 16 polegadas e pneus 205/55 R16. Havia também bancos em couro em dois tons de cinza, faróis de neblina e defletor de ar na tampa traseira.

O conteúdo completo do Golf Sportline vinha com direção hidráulica, ar-condicionado digital, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, freios ABS com EDB, airbag duplo, computador de bordo, trio elétrico completo com tilt down no espelho retrovisor direito, sensor de estacionamento e um importante rastreador via satélite.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Afinal, o custo do seguro do Golf Sportline (como os demais Golfs) era astronômico.

Infelizmente, boa parte dos itens acima era opcional, como não poderia deixar de ser no caso da Volkswagen, por isso que esta versão podia sair da loja sem airbags, ABS, teto solar, ar digital, sensor de chuva, retrovisor eletrocrômico, entre outros.

No ano seguinte, a linha 2009 adotou melhorias no Golf Sportline, como “novos faróis com máscara em cromo escurecido”, em nota da Volkswagen.

Por dentro, a versão adotava um novo volante multifuncional (opcional), que agregava comandos de mídia e piloto automático, agora outra opção. Os espelhos dos para-sóis passaram a ser iluminados de série, menos mal. O motor 1.6 agora era o VHT.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Golf Sportline Limited Edition

Em 2010, a Volkswagen aproveitou que de cada 10 carros vendidos, 8 eram do Golf Sportline e criou a série especial, chamada Sportline Limited Edition.

Visualmente, o para-choque dianteiro recebia apliques pretos na grade superior e na inferior, sendo em fosco nessa última. Assim como os faróis de neblina, as parábolas dos faróis passaram a ser cromadas.

O conjunto ótico ganhou máscara preta e não escurecida, dando um aspecto mais esportivo ao modelo.

As rodas liga leve aro 16 polegadas com pneus 205/55 R16 agora eram de estilo Cyclone com cinco raios duplos e acabamento cinza.

Na traseira, o Golf Sportline especial tinha logotipo “Limited Edition” e o teto solar elétrico era item de série.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

No interior, o Golf Sportline Limited Edition vinha com couro no volante, alavanca de câmbio e freio de estacionamento.

Os bancos também eram em couro preto e com acabamento mais esportivo na frente. As soleiras em alumínio tinham o nome Golf, enquanto o quadro de instrumentos ganhava iluminação em LED branco.

Por fim, o banco traseiro deste Golf Sportline era bipartido com cintos e apoios completos.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Mais melhorias

Tendo versões básica e Comfortline, além da GTI, o Golf tinha ainda na Golf Sportline seu filão na linha 2011, quando surgiu a oferta do motor 2.0 (já atualizado) com até 120 cavalos e o câmbio automático Tiptronic de seis marchas, que havia substituído o anterior de cinco.

O propulsor 2.0 deu um impulso nas vendas do hatch.

Parte dos itens da série Limited Edition passaram a ser adotados no Golf Sportline, como os detalhes em preto, mas com o acréscimo do “painel do GTI”, que tinha mostradores de fundo branco.

Muitos itens passaram a ser de série, inclusive airbag e ABS na linha 2012. O modelo ganhou volante esportivo e bancos ainda mais elaborados e esportivos.

O acabamento interno do Golf Sportline evoluiu bastante.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

As rodas Cyclone passaram a ser integrantes do conjunto, que ficou ainda mais elabora com pedais e manopla metalizados, ponteira de escape dupla e cromada, sistema de som atualizado com SD Card, Bluetooth e USB, detalhes em aço escovado, entre outros.

Mas, as rodas de aro 17 polegadas (opcionais), eram oferecidas junto com bancos em couro e teto solar, igualmente pagos à parte.

Assim, o Golf Sportline foi até a linha 2014, exatamente no mesmo ano/modelo em que surgiu a sétima geração do Golf, que veio apenas com Comfortline (que existia no anterior), Highline e a imprescindível GTI.

Golf Sportline: saiba tudo sobre a versão que fez sucesso até 2014

Motores do Golf Sportline

O Golf Sportline começou a carreira com o motor EA111 1.6 8V de 101 cavalos na gasolina e 103 cavalos no etanol, entregando apenas 14,3/14,5 kgfm a 3.250 rpm, respectivamente.

Em 2009, esse motor foi muito melhorado, passando a ser denominado VHT e entregando um cavalo a mais no etanol, porém, com 15,4/15,6 kgfm a somente 2.500 rpm.

Nos dois casos, o VW Golf Sportline era manual de cinco marchas.

Mas, a partir de 2011, a versão ganhou o motor EA113 2.0 8V Flex de 116 cavalos na gasolina e 120 cavalos no etanol, entregando 17,7/18,4 kgfm a 2.250 rpm. Ele tinha a primazia de usar a caixa automática Tiptronic de seis marchas, mas tirava o prazer da manual.

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.