Finanças Governamental/Legal Mercado Montadoras/Fábricas

Governo desmente declarações sobre Rota 2030

fiat-fabrica-betim-visita-NA-50 Governo desmente declarações sobre Rota 2030

O governo federal se pronunciou sobre as declarações de Luiz Miguel Falcão, que é coordenador da secretaria de desenvolvimento e competitividade industrial do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) sobre questões tributárias relacionadas com o Rota 2030. Segundo o ministério, Falcão “não é porta-voz do ministério para este assunto; o servidor acompanha, apenas, as discussões técnicas sobre a política”.



As declarações de Falcão em entrevista para o site Automotive Business, revelavam que os aspectos tributários do Rota 2030 seriam divulgados até o fim de setembro, o que o MDIC confirma. Mas, sobre o IPI, o ministério desmente que em janeiro o imposto será atrelado à cilindrada do veículo, conforme o coordenador havia relatado.

O ministério diz que “está em discussão no Governo Federal se ocorrerá ou não alteração das alíquotas de IPI, cabendo ressaltar que o tema ainda não foi decidido”, mas confirma que o IPI de 30% acabará com o fim do Inovar-Auto. No caso das alterações, o ministro Igor Calvet diz que ainda está em discussão se as alíquotas serão atreladas à eficiência energética dos automóveis. Segundo ele, essa regra tornaria carros elétricos e híbridos atraentes ao consumidor.

O governo ainda reitera que quando o Rota 2030 estiver pronto, fará ampla divulgação de suas regras. Mas, por enquanto, ainda não há uma data exata para sua divulgação. O que se sabe é que está atrasado, pois o prazo original seria até o último dia de agosto. No enanto, alguns executivos do setor automotivo já davam como certa o não cumprimento da data por conta do curto período de tempo para sua elaboração.

Atualmente existem sete equipes de trabalho negociando diversos pontos entre governo, montadoras e autopeças. Para todos os lados, o Rota 2030 acabará com as polêmicas do Inovar-Auto e com as regras consideradas ilegais pela OMC. A expectativa é que haja mais flexibilidade na política industrial do setor automotivo e isso permita que o mercado cresça sem ajuda do governo, melhorando também os processos industriais, a eficiência energética e a segurança, entre outros.

Com efeito para os próximos 15 anos, o Rota 2030 é esperado para ser a solução definitiva para tornar o Brasil competitivo no cenário internacional. Já com efeito a partir de 2018, começa a ser celebrado antecipadamente por alguns setores, especialmente os importadores, que não terão mais o IPI majorado de 30% e nem as cotas de importação. Pelo menos isso é um consenso entre governo e empresas, sendo denunciados anteriormente por membros da OMC.

[Fonte: Automotive Business]

  • Fanjos

    Quem acha que o governo irá usar lubricante pelo menos…esta enganado.

    • leandro

      O governo é o nosso maior inimigo. Deveria ser responsável apenas por segurança pública e ensino básico

      • Victor Hugo

        Nem isso! Preferia não pagar imposto algum, pagar pela minha própria arma, e meu filho na escola particular.

        • Debraido

          Já fazemos isso, só a arma que não. No meu caso:
          – Ensino – particular (filhos);
          – Saúde – particular;
          – Transporte público – Pífio (onde moro);
          – Segurança – particular (edifício com segurança 24h);
          – Estradas – quase 100% pedagiadas (SP).

          Só falta parar de pagar os impostos. Dos governos, municipal, estadual e federal não utilizo absolutamente nada. O mais triste de tudo isso é que não sou rico.

          • AntonioReis

            Se não tivesse um mínimo de organização social, com polícia por exemplo, seu edifício com segurança não serviria para nada. Os ladrões o invadiriam todos os dias.

            • Victor Hugo

              Eles já fazem isso, mesmo existindo polícia. E fazem porque sabem que o próprio cidadão não pode se defender.

          • Debraido

            A galera do “Quebrando o Tabu” apareceu em peso aqui no NA. Que chatice, todo mundo toma tudo de maneira literal. Pessoal aqui é blog de automóveis. Metemos o pau nos políticos, nos impostos e nos mimimis. Gostamos de V8 que bebem bastante. Nada de Prius.

          • Victor Hugo

            Finalmente alguém entendeu o que eu quis dizer!!! Aleluia…
            Aqui funciona assim:
            Escola (particular)
            Saúde (plano de saúde)
            Transporte público (zero, e ainda atrapalham os particulares tipo Uber)
            Segurança (segurança 24 h em condomínio, e ainda quando era em casa precisava pagar um guarda para apitar na frente da minha casa durante a madrugada, e ainda escoltar enquanto abria o portão) E pior, já precisei da polícia e não fui atendido.
            Estrada (100% pedagiada, as que não são, são decadentes, intrafegáveis
            Esgoto (pago a odebrecht para fazer o tratamento de água e egosto)
            Energia (pago a Elektro)

            Ou seja, todo imposto que eu pago, vai para o bolso de alguém!

          • Gilberto Damante

            Você não utiliza as ruas da sua cidade e a iluminação pública?

        • Evan

          E seu carro voaria? Se não, quem construiria as estradas e com que dinheiro? E o lixo da sua casa, vc jogaria onde? Alguem iria recolher? Quem pagaria? E o sistema de esgoto, vc faria um sozinho ou ia ter uma fossa estourando sempre ai na sua casa? E vc tendo sua arma, mas não existindo polícia, o que impediria vinte bandidos de se juntarem e invadirem sua casa, levar sua arma e matar vc e sua família?

          • Victor Hugo

            Meu carro não voa, mas paga um pedágio, que vou te falar… mesmo com todos impostos que eu pago, ainda tenho que pagar por um serviço privado. Então preferia não pagar imposto e continuar usando rodovias privatizadas. O lixo da minha casa poderia ser jogado fora por uma empresa privada, se tivesse ruim a coleta eu contrataria outra. O sistema de esgoto eu já pago à uma empresa que faz o tratamento da água e do esgoto. Se eu tivesse uma arma para me defender, todos os meus vizinhos também teriam, acho que os ladrões iriam pensar duas vezes para entrar ali. Porque se for pensar, existe imposto para tudo, existe polícia e isso não impede de 20 bandidos entrar nas casas, bancos, hospitais, escolas e matar todo mundo.

            Do jeito que você falou, parece que pagamos muito impostos, e temos todos os serviços disponíveis.
            Será que estamos falando do mesmo país? Onde pagamos altos impostos e precisamos contratar segurança particular, pagamos altos impostos e precisamos pagar por escola particular, pagamos altos impostos e precisamos ter plano de saúde, pagamos altos impostos e precisamos utilizar rodovias privatizadas, com preços abusivos de pedágio, pagamos altos impostos e maioria das cidades não tem tratamento de água e esgoto.

            Então prefere pagar tudo isso à parte (para um particular) e deixar de pagar impostos, porque o que eu vejo com o meu dinheiro (com impostos) é indo para o bolso de ladrões.

            • Mr. Pennybags

              Os caras não conseguem vislumbrar iniciativa do mercado….

              • Victor Hugo

                Exatamente! Acham que precisam de uma babá, que faz tudo por ele. Dá a saúde que ele precisa, a estrada, a educação a segurança. Enquanto se você fizer por si, escolher o que vai querer e a quem vai querer pagar, seria um cenário ruim. Para com isso, as privatizações que ocorreram na década de 90 (como telefonia) só demonstra o quanto foi saudável, tira essa um pouco de tetas do governo.

              • Catucadao

                vai ver vc acha que o temer é um politico bom tbm…. ou vc acha que eu gosto do lula dizendo isso? se liga velho… mesma coisa que vender o parque do Ibirapuera para uma empresa privada pensa um
                pouco

            • Catucadao

              pedágio em rodovia estadual não deveria existir isso é pra roubar o cidadão, não se deveria cobrar para rodar no estado nem dentro País

              • Victor Hugo

                Pois é, mas tem gente defendendo os impostos porque o governo faz rodovia, dá segurança, saúde e educação. Mas o Governo está realmente fazendo isso?!

                • Catucadao

                  iniciativa privada… odinheiro vai pro bolso de alguém não pro povo quem não entende isso precisa estudar tudo de novo a escola principalmente.

                  • Victor Hugo

                    Deu dúbia interpretação o que você falou. Mas acho que você disse que quando existe a iniciativa privada, o dinheiro do serviço vai para o bolso do “dono”. É claro, o dinheiro vai para o bolso do “dono” do negócio, e ele em troca te dá um bom serviço, e você pode escolher outros se não gostar do que ele está te oferencendo. Diferente dos impostos, que vai para o bolso de um corrupto, você é obrigado a pagar, e pior, não tem serviço em troca.

                    • Catucadao

                      imposto é para a cidade e para o bem da população só no brasil que dinheiro é desviado… talvez em algum outro pais por ai so que a gente não sabe…

        • AntonioReis

          E trate de pulverizar o esgoto que sai de sua casa, porque a comunidade não quer saber dele poluindo o ambiente comum.

          • Victor Hugo

            Por esse serviço eu já pago, e pago caro. Não é imposto, é taxa de água e esgoto!

            • Mr. Pennybags

              Todo mundo paga e só 50% recebe! Tem quem paga e não tem esgoto tratado!

          • Mr. Pennybags

            Seria tudo privado!

        • Não diria não pagar nenhum imposto, mas no Brasil existe algo cruel que é o imposto alto no consumo, e baixo na renda e herança. Dizem que o Brasil cobra muito imposto, mas isso é mito. Na lista dos maiores cobradores mundiais nao aparecemos no top 20. A maior parte são países europeus, mas detalhe, pq no Brasil se tem essa percepção? Pq aqui o imposto incide na casa dos 52% no consumo, por isso tudo é caro. Na Europa e outros países o imposto é alto, sim, mas na renda, principalmente dos ricos, enquanto aqui a aliquota nao passa dos 27%, sendo vc um juiz ou o Silvio Santos, na Europa pode chegar a 60% da renda, dependendo do seu patrimonio. E na herança o mesmo, quanto mais, mais se paga. Aqui o máximo é 8%, nos Eua que é um país liberal, imposto sobre heranças chega a 30%, por isso tem muita doação pra universidades, escolas, catastrofes, obras etc.. Os ricos aqui acham que pagam muito imposto, mas não pagam, não comparado aos países que eles comparam, Eua, Japão, e Europa. E no caso de Eua e Japão além do imposto quem tem mais grana paga ainda pela saúde a parte, no caso dos Eua ate os pobres, paga-se pela universidade pública, todos pagam (somente os melhores ganham bolsa, ou muito pobres). No Japão desde o ensino médio é pago o colégio e a universidade pública, o governo só paga o ensino básico gratuito.

          • Wilson Junior

            nao sei onde vc viu isso….Brasil sempre teve impostos altíssimos:
            http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/impostos/noticia/5590281/brasil-maior-cobrador-imposto-ranking-mundial-argentina-primeira
            Pode não ter muito imposto sobre a renda, mas os outros impostos estão cobrindo bem essa “baixa cobrança” porém 27% eu acredito ser um absurdo, pois trata-se do seu trabalho.

            • E os paises europeus que cobram até 60% de IR? E nos EUA que também e mal alto que aqui? O povo quer ter padrão de vida europeu no Brasil mas pagar impostos mexicanos. Ae fica fácil ne. Lembrando que essa alíquota de 27% e so para os altos salários e renda, os mais baixos pagam bem menos.

            • Esta matéria é bem tendenciosa, e deve apenas analisar imposto no consumo, pois em varíos rankings é diferente: Suécia, Dinamarca, Noruega, Japão e outros estão no topo de liberdade econômica. Vamos lá: Imposto de Renda na Dinamarca = 55,4%; IR na Holanda = 52%; IR na Áustria = 50%; IR na Bélgica = 50%; IR no Japão = 50%; IR no Reino Unido = 50%; IR na Finlândia = 49,2%. IR na Suécia = 58,2%; IR na Alemanha = 51,2%; IR nos EUA = 46,1%. IR no Brasil = 27,5%! Portanto, criança, o buraco é mais embaixo!!!

    • Hendel Marques

      De maneira alguma! Vai continuar metendo sem cuspe!

      • Fanjos

        Agora com o selo “Aiii que delicia cara”

        • Esquilo Tranquilo

          O governo está trabalhando e relaxando, enquanto toma seu suquinho de laranja.

          kkkk

      • Evan

        E com cerol…

    • falando nisso vi em alguns sites parece que teve novo aumento no Onix e Prisma, alguma confirmação??

  • Tosca16

    Resumo, alguma das 4 velhas carcomidas achou ruim, e o governo atenderá novamente os anseios destas ferrando de alguma maneira os importados.

    • Moreno Rocha

      Rapaz, sempre que vejo uma notícia como essa, me remete principalmente à GM e seus carros com mínima segurança que vendem muito (no nosso caso, um bestseller com zero estrelas), não só aqui, mas pelo mundo todo. Imagine se eles gostariam de ver isso mudando, sendo forçados a efetivamente lançarem produtos melhores… ainda mais obrigados pelo GOVERNO, que sempre foi um ‘parceirão’… acho que não, né? Vamos ver o desenrolar dessa novela.

    • AntonioReis

      Se tirar o IPI, a indústria nacional será engolida. Chineses vão colocar milhares e milhares de carros baratinhos aqui. O que se iniciou com a JAC há alguns anos será potencializado. A produção chinesa já está em mais de 25.000.000 de automóveis por ano. E crescendo. A brasileira não chega a 2.500.000. Como competir com isso? Não há possibilidade.

      • Tosca16

        E as montadoras já estabelecidas tem capacidade produtiva para atender a nossa demanda e sobrar ainda, o que falta é trazer produtos melhores, similares a outros mercados mais maduros e impedir que novos produtos tomem espaço, se não equipararem serão engolidos…

  • Duh

    Creio que as montadoras já foram reclamar e já foram exigir algo para manter o cartel.

  • V12 for life

    Ou seja não gostaram da má repercussão e voltaram atrás, jogando a culpa no primeiro a abrir a boca.

  • Jefferson Ferreira

    Se quer tornar o huezil competitivo basta abrir o mercado e simplificar os tributos!!!

    • Fanjos

      Rá!

      Não…
      Passar bem.
      Ass. Governo

  • gtry

    + impostos, + corrupção

  • Freaky Boss

    chamo atenção para o ponto:
    “especialmente os importadores, que não terão mais o IPI majorado de 30% e nem as cotas de importação.”

    • Raul Pereira

      não terão de 30, pode ser de 40% XD

    • Retrato do Papai

      Só hoje na promoção por 29,90%

  • Raul Pereira

    “ainda está em discussão se as alíquotas serão atreladas à eficiência energética dos automóveis”. Sim, o governo de propósito nos deixa na contramão do progresso tecnológico pra poder parasitar mais.
    Como sempre jogam os laudos técnicos na lata do lixo para fazer politicagem. Na conferência de energia tivemos todo o embasamento teórico para produção de elétricos, prosumidor, novas tecnologias para gerar energia em casa e o que o governo faz com todo esse estudo? Engaveta porque estão todos preocupados com o próprio lombo que está sendo assado nas investigações contra a corrupção e pra fazer lobby pros amiguinhos

  • Ilson Eric Bezerra

    Já vi que nunca mais teremos um cenário automotivo como nos anos 90….

  • Marcio Mendes

    “… que não terão mais o IPI majorado de 30% …” Provavelmente agora vai ser 100 ou 150%. Ainda há uma dúvida… rs

  • Mauro Schramm

    “Atualmente existem sete equipes de trabalho negociando diversos pontos entre governo, montadoras e autopeças.”

    Os consumidores, que pagam pela bagaça toda, são mero detalhe.

    • Felipe

      Pior: Tá com cara de que as montadoras serão as novas JBS e Odebrecht do governo!

      • FrankTesl

        sempre foram de todos os governos desde os anos 50

  • Ariana Arantes

    O governo e seus empresários amigos, no caso a ANFAVEA, sao nossos inimigos. Agora, se querem tecnologia e inovacao, basta abrirem o mercado, tal como o Collor fez. será que os merda da anfavea leem o que escrevemos?

  • Ariana Arantes

    O governo e seus empresários amigos, no caso a ANFAVEA, sao nossos inimigos. Agora, se querem tecnologia e inovacao, basta abrirem o mercado, tal como o Collor fez. será que os criminosos da anfavea leem o que escrevemos?

    • Leem sim. Mas por sua reclamação, vão aumentar mais 500 no preço dos carros, para aceitarmos mais na boa… Kkkkk

  • Felipe

    Olá, meu nome é Governo.
    Em que posso ferrar sua vida hoje?

    • leomix leo

      Já somos ferrados diariamente, essa rota 30 não deve fazer tanta diferença. Já estamos acostumados a levar no lombo.

  • zekinha71

    Se o governo está desmentindo, então é verdade.
    Já temos ideia do que está vindo.

  • AntonioReis

    Se acabar com o IPI dos importados, a indústria nacional será engolida. Inapelavelmente. Por exemplo: A produção chinesa já está em mais de 25.000.000 de automóveis por ano. E crescendo. A brasileira não chega a 2.500.000. Como competir com esse monstro chinês?

    • Evan

      Que bom, é disso que precisamos. Pra que indústria “nacional”, leia-se as 4 grandes, pra ficar explorando os consumidores e ditando as regras do mercado? Se quer indústria nacional, que seja por competência e não por protecionismo do governo. Tem que investir em infraestrutura, menor burocracia, impostos simplificados, mão de obra qualificada, etc. Tudo isso atrairia investimentos e geraria uma indústria nacional sólida.

      • AntonioReis

        Antes de vc ter tudo isso, encontraremos uma dúzia de importadores que invadirão o mercado e quebrarão as montadoras. Uma a uma, Pode escrever.

        • Evan

          Interessante, então pq isso não ocorreu quando Collor abriu as importações na década de 90? E qual sua preocupação com as montadoras? Elas são multinacionais, não sao nacionais como se imagina. Ainda por cima, importadores tambem geram empregos, os carros nao se vendem sozinhos, nem as peças que serão necessárias. Que espécie de industria “nacional” vc acha que temos? Temos apenas produtos defasados e protecionismo doentio que impede a livre concorrência e prejudica, e muito, o consumidor. Por isso temos carros caríssimos e pouco seguros.

          • AntonioReis

            Porque na década de 90 estávamos trazendo Ladas Laika e Niva. Hoje, os chineses fabricam muito mais e melhor do que nós. Inclusive as próprias marcas ocidentais que têm fábricas monstruosas no Oriente podem preterir investimentos por aqui em favor das fábricas de lá.
            Já se passaram quase trinta anos. O mundo mudou muito.

            • Evan

              Mérito deles e demérito nosso. Eles evoluiram e nós não, com nossa indústria “nacional” e mesmo com todo protecionismo, continuamos no passado e na contramão do mundo. Isso só prova que protecionismo torna as empresas acomodadas, elas não precisam evoluir, já que não haverá livre concorrência. Pior pra o povo e pior pra vc.

            • Kra os próprios chineses querem o Brasil pra entrar na América Latina. Antes do IPI maior várias marcas queriam vender aqui e a JAC e Chery já queriam construir fábrica. Não foi o INovar Auto que as “obrigou” a fazer isso, já tinham planos. Tanto que a Lifan por ex. tem fábrica no Uruguai, onde o imposto é praticamente mínimo. Agora vc me diz, pq fazem fábrica, teve outra recente chinesa que anunciou fábrica no Paraguai também, se poderiam trazer tudo da China? Então, não podem, e isso é uma questão de logística. Trazem o ferramental, trazem as peças, e montam em CKD. No caso do Brasil eles podem não so trazer como desenvolver aqui, pq temos otimos engenheiros e industria de auto-peças forte. Nas palavras dos chineses eles em todas as áreas que atuam aqui falam que o Brasil é um lugar estratégico nos planos deles, so perdemos para os Eua e a própria China em investimentos chineses. E tu esqueces ainda que mesmo caindo o Super IPI e as cotas ainda terão os 35% de imposto de importação, que já impede algumas operações. Isso que vc fala é um grande mito. O que terá é alta concorrência e escolha pro consumidor.

              • AntonioReis

                Não adianta só pensar em investimentos de fabricantes. Sabe por quê? Porque vc vai encontrar dezenas de empresários que estarão dispostos apenas a trazer carros já montados do exterior. Foi isso que aconteceu em 2011 com a JAC e agora poderemos ter em uma escala muito maior.
                Eu não estou defendendo imposto maior ou menor, mas pense que uma vez iniciado esse processo, não teremos como parar.
                Até concordo que o Imposto de Importação barra um pouco a invasão, a diferença de escala que estamos falando é tão grande que o preço absurdamente baixo de lá pode ficar ainda muito convidativo aqui.
                Só espero que não nos tornemos uma nova Austrália.

                • espera que não? Eu torço para que nos tornemos uma Austrália!!! Vc conhece a Australia? Um país que tem mais de 60% de sua área desertica e é um dos países mais ricos e desenvolvidos do planeta??? Qual problema de montar aqui? Qual diferença entre um chinês montado aqui e um Zeronix??? Então é melhor ter o Onix Zerostar so pq foi feito pela engenharia brasileira? Tu sabia que os proximas carros da GM todos para mercados emergentes serão em uma plataforma feita com a SAIC chinesa??

                  • AntonioReis

                    Vc não entendeu. Refiro-me apenas ao setor automobilístico de lá que foi pulverizado. O país em si é espetacular.
                    Se não me engano, não se monta mais nenhum carro em larga escala por lá.

                    • E isso é ruim pra eles? Na verdade o governo australiano foi muito mais inteligente que o nosso, deixou o mercado ser livre, se montar carros lá não é rentavel e eles não estão dispostos a dar incentivos e subsidios que não se traduzem em absolutamente nada, como aqui, melhor investir em áreas que os australianos podem dominar ou se destacar, como turismo, serviços, setor imobiliário, minérios, etc… O Brasil fecha mercado pra atrair investimentos mas não tem uma montadora pra justiifcar, o que ocorre é apenas que as multinacionais usam isso pra oferecer o que há de pior, por preços estratosfericos, e o governo no fim sai perdendo, pois as vendas caem de ano a ano. As perdas do governo com renúncia fiscal pra beneficiar estas montadoras nos útimos anos do Inovar Auto apenas foram na casa dos 22 bilhões, daria pra montar umas 3 montadoras nacionais nos moldes chineses de negócio de parceria.

                    • AntonioReis

                      Se não me engano, a Austrália tem cerca de 25 milhões de habitantes. Todos muito bem instruídos e com um padrão de vida excepcional.
                      O Brasil tem cerca de 205 milhões de habitantes que em sua imensa maioria tem formação deficiente e um péssimo padrão de vida. Não vou nem considerar os que são formados, mas que na verdade possuem péssima formação acadêmica.
                      Se você destruir a cadeia industrial de montadoras e autopeças brasileiras, irá jogar no desemprego milhões de trabalhadores que não terão recolocação. O processo de desindustrialização do Brasil é evidente e acelerado. Acredito que já não há mais como voltar atrás.
                      E não adianta dizer que ‘vão para o setor de serviços’, porque na Austrália serviço é medicina nuclear, informática avançada e etc. E aqui no Brasil é manicure, restaurante e cabeleireiro.
                      Parece uma espécie de beco sem saída.

                    • AntonioReis

                      E acrescento que a China lançou um novo programa de avanço de sua indústria em que esperam dominar os mercados de automóveis, eletro-eletrônicos, até cerca de 50% do mercado de aviação entre outros.
                      Vem dureza por aí.

                    • Kra nada a ver o que tu disse, a Austrália so tem a qualidade de vida e a baixa desigualdade pq lá e o maior salario minimo do planeta, sim, maior ate que o americano. Isso e criticado por mega empresários australianos, como era de se esperar. Sabe o problema do Brasil? Pq alguns cargos como um juiz ou deputado, so pra ficar no setor publico, chegam a ganhar mais dr 50x o que ganha o trabalhador comum? Paises como Austrália ou canada essa diferença nao passa de 8x. Das vc tem a desigualdade, e dela advém todo o restante que vc falou. E isso nao muda tao cedo, nao tem nada a ver com qual indústria temos e sim com estrutura salarial e trabalhista, e nosso passado escravocrata. Mesmo um lixeiro nestes paises ganha bem.

            • FrankTesl

              os ladas so fizeram algum ducesso no brasil por um ou dois anos no começo dos anos 90.
              como o mercado foi reaberto, as opções aumentaram e em pouco os pé de boi russos cairam no esquecimento, supkantanis por outros melhores.

  • luiz

    Os caras não conseguem nem decidir se vão “incentivar”os híbridos e elétricos num plano pra 2030, imaginem quando eles vão pensar sobre autônomos!!! Bando de velho desgraçado

  • Henrique

    Duas coisas que não valem nada ANFAVEA, que acabou com os importadores, e o nosso maldito GOVERNO, ao qual temos sustentar essa maquina falida e corrupta. A ANFAVEA deveria lutar por carros de melhor eficiência, diminuição da carga tributária, melhoria na qualidade e produção dos nossos carros, enquanto esse incompetente GOVERNO, pela aumento da produção, expansão de divisas, exportação e criação de novos empregos. Mas isso aqui e Brasil, e infelizmente enquanto nao houver um intervençao militar ou revoluçao nesse pais, vamos continuar na merd@

  • yurieu

    EU QUERO COMPRAR UM FORD TAURUS, UM FORD EXPEDITION, UM IMPALA, UMA SILVERADO 3500, E GERAR BASTANTE RENDA E EMPREGAR BASTANTE GENTE, É DIFÍCIL?????????

  • afonso200

    mas confirma que o IPI de 30% acabará com o fim do Inovar-Auto……..era só o que precisava saber……….. 2011 epoca que levava Azera V6 e Fusion 2.5 a preço de corolla e civic top……interessante é saber que o Fusion V6 custava 107mil reais (mas ele vinha do mexico) como entao um Azera que vinha da Coreia custava 84mil e um Fusion V6 custava 107 mil tendo alguns impostos anulados ??? interessante como a Ford lucra aqui

    • Na vdd isso foi uma estratégia da Hyundai pra se estabelecer no mercado pois o câmbio coreano facilitava. O mesmo ocorria com o i30 e com os modelos da Kia.

  • Lorenzo Frigerio

    Precisa antes privatizar a Petrobrás. Senão ela não permitirá alíquotas com base em eficiência energética.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend