Ecologia Europa Mercado

Green NCAP promete pegar no pé das montadoras em termos de emissão

Green NCAP promete pegar no pé das montadoras em termos de emissão

Nos anos 90, quando o Euro NCAP surgiu, praticamente nenhum fabricante de veículos queria ver seus carros colocados à prova em termos de segurança. Hoje, as famosas estrelas do instituto independente europeu estão devidamente adesivadas (como propaganda) em alguns modelos que se destacam na avaliação de proteção, feita pela entidade.


Os testes de segurança do Euro NCAP viraram referência no velho continente, assim como os do IIHS nos EUA, que hoje tem importância (e impacto) muito maior que o federal NHTSA. Mas, de volta à Europa, os testes de segurança do instituto, que se espalhou para outras regiões, incluindo a nossa região com o Latin NCAP, agora quer buscar a verdade sobre as emissões de poluentes.

O Green NCAP é um novo programa de avaliação ambiental que o instituto está lançando na Europa, tendo apoio de organizações ambientalistas, governos locais e ajuda de laboratórios em oito países para fazer a avaliação dos carros. O objetivo claro é verificar se existem discrepâncias entre os dados do fabricante e os reais, apurados nos testes de emissão.

Green NCAP promete pegar no pé das montadoras em termos de emissão


Após o Dieselgate, que não só expôs a verdade sobre a Volkswagen e outras marcas europeias (incluindo também americanas), a Europa acabou descobrindo a realidade por trás do diesel, incentivado oficialmente no continente durante décadas.

Agora, sob pressão do Euro 6.1 e também de restrições impostas por cidades e países, a região tem uma nova fonte para revelar o que de fato anda saindo do escape dos carros vendidos na União Europeia. Da mesma forma que no Euro NCAP, o Green NCAP classifica as emissões dos carros novos até 5 estrelas.

O instituto explica que se um determinado modelo zera na classificação do Green NCAP, ele não necessariamente é um carro “sujo” em termos de emissão, já que o parâmetro de avaliação, nesse caso, é atender os requisitos mínimos da legislação ambiental. Então, aquele que obter 5 estrelas, terá a melhor relação entre consumo e emissão.

Green NCAP promete pegar no pé das montadoras em termos de emissão

Dois índices são usados para se obter a média e a pontuação: Índice de Ar Limpo (hidrocarbonetos não queimados, monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio e partículas) e Índice de Eficiência Energética, que aqui no Brasil é medida em MJ/km. Logo de cara, o Green NCAP pegou 12 carros para testes.

Os elétricos BMW i3 e Hyundai Ioniq EV ganharam naturalmente 5 estrelas. O VW up! GTI ganhou 4 estrelas, seguido de BMW X1 2.0 e Mercedes-Benz A200 1.4 com três. Ford Fiesta 1.0 EcoBoost levou duas, enquanto Audi A7 50TDI, Subaru Outback 2.5 e Volvo XC40 T5 ganharam apenas uma estrela. Por fim, zeraram Ford Fiesta 1.0 EcoBoost (Euro 6), Fiat Panda 1.0 e VW Golf 1.6 TDI, que assim atendem somente o mínimo exigido por lei.

[Fonte: Auto Evolution]

Green NCAP promete pegar no pé das montadoras em termos de emissão
Nota média 5 de 3 votos

  • Murilo Soares de O. Filho

    Nenhuma novidade, mais antigos poluem mais.

  • CarloAndreiDiniz

    Se lá fora que os carros são na grande maioria a diesel e são mais econômicos que os nossos,o Green NCAP está de olho, estamos ferrados mesmo. Sem contar que a nossa gasolina é 40% porcaria eu fico me perguntando o que vai ser de nós? Estamos ferrados nesse país além de carroças e de as montadoras precisarem fazer um motor específico para nossa gasolina porcaria, suspensão e pneus diferente por causa da nossa porcaria de estradas tudo influencia no consumo. Estamos abandonados.

    • Diego Lip

      Nossa gasolina não é porcaria, aqui só há motores específicos por causa dos 27% de etanol que há na nossa gasolina. O grande problema é a corrupção por trás de alguns postos de gasolina que adulteram o combustível e isso precisa ser denunciado.

      • Henrique Gouveia

        Bem complicado pro pessoal entender que nossa gasolina é uma das menos poluidoras.

        • CarloAndreiDiniz

          bem difícil do pessoal entender que só vc está preocupado com isso, nenhum montadora e nenhum governo está preocupado com isso, pois vc precisa abastecer o dobro pra poder rodar OS MEMSO KM com essa porcaria que chama de álcool que é na verdade 20% DE AGUA AMIGO.

        • Diego Lip

          Querem babar ovo para as outras, dos EUA, mas a nossas é uma das melhores do mundo.

          • nightwishjp

            Passaríamos fácil com nossa gasolina pelo índice de ar limpo, mas será que iríamos bem na eficiência energética? Fico na dúvida.

      • Éder Rocha Rodrigues

        Para ser eficiente realmente, a nossa gasolina deveria ter NO MÁXIMO 15% de etanol.
        Política da Petrobrás, que tira para si todos os benefícios adivindos da evolução tecnológica dos veículos.
        Resumindo: PAGAMOS MAS NÃO LEVAMOS!

        • CarloAndreiDiniz

          Pra ser eficiente não pode ter porcaria nenhuma nele, daí sim teremos algo concreto pra avaliar, porcaria de álcool que vc paga como gasolina, só que álcool e aditivos nunca, mais nunca, fará mesma km que a gasolina, só vc está preocupada com o meio ambiente amigo, pois o governo cobra tanto imposto pra manter essa palhaçada que além de vc gastar mais em km vc paga mais em impostos pra colocar essa porcaria no seu carro, Gasolina é Gasolina não é gasolina com porcaria como álcool. Alcool é mais de 20 % de agua. Estamos sendo roubados descaradamente, Desde quando inventaram essa palhaçada de motor bi-combustível que só existe aqui em terra tupiniquins amigo. além de ter que encher o tanque novamente porque o carro gasta 50% a menos do que com álcool.

      • CarloAndreiDiniz

        Pois é amiga, você paga por 100% de gasolina mais leva 25% de álcool, 15% por cento de aditivos e solventes o restante gasolina de péssima qualidade pois o petróleo brasileiro é tão ruim que tem que se tão refinado, não há motor desenvolvido que gere um bom consumo com essa porcaria, lembrando a você, não sei se já teve a oportunidade de ir aos EUA e ver o consumo dos carros lançados lá chegam a fazer mais de 20 km por litro fácil.

        • Éder Rocha Rodrigues

          É verdade, os carros nos EUA são muito mais econômicos do que no Brasil, justamente porque mantém o percentual de etanol na mistura dentro dos padrões lógicos de eficiência energética, além de exigir que os padrões mínimos de qualidade dos combustíveis sejam respeitados (diferentemente do que ocorre no Brasil).
          Vale lembrar que a adição de algo em torno de 10% de etanol na mistura é necessário, pois este último substituiu o chumbo-tetraetila como antidetonante para a gasolina, com vantagens para o meio ambiente.

        • Diego Lip

          O petróleo brasileiro não é ruim, só é mais grosso que o importado.

  • th!nk.t4nk

    Curioso que o 1.0 turbo da VW levou 4 estrelas, enquanto o equivalente da Ford (Ecoboost) levou apenas 1.

    • João

      O Up GTI foi o primeiro TSI com filtro de partículas, se não me engano.

  • Filipo

    Acho que esse GreenNCap, com toda vênia, não terá a mesma importância aqui no Brasil, por não termos, salvo raras exceções, carros de passeio a diesel. Vi que não é apenas para carros a diesel, mas estes são os que poluem mais. O problema no Brasil são os caminhões e ônibus antigos. Se fizerem esses testes por aqui, vão “negativar” (zerar) os testes.
    Cabe lembrar que o motor do Up! GTi é o mesmo de Polo/Virtus/T-Cross e Golf.
    Enfim, acredito que não terá a mesma importância que o LatinNCap no Brasil.

    • TijucaBH

      Concordo sobre os onibus e caminhoes antigos. Pra mim, Caminhões e ônibus acima de 30 anos só poderiam trafegar em estradas rurais, onde a velocidade média é bem mais baixa e o nivel de segurança exigido é bem menor alem do que, em estradas rurais, em função da própria limitação, rodariam menos e consequentemente poluiriam menos.
      Sobre o motor do UP tsi, realmente ele é igual ao dos carros que voce citou, mas cada carro tem seu acerto da injeção eletronicaem função de aerodinamica, peso, capqcidade de refrigeração, segmento de mercado, etc. Com isso, um UP tsi pode ter 4 estrelas e um T-cross por exemplo ter 1, portanto, motores iguais em carros diferentes, temos resultados diferentes.

  • Vitor

    Só pra satisfazer os interesses políticos, os carros dos poluidores são os que menos poluem e querem acabar com eles. BANDO DE BURGUÊS SAFADO. kkkkkkk

  • Ricardo Blume

    Sem problema para as montadoras. Investem bilhões para terem produtos mais ecológicos na Europa e EUA enquanto países em desenvolvimento elas deitam e rolam. Sempre foi assim e sempre será. Um lado paga em benefício do outro. É assim com pesticidas, remédios e não seria diferente com automóveis.

    • Fabio Marquez

      Não adianta nada investirem em paises desenvolvidos, sendo que grande parte da frota velha e poluidora ainda roda nos subdesenvolvidos, que inclusive importam o lixo deles para rodar por muitos anos… O mundo acaba do mesmo jeito.

  • Daniel dos Santos

    Bla bla bla….enquanto em nosso país nao tiver regulamentação, balela está de carro ecologico….

  • Ina Marlina

    veja “Isn’t It Romantic” neste site! tudo está aqui !! visite este blog: ONETWOTHREESERIES123.BLOGSPOT.COM

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email