*Destaque Hatches Salões do Automóvel

Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Após o lançamento do Volkswagen up!, há quase três anos, e também com a nova lei que obriga airbags frontais e freios ABS como itens de série em todos os carros vendidos no território nacional, o segmento de hatches compactos sofreu uma renovação. Praticamente todas as marcas que integram a categoria lançaram novidades, destacando a Fiat com o Mobi e a Ford com Ka.



E no Salão do Automóvel de São Paulo, que estará aberto ao público até o dia 20 de novembro, há algumas novidades de carros populares/compactos. Listamos abaixo as principais delas. Confira:

Fiat Mobi Drive

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Seguindo os mesmos passos do irmão maior Uno, que agora está disponível com os motores 1.0 e 1.3 litro da família Firefly, o Fiat Mobi passa a ser oferecido com uma nova opção de motorização. A montadora italiana está apresentando em seu estande o novo Mobi Drive, versão do carrinho que se diferencia por oferecer o novo 1.0 litro de três cilindros – as variantes Easy, Easy On, Like, Like On, Way e Way On seguem sendo ofertadas com o antigo 1.0 Fire.

O novo propulsor do Mobi traz arquitetura de duas válvulas por cilindro com geometria do conjunto otimizada, além de sistema HCSS, que elimina o tanquinho auxiliar de gasolina para partidas a frio com etanol. São 72 cavalos de potência com gasolina e 77 cv com etanol, a 6.250 rpm, e torque de 10,4 kgfm e 10,9 kgfm, respectivamente, a 3.250 rpm. Ele trabalha em conjunto com uma transmissão manual de cinco velocidades.

Dados de desempenho da versão Drive, porém, ainda não foram divulgados.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Outro diferencial da configuração é a direção elétrica (os demais modelos usam sistema hidráulico), que reduz o esforço para girar o volante e também não afeta a eficiência do conjunto. A direção elétrica do carro dispõe também da função City, ativada por meio de um botão no painel (e desativada automaticamente em velocidades mais elevadas), que diminui ainda mais a necessidade de esforço durante as manobras de estacionamento.

Entre os equipamentos de série, o Fiat Mobi Drive oferece ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros com função one touch e antiesmagamento, trava elétrica nas quatro portas, limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, volante com ajuste de altura, tampa do tanque de combustível e do porta-malas com abertura interna, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, banco traseiro bipartido, cargo box, lane change, ESS, alerta de frenagem de emergência, pneus “superverde”, chave canivete telecomando, entre outros.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Como opcional, haverá sistema de som Connect com Bluetooth e USB, retrovisores elétricos com Tilt Down e luz de seta integrada, sensor de estacionamento traseiro, volante multifuncional, faróis de neblina, alarme com telecomando, rodas de liga-leve de 14 polegadas e console de teto com espelho auxiliar.

O preço do Fiat Mobi Drive também ainda não foi revelado. O carro começa a ser vendido no final deste mês.

Volkswagen up! Track

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Uma das novidades da Volkswagen para o segmento de carros compactos é o novo up! Track. Trata-se de uma versão com apelo “aventureiro” da linha do hatch, que oferece apliques na cor “chrome effect” nos para-choques, emblemas alusivos à versão nas portas traseiras, seções centrais dos para-choques na cor preta, moldura nas caixas de roda e nas laterais, capa dos retrovisores em Preto Ninja, maçanetas das portas em preto fosco, faróis e lanternas escurecidos e rodas de aço aro 14 com calotas “Bristol” e pneus 175/70 R14.

Por dentro, há teto, coluna, para-sóis e retrovisor escurecidos.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Nos itens de série, o Volkswagen up! Track oferece ar-condicionado, direção com assistência elétrica, vidros dianteiros com acionamento elétrico, volante com ajuste de altura, retrovisores com regulagem elétrica, sistema “keyless” de abertura e travamento das portas por controle remoto, sistema “s.a.v.e.” de ajuste variável de espaço no porta-malas, sistema de som (com rádio, conexão por Bluetooth, leitor de CD e arquivos MP3 e entradas USB, Aux-in e iPod), banco do motorista com ajuste de altura, faróis de neblina e três apoios de cabeça no banco traseiro.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

O motor é o mesmo 1.0 litro flex aspirado de três cilindros, que rende 75 cv de potência com gasolina e 82 cv com etanol, e torque de 9,7 kgfm e 10,4 kgfm, respectivamente, a 3.000 rpm, acoplado a um câmbio manual de cinco marchas.

O up! Track estará disponível em cinco opções de cores para a carroceria: três sólidas (branco Cristal, vermelho Flash e preto Ninja) e duas metálicas (prata Sírius e cinza Platinum).

Renault Kwid

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Eis a principal novidade do segmento no Salão do Automóvel. O Renault Kwid será vendido a partir dos primeiros meses de 2017 para se posicionar como o carro de entrada da montadora francesa no Brasil, com produção nacional na planta de São José dos Pinhais (PR). No evento, o carro é mostrado em forma do conceito Outsider, com detalhes visuais na cor verde e interior com acabamento diferenciado.

Ainda não há muitos detalhes a respeito do novo Kwid, mas sabe-se que a versão brasileira do carrinho será equipada de série com itens como airbags frontais e laterais desde a versão mais básica. Além disso, em comparação com o modelo indiano, o carro ganhou uma série de reforços estruturais para aumentar a segurança, o que rendeu um aumento de peso de cerca de 20 por cento.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

O motor do Kwid será o novo 1.0 SCe (Smart Control Efficiency) de três cilindros, dotado de duplo comando de válvulas variável, capaz de entregar até 82 cavalos de potência e 10,5 kgfm de torque, associado a um câmbio manual de cinco marchas.

Chery New QQ nacional

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Lançado recentemente no mercado brasileiro, o Chery New QQ em sua versão nacional acabou sendo ofuscado pelos inéditos Arrizo 5, Arrizo 7 e Tiggo 2 no estande da montadora chinesa. A nova geração do hatch subcompacto produzida na fábrica de Jacareí (SP) ao lado do Celer hatch e sedã segue praticamente a mesma linha do modelo importado.

O New QQ está disponível por aqui em duas versões de acabamento. O modelo de entrada, o Look, que tem preço de R$ 29.990, é equipado de série com airbags frontais, freios ABS com EBD, luzes de condução diurna,  apoios de cabeça dianteiros e traseiros com ajuste de altura, imobilizador do motor, ar-condicionado, vidros elétricos traseiros, bancos revestidos em tecido, banco do motorista com ajuste de altura, bancos traseiros rebatíveis, rádio AM/FM e USB, dois alto-falantes, direção hidráulica, farol com ajuste elétrico de altura, painel de instrumentos digital, computador de bordo com informações de pilotagem, rodas de aço com calotas, retrovisores externos com capas em preto, maçanetas externas na cor preta, entre outros.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Já o topo de linha ACT, que custa R$ 31.990, agrega vidros elétricos traseiros, retrovisores externos com ajuste elétrico, vidro traseiro com limpador e aquecimento, rodas de liga-leve de 14 polegadas e sistema de som com quatro alto-falantes.

Na motorização, há um 1.0 litro de três cilindros, com bloco de alumínio e cabeçote composto de 12 válvulas, alimentado por um sistema de injeção direta de gasolina, que consegue entregar 69 cavalos de potência, a 6.000 rpm, e 9,5 kgfm de torque, a 4.000 rpm. Este propulsor trabalha em conjunto com uma transmissão manual de cinco velocidades.

Volkswagen Gol Track

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Outra novidade da Volkswagen no Salão de São Paulo é o Gol Track, que assim como o up! Track, aposta no visual “aventureiro”. A nova versão do hatch compacto traz como destaque a dianteira herdada da Saveiro, com formato mais robusto, marcada pelos faróis maiores e a grade mais volumosa, além do para-choque exclusivo.

Há ainda moldura plástica nas caixas de roda, saias laterais, retrovisores e maçanetas pintados em preto fosco, laterais com a inscrição “Track”, lanternas traseiras escurecidas, acabamento em preto na região da placa traseira e rodas de aço de 15 polegadas com calotas “Gabro” e pneus 195/55 R15.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Por dentro, o Gol Track oferece acabamento escurecido no teto, colunas, retrovisor e para-sóis.

A nova configuração tem como base o modelo Comfortline e é equipada de série com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e travas elétricas, sistema de som com MP3 player, Bluetooth, entradas USB, SD e auxiliar e leitor de CD, entre outros. Com oopcional, há suporte para celular, sistema multimídia com tela sensível ao toque e navegador GPS, rodas de liga-leve de 15 polegadas, abertura e travamento das portas por controle remoto, vidros elétricos traseiros, sensor de estacionamento e retrovisores elétricos.

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

O motor da nova versão do Volkswagen Gol é o 1.0 litros flex aspirado de três cilindros, capaz de entregar 75 cv de potência com gasolina e 82 cv com etanol, e torque de 9,7 kgfm e 10,4 kgfm, respectivamente, a 3.000 rpm, associado a uma transmissão manual de cinco velocidades.

Ford Ka Trail

hatches-compactos-salao-2016-2 Hatches compactos levam novidades para o Salão do Automóvel 2016

Um dos lançamentos da Ford no Salão do Automóvel que chegará em breve ao mercado é o novo Ka Trail, previsto para fazer sua estreia nas concessionárias no primeiro trimestre de 2017. A exemplo do antigo Fiesta Trail, o compacto oferece uma roupagem aventureira, sendo a primeira versão diferenciada da atual geração do carro.

Entre os diferenciais, há pintura na cor cinza na moldura da grade dianteira, na capa dos espelhos retrovisores externos e no rack de teto, faróis com máscara negra, suporte dos faróis de neblina com pintura preta, moldura nas caixas de roda, maçanetas pintadas em preto fosco, rodas de liga-leve de 15 polegadas (as mesmas do antigo New Fiesta mexicano) com pintura escurecida, adesivo cinza com o nome da versão na parte inferior das portas e da tampa do porta-malas, lanternas traseiras escurecidas e aplique prateado na base do para-choque traseiro.

O interior oferece ainda bancos revestidos parcialmente em couro com costuras laranja e verde, soleiras de porta com o nome da versão estampado e pedaleiras esportivas.

O novo Ford Ka Trail deverá ser oferecido com os mesmos motores do resto da linha, ou seja, o 1.0 litro de três cilindros e 85 cv e o 1.5 litro de quatro cilindros e 111 cv, ambos com câmbio manual de cinco marchas.

COMPARTILHAR:
  • V12 for life

    Muitas novidades e nenhuma é realmente interessante, talvez o Kwid mas para consegui vai depender do teste do Latin Ncap.

    • Gurgelando

      Porém o Up! foi a maior decepção (tirando esse K Troll). Digo isso porque havia uma expectativa de facelifit e interior mais conectado tal como ocorreu na Europa. Alguns sites diziam que ele entraria em linha em fevereiro de 2017 como linha 2018. Mas a julgar pela pela “novidade” track apresentada pela Volks no salão, deu ruim!

  • jorge

    Bem, acredito q a Renault esteja entregando o que o consumidor quer: aparência de Suv. Ao contrário do que vc disse, não vejo nada q não seja convencional. Linhas retas e inspiração e modelos maiores, ou seja mais do mesmo. A novidade é o ” jeitão” SUV em um carro pequeno a um preço teoricamente mais popular. No final, em minha opinião agradou

    • DevXav

      Concordo contigo, ao meu ver o Kwid não tem nada de desagradável, justamente ao contrário disso.

      O que há de desagradável na Dacia Hu3br ao meu ver são justamente Logan, Pandero e companhia ilimitada, salvando o Fluence que é show.

      O Kwid foi justamente o ponto fora dessa curva e achei um pouco mais interessante.

    • João R

      No Brasil não tem almoço de “cortesia”… para isso falta ainda melhorar o nível de concorrência. Um carro de entrada com “jeitão de vai saber o que para agradar aos mais pobres de espírito”… com certeza esconde carências na parte de tecnología e segurança. Até eles me provarem o contrário num comparativo pau-pau com os concorrentes (ou seja, oferecer mais que os outros por menos)… só vejo aí “novidade para justificar” subida dos preços.

      Ao que interessa… Brasil está precisando um carro de entrada com 90CV (para compensar o AC ligado, incluido em todos os modelos, não tem essa de um modelo sem AC em país tropical), segurança (mínimo Airbags frontais-laterais, ABS e controle de estabilidade), garantía de 3 anos (para reforçar a qualidade nos processos de manufatura), ciclo de revisões tabelada e competititva e multimidia básico para entrada de USD-radio

      Opções como motores mais potentes e económicos, segurança adicional, garantia extendida a 5 anos, multimidia mais sofisticada, cores perolizadas, acabamentos interiores com melhor design, cambios automatizados de 6 marchas, etc… já são extras adicionais a serem pagos através de um configurador

      e tem outra… os fabricantes deveriam preimar-incentivar aos clientes que fidelizam com a marca com um desconto adicional na troca do seu modelo antigo (da mesma marca). A fidelidade seve ser valorizada SEMPRE, questão de lógica e bom senso, simples assim!

      • jorge

        “Um carro de entrada com “jeitão de vai saber o que para agradar aos mais pobres de espírito”… com certeza esconde carências na parte de tecnología e segurança”.

        ??? Vc trabalha na indústria automotiva pra saber o q não sabemos ou está profetizando?

        Tirando isto, concordo com vc

  • Fanjos

    Renault Kwid quiere ser hardcore y su mamá no lo deja

  • Fanjos

    Alias varias empresas jogaram a toalha ou estavam escondidos no salão?
    Volvo: Bomba Ninja do desaparecimento!
    Jaca: Bomba Ninja do desaparecimento!
    Citroen: “Vamos encher nosso stand de sofás, assim quem sabe eles não percebem que não temos carros!!!
    Outras insignificâncias chinesas: já vieram anteriormente mas que ninguém se importou de não aparecer
    VW: Nossa maior novidade é um monte de nada é um Golzinho que não existe
    Ford: Criamos um mini SUV no HuEzil mas a nova geração vai para os americanos! Os americanos vão despreza-lo assim como a garota bonita despreza o nerdão na escola, mas mesmo assim não vou dar bola para vcs que até poderiam dar algum valor por mim, vou continuar sofrendo e babando pela gata em vez de tentar a feinha que ainda me respeita um pouco.

    Continuem…

    • Diogo Augusto

      Fiat: Vou fazer uma nova versão mais cara ao invés de colocar o firefly em todas… afinal os trouxas sempre vão comprar a Easy porque é a mais barata!!

    • FocusMan

      O Problema do Eco nos Eua é que o lucro é maior e se o carro pegar, como pegou o Renegade que é de uma marca menos amada pelos Zamericanos, vai vender mais do que vende no Brasil.

      Agora que o lucro aqui miou, ninguém ta se importando mais.

      • Fanjos

        Acho difícil o Ecosport emplacar lá, o Renegade ainda tem porte e jeitão de “Jeep”, já o Eco é um Fiesta de tamanco

        • Stark

          Bom, os americanos gostam da Ford e a marca tem reputação melhor que a Jeep (nos EUA), mas também tenho minhas dúvidas se esse Eco vai vender bem por lá, ainda mais chegando tão atrasado na disputa. As outras marcas já oferecem crossovers compactos há tempos, o Eco é de 2012 e vai chegar lá em 2018, e o carro do qual ele deriva (Fiesta) vai mudar daqui a pouco. Mas supondo que inicialmente tenha boas vendas, será que vai ter fôlego pra aguentar cerca de 6 anos na mesma geração?

        • FocusMan

          La o Renegade n tem porte nenhum kkk. O Eco pelo menos é da Ford o que ajuda a vender por lá em certos estados. A jeep anda mal la.

    • francis

      No Salão do automovel da Colombia, por exemplo, a Citroen apresentou o novo C3 que acabou de chegar na Europa…

  • Doyle

    esses hatches aventureiros tem a vantagem de serem mais confortaveis e resistentes por serem mais altos e não rasparem em valetas.

  • dallebu

    VW Up! tem muita beleza interior…

    • Diogo Augusto

      Lembra uma Kombi por dentro

      • dallebu

        Beleza interior no sentido de qualidades mecânicas e estruturais, porque o design interno e externo é muito sem graça, na minha opinião, muito caixote.

  • expoJapãoAcelLondrina

    e o novo Etios platinum hatch automatico?

  • Ailton Junior

    Beleza, mais aventureiros de faxada. Não adianta nada se não elevar a suspensão em mínimos 3cm.

  • pra fazer um sub compacto “perfeito” deveria ter o interior do mobi, o exterior do kwid, o motor tsi do up e preço do chery qq :)

    • Diogo Augusto

      Do Mobi não, pega o Interior do 500!! Que aí sim fica perfeito

      • seria pedir demais kkk
        usei os carros da lista

        • Diogo Augusto

          Pega o interior do Mobi e deixa ele colorido igual ao do Up

          • visanpai

            O interior do gol é o mais bonito da lista apresentada.

            • Felipe

              Só que o Gol não é um subcompacto.

  • afonso200

    Ka com cambio AT nao colocam né ???

  • FocusMan

    Nossa… chega fiquei excitado! SQN

  • Alessandro
  • Elfo Safadão.

    O Gol é o carro com o interior mais acertado…
    Mas o preço.

    • thi

      verdade.ficou bom mesmo

    • DevXav

      Interior acertado e parou aí né..
      De resto não tem mais nada acertado nele.

    • Leandro

      Bonitinho na foto. Ao vivo ele é nojento.

  • Raphael Pereira

    Ansioso pra ver o trabalho que a Renault fez com o Kwid

  • Rodrigo

    Ka Trail, up e Gol Track são novidades? Tá feia a coisa, então…

  • Louis

    Motor do QQ tem injeção direta? Me surpreendeu! Motor mais moderno que o do Renegade Flex.

  • Danilo Figueira

    nossa quaaanta novidade. Me deu ate vontade de voltar a morar no Brasil so pra escolher um desses modelos 2017 e acelerar com tudo pelas ruas #sqn

    faça-me o favor…. nenhuma novidade, so enrolação, porcariada, versao lixo e pro consumidor trouxa ir la pagar mais caro.

  • Eduardo Cabral

    De todos eles, não se salva nenhum.
    Chuto o “kwid” a um preço acima dos 39Temers na versão de entrada com seus inéditos “air bags” laterais que, ao meu ver, não deve ser chamado de “diferencial” e sim de obrigação de ser de série em todos os carros.
    O que “TALVEZ” tenha me chamado a atenção foi em relação ao opcional do mobi: “Console de teto com espelho auxiliar” NOSSA!

  • Gabriel Ferreira

    R$40/R$50 tem Hyundai Santa fé 4×4, Rav4 4×4, S10 4×4 e outras opções bem mais interessantes, do que esses hatchs de salto alto. Apesar que eles são “modernos”.

    • MMM

      Claro, até pq quem compra um compacto precisa de um 4×4 velho.

      • Gabriel Ferreira

        4×4 velho dá de 10×0 num gol de tamanco.o santa fé 2010 é 1 milhão de vezes melhor que um gol track🙄🙄

        • MMM

          Grande coisa, V8 mais velho dá de 10×0 num Elangra de tamanco. Uma BMW 540 V8 1996 é 1 milhão de vezes melhor que uma Santa Fé, mas nem por isso seria uma melhor opção de compra pra quem vive no mundo real.

          • Gabriel Ferreira

            Carros novos são só ilusão. Golzinho de tamanco, é mais caro que um Corolla 2010, aí você vai falar mas é carro velho, com 1 ano um gol já tá batendo umas 10 vezes mais.

            • MMM

              Claro, aí o caboclo que comprou a Santa Fé de 40 mil em 60 prestações precisa trocar um pneu e manda riscar o pneus carecas.

              • Gabriel Ferreira

                Tô falando de quem compra a vista, quem compra um gol R$50 mil em 60 vezes, pagando uma parcela R$800,00 vai ter dinheiro pra pagar concerto, também né? É bem mais provável que um quebre do um Corolla concorda? As únicas coisas que se faz num Corolla é trocar o olho do motor e filtro de ar e de vez enquando limpar os bicos injetores. Agora gol é problema elétrico, o carro entra água e tudo mais.

          • Gabriel Ferreira

            Acho que quem não vive num mundo real é o senhor.

  • Renato

    O NA deveria utilizar menos os textos prontos das montadoras para descrever os equipamentos dos carros: “bancos revestidos de tecido”, espelhos externos e maçanetas em preto”, rodas de 15 polegadas com calotas ‘Gabro'”… Só faltou dizer que o espelho retrovisor serve para ver o que está atrás, que a maçaneta serve para abrir a porta e que a roda é redonda.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email