Honda Preços Sedãs

Honda City DX com câmbio CVT tem preço de R$ 65,2 mil

honda-city-dx

Anunciado pela Honda no final de maio, o City na versão DX com transmissão automática já está sendo exibido no site da montadora. A nova variante do sedã compacto tem preço sugerido de R$ 65,2 mil, o que representa um aumento de R$ 5,8 mil em relação ao modelo com câmbio manual e uma diferença de R$ 3,8 mil em comparação com o LX, que traz a caixa automática de série.

O Honda City DX CVT é equipado com um motor 1.5 litro flex de quatro cilindros, que rende 115 cavalos de potência com gasolina e 116 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 15,3 kgfm, a 4.800 rpm, acoplado a uma transmissão automática do tipo CVT.

honda city cambio cvt

Entre os equipamentos, há rodas de 15 polegadas com calotas, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria, trio elétrico, ar-condicionado, sistema de som com Bluetooth e USB, banco do motorista com regulagem de altura, volante ajustável em altura e profundidade, maçanetas internas em preto fosco, cinto de três pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes, computador de bordo, airbags frontais, freios ABS com EBD, entre outros.

Além do DX MT, DX CVT e LX, a linha do City dispõe das versões EX (R$ 74,2 mil) e EXL (R$ 79,8 mil), ambas com câmbio automático.





  • Pacheco

    Deveria ter aproveitado e aumentado o preço da linha. Honda, vc não sabe de nada, Inocente.

    • Fanjos

      Não poderia concordar mais

    • Lucas086

      Um colega trabalha na honda, já disse que na linha 2017 o Dx vai a 69 conto e a Exl 82/83.

      • MauroRF

        Pior que vão acrescentar pouca coisa (ou nada, se brincar). Seria interessante saber se vão finalmente colocar o ESP e o motor 1.8 na versão de topo pelo menos. Outra coisa a saber é o preço da EXL porque ele pode “sinalizar” o preço da versão de entrada do futuro Civic. Resta saber também quando vão lançar a linha 2017 (pela lógica, seria antes do lançamento do Civic).

        • Lucas086

          Não vem 1.8, sobre ESP ele não comentou, mas ele disse que parece que o civic vem antes, apartir dos 90, e o city exl por volta dos 82. Ele começou agora, então está sabendo pouco ainda.

      • Pacheco

        Civic abriu espaço pra isso.
        Atualmente na queima de estoque, da pra pegar um Civic LXR por 72 mil.

        • Marcelo

          Onde? Menor preço que vi foi 77, e já acabou. (São Paulo)

          • Pacheco

            Tinha na Honda Aricanduva.

            • Marcelo

              Na André Ribeiro? Faz muito tempo? Liguei á faz umas 3 semanas, e já não tinha nada.

              • Pacheco

                Eu fui lá tem umas 3 semanas… sempre que vou ao shopping dou uma passada e ainda tinha umas unidades.

                Foi até lá que eu vi o HR-V acima de 100 mil.
                O vendedor da Peugeot lá tbm veio me falar do 1.2 Turbo, pra nem pegar o 2008 agora se não for ficar muito tempo com o carro.

        • Lucas086

          Aqui nem tem mais, e tava saindo a 77.

    • João Cagnoni

      É pouco 65 mil por um compacto 1.5?

      • Pacheco

        Pouco… a Honda deveria colocar esse carro a partir de 79 mil. Preço justo para ele.

  • Daniel

    ‘Entregamos o que os clientes querem’, aponta presidente da Renault

    Trazendo para cá, se não comprássemos teríamos carros melhores. O top agora tem 6 air bags, mas já tem preço de Civic. Imagine se vier com o motor 1.8??

    • João Cagnoni

      Querem tanto o 1.8, eu já acho o Civic 1.8 manco demais. Pode até ficar bom no City por causa do menor peso, mas não vai ser a melhor maravilha do mundo.

  • Leonel

    Que baratinho esse câmbio AT, praticamente R$6 mil. Por esse preço eu vou tranquilamente de Versa Unique (topo de linha) ou o HB20S Premium (com bancos em couro). É uma ofensa esses valores…

    • Daniel

      Apesar de mais luxuosos, fico ainda com o Honda pelo simples fato de desvalorização em relação aos dois acima.
      Mas como não tenho dinheiro para nenhum, não terei essa dúvida kkkkkk.

      • A desvalorização do City é igual a do HB20S. Só o Versa, pelo visual controverso é que desvaloriza um pouco mais, mas nem muito, dentro da média do mercado.

    • João Cagnoni

      6 mil seria se te dessem o câmbio manual de brinde em uma caixa separada. 6 mil é só a diferença do manual para o automático, um verdadeiro absurdo.

  • Diogo Oliveira

    Por acaso o City é um Sedan Compacto Premium? (Grand Siena, Cobalt, HB20s e etc)
    Por que se for… tá um Absurdo esse preço de Sedan Médio, Honda vendendo gato por lebre…

    • É um sedã menor que o Civic, portanto é compacto sim, embora maior que alguns sedãs compactos. Mas no Brasil é vendido por preço de ouro apenas porque é “Honda”.

      Ainda sobre os modelos que vc listou, o Cobalt não é compacto, ele tem espaço interno maior até que alguns sedãs médios. Ele é um sedã teoricamente de baixo custo, como o Versa, entregando bastante espaço por menos dinheiro que um sedã médio.

      • MauroRF

        Aqui no ABC, tem Cobalt táxi aos montes. Realmente, o espaço interno dele e a capacidade de carga são muito bons.

      • João Cagnoni

        Pois é hora de mudarmos o pensamento sobre as categorias. O City é de tamanho compacto, mas tem preço de médio, só não tem as qualidades de um médio.

  • Leandro Balmant

    Na versão de R$ 80.000 poderia ao menos vir com 6 airbags e controles de estabilidade e tração. Ou a desculpa é a mesma que a Toyota usa, que o Corolla já é seguro o suficiente e não precisa de mais nada?!

    • Lucas086

      Tem 6 air bags pelo menos o Exl.

      • lheu

        ar digital tb. o único na linha FIT e City

        • Lucas086

          No Fit Exl são 4 bags.

          • lheu

            sim

  • Anderson Trajano

    Em partes, quem regula o preço dos carros da Honda é a oferta e a demanda. Esses dias estive na CSS André Ribeiro em São Paulo para ver pessoalmente os preços dos carros. Exemplos:

    Fit EX Auto 2016: R$ 73.500,00
    HRV LX Auto 2016: R$ 86.500,00
    HRV EX Auto 2016: R$ 93.000,00

    Taxa de juros com 60% de entrada nos 3 modelos é de 1,75%. Os carros mais caros com a taxa de financiamento mais cara. Aí você se pergunta, será que está encalhado ? Tem desconto ? Nada, tem é fila de espera.

    Se você fosse dono da Honda BR, venderia mais barato ? Perderia lucro certo só para agradar o consumidor ? Então, precisamos parar com esse mi mi mi contra os preços, pois quem regula o mercado é o cliente Honda, que paga tudo a qualquer preço.

    • Vinicius Maciel

      voce lê mises!!! parabéns .mas voce so esqueceu que essas empresas tem um mercado cativo em razao de protecao do governo

    • MauroRF

      Realmente, a Honda é um “case” de sucesso: cobra caro, com taxas altas e tem fila de espera de gente disputando seus produtos. Eu não venderia mais barato porque a finalidade de uma empresa é ter lucro, e ter o máximo de lucro possível. A Honda fabrica produtos de qualidade, tem um excelente pós-vendas, conseguiu passar essa imagem, solidificá-la, e agora cobra por isso. Tanto que não fazem questão de produzir muito, pois a finalidade é essa mesma, lucrar o máximo por unidade. Mas, repito, ela colhe os frutos do que plantou. A Toyota, idem. Veja a Ford: produtos modernos, mas, aqui no Brasil, mal montados, acabamento tosco, pós-vendas ruim e preço nas alturas. Vende? Não, tanto que já despencou nas vendas. E ainda tem o câmbio PoweShift que eu, você e muitos tiveram problema. Como a Ford tratou o caso? Todos sabemos. E tem uma turma que diz que os problemas foram corrigidos, mas, no vídeo de lançamento do Fiesta Ecoboost publicado aqui mesmo no NA, não foi feita NENHUMA menção à transmissão “automática” ou “robotizada moderna de 6 velocidades”, nada. Destacaram todos os outros atributos do carro, mas não falaram nadica de nada do câmbio. Como é que dá para confiar num câmbio desses e numa empresa dessas? É aí que as empresas japas entram em cena com sua confiabilidade. E em tempos de crise, todos vamos procurar investir nosso dinheiro em “ativos seguros”, com liquidez e que transmitem confiança.

      • Lucas086

        Honda e Hyundai, merecem ser estudadas.

        • MauroRF

          Sim, Hyundai também, quem eu conheço que tem um só elogia, principalmente o pós-venda. Meu vizinho de garagem tem um Sonata e está adorando, tanto o carro quanto o atendimento. Tenho um primo com um HB20S manual e um tio (o pai dele) que tem um automático (comprou ao se desfazer da bomba do Fiesta que tinha com o câmbio PS) e estão adorando.

          • Só para deixar uma outra perspectiva, conheço duas pessoas que tinham o sonata e venderam pelo péssimo pós venda da CAOA migrando para outras marcas. Mas isso depende muito de CSS, já fui em uma da VW que era muito boa e outra que era terrível, o que não deveria acontecer.

            • MauroRF

              Ou seja, não tem padronização de atendimento. Já vi pouquíssimas reclamações de Toyota e Honda (mas elas existem), um pouco mais de Hyundai (o seu caso comprova isso), mas o predomínio maior de “despadronização” é nas “quatro grandes”. A Ford é ao contrário, tem atendimento ruim, com algumas concessionárias sendo boas, conforme relatos de muitos aqui no NA.

              • Existe muita reclamação da Toyota. A minha mãe por ex. tem um Corolla 15/15, e não se queixa de nada, adora o carro.
                Mas já vi muita gente reclamar de barulhos internos nos Corollas mais da metade do ano pra frente (15/16) e um conhecido nosso de uma concessionária Toyota informou que a queixa é recorrente…

                A diferença é: entre no Reclame Aqui e pesquise por Toyota e VW… Já adianto: a primeira responde todas as queixas, a segunda simplesmente ignora. Isso é linha de trabalho, política institucional…
                BMW, Mercedes etc também respondem a tudo. Pode ser a maior bobagem que as pessoas inventam, mas eles dão atenção.

                • MauroRF

                  Sabe o que é isso? Corte de custos. A Honda fez isso com a linha Fit/City. Eu tive um City desse modelo mais novo por 1 ano e meio, e vira e mexe o painel emitia seus barulhos, ou seja, eles avacalharam na qualidade das peças (e talvez da montagem), a diferença é que toda vez que eu ia à CSS para reclamar disso ou de qualquer outra coisa, eles resolviam no ato quantas vezes fossem necessárias, tanto na CSS daqui de Santo André – SP (André Ribeiro) quando na de Itapetininga (interior de SP, a Hipervel), sempre fui bem atendido. Agora que o Civic está pra mudar, eu aproveitei os bons descontos do Civic e troquei, e não me arrependi porque o Civic é “mais carro” (não que o City fosse ruim). Não ligo para esse negócio de que vai mudar o modelo, o Civic tem o que eu procurava, por um preço razoável e peguei. Inicialmente, nenhum ruído interno, nada, e espero que continue assim. Não gostei nada dessa queda de qualidade, mas sem nenhuma redução dos preços (pelo contrário, só aumentam, e a gente sabe que a Honda cobra caro), por isso, resolvi “dar um crédito” à Honda e peguei o Civic. É que, no meu caso, eu tinha um atendimento péssimo na Ford, e na Honda foi só alegria, então resolvi apostar na marca e continuar nela. Por enquanto, tudo ok. Eu acredito (espero não estar enganado) que a Toyota dê o mesmo nível de atendimento ao povo que reclama do Corolla. No Reclame Aqui, conforme vc mesmo disse, ela responde as reclamações.

                  • Vc fez uma boa compra… Eu tive um LXS 2009 desde 0km até cerca de 130 mil km (jan/2016).
                    Desde então passei a ver com bons olhos os Honda/Toyota, pois o carro era excepcional.
                    Cogitei comprar um LXR novo em janeiro, obtive proposta de 76500 num cinza metálico, muito bonito, mas acabei comprando de ocasião um carro usado/seminovo de um parente.
                    (obs.: essa proposta era À vista, pois vendi meu LXS na OLX por 35 mil)

                    • MauroRF

                      Caramba, rodou bastante, e pelo visto, sem grandes problemas.]
                      Sim, o Civic é muito bom, nós aqui gostamos bastante, especialmente para pegar estrada.
                      Desculpe a pergunta, qual carro pegou? Está gostando?

                    • Rodado mais em estrada, pois residia no interior e frequentemente precisava me deslocar até a capital do estado (Lages – Florianópolis/SC, cerca de 600km ida e volta).
                      Às vezes trocava o óleo com 3 ou 4 meses (10 mil km).
                      Zero problemas… Somente as manutenções triviais.
                      É bem verdade que, quando vendi, a suspensão já não tinha mais a mesma firmeza, a embreagem pesada (era manual)… Mas nada disso foi mexido. Nem fluido de freio, nem sistema de arrefecimento, nem as velas Iridium (teoricamente duram 100.000), nunca olhei. Confesso que não sou o que mais cuida…

                      Acabei ficando com uma Captiva 2.4 2012 automática da noiva do meu irmão… 45 mil km… (eles moram em Brasília, asfalto liso e plano, usada na cidade)… Carro bem desvalorizado (cerca de 50 mil).. acabei comprando e gostei, tem muito conforto, bem equipada etc. Mas bebe bastante…

                    • MauroRF

                      Se a Honda estiver mantendo a qualidade mecânica dos carros até hoje (o que acredito ser verdade), poderei rodar por um bom tempo com ele, bastando apenas fazer a manutenção corretamente.

                      Olha, 45 mil km rodados em Brasília é como um carro meio que rodado em estrada, kkkk, ali só tem avenidas planas. E a Captiva é um baita carro, ainda mais pelo preço que pagou, mas como nem tudo são flores, bebe bastante, rs. Parabéns pelo carro, e cuide bem que te levará longe!

                    • Muito obrigado. Na época, ela me disse que lá fazia 7, a 8 por litro…
                      Aqui mal faço 6.
                      Meu irmão tem uma ix35 em BSB que faz 9 na cidade (ar-condicionado 100% do tempo, dado o calor do local).
                      E o negócio foi bom sim. Não tenho costume de procurar carros usados, pois a desconfiança é grande… Mas negócio em família é diferente.
                      Espero que ela me leve bem até o lançamento do novo Civic…. Quem sabe?! Abs

    • Raul Pereira

      Concordo, brasileiro tem tesão por carro. Pode por no preço que for que o povo continua comprando a rodo. Acho os carros da Honda fenomenais e gostaria muito de ter um, mas é um absurdo o preço praticado aqui no Brasil pra esse mercado. Só aqui um up! custa 50 mil

  • Carro muito bom… Por 65k seria minha escolha.
    Se não tivesse um mísero rádio já ia xingar, porque fazer gambiarra de instalação não dá. Mas pelo jeito colocaram… (antigamente não tinha, na linha DX).
    Calotas dá pra aguentar. Não é aquela beleza, mas também não vejo grandes problemas. Dirijo o carro de dentro, quem vê de fora são os outros.

    • Vale a pena pra eles meter um rádio, gastam 100 reais no equipamento, ou nem isso, e aumentam pra caramba o valor percebido pelo consumidor em potencial.

      • No meu caso é mais uma cisma particular… Detesto esse negócio de mexer em fiação na concessionária ou em loja depois… Tem que vir pronto de fábrica.
        Já calotas eu não ligo

        • Louis

          Se eu fosse comprar um carro 0 hoje, também não mexeria em nada, tentaria comprar o mais completo possível.
          Tudo que mexe depois, até mesmo na concessionária, dá muito mais problema. Em um dos meus carros, o módulo de subida dos vidros está dando problema (não original). Em outro carro, é o som que vive falhando.

    • Deadlock

      Na verdade os carros são caros por causa dos impostos. Matéria do Estadão diz que, em média, do preço de um carro, 52% são impostos. Quem é o vilão no caso dos preços dos carros?

  • Vinicius Maciel

    esse preço é um absurdo. pessoal, após a criação do IPI importação o mercado nacional elevou os precos de forma desproporcional e sem qualquer fundamento. isso ocorre em razao da baixa competitividade do mercado, de modo que necessitamos abrir o mercado para reduzir o preco, tal como estao fazendo com a importacao de feijao.

    vamos agir antes que carro volte a ser item de luxo

    • Sempre foi… Até então as pessoas compravam bastante carro em razão da oferta de crédito.
      Nos Estados Unidos, Europa é tudo leasing.
      O problema maior, aqui, é de juros.

  • Lucas086

    Parabéns a Honda! Só basta parabeniza-la por mandar da cara do brasileiro, enfiando guela a dentro qq coisa e ainda vende. 65 em um city com calota, sem esp, asr e ainda motor 1.5!

  • Hugo Leonardo

    Caro como um City, equipado como um Uno.

  • JAG

    O Corolla GLi agradece! Por R$ 69.900,00, com mesmos acessórios e 05 air bags!

    • João Cagnoni

      No site está 69k

      • JAG

        Caiu de preço! Bom!

  • VW_Freak

    Sério, esses preços estão certos? … pq nao vejo um aumento destes no meu salário!?

  • Vitão

    E pensar que alguns anos atrás era a faixa de preços do Civic LXS 1.8…

    • Licergico

      2 anos …
      (comprei um lxr 2.0 14/15 em agosto/14 foi 73,5 o lxs manual saia a 65,5 auto a 68,5 )

  • Jackson A

    Prefiro o Versa SL 66 mil.

    • João Cagnoni

      Quando o Versa 1.6 custava 36k eu já achava um absurdo.

      • Jackson A

        Se eu for parar pra ver tudo que acho absurdo, não como, não saiu nem tenho carro.

        • João Cagnoni

          Concordo com a parte de não sair e nem ter carro com o mercado que temos. Hoje comprei uma coca cola de 2 litros por 12 reais, se continuar assim vou beber água enquanto como pizza.

  • CanalhaRS

    Honda sendo Honda. Aprendeu direitinho com a VW a vender carro pelado e caro sob a balela que é “marca superior”.

  • invalid_pilot

    Carrinho sem graça, mas que tem público cativo.
    Caro demais apesar de ter pedigree Honda

  • pablorj

    Tá caro ou não podemos comprar? Tudo tá caro, pensando assim.

    Em 2006 o Fit EX com CVT custava quse isso, com os mesmos equipamentos (exceto a roda).

    Levando em consideração que em 10 anos o dinheiro mudou bastante, parece um valor aceitável.

    • Louis

      Sim, nós é que estamos pobres.
      O populismo quebrou o país.

    • Matheus

      Onde que em 2006 um Fit custava 65 mil reais?
      Nem Civic custava isso nessa época.

      • João Cagnoni

        Em 2006 um Sentra custava 50k e ele acha que um Fit custaria 65k… rsrs

  • Vinícius Barreto

    Em Novembro do ano passado minha mãe comprou um EX CVT a 69 mil.
    Certeza que esse será o preço do DX, na barreira dos 70 mil para comprar carro com desconto para deficiente físico.

  • Carlos_Drake

    Deus me livre.

  • Martini Stripes

    Não era o Fiesta Titanium Plus com 1.0 Ecoboost, melhor motor do ano 2 vezes seguidas, que estava caro? a 72k?

    Tudo está com cifras altas, chama-se inflação acumulada.
    Não tem mais super inflação, mas de ano em ano, tudo subiu.
    Um Coca-cola 2L está 7 reais!!!

  • Cars are life

    Depois reclamam do Fiesta EcoBoost… Essa coisa nem roda de liga tem 😒

  • Alexandre Maciel

    Os carros da Honda são bons, confiáveis, mas os preços, que já eram elevados, estão surreais. Esse veículos supera o preço do Civic AT de entrada, o qual, apesar de ter menos itens e estar perto da mudança, é de uma categoria superior.

  • João Cagnoni

    Até onde o consumidor pagar, e depois reclamar que não consegue ter carro por causa da crise.



Send this to friend