Avaliações Honda Sedãs

Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

honda-civic-exr-20-avaliacao-na-7-620x412 Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

O Honda Civic é atualmente o carro médio mais vendido no mercado nacional. O sedã da marca de origem japonesa sempre está em pé de guerra com seu arquirrival Toyota Corolla, ambos disputando a preferência em um segmento em que existem boas alternativas à dupla.



Mesmo assim, como apurado por recente pesquisa da J.D.Power, clientes de marcas asiáticas estão mais satisfeitos. Assim, confiabilidade, robustez e qualidade são consideradas em detrimento de mais alguns equipamentos eletrônicos ou acabamento até mais primoroso. Mesmo preços mais competitivos são descartados quando o assunto é ter um sedã médio na garagem.

Para esta avaliação pegamos o topo de linha Honda Civic 2.0 EXR, que tem preço sugerido de R$ 83.990. Ele não tem opcionais e só está disponível com transmissão automática. Basicamente o que o consumidor do segmento deseja. Essa nova versão surgiu no começo de 2013 para barrar o avanço do rival também de origem japonesa e oferecer um motor mais potente aos clientes que desejavam algo mais do modelo.

Além do motor 2.0 com 150/155 cv de potência a 6.300 rpm e 19,3/19,5 kgfm de torque a 4.700/4.800 rpm, respectivamente com gasolina e etanol, a Honda aproveitou para introduzir a tecnologia FlexOne, que deverá fazer parte de outros modelos da marca daqui para frente. Sem o uso de tanque auxiliar de gasolina no cofre do motor, o sistema permite partida a frio mesmo em dias com temperatura muito baixa, como ocorre nessa época do ano. Outra boa novidade é o sistema MA-EPS, que indexa a direção elétrica com o ESP, além de pequenas alterações no conteúdo.

honda-civic-exr-20-avaliacao-na-6-620x412 Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

Por fora…

O Honda Civic 2.0 EXR ainda mantém um ar de jovialidade, mesmo após a mudança no estilo que o deixou um pouco mais conservador em relação ao então revolucionário New Civic. A frente ficou mais alta e a traseira mais sofisticada. O para-brisa continua avançando bastante sobre o eixo dianteiro, mas agora sem a vigia na coluna A, uma característica do New Civic. Pontos que chamam a atenção nas ruas são as belas rodas de alumínio, assim como o conjunto ótico com a grade cromada na parte superior.

Na versão EXR, o Honda Civic 2.0 vem com a parte inferior da grade dianteira em preto brilhante, maçanetas e faróis de neblina com aros cromados, repetidores de direção (LEDs) nos retrovisores, rodas de alumínio aro 16 com pneus 205/55 R16, lanternas traseiras com prolongamento sobre a tampa do porta-malas e antena no teto. Pelo preço, cabe exigir um pouco mais? Faróis de xenônio, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, retrovisores com rebatimento elétrico e sensor de chuva seriam muito bem apreciados e úteis no dia a dia. Não seria luxo, apenas segurança.

honda-civic-exr-20-avaliacao-na-8-620x412 Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

Por dentro…

No interior, o Honda Civic 2.0 EXR continua amplo e confortável. O para-brisa avançado cria a sensação de maior volume interno, mesmo com o painel mais alto em relação ao antigo New Civic. O conjunto frontal tem visual sofisticado, contando com quatro telas de instrumentos, multimídia e navegação. Ainda análogo-digital, o cluster do sedã ‘japonês’ tem ótima visualização das informações mesmo de dia. Mantém conta-giros e luzes-espia separados do display digital, que tem velocímetro, nível de combustível e medidor de consumo.

Ao lado, outro display é o do i-MID, que agrega o computador de bordo com dados de desempenho, consumo, multimídia (até três imagens de plano de fundo, adquiridas via USB ou Bluetooth e relógio virtual) e configurações do veículo. Em outras versões, há também a imagem da câmera de ré. Na tela principal, navegador GPS, multimídia (CD/MP3/Aux./USB/rádio/Bluetooth) e câmera de ré.

Neste último dispositivo, a imagem da traseira tem marcadores de distância para o objeto, mas não dispara nenhum alarme sonoro ou visual caso chegue perto demais. O condutor terá de observar bem essas linhas para não bater. Por isso citei os sensores de estacionamento. Na parte frontal, com a frente de formato bastante quadrado, fica mais fácil encostar em outros veículos durante manobras ou mesmo ao estacionar em ângulo na garagem.

Logo abaixo, o ar-condicionado automático tem excelente funcionamento, assim como o sistema de aquecimento. Mais abaixo, fonte de 12v e conexão auxiliar. A entrada USB fica no porta-objetos sob o apoio de braço central. O volante multifuncional possui comandos circulares de fácil manuseio para controle de cruzeiro e volume/seleção de itens, bem como botões para o menu de configuração e telas do i-MID. Abaixo, botões para telefonia. O acabamento é em couro com friso cromado ao centro. Atrás, os famosos paddle shifts para mudança de marchas de forma manual.

No acabamento, o Honda Civic EXR exibe uma boa mescla de tons, texturas e materiais. O painel tem apenas plástico duro com três tonalidades diferentes e ainda o preto brilhante do console central. As texturas se alternam e a parte inferior é cinza claro. A parte superior poderia ser emborrachada. Mas esse tipo de acabamento só é encontrado na parte superior das portas, que também possuem plásticos duros, couro no apoio de braço e cores diferenciadas no mesmo conjunto. Todos os vidros têm acionamento elétrico de um toque. Os comandos estão em boa posição, assim como o dos retrovisores.

O sistema de som com quatro alto-falantes e dois tweeters é apenas bom. O teto solar elétrico tem acionamento fácil, com função ventilação que funciona apenas dando-se um toque no botão. Há duas luzes de leitura na frente e um conjunto atrás. O retrovisor interno merecia ser do tipo eletrocrômico.

honda-civic-exr-20-avaliacao-na-4-620x412 Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

Os bancos em couro são confortáveis e o do motorista possui apenas regulagem de altura e as opções normais, embora a direção seja regulável tanto em altura quanto em profundidade. São macios no centro e firmes nas laterais, garantindo maior comodidade. O banco traseiro possui três apoios de cabeça e cintos de três pontos para as três posições. O conjunto é rebatível com acionamento por alavancas no porta-malas.

Há comandos de abertura interna do tanque e do porta-malas. Aliás, o bagageiro de 449 litros possui abertura também elétrica através da chave canivete. Geralmente, sistemas deste tipo são usados em separado. Há também porta-objetos/garrafas nas quatro portas e porta-copos escamoteável entre os bancos dianteiros. Atrás, o apoio de braço central contém espaço para mais dois copos. Não há saída central de ar-condicionado na parte traseira. Há porta-revistas atrás dos bancos dianteiros.

A posição de dirigir é muito boa, com comandos ergonomicamente corretos e bastante intuitivos. Apenas a central multimídia requer maior atenção e, de preferência, ser manuseada com o carro parado, especialmente se for configurar o navegador. O porta-luvas iluminado tem espaço apenas razoável. Ao lado da coluna de direção existem dois botões. Um é do muito útil ECON, sistema que reduz o consumo de combustível e, logo abaixo, o VSA (controle de estabilidade).

honda-civic-exr-20-avaliacao-na-3-620x412 Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

Rodando com o Civic

Habituar-se ao Honda Civic 2.0 EXR é muito rápido e logo você – mesmo sem conhecer muitos dos detalhes do carro – quer colocar a foto do seu filho, esposa, cachorro ou gato como plano de fundo no i-MID, bem como acionar o navegador e deixar o ar entrar pelo teto solar. A visibilidade é muito boa para quase todos os lados, naturalmente sendo ruim para trás e no campo de visão da coluna A, que ainda tem boa espessura, mesmo com o arranjo do quebra-vento falso na porta. A alavanca de transmissão fica em boa posição e levemente elevada, mas não como na geração anterior.

O motor 2.0 FlexOne sem o ECON ligado oferece excelente torque em baixas rotações e rapidez nas respostas ao acelerar, especialmente quando se precisa sair rápido. O som do motor aparece até em demasia durante algumas acelerações nada esportivas ou mudanças de marchas no modo automático. Com mudanças manuais, é possível extrair mais do motor. No modo “S”, o giro fica ainda mais elevado e o desempenho melhora significativamente, embora o consumo fique bastante elevado.

A transmissão automática de cinco marchas garante mudanças sem trancos ou buracos entre as velocidades, sempre reduzindo no momento certo e controlando bem a força do bloco 2.0 i-VTEC FlexOne.

As retomadas são muito boas e, em velocidade de cruzeiro, o nível de ruído do motor é reduzido, garantindo conforto ao dirigir. A rotação fica na casa dos 2.500 rpm aos 120 km/h. Dessa forma, o consumo também melhora, especialmente se o ECON estiver ligado. O dispositivo com botão verde e a famosa plantinha no cluster inferior chamam a atenção do condutor e o “convidam” a economizar combustível, mesmo que não seja essa a intenção.

honda-civic-exr-20-avaliacao-na-5-620x412 Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

No entanto, respostas mais lentas ao acelerador ficam bem nítidas, dando a sensação de transformar o motor 2.0 em um 1.6, mas nada que impeça uma condução confortável no trânsito urbano ou rodoviário. Até mesmo a potência do ar-condicionado é cortada para reduzir o consumo. Com ECON, o Honda Civic 2.0 EXR chega a ser mais econômico que a medição oficial do Inmetro. No ciclo urbano, chegamos a fazer a mesma média que o da tabela de eficiência energética, com 6,5 km/litro de etanol.

Sem ECON, o consumo ficou em 6,0 km/litro, ambos com ar-condicionado ligado. Em visita a um concessionário em Guarujá/SP – por outros motivos que não esta avaliação – perguntamos a média que os donos do Honda Civic 2.0 EXR têm feito na região. A resposta foi entre 7 e 8 km/litro de etanol.

Na estrada, conseguimos fazer 13,4 km/litro com etanol rodando a 110 km/h com ar-condicionado ligado. O valor é o mesmo que o consumo proposto para a versão 1.8. O concessionário chegou a informar que clientes fazem 14 km/litro, mas não soube especificar em que condições, apenas que foi na estrada.

A suspensão do Honda Civic 2.0 EXR é bem adaptada à realidade brasileira e se, por um lado, alguns pensam que ter aro 16 é um demérito, por outro, os pneus série 55 garantem maior altura e, assim, ajudam na melhor absorção dos impactos. A boa altura também garante não raspar em lombadas ou depressões elevadas. A direção elétrica é bem macia e progressiva, mas dificilmente se utiliza o recurso MA-EPS no dia a dia, a não ser que o proprietário ande sempre com o pé embaixo e fazendo curvas em alta velocidade.

O MA-EPS induz o condutor a virar o volante para dentro da curva quando o VSA (ESP) identifica que o veículo está saindo da trajetória. Já provamos o recurso na época do lançamento e é bastante interessante, ampliando também a segurança e o prazer de dirigir esportivamente. Deverá ser mais bem aproveitado no próximo Honda Civic Si, que chegará em breve. Os freios são bastante imediatos e passam boa impressão de segurança, agindo de forma progressiva, sem serem borrachudos.

honda-civic-exr-20-avaliacao-na-13-620x412 Honda Civic EXR 2.0: bonito e anda bem, mas merecia mais equipamentos

Equipamentos

O líder entre os médios em sua versão topo de linha oferece trio elétrico, ar-condicionado automático, sensor crepuscular, direção elétrica com função MA-EPS, ECON, computador de bordo, rodas de alumínio aro 16, navegador GPS, faróis de neblina, câmera de ré, bancos em couro, Isofix, banco traseiro bipartido, teto solar elétrico, VSA (ESP), ABS, quatro alto-falantes e dois tweeters.

Ainda há multimídia completa, controle de cruzeiro, transmissão automática de cinco marchas, entre outros itens que são oferecidos de série por R$ 83.990. Ainda assim, pelo preço, o modelo mereceria ter os itens que já citamos e ainda air bags de cortina, já que possui as outras quatro bolsas infláveis, sendo duas frontais e duas laterais. A concorrência não se esqueceu disso.

A garantia é de três anos e sem limite de quilometragem. O Honda Civic 2.0 EXR está disponível nas cores Cinza Paladium, Cinza Iridium, Branco Tafetá, Preto Cristal e Prata Global.

Preço do Seguro

Prêmio médio informado pela corretora Willis Brasil – R$ 2.644,29

Ficha Técnica – Honda Civic 2.0 EXR

Motor/Transmissão
Nome – 2.0 i-VTEC FlexOne
Número de cilindros – 4 em linha
Cilindrada – 1997 cm3
Potência – 150/155 cv (gasolina/etanol) a 6.300 rpm
Torque – 19,3/19,5 kgfm (gasolina/etanol) a 4.700/4.800 rpm
Transmissão – Automática com cinco marchas, modo Sport e Paddle Shifts

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – Não divulgado
Velocidade máxima – Não divulgado

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink
Elétrica EPS com assistência progressiva

Freios
Discos nas quatro rodas com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 16 com pneus 205/55 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.525 mm
Largura – 1.755 mm
Altura – 1.450 mm
Entre eixos – 2.668 mm
Peso em ordem de marcha – 1.306 kg
Tanque – 57 litros
Porta-malas – 449 litros

Galeria de fotos do Honda Civic EXR 2.0 FlexOne

5.0

  • PONCIO PILATOS

    fiz o test drive em um EXR, branco, lindo, tinha teto, que é de série.
    optei pelo vovorolla…
    mas é um carro espetacular.

    • schneider1979

      Não chegou a pensar no fusion 2.5 ou no jetta tsi?

      • PONCIO PILATOS

        não cheguei, embora saiba que são espetaculares e muito mais recheados de equipamentos, etc.

      • simplificando

        Eu iria de Jetta TSI basico, sem opcionais, fácil

    • fep

      Eu também fiz o teste nos dois, e fiquei com o Corolla, é o meu quarto e não me arrependi.

      • PONCIO PILATOS

        sim. pensei que a diferença que a imprensa "especializada" tanto fala do civicão 2.0 em função do velho vovorolla, fosse perceptível em favor dele, e na verdade, percebi o contrário…
        no meu conceito, evidentemente, no meu, percebi o civic, mais "preguiçoso" para sair e retomar, suspensão mais rígida (muito mais), e o câmbio há leves e quase imperceptíveis trancos, mas estão lá… e o motor grita alto, quando solicitado de imediato (quick dow)… nada disso o vovô tem.
        como o desenho do interior do honda é maraviespectacnoloso…. gostei muito, mas como desenho é extremamente subjetivo, prefiro o exterior do vovorolla, com a traseira mais proeminente, frente mais comprida, gosto assim…

        • TecoPadaratz

          quem já teve os 2, sabe que o corolla é mais carro……….

        • fabioalisson

          Tenho Civic manual, minha noiva um automatico e minha sogra um Corolla. De fato o cambio do Corolla, mesmo com 4 marchas, garante arrancadas melhores que as do Civic automatico. Ja constatei isso na versao 1.8, e os testes tambem dizem isso. Ja o Civic manual tem desempenho muito bom e nem parece ter o mesmo motor da versao automatica.

          Ambos sao excelentes carros. Civic agradara quem gosta de um carro com pegada mais esportiva, ja o Corolla e mais voltado para o conforto.

          • PONCIO PILATOS

            sim, é por aí mesmo.
            antes de decidir (de novo) pelo vovorolla…conversei com quem ja teve os dois. o mais recente e mais confiável, que me levou a fazer o test no civicão, para desencargo de consciencia, foi um amigo que comprou um 2.0 EXR (dos primeiros) e vinha de dois vovorollas, um 2008 e outro 2011, e me disse, "vc não vai se acostumar, compre o corolla, voltarei para um corolla"…
            fiquei "invocado" e fui fazer o test…
            mas o interior do civic é o mais invocado de todos os médios… lindo mesmo.

            • dudupruvinelli

              E o Fluence?

              • bryan

                aquele carro que em 6º marcha está a 3200 rotações em 100km/h? fluence piada

                • PONCIO PILATOS

                  tenho um cliente que comprou um CVT, deu seu corolla 2011 em troca e voltou a diferença, nao conseguiu ficar tres meses com o carro, teve que voltar pra outro corolla, e tá invocado com o fluence…

                  • dudupruvinelli

                    O que aconteceu?

                    • PONCIO PILATOS

                      rapaz, ele reclamou de muitos problemas… muitos, desde alinhamento de portas, a porta malas que não fechava direito, idas em concessionaria sem resolver, pós venda sofrível, carro gastão, segundo ele, acabamento ruim, e barulhento, isso nos dizeres dele, so vi o carro uma vez e me lembro que era brando, outro dia encontrei e perguntei pelo fluence, pois tava num vovorolla, ai ele disse que tinha ido… pois nao tinha gostado nem um pouco.
                      esqueci de incluir, ele xiou muito com o "tac tac" em frenadas fortes, acredito que fosse o problema revelado pela quatro patas…

                • Karl Sauer

                  É do Fluence que você está falando? Porque eu tenho um e a 100 km/h ele não ultrapassa os 3 mil rpm em hipótese alguma. Falo, sim, de um carro que a 60 km/h está abaixo dos 2 mil giros, com muito silêncio e economia de combustível.

                • dudupruvinelli

                  6ª marcha? O câmbio é CVT, não existem marchas.

                  • bryan

                    "manual"

                  • PONCIO PILATOS

                    alguns possuem "marchas imaginárias", o novo vovorola será CVT com 7 marchas…

                  • schneider1979

                    No dinamique o câmbio CVT é opcional; ele está falando do manual.

                • fabioalisson

                  Ta ai uma coisa que o cambio automatico do Civic é bom é nas viagens: 155 km/h pra chegar em 3 mil rpm de 5a marcha.

              • PONCIO PILATOS

                não.

    • Fellipe

      Fez uma ótima opção parabéns pela compra. Eu tenho um 2003 e um 2010… não troco o 2003 hehehehehe

      O Dual-VVT-i parido da BMW continua batendo de frente com o iVTEC parido do VTEC que por sua vez teve um parente distante chamado DSi, a honda errou feio quando tirou a caixa CVT em 2007 dos 1.7 lerdos VTEC e implantou as atuais AT. Os comandos de válvulas da Honda são excelente e hoje chegaram ao seu ápice, uma vez que a Honda conseguiu dar um belo tapa no consumo que antigamente(1 ano atrás) era medíocre, hoje eu considero um carro a altura dos Toyotas de mesma categoria, mas há 1 ano infelizmente só passaram vergonha tanto em consumo quanto em desempenho. Hoje só precisam arrumar o desempenho.

      A opção "verde" de consumo para mim é inútil, a Captiva colocou esta opção depois de TODOS os donos reclamarem que seus possantes faziam cerca de 5,5km/L na gasolina, então a Honda para mim optou pelo mesmo mercado estranho dessa opção "verde" de lerdeza.

      O futuro promete, se o Vovocorolla mudar para as 7 marchas (2 virtuais) CVT, aí sim se distanciará do concorrente novamente, só espero que a Toyota opte pelo Multitronic da Audi e não pelo Multimatic da Honda… A toyota odeia uma correia.

      • Rafael

        Civic nunca teve CVT, ele teve o hondamatic de 4 marchas e depois mudou pro de 5 marchas na "Era New Civic"! CVT só o Fit de primeira geração!

        • Fellipe

          Rafael… você está certo disso?

          Até onde eu sei era um CVT arcaico, tanto que os condutores dos antigos Civcs, tinham um consumo ótimo. O Hondamatic é do civic velho, tipo 1983-1990.

      • PONCIO PILATOS

        sim sim e mais sim.

    • George

      Gosto é gosto e deve sempre ser respeitado. Fiz teste drive no Cruze, Corolla e Civic. Gostei bem mais do Civic, inclusive gostei mais do Cruze do que do Corolla, mas não o compraria por não ter a confiança que tenho nos Japas! Comprei o Civic e não me arrependo. Mas considero o Corolla uma ótima compra também. Acredito que o modelo 2015 do Corolla vai dar de lavada no Civic, pelo menos no exterior. Agora o interior do Civic parece estar muito a frente do seu tempo e espero que não mudem tão cedo. Porém, o Exterior do Civic americano é horrível.

  • vinicius

    Muito caro, não vale o que custa!

    • ThiagoLMC

      Todos os carros no Brasil não valem o que custam! rs

      • Gustavo73

        Verdade, mas como esse custa ainda mais e oferece menos…

      • granrs78

        Sim, mas se nós formos analisar hj, um Fluence CVT Okm custa 60 mil reais. O Civic LXR está custando 72 mil reais, uma diferença de 12 mil reais, e olha que o Fluence "de entrada" tem mais itens que o Civic EXR que custa absurdos 83 mil reais, ou seja uma diferença de 23 mil reais, o preço de um carro "popular". Acho que a pessoa tem que gostar muito do Civic, que concordo que seja um excelente carro, mas está com um preço completamente fora da realidade.

        • Magnus Cordeiro

          pelo preço do EXR compra-se um Fluence GT , que é muuuuuuuuuuuuito mais carro em todos os sentidos!!!!!!

        • Eu mesmi

          Se fornos analisar, peguei um LANCER GT 2.0, muito mais carro que civic e fluence, mesmo a manutenção cara com 13 mil km no valor de 62.000 ANO 2012.

        • grodrigues

          Nao mais, misteriosamente a Renault subiu o preço do Fluence. Ha 2 meses encontrava o CVT com banco de couro a 64 mil, esse final de semana fui ver novamente e 68 o basico, 70 com bancos em couro…. inexplicável para um carro que ve as vendas caindo…

  • schneider1979

    Dizer que um carro custa caro no Brasil é chover no molhado. Agora, civic e corola conseguem se superar nessa orgia de preços altos.

    • bbrasil2

      Qualidade meu amigo, qualidade… Pode ver que mesmo caro vende, e sem muitas letrinhas q os outros adoram fazer propaganda, mas vivem dando dor de cabeça…

      • paulistadalapa

        Não que seja qualidade, o casal japonês é apenas "normal" e muito caro pelo aquilo que oferece. O problema é que as categorias inferiores são de qualidade péssima e tem muito jumento comprando, o que facilita e mascara a bolinação que Honda e Toyota fazem nos brasileiros.

        • bbrasil2

          Caro todos são, mas se num tem como fugir, vai pelo "normal"

          • Gustavo73

            O normal é que ele oferecesse bem mais pelo que pede.

          • granrs78

            A diferença de preço de um Civic para um Fluence CVT, no caso da versão EXR é de 23 mil reais!! O preço de um carro "popular". Esse preço não se justifica, pois hj , todos os carros são bons, principalmente acima de 60 mil reais.

            • ocduarte

              Vai ter gente dizendo que Corolla e Civic são bons de revenda, baixa custo de manutenção. Mas com essa diferença de preço nenhum argumento desses se sustenta.

              • Pedro_Rocha

                Acrescente ao preço cobrado o bom pós-venda, que é o que muitos compradores pagam para ter, já que pagam menos nas outras e tem menos qualidade também. Outrossim, a durabilidade e qualidade de montagem comprovadas da dupla japonesa.

                Honda e Toyota vendem carros de qualidade mas cobram caro por isso, enquanto outras não tem sequer um câmbio automático durável como a Peugeot.

      • schneider1979

        Ninguém questionou o quesito qualidade desses carros. Eu já fui proprietário de um civic por 2 anos, do modelo anterior, e sei da qualidade do carro. E porque hoje não sou mais? simples… porque oferece pouco pelo preço.

    • fep

      Qualidade !!!

      • granrs78

        Todos sedans médios tem qualidades e defeitos. Essa diferença de preço absurdo se deve simplesmente pela ganancia das marcas japonesas, que conquistaram os consumidores pela fama de inquebravel, e por isso se acham no direito de cobrar bem mais que seus concorrentes diretos, mas a culpa é dos consumidores que aceitam pagar mais por isso.

        • Pedro_Rocha

          Aí vem a pergunta: quem oferece mais qualidade nos produtos e nos serviços do que a Honda e a Toyota no Brasil? Eu mesmo tomei um susto quando entrei em um fórum sobre Mercedes e vi prorietários de Classe E (!!!!!) reclamando do pós-venda deles no Brasil.

          • Edson Roberto

            Se for assim… há muitos proprietários de Civic (com motor 1.8) reclamando de travamentos de cambio e problema e barulho na suspensão.

            Olhar foruns e ver problemas é comum para qualquer marca. E a Mercedes/BMW/Audi não é uma marca blindada, são passíveis de problemas como qualquer outra. Ainda que elas tenham o apelo de melhor construção, erros acontecem. Acho que a experiencia deve ser nesse caso contada por quem já teve.

            Dizem que Citroen tem pessimo atendimento mas posso dizer que nunca tive dor de cabeça e a cordialidade para resolver qualquer problema foi grande. É só um exemplo.

          • granrs78

            Quantas vezes ao ano vc vai a concessionária? Umas 3 no máximo? Eu prefiro economizar 23 mil reais, o preço de um carro popular e ter um atendimento "normal", lembrando que as concessionárias Renault tem um atendimento bom, inclusive a cada ano que passa, eles tem aumentado suas notas em pós vendas, com clientes satisfeitos. Pedro, não se deixe enganar, pois mesmo o atendimento das japonesas ainda sendo melhor, não estão isentos de erros ou mesmo um atendimento ruim em algum momento.

    • luk4z_sl

      Schneider, você precisa entender que enquanto existir alguém que paga MAIS por MENOS, apenas pra falar que anda de carro "JAPONEIS", porque é inquebrável, superior, bla bla bla, Toyota e Honda irão esfaquear até a alma mesmo.
      O mais engraçado é que os mesmo são carros populares e de entrada nos EUA, acho hilário.

      • Thiago

        Quer falar que anda de carro "japoneis", compra um Nissan… :-)

        • luk4z_sl

          É verdade, particularmente acho a Nissan mais justa em preços que suas conterrâneas japas. Vide o novo Sentra SL por R$ 72 mil :)

    • gcarlos

      é bater em cachorro morto…. .também

    • dudupruvinelli

      Ainda mais por serem fabricados aqui. O elantra, se a hyundai quisesse, poderia ser vendido TRANQUILAMENTE a 80k ou menos. Acredito que teria grandes chances de tirar a liderença do Civic.

      • grodrigues

        A claro, o Elantra é que é carro….. risível.

        • Edson Roberto

          Ele é outro carro que também não é ruim. Mas igual as japonesas, é caro também.

          • dougkmt

            O Elantra melhorou muito, oferecendo versões completas, e há pouco tempo atrás com o motor Theta II 2.0 Flex e freio a disco nas 4 rodas, alvo de muita reclamação aqui no Brasil. O problema sempre foi o preço!

            Se fosse posicionado por 72k (igual o Sentra), ainda daria pra pensar na compra, já que a Hyundai não é forte nesse segmento e não pode cobrar o mesmo que a dupla japonesa (tem que posicionar na faixa de Civic LXR e Corolla XEI) – isso se ela quiser ter participação de mercado, é claro.

  • kikofar

    Carrão, sem dúvida. Bem construído, robusto e confiável. Pós-venda elogiável também.

    O problema é o de sempre: cobram pelos elogios acima!

    • Gustavo73

      Cobram e muito.

  • luk4z_sl

    Não sei se sou chato, mas 2.0 com menos de 20kgfm de torque? Dispenso…

    • luis_ten

      Pensei a mesma coisa.

    • bbrasil2

      Vai puxar carroça ?!

      • luk4z_sl

        Coloca 4 adultos dentro dele mais bagagem pra um final de semana e reboca uma lancha.
        Vai entender pra que torque.

        • bbrasil2

          Na boa, vc ta com foco errado, fazer tudo isso num sedã familiar ?!

          • luk4z_sl

            Sim, um sedã familiar pra sair o final de semana com a família. Ou sou obrigado a comprar uma caminhonete pra poder fazer isso?
            Entendo que você tenha o carro, e como o melhor carro do mundo é o nosso, você vai ficar procurando argumentos pra discordar de mim.
            Porém, continuo com minha opinião. Motor 2.0 com menos de 20 kgfm de torque é ridículo. Eu não compro mesmo! 19 kgfm é torque de motor 1.8.

            • Marco

              O "tudo isso num sedã familiar" que ele escreveu refere-se a "e reboca uma lancha". Ele esta certo, nesse ponto. E ele até pode ter um Civic, mas tu, com certeza, é contra o Civic.

            • Herbet23

              Pena que o Linea T-Jet saiu de linha. São 21,1kgfm de 2250 a 4500rpm. 1.4 16v turbo.

        • Louis

          Aí vc precisa de uma picape diesel.

          • gcarlos

            e dar pra comprar uma Frontier..

        • aleneo2

          para uma lancha o ideal é uma pick-up e 4×4 principalmente para colocar ela e tirar da agua.

        • fabioalisson

          Tirando a lancha, que nao tenho e provavelmente nao precisarei rebocar uma, meu Civic anda muito bem com 4 pessoas e malas. E olha que o meu e 1.8.

        • Victor Mendes Mattioli

          Concordo que seu carro deveria ser uma picape média com motor à diesel… iria te atender muito melhor em todos os aspectos. Unico problema é vc achar uma 0km pelo preço deste civic lixo…

        • Leandro1978

          Só uma pergunta, quantas vezes vc fará isso? Veja, é uma pergunta mesmo, não crítica. Pois pode ser que esta condição ocorra, p.e, apenas uma vez por ano. De qualquer forma, se for caso, basta optar por outro modelo que ofereça o torque que vc necessita (ou deseja).

          • luk4z_sl

            Na verdade, nenhuma, pois não tenho uma lancha. Usei esta situação apenas como exemplo, onde seria interessante ter um pouco mais de torque.
            No caso a questão, é o baixo torque de um motor 2 litros e aclamado por todos como moderno, só isso.
            A quem diga, mas você não vai puxar carroça, pra que tanta força? Não sei, frescura talvez. Como eu disse no primeiro comentário, pode ser chatice minha mesmo, mas particularmente gosto de motor com torque.

            • Carlsson

              Essa sua barreira dos "20 m.kgf de torque" é puramente psicológica.
              Vc precisa avaliar quanta potência o motor oferece durante a faixa de rotações. Não é por que tem 19,0 m.kgf de torque ou 21,0 m.kgf de torque que anda menos ou anda mais. Depende do peso do carro, das relações de transmissão, diferencial, da faixa de giros de maior entrega de potência, etc.

              • Herbet23

                Faixa de giros de maior entrega de TORQUE, você quer dizer, não é? Potência máxima aqui ninguém usa… E também não adianta o motor ter toque bom, se só conseguiremos extrair o máximo dele em giros altos demais. É nessa que eu continuarei com meu Linea turbo (comprado usado, claro) por um bom tempo…

                • Carlsson

                  Não, eu quis dizer potência mesmo…
                  Sugiro que vc leia um texto no AutoEntusiastas diferenciando potência de torque.
                  Novamente, eu quis dizer "boa oferta de potência em toda a faixa de giros".
                  ____
                  Por que "usado, claro"? Usado é melhor que novo? Não sabia..
                  Obs.: Vc tem um ótimo carro, deve ser excelente de dirigir…
                  Até mais

                  • Herbet23

                    "usado, claro" .. Bom, pra que pagar 78 mil num Linea Turbo zero, se 3 anos depois você o compra por 40 mil com ipva pago e apenas 45 mil km rodados?

                • luk4z_sl

                  Sim Herbet23, a curva de torque de motores turbo são sem comentário. Veja os VW TSi, com torque máximo já a 1500 rpm. Pena que o brasileiro tem preconceito com turbo, o que vai fazer com que o mesmo ainda demore pra ficar mais difundido :/
                  E parabéns pelo seu Linea, continue mesmo com ele e tira o máximo proveito desse caracol aí :)

              • luk4z_sl

                Eu nunca disse que se tem mais torque anda mais. Eu sei muito bem que pra velocidade final o que conta é potência, e isso, os 155 cv do Civic sobram. Estou falando de força mesmo.
                E o torque máximo, que já não é muito, vem a altos 4800 rpm, o que não me leva a crer em uma curva de torque boa.

            • Eugenio C.

              O Golf 2.0 tem 17,7 kgfm.
              o Corolla 2.0 tem 19,8.
              O Fluence, 19,9.

              Não acho o torque do Civic tão baixo assim para um 2.0 16V.

              O que você consideraria um torque ideal para um motor 2.0 16V sem turbo?

              • luk4z_sl

                Corrigindo:

                Golf tem 18,4 kgfm. *motor muito defasado a fim de comparação.
                Corolla tem 20,7 kgfm.
                Fluence tem 20,3 kgfm.
                Lancer tem 20,1 kgfm.
                Sentra tem 20,3 kgfm.
                Os motores Peugeot tem 22 kgfm. Considero um bom número.

                Ou seja, todos acima dos 20, menos o Civic, e o Golf defasado. O Ford Duratec também tem menos de 20, porém entra no mesmo caso do Golf, está defasado em relação ao motor do Civic que é mais moderno, então acho que não cabe comparação.

                • Carlsson

                  Mas se vc dirigir um PSA com esses fantasiosos 22 mkgf e um Corolla, vai se sentir melhor no Corolla! (ambos AT-4)

                  • _oliveira

                    Já dirigi um PSA com esses 22mkgf e automático.. Com certeza não são fantasiosos.. Liga o modo sport que você vai ver o carro puxando..

    • TecoPadaratz

      pois é…….tanta tecnologia e não consegue bater o gm monzatech em torque………

      deveriam ter caprichado mais neste ponto………

      • fabioalisson

        Não estou falando que o 2.0 da GM é ruim, mas fiz um test drive no Vectra GT antes de comprar meu Civic, em 2011 e afirmo que o Civic é muito mais esperto, apesar de ter menos torque.

    • Ate que enfim alguem que concorda comigo!
      O Velho 1.8 8v flex do Stilo tem 112/114 Cvs e 17,8 e 18,5 Kgfm !
      E os caros de hoje est]ão batendo quase nos 170 Cvs e só tem 20Kgfm ???

    • Juno

      Sem chance … por este "preço" fico com um 408 THP que esbanja cavalaria nesta categoria .. entrega 24Kg de torque a miseras 1400 rpm .. e ainda se economiza mais de 10k rsrsrs

  • nando

    tenho um posso dizer que e um otimo carro acho ele bem economico e tem uma grande vantagem o atendimento pos venda da honda e exelente.

  • @danielfiscina

    Gente, pelo menos podiam colocar um pneu 225 aro 17… pra dar um visual mais esportivo né ? affs

    • Louis

      Cerrto Manooo

      • fschulz84

        Vish!!! As mina pira no pneuzão com rodão!

    • Markin

      Perfumaria desnecessária, meu caro. Do jeito que está, tá bom demais. Sem falar que o preço de um pneu aro 17 dá quase prá comprar um fusquinha :D kkkkk…. Muito embora quem compra um carro desse preço não deve estar muito preocupado em preço de pneu, certo? Abração.

  • Viniciusvs

    na realidade todos os populares e médios precisam de mais equipamentos, não existe carro barato aqui ( nem os chineses que tem importação,custos da concessionaria etc… não deixam de lucrar e devem ter um custo de produção extremamente baixo) mas é o nosso mercado, não adianta fazer comparação medíocre com outros lugares porque na realidade moeda, custos, renda são outros.

    • Cristiano_RJ

      Viniciusvs, não é preciso comparar com outros lugares. Dentro da realidade brasileira mesmo é possível perceber o disparate.

      Por exemplo, entre as versões topo de linha dos sedans médios o Lancer tem 7 air bags; Já o Cruze, o Jetta, o Fluence, o 408, o C4 Lounge e o Elantra, tem todos 6 air bags. O novo Focus também chegará com 6 air bags, assim como o novo Sentra. Então pergunto: por que o Civic EXR só tem 4 air bags, mesmo custando mais de R$ 80 mil? Ah, claro que o Corolla acompanha o Honda nessa mesquinhez. Outros exemplos são a ausência do retrovisor eletrocrômico, dos sensores de estacionamento, do sensor de chuva, do rebatimento do retrovisor, dos faróis de xenon, das rodas 17", etc.

      Ou seja, o Civic é mal equipado para o que custa mesmo considerando a nossa realidade. E olha que a versão EXR nem é tão mau assim. Se for considerar a LXR então…

      • Viniciusvs

        mas ai depende do que cada um busca em um carro, quem busca mais itens compra um veiculo com mais itens , quem busca um pós venda melhor, uma boa mecânica acaba pegando Corolla e Civic, eu não vejo só pelo lado de ter mais ou menos itens pensando assim Civic encalharia e é justamente o contrario , porque ? porque já tem um mercado, um pós venda impecável , vai muito do perfil do cliente, preferem carros com mecânica confiável que mais 2 ou 3 Air Bags, mesmo porque é um item que você tem para não usar , levando em consideração uso normal do automóvel 4 AB já esta ótimo ( igual alguns carros que tem AB e no Crash Test foram horríveis ….), olha 20 anos atrás os lixos dos carros que tinham só motor mais "forte", nem encosto de cabeça alguns tinham , muitos deram PT nos carros na época e estão aqui para contar a historia, pessoal exagera MUIIITO , agora alguns concorrentes que você citou cheio de itens e também com lucro nas alturas e mecânica duvidosa ( sim lucram igual ou até mais o custo de produção que deve ser menor) ai você ve alguns Franceses mais no guincho que na Rua e cambios Automáticos problemáticos o cliente pega trauma e começa a ter preconceito com determinadas marcas tanto que esta ai o resultado….

  • bbrasil2

    Tenho um 2009, LXS manual, carro com 80mil que os meus antigos nessa kilometragem estavam todos destruidos, até cheguei a pensar que o problema era eu…

    Meu amigos são cheios de chegar com carros da "modinha" e falar de computador de bordo e tudo mais, e o meu "negão" ai firme e forte sem dar dor de cabeça, essa dupla japonesa é foda, e se tem um dinheiro bem gasto são neles !

    • 3ic

      quais eram os carros que vc achava que destruía por curiosidade?

      • bbrasil2

        Palio, Punto…

        • phaelrj

          pow amigo…tenho uma palio 1.4 fire 2007 que atualmente esta com 128mil rodados, nunca tive dor de kbça…só o essencial, óleo, filtro e bla bla bla…..sem ofensas amigo,mas acho que vc eh "cupim de ferro" msmo ou não teve sorte com os carros…..rssrsrs

          • bbrasil2

            O meu era o 2008, o novo Palio, talvez seja mais "fragil", sei-la…

            Mas como disse, o problema pode ser eu sim, mas meio q me encontrei com o Civic, é um carro muito mais robusto e ta aguentando a paulera que é o meu dia-a-dia…

            • Rafael

              O que dirá do meu Mitsubishi Galant com 207mil Km e andando lindo e perfeito, sem nenhuma peça de acabamento quebrada!!! Carro japonês é outra história!

              • 3ic

                Mas isso não é mérito de carro japones somente. O cuidado do dono conta muito ( monza com 220 mil km e zafira com 125 mil atualmente.)

            • Edson Roberto

              Bem… eu tenho dois Citroen um com 96000km e outro com 139000km rodados… estão inteiros também….

    • Rafa_el

      Eu tbm gosto muito de Honda. Tenho um Fit 2007/08.

      Para falar a verdade é fácil eu gostar de Honda, pois meu primeiro carro foi um Corsa Wind 98 peladasso, então minha opinião não é lá uma coisa muito confiável.

      Mas posso dizer que o carro é muito bom e já está com 140k e avançando, pois rodo muito todos os dias.

      Bem, de mais a mais, a marca me encantou. O carro é seco em pisos ruins, mas numa pista boa ele vai firme. É um primor em comportamento dinâmico. Ágil, estável, seguro e muuuuito, mas muuito econômico. Com pé pesado na cidade faz 12, pé leve faz 13. Na estrada a melhor média que fiz foi 20 km/l, a média com pé embaixo hoje está 17,5 na estrada, 100% do tempo com o ar ligado.

      As vezes também me sinto em um dragster tamanho é o barulho exterior do vento, do motor e dos pneus dentro da carroceria.

      Ahh, e tbm para quem não gosta de samba foge dele, pois aquilo ali é sapucaí de grilos e barulhos.

      Com o tempo a combinação suspensão dura + interior preponderantemente em plástico dá no seguinte resultado: escola de samba Unidos da Honda.

      Quero colocar outro Honda na garagem, mas entrar num acordo com a patroa está osso duro. Agente tem que ter um carro com uma pegada mais fora de estrada e é por necessidade mesmo, pois agente gosta de viajar país a fora e volta e meia sempre enfrenta uma estrada de terra. Por várias vezes tivemos de dar meia volta ou descartar algum tipo de passei com o Fit. Sem falar nas inúmeras batidas do carro no chão.

      CRV ainda é muito para nós e o Urban Concept vai demorar. New Fit nem pensar para minha patroa.

  • fep

    Andei no Corolla 2.0 e nesse Civic 2.0, e notei nitidamente que o Corolla tem mais torque, e eu que particularmente viso o conforto, optei pelo Corolla e não me arrependi, pois estou no quarto carro.

    Essa traseira é horrível !!! Prefiro ainda o New Civic ( 2006 )
    O painel também é horrível, quadrado e torto, mais uma vez prefiro do New Civic ( 2006 )

    O preço é absurdo !!! Mas pela experiência que já tenho com os dois modelos,
    são praticamente inquebráveis, nisso os dois japas estão de parabéns.

    • TecoPadaratz

      Tenho conhecidos que são taxistas aqui em SP….

      O carro preferido deles ? Civic e Corolla………

      Com um civic, teve um que rodou 300.000 km sem nenhum problema….

      Outro que tem corolla, está com 140.000 km e só manutenção básica de oleo, filtros e freios……nada de manutenção em motor e suspensão…….o cara nem amortecedor trocou ainda do corolla…..e faz revisões na CCS.

      Este do corolla eu andei com ele outro dia……….e fiquei impressionado porque mesmo com esta kilometragem, nada batia dentro do carro…….nada de barulho no painel, portas, suspensão……..

      • fabioalisson

        Realmente o Civic é um carro confiável. Veja essa história de um Civic que rodou 1.200.000 km em 5 anos, sendo que 550 mil km com o mesmo motor e ainda trocou antes de bater:
        http://www.jalopnik.com.br/como-rodei-1-200-000-k

        • Pedro_Rocha

          Alguém aí arriscaria dizer que algum outro sedã médio, sem ser Corolla e Civic, conseguiria marca semelhantes?

          Cadê os fãs da tabela de itens do Fluence nessas horas? Ocupados no Reclame Aqui: http://www.reclameaqui.com.br/busca/?cx=008144464

          • Edson Roberto

            Sim… eu conseguiria. Entre no clube do Fluence e veja um cidadão que tem já 202000km rodados com seu Fluence 2011.

            Isso sem contar sedans compactos onde já vi pessoalmente um Siena com 501000km rodados.

    • Leandro1978

      Você já está no quarto Corolla, certo? Você acha que a suspensão ficou mais dura nestes modelos? Pois um colega tinha um 2009 e trocou pelo 2013 (ambos XEi, mas o primeiro 1.8 e agora 2.0) e, segundo ele, a suspensão é menos confortável (mas ainda assim, mais confortável que a do civic). Também li, algo semelhante em um teste do Bob Sharp. Isto procede?

      • fep

        Procede.
        Já sai do GLi 1.8 para o XEi 2.0, tem essa diferença sim, ele é muito bom de curva
        e o que passa má impressão de estabilidade nele é o banco que não te abraça,
        deixando seu corpo sair um pouco em curvas mais fechadas.

        • Edson Roberto

          Ou seja, nada mais do queo normal. Nesse caso eu tbm prefiro que seja assim, normalmente os bancos que abraçam tem menor espaço para conforto. E com o tempo cansam mais.

  • Freaky_Boss

    Esse carro não ter 6 airbags (e só 4) é um verdadeiro absurdo.
    E pelo preço deveria ter um pouco mais de equipamentos sim. Mas está vendendo, então porque a Honda vai se mexer?!?!?

    Além da marca e do pós venda que são bons, tem uma coisa boba nesse carro que eu gosto, que são as RODAS ARO 16 e não 17.
    Todo carro top de linha das marcas nesse segmento estão vindo com aro 17. Isso reduz um pouco o conforto e, principalmente, faz as rodas sofrerem nessa buraqueira chamada Brasil.

  • PortoWF

    R$83k?????
    Prevejo dias difíceis para o Civic a partir da chegada do Golf! (Ahh mas um é hatch e outro sedan, sim , mas se fosse sua classe $$$ de carro , descartaria a compra de um Golf só por isso?)
    E ainda tem o Sentra Novo, mais barato e o Focus que ainda tem a incógnita do preço e o motor GDi a confirmar.

    Na Moral, a cada dia que passa mais me convenço que o cara precisa ser muito fã pra comprar Civic.

    • rsc_dhc

      Pegamos um em SP semana passada…R$78.800…esse preco sugerido ai nao existe!

      Talvez pra troca…

      • Freaky_Boss

        Faz um pouco mais de sentido ter desconto sobre esses 83mil.

        • Gustavo73

          Para mim ainda não, já que ai está na faixa dos concorrentes e oferece menos.

    • dudupruvinelli

      Não só Civic, Thiago; qualquer Honda.

      • PortoWF

        Toyota tb! ;)

    • Pil

      Como assim confirmar o motor do Focus 2.0 de 178 cv? Já está mais do que confirmado!

      • dudupruvinelli

        Sou mais os 140 cv do Golf e os 25,5 kgfm à 1.500 rpm ;)

    • MM_

      Me ofereceram por R$ 74.000 na troca pelo Cruze, que eles estavam pagando R$ 56.000.

      Até pensei em trocar, mas no final gastaria R$ 18 mil por um carro que anda um pouco mais, oferece alguns itens a mais porém outros a menos. Não vale a pena, considerando ainda que meu carro tem 24.000km rodados…

      • riccorreasp

        MM, você se refere ao LXR, não?

        • MM_

          Não, EXR mesmo. Tenho um amigo que tem uma loja nesses Shoppings de carros e sempre compro com ele. Só pra vc ter uma idéia, comprei o Cruze 3 meses depois do lançamento e na época consegui R$ 5.000 de desconto.

          No Webmotors vc já encontra muitos por 76-77. A Honda está levando a sério essa coisa de liderança no segmento.

          • riccorreasp

            Pensei que você tivesse comprado o Cruze na Vigorito da Industrial.

            Você apenas faz as revisões por lá, então?

            E esse amigo que te ofereceu 56 mil reais no Cruze, com o EXR por 74?

            Mas aí temos que levar em conta a amizade. Talvez ele te repassasse o carro por um valor que jamais fizesse para qualquer outro cliente, não?

            • MM_

              Eu retirei o carro na Vigorito, mas negociei ele na loja desse amigo, naquele Shopping de carros no final da Avenida do Estado. Foi o mesmo caso da Megane GT da minha esposa, negociei com ele mas retirei na Itavema.

              De qqr maneira não acho esse preço "fora do comum", pois se na Webmotors vc acha por 2 mil a mais, sem "negociacao".

              • riccorreasp

                Creio que você esteja se referindo ao Auto Shopping Global. Ou então ao Auto Shopping SP Leste, da Aricanduva.

  • kikofar

    Ahhh sim, esqueci de comentar: o Civic 2007 continua muito mais bonito, com um desenho limpo e bem mais harmonioso do que esse atual.

  • TacodeSinuca

    Eu tinha um quando morei no EUA, era um bom carro para bater no dia a dia

    • Cristiano_RJ

      Pô cara, tu bate carro no dia-a-dia? Imagine só o premio do seu seguro! rsrsrsrs….

      PS. É só brincadeira, não esquenta não! B)

    • Ricston

      Olha, honestamente, até que aqui no Brasil é carro pra bater no dia a dia (pela qualidade, e não preço, é claro).

  • MuriloSoares

    Bonito, discordo, não é feio, mas não empolga, mas é caro e não acho que seja tudo isso que o povão fala, mas para Brasil está ótimo.

    • bbrasil2

      Só tendo para saber, se tiver, depois veja se não muda…

    • fep

      Acho a traseira muito feia, mas a frente agrada.

    • Cristiano_RJ

      Comentário perfeito!

  • Jhonny balada

    Podem falar o que quiser, mas sou muito mais um Elantra, mais bonito e mais equipado

    • Xeneize87

      E muito mais caro também! E ainda como item de série, freio a tambor… rs…

      • PONCIO PILATOS

        afinal, é o melhor sedã gigante do mundo…tãn tãn tãn, rãn tãn tãn….

        • Xeneize87

          é o verdadeiro bonitinho, mas ordinário… Além disso estou na dúvida na troca do meu carro:

          Ford Fusion SEL AWD V6 Usado;
          Ford Focus Titanium 0km (pedindo desconto já que a Mk3 que se aproxima);
          Cruze LTZ 0km

          • PONCIO PILATOS

            otimas pedidas, mas dentro do que citou, o focus titanium me parece o mais acertado.

          • Cristiano_RJ

            Por que ordinário?

            • dudupruvinelli

              Pelo preço e pela cara de pau de vendê-lo no lugar do Sonata.

              • Cristiano_RJ

                Então, outro dia entrei em discussão similar com outra pessoa (não lembro quem). Mas vamos nós de novo. Do Aurélio, ordinário é algo "de má qualidade; inferior". O Elantra, assim como outros Hyundai vendidos atualmente não são carros ordinários. São carros mal posicionados no mercado. Mais caros do que deveriam ser. Um exemplo que fica claro é o do Honda Fit. Um compacto com motor de baixa cilindrada e poucos equipamentos vendido por mais de R$ 60 mil, preço de sedan médio 2.0! O Fit é um carro ordinário? Lógico que não! Longe disso; é um ótimo carro, porém caro. Já um Agile, bem, esse é um carro ordinário. Percebes a diferença?

                • Xeneize87

                  O próprio Dudu já respondeu. Ele é vendido com o preço de Sonata e oferece muito menos, coisa que aliás, o Sonata também não é aquelas vantagens. Design por si só, não garante que o produto é de qualidade.

                  • PONCIO PILATOS

                    hehehe. gostei da sua explicação, xeneize e do cristiano tambem.

                  • Edson Roberto

                    Mas ser caro não diz que o carro é de baixa qualidade também.

                • dudupruvinelli

                  Ah, mas ordinário também pode ser comum… entendi.

      • dudupruvinelli

        Freio a tambor, mas freia melhor que o Civic.

        • Hofmann

          No caso é o freio do Civic que é ruim (ou pior)… Freios traseiros a tambor no dia-a-dia do brasileiro médio pouco diferem dos discos. A diferença só é perceptível em situações em que os freios sejam exigidos de forma mais frequente que o normal, como por exemplo estradas sinuosas, serras, avenidas com trânsito pesado e retenções, etc. Aí, o freio a tambor perde a eficiência bem antes e vai perdendo mais rapidamente com o aumento da temperatura, em comparação ao freio a disco. Fora o fato de que a manutenção dos tambores acaba ficando mais cara, pois dá mais trabalho, gasta mais tempo e os cilindros-mestres são trocados com uma frequência ridiculamente alta, pois começam a vazar em pouco tempo, ao contrário dos sistemas com discos em geral.

          • dudupruvinelli

            Com certeza, eles querem é só lucrar. Não existe outro país onde o elantra seja vendido com freio a tambor, só aqui onde as pessoas desconhecem.

          • Edson Roberto

            Engraçado…. depois de 3 carros comprados NUNCA precisei trocar muita coisa de freios a tambor. Alias, a unica coisa que eu realmente troquei foi a lona de meu antigo que me custou R$54,00.

    • Marcelo

      kkkkkkkkkkk me desculpe mas vc falar que o Elantra é mais equipado??!! O Elantra não tem freio a disco nas 4 nem como opcional! kkkkkkkkkkkkkkk Jetta na cambada!

    • murilo

      Jhonny balada.. preciso responder será? kkkkkkkkkkk

      • Jhonny balada

        A versão 2.0 vem com disco nas 4 , caso não saiba

      • Jhonny balada

        E continua sendo mais equipado que esse Honda, basta conferir, mas você prefere o Honda fazer o que? Fique a vontade, com certeza você não terá nenhum deles, mas beleza. Valeu a discussão

        • fschulz84

          Pelo "com certeza você não terá nenhum deles" já dá pra perceber que tipo de público você pertence.

          Me falar que um Elantra por 100k é negócio a ser considerado? Vocêcompra carro para seu uso ou para os "manolos" e as "mina" ficarem pirando no seu carro?

          • Jhonny balada

            Já passei dessa fase a muito tempo, procuro algo moderno e que me agrade no interior e exterior, não sou fã de nenhuma marca e não excluo nenhuma, diferente da maioria aqui, mas tudo bem, pense da forma que quiser, apenas acho engraçado o povo que nunca entrou no carro e ficar falando um monte de bobeira porque é fã da marca.

  • murilo

    84 e não tem airbag de cortina.. lamentável.. até o new fiesta titanium (52k) tem..

    • fep

      É isso ai …

  • vitimsl

    É um bom carro, mas pelo preço deveria oferecer mais, principalmente air bags.

  • zeuslinux

    Um colega meu de trabalho comprou no mês passado um Civic EXR 2.0 zero km, vindo de um Honda City. Chegou a testar o Corolla e até iria comprar o carro da Toyota mas a mulher dele o fez optar pelo Civic.

    Na semana o carro dele ficou na oficina da concessionária porque veio com um DEFEITO DE FABRICAÇÃO absurdo. Pelo que entendi, há um parafuso que prende o quadro de suspensão dianteiro que simplesmente não conseguia ir até o final porque não fizeram a rosca na peça até o final. Com isso, a suspensão ficava "solta" e fazia um barulho grande quando virava o volante andando e ao passar por pisos mais irregulares.

    O pior de tudo é que a concessionária (no Rio de Janeiro capital) não tinha a peça em estoque e iria demorar vários dias para vir da Honda. Como ele já estava p*** de ter comprado um infalível HONDA que veio com um defeito de fabricação trivial desses, chegou a ameaçar a concessionária com justiça. Sabem o que a concessionária fez ?! TIROU a tal peça de um outro carro 0km do estoque… Como ele queria a coisa resolvida logo, aceitou isso mas disse que estava decepcionado com a marca, que cobra bem caro pela suposta qualidade japonesa…

    • Italo

      Amigo, eu tenho um honda tb, mas nunca caí nessa de infalível. Não existe isso…

      Qualquer pessoa que compra um carro achando que o mesmo é inquebrável, merece ser decepcionada.

      • zeuslinux

        Sim, pode ocorrer com qualquer marca e modelo.

        O problema é que isso mostrou que o controle de qualidade da Honda deixa passar problemas como esse que são visíveis até a olho nu e que a Honda cobra valores maiores nos seus carros justamente pela boa fama da marca.

        Nesse relato que eu dei, o meu amigo percebeu que as concessionárias da Honda, que todo mundo diz que são ótimas, TIRA PEÇAS de carros 0k do estoque para consertar outros, ou seja, faz CANIBALIZAÇÃO DE PEÇAS ! Esse meu amigo mesmo me disse que agora perdeu a confiança se não fizeram o mesmo com o carro dele.

        Não posso dizer o nome da concessionária porque não foi comigo e temo ser processado, mas posso dizer que é uma das maiores concessionárias Honda do Rio de Janeiro. E olha que o depósito de peças da Honda é perto, em São Paulo, mas a tal concessionária não tinha a tal peça da suspensão em estoque, do modelo mais vendido da marca se não me engano.

      • fschulz84

        Exatamente… Isso sem contar que não depende somente do carro ou de nós para que problemas ocorram… Nossas vias lunares são horríveis… Em um momento, podemos estar lá distraídos, quando brota uma cratera na sua frente e ai? PLOFT!!! Caimos em um buraco e lá se vai o pivô, a bandeja e etc… Ai nessas horas que temos que ver o quão bom é a marca…

        O que vejo de gente que compra a dupla japonesa… Anda 5mil km por ano e depois de 2 anos fala que o carro é "inquebrável", não é brincadeira.

        • Gustavo73

          Pois é tenho um fusca 70 com 57 mil km rodados. Isso é sério. Veja só o carro tem 43 anos e não me deu nenhum problema.

      • Cristiano_RJ

        "Amigo, eu tenho um honda tb, mas nunca caí nessa de infalível. Não existe isso… "

        Parabéns Italo. Isso demonstra que você é um consumidor consciente. Também tenho um Honda em casa e nunca, repito, NUNCA falei ou pensei dessa forma. Mas acredite: dentre os consumidores dessas marcas, somos excessão.

        • dudupruvinelli

          Ele mudou seu posicionamento, porque no post do comparativo Fluence vs. Civic ele estava bem irritadinho rs

    • Ninguém esta livre disso amigo, defeitos pode ocorrer em qualquer marca. Tem gente que exagera as vezes sei lá.

      • PortoWF

        Certissimo, mas a tolerância com defeitos da Toyota e Honda é altíssima, já com carros de qualquer outra marca parece q é o fim do mundo.

        • Pedro_Rocha

          Deve ser por estatisticamente ocorrerem menos erros. Pergunte a frotistas sobre robustez de carros que a resposta será padrão: Honda e Toyota na cabeça.

          Fazendo uma amostragem grosseira no ReclameAqui: os termos "Corolla" e "Fluence" retornam 10 páginas de reclamação cada um, mas veja a quantidade desses carros que a Toyota e a Renault venderam no país que percebe-se quantos erros por 1000 unidades temos em cada marca/modelo.

    • Marco

      Caso pontual. Eu iuve dois Mareas. O primeiro, 2.0, fundiu com 40.00km, após 1 ano e meio. O segundo, 2.4 (me arrisquei, mas comprei após uma séria pesquisa levando em conta preço, condições de financiamento e valor pelo carro usado), não me deu problema algum em 4 anos e 100.000km. Então, em função de um caso pontual (Marea 2.0) eu deixaria de comprar um carro (Marea 2.4) que não me deu problema algum.

      • Cristiano_RJ

        O problema Marco, é que se esse tipo de problema acontece com um francês, por exemplo, geral vem logo reafirmando os velhos clichês de sempre: "carro francês não quebra", "francês só sabe fazer perfume" e bla-bla-bla. Aliás, esses são os mesmos que repetem que "carro japonês não quebra", que vale a pena pagar muito mais caro do que a concorrência para levar um Honda ou um Toyota menos equipado e por aí vai. Esse exemplo, é simplesmente uma constatação. A de que todos estão sujeitos a falhas.

    • Corvo

      Cara..acho engraçado quando falam que os japoneses são inquebráveis…qualquer carro se bem cuidado dura bem (lógico que existem os típicos defeitos de fabricação), mas isso de que não da problema é papo furado. O pai de um amigo meu tinha uma CRV e com 1 ano de uso e quebrou o cambio automático (e trocado na garantia).
      Na empresa onde trabalho possui vários Gol 2011 e 2012 como escoltas, e já tem mais de 150 mil km e estão firmeis e fortes sem problemas. Duster com 100 mil km e por ai vai, e não deram nenhum problema grave.
      Toyota e Honda vendem pelo pós-venda e fama, mas um Civic de 82 mil não pode não trazer 6 airbags. Nesse ponto acho uma falta de respeito ao consumidor, mas o culpado é ele que aceita esse tipo de coisas. Um Fiesta de 50 mil já traz esse equipamento…

      • zeuslinux

        E olha que o Civic melhorou em oferta de acessórios.

        No final de 2010, deixei de comprar um Civic LXL (a versão intermediária) porque o carro era tão pelado que não tinha nem farol de neblina ! E só com 2 AB, além de outras coisas

        • Cristiano_RJ

          Também não tinha computador de bordo, o ar era manual… e sabe o que é pior? Os proprietários se gabavam que seus carros "não tinham perfumaria", que era coisa de mulherzinha, que era mais itens para quebrar no carro e outras besteiras mais. Ou seja: estavam procurando os argumentos para ficarem em paz com suas próprias consciências.

          • Edson Roberto

            É ai que eu penso em carros como o seu Jetta TSI. É "cheio de frescuras" e nada dá problema. E ainda possui motor turbo e cambio DSG.

            Sério, qual a desculpa perante a isso? E esse ninguem pode dizer que é Francês….

      • dudupruvinelli

        No site da Honda diz que o Accord de 120k só vem com 6 bags e sem ESP.

        • Cristiano_RJ

          Não dudu, é pior: só vem com air bags duplos frontais!!!

          Nada de air bags laterais, de cortina, ESP, ASR, seta no espelho retrovisor, retrovisor interno eletrocrômico… isso sem falar que é o único do segmento com rodas aro 16"!!!

          Fico imaginando o que levaria o cidadão a optar por esse Accord do que por um Fusion Titanium AWD, ou mesmo um Peugeot 508, ou qualquer outro concorrente. O preço desse carro é um acinte!

          • dudupruvinelli

            [youtube khSIYmTzt6U http://www.youtube.com/watch?v=khSIYmTzt6U youtube]

          • Gustavo73

            120 mil e só dois airbags . Fiquei até com " vergonha" das críticas que eu fiz a Hyundai.

          • Edson Roberto

            Ué…. a mesma conversa que eu tbm já ouvi: Frescuras…. itens para dar problemas…. entre outros. Eu acho que a Peugeot errou feio com o 508. Deveria ter sido um carro para roubar vendas desde o lançamento…. com preço bom.

            Ele foi lançado em um momento onde não existiam esses novos players o que teria garantido para a Peugeot boas vendas. Agora, no pé que está, fica dificil mesmo sabendo das qualidades do modelo pensar em sua compra de uma maneira totalmente racional. Hoje sinceramente falando, eu pensaria mais em outros modelos do que o 508.

    • PONCIO PILATOS

      isso é o que dar escutar a mulher…bom pra ele pra ficar esperto, se tivesse ido pela vontade, teria comprado um vovorolla e não teria nada disso.

      • Cristiano_RJ

        "isso é o que dar escutar a mulher…"

        kkkkkkk se eu tivesse escutado a minha, hoje estaria com um mico de um (fraco) Civic EXS 1.8 na garagem, ao invés de um Jetta TSI. Tudo bem, no resto todo é ela quem manda, mas carro escolho eu! kkkk…

        • Eugenio C.

          Eduque suas filhas sem fogãozinho de brinquedo para que não se tornem as futuras esposas desentendidas de alguém. ;)

          • Pedro_Rocha

            Duvido que as que passam a infância com Barbies e futilidades fiquem mais espertas.

            =D

        • Edson Roberto

          Na minha opinião, não tem essa de mulher dizer oque tem que fazer e o homem entender. Ou os dois entram em um acordo, ou não tem negocio.

          Minha mulher, assim como eu, de todos os sedans médios que rodamos, o melhor foi o Jetta TSI. Em seguida veio o Fluence.

          Após esses, dos sedans medio-grande (na epoca) era o Fusion. E grande (na epoca) era o Azera. Hoje em dia certamente o prorpio Fusion seria minha escolha mesmo entendendo que é um medio-grande.

    • dudupruvinelli

      As pessoas não conhecem seus direitos? Se fosse eu, exigiria (COM RAZÃO E DIREITO) um carro novo ou o dinheiro de volta. Diz pra ele que existe uma coisa chamada Direito e outra chamada de CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. É acessível a qualquer um, principalmente a alguém que tenha grana pra comprar um Civic EXR.

    • Cristiano_RJ

      Esse seu relato só comprova o que repito (em vão) há anos por aqui: os carros japoneses são bons, não há dúvidas disso, mas como qualquer outra máquina feita pelo ser humano com tecnologia terráquea também são falíveis!

      • Gustavo73

        Blasfêmia!!!!

        :p

  • Diggo

    Minha opinião: lindo por fora, falta opções na paleta de cores, precisa de um interior mais caprichado (parecido com o Altis) além claro das bolsas da concorrência.

    • Edson

      Bolsas que o Corolla também não tem.

      • dudupruvinelli

        Corolla não tem nem ESP.

  • phaelrj

    o civic continua sendo um ótimo carro, mas a honda parou no tempo em questões de itens, ela tem a mesma política de 10 anos atras que ar,direção,vidros e travas eram luxo, então continuam com esse carro "pelado" e caro pelo que oferece….volto a falar….eh um ótimo carro e tal, mas não vale isso tudo……mt gente fala..que eh confiavel e tal, mas vale muito da manutenção que o dono do veículo faz…….não adianta comprar um civic, não trocar óleo, na fazer certas revisões e certos cuidados que ele vai quebrar tbm……….a toyota segue o mesmo ritmo do civic, oferece pouco e cobra caro…..hoje em dia ainda bem que tem muito mais opções racionais ….cruze, fluence,novo sentra chegando e novo focus chegando, quem sabe assim a honda e toyota acordam…….se incorporar mais itens de série fundamentais pra essa classe de carro eles vão continuar engolindo a concorrencia…….

  • Sigma7

    O novo Sentra por R$ 72k mandou um abraço!

    • Diggo

      É uma aposta, normalmente estes 11k de diferença o cara acaba perdendo depois na revenda. Duvido que o novo mude alguma coisa em relação ao atual, já que é importado do México com as parcas cotas.

      • Cristiano_RJ

        Não acredito que a desvalorização maior de um Sentra sna revenda upere a diferença de valores na hora da compra. Uma vez fiz um estudo para uma amiga minha que estava em dúvida entre o Corolla e o Fluence e comprovei que isso não é verdade.

        • Gustavo73

          A 4R fez uma reportagem a um tempo atrás, e mostrou que a desvalorização dos franceses é maior nos 2 primeiros anos. Mas depois, a partir do 3 a diferença se equipara. Como eu não vejo motivo para trocar um carro zero em menos de 3 anos. Acho que vale pagar menos.

          • Pedro_Rocha

            A desvalorização pode ser, mas a revenda é outra história. Quem gostaria de comprar um carro com câmbio automático bomba?

        • Thiago

          Ou seja, fica elas por elas, e você andou com um carro mais completo durante todo o perído.

          • Edson Roberto

            Com mais conforto e mais itens de série.

    • Oba_

      Eu iria de Sentra SL de olha fechado, como tem gente que se sujeita a pagar quase 10mil reais (considerando que o EXR seja vendido com desconto a 80mil) a mais principalmente por causa da marca?
      Tudo bem que o Honda deve ter melhor desempenho, pos venda, revenda mas eu jamais trocaria 6 air-bags, chave presencial que custa uma fortuna na VW como opcional, rodas de 17 polegadas, ar-dual zone, sensor de chuva, retrovisor eletrocrômico, algo em torno de 10mil reais no bolso para levar o Civic somente por causa dos predicados citado acima.

      • Debraido

        E outra coisa. O Sentra SL custará R$71.000 na tabela. Porem na prática será encontrado por menos de R$ 70.000,00. chuto até um R$67.000,00. A Nissan sabe que não tem um campeão de vendas nas mãos. Sempre soube.

    • dafomg

      Lembrando que tem muita css Renault vendendo o Fluence GT por 70mil e 30k de torque.

    • Fiat-r

      Eu vou de sentra e da para pagar o seguro e as revisões. O problema e a falta do ESP.

  • rogerrosato

    A falta de uma opção sem esse AT5 que detesto me faz descartá-lo imediatamente nessa faixa de preço. É triste, mas a Honda realmente poderia se esforçar mais. Por um pouco a mais, levo um Jetta TSi com câmbio DSG infinitamente superior ao do Honda, além de 56 cv a mais.
    Se a versão 1.8 tivesse ESP e mais airbags, a consideraria, pois tem a opção sem o AT5 e possui desempenho por vezes superior ao 2.0 por conta desse câmbio. Espero que a Honda mude as coisas na próxima geração…

    • luk4z_sl

      E completando seu comentário, em relação a superioridade mecânica do Jetta TSi, não esqueça dos quase 10 kgfm de torque a mais, disponíveis logo aos 2000 rpm, o que muda completamente o comportamento do carro e prazer ao dirigir. E comparar DSG com AT5 é até covardia, de tão ruim que é esse AT5, consegue ser pior que o AT4 do Corolla.
      Pena o Jetta custar tanto e também ter só 4 Airbags, deveria ter mais. Ponto negativo isso.

      • Josba2003

        Jetta TSi com 4 airbags?! Você tá doido! TSi tem airbags de cortina! Tenho o carro e posso falar.

        • luk4z_sl

          Tem razão. Não tinha visto no site da VW escrito "Airbags de cabeça". Erro meu.
          Mas, melhor assim então, o carro que já é excelente, fica melhor ainda ;)

          • dudupruvinelli

            Pena é a VW não oferecer o Jetta com o 1.4 TSI que virá no Golf!

            • Gustavo73

              E nem acho que vai oferecer tão cedo. Se ela já não dá conta das cotas do Jetta hoje, com esse motor antigo. Imagina se viesse com o 1.4 TSI

            • Debraido

              Acredito que seja a evolução natural, aposentar o 2.0 aspirado e colocar no lugar o 1.4 tsi, logo após o lançamento no Golf.

              • Diggo

                Duvido que isso aconteça. A VW é sempre a menos arrojada e viu que essa estratégia de motor pequeno em sedão não vingou com o Linea.
                Outra, a pesquisa do Cruze o pessoal não aceitou o 1.4 turbo, inclusive queriam o antigo 2.0.

                • Debraido

                  Diggo, más o mercado mudou bastante. Hoje o cliente desse segmento já sabe que esses motores menores são melhores e mais eficientes, vide lançamento no novo Golf.
                  E outro ponto, esses motores por serem mais caros devem ser consumidos em grande escala.
                  No caso do Linea, acho que o problema não foi o motor, mas sim o cambio manual e o erro de posicionamento no mercado. Já o Cruze, a GM é muito acomodada no quesito inovação, renovou toda sua linha mas mesmo assim continua com os mesmos motores de 20 anos atrás.

                  • Diggo

                    É mas a GM cogitou o motor 1.4, mas recuou devido os resultados da pesquisa.

                    • Debraido

                      Eu juro que não entendo essas "pesquisas", são as mesmas clinicas de produto que aprovaram o design da Spin e Cobalt. Se tratando de GM devemos ficar com os dois pés atrás quando o assunto for essas "clinicas". Os carros vendem bem, porem conheço muitas pessoas que não comprariam devido ao design controverso. Fabricar um carro bonito e um feio custa a mesma coisa.

                      Abs.

                    • Diggo

                      Eu que no caso das clínicas funciona diferente, devem apresentar as peças isoladas ou mesmo modelos conceitos que normalmente são lindos. Veja o conceito do Agile, era lindo, depois saiu aquela porcaria.

      • Gustavo73

        O Jetta que tem 4 airbags é o 2.0 8v

        • luk4z_sl

          Pois é, acabei me equivocando e não li a lista de itens dele corretamente. Valeu pelo toque ;)

          • Gustavo73

            Relaxa isso acontece com todos em algum momento.

  • figado

    Bom carro, mas não tem pós-venda que me faça aceitar quase 10 mil de diferença em relação a modelos concorrentes, fora que a tal qualidade alienígena que alguns dizem é bem relativa.

    • Oba_

      Isso que também não entendo nas pessoas que defendem este carro.

  • Lanpenn

    "Na estrada, conseguimos fazer 13,4 km/litro rodando a 110 km/h com ar-condicionado ligado."

    Com álcool ou gasolina?

    • Pil

      Disse que foi com etanol e ainda disse que foi com ar ligado. Obviamente, ele não faz isso. Se fizer bem, nessas condições, faz 10,5 km/l.

      • Eugenio C.

        Pois é, fiquei imaginando que então deveria fazer uns 30km/l na gasolina… rsrs.

  • Civic é um baita carro, confortável, com muitos "mimos". Esse 2.0 deve ser fera, tenho um LXS 1.8 e estou bem satisfeito, inclusive quanto à potência/torque (isso que meu carro anterior tinha 30kgfm de torque e mais de 200cv).

    • Cristiano_RJ

      "Civic é um baita carro (…) com muitos "mimos""

      Bicho, compare com outros sedans na faixa dos R$ 75 mil a R$ 85 mil e verá que definitivamente esse Civic não tem muito mimos.

      • comparei com os sedans na faixa de 65 mil, que é onde o meu se encaixa.

        • Cristiano_RJ

          Não tem problema. Compare então o Civic LXS 1.8 (R$ 66.890) com o Cruze LT 1.8 (R$ 65.490), Fluence Dynamique 2.0 (R$ 59.990) ou com um C4 Lounge 2.0 (R$ 62.490).

          • entendo seu ponto de vista, testei todos estes menos o C4 que na época não existia.. na soma dos benefícios (preço, acessórios, test drive – decisivo na escolha, valor do seguro, design, etc) optei pelo civic e não me arrependo.

  • shdn2010

    Tive 3 civic seguidos, e quando fui andar no 2.0 nao vi diferença alguma de torque ou potencia, ou seja, nao vale a pena pagar mais caro. Apesar do corolla estar bem desatualizado, o motor tem muito mais vigor do que os civics e senti um ar de robustez melhor tbm.

  • BlueGopher

    Quando alguém fala no Civic, se não for muito bem explicado, fica a dúvida se ele se refere ao Old Civic, ao New Civic, ao New New Civic, que por sinal logo será o Old New New Civic, pois logo estará no mercado o New New New Civic.
    Bem antigamente não se falava em New Opala ou New Passat.
    Os carros estão mudando rápido demais num mercado não acostumado a esta dinâmica?

    • Calferr

      O Civic de 2007* a 2011 é a 8a. Geração, nona geração a partir de 2012*

      * ano/modelo

  • Edson

    Um carro de 84 mil não tem:
    – 6 Air bags;
    – Retrovisor interno eletrocrômico;
    – sensores de estacionamento traseiro;
    – retrovisores com rebatimento elétrico;
    – sensor de chuva.

    Carro caro demais pelo que oferece, tinha que ser 10mil a menos, mais barato que o Cruze LTZ.

    • Lanpenn

      Economia porca da dona Honda, até o Fiat Tempra top de linha dos anos 90 tinha o retrovisor fotocrômico.

    • jfonts311

      O Sentra por 71k vai vir com volante revestido em couro com comandos de áudio, telefonia (bluetooth) e piloto automático integrados, computador de bordo, botão de partida, navegador touch-screen com câmera de ré, ar-condicionado digital dual zone, rodas de alumínio de 17 polegadas, seis airbags, chave inteligente I-Key, faróis e lanternas de LED, bancos em couro e teto solar. SIM 71K.

      • Edson

        Mas não vem ESP e nem TC… acabou de ser lançado já deveria ter estes itens.

        • Wellington Myph13

          não divulgaram na fotos, mas não da pra saber também, vai ter que esperar lançar…

    • Oba_

      Você esqueceu de citar rodas 17, ar bi-zone, chave presencial.

    • Fiat-r

      Até o palio(siena,idea, etc…) tem retrovisor eletrocomico, sensor traseiro e sensor de chuva.
      84 mil jamais pelo civic. Sou mais do cruze

  • dudupruvinelli

    Vende pelo nome da Honda e seu pós-venda e pronto. O vendedor me confirmou que a maioria nem faz o test-drive pois já conhece a "qualidade japonesa" (que foi tropicalizada né?). Já eliminei-o da minha lista depois do comparativo com o Fluence (pelo qual me apaixonei). Falta tudo isso que o Edson aqui em cima disse por um preço nem um pouco convidativo, principalmente por ser fabricado aqui.

    • luk4z_sl

      Sim, só fica esperto com o Fluence porque ele está apresentando aquele problema dos estalos por falta de solda. Fora isso, ele realmente é bem recheado. Pena que a revenda dele você acaba pagando os seus pecados.

      • dudupruvinelli

        Esses foram somente os primeiros fluences e o problema era o suporte do airbag de cortina. E desvalorização tem em qualquer carro. O civic é mais caro, por isso PARECE que desvaloriza menos.

    • Freaky_Boss

      Concordo. Compra-se pela marca e seu pós-venda e ponto final.
      Entretanto, não é injusto a Honda ganhar por isso. Afinal, prova que ter um pós venda bom agrega (e muito) valor $ ao seu produto novo. Mesmo que eu tivesse 83mil eu não compraria esse CIVIC EXR, mas há gente que valoriza demais marca e baixo risco de dor de cabeça no pós venda.

  • Dragoniten

    Se o Sentra chegar com ESP, TCS, 6 airbags e nova geração de câmbio CVT com o motor que é vendido aqui, por 70 e pouquinhos mil que disseram, os compradores de Civic vão ter que pensar em novos argumentos pra justificar a compra de um carro que anda menos, bebe mais, tem um câmbio menos confortável e ultrapassado e ainda é menos seguro.

    • Sigma7

      Acho que só errou no "menos seguro", pois infelizmente parece que o Civic se saiu melhor no test crash. No mais, com certeza o Sentra é superior em termos de custo-benefício.

      • Gustavo73

        O Civic que se saiu melhor no crash-test foi o americano que de cara tem 6 airbags…

        • Sigma7

          É verdade, e provavelmente as soldas são de melhor qualidade.

          • Dragoniten

            Responderam antes de mim, rs. 6 airbags, mais o ESP, TCS que também contam pontos positivos nos testes da IIHS, NHTSA e LATIN's da vida.

        • dudupruvinelli

          Não só 6 airbags, mas uma estrutura que tem 99% de chance de ser melhor do que a fabricada aqui, assim como é o caso do New Fiesta.

          • Cristiano_RJ

            99,999…% Que nem teste de paternidade.

    • dudupruvinelli

      O próprio Fluence é uma melhor opção que o Civic, independente da versão. A maioria que diz que não presta sequer viu o carro ao vivo.

      • Dragoniten

        Mas é francês, "não presta", não é? rs.

        • Edson Roberto

          E pensar que se não fosse o olho gordo da Citroen, ela poderia com seu atual sedan ter um carro competitivo…. complicado.(e eu poderia ter chances de negociar melhor, pois a PSA tem uns planos de venda bem interessantes que recebo por email).

  • fabioalisson

    Um bom carro, sem dúvidas. Faltam alguns mimos, fato. Mas é confiável, bom de dirigir, estável e sem contar com o bom pós-venda. Tenho um LXL 2011 manual e minha noiva tem um LXL 2012 automático. Bons carros.

    Atualmente a versão LXR me parece mais racional, e aqui em Brasília é possível encontrá-la por R$ 70 mil nas lojas.

    • Cristiano_RJ

      Eu não acho racional um carro de R$ 70 mil sem air bags laterais, de cortina e ESP.

      • dudupruvinelli

        Infelizmente a grande maioria acha que só existe airbag duplo e ABS, como a lei manda.

      • Edson Roberto

        E pensar que em SP em uma propaganda da GM ela ofertava o Cruze LTZ por R$70990 (com 50% de entrada e o resto em 36x sem juros, destacando inclusive o valor da parcela).

        Fica dificil dessa maneira pensar em Civic.

  • jfonts311

    Visual manjado, eu acho o anterior mais bonito que esse ai.

    • fep

      Também.

  • Victor Mendes Mattioli

    85K você pega um Mitsubishi Lancer 2.0 16V GT CVT, 160cv… este civic é uma bosta. 150cv mancos ele tem. Cade o Si de volta? Aquele é o único Civic que presta…

    • Cristiano_RJ

      O problema é que esse Lancer provavelmente não tem a potência declarada pela Mitsubishi. Falo isso não só porque no exterior o valor declarado é bem menor, mas também porque nos testes de pista, o Lancer acelerou de 0 a 100 km/h em um tempo medíocre. O Civic 2.0 é muito mais rápido. Além do mais, apesar do Civic só ter 4 air bags e o Lancer 7, o Civic possui ESP/ASR, enquanto o Lancer só os traz na versão AWD, que custa R$ 100 mil. Enfim, nenhum dos dois é boa opção, mas entre eles ainda prefiro o Civic mesmo.

    • MM_

      O Lancer é mais "manco" que o Civic. Tem acabamento e pós vendas pior.

    • Rafael

      Infelizmente os 160cv não se fazem tão presentes com o câmbio CVT! O meu velho Galant 2.5 V6 de 163cv tem uma puxada anos luz mais forte que os Lancer CVT, e olha que o meu Galant tem o câmbio Invecs de 4 marchas!

  • Acho que por 85/86 mil vale mais a pena um Mitsubishi Lancer 2.0 16V GT CVT… 160cv, anda mais que os 150 mancos do hondinha e é muito mais carro…

  • Gustavo73

    Juro que ao ler os comentários de alguns aqui justificando o preço e a falta de equipamentos tanto no Civic quanto no Corolla. Me sinto como em alguns blogs de tecnologia. Só falta a palavra "revolucionário" e "mágico".
    Engraçado que muitos que defendem os preços destes dois "japoneses" são os mesmos que criticam outros carros de outras marcas, ou pq não são exatamente iguais aos seus "gêmeos" europeus ou americanos. Ou pq em suas versões intermediárias não oferecem coisas que nem EXR e nem Altis oferecem.
    O Focus é criticado pq quem sabe ano que vem ele terá um face-lift, O Civic já teve lá fora e não vejo ninguém reclamando disso por aqui. Muitos carros são criticados, e com razão por terem péssimas notas em crash-test. Mas o Corolla teve uma estrela para crianças e "ninguém" reclama. O NF nacional tem painel de plástico duro, novamente o Civic tb e ai pode. Mas o do Civic tem uma qualidade de montagem muito melhor. Pelo preço deveria ser melhor e ter um material "melhor".

    Mas não quebra, a qualidade é irretocável. Coisas como interruptores que podem causar incêndio, bancos que enferrujam entre outras coisinhas mostram na minha opinião que os 5/7/8 mil a mais pagos não se justificam. Já que como qualquer outro produto podem apresentar defeitos e falhas.
    E sim pelo preço é inadmissível que venham menos equipados.

    • Rui_1981

      Se vc quer mais equipamentos e um carro mais barato, vai de fluence, longe de ser má opção… como todo mundo tá careca de saber, é mais barato e vem mais coisas.

      Quem quer confiabilidade comprovada e consolidada, top 1 or 2 de pós-venda, revenda, gosto, vá de Civic / Corolla. 5, 6, 7 mil a mais para ter a sensação de levar um carro mais aceito e consolidado no mercado? Vale a pena.

      Algumas pessoas não entendem a força que uma marca tem no mercado e simplesmente ignoram isso. Uma TV da CCE é tão boa quanto uma LG. A CCE é mais barata e tem tudo que uma LG tem. E mesmo assim LG vende mais. Um iPhone é infinitamente mais caro que um Xing ling. Um xing ling tem dual chip, pega 4G, e mais um monte de coisas que o iPhone não faz. E mesmo assim iPhone vende mais. É tudo questão da força da MARCA e sua confiabilidade que ela adquiriu ao longo dos anos.
      Vem um concorrente novo, mais barato, com mais coisas e acha que do nada vai tomar o primeiro lugar? Ah isso é ingenuidade extrema.

      Poderia citar inúmeros casos em que um produto que se consolida no mercado começa a ficar mais caro que os outros. Isso não que brasileiro é *****, é mercado, tendência. Se daqui a alguns anos a Renault superar os preconceitos e se firmar como a melhor montadora de carros médios do país, mérito dela. Mas por enquanto, o mérito é da Honda e da Toyota e elas batalharam anos e anos para isso.

      • Gustavo73

        Entendi, não interessa o que é melhor. Mas sim o que outros acham que é melhor. Então tá Vamos continuar pagando mais por menos. Já que é assim que a maioria faz…
        E quanto aos seus exemplos acho que seria melhor vc dizer que as tvs Sony durante muito tempo eram mais caras, mas tinham ótima fama. Com o tempo elas continuaram caras e fazem menos que 2 coreanas que chegaram de mansinho e tomaram o mercado. E hj a Sony mesmo não custando tão mais que essas 2 coreanas vende menos e quase não são lembradas. As referências hj são a LG e a Samsung. E nem por isso elas são muito mais caras que Sony e Panasonic e Philips. Mas são as referências inclusive em tecnologia. O seu exemplo do Iphone e vc falar que ele vende mais que os xing-lings ao invés de usar os verdadeiros concorrentes, para mim mostra que vc veio aqui mais para responder sobre ele do que sobre os carros.
        A ingenuidade está em achar que os consumidores continuarão a pagar menos sem oferecer mais baseado apenas na marca. O mercado está cheio de exemplos de que isso normalmente transforma estas empresas se não se mexerem ou em meros expectadores ou e mera lembrança.

        • Rui_1981

          Vamos por partes amigo:
          – Exemplo ótimo da Sony. É o que pode acontecer com a Toyota / Honda se continuarem do jeito. Como disse, se a Renault se firmar como lider daqui a alguns anos, é merito dela. Não contrariei essa lógica.
          – Mérito da LG e Samsung: são companhias parceiras que compartilham tanto tecnologia, como garantia, peças, e afins. Mas QUANTO tempo demoraram para se firmar no mercado??? E outra, fizeram basicamente o que as japonesas fizeram, oferecendo qualidade e tecnologia a preços competitivos. E vão fazer o que as japonesas estão fazendo hoje, ou seja, sendo líderes de mercado, aumentam o preço de seus produtos. Não são tãooo mais caras que uma Sony ou Hitachi, mas são mais caras. Proporcionamente, a mesma coisa acontece com os carros. E vc, comparando com a Sony, que já foi lider e referência no mercado dessas tecnologias, não acha que ela vai cobrar o preço de uma CCE acha? Por isso está no patamar que está.
          – A Ingenuidade está em pensar que as empresas são eternas e se revoltar com consumidor fazendo uma escolha ou outra. É óbvio que uma hora, o consumidor vai optar por pagar mais por menos, desde que a marca se firme para enbasar essa decisão. O que não é o caso da Renault, francesas ou mesmo as alemãs aqui no Brasil. A Renault nunca teve uma posição de destaque nos médios. A VW já teve, por isso cobra mais caro pelo seu Jetta. Porém, cobra mais barato que a dupla japonesa, pois ela não está no TOP. Entendeu como as coisas funcionam?
          – Uma hora a Honda vai cair, uma hora a Toyota vai cair, mas não vai ser pela sua revolta. Vai ser pelo que o mercado sente de valor agregado que essas empresas estarão dando aos seus produtos.
          ps: A Sony ainda continua sendo referência em tecnologia de TVs, por isso ela AINDA cobra caro. Pergunta para meia duzia de entendedores de TVs e veja o que eles acham do processamento de imagens de uma TV Sony.

          • Gustavo73

            Não há nenhuma revolta em meus comentários. Revolta teria se chamasse pessoas de fan boy. Ou fizesse comparações absurdas.
            Meus comentários são baseados em fatos. Civic e Corolla são bem mais caros que os rivais e oferecem muito menos. Para mim não é racional pagar mais para levar menos. Honda e Toyota não são BMW e Mercedes-Benz. Sei que comprar qualquer coisa, muitas vezes vai além do racional.
            Mas se todos aqui reclamam do preço dos carros nacionais e que esses são mal equipados. Não acho que Honda e Toyota devam ser poupadas. E se vc quer saber em quanto tempo o mercado muda. Pergunte a GMB (Vectra Líder) , BlackBerry, Nokia se não foi rápido que eles perderam seus mercados.
            Quanto as TVs vejo muitos elogios as Plasma da Panasonic e não vejo tanto com relação a Sony.

  • Magnus Cordeiro

    Não obrigado . . . se for pra comprar um carro desta categoria por 80 mil eu vou de Lancer GT . . . . .

  • Thiago_NCO

    Excetuando-se o pós venda, vejo o Fluence como melhor compra, em todos os quesitos.

    • Gustavo73

      As mesmas pesquisas que colocam essas 2 "japonesas" como o melhor atendimento classificam muito bem a Renault.

      • murilo

        Realmente o atendimento na Renault é mt bom, e está melhorando muito.. A única explicação que eu vejo pra não comprar um fluence seria a desvalorização, mas como tem poucos usados a venda o preço de revenda é muito bom..

      • dudupruvinelli

        O fluence é um *UTA carro. Anda bem, gasta pouco, silencioso, confortável…sinceramente, eu recomendo de olhos fechados.

        • adolfofrota

          Já comprou o seu?

          • dudupruvinelli

            Não, dependendo do preço vou optar pelo golf por ter câmbio manual, motor turbo e ser mais econômico.

            • Cristiano_RJ

              Cara, o Golf 1.4 TSI ficou show de bola. Ontem comprei a Auto Esporte desse mês. É reportagem de capa. E melhor: o carro anda forte; bate A200, DS4 e V40. Em consumo, é parelho com o A200.

              • Gustavo73

                Preços?!?

                • Cristiano_RJ

                  Fala Gustavo. Bicho, a Auto Esporte fala em preços a partir dos R$ 68 mil. Parece que a QR também está apostando nisso. Bate com as informações publicadas aqui no NA. Quero crer que essas informações se confirmem no lançamento, mas temo pelo pior. Mesmo porque, se a VW não meter a faca, os concessionários o farão. É só ver o caso do Fusca, por exemplo. Versão manual é mosca branca. Nos show rooms só se vê versões repletas de opcionais por preços acima dos R$ 100 mil. Mas, vamos aguardar e torcer…

                  • Gustavo73

                    Não aguentei esperar a sua resposta. rsrs
                    Indo para o consultório comprei a AE.
                    Realmente se os preços se confirmarem, está quase na faixa dos nacionais. Mas como ele de série tem mais equipamentos. Não está ruim não. Quanto ao ágio não tem muito jeito. A VW pode até ficar em cima das css. Mas não vai impedir. Vamos ver os preços dos opcionais. Sei que você tem um Jetta Tsi. Como está o seguro em %.
                    Não há como negar que se a VW agir direitinho esse carro pode trazer boas mudanças no nosso mercado.
                    Abraços

            • Oba_

              Já está no site da VW que mostra todos os pacotes de opcionais e os opcionais livres de todas as versões. Em qualquer pacote de opcional é agregado:
              Seleção do perfil de condução “Mode” (normal, eco, esporte e individual)
              – Sistema de navegação “Discover Media” com tela touchscreen de 5.8”, comando de voz, sensor de aproximação, Bluetooth, entrada para SD-Card e interface para iPod
              – Mapas de Navegação – 3 anos de atualização gratuita dos mapas para o sistema de navegação
              – Sistema Kessy (acesso ao veículo sem o uso da chave e botão para partida do motor)
              – Roda de liga leve Aro 17″ – “Geneva” com pneus 225/45 R17

              Pacote que causa inveja em muito carro de até 120mil reais.

        • Cristiano_RJ

          Dois colegas meus de trabalho compraram seus Fluences Privilège por indicação minha. Estão fazendo 2 anos por agora e gostam muito de seus carros.

      • Thiago_NCO

        Gustavo, eu tive um Clio Sedan 2005 (uma das últimas safras do Clio como carro de verdade, muito superior a qualquer concorrente da categoria… AB2, nada de rebarbas, bancos mais confortáveis que o meu Punto atual, etc…).
        O carro deixou saudades. O atendimento na CSS, não…

    • Magnus Cordeiro

      e pelo preço do Civic EXR tem o Fluence GT , que é uma bela máquina!!!!!

    • Brunocarro1998

      Desempenho melhor, design e “emoção" podem ser fortes argumentos que faltam ao Fluence.

      • Thiago_NCO

        Design? Sério, cara? Acho esse Civic atual MUITO inferior ao Fluence no design! Se ainda fosse o anterior, vá lá.
        Mas, enfim, gosto é gosto!

  • Gil

    Não tenho duvidas,Civic EXR 2.0 é o melhor sedan médio disprado da categoria, p/ mim só a fica atras do Jetta TSi q tb é muito mais caro, Civic reina absoluto na categoria.

  • Marquinhos

    Na Real, é uma pena não termos no Brasil o OPEL Insignia, aí a briga iria esquentar…
    <img src="http://pitstopbrasil.files.wordpress.com/2009/04/opel-insignia-opc.jpg?w=510"&gt;
    <img src="http://pitstopbrasil.files.wordpress.com/2009/04/opel-insignia-opc-22.jpg?w=510"&gt;

    • PONCIO PILATOS

      com certeza, se tivéssemos, não seria esse ai, e sim, um ASTRÃO todo capado.

    • Edson

      Esse carro é de outra categoria, muito acima do Civic ou Corolla.

    • Edinho

      O Insígnia não compete com Civic, Corolla e afins. Esta tarefa cabe ao Astra/Cruze (que partilham a mesma plataforma).

    • MM_

      Insignia concorreria com Accord, não com Civic.

    • Fellipe

      GM não deixa! GM likes Classic!

  • Rodrigo

    Adquiri um 1.8lxs automatico 2014 por 68500. Acredito ser o melhor c x b; caro? horrível de caro…. Mas estamos no Brasil e ai façamos a seguinte pergunta!! Qual carro no Brasil não pode ser considerado caro?? Ahhh fala sério heim.

    • Gustavo73

      Por esse preço e os equipamentos que oferece nem de longe é o melhor cxb da categoria.

      • bbrasil2

        Faz assim, da um pulo em qualquer oficina e da uma perguntada da fama de Civic e Corolla, vc vai ter a resposta na hora, mais ou menos assim:

        "Hã, Civic ?! Cara, faz tempo q num aparece…" rsrsrs…

        • Gustavo73

          Faz assim, continua pagando mais por menos…

        • Edson Roberto

          Legal, pois não vejo nenhum Fluence em mecanicos também….

    • Edson

      É o pior CxB da história!!!

      Um Cruze LT Automático é mais barato e é melhor em tudo, ainda mais no seguro.

  • Ubaldir

    A questão do preço que a Honda cobra pelo Civic é a mesma que ocorre em outras categorias com veículos de outras marcas (o Gol é um bom exemplo em faixas mais rasteiras do mercado). A montadora japonesa cobra do seu consumidor as vantagens intrínsecas que seus produtos oferecem, como confiabilidade, desvalorização abaixo da média, facilidade na revenda, serviços em concessionários com padrão de qualidade muito bom e com pouca variação de autorizada para autorizada. Somado tudo isso, o consumidor está disposto a pagar mais por um pouco menos (na comparação direta com alguns concorrentes) em termos de equipamentos. É natural. As vendas do modelo não deixam de atestar que o preço que a Honda tem cobrado pelo seu sedã médio atende às expectativas de quem o consome.

    • murilo

      Podia até cobrar mais, mas ao menos poderia trazer os mesmos equipamentos… certo? se tem gente que paga não significa que vale o que custa.. eu iria de fluence top po 73k.. economizaria 11k e não perderia na revenda. só olhar o preço de tabela do fluence usado.

      • Ubaldir

        Vejam bem, meu texto foi meio que descritivo-informativo. Não quer dizer que eu concorde que seja justo o preço cobrado pelo Civic. Tanto que eu tenho um sedã médio que não é o Civic ou o Corolla. Inclusive quando fui nas concessionárias de todas as marcas que dispunham de sedãs médios para venda (Civic, Corolla, Fluence, 408, Cruze, Jetta e Lancer), a primeira conclusão a que cheguei quando coloquei preços, espaço interno (incluindo porta-malas) e equipamentos disponíveis de cada um na mesa foi de que qualquer um dos 3 japoneses seria inviável e que nem consideraria mais adquirir qualquer um deles. Mas convenhamos que a estratégia de preços de Honda e Toyota como empresa que visa o lucro é acertada. Mesmo cobrando "mais por menos", continuam líderes incontestáveis de mercado. Meu post foi nesse sentido.

        • Entendi, na visão da Honda e da Toyota o lucro é sempre o que importa, mesmo assim cabe as pessoas com mais informação criticar essa postura da empresa e abrir a mente dos fanboys da dupla japonesa..

    • Gustavo73

      O Gol é caro. Mas ao contrário do Honda não é o mais caro da categoria.

      • Ubaldir

        Concordo em gênero, número e grau. Mas convenhamos que mesmo sendo os mais caros da categoria, são os que mais vendem. Alguém acha que Honda e Toyota como empresas privadas que são vão reduzir preços de seus campeões de vendas nesse cenário?

        • Gustavo73

          Claro que não. Enquanto pagarem e forem lideres será assim.
          A VW não está trazendo agora o UP e o Golf VII pq é boazinha. E sim porque precisa para não perder mais vedas.

  • Igor

    Tomaram vergonha na cara e finalmente fizeram uma chave canivete…

  • Carlsson

    O carro tem câmera de ré e ainda querem que faça "piii, piiiii, piiiiiii, pipipipipipipi"
    Só pode ser piada mesmo…

    • phaelrj

      ele jah tem limpador de parabrisas, ainda querem que ligue sozinho!!?!?!?!ele jah tem farol ele ainda quer que ligue sozinho/!?!?!?!ele jah tem ar condicionado, ainda querem que tenha saídas traseiras….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk………..

      Fã de CIVIC detectado………rssrsrsr

      • Carlsson

        Peraí, vc está aumentando meu comentário…
        Se alguém aí acha o "pi, pi, pi, pi, ppipipipiip" melhor que câmera de ré… Cada um é cada um né.

        • phaelrj

          não eh isso, voce quiz dizer que por jah possuir camera de ré não precisa do sensor de estacionamento, eu acho que um carro top por esse valor, deveria vir sim…..até pq eh um item muiiiiiiiiiiiiiiiiiito barato que hoje em dia qualquer fusca ou chevette tem….rsrs(instalado óbvio)……o problema cara da honda eh esse…eles colocal só o essencial e ponto, e eu acho que quem paga por uma versão top ainda mais por 83mil( que pra mim eh muiiiiiiiiiiiiiitooo dinheiro pra dar num carro)merece alguns "mimos" que seriam sensores crepuscular, sensor de chuva, sensor na frente e atras, etc….sem falar no ítens muito importantes como os airbags cortinas etc.., o que o civic oferece eh praticamente o que esses chineses vendem pra gente a partir de 23mil com o QQ…..

          • Carlsson

            Meu ponto de vista é outro…
            Vou explicar de forma didática:
            1) Câmera = mais sofisticado
            2) Sensor = chato, barato, menos sofisticado (pois como vc disse, até Chevette tem)

            Conclusão: se tem o mais sofisticado, preciso e moderno, que é a câmera, não há necessidade para o barato, chato e menos sofisticado sensor.

            Somente isso… não há razões para ampliar esse pensamento para os limpadores de parabrisa ou farois, pois obviamente esses itens são NECESSÁRIOS e básicos em todo e qualquer carro, sendo que os comandos automáticos AGREGAM mais conforto, e não os SUBSTITUEM [como no caso câmera x sensores de estacionamento]

            Acho que agora eu me fiz entender….

            Edit: não pense que os gadgets oferecidos nos chinezinhos têm a mesma qualidade dos que vêm nos carros alemães, japoneses e sulcoreanos

            • phaelrj

              eu entendi bem o que vc falou…..concordo em partes…tem coerencia……mas acho que tinha que vim com sensor tbm( teimoso eu neh?!?!…rsrsrs…)
              abç

            • _oliveira

              Há necessidade pois a camera não dá noção de profundidade.. você olha na câmera e não sabe se vai bater ou não.. Com o pi pi piii você sabe.. eheheh (Já dirigi pra saber)
              Além disso, a camera não da noção do que tá na lateral do carro.. aí você rala a lateral dele na pilastra..
              Considerando que a tela é multifuncional e já vem no carro.. a adaptação da câmera pode ser até mais barata que o sensor.. Talvez por isso tenham feito assim..

              • Louis

                "você olha na câmera e não sabe se vai bater ou não.. " só se for cego…

                • Edson Roberto

                  Além disso, antes de inventarem tais dispositivos, todo mundo batia o carro então? Custa olhar retrovisores e para trás? Ah, deve custar.

                  • _oliveira

                    Se é pra olhar no retrovisor ou pra trás.. não precisa da câmera..
                    O ponto é esse.. a camera serve para você ver o que tá atrás do carro.. mas nao ajuda a estacionar.. O pi pi piii.. ajuda a estacionar..
                    Então a camera, não substitui o pi pi piii…

              • Ubaldir

                Não dá mesmo. Somente com câmera de ré, das duas uma: ou você vai com o carro até encostar ou acaba parando longe do obstáculo. O sensor de ré com as indicações gráficas no painel é extremamente mais funcional que a imagem de ré com escalas gráficas e sem alerta sonoro. Quem já teve a oportunidade de utilizar os dois, não tem dúvidas: se tivesse que escolher um dos sistemas, ficaria com o sensor com escala gráfica e alerta sonoro. Agora, se puder juntar os dois (sensor + câmera), um tanto melhor.
                Isso sem contar nos sensores dianteiros, que também são de grande valia em um carro do porte do Civic. No preço oferecido, não custava a Honda fornecer esses aparatos.

    • Gustavo

      O Chevrolet Cruze LTZ tem os dois de série, e posso te dizer, o tal pii (sensor de obstáculo) ajuda bastante mesmo tendo a câmera de ré.

  • Phantom75

    Esse Civic não tem ar dual-zone não?

    • Cristiano_RJ

      Não!

      • Gustavo73

        Achava que o novo era dual zone. Mas não é.

  • Adriano_Silva

    Um bom carro sem duvidas ele é, em matéria de beleza…. essa geração deixa a desejar, a anterior parecia ser mais bem resolvida esteticamente, sem falar na traseira bizarra, e no fim das vigias da coluna A, mas para quem quer "esportividade" é uma boa opção, já se o negocio for, conforto, e um carro mais acertado, sem duvidas é o Corolla.

    <img width="550" src="https://www.noticiasautomotivas.com.br/images/img/f/honda-civic-exr-20-avaliacao-na-1.jpg"&gt;
    <img width="550" src="http://www.blogauto.com.br/wp-content/2009/09/Corolla-Gli_lateral.jpg"&gt;
    E as rodas?

    <img width="550" src="http://2.bp.blogspot.com/-lwOzD5uBUeQ/UfXLB7RJ74I/AAAAAAABGFM/kfKH5B7LR8k/s1600/Novo-Toyota-Corolla-2014 (23).jpg">

    O novo vem ai rsrsrsrrsrsrsr.

    • Ubaldir

      Eu particularmente achei o estilo do atual Civic um tanto quanto "asséptico". Sem "doce ou sal", passa longe de inspirar qualquer emoção como foi na sua geração passada. Mas, em termos técnicos, o New Civic de 2005 pecava muito em funcionalidade ao entregar um porta-malas de hatch médio. Como nesse segmento racionalidade vem em primeiro lugar, sem dúvidas como produto foi uma evolução do antigo. Até por isso teve um upgrade expressivo em suas vendas a partir da adoção da nova geração. Mas acho que esse período de liderança da Honda há de ser efêmero. Não há porque o novo Corolla não retomar a liderança do segmento. Me parece mais acertado em estilo que o coirmão japonês.

      • schneider1979

        Asséptico??? asséptico significa livre de germes. Como você mencionou “doce e sal´´, imagino que você quis dizer insípido.

        • Ubaldir

          O asséptico que eu usei (entre aspas, exatamente para ressaltar o sentido figurado) foi bem no sentido de "estéril". Mas o "insípido" por você citado se casa até melhor à situação. Obrigado pela observação.

    • Fabio D.

      Absolutamente nada a ver com seu comentário, mas já reparou nas rodas do "old" Corolla da foto que vc postou? Bizarramente grandes. É, o Photoshop chegou aos carros hauhuaahuahu

    • Flávio Aires

      Concordo contigo. O Corolla ta bem melhor tanto por fora e por dentro. Esse interior, hmmm! deixa algo a desejar.

  • ashes

    Altis e EXR são dois absurdos do mercado, acho que são os carros mais pelados da faixa de preço.

    O civic nao conta com itens básicos, rebatimento de retrovisor, retrovisor interno eletrocromico, air bags de cortina, chave presencial, botão de partida, enfim… Está muito defasado com relação ao Cruze a aos novatos que estão entrando com estilo na categoria.

  • Fabio D.

    O texto tocou num ponto interessante: a questão das rodas. Concordo plenamente que, nem sempre, ter rodas de tamanho grande são uma boa coisa. Prefiro um aro 16 com um carro mais bem acertado, macio e firme na medida exata, do que tender demais a uma coisa ou outra.

    Outro dia vi um Manolão com um City 2012 com rodas aro 18. Acho que os pneus eram de perfil 35 ou menos. Parecia uma fita isolante colada nas rodas cromadas, já bem castigadas por buracos que seriam facilmente absorvidos por pneus mais altos. Horrível. Sem contar que, a cada buraco, o carro quicava.

    • Cristiano_RJ

      Tudo depende. O exemplo que você citou, um City com rodas 18", beira o absurdo. O cara é sem noção total. Sedans compactos como City, New Fiesta ou Sonic vão bem com rodas 16". Mas em minha opinião, sedans médios ficam melhores com rodas 17". Mas é só uma opinião. Compreendo e respeito a sua. Porém, acho que o maior questionamento é que por ser tão caro, ele deveria entregar mais e as rodas 16" são menores do que a média do segmento.

      • Fabio D.

        Sim, meu caro, depende mesmo! O que eu tentei colocar é que nem sempre o tamanho maior de roda é a melhor escolha. Às vezes uma roda de 16 cai bem, às vezes, uma de 17 fica bacana. Só não pode perder a linha e esquecer que o carro precisa andar! O carro da minha mãe, o Cruze, tem rodas 17 e nem por isso o vejo como duro, desconfortável.

        Acredito eu que o acerto duro de suspensão do Civic calçado em aros 17 fique fora desse ponto de equilíbrio que te falei. Enfim, quem tem um modelo desse com rodas desse tamanho talvez possa dizer se eu viajei ou se tô no caminho certo… Abs!

  • ocduarte

    Li relatos de proprietários de Civic e Corolla comentando sobre confiabilidade, desempenho, conforto, etc. Mas não li nada que justifique custarem até R$ 20 mil a mais que concorrentes mais equipados em mimos e equipamentos de segurança e com garantias semelhantes. Sei que a maioria de seus proprietários são fãs, mas acho que a idolatria cega um pouco as pessoas.

  • Pil

    13,4 km/l na estrada com etanol e ar condicionado ligado não faz nem a pau!

    Se fizer 10,5 km/l já estará excelente para esse carro.

    • Freaky_Boss

      também achei estranho 13,4km/l com etanol.
      Com gasolina faz folgado, mas com etanol é para trucar.

  • Agenor

    Fluence é o melhor c x b, mas a qualidade constrrutiva argentina continua, desde a década de 90 a desejar. O Fluence apresenta problema de solda da coluna B na viga do assoalho.

    • PONCIO PILATOS

      por isso é o melhor CXB, até em solda tão economizando…

    • phaelrj

      amigo, por curiosidade, o que seria esse problema?!?!?e o que ocasiona?!?!?falo isso pois minha irmã tem um fluence, e esta satisfeita demais com o carro….e eu tbm gostei muito, nada a reclamar….abç

  • Claudio Dornelles

    O novo modelo do Honda Civic ficou mais esportivo e uma grande coisa foi a alteração que fizeram no porta malas com maior capacidade, mas as concessionária aproveite a vender, porque quando vier o novo modelo da Toyota Corolla só vai dar Corolla.

  • joao figueireis

    o civic e um otimo carro ainda mais esse novo com motor 2.0 !! mas o que incomoda e ser muito dura a suspensao e o motor barulhento quando sobe o giro !! isso com base no new civic antigo !!2009 ! agora eu estou com um toyota corolla 2.0 xei !! se o civic é um bom carro o corolla consegue ser melhor em conforto, acabamento, motor e consumo !! sao 2 carros bons !! mas prefiro o corolla !! e com a nova geração chegando ai a honda vai ter que trabalhar muito !!

  • Marcelo

    Só eu que prefiro a traseira do Civic Norte-americano de 2013? (sem esses refletores)

  • Por esse preço pego um Fluence GT muito mais carro !

    • Leandro_SP

      Eu tb… mas outro dia passei na renault e eles tinham uma unidade pronta entrega.

      anos 2012 modelo 2013…. no minimo esse carro ficou 8 meses parado na CC. Se 0km é dificil vender desta maneira o que dizer de um semi-novo ?

      Por ser um bem de alto valor temos que considerar a perda na revenda né ?

  • carlos_g

    Eu tinha um Cruze LTZ sedan e fiquei um ano com o carro, rodei pouco mais de 33000 km com ele. Nunca deu nenhum problema e era um carro que eu gostava bastante, mas resolvi trocá-lo e acabei pegando um Civic EXR (quase peguei um Cruze hatch). O valor cobrado é menor que o de tabela, perdi alguns itens de conveniência e ganhei outros, mas mesmo assim eu sei que não ganhei dinheiro nenhum fazendo esta troca. Independente disso, eu estou extremamente feliz com o Civic. Rodei cerca de 1500 km com ele e eu adoro dirigir esse carro, o desempenho é muito bom, o comportamento da suspensão é exemplar pra quem gosta de uma tocada mais esportiva e a ergonomia do carro é incrível. Eu nunca imaginei que eu fosse comprar um Civic e muito menos que eu fosse curtir tanto o carro como estou curtindo. O meu gosto casou bem com o que o Civic oferece. E acho que é isso que precisamos buscar na hora que vamos comprar um carro, muita gente vem com papo de que esse ou aquele é melhor, mas a gente tem que considerar o que mais valorizamos num carro, é algo muito pessoal e que depende tb das condições de negócio que encontramos no momento.

    • GALO DE BRIGA

      Voce esta correto em seu comentario, aproveito a oportunidade e acrescento que muitos carros sao incompativeis com determinados esteriotipos fisicos dos potenciais donos.
      No seu caso o carro caiu como uma luva. E isso eh o que realmente importa.

    • Oba_

      Belo comentário e faz total sentido porém poderia descrever quais são os pontos positivos e negativos comparado ao ex-carro?
      Fiquei muito curioso porque entre os dois sem duvida ficaria com o Cruze LTZ e todos os diferencias tecnológicos inclusive de segurança e itens de conveniência.

      • carlos_g

        Valeu. O Cruze é um bom carro, os pontos positivos são justamente os mimos que ele possui, o GPS tem um visual melhor, ele tem partida no botão e abertura das portas sem vc precisar tirar a chave do bolso, tem o airbag de cortina (que eu não precisei usar :) ). Os negativos são o câmbio dele, que apesar de 6 marchas possui um comportamento meio incômodo nas reduções de marcha, com um delay muito grande para as trocas, a largura dele em SP e na minha garagem me atrapalhavam um pouco também e consumo dele na cidade e com trânsito era cruel; a suspensão do Cruze é muito boa e mais confortável que o Civic, sem ser banheira como o Fluence, o motor responde bem. O Civic anda mais que o Cruze, a suspensão é ainda melhor no comportamento esportivo, o painel dele é maravilhoso, tem teto solar (eu não ligo muito) e é mais bonito (minha opinião). Apesar de não vir com sensor de ré, a câmera de ré do Civic o substitui muito bem, achei bem melhor que o sensor. O consumo na cidade é melhor, mesmo sem Econ. E o câmbio, mesmo tendo apenas 5 marchas é bem melhor que o do Cruze, fora que as trocas nas borboletas são muito rápidas. O seguro no meu perfil ficou mil reais mais barato no Civic. O controle de estabilidade do Civic é mais moderno, com atuação na direção. Acho que é por aí, qq coisa deixa outro comentário, mas teste os carros e veja qual vc curte mais. Abraço!

        • Oba_

          Obrigado pela resposta racional que diferente de muitos que comentam aqui é puramente emocional.
          Boa sorte com o Honda e pelo jeito é mais um que não volta mais para os ocidentais ou dependendo do mercado no futuro pode mudar de marca?

          • carlos_g

            Valeu! Eu já tive Fiat, Ford, Hyundai, GM e agora Honda. Gostava de todos eles e voltaria pra qualquer uma destas marcas dependendo da necessidade. Torço um pouco o nariz pra Fiat por conta de uns problemas que o Fiat 500 da minha esposa teve, mas é impossível afirmar que eu não vou sair mais da Honda, depende muito de quando eu for trocar o carro novamente. O fato é que eu gostei bastante do carro, tô curtindo muito!! Abraço!

        • Edson

          Qualquer controle de estabilidade atua na direção, amigo. De onde você tirou a informação que o controle de estabilidade do Civic é mais moderno, o vendedor da Honda lhe disse?

          Tive um S6 LTZ, e fui ver esse Civic EXR… É um absurdo um carro desse não ter 6 AB, sensor de chuva, partida sem chave, retrovisor eletrocrômico, sensor de estacionamento, rodas 17… A única vantagem que vi foi o motor e as borboletas… achei o cambio mais indeciso, por ter 5 marchas, no Cruze as marchas sempre são as ideais, sem buraco entre uma e outra, e no meu não tinha delay.

          Estou esperando pelo novo Golf, não me animei em comprar um Civic EXR, me senti dando um passo para trás.

          • carlos_g

            Não é qualquer controle de estabilidade que atua na direção. Se você ler bem a matéria acima com a avaliação, verá o seguinte trecho: "O MA-EPS induz o condutor a virar o volante para dentro da curva quando o VSA (ESP) identifica que o veículo está saindo da trajetória. Já provamos o recurso na época do lançamento e é bastante interessante, ampliando também a segurança e o prazer de dirigir esportivamente. ". Pode também pesquisar mais na internet a respeito do controle de estabilidade de cada modelo. Respeito sua opinião, mas dos itens que você citou o que realmente faz falta pra mim são os airbags de cortina. Mas achei o Civic mais seguro na condição dinâmica, assim como no câmbio eu tenho uma opinião totalmente contrária a sua. Me incomodava muito entrar numa lombada com o Cruze e sair dela com a marcha mais alta ainda, levando um tempo para o câmbio reduzir. Tenta fazer este teste com o seu. Independente disso, o Cruze é um grande carro. A única coisa que eu afirmo categoricamente é que eu estou muito mais feliz com o Civic. Eu tive os dois e me sinto a vontade para afirmar isso. Não troco o prazer de dirigir do Civic pelo botão de partida, nem pelo sensor de chuva, mas isso é o meu gosto.

    • Ubaldir

      Já tinha feito comentários nesse sentido em alguns posts. É isso mesmo, cada um tem suas demandas a serem atendidas, não existe uma "compra certa", existe sim é "a compra certa para cada caso". No meu caso o que mais pesou foi o item espaço interno/porta malas, imprescindível para as minhas características físicas e demandas familiares. Com 1,93 metro de altura, um filho de 1,90 metro e uma bebê recém nascida, nada mais natural. Civic é apertado na traseira para pernas dos mais altos e também no teto. Na frente, o banco do Honda tem um limitador do curso da regulagem de distância do banco dianteiro que, se não inviabiliza, fica num limite pouco confortável para mim que tem "muita perna". A regulagem que consigo nele é limítrofe e não é a que seria ideal.
      Já no Cruze o problema se concentra na altura do teto sobre o banco traseiro. O "arco" do teto que faz parte do design acabou limitando muito a altura de quem se senta no banco de trás. Mais que 1,80 metro fica complicado. E ambos possuem o porta-mala limitado frente a concorrentes como Jetta, Fluence e 408. Sendo assim, a possibilidade de adquirir um desses dois modelos foi por terra.
      Tudo somado, fui de Jetta, especialmente por já ter uma convivência muito pacífica com carros da VW desde 2008, sendo sempre muito bem atendido tanto na venda quanto no pós-venda desde então (o relacionamento com determinada marca conta muito no ramo automobilístico). Mas no geral, entre prós e contras, acabou sendo o carro que melhor se adaptava às minhas demandas.
      O Fluence também se adaptava bem, pois possui também ótimo espaço interno e porta-malas, além de ser muito compatível com o Jetta em termos de acabamento interno. Mas entrou a questão de estilo, e o do francês não combina um mínimo possível com o meu gosto.
      O 408 foi aquele por quem mais "balancei". O acabamento interno realmente impressiona positivamente, em especial na escolha dos materiais, sendo o melhor entre todos os sedãs médios do mercado, com forros de portas (parte superior) e painel emborrachados. O estilo dele até me agradou, apesar de o desenho da traseira me parecer um tanto quanto insossa e do Jetta me agradar mais. O péssimo câmbio automático do grupo PSA não pesou na escolha, uma vez que minha preferência é por câmbios manuais.
      O fator decisivo foi mesmo quando pesei a parte mecânica em comparativos da mídia especializada. Eu realmente não precisava de desempenho diferenciado com pegada esportiva, o que se encaixa tanto no Jetta quanto no 408 (ambos possuem um desempenho que pra ser descrito em uma palavra é: suficiente). Ocorre que o sedã francês, apesar de possuir um motor mais moderno e potente, não traduz isso em desempenho melhor e ainda cobra caro a conta na bomba de combustível. Acho que a PSA pecou (e continuará pecando com o C4 Lounge) em manter a plataforma já datada do Pallas em seus modelos médios. Ela é muito pesada frente à concorrência, o que se traduz em uma carga extra desnecessária para o motor empurrar. Confesso que o medo da dificuldade de revenda e da desvalorização excessiva do Peugeot também pesou.
      Tudo somado e após os test-drives, fui de Jetta. Alguém melhor que eu mesmo pra saber qual é o "sapato que não vai apertar no meu pé?" 40.000 km depois tenho certeza de que a escolha foi a mais correta para o meu caso.

      • carlos_g

        É bem por aí mesmo. Meu pai trabalha com uma pessoa que tem uma deficiência física que dificulta bastante o acesso dele ao carro. Ele teve Civic e odiava o carro. Pelo fato dele ser baixo, ele sofria bastante ao entrar e sair. Ele trocou por um Cruze e está adorando o carro, principalmente pelo acesso ao carro. Cada um tem uma necessidade e um gosto diferentes, acho importante trocarmos experiências como você divulgou a sua, mas sem fanatismos e sem essa de que esse ou aquele é melhor. Fiz test-drive no Jetta e achei um p*** carro, e temos boas opções de carros no mercado, principalmente nos sedãs médios.

        • Ubaldir

          Por aí mesmo. Pra mim já valeu mais a opção de "colar" o banco do motorista no chão que o Jetta tem. Além de gostar muito da posição dele de dirigir com o banco todo rebaixado na regulagem (você fica com um "quê" de piloto de kart, com as pernas numa posição semi-horizontal em direção à frente), ainda garante uma boa folga da minha cabeça em relação ao teto, o que muitas vezes não consigo em outros modelos com a altura que tenho. Mas pra entrar você já tem meio que "se jogar" no banco, o que acredito seja ruim para pessoas com alguma dificuldade na mobilidade.

  • DiegoSousa

    84k, até o Elantra fica barato perto desse carro!! Ele é 85k e ainda é mais potente.

  • Shukaikan

    Caso a escolha não recaia apenas em sedan médio, por R$ 83 mil dá para levar o Subaru Forester, que tem tração 4×4 simétrica o que vai te garantir mais segurança ativa tanto na cidade como na estrada, além de conseguir superar a robustez tanto da Honda como da Corolla, pois é carro para durar muito além dos 100 mil km rodados. O ponto fraco dos carros subaru no Brasil são a revenda e por pertencer ao grupo CAOA.

  • dorovanius

    Por 84k leva-se um Jetta TSI basico que não tem comparação, 6 airbags, esp, controle de tração, ar dual zone, isso fora os mimos. Isso para não falar do motor 2.0 turbo 211cv e o cambio DSG.

    • carlos_g

      Vou fazer um desafio a você: vá até uma concessionária da VW e encontre este carro a 84k. Eu tentei achar e não consegui. Qualquer carro que eles tenham em estoque ou que estão pra receber possui alguns opcionais que custam, no mínimo, 2 mil reais – o carro mais barato que eles tinham custava "apenas" 92 mil, o que eu fiz o test-drive custava 102 mil. Acrescente a isso uma cotação de seguro de 5 mil reais que você terá que pagar todo ano e esse carro se torna inviável. É uma pena, mas a VW faz muito disso.

      • dorovanius

        Se quiser te passo o telefone da CCS que está vendendo o Jetta básico a 84k, vi neste preço este último sábado.

        Edit: pode ligar e procurar a Abolição no Centro de Niterói-RJ. Tem um Jetta TSI no showroom por este valor, preto básico. Na tabela está 87k e com desconto vai para 84k.

        • carlos_g

          Valeu, comprei outro! Mesmo que estivesse nesse preço o seguro ainda é 5 mil por ano. Não acho que vale!

      • Ubaldir

        Isso realmente acontece se você fizer questão da pronta entrega. Se estiver disposto a esperar entre 60 e 90 dias, consegue o carro montado do jeito que preferir. Enquanto a VW continuar importando o modelo do México, será assim. Isso realmente tira muito da competitividade do produto. Isso sem falar nos períodos em que simplesmente não há Jetta para vender nas autorizadas, seja pelo problema das cotas de importação, seja por problemas de demanda do mercado americano que limita o número de carros a serem produzidos para o Brasil.

  • Luiz

    No meu caso, tinha uma Captiva que eu adorava, mas tive que trocar pois havia um comentário forte que iria parar de ser importada. Pensei bastante e resolvi trocar por um carro que me desse tranqüilidade, e por não gostar de nenhuma outra SUV media do mercado. Comprei um Civic EXS que hoje está com pouco mais de um ano. O fato é que me apaixonei pelo carro, e se puder, vou trocar pelo 2015, pelos mesmos motivos descritos pelo Carlos, pois toda vez que tenho que sair com ele, é puro prazer em dirigir. Já tive uma Fielder, depois um Corolla, por falta de opção à Fielder, mas nada superou o Civic em satisfação ao dirigir.

    • carlos_g

      Sempre que eu vejo outro Civic na rua eu penso: esse cara é feliz!! É bem por aí, quem gosta de uma tocada mais esportiva e valoriza o prazer ao dirigir gosta do Civic. Eu ainda fico feliz sempre que desço na garagem!

  • gabriel machado

    bonito é dose… carro que sofreu facelift com menos de 1 ano nos eua por ser feio demais…

  • fpfor

    Se a Honda quiser continuar sendo líder no segmento, que mude esse modelo logo.
    Acredito que o Honda Civic atual só venda bem porque a concorrência ta decadente…
    Quando o novo Corolla, novo Focus e até mesmo o novo Sentra e uma possível versão 1.4 do Jetta, estrearem, vão dar trabalho… e MUITO

  • Neanderthal_Man

    Eu modificaria o título. "Bonito e anda bem, mas merecia um preço menor".

    • Fiat-r

      E 8 airbags

  • Ricardo

    carro economico, manutensão barata, revenda boa, visual feio? o que diriamos do fluence então…… O carro é perfeito e quanto o preço qual o carro no Brasil pode ser considerado barato?

  • Careca

    Consumo de 14km/l no etanol DUVIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIDO!!!!!!!!!!!!!!!

    • fep

      kkkk também

    • Ubaldir

      Se chegar em 10 pode soltar foguete. O 1.8 do New Civic fazia 8,5 na estrada com etanol. Nem guinchado faz esses 14. Na gasolina, talvez.

  • marcio_cr

    É um carro que vive de seu passado.
    Tanto o Civic e o Corola ganharam fama de carros superiores lá para idos de 2005, ainda no modelo anterior ao new civic. Uma época que um reles carro de entrada no mercado de primeiro mundo era muito, mas muito superior as carroças que tínhamos na época.

    Mas isto foi há 8 anos atrás. Hj, mesmo sendo bons carros, não são em nada superiores a outras opções que temos. Mas o Civic e Corola ainda vivem da fama de manutenção baixa e boa revenda. Mas não se enganem, é só fama.

  • Alisson Tiago

    O Honda Civic tem a menor desvalorização em relação aos seus concorrentes.

  • FernandoVW

    Só eu acho esse logotipo "2.0" a coisa mais anos 80?!?!
    Sessão flashback. Não combina com nada do restante do carro. Parece logo de picape D-20! :)
    Primeira coisa que eu faria SE comprasse um era arrancar fora essa tralha!

    • aquilles

      Anda de fusca com certeza e quer paga comédia kkkk

  • José Antonio

    Concordo que o carro é caro e oferece muito pouco pelo preço, a versão 2008 LXS que eu tenho então não sabe nem o que é computador de bordo, porem o carro é muito confiável. O meu está com 89k e não apresenta um ruído se quer, os outros carros que eu tive com essa quilometragem parecia que ia desmontar, sem falar nos problemas mecanicos que apesar de simples já começavam apararecer. Tirando o Civic o único carro que compraria hoje é o Corolla, mesmo seminovo é muito mais negocio que qualquer popular 0km…

  • Magnus Cordeiro

    Simplesmente não vale o que pedem por ele . . . . . . só isso . . . . . .

    • lebaron

      faça um igual e cobre um preço justo. Não esqueça da garantia por favor

  • gerente

    Eu compraria sem sustos ou medo de ser feliz. Talvez mais interessante seria um Corolla new generation.
    Carros médios da Fiat, Nissan ou os franceses, dispenso.

  • André

    Tenho um Civic EXR 2013/2014, está com 8000 km, é um carro ótimo em segurança, conforto, economia , potência, não troco por outro carro do mesmo padrão, pois o atendimento Honda não tem igual, com relação a preço cada um sabe onde gastar seu dinheiro, se prefere ficar pagando uma diferença de 10.000 para andar em um francês e depois na hora de trocar ter seu carro desvalorizado em 50% a 60%, como acontece na Peugeot e em muitas outras marcas, existe o livre arbítrio. Assim, quem está em dúvida em adquirir um Civic eu recomendo pois estou no terceiro e não troco por outro até que provem o contrário.

  • MELQUESEDEQUE

    Tenho um Honda City, muito suave e confortável. vou partir para o Civic EXR, se lançarem um Cachorro Honda, eu também compro, deve ser muito mais confiável!!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend