*Destaque Honda Mercado Minivans

Honda Fit celebra 15 anos com 545 mil unidades no Brasil

honda-fit-2018-NA-2

Não dá para negar que o Honda Fit é um dos “queridinhos” dos brasileiros, embora seja um carro com preço bastante elevado. Prova disso é que o monovolume acaba de completar os seus 15 anos de “vida” no mercado nacional com a marca história de 545 mil exemplares emplacados no período. Um dos trunfos do modelo é o amplo espaço e a modularidade do interior.


A primeira geração do Honda Fit chegou em 2003 já com produção nacional. O modelo foi comercializado nas versões de acabamento LX e LXL, ambas equipadas com um motor 1.3 litro a gasolina de 80 cavalos, com câmbio manual ou automático do tipo CVT. Em 2005, passou a oferecer a versão EX, que se diferenciava pelo motor 1.5 com comando variável VTEC, 16 válvulas e potência de 105 cv.

honda-fit-2013-1

No ano de 2007, a Honda anunciou a chegada das versões equipadas com motor 1.3 litro flex. Um ano depois foi a vez da estreia do Fit S, que ostentava uma aparência mais “esportiva”.


O Honda Fit de segunda geração chegou em 2008 com as versões LX, LXL, EX e EXL, com motores 1.3 e 1.5, ambos flex e com 16V e, ao invés do câmbio CVT, um automático de cinco marchas. No ano de 2011, a marca anunciou o Fit DX como o mais básico da linha e, em 2012, o primeiro facelift do segundo modelo. Em 2013 foi a vez do pseudo-aventureiro Fit Twist.

Honda-Fit-2005

A terceira e atual geração do Honda Fit foi introduzida em nosso mercado no ano de 2015. Mais moderno, o carro trouxe ainda uma série de recursos e marcou o retorno da transmissão CVT. Dá para citar ainda o lançamento do “crossover” WR-V, que tem como base o Fit, lançado em 2017. No mesmo ano, a marca lançou o Fit com facelift e novos equipamentos de segurança (como controles de estabilidade e tração e assistente de partida em rampas).

COMPARTILHAR:
  • Bourgelat Marinho

    Tivemos os dois modelos da primeira geração: um era super econômico até no tempo de hoje e outro,EX, viajei muito obtendo performance e economia. O que pegava era a suspensão dura e o carro baixo. Sua praticidade era única e espaço idem.

    • Catucadao

      e o preço da para comprar com salario minimo

      • Bourgelat Marinho

        Perfeitamente, carinha a suspensão.

  • Jacarandá Mimoso

    Nenhuma outra montadora, à exceção da Toyota, fez tanto sucesso no Brasil nestas últimas décadas como a Honda.
    Mesmo vendendo carros por um preço acima da concorrência (e do que valem de fato).
    Honda e Toyota são disparadas as de maior lucro por carro vendido no Brasil.
    O sucesso destas duas montadoras no Brasil deve ser motivo de estudo nas aulas de pós-graduação.
    Eles são bons de fato ou há um tremendo exagero, tipo “efeito manada”, nisso?

    • carlos arriel

      Eu já li uma reportagem a esse respeito. De acordo com o jornalista, foi investido maciço em marketing ressaltando as qualidades do carro e associando à cultura japonesa. Claro! Os carros são bons de fato.

    • Olha, posso estar enganado, mas talvez o sucesso das duas se da por que as outras empresas deixam a desejar. Primeiro, a maioria dos clientes Honda e Toyota tinham outra marca de carro antes de comprar um modelo deles. Segundo, até onde sei quem tem uma dessas duas marcas costuma ser fiel a elas. Ou seja, os clientes atuais da Honda e Toyota, em sua maioria, vieram de marcas que não conseguiram fidelização, enquanto as japonesas conseguem fidelidade do cliente. Pergunte a um dono de Toyota , que já teve outra marca de carro, qual das duas marcas é melhor? Salvo exceções sabemos a resposta. É mais ou menos a história de um médico que precisa informar ao paciente a necessidade de amputar uma das pernas. O médico faz o seguinte para a notícia não ser negativa pro paciente. Ele simplesmente fala pro paciente que precisa amputar as duas pernas para ele sobreviver. E o paciente fica em estado de choque, mas após uma semana o medico vem com uma boa notícia informando que só precisa amputar uma das pernas, e o paciente acaba agradecendo ao medico. Lógico que tem as devidas proporções, mas no Brasil muitos produtos e serviços são tão ruins que basta uma empresa fazer um pouco melhor que ela reina em absoluto. Pegue o ramo bancário como exemplo.

      • carlos arriel

        Não são somente Honda e Toyota que fabricam carros acima da média. Audi, BMW e cia., também fabricam produtos muito acima da média. A diferença é o a mais que as japonesas cobram! É uma ninharia comparado com as outras.

      • JOSE DO EGITO

        Foi uma indireta para VW ??

      • Lucas

        Em algum momento talvez os produtos japoneses tenham sido superiores, mas atualmente a concorrência está em pé de igualdade e tudo que sustenta as montadoras nipônicas no topo ainda é a fama proveniente desse tempo. Eu tive dois Corollas, um xei 15-16 e um xrs 18 e afirmo que nada eles têm de superior a um Jetta ou Cruze além do preço e barulhos de acabamento.

        Tenho atualmente uma SW4 ano 2013 e também afirmo que ela apesar de ter suas qualidades pra mim porque é um SUV, não tem nada de superior à Ranger que também tenho.

        Toyotas são carros robustos e de manutenção fácil, mas só valem se forem comprados seminovos e por um bom preço, assim como eu fiz. Pra tirar zero da concessionária não tem nada que justifique o preço bem acima da concorrência.
        OBS: Seguro de Toyota custa praticamente o dobro dos concorrente (6000 na SW4 13 e 3800 na Ranger XLT 17)

        OBS2: IPVA de Toyota não fica mais barato com o tempo.
        OBS3: No fim das contas, se você comprou um TOYOTA zero km, em alguns anos vai ter gasto talvez até mais que um comprador de Jetta ou Amarok, por exemplo.

    • Mauro Schramm

      No caso do Fit também pesa a falta de um concorrente. Não há nada no mercado que ofereça tamanho espaço neste tamanho.

    • T1000

      não sei; houveram alguns lotes de fit com problemas na barra de direção o que pegou muitos proprietários que fizeram as manutenções fora da css de surpresa, pois a garantia não cobria o reparo caríssimo.
      fora que de tempos em tempos tem que abrir o cabeçote para regular folga de válvulas, senão o consumo aumenta muito.
      é muito inconveniente; mas talvez as pessoas os superem pq é aquilo que foi falado, o sucesso da honda é mais mérito de uma concorrência ruim do que da própria honda.

    • Louis

      Já é motivo de estudo em pós-graduação. Quem estudou ADM vai saber, Lean Manufacturing, Kanban, Just-in-Time… Conhecidos como sistema Toyota de Produção, e hoje empregado em empresas do mundo todo, dos mais variados setores.

  • Matheus

    Até que eu me agrado da motorização deste Honda FIT. Só que ele não chega aos pés do HONDA FIT 2019! https://novoscarros.com.br/novo-honda-fit-2019/

  • Schack Bauer

    Tive um da primeira geração. Carrinho excelente, salvo na altura, que raspava até nas folhas do caminho.

  • Pedro Alves

    Vale ressaltar que o WR-V é mais feio que cair algemado.

    • Fernando da Silva

      mais feio que cair algemado encoxando a mãe no tanque

  • 110anosimigraçaojapa

    eu vejo muitos Fit usados na rua

    • Gustavo Rodrigues

      Se estão na rua, são usados…. turruuum dsss…..

  • Gustavo Rodrigues

    Tive um 2009 LX Manual, e até hoje considero o melhor carro que ja tive. Rodei exatos 212 mil kms com o carro até troca-lo em 2015 e a unica manutenção, fora revisões regulares a cada 10 mil kms, foi a troca de uma lampada do farol dianteiro por volta dos 110 mil kms,.. O motor 1.3 (que por algum motivo era vendido como 1.4) obviamente não despertava fortes emoções, mas andava muito mais do que meu anterior 206 1.4. O que mais gostava nele era o cambio, de engates curtos e precisos, e o farto espaço interno. Cheguei a fazer uma mudança de solteiro com ele.
    Na época que comprei seu preço equiparava ao de hatches médios mais defasados, como Astra e Focus (1a geração que vendeu junto com a segunda por algum tempo em 2009) e versões topo dos hatches compactos, o que considero o posicionamento correto.Hoje acredito que ele continue próximo dos hatches compactos topo de linha, talvez um pouco acima, e esta abaixo dos atuais Cruze Hatch, Focus e Golf, num nicho de mercado difícil de achar concorrentes diretos. Talvez isso justifique seu alto volume de vendas, um carro com espaço de Médio, motor de compacto e um design, ao meu ver muito bonito.

  • Catucadao

    legal eu acho

  • Mauro Schramm

    Tivemos um Fit EX CVT Mk1 ano 2008 (comprado em 2010) e ficamos muito satisfeitos com o bichinho. Mas quando chegou a hora de trocá-lo (em 2014) não tivemos coragem de aceitar a pedida da Honda. Os diferenciais do modelo (em todas as gerações) são o espaço interno e o sistema para os bancos traseiros. Os da segunda geração foram os únicos com visual que agradaram os meus olhos.

    • Louis

      Os de segunda geração são os mais bonitos mesmo, principalmente a traseira. Eu também tive um da primeira geração.

  • Esse carro tirando o desenho. E um carro que sempre apreciei e quis ter. Mas não terei.

    Não pago mesmo o valor pedido nem no usado, no seminovo ou pior ainda no zero.

    Infelizmente, pois nos demais mercados onde é comercializado, o preço é mais “real”.

  • Robinho

    reconheço a qualidade do carro e só…não me empolga, e o preço piora a situação.

  • REDDINGTON

    É um bom carro sem dúvidas, como todo Honda caro demais!!!

  • JOSE DO EGITO

    PQP pior que ter que trocar CORREIA DENTADA

  • Mauro Banqueiro

    Supercarro

  • Abdallah

    Dois problemas pontuais para mim no meu ponto de vista! 1º- O preço, 2º potencia do motor, acho ele muito fraco em baixa rotação diferente de muitos modelos com motores menores e mais forte.

  • Vattt

    Tive um 2009 LX AT! Quando coloquei a venda, milhões de pessoas querendo comprar, mas sempre querendo barganhar um preço melhor, no fim das contas entreguei para um lojista que cuidou de reduzir o andômetro e colocou o preço lá nas alturas, e o resultado foi a venda rápida e lucro do lojista!!! Acabamento simples da versão LX mas o espaço interno generoso, suspensão de curso curto é o maior inconveniente em nossas ruas. Economia indiferente mesmo sendo automático diante de outros carros, motor manco e manutenção muito cara para um carro tão simples, essa foi minha maior decepção! Tinha um Golf que rodei 170000 e gastei muito pouco em manutenção principalmente na suspensão. Eu não compraria outro, o mercado tem carros mais baratos, confortáveis e potentes que ele!!!

  • ‘Eduardo Oliveira

    Dois Fits na família, um prata 2004 que foi roubado e um preto 2008, que vai fazer 10 anos e ainda roda liso, sem nenhum problema (ambos da primeira geração).
    Acho que o autor errou, os dois que tivemos foram 1.4! Carro excelente, ágil na cidade, supera as expectativas rodando diariamente.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email