Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes

Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes

No final de 2012, a Honda lançou em território nacional o “aventureiro” Honda Fit Twist, um veículo desenvolvido exclusivamente para o mercado brasileiro. A fabricante resistiu bastante para ter um carro assim, mas o Fit Twist conseguiu chegar acompanhando a tendência dos “aventureiros urbanos”.


Assim, além do Honda Fit Twist, encontrávamos também: Fiat (Palio) Weekend, Volkswagen Crossfox, Citroën Aircross e Hyundai HB20X. Vale lembrar que a Honda foi uma das últimas fabricantes a lançar um carro assim.

Com o Honda Fit Twist, a montadora nipônica tinha como estratégia atender ao público mais jovem, que buscava por um carro com visual mais diferenciado. Na época, a própria montadora dizia isso e ressaltava que o Twist, obviamente, não era lá um veículo total aventureiro.

Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes

Ronaldo Ernesto, gerente de design, pesquisa e desenvolvimento da Honda do Brasil, disse que as pesquisas da empresa apontaram que o visual é um dos principais fatores para quem escolhe um carro aventureiro e não é a vocação off-road. Ernesto também defendia que o Honda Fit Twist alia estilo e racionalidade. Para ele, mexer na suspensão do carro não era o objetivo, tendo em vista que isso afetaria um ponto muito forte da família Fit, que era a boa dirigibilidade, defendia ele.

Entre os diferenciais, o Honda Fit Twist entregava: lanternas translúcidas, faróis com máscara negra, molduras nos para-lamas, rack no teto e para-choques com desenho exclusivo. Sobre o motor, nenhuma novidade, ele trazia o já conhecido 1.5 i-VEC Flex.

Confira a seguir todas as informações sobre motor, desempenho, cor e outros detalhes do Honda Fit Twist.

Honda Fit Twist – Detalhes

O exclusivo brasileiro Honda Fit Twist foi revelado durante o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, em 2012. O modelo chegou ao público com alguns reforços no visual. Ele recebeu parachoques em plástico com visual metálico e também era a única versão a oferecer faróis de neblina. O Honda Fit Twist ainda tinha racks de teto em alumínio e faróis com máscara negra.

Debaixo do capô, alterações foram descartadas. Portanto, a Honda continuou a oferecer o propulsor 1.5 i-VTEC Flex de 115 (gasolina) / 116 (etanol) cavalos de potência. Com relação à transmissão, a montadora japonesa disponibilizava câmbio manual ou automático de cinco velocidades.

Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes

Como o monovolume era uma versão especial com outros elementos, a Honda teve que fazer algumas alterações de estrutura. Por isso, o veículo ficou três centímetros mais longo (com 3,93 metros), dois centímetros mais largo (com 1,71 m) e 3,5 centímetros mais alto (com 1,57 m). Já a distância entre-eixos não sofreu alterações, permanecendo com 2,5 metros.

Ao passar por terrenos irregulares, o condutor do Honda Fit Twist poderia sentir um leve desconforto devido ao barulho. Isso porque em lombadas e buracos ele fazia um barulho de como se algo estivesse quebrando. A suspensão, por sua vez, também fazia o carro balançar bastante, dependendo do terreno.

A direção era outro ponto de destaque no monovolume. O Fit Twist tinha direção leve, o que ajudava bastante na hora de fazer manobras.

Honda Fit Twist – Equipamentos

De série, o Honda Fit Twist entregava ar-condicionado, airbag duplo, computador de bordo, trio elétrico, rádio/CD/MP3/USB, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, porta-luvas duplo, freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, e banco do motorista com regulagem de altura.

Ainda assim, decepcionava por não oferecer sensor de estacionamento, GPS, viva voz para celular e comandos no volante.

Internamente, apesar de ter parafusos visíveis e exagerar no uso do plástico, o Fit Twist trouxe acabamento e material de qualidade. Os assentos foram redesenhados e a montadora trabalhou em deixar eles revestidos com tecido exclusivo. Já no painel, ganhou detalhes em prateado, como no volante e também no câmbio.

Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes

A lista de equipamentos ainda entregava cinto de três pontos no banco traseiro, encosto de cabeça para todos os ocupantes e porta-malas razoável de 384 litros, com possibilidade de ter mais espaço com os bancos rebatidos. De modo geral, o Honda Fit Twist acomodava bem cinco adultos.

O porta-malas também ganhou acabamento impermeável, no qual bloqueia a passagem de líquidos, por exemplo. Com essa proteção fica viável colocar a prancha de surfe (mesmo molhada) e outros objetos úmidos.

Honda Fit Twist – Preço

O Honda Fit Twist poderia ser adquirido em duas configurações e preços: R$ 57.900 para a opção com câmbio manual e R$ 60.900 para a opção com transmissão automática.

Apesar de todas as qualidades, a maior crítica em relação ao Honda Fit Twist é, sem sombras de dúvidas, a relação custo-benefício. Na época, um dos principais concorrentes do Twist era o Hyundai HB20X, que era mais completo e custava cerca de R$ 54.455.

Honda Fit Twist – Cores

Quando lançado, o Honda Fit Twist poderia ser encontrado em seis cores diferentes:

  • Branco
  • Azul
  • Vermelho
  • Prata
  • Preto
  • Cinza

Honda Fit Twist – Motor

Como dito anteriormente, o Honda Fit Twist foi lançado sem novidades em motorização. Ele era equipado com propulsor 1.5 16V Flex gerando 115 cavalos de potência quando abastecido com gasolina e 116 cv com etanol. Esse motor estava associado a uma transmissão automática ou manual de cinco velocidades.

Com o câmbio automático, o motor do Fit Twist atuava bem, com suavidade e bons resultados em alguns momentos. Por exemplo, o monovolume esportivo passava a responder melhor e ficava mais ágil só em 4.800 rpm, quando era perceptível o torque máximo (14,8 kgfm).

Honda Fit Twist – Desempenho

Em desempenho, o Honda Fit Twist apresentava os seguintes números de aceleração e velocidade máxima:

  • Aceleração de zero a 100 km/h em 13,5 segundos;
  • Velocidade máxima de 172 km/h.

Honda Fit Twist – Atualização

Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes

Ainda em abril de 2013, a montadora japonesa anunciou a linha 2014 do Fit Twist, porém sem novidades. O monovolume esportivo continuou entregando faróis com máscara negra, faróis auxiliares de neblina, grade em cromo acetinado, para-choque na cor alumínio fosco e outros. O preço também não sofreu alterações, permanecendo alto.

O veículo ainda trazia lanternas translúcidas, rodas de 16 polegadas, freio de mão e saída de ar com detalhes em prateado, e assentos com revestimento exclusivo. Em segurança, o Honda Fit Twist tinha airbag duplo, freios ABS com EBD, cinto de segurança de três pontos para todos os passageiros, bem como apoio de cabeça. A Honda oferecia três anos de garantia.

Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes

Mesmo com a versão 2014 (“atualizada”), o Fit Twist se despediu dos brasileiros sem oferecer itens de interatividade. O computador de bordo poderia ser mais completo; o sistema de som pelo mesmo caminho: a Honda bem que podia ter incluído bluetooth, ainda mais pensando no público jovem, tendo em vista que a marca planeja atender a esse público. Ainda ficou devendo funções mais aprimoradas para o rádio e comandos no volante.

Apesar de não ser off-road legítimo, pelo menos em dirigibilidade o Fit Twist agradava o motorista. O monovolume esportivo era um bom carro para o cotidiano. Ele proporcionava excelente visibilidade e direção bem leve.

Honda Fit Twist – Concorrente

O Hyundai HB20X foi um dos principais concorrentes do Honda Fit Twist. O aventureiro urbano da sul-coreana estreou no Brasil logo após o Fit, em 2013. Ambos os modelos chegaram com as mesmas propostas, mas com pacotes bem diferenciados.

Produzido na fábrica de Piracicaba, no interior Paulista, o Hyundai HB20X era muito mais barato que o seu concorrente, até mesmo na versão topo de linha. Na versão Style, o HB20X poderia ser adquirido por R$ 48.755. No topo de linha, batizada de “Premium”, o interessado teria que desembolsar cerca de R$ 51.255.

Apesar das diferenças em valores, tanto Honda Fit Twist como Hyundai HB20X ofereciam alguns equipamentos interessantes, além de todos os itens aventureiros, como saias laterais e rack de teto. Ambos os modelos traziam rodas de liga leve, faróis de neblina, ar-condicionado e espelhos elétricos.

Em comparação ao concorrente, o “esportivo” da sul-coreana tinha um desempenho melhor e também mais potência. O porta-malas era um pouco negativo, isso porque ele só tinha 300 litros, enquanto o Honda Fit Twist entregava 384 litros.

Honda Fit Twist: detalhes, equipamentos, motor e concorrentes
Porta-malas do “aventureiro” da Honda tem 384 litros

Entre os diferenciais em lista de equipamentos, o Hyundai HB20X Premium vinha de série com comandos no volante, sensor de estacionamento traseiro e possibilidade de conectar o celular via bluetooth.

Honda Fit – Outras versões (atuais)

Atualmente, o Honda Fit Twist não é mais produzido e não há nenhuma versão com a pegada esportiva assim. A Honda tem hoje em seu portfólio: a configuração de entrada, Fit DX, Fit Personal, Fit LX, Fit EX e o topo de linha, Fit EXL. Com relação ao preço, eles partem de R$ 62.800 na opção de entrada, podendo chegar a R$ 86.500.

A configuração de entrada (DX) vem com uma lista de equipamentos bem simples, como ar-condicionado manual, aviso sonoro do cinto de segurança para motorista e passageiro, revestimento dos bancos em tecido, dois airbags, vidros verdes com filtro UV, rodas em liga leve aro 15, suspensão dianteira MacPherson e cintos de segurança traseiros de três pontos para todos os passageiros.

A lista começa a ficar mais atraente a partir da versão Honda Fit EX. Essa opção entrega ao comprador central multimídia (touchscreen) com Apple CarPlay e Android Auto. O veículo acrescenta: quatro alto-falantes, ar-condicionado digital, piloto automático (cruise control), sistema de configuração de bancos Magic Seat, volante multifuncional com acabamento em couro. Há ainda quatro airbags (frontais e laterais), sistema de alerta de frenagem emergencial ESS (Emergency Stop Signal).

Ao todo, a Honda disponibiliza sete cores diferentes. São elas: preto cristal perolizado, vermelho vênus metálico, cinza barium metálico, prata platinum metálico, branco estelar perolizado, branco tafeta sólido e azul boreal metálico.

Um item muito interessante na família Honda Fit é o sistema de configurações do banco, batizado de Magic Seat. Esse recurso permite levantar os bancos traseiros para que o motorista coloque itens grandes. O Magic Seat só está disponível a partir da versão Personal, deixando, assim, a DX de fora.

Ficha técnica

Confira a seguir a ficha técnica do “aventureiro” da Honda (versão 2013).

Motor

1.5 i-VTEC Flex
TipoInjeção multiponto
Número de cilindros4 (quatro) em linha
Cilindrada em cm31.496
Válvulas4 (quatro) válvulas
Taxa de compressão10,4:1
Injeção eletrônica de combustívelInjeção multiponto
Potência Máxima116 cv a 6 mil rpm
Torque Máximo14,8 kgfm a 4.800 rpm

Transmissão

TipoCâmbio automático de cinco velocidades
Traçãodianteira

Freios

Freios Honda Fit Twist

TipoDiscos na atrás e frente

Direção

TipoElétrica

Suspensão

DianteiraIndependente, McPherson
TraseiraEixo de torção

Rodas e Pneus

Honda Fit Twist

Rodas16 polegadas
Pneus185/55 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)3930
Largura (mm)1715
Altura (mm)1570
Distância entre os eixos (mm)2500

Capacidades

Peso bruto total (kg)1160
Tanque (litros)47 litros
Porta-malas (litros)384

 

Darlan Helder

Natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011