*Featured Crossovers Honda Lançamentos Test Drive

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

O Honda HR-V 2019 chega ao mercado com renovação visual de olho na recuperação diante do principal rival, o Jeep Compass. O crossover da marca japonesa é o produto mais vendido da empresa e já emplacou mais de 186 mil unidades desde 2015, quando surgiu por aqui com grande expectativa, logo assumindo a posição de liderança no segmento de utilitários esportivos.


Feito ainda em Sumaré-SP (visto que a produção será trasladada para Itirapina, também no interior paulista), o Honda HR-V 2019 ganha não só retoques no visual, mas também alterações mecânicas e de tecnologia para tornar-se mais confortável e conectado. Com preços a partir de R$ 92.500, agora se resume a três opções e mata definitivamente o câmbio manual, mantendo apenas o CVT.

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

Aliás, essa transmissão recebeu também um ajuste para ficar mais linear e oferecer maior conforto durante a condução. Ainda seguindo pela parte não vista das mudanças no Honda HR-V 2019, a suspensão agora possui amortecedores recalibrados para melhor absorção de impactos, bem como novos revestimentos acústicos na parede de fogo, assoalho e portas para redução do nível de ruído interno.


Por fora, o Honda HR-V 2019 adota novos faróis duplos com projetor destacado e luzes diurnas em LED, além de grade frontal mais larga e cromada, assim como para-choque revisado. As novas rodas de liga leve aro 17 polegadas são o destaque no visual, chamando atenção pela grande área em preto brilhante que se mescla bem com a reduzida parte diamantada.

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

Na traseira, as lanternas em LED com visual levemente escurecido também dão um charme a mais ao crossover. Por dentro, o HR-V 2019 ganhou acabamento em preto brilhante sobre o console central, que é uma característica interessante do modelo, enquanto os bancos receberam revestimentos atualizados em tecido e couro.

Além disso, os bancos dianteiros receberam modificação estrutural, tendo agora mais preenchimento nas laterais e assento levemente elevado para melhor apoio das pernas. Por fim, a multimídia foi revisada com os sistemas Android Auto e Car Play, bem como navegador GPS nativo no EXL.

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

Há também câmera de ré e hot spot Wi-Fi, assim como Bluetooth e entradas USB e Bluetooth. O cluster agora tem aros dos instrumentos personalizáveis com sete cores. Falando nisso, o Honda HR-V 2019 recebeu também a nova cor Azul Cósmico metálico. Se você percebeu, o crossover perdeu alguns itens como faróis full LED e HDMI, apesar dos ganhos. A versão Touring também sai de cena.

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

Honda HR-V 2019 – Impressões ao dirigir

São Sebastião-SP – Num test drive entre São Paulo e o litoral norte do estado, pudemos provar bem o Honda HR-V 2019. Logo de cara, nota-se uma diferença importante nos novos bancos, mas não foi o preenchimento lateral e sim a elevação do assento, mais sentida e que garante mais conforto ao dirigir.

Não notamos assim tanto os preenchimentos laterais, bem diferente daquele empregado no Fit 2019, que realmente faz diferença nesse aspecto. O nível de ruído também melhorou, mas no tocante à suspensão, que agora ficou mais suave e filtra muito melhor as irregularidades do solo, garantindo mais conforto e prazer ao dirigir, sem dúvidas.

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

No rodar, o HR-V 2019 também ficou mais silencioso por causa dos novos preenchimentos com material absorvente de ruído, mas mesmo que estes tenham sido aplicados na parede de fogo, entre motor e habitáculo, um ruído indesejável continua aparecendo.

O motor 1.8 i-VTEC FlexOne com 140 cavalos na gasolina e 139 cavalos no etanol (único nesse aspecto), continua tendo que elevar demais a rotação em subidas leves da estrada e o ruído acaba invadindo o espaço dos ocupantes. Como é aspirado, ele precisa manter rotações acima de 3.500 rpm para vencer elevações não muito íngremes, e chega mesmo a superar 4.000 rpm.

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

Num uso urbano ele é até silencioso, já que mal passa dos 2.000 rpm, girando sempre entre 1.000 e 1.500 rpm. Mas na estrada ou quando se exige mais força, ele não titubeia em girar acima de 3.000 rpm, onde o barulho aparece.

Solução? Motor 1.5 Turbo, que tem torque maior e em rotação sempre mais baixa, eliminando essa necessidade de ficar girando alto (e consumindo mais) e se esforçando mais. Por ora, quando em cruzeiro, a 110 km/h, a rotação (no plano) fica em bons 1.800 rpm, pelo menos.

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir

No mais, o Honda HR-V 2019 tem pontos positivos na direção firme e precisa, assim como no ajuste da calibração do CVT, que ficou mais esperto e apenas um pouco mais linear. A simulação de marchas é bom para quem quer a sensação das engrenagens, mas tira aquela linearidade verdadeira desse tipo de transmissão.

Freios continuam bons, assim como a estabilidade. O espaço é um dos atributos do HR-V, assim como a modularidade do assento traseiro e seu porta-malas com ótimos 437 litros. O novo console deu ao crossover um ar ainda mais vistoso, sendo com o painel de difusor lateral contínuo, um conjunto realmente agradável aos olhos e ao tato. De modo geral melhorou muito.

Honda HR-V 2019 – Galeria de fotos

Viagem a convite da Honda.

 

Honda HR-V 2019: Impressões ao dirigir
Nota média 5 de 3 votos

  • leomix leo

    Honda e Toyota sabem fazer facelifts horríveis, vide Corolla com farol espichado e lanternas VeF, HR-v agora com essa grade de Fiat 147, com esse cromado em cima.

    • Miguel

      Pra mim ficou mais brega! kkkk

  • REDDINGTON

    Essa barra cromada na CRV e Civic caiu bem, agora na HRV…Lembra MUITO a WRV que nunca foi sinônimo de beleza.

  • bbmp_

    O exterior desse carro nunca foi bonito. Mas no face lift melhoraram a frente pelo menos.
    A traseira continua com a lanterna com aparencia que esta escorrendo…
    Agora, o interior, consegue ser horrivel.
    O painel é muito feio com aquela saida tripla na direita. Todo sem harmonia.
    Parece uma releitura mal feita de carros dos anos 80.

    • Fabrício Sanches

      Melhoraram a frente?! Putz! Gosto é subjetivo mesmo.

      • Rafael Neves

        Verdade! prefiro 1 milhão de vezes a anterior…

  • Helder Fonseca

    No geral acho a HR-V bonita, mas alguém gostou das novas rodas? Achei muito feias!

    • Ernesto

      O modelo anterior eu achava mais bonito.

    • Deadlock

      Achei as rodas meio “vazias”.

    • Phantasma

      tinha acabado de comentar das rodas….

    • Miguel

      Horrendas!
      Com aqueles filetes cromados ela ficou fina e sem graça.

    • Rafael Neves

      HORRÍVEIS

  • Fabão Rocky

    Somente as lanternas ficaram mais bonitas, mas o resto…

  • F30FLORIPA

    Gostava mais dos faróis da Touring

  • fsjal

    Onde esse carro é concorrente do Compass?

    • REDDINGTON

      Também discordo disso, se aproxima de preço no top do HRV e no de entrada do Compass. PONTO

    • Ernesto

      Se comparar as dimensões internas e capacidade do porta-malas, elas são muito próximas.

      • fsjal

        Em porte e preço ele é mais concorrente do Renegade.

        • Ernesto

          Sim, sei disso. Mas entrando nos 2, HR-V e Compass, a diferença de tamanho é imperceptível.

          • fsjal

            Pq o entre-eixos do Compass é curto, o maior defeito do carro. É de 2,63m contra 2,57m do Renegade e 2,61m do HR-V. Meu pai tem um e realmente ele não tem muito espaço atrás. Mas só.
            De resto é mais longo, mais largo e mais alto.

            • Ernesto

              A largura e o entreeixos que são as medidas que farão diferença no espaço interno têm pouca coisa a mais. Como disse, praticamente imperceptível.
              E veja que o porta-malas do Compass é menor que o do HR-V.
              Não estou querendo menosprezar o Compass, mas que ele não é assim tão maior (internamente) que um HR-V, isso ele não é mesmo.

              • fsjal

                Mas não é só isso que conta.
                O acabamento do Compass, por exemplo, é bem melhor que do HR-V

                O do Honda tá no nível dos outros carros da categoria dele, como o Kicks, Creta, Eco e o Renegade

                • Miguel

                  Acho o do Renegade melhor, inclusive que todos os concorrentes dele.

            • Nicolas

              Colega tem um Compass, atrás tem o espaço do meu Golf, para sair da um pouco de trabalho. Tenho também uma Tiguan, o espaço atrás é de uma limousine, acho que a porta de trás é maior que da frente além dos 710l de porta malas.

              • fsjal

                É bem apertado mesmo.

              • Miguel

                O que eu não gosto no Tiguan é justamente o tamanho (versão longa) e as versões comuns, bem sem sal… agora a 350 é outra coisa.

      • TijucaBH

        Na teoria nao sao, um é b-suv e outro é c-suv, mas acredito sim que na pratica o consumidor acaba comparando um com o outro sim. Versao top do honda com o jeep de entrada.

        • fsjal

          Que compara preço, isso é claro. Assim como quem paga 85 mil num Fit EXL, pensa num Golf TSI de 92 mil, ou quem compra um Civic Touring de 125 mil, pensa num Fusion SEL do mesmo preço.

  • Davi

    O que compensa mais? Uma EXL 2016 por 80k (menos de 20mil km) ou a zero por 98k?

    • Deadlock

      O EXL novo está por 108k. Acho que vão retornar com a Touring com motor 1.5 para fazer frente ao T-Cross 1.4.

      • Davi

        Eu tenho desconto de compra direta. Sai um pouco mais barato 98,5k, mas apareceu esse usado

        • Deadlock

          Ok. Eu compraria o novo por 98k, pelo maior valor de revenda e pelas melhorias implementadas. Ainda acho a HR-V a de melhor design do segmento.

          • Davi

            Tenho a mesma opinião, minha primeira opção era o Kicks, mas a Nissan está com uma fila imensa. Aguardei 5 meses e acabei cancelando o pedido.

    • Andre Pestana

      Sinceramente pagar 80k EXL em uma Hrv 2016 não vale a pena e pagar mais de 100 mil e uma HRV EXL 0km também não vale a pena. Apesar de ser um bom carro, o preço está muito fora da realidade para o que o carro oferece, tem muito outros carros com motores modernos com Turbo + Injeção Direta no mercado que entregam muito mais potencia e baixo consumo e até com preço melhor.

      • Davi

        Entendo seu ponto de vista André, eu tive Chevrolet, Ford, Fiat, Toyota e Honda. As únicas marcas que não me deram dor de cabeça foram Honda e Toyota. Até com a Nissan, que tentei comprar mas não consegui, tive problemas. Pensei no Corolla XEi, mas acho que ele está datado demais

        • Ricardo Diniz

          Ia te falar justamente do XEi…se pra qualquer pessoa física está 100.000, vc vai conseguir mais barato ainda…

          • Davi

            Corolla Xei chega por 86k, mas é bem de tiozão né? Outra possibilidade era o Kicks, mas nem a Nissan sabe quando entrega 😂

            • Ricardo Diniz

              Por 86k um XEi eu não teria dúvidas nenhuma…pq esse HR-V é montado na plataforma do Fit…não dá para comparar…Fora que vc vai economizer 14.000…e se for em comparação com um HR-V…com 6000 a mais pegar um Corolla XEi 0km? Depois conta aqui qual vc pegou…

              • Davi

                E se a gente considerar que em 2020 o Corolla vai mudar para praticamente outro carro. Você mantém a escolha ?

                • Ricardo Diniz

                  Sim…tudo novo..plataforma, conjunto motriz…mas com preços em outro patamar eu acredito…Vc já está pagando 20.000 a menos em relação ao valor atual da tabela…esses 20.000 era o que vc ia perder…mas vc nem vai pagar por ele…pois está comprando com valor bem abaixo…e o Corolla é um dos carros que menos desvaloriza…e vende bem rápido depois…Vc tem liquidez, confiabilidade e baixa desvalorização dos seus 86.000…

                  • Davi

                    Concordo com você, tem argumentos muito bons. Eu tive um Corolla GLI Tecido em 2015, era bastante pelado, mas um ótimo carro. Para o dia dia meio largo, frente baixa, meio molenga na estrada, mas era bem confortável, talvez um pouco mais “largo” que o recomendável para transitar numa via apertada (tipo a radial leste), mas com qualidades inegáveis. Vou pensar com mais atenção e depois te falo como ficou. Obrigado.

                    • duhehe

                      Entrando na conversa, troquei um Corolla XEI 2017 em uma HR-V EXL, estou achando a HR-V muito melhor para usar no dia a dia, passa por buracos muito melhor, não raspa em lugar nenhum, por ser mais alta o entrar e sair do carro é bem mais fácil, espaço do porta malas melhor, para manobrar é bem mais fácil ( ela ”esterça mais”)
                      Mas no quesito construção o corolla é superior, é um tanque aquilo, durabilidade e qualidade inquestionável, porem no uso cotidiano o HR-V poe o corolla no bolso.
                      Se o carro é para a cidade HR-V, se for usar na rodovia, Corolla.

                    • Ricardo Diniz

                      Acho essa questão da praticidade importante…Se vc precisa de um carro versátil e prático o HR-V considero imbatível por causa da modularidade dos bancos…já tive FIT…É muito bom…ou como a própria Honda diz, é “mágico”! Mas apenas olhando do ponto de vista de qual o melhor negócio ainda acho o Corolla a melhor opção…mas aí depende da necessidade de cada um…Pelo pouco que o Davi falou…ele precisa de um HR-V…duro é pagar 98.000 no HR-V…

                    • Davi

                      Detalhe: Tive 2 City, 1 Fit e 1 Corolla GLi da nova geração. A modularidade e o espaço do fit é inigualável

                    • Ricardo Diniz

                      Acho que não existe carro no mercado tão pratico como FIT e seus derivados…WR-V e HR-V…simplesmente eles não tem concorrentes na questão versatilidade…

                    • Davi

                      Pois fique a vontade, era justamente com alguém com o seu histórico que eu queria falar. Eu li alguma coisa sobre o farol da hrv ser fraco, ar condicionado ser um pouco fraco e a multimídia pouco útil. Qual a sua opinião ? É desconfortável a parte lombar do banco?(eu vi que na 2019 eles disseram ter melhorado isso). Gostei dos seus apontamentos, eu ando em cidade, viajo uma ou duas vezes no ano. Você sentiu diferença de consumo? Poderia falar um pouco mais? Obrigados

                    • duhehe

                      O farol é como podemos dizer, o esperado, se levarmos em consideração a tecnologia do farol, não senti diferença comparado com o do corolla que tinha a mesma tecnologia, de fato não é tão bom como os que tem projetor, nem se compara com de carros de segmento superior com projetor e xenon, não senti nenhuma ineficiência do ar ainda ( tem gente que reclama do ar, mas poe o ar para soprar no para-brisa quente, ai não tem jeito), a multimidia é INUTIL, uma vergonha. A tela de 7” é legal para usar a câmera de ré e só, o sistema é horrível, nada mais que tablet android ultrapassado ( roda versão 4.0.0 de 2011) com um launcher que o transforma em um ”radio”, da para instalar apps portando o APK pra dentro do aparelho, mas a usabilidade é muito sofrivel, a central do corolla era horrivel tbm, lag de 2 segundos, nesse sentido tem marcas como Hyundai e VW que humilham as japas na eletronica da coisa.
                      O banco é melhor que do corolla, esses dias fiquei 6 horas no transito e sai do HR-V inteiro, o banco do corolla me judiava bem mais, a lombar pedia arrego depois de umas 2 horas sentado, o apoio da lombar é melhor no hr-v, o encosto do corolla é ”flat”, depois de um tempo o assento afunda e meu deus do ceu.
                      Na cidade os 2 gastam meio que igual, porem na estrada o corolla é MUITO mais econômico ( 8 km/l e 10 km/ Etanol 10.5 e 15 km/l na gasolina cidade/estrada), mérito do cambio e do motor toyota muito mais sintonizados que do honda ( maior torque do toyota em baixa, andava sussurrando a 2 mil rpm a 120km/h/ – no honda para manter 120 o cvt trabalha mais, cai para 1500 nas descidas mas vai na casa dos 3000 nas subidas, não faz 10 na pista e 7 na cidade com etanol), se tiver mais perguntas, ta em casa.

                    • Davi

                      Obrigado por todas as respostas e pelo tempo que você dedicou em me escrever. Hoje eu tenho um City 2013, o ar dele é excelente. Soprando para frente e com circulação ligada chega estalar os plásticos do carro, mas se abrir a circulação fica mais fraco, jogar no vidro então esquece.. mas ele atende muito bem, não tenho queixa, em poucos minutos ele faz o trabalho, mas eu tive um Astra que o ar era muito ruim, no verão era melhor abrir o vidro. Daí o meu medo.

                      A multimídia eu tive a oportunidade de ver mais de perto, sem condições, seria o caso de logo de cara trocar por uma Pioneer e tentar aproveitar os comandos de volante e entradas USB.

                      Banco é importante pra mim, tenho problema de coluna, se o banco for ruim eu fico 3 dias de cama. O CVT da Toyota é ótimo, lembro bem disso, nada daquele efeito do carro ficar arrastando, era bem direto, pisava o carro desenvolvia.

                      Sobre o consumo, parte importante pq eu rodo 20.000km ano (80% na cidade), você poderia falar um pouco mais do consumo dos seus carros? Obrigado novamente.

                    • Edson Fernandes

                      Davi,
                      Meu primo e primatem o HRV (Ambos EXL) e um mora em Goias e a prima em São José doRio Preto. São cidades bem quentes e o ar é bem satisfatório. Te digo que isso não faltará desde que use as posições corretas (eu mesmo usei ambos em AUTO para ele definir para onde jogar o ar e obviamente defini a temperatura).

                      A diferença posicional entre os carros (vou colocar o meu fluence além do Corolla, ok?) será que tanto o Corolla como o Fluence tem posição com pernas mais esticadas e no HR-V vc fica mais verticalizado (estilo poltrona). Falando dos beneficios e pontos negativos de ambos os lados:
                      – HRV
                      O estilo poltrona permite maior descanso para a região da lombar e coxas, pois o pé dá o apoio necessário para manter uma postura mais correta.

                      Desvantagem? Numa viagem seu corpo reclama dessa posição poltrona pq ela se torna cansativa já que é mais repetitiva a posição no qual vc fica.

                      – Corolla
                      Vc fica com as pernas mais esticadas, descansa o corpo como um todo, mas perde parte do apoio lombar. O banco do Corolla é mto macio, para pouco tempo de uso, ele vai na boa, mas depois cede um pouco e fica cansativo.

                      Desvantagem? Senti que no Corolla tem pouco apoio lombar e lateral, vc escrrega nos bancos fazendo vc se posicionar em curvas novamente.

                      – Fluence
                      Assim como oCorolla com uma grande diferença: Os bancos tem espuma firme e um apoio lombar grande. É um otimo carro para grandes viagens… 12 horas nele são sentidas como 4 horas de viagens.

                      Desvantagem? O Fluence tem um painel mto alto. Eu com 1,87m não baixo os bancos para o minimo pois começo a ter dificuldade em enxergar o que está imediatamente na minha frente. O apoio lombar dele apesar de ser bom, te força a tentar manter suas costas no banco, na pratica qdo vc se ajeita, vc sempre procura posição. Se vc está com dores, vc vai compensar o corpo e ficar com ele cansado pela posição.

                      Se eu fosse te dizer entre Corolla e Fluence eu ficaric om o Fluence. Mas é uma realidade que deve ser considerada para cada carro.

                      Outro ponto: Ao que vc disse, vc precisa de um carro para uso urbano. E o HRV apesar de compacto é espaçoso e pode ser uma opção melhor até de se pensar na hora de sair do carro. Mas o HRV é altinho e nesses carros a aerodinamica não ajuda muito…. por isso o maior consumo.

                    • Davi

                      Edson, sua avaliação foi excelente. Irretocável, obrigado por todas as suas ponderações, tenho problema de coluna, pega justamente a lombar e todos os seus posicionamentos contam muito. Eu só queria perguntar uma coisa. Você iria numa HRV 2016 EXL com 16mil km por 80k ou em uma 2019 0km exl por 98,5k? Pensando em desvalorização, as melhorias que ela recebeu e tudo mais. Estou com carro sedã há 8 anos quase seguidos, tô ponderado mais um SUV, já que nunca tive nenhum. Obrigado novamente.

                    • Edson Fernandes

                      Eu li suas respostas anteriores e entendo que para seu tipo de uso, seja melhor um carro compacto (mesmo que altinho).

                      No caso do HRV os atributos de menor largura e comprimento mais ajudam do que atrapalham, me corrija se eu estiver errado, mas apesar de carregar por vezes pessoas no seu carro, a maioria do tempo é apenas vc certo?

                      Considerando isso, o HRV é um dos mais espaçosos desse segmento. Alias, segmento complicado porque não existe um padrão entre os produtos. Cada um tem uma caracteristica peculiar.

                      Olha só… o HRV 2016 é bem duro de suspensão. É uma caracteristica que vc precisa ponderar se no dia a dia para ti, não pode ser um problema. Eu dirigiria o modelo usado e o modelo novo para ver se as mudanças de suspensão fazem a diferença no seu convivio diario. Pois algo que me incomoda em alguns produtos é a dureza de suspensão e qualquer imperfeição da pista é copiado aos que estão no carro. (O HRV tem muito disso no modelo 2016, mas eu ainda não conheço o 2019)

                      Então primeiro veja se esse ponto não pode ser um revés para ti. Dito isso, financeiramente falando, o usado mep arece um melhor negocio em vista de uma revenda futra. É um carro que se vende bem, mas me preocupa o fato de ainda existir uma versão Touring a ser lançada dessa versão 2019 e talvez por preço, desvalorizar o EXL devido aos itens de série. A Honda pisou um tanto na bola em não ofertar um conjunto otico melhor para essa versão, ainda que tenha melhorado em alguns pontos.

                    • Davi

                      Edson, muito obrigado por todas as suas ponderações. Obrigado por ler tudo que eu escrevi. Eu tive um Fit e City com roda 16″ (ainda tenho o City), pra ser sincero eu já acostumei e passo mais devagar, quem não está acostumado costuma estranhar, mas estando há 8 anos eu acostumei. A vantagem é que na estrada sao carros bons de curva. O que eu li contra o HRV 2016 e me preocupou foi farol fraco e ar condicionado fraco. De resto, se for igual o City estou bastante satisfeito.

                      Obrigado!

                    • Edson Fernandes

                      O ar não é fraco não. Já o farol é ruim mesmo.

                      Eu compraria por fora o farol do Touring para compensar isso.

    • Charlis

      Se a seminova estiver realmente com menos de 20K rodados (não é nada pra esse carro), ainda tiver 1 aninho de garantia de fábrica, e estiver impecável, eu iria na usada.
      20K no banco, 1000 reais a menos no IPVA, e mais os gastos com documentação e afins.

      []s

      • Davi

        Tô pensando muito nisso viu. Menos IPVA, menos preocupação com ralar, encostar e usar…. Fora que acho que perco menos dinheiro né ? Eu comprei dessa mesma mulher um carro há 2 anos… Tinha 13mil km, agora 60mil, foi só alegria

        • Charlis

          Parece bobeira, mas esse ponto pra mim é MUITO pertinente: “menos preocupação com ralar, encostar e usar”.
          Eu sempre fui cuidadoso beirando algo acima do limite com meus carros.
          Principalmente porque meus primeiros carros foram 0km.
          A primeira ralada, que inevitavelmente VAI acontecer, eu perdia o dia, ou até a semana.
          Quando entre no mundo dos usados, eu fiquei completamente livre dessa idiotice.
          Obviamente, que você busca um carro super novo, e bonito quando compra usado, mas você fica muito mais tranquilo quanto a isso.
          E com 20, 30, 40 mil reais a mais.

          []s

          • Davi

            Parece que o universo fica conspirando até você dar a primeira ralada. Ai a cabeça desencana e a vida segue, mas a primeira carimbada é de lei… impressionante kkkk
            Nessa mesma ideia comprei em 2015 um carro 2012, pouco rodado, única dona. Só alegria.

    • duhehe

      Considerando que a zero já é 2019, essa 2016 por 80 esta meio fora do preço, o correto seria algo em torno de 75 pra menos.

      • Davi

        Essa senhora é meio “careira”, embora faça todas as revisões em concessionária, baixa km e o carro não tem detalhes. O meu atual comprei dela também, peguei com 13mil, agora tem 60mil. Só gastei com óleo, filtro, pastilha, alinhamento, balanceamento e bateria.

        • Edson Fernandes

          Ela sabe o que tem nas mãos e sabe que usa pouco. Vai pedir mais mesmo. E sabe queela cuida bem do que tem… isso é diferencial. Pagaria a mais por isso.

    • 1 Raul

      Jamais daria 80k num carro tão simples usado. Esse cara, lá em 2016, pagou os mesmos 80k…

      • Davi

        Até aí eu comprei um carro 2012 dela em 2016, paguei 49 e hoje no WebMotors pedem 46 ~47 nele… Com o detalhe que eu mais que quadrupliquei a km dele

  • Eduardo Gedrait Pires

    Não é a toa que o carro vendia 5 mil unidades por mês e agora vende pifios 1,5 mil. Com este horroroso facelift irá vender menos ainda. Farol de carro antigo, console inacessível, rodas feias demais, painel medonho, grade cromada de péssimo gosto e desproporcional.

    • Danilo

      E preço absurdo! Fator importante.

    • Bruno Silva

      Exagera não amigo, HR-V mês passado vendeu quase 4mil unidades, e a média ao ano está em 3.900.

    • Guedes

      única coisa horrorosa é essa grade. faóis e lanternas novos vieram pra somar, na minha visão

  • Thiago

    No lançamento desse carro andei nessa versão (era a top da época) e uma das coisas que eu achei péssimas era o isolamento acústico do carro (isso deu para perceber no test drive já, imagina quem comprou sem andar).
    Parecia que o motor estava no porta luvas do carro. O barulho era tanto que até a minha mulher notou.
    O acabamento da porta era em tecido (que muitos proprietários reclamavam que logo ficava gasto e feio) e os bancos eram de couro, parecendo aquelas adaptações do início dos anos 90 onde só colocavam os bancos de couro em carros que não tinham.
    Acabei comprando uma GLA na época.
    Sou proprietário de um civic EX-L e posso afirmar que o acabamento e o isolamento acústico do civic são, de longe, muito melhores

  • Paulino Lino

    Será que em todas as versões essa lanterna dupla existirá (acesa)? Porque do modelo anterior que acende apenas as extremidades (com exceção da versão Top) era no mínimo sem noção ter duas peças e funcionar apenas uma. Outra coisa: que roda HORRÍVEL essa do modelo 2019 (regressão total em termos de design; se bem que a antiga era feia mas pelo menos tolerável)……. do mais acho que vai levar muito pau do T-Cross no próximo ano rsrs

  • Phantasma

    O pessoal que desenha rodas anda com a inspiração muito em baixa, sera que é tão difícil assim fazer uma ao menos bonitinha?

  • Danilo

    Comprei um C4 Cactus e não é querendo puxar a sardinha, mas é muito mais carro que HR-V. Tanto no design (pessoalmente é muito mais bonito que por foto), quanto nos equipamentos. Único porém é o motor um pouco menos potente na versão Feel (que adquiri), mas não faz feio, é o suficiente pro modelo, mesmo com 5 passageiros.

    • Felipe Rocha de Assis

      O que mata é a revenda Citroen.

    • Duh

      Excelente escolha, tbm considero mais produto que o Honda.

  • Retrato do Papai

    depois de longos três anos, muitas viagens ao japão, envolvimento de diversas equipes de engenheiros altamente qualificados, centenas e mais centenas de horas de estudos, longas baterias testes, importação de maquinário de ponta, certificação em diversos órgãos de segurança viária, enfim a honda aboliu o farol monoparábola e colocou limpadores do tipo flat blade… mais uns dez ou quinze anos (e todos os trabalhos necessários) e talvez eles descubram que esse controle de ar condicionado do tipo touch é bonito de se ver mas péssimo de se usar…

    “ele precisa manter rotações acima de 3.500 rpm para vencer elevações não muito íngremes, e chega mesmo a superar 4.000 rpm.”

    culpa da curva de torque ruim desse motor, que até os 4.000rpm tem torque de 1.6, além do torque máximo ser bem meh para um 1.8… junta esses fatores e dá nisso, ou grita ou perde velocidade ¯_(ツ)_/¯

    obs: é sério que escreveram C-U-STURA no 9º slide?

    • Carlos AM

      Lembro de ter lido a matéria aqui no NA há uns 2 anos atrás que havia sido feito uma pesquisa no EUA onde o HR-V foi eleito o carro com o pior nível de iluminação de todos os testados por conta do sistema de monoparábola.

      Quase 3 anos depois e após todos esses estudos, inovações, pesquisas e testes que você elencou eles fizeram a implantação dos faróis rsrsrs

  • Comentarista

    Melhorias sempre bem-vindas. Achava pontos fracos da HR-V a suspensão dura e aqueles H4 nos faróis simples demais. Agora cogito em adquirir uma.

  • EDUARDOTEIXEIRA KULL

    É um ótimo produto, mas foi um verdadeiro FACELIFT, no píor sentido do termo, pois não agregou muita coisa, em vista de que também perdeu itens. Em relação ao exterior, não oferece chave presencial e teto solar (convencional nos EUA e panorâmico na Europa, Ásia e Oceania). FALTA MOTOR, como parece que vai ocorrer no exterior. QUEM LEMBRA DO LANÇAMENTO DESTA FAMÍLIA TURBO NO EXTERIOR, FOI CATEGORICAMENTE AFIRMADO QUE A MESMA NASCIA PRONTA PARA SER FLEX. Cadê, então?

  • Baetatrip

    …… Cade a novidade que nao estou vendo?
    Continua a mesma coisa…..!
    Cada vez + caro num carro que ano tem nada que oferece segurança direito!

  • Diego G. de Lima

    Queria um… Mas não tenho a mínima condições de ter e para ser sincero nem necessidade.

  • Charlis

    A primeira coisa que eu faria se comprasse esse carro, seria envelopar essa RIDÍCULA grade cromada, de preto.
    Mas, fique bem claro que conjuguei o verbo “fazer” no futuro do pretérito, ou seja, uma hipótese, que na qual, eu jamais teria coragem de comprar uma HR-V zero km.

    []s

    • Annita Fingenberg

      Pensei exatamente isso. Deve melhorar muito o aspecto. Também faria isso nos carros da Mitsubishi. Aliás, faria isso em todo carro que venha com excesso de cromados.

    • Edson Fernandes

      Eu faria mtas mudanças!
      Tiraria esse cromadão como vc bem disse, trocaria essas rodas cogitando a roda do modelo sem facelift, os farois eu colocaria do modelo Touring(que é plug’n’play), lanterna em LED, pensaria na mudança de laguns cromados em torna-los preto tbm.

  • CanalhaRS

    Que rodas tão feias…

  • Alfredo Araujo

    “Solução? Motor 1.5 Turbo”
    .
    Ok… show !!
    Mas pq não “apenas” trocar o 1.8 pelo 2.0 ?
    Acredito q seria “fácil” fazer essa troca. Tenho um Civic 1.8 2014 (desde 2014), e até hj, tudo o que eu precisei comprar “serve” tanto nos modelos equipados com motor 1.8, quanto nos equipados com motor 2.0 !

    • Edson Fernandes

      Porque não ter os dois? Mas eu acho que o HRV só se manteve com o 1.8 pq para a categoria é suficiente sendo economico. Pode ser que com o motor 2.0 pudesse ficar mais beberrão que é algo que a Honda não que re não pode fazer agora. E melhor que seja o 1.5… esse motor precisa se tornar algo mais padrão no mercado.

      • Alfredo Araujo

        Cara… não acredito que a diferença de consumo seja uma mudança digna de comentário… Faço parte de alguns fóruns Honda, e pelo o que leio fora de fóruns mesmo.
        É o mesmo motor, diferindo apenas as peças que fazem com que o 2.0 fique com essa litragem. (posso estar enganado, mas é o que eu leio no fórum Civic Br).
        Tenho um 1.8 a 4 anos. Tudo o que eu vou comprar p o meu carro, sempre serve p o 1.8 e para o 2.0. Alem de peças que eu não comprei, mas pesquisei preço… rs (tipo bobinas, suportes de motor, peças da suspensão, etc.)
        .
        Por isso disse, e repito… não entendo pq a Honda mantem esse 1.8. Pq não manter apenas o 2.0, igual fez no Civic, e ter o “bônus” de dizer q re-motorizou o carro ?

        • Edson Fernandes

          Talvez no longo prazo qdo os carros começarem a ganhar mais onda de downsizing seja mais importante ter um player de mta representação com essa motorização. Além do que, me parece claro a ideia de que as fabricantes querem matar seus produtos médios para colocar os compactos no lugar.

          Mas isso é puro achismo de minha parte. Só acho que para a Honda se beneficiar de um 1.5 turbo no HRV, ele precisará ser flex para acompanhar essa onda maluca de nosso mercado.

  • Alexandre Maciel

    Absurdamente caro para o que oferece.

  • Marcelo Ceno Dutra

    O HR-V nunca teve faróis Full LED, a Touring tinha somente na luz baixa.

    • Bourgelat

      Perfeitamente. Farol alto halógeno.

  • Jefferson

    Será que resolveram o problema com pontos de ferrugem?

  • MW Veículos

    Bem…
    Hoje posso dizer que sobrevivi pra assistir um fitzão custando á partir de R$92mil.
    Passou da hora do mundo explodir.

  • Fabrício Sanches

    Que rodas HORROROZAS!

  • Renato Dias

    Merecia um painel de instrumentos mais moderno e refinado, não esse painel de Sandero.

  • Maicon

    Grade cromada na dianteira muito grande….a atual eh mais discreta.

  • Ítalo Figueirôa

    A roda matou tudo…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email