Honda terá cinco modelos elétricos na China até 2025

Honda terá cinco modelos elétricos na China até 2025

A Honda terá cinco modelos elétricos novos até 2025 na China, onde deseja estar totalmente eletrificada em 2030. A marca japonesa fez uma apresentação com três conceitos novos por lá, além de dois modelos que já vimos. Um deles é o crossover e:NS1, a versão elétrica do Novo HR-V.


O Honda e:NP1 é uma versão do e:NS1 com visual mais sóbrio e será feito pela GAC-Honda. Já o crossover revelado pelo Ministério da Indústria e Tecnoloiga da Informação da China será construído pela Dongfeng-Honda, mas na prática os dois carros são iguais.

Honda terá cinco modelos elétricos na China até 2025

No caso dos três conceitos, a Honda mostrou o e:N GT Concept, e:N Coupé Concept e e:N SUV Concept. Este trio de futuros produtos chegará até 2025, mas além dos cinco, haverá mais cinco, totalizando 10 modelos elétricos novos na China até 2030.

A nova arquitetura da Honda não tem relação com o acordo feito com a GM, para criação de produtos voltados para o mercado americano. Mesmo assim, eles terão Honda Sensing, Honda Connect e cockpits digitais inteligentes.

Honda terá cinco modelos elétricos na China até 2025

Segundo a Honda, o “‘N’ representa o desejo da Honda de energizar as pessoas que estão tentando fazer as coisas por sua própria iniciativa nesta era de eletrificação”. Por certo, a montadora nipônica decidiu se apoiar nos sócios chineses para desenvolver outra solução elétrica de alta tecnologia e baixo custo por lá.

Como parece ser difícil implantar sozinha esse pacote nos EUA, ainda mais por conta de ter que arcar com os custos sozinha, a Honda preferiu manter a coisa na China e abraçar a General Motors num projeto localizado com base nas baterias Ultium.

Honda terá cinco modelos elétricos na China até 2025

No caso dos e:NS1 e e:NP1, a Honda deverá utilizar duas versões com motores de 182 ou 204 cavalos, provavelmente ambos dianteiros e sem opção AWD. Com células de 68,8 kWh, a autonomia deve ficar entre 400 e 500 km, suficiente para uma boa performance por lá.

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.