Asiáticos China Ecologia Elétricos Mercado

Hong Kong: Carros elétricos poluem mais que os convencionais

tesla model s 2017 oficial 4

Sanford C. Bernstein é uma empresa de pesquisa que divulgou um relatório sobre os veículos elétricos em Hong Kong, que poluiriam 20% mais que os carros a combustão.

A informação não fala exatamente da emissão de carbono gerada por esses veículos, que se sabe é nula. A questão é que a energia elétrica consumida pela ex-colônia britânica vem de usinas termelétricas abastecidas de carvão.

A Bernstein sugere que Hong Kong adote um novo sistema de geração de energia mais limpa e diz também que os carros elétricos só fazem sentido em países, cujas matrizes energéticas geram pouco impacto em termos de CO2. A cidade quer ter 50% de seu consumo oriundo de gás natural até 2020.

mb-c350-plug-in-hybrid-7

A metrópole chinesa, assim como o resto do país, atualmente está mergulhada em um sistema elétrico basicamente apoiado em termelétricas a carvão, que há algum tempo atrás representava 85% em toda a China, mas que hoje detém 60% da produção nacional.

No entanto, a China tem um grande mercado de carros elétricos, cujo impacto nas emissões é nulo durante seu funcionamento, mas elevado nas fontes geradoras de energia.

Durante seu ciclo de vida, um Tesla Model S deve gerar 4,4 toneladas de CO2 a mais que um BMW 320. Para o consumidor, o carro elétrico se tornou uma vantagem na China, pois os benefícios fiscais são grandes.

[Fonte: Bloomberg]





  • tiago

    Um ponto importante é a localização da poluição…As termelétricas podem ser colocadas longe dos nossos pulmões, Já o motor dos carros estão nos centros populacionais.

    • th!nk.t4nk

      Exato… E a matriz energética vai ficando menos poluente a cada ano. A conta que fazem hoje, pode mudar bastante nos próximos anos.

      • Anderson_S RS

        Concordo. Porém, da mesma maneira, os motores a combustão também tem se tornado cada vez mais eficientes, devido às constantes novas tecnologias. Logo, creio que por enquanto e num futuro a médio prazo o melhor equilíbrio ambiental está nos híbridos.

        • th!nk.t4nk

          Verdade, mas o problema é que os híbridos são também sao complexos e caros. Além disso eles podem morrer a qualquer momento, caso alguém invente uma bateria de menor custo e alta capacidade. Eu diria que no curto prazo os híbridos têm mercado garantido sim, mas a médio e longo já fica difícil afirmar.

    • Gustavo73

      Longe dos pulmões de alguns.mas sempre estará perto dos de alguém. E provavelmente de quem não tem o carro.

      • Pedro Evandro Montini

        Pra você, tem diferença no valor da vida daquele que tem carro e daquele que não tem?

        • Gustavo73

          Não imagino de onde veio essa ideia lendo o meu comentário. Mas você acha justo o carro elétrico na cidade usar a energia produzida na usina a carvão normalmente no interior e quem mora perto de usina sofrer os efeitos da poluição? Enquanto na cidade a coisa parece ser limpa. O carro elétrico é tão limpo quanto a fonte de onde bem a sua energia vem.

        • gpalms

          Na verdade o pensamento deve ser num patamar maior… Pensando em aquecimento global, não importa onde é gerado o poluente: se pulverizado na cidade ou concentrado na usina. O que importa é a quantidade total de poluente emitido.

    • Sergio

      Postei antes de ler e repeti sua tese. Concordo 200%

    • Leonel

      Não somente isso. Os carros elétricos são a solução para diminuir ou eliminar a poluição emitidas pelos carros à combustão. A questão aqui é que a “massa” da energia gerada pela China é oriunda do carvão, que é outro problema. Eles precisam gerar energia limpa.

    • Uber

      É mais fácil fiscalizar as emissões de poucas usinas fixas em um local do que milhares de carros espalhados por aí.

    • Diego Lip

      Isso é independente, a poluição causada pelas termelétricas vão atingir alguém da mesma forma que se estivesse perto de uma cidade mais populosa.

    • Christian Nunes

      Este pensamento é o famoso: o que os olhos não veem o coração não sente. A poluição vai para a atmosfera do mesmo jeito, não muda nada.

  • Diogo Oliveira

    Masoq?

    • Rafael Yashiro

      É bem simples. O carro pode até não soltar nem um “peidinho” de fumaça, mas a energia que abasteceu ele saiu, no caso da China, de uma usina de carvão que gera uma cacetada de poluição.

  • Airplane

    Os híbridos não plug-in, como o Fusion, por exemplo, não são recarregáveis em tomadas e não consomem, portanto, eletricidade “suja”.

    • th!nk.t4nk

      Híbridos consomem gasolina e emitem poluição localmente, mas emitem menos, já que apesar de tudo os motores elétricos são mais eficientes (mesmo com a geração através de um motor a combustão).

    • Guilherme Eduardo

      Do meu ponto de vista uma boa opção para os dias de hoje são os híbridos em que o motor a combustão serve apenas como gerador, podendo ser pequeno e trabalhar sempre na faixa de giro mais eficiente. Se não me engano tem uma versão do BMW i3 que vem com motor de moto nesse esquema.

      • th!nk.t4nk

        É a versao americana. Eu vejo que os brasileiros pensam no híbrido como a melhor soluçao, mas discordo. Aqui fora há uma certa rejeiçao ao investimento em híbridos, já que eles deverao ter uma vida bem curta no mercado. Faz até bem mais sentido a soluçao das células de hidrogênio, do que apostar nos híbridos. Se o problema é bateria, há outras formas de se estocar energia quimicamente, do que manter um motor a combustao.

        • Bruno Wendel Marcolino

          É que, entenda, utilizamos carros com Mijolina, Etanol ou GNV, qualquer coisa diferente disso já parece solução para os Brasileiros.

        • Ernesto

          Acho que foi por isso que a Toyota vendeu sua parte da Tesla, para investir em células de hidrogênio. Você que está bem por dentro do mercado automotivo, foi isso mesmo?

  • Luiz Pereira

    Já passou da hora de acabar com a mentira do “carro ecológico”!

    • Piupiupiu

      Piada. Já pensou em painel solar?
      É carro ecológico sim, e precisamos dele! Motores a combustão são péssimos em eficiência.

      • Luiz Pereira

        Está bem claro que você não estudou termodinâmica!

        • Angelo_RSF

          Então já que você estudou por favor, escreva qual o rendimento de um motor ciclo Otto, Diesel e Elétrico por favor. Gostaria de conhecer a diferença entre eles. Grato desde já.

          • Luiz Pereira

            Analisando localmente, o rendimento do motor elétrico é pelo menos duas vezes maior que qualquer ciclo à combustão. Porém, não podemos ignorar o óbvio: a maior parte da energia elétrica consumida no planeta vêm da queima de combustíveis fósseis. No melhor cenário (ciclo Brayton), temos uma eficiência próxima de 60% na geração de energia em uma turbina a gás. Essa energia sofre perdas na conversão e transmissão até chegar às baterias dos carros elétricos. Motores à combustão são péssimos em eficiência? Sim, e são justamente esses motores que, na prática, movem os carros elétricos.

            • Piupiupiu

              Ate pq não existe alternativas limpas para se obter energia limpa em casa, certo?

            • Louis

              Só pelo fato de estarem longe dos centros urbanos, a poluição das termelétricas já é menos nociva.
              Mas temos que levar em consideração que a energia de fonte solar está em rápida evolução.

            • Angelo_RSF

              OK . Grato. Só creio que cabe ressaltar que no caso do ciclo Otto em carros de passeio o rendimento varia muito com a rotação do motor ao contrario de um gerador estacionário onde a rotação de trabalho e portanto o rendiment me perece ser mais otimizado.

      • Stéfano

        Impossível. Mesmo que toda a energia solar seja absorvida pela área superficial de um carro, não geraria energia suficiente pra movimentar de forma digna um automóvel.

        • th!nk.t4nk

          Painel solar em usinas solares, não em carros.

          • Stéfano

            Aí ok

          • Piupiupiu

            Não precisava nem ser em usinas… Painel solar em casa, energia armazenada em baterias e carregar o carro através das baterias.

            • Guilherme Batista

              Trabalho com panão eis solares e baterias e posso te garantir que na teoria isso é perfeito, mas na prática, é extremamente complicado. Mesmo que você tenha uma grande quantidade de painéis, gerando bastante energia, armazenar isso de forma eficiente em baterias é muito perigoso, caro e não muito eficiente

          • Guilherme Batista

            Ainda é bem complicado, você teria que ocupar áreas gigantescas com painéis e ainda assim essa usina só geraria energia durante cerca de 7 horas por dia. Energia solar ainda esta bem longe de ser solução

    • Rafael Yashiro

      A matéria diz claramente “matrizes energéticas diversificadas”.
      E obviamente esse não é o caso da China.

  • Piupiupiu

    Como ninguém pensa em energia solar????

    • Guilherme Batista

      Todo mundo pensa, o problema que é extremamente caro, difícil de lidar e só gera de dia. Energia solar ainda não é a solução

      • Ernesto

        Mas a China tem investido pesado em energia solar. Creio que lá, em alguns anos, a energia solar terá um percentual significativo entre todas as fontes de energia.

        • Guilherme Batista

          Sim, e isso é ótimo.
          A energia solar não vai ser a principal fonte de energia tão cedo, mas já da pra ser uma ótima fonte alternativa e ser utilizada em conjunto

    • th!nk.t4nk

      O mais interessante na verdade hoje em dia é a energia eólica. Tudo pode mudar, mas hoje a geraçao solar é cara demais e problemática demais (em larga escala).

      • Bruno Wendel Marcolino

        Cara, o Homer instalou uma hélice eólica no patio em um episodio dos Simpsons, foi genial kkkkk Quando ventava ele via TV e quando parava o vento desligava kkkkk

  • Eduardo Forneck

    consideraram as emissões causadas pela produção e transporte do combustível ou só a emitida pelo carro?

    • Guilherme Batista

      Isso que fiquei pensando, porque analisar a fonte de energia de um sem analisar a do outro é furada.

    • G.Alonso

      Eu acho que não deve analisar nada, o Tesla não polui nada e nem mesmo polui mais que o 320. Uma simples conta. Se na China o dono de um Tesla e de um 320 usem energia para produzir 5 toneladas de CO2 durante o tempo que fiquem com seua carros, o negócio fica assim:

      Dono da BMW:
      Gasta 5 toneladas de CO2 em casa com energia e mais 5 toneladas no seu 320.

      Dono do Tesla:
      Gasta 5 toneladas de CO2 em casa com energia e não gasta nada andando com seu carro nas ruas.

  • Ricardo

    Isso sempre foi óbvio para mim! A solução são carros que funcionem de todas as formas possíveis de energia, dando a opção ao adquirente: gasolina, etanol, diesel, biodiesel, híbridos, elétricos, hidrogênio, solar, etc. Assim não haverá um grande impacto em nenhuma delas!

    • G.Alonso

      Lá na China é negócio sim. É melhor um caro que não polui do que um que vai poluir mais ainda. Els já poluem com a energia todos os dias, tendo o carro elétrico eles poluiriam menos do que tendo carro a combustão, já que o tesla usaria uma poluição já feita, enquanto o motor a óleo poluiria além disso.

      • Ricardo

        Mas para suprir o aumento da demanda teria que aumentar a oferta de energia e isso resultaria em mais hidroelétricas e etc.

  • Louis

    A reportagem não cita que a China é um dos países que mais investem em painéis foto-voltaicos como fonte de energia elétrica.
    O futuro é dos carros elétricos.

    • Ernesto

      Pensei o mesmo que você. A China pensa a longo prazo e não como aqui. Lá existe planejamento!

  • CanalhaRS

    Bom meus amigos, aí a culpa não é do carro, mas da matriz energética errada que o país criou.

    • SDS SP

      Exatamente. Matriz energética da China é baseada na queima de combustíveis fósseis.

    • G.Alonso

      Exato, o Tesla polui nada. A luz usa de uma energia que polui, mas, é melhor ele usando uma poluição já feita do que a pessoa usar dessa poluição em cada e ainda poluir com o carro a combustão.

  • ####Carlao GTS

    Pô…. carvão? ??? Pára véi.

  • Sergio

    A diferença é que as termelétricas ficam longe do meu pulmão fazendo fumaça. A concetração de co2 nas cidades cairia drasticamente com carros eletricos. E nas cidades estao mais de 80%da populacão.

    • Louis

      E também se esquecem daqueles carros velhos queimando óleo, que jogam mais poluição que uma usina termelétrica inteira.

    • Eduardo

      É, o problema que está longe de mim não existe.

      • G.Alonso

        O problema que está longe de você não te afeta e é mais fácil de ser resolvido, na cidade não tem floresta e florestas absorvem o CO2 feito pelas termelétricas.

    • G.Alonso

      E, aos lados das termelétricas podem ter florestas que absorvem esse CO2 para produzir O2, coisa quando não tem nas cidades.

  • Luis_Zo

    Aos poucos, felizmente, essa Falacia/Greenwashing de “emissão zero” vai caindo…

    Não sou contra elétricos, muito pelo contrário, mas “emissão zero” é uma mentira grande demais.

  • Eduardo

    Até que enfim. Quando li que a Europa queria banir o motor a combustão até 2045 fiquei pensando: de onde virá energia elétrica pra todos esses carros. Alguns países tem matriz energética nuclear, como a França. Fukushima foi o aviso.
    Se não mudar a matriz energética, não vai haver energia para abastecer todo mundo.
    Mas o mundo é dominado por aquelas soluções ecológicas milagrosas e “simple”: se você aponta alguns problemas nas ideias você é um poluidor insensível.
    Tudo se resume a transformar o carro em vilão e pronto.

    • Ernesto

      Apesar do que ocorreu em Fukushima, na minha opinião, o Brasil deveria investir mais em usinas nucleares. Claro que tem que estar em posição estratégica e haver um planejamento de 1o mundo para não ocorrer uma tragédia, mas aqui não temos terremoto, furacão, etc. O impacto ambiental eu também creio que seja menor do que Belo Monte.

      • Eduardo

        Com a eficiência do governo brasileiro, não precisava de nenhum desastre natural, já temos o desastre cultural.

  • Cassio

    Não são os carros elétricos que poluem mais e sim, o país que não tem estrutura para usufruir do melhor deles.

  • FocusMan

    Eu sempre disse isso.

    Carros elétricos vão acabar como a velha computação distribuida que tentou matar os mainframes na década de 90/00. Depois de um gasto enorme com tecnologia e promessas, as pessoas voltaram a usar mainframes.

  • Pedro Cunha

    Acho graça de gente escrevendo que se colocarem as termelétricas “longe dos grandes centros” está ok. Como se a poluição não “viajasse”, como se o ar atmosférico se “reciclasse” ao circular por alguma distância. Não adianta investimento num produto “ecológico” na ponta da cadeia, se lá na base ele demandar tanta ou mais geração de efluentes. Ainda desacredito na “extinção” dos motores á combustão, haja visto que a geração de energia elétrica poderá não acompanhar a escalada da produção e demanda. Vejo como caminho a “repartição” entre as matrizes, reservando á energia elétrica á outros segmentos mais vitais, como transporte de cargas e transporte de massa(transporte público), pois esses sim devem ser barateados e democratizados pelo bom andamento das economias e sociedades. Mas, infelizmente, “bem comum” é algo que só existe e é valorizado na literatura e nas falácias, então sim futuramente vamos enfrentar graves crises energéticas justamente pela falta de manejo não do petróleo, mas sim da geração e fornecimento da energia elétrica.

    • G.Alonso

      Rapaz, nas cidades não tem florestas, e, florestas precisam de CO2 para produzir oxigênio, se, ao lado de uma termelétrica existir uma floresta, a maior parte da poluição fica nela, e sempre tem muitas árvores, ou seja, muito melhor.

  • G.Alonso

    Eles esquecem que os carros não poluem, pois um Tesla não produz nada de CO2, enquanto o 320 produz. A poluição que eles dizem que é causada pelo Tesla é errada, o Tesla usa a energia já pronta na tomada, o 320 queima no seu próprio motor. “Ah, mas para fazer a energia poluí” , sim, poluí, mas, de qualquer maneira ela teria de ser produzida, já que uma casa funciona com a mesma energia. O 320 polui muito mais, muito mais.

  • Ulisses

    sem falar nos plásticos que vão no carro, nos pneus, até mesmo a extração do minério que compõe o aço ali colocado pode provocar algum tipo de dano ambiental. Estamos muito longe da sustentabilidade no que tange a produção de automóveis, elétricos ou não, mas um Tesla não deixa de ser uma ideia melhor que um carro a combustão.



Send this to friend