Crossovers História Honda SUVs

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Os motores turbos estão dominando o segmento de SUVs compactos. Modelos como Tracker, T-Cross, C4 Cactus, 2008, S-Cross e Vitara já usam motores menores com turbocompressor. Recentemente, o mercado ganhou o Honda HR-V Touring, que é o SUV compacto mais caro entre os modelos flex ou gasolina.


Ele custa a bagatela de R$ 139,9 mil, sendo mais caro que modelos como Jeep Compass e Volkswagen Tiguan Allspace, que são maiores e de categoria superior.

Além do motor turbo de 173 cavalos, tenta chamar a atenção do público no acabamento mais sofisticado e a lista de equipamentos mais recheada.

Saiba agora tudo sobre o modelo:

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Honda HR-V Touring – história

Lançamento do HR-V Touring 1.8 em 2017

Na tentativa de ser o mais sofisticado da gama, o HR-V Touring chegou no fim de 2016 durante o Salão de São Paulo e começou a ser vendido em abril de 2017. Tinha preço inicial de R$ 105.900.

Entre as diferenças, trazia apenas airbags laterais do tipo cortina, faróis de LED, lanternas traseiras em LED, retrovisor interno eletrocrômico e sensor de estacionamento traseiro. Tudo isso por R$ 4,5 mil a mais frente ao HR-V EXL.

Honda HR-V fica mais caro em julho de 2017

Dois meses após ter sido lançado, o HR-V Touring ficou mais caro juntamente com todas as outras versões da gama. Ele passou a ser comercializado por R$ 109,1 mil, o que se traduz num aumento expressivo de R$ 3,2 mil.

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

HR-V Touring com novos reajustes em 2018

No ano de 2018, o primeiro HR-V Touring teve dois reajustes de preços. O primeiro, em abril, deixou o SUVzinho compacto mais caro em R$ 1 mil. A configuração topo de linha do carro passou a custar R$ 108.900.

Já o segundo foi aplicado em agosto do mesmo ano. Na ocasião, o modelo teve um reajuste de R$ 1.600. Com isso, seu preço subiu para R$ 110.500.

Versão Touring sai de linha no fim de 2018

A Honda anunciou a chegada do HR-V reestilizado em outubro de 2018. Além do visual mais atual, melhorias no acabamento interno, aprimoramentos na mecânica e novos equipamentos, o crossover compacto deixou de oferecer a versão Touring 1.8 flex.

Ele estreou somente nas configurações LX, EX e EXL, com preços entre R$ 92,5 mil e R$ 108,5 mil, sempre com o motor 1.8 flex e câmbio CVT. A versão Touring foi reservada para estrear com o inédito motor 1.5 Turbo do Civic, que chegara oito meses depois.

Honda HR-V Touring retorna com motor turbo em 2019

Em maio de 2019, o HR-V, enfim, estreou a configuração Touring. O modelo passou a usar o motor 1.5 Turbo e uma série de equipamentos exclusivos pela bagatela de R$ 139.900, uma diferença de expressivos R$ 28 mil frente ao HR-V EXL.

Com essa cifra, o HR-V Touring passou a ser um dos SUVs compactos mais caros da categoria. Perde somente para o Jeep Renegade Trailhawk diesel, mas este com todos os opcionais disponíveis.

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Honda HR-V Touring – detalhes

O Touring é como qualquer outro HR-V. Tem 4,33 metros de comprimento, 1,77 m de largura e 1,65 m de altura, com entre-eixos de 2,61 m.

O porta-malas tem capacidade para levar até 393 litros de bagagens, chegando a 980 l com o banco traseiro rebatível – este, inclusive, é o único ponto que o HR-V turbo se diferencia dos demais, devido ao sistema de escape duplo, com 44 litros a menos.

Quem conhece o HR-V vai perceber logo de cara os faróis de LED, faróis de neblina também em LED, saída dupla de escape na traseira, grade frontal com detalhes em preto brilhante e o teto solar elétrico panorâmico.

Há também uma pequena câmera no retrovisor do lado do passageiro, que exibe uma imagem na tela da central multimídia ao acionar a seta para a direita (melhorando a visibilidade).

Por dentro, pode receber revestimento em couro claro no painel, apoios de braço nas portas, bancos e console central, mas dependendo da cor da carroceria. Ele tem ainda bancos com costuras duplas. Fica devendo, contudo, ajustes elétricos para o banco do motorista.

Oferece outros recursos exclusivos como sensor de estacionamento dianteiro, chave presencial, partida por botão, retrovisor interno eletrocrômico, entre outros.

Em relação ao Civic Touring, ele não tem banco do motorista com ajustes elétricos, saída de ar traseira, painel de instrumentos digital, ar-condicionado de duas zonas, carregador de celular por indução no painel, sistema de som com 10 alto-falantes e subwoofer, entre outros. Tudo isso por R$ 3,2 mil a menos.

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Honda HR-V Touring – equipamentos

Segurança: seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois laterais do tipo cortina), controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampas, sistema LaneWatch para redução de ponto cego (com câmera no retrovisor), sistema AHA (Agile Handling Assist) de assistente de dirigibilidade ágil, freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, Isofix, alarme, alerta de frenagem de emergência, luzes diurnas de LED, faróis de neblina em LED, entre outros.

Conforto: ar-condicionado digital com comandos sensíveis ao toque, direção elétrica, partida do motor por botão, chave inteligente com sensor de presença para destravamento automático das portas, piloto automático, retrovisores externos com rebatimento elétrico e função Tilt-Down no lado do passageiro, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, retrovisor interno eletrocrômico, teto solar elétrico panorâmico, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, banco do motorista ajustável em altura, apoio para os pés, sistema Honda Magic Seat de configuração dos bancos, sensor de luminosidade, sensor de chuva, entre outros.

Visual e acabamento: faróis full LED, lanternas traseiras em LED, retrovisores externos na cor da carroceria com repetidores de seta, escapamento duplo cromado, rodas de liga-leve de 17 polegadas, grade frontal cromada com acabamento em preto brilhante, rack de teto, antena de teto tipo shark, console central com acabamento superior em preto brilhante, revestimento em couro no volante, manopla de câmbio, console central, descansa-braço dianteiro e apoio de braço das portas, detalhes internos cromados, porta-copos emborrachados, entre outros.

Tecnologia: freio de estacionamento eletrônico com função Brake Hold, sistema de som AM/FM com quatro alto-falantes e dois tweeters, volante multifuncional, central multimídia com tela sensível de sete polegadas, Android Auto e Apple CarPlay, entre outros.

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Honda HR-V Touring – preços

Disponível em somente uma configuração, sem opcionais, o HR-V Touring 2020 0 km é vendido pelo seguinte preço:

  • Honda HR-V Touring 1.5 Turbo CVT 2020 – R$ 139.900

A seguir, o preço do modelo no mercado de seminovos e usados, de acordo com a Tabela Fipe:

  • Honda HR-V Touring 1.5 Turbo CVT 2020 – R$ 125.000
  • Honda HR-V Touring 1.8 Flex CVT 2018 – R$ 90.260
  • Honda HR-V Touring 1.8 Flex CVT 2017 – R$ 83.820

Honda HR-V Touring – cores

O Honda HR-V Touring está disponível em uma opção de cor sólida, três cores metálicas e três perolizadas. Veja abaixo:

  • Azul Cósmico metálico
  • Branco Estelar perolizado
  • Branco Tefetá sólido
  • Cinza Barium metálico
  • Prata Platinum metálico
  • Preto Cristal perolizado
  • Vermelho Mercúrio perolizado

Vale ressaltar que, quando ele sai com carroceria pintada na cor Branco Estelar, Cinza Barium ou Azul Cósmico, o interior dispõe de acabamento do painel, painéis de porta, bancos e console central com couro na cor cinza claro.

As demais tonalidades oferecem acabamento interno predominantemente preto.

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Honda HR-V Touring – motor

O motor usado pelo HR-V topo de linha é o mesmo do Civic na mesma versão de acabamento.

Trata-se do moderno e eficiente 1.5 Turbo de quatro cilindros em linha a gasolina, que além do turbocompressor, usa ainda injeção direta de combustível, comando de válvulas variável na admissão e escape, válvula de alívio eletrônica do turbocompressor, turbo com interresfriador e pressão de 1,1 bar, comando no cabeçote acionado por corrente e bloco e cabeçote de alumínio.

Ele consegue desenvolver 173 cavalos de potência, a 5.500 rpm, e 22,4 kgfm de torque, disponível entre 1.700 e 5.500 giros.

Tal unidade não recebeu mudanças para se tornar flex e beber etanol e/ou gasolina por conta da falta de potencial desta configuração no Brasil. De acordo com a Honda, as versões Touring têm baixo potencial de compra e, por isso, o custo de desenvolvimento local de um 1.5 Turbo Flex se tornaria inviável.

Vale ressaltar que este motor é importado do Japão – no caso do Civic Touring, o motor turbo é trazido do Canadá. Esse pode ser um dos motivos de o HR-V turbo custar tão caro assim.

Junto a este propulsor está o câmbio automático do tipo CVT que simula até sete marchas. Ele dispõe ainda do modo “S” esportivo e trocas de marchas sequenciais por meio de paddle shifts (ou “borboletas”, como preferir) atrás do volante.

Em relação ao CVT do HR-V 1.8 flex, a caixa do modelo turbo tem calibração exclusiva para dar conta das maiores doses de potência e torque entregues pelo motor.

A tração é sempre dianteira.

Além do motor e câmbio exclusivos, o HR-V Touring 2020 também oferece uma suspensão diferente.

Ele traz conjunto McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, mas com calibração exclusiva dos componentes e barra estabilizadora dianteira com 1 milímetro a mais no diâmetro.

Honda HR-V Touring – consumo

De acordo com os dados do Inmetro, os números de consumo do HR-V Touring são os seguintes:

  • Consumo de 11,5 km/l na cidade e 14,6 km/l na estrada com gasolina.

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Honda HR-V Touring – desempenho

A Honda informa os seguintes números de desempenho do HR-V com motor turbo:

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos com gasolina;
  • Velocidade máxima de 210 km/h com gasolina.

Honda HR-V Touring – garantia e revisões

A Honda comercializa a linha HR-V com garantia de três anos, sem limite de quilometragem.

Além disso, a marca dispõe do serviço de assistência 24 horas por dois anos a partir da compra de um carro 0 km, em caso de acidente, furto, roubo ou pane elétrica ou mecânica, com cobertura no Brasil, Argentina, Uruguai, Bolívia, Paraguai e Chile.

As revisões têm preços tabelados e divulgados no site da marca. Veja abaixo os preços das revisões do Honda HR-V 2020:

  • Revisão de 10.000 km ou 1 ano: R$ 313,78
  • Revisão de 20.000 km ou 2 anos: R$ 507,37
  • Revisão de 30.000 km ou 3 anos: R$ 554,55
  • Revisão de 40.000 km ou 4 anos: R$ 1.601,83
  • Revisão de 50.000 km ou 5 anos: R$ 554,55
  • Revisão de 60.000 km ou 6 anos: R$ 1.558,48
  • Revisão de 70.000 km ou 7 anos: R$ 554,55
  • Revisão de 80.000 km ou 8 anos: R$ 1.750,45

Honda HR-V Touring – concorrentes

Volkswagen T-Cross Highline 250 TSI AT + opcionais – R$ 126.740

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

O primeiro rival mais próximo do HR-V Touring é o T-Cross em sua versão Highline, a mais cara, com motor 1.4 TSI turbo flex de até 150 cv e 25,5 kgfm, com transmissão Tiptronic de seis velocidades. Mesmo com todos os opcionais, ele é mais de R$ 10 mil mais em conta que o Honda.

Esta configuração traz painel totalmente digital, chave presencial, ar-condicionado digital, retrovisor interno eletrocrômico, seis airbags, detector de fadiga do motorista, retrovisor interno eletrocrômico, rodas aro 17, teto solar panorâmico, central multimídia com navegador GPS, faróis full LED, Park Assist, sistema de som Beats e farol alto automático.

Volkswagen Tiguan Allspace 250 TSI – R$ 129.990

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Outro Volkswagen é o SUV médio Tiguan Allspace em sua versão de entrada. Ele tem bons itens como seis airbags, controles de estabilidade e tração, ar-condicionado de três zonas, central multimídia com tela de oito polegadas, espelhamento de smartphones e câmera de ré, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento, detector de fadiga, sensores de luz e chuva, entre outros.

Seu motor é o 1.4 TSI turbo flex de até 150 cv e 25,5 kgfm, com câmbio DSG de seis marchas e dupla embreagem.

Jeep Compass Longitude 2.0 Flex AT – R$ 132.990

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo
Jeep Compass Longitude

Por R$ 133 mil, dá para levar o Compass Longitude com motor 2.0 flex de 166 cv e 20,5 kgfm, com transmissão automática de seis marchas.

Vem equipado de fábrica com seis airbags, ar-condicionado automático de duas zonas, painel de instrumentos digital, sensores de luz e chuva, câmera de ré, freio de estacionamento eletrônico, central multimídia com tela de 8,4 polegadas, rodas de liga-leve aro 18, entre outros.

Jeep Renegade Longitude 2.0 Diesel AT 4×4 – R$ 134.990

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo

Com seu motor 2.0 turbodiesel de até 170 cv e 35,7 kgfm, câmbio automático de nove marchas e tração 4×4, o Renegade Longitude pode ser seu por R$ 135 mil.

Tem itens de série como ar-condicionado de duas zonas, câmera de ré, faróis full LED, lanternas em LED, central multimídia com tela de 8,4 polegadas, seletor para quatro tipos de terreno, rodas de liga-leve aro 18, entre outros.

Com sete airbags, salta para R$ 138.940.

Hyundai New Tucson GLS 1.6 Turbo AT – R$ 139.900

HR-V Touring: detalhes, equipamentos, preço, motor e consumo
Hyundai Tucson 2019

O último modelo da lista é o New Tucson, modelo de categoria superior, mas que ainda assim custa exatamente o mesmo que o Honda. Ele oferece um motor 1.6 Turbo GDI, com injeção direta, que entrega até 177 cv e 27 kgfm, com câmbio de seis marchas e dupla embreagem.

Tem seis airbags, bancos em couro, chave presencial, partida por botão, central multimídia com tela de sete polegadas, banco do motorista com ajustes elétricos, teto solar panorâmico, retrovisores com rebatimento elétrico, rodas aro 17, ar-condicionado de duas zonas, sensores de luz e chuva, entre outros.

Honda HR-V Touring – ficha técnica

Motor

1.5 Turbo

Tipo

Dianteiro, transversal, gasolina

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1.498

Válvulas

16 (4 por cilindro)

Taxa de compressão

10,6:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Potência Máxima

173 cv a 5.500 rpm

Torque Máximo

22,4 kgfm a 1.700 rpm

Transmissão

Tipo

Automático CVT de sete marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Discos ventilados (dianteira) e discos sólidos (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson, com molas helicoidais

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Liga-leve de 17 polegadas

Pneus

215/55 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.294

Largura (mm)

1.772

Altura (mm)

1.586

Distância entre os eixos (mm)

2.610

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

470

Tanque (litros)

51

Porta-malas (litros)

393

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.380

Honda HR-V Touring – fotos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • p3drov

    140 mil num simples derivado do Honda Fit. Esse deve ser um dos maiores absurdos do mercado brasileiro. Mas isso já é tradição na Honda. Também é dela o City, sedan compacto com motor 1.5 aspirado e sem ESP por 90 mil reais.

    • André Martani

      Pior que isso é o WR-V que é um Fit, só que com outro nome…😑😬🤭😁

    • Cláudio Modesto

      É realmente de causar espanto. Tem marcas boas que eu não curto justamente pelo desrespeito, ex: Honda, Toyota e Apple. Cobram caro demais, acima do bom-senso.
      Esse HRV turbo eu nunca vi na rua, ainda bem… pq quem paga isso num carro desse deve ser examinado.

      • Retrato do Papai

        A apple chegou ao cúmulo do absurdo com aquele suporte de monitor de pornográficos mil dólares… Depois daquilo o discurso de “é caro pq é bom” caiu por terra

  • Chris

    Nunca vi na rua o Touring Turbo, caríssimo (mais que o normal) pelo o que oferece, derivado da plataforma do Fit. Preço injustificável, provavelmente mais um carro de vitrine do que realmente para vendas. Seria interessante saber quanto esse modelo representa no mix de vendas, e o que atrai um potencial comprador desta versão.

    • fsjal

      infelizmente eu já vi

  • El Gato!

    Na verdade, é um ótimo carrinho. Talvez um dos melhores conjuntos para quem quer um “altinho de shopping”. Mas o preço que arrebenta. Não dá para abstrair que, na essência da coisa, é um Fit turbo de 140 mil reais. Aí fica feia a coisa.

    • Annita Fingenberg

      Realmente, é um bom veículo. Mas pelo preço cobrado só doido para pagar.

  • Amaral Oliveira

    Noticia da Honda …. nao vi comparativo nenhum

  • Baetatrip

    Pois e!
    140 mil pratas num carro que vale uns 80…..!
    E oferece torque pífio (22,4kg) e resto oferece 25,5kg e por preço menor!
    35,7kg por 135 mil pratas…Esse melhor negocio e vem com 4×4….
    Resto e resto!

    • Matheus Mendes

      Concordo que não vale os 140… mas mediante aos outros preços de mercado o conjunto vale 110k com tranquilidade.

      O problema é que os 30k q são cobrados em excesso são IPVA e Seguro de 4-5anos

  • Thiago

    Não sou fã da VW, mas não tem como negar que o T-Cross é um produto com uma relação custo-benefício muito melhor.
    Andei no HR-V no lançamento, quando a versão top 1.8 era menos de 90 mil reais, e já achei que o carro não valia tudo isso.

    • Yo soy Yo

      O T-Cross anda até bem pro porte dele, mas esses carros deveriam custar uns 90k no máximo.

    • TchauQueridos

      Com esse acabamento pífio o T-cross está tão caro quanto o HR-V.

      • Annita Fingenberg

        Pois é. Não sei quem é mais doido, quem compra essa versão da HR-V ou quem compra o T-PLÁSTICO. Pelo menos a HR-V tem porte de carro maior, embora baseado em um menor.

      • Cláudio Modesto

        Por esses preços já manda a Tiguan que tem acabamento melhor e mais espaço. A Honda apelou dessa vez;

      • Thiago

        T-Cros está sendo vendido na versão top com todos os opcionais por 115 mil.
        Andei na HR-V de lançamento, na versão EX-L que era a top na época lá em 2015, o acabamento era sofrível, não tinha isolamento acústico no carro nenhum, parecia que o motor estava no porta-luvas, além do CVT possuir um escalonamento péssimo.
        Como não havia torque em baixa, o motor só funcionava bem em altas rotações, fazendo muito barulho, abafava até o som do rádio, para viajar deveria ser horrível.
        Com o lançamento do “novo” fui ver de novo (dar uma segunda chance), estava quase tudo igual, pouquíssimas melhorias, tipo o tecido que ia na porta da versão top era de um tecido fininho, bem vagabundo (pasme, mas o carro vinha com os bancos em couro e o acabamento da porta era em tecido, sim meus amigos) fora substituído por um couro sintético grosseiro, ainda diferente do que vai nos bancos.
        Aqueles acabamentos que imitam couro e costuras só ficam bonitos em fotos, quando você vai ver o carro ao vivo se decepciona imensamente, pois é duro e áspero
        Antes de terminar, tenho um civic G10 e posso garantir que o carro é muito superior nos acabamentos e no isolamento acústico.
        Tem uma economias nos puxadores de portas, mas engana.
        Já o meu pai tem um passat, outra categoria de carro, muito melhor de acabamento, muito superior ao jetta, civic até o fusion (carro que ele tinha antes).
        Tive uma GLA também, o acabamento era do nível do passat.

    • Matheus Mendes

      Dos que eles colocaram como “concorrentes” é TCross é o pior deles kkk

      Honda, VW e Toyota como sempre dando show em política de preço horrível.

      • Thiago

        Tirando o renegade, todos os outros concorrentes são de categorias maiores/superiores.
        Agora imagine que você é mulher, a sua vaga de garagem no prédio é super apertada e você quer entrar e sair sem ter que manobrar 10 vezes?
        Imagine que a pessoa “necessite” de um carro menor, mais prático para dirigir em grandes centros urbanos.
        Somente descartei as outras opções por esbarrarem no tamanho, mas são obviamente escolhas melhores.
        Quanto à renegade, dispenso o 4X4 e o diesel também, que não vejo vantagem nenhuma (já tive SUV a diesel e nunca mais quero ter outra).
        T-Cros está sendo vendido na versão top com todos os opcionais por 115 mil.

  • Emygdio Carlos

    É muito ruim quando uma empresa se aproveita da fama para explorar o consumidor, entretanto, mesmo que esse carro de shopping custasse 300.000,00 euros ainda teria comprador, infelizmente!

  • Prosecutor

    Esse ar digital por comandos touch é o cúmulo.

  • Vinicius

    Virou carro “imagem”, ajuda na publicidade do carro, mas ninguém compra.

    • Matheus Mendes

      O pior q vende bem.

      Pelo mesmo motivo que Hilux SRX q de 190k é a picape mais emplacada das médias.

      • Vinicius

        HRV Touring turbo nunca vi rodando no eixo Campinas São Paulo, a normal tem muitas. Hilux é outra categoria, quem compra quer diesel e 4×4, ou seja a Top.

  • Daniel Pirolli

    Andei em um em 2018 exl acho, e achei o carro horrivel no quesito suspensao, dura, seca, deve ser por isso que o uso do cinto de segurança é obrigatório, nesse carro, senao usar, voce salta pra fora dele haahhahaha, esse carro, por esse valor, deveria ser obrigatorio vir com suspensao independente atras…fato.

  • Anderson Trajano

    As matérias do HRV sempre produzem comentários interessantes e discussões acaloradas. Vejo a galera reclamando, que a Honda explora o consumidor, que o carro não vale, etc etc etc.

    Sim, o carro é simples e não vale o que o custa (na minha opnião). Porém, quem regula os preços é o mercado. Hoje a Honda, mesmo nesse preço exorbitante, vende tudo que produz. Quem “patrocina” essas diferenças, é o próprio consumidor br, que ainda compra pensando em status.

  • Thiago

    nao consigo ver requinte neste interior, para mim eh o mesmo interior simplorio do fit com perfumaria

  • fsjal

    Carro de retardado mental

  • Pablo Alves

    resumindo, so um diota para comprar um carro desse

  • LArtur

    S-Cross 1.4T AllGrip, sem duvida nenhuma

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email