Huawei: AITO M5 é outra aposta da chinesa – Será que vem também?

Huawei: AITO M5 é outra aposta da chinesa - Será que vem também?

Os gigantes eletrônicos como a Huawei querem cada vez mais entrar no mercado automotivo e a empresa chinesa não quer esperar mais para ter a sua parte.

Já tendo parceria feita com a americana Seres, agora a companhia reforça esse laçou co uma submarca, a AITO.

Essa nova marca surge na China com seu primeiro produto e pretende ser outra opção no maior mercado do mundo ao lado do Seres SF5, que já roda no Brasil, onde se espera chegar oficialmente em 2022.

Huawei: AITO M5 é outra aposta da chinesa - Será que vem também?

Prometendo alto nível de automação, o primeiro modelo da marca, chamado M5 (terá a companhia de mais dois crossovers adiante) e sabe-se que chegará ao mercado chinês em 23 de dezembro.

O produto portará um sistema operacional da própria Huawei, chamado HarmonyOS. Ele é aparentemente baseado num sistema chamado Hongmeng, correspondente às OS de Apple e Android.

Terá conexão 5G, internet das coisas e interação multiterminal, ampliando assim a conexão entre carro e usuário.

Huawei: AITO M5 é outra aposta da chinesa - Será que vem também?

O carro poderá ser controlado à distância por comandos de voz através do smartphone, ou seja, se estiver em casa e com o aparelho na mesa, pode-se ativar funções do veículo sem estar próximo do mesmo.

Inicialmente com condução autônoma de Nível 2+, o crossover da AITO terá ainda um pacote de baterias com autonomia de 1.000 km ou mais.

Esse projeto, segundo a mídia chinesa, durou cinco anos e teve mais de 1.000 patentes registradas. Por ora, pouco se sabe sobre seu desempenho e também sobre a atuação do mesmo no mercado internacional.

Huawei: AITO M5 é outra aposta da chinesa - Será que vem também?

O AITO M5 tem 4,770 m de comprimento, 1,930 m de largura, 1,625 m de altura e 2,880 m de entre eixos, compartilhando a plataforma com o Seres SF5.

Da mesma forma, usa um motor 1.5 Turbo como gerador, além de motores elétricos de 223 cavalos na frente e 203 cavalos atrás. A bateria pesa 1,3 tonelada e tem 200 kWh.

Até agora, a Huawei evitou colocar sua marca diretamente nos carros de parceria, ainda que se comente que o fará no SF5 da linha 2022 no Brasil. Será que o M5 seguirá o SF5 por aqui também?

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.