Crossovers Hyundai Preços

Hyundai Creta começa 2018 com aumento de preços

hyundai-creta-sport-2018-31 Hyundai Creta começa 2018 com aumento de preços

O Hyundai Creta teve um bom desempenho no ano passado. O crossover produzido pela marca sul-coreana em Piracicaba-SP, estava em sexto na primeira quinzena de dezembro e fechou entre os mais vendidos em seu segmento. Até novembro, ele havia fechado com 36.526 unidades vendidas, mas nos últimos dias do mês passado, o modelo superou a marca de 40.000 exemplares, o que lhe dá a terceira posição em vendas no ano passado, dentro de seu segmento.



Prometendo uma boa briga com Jeep Compass e Honda HR-V, o Hyundai Creta já começa 2018 com o pé esquerdo, pelo menos em relação ao consumidor. O crossover teve os preços reajustados em média R$ 1.170, embora os preços antigos ainda permaneçam no site. Das seis versões disponíveis, apenas uma manteve os preços e esta é a Pulse Plus 1.6 automática, que continua em R$ 89.990, exatamente o preço médio pago pelo modelo no mercado.

hyundai-creta-sport-2018-31 Hyundai Creta começa 2018 com aumento de preços

No caso do Hyundai Creta Attitude, o preço pulou de R$ 74.990 para R$ 76.350. Já a topo de linha Prestige, que tem motor 2.0 e câmbio automático, o preço agora é de R$ 102.580 ante R$ 100.990 cobrados anteriormente. No caso da versão Sport, destacada por conta de seu visual exclusivo, o preço passou de R$ 94.990 para R$ 96.350.

Confira abaixo os preços do Hyundai Creta para janeiro de 2018:

  • Hyundai Creta Attitude 1.6 Manual – R$ 74.990 para R$ 76.350
  • Hyundai Creta Pulse 1.6 Manual – R$ 79.790 para R$ 81.150
  • Hyundai Creta Pulse 1.6 Automático – R$ 86.740 para R$ 88.090
  • Hyundai Creta Pulse Plus 1.6 Automático – R$ 89.990 (Sem aumento)
  • Hyundai Creta Sport 2.0 Automático – R$ 94.990 para R$ 96.350
  • Hyundai Creta Prestige 2.0 Automático – R$ 100.990 para R$ 102.580

hyundai-creta-sport-2018-31 Hyundai Creta começa 2018 com aumento de preços

Equipado com motor Gamma 1.6 Flex de até 130 cv a 6.000 rpm e 16,5 kgfm a 4.500 rpm ou Nu 2.0 Flex com até 166 cv a 6.200 rpm e 20,5 kgfm a 4.700 rpm, o Hyundai Creta 2018 emprega duas caixas de câmbio, sendo uma manual e outra automática, ambas com seis velocidades. Bem equipado, o crossover se destaca pelo ar-condicionado com difusores de ar no banco traseiro, bem como assento do condutor com resfriamento, rebatimento elétrico dos retrovisores, multimídia com GPS e câmera de ré, Android Auto e Car Play, entre outros.

Com estilo sóbrio, porém, dotado de linhas bem robustas, o Hyundai Creta 2018 recentemente ganhou uma versão mais agressiva, a Sport, que se utiliza do motor Nu 2.0 e do câmbio automático da versão Prestige, mas com um pacote visual bem exclusivo, incluindo rodas de liga leve esportivas aro 17 polegadas, faróis com máscara negra, detalhes externos em preto brilhante, bancos em couro e tecido, acabamento interno em preto com detalhes foscos metalizados, entre outros.

Hyundai Creta 2018 – Galeria de fotos

COMPARTILHAR:
  • TijucaBH

    Esse aumento é uma pechincha perto do aumento do Ecosport, sem contar que desde o lançamento em dezembro de 2016 se nao me engano, esse é o segundo aumento. Acho que não tinha que aumentar nada, mas 1 aumento a cada 6 meses está abaixo da media do mercado, ainda mais no segmento que mais cresceu….

    • Filipe

      Isso que ia falar! Se carro que não vende vive aumentando de preço ( você citou muito bem o exemplo do EcoSport), imagina carro que vende muito!!

      E assim continua a realidade do consumidor brasileiro!

      • Luis Burro

        A realidade do consumidor brasileiro é a ignorância.Só não entendo pq reclamam tanto se não vão mudar nd!

      • Meereengue

        “Carro que não vende”
        Isso porque o Ecosport ta colado na terceira posição

  • Anderson Trajano

    Boa HB, tem que aumentar mesmo. O consumidor anda meio cego por SUV. Se vende tudo que produz, tem que aumentar mesmo, assim como outras montadoras já fazem a meses e meses. Cabe aos consumidores regular o mercado.

    Eu estava a procura de um segundo carro, mas estou adiando por hora. Me recuso a pagar 80k/90k num SUV. O segmento dos médios está morrendo dia a dia, infelizmente. Hoje no Brasil ou você fica com os compactos, diga-se Argo e Polo, ou você coloca 100k para pegar um Japonês. O espaço entre 75k e 90k só tem SUV’s.

    • TijucaBH

      Dá pra comprar alguns sedans como Sentra, unidades restantes do Fluence, Cobalt Elite, Elantra, Focus, Jeta 1.4 e por aí vai. Alguns o preço de tabela passam dos 90k, mas o preço negociado fica abaixo desse valor.

      • Anderson Trajano

        Você tem razão. Todos esses é possível pegar por menos de 90k mesmo. Cheguei a ver um Jetta 1.4 Confortline por 81k. O que me preocupa é a revenda . Por incrível que pareça, a desvalorização de Fluence, Elantra, Focus e Jetta é monstra, pelo mesmo motivo que citei. O público dessa linha está migrando para os SUV’s. Então quando você chega para avaliar um médio (que não seja CIVIC ou Corolla) numa loja, os caras jogam 30% abaixo da FIPE, porque sabem que vão ralar para vender. Agora se você chega com uma Eco, Duster ou semelhantes, a aceitação é melhor e consequentemente a revenda.

    • Daniel

      Por pouco menos de 80k tem o golf 1.0tsi que é um carro bacana pra quem pode encarar manual (minha hérnia de disco já não me permite esse “luxo”)… Mas, por 89990 com promoção taxa 0 da pra levar Cruze (Hatch ou sedan) com motor 1.4 Turbo pra casa, na mesma faixa tem os Citroën thp que consegue boa negociação (e depois é torcer pra não precisar de pós venda! Hahaha)… Ainda temos opções pra quem não quer carro de salto alto…

      • TijucaBH

        Pos vendas da psa melhorou muito e hoje já nao é mais um problema. O problema de alguns ainda é valor de revenda: valor da Fipe já é baixo e os valores de fato praticados são ainda mais baixos…

        • Daniel

          Cara, tenho um Citroen C4… melhorou nada pra mim (e olha que uso concessionarias em 3 estados! SP/RJ/PR). Só aumentou a bajulação, mas, resolver o problema mesmo? Só metendo na justiça (e olhe lá!).

          • Matheus

            Nem entro nesse mérito kkk. Compramos um C3 Exclusive AT6 17/18 o 1° de Curitiba, carro tem 11500km, foi pra css 4x já, fora os 2 recais que ele passou. A última, estávamos viajando para o interior de SP, 13:00 de um sábado e o termômetro na casa dos 32°C e o ar condicionado PAROU DE FUNCIONAR, fomos em uma autorizada de São J. dos Campos e foram muito atenciosos, porém não tiveram a solução do problema…

            • Daniel

              Sim, o problema nunca foi ter atendente com sorriso no rosto e cafezinho (as vezes até com bolachinhas)… O problema é RESOLVER EFETIVAMENTE o problema… Já fiquei mais de 3 meses esperando peça, que só resolveu quando simplesmente larguei o carro lá – já tinha comprado outro – e disse que, se em 30 dias não resolvessem eu nem ia lá retirar, ia pedir o dinheiro do carro de volta. Dai em 2 semanas apareceram as peças e o serviço foi enfim feito.
              Só na base do Stress e faca nos dentes pra resolver mesmo… hehe

      • Anderson Trajano

        Daniel, minha preferência é por um médio mesmo. O que chega mais próximo é o Cruze Hatch. O problema é que nas CSS que eu fui, não consegui por menos de 90k. Vou esperar para ver se consigo alguma promoção na virada de 17 para 18. O Golf é manual e aqui em São Paulo o seguro é uma facada.

        • MauroRF

          Trajano, tudo joia? Meu tio comprou um Cruze LT hatch por 89k no começo de dezembro e está adorando, principalmente o consumo. Acho que dá para achar o sedã por esse valor dando uma boa pesquisada em SP e no ABC. Eu dirigi um hatch em test-drive e posso lhe dizer que, de potência, tem de sobra. O comportamento dinâmico é legal, o câmbio troca marchas com uma suavidade legal. O que achei “negativo” foi o start/stop, que não dá para desativar, e em paradas um pouco maior, o ar não gela e começa a esquentar o interior do carro. Esqueci de perguntar ao meu tio sobre esse detalhe do ar desligar, preciso ver se ele se incomodou ou não com isso. Abraço!

          • Daniel

            Se o AC estiver em automatico, se a temperatura subir, ele aciona o motor. O que reduz é a velocidade do ventilador interno…

            • MauroRF

              Bom saber, Daniel, valeu pela resposta! No test-drive, não percebi isso, mas, claro, foi um percurso curto. Em relação aos recursos tecnológicos/de segurança da LTZ 2, achou que são úteis?

              • Daniel

                Olha, são coisas que aumentam bastante o conforto de dirigir, o assistente de faixa permite faz a força em pequenas correções (mesmo que vc esteja com as mãos no volante, mas não precisa fazer o esforço), o sensor de ponto cego deveria ser obrigatório em todos os veiculos, ontem mesmo estava viajando com o Corolla da minha mãe e, qse deu ruim (tinha um cara escondido no ponto cego e com farol apagado no horario de penumbra – tem gente que gosta de viver perigosamente). Se fosse no Cruze, a luzinha ia piscar e eu ia saber que tinha alguem se escondendo ali… hehe
                O alerta de colisão tbm é bom, se estiver meio sonolento ele dá uma acordada! hehe.
                Acho que só a baliza automática que acaba sendo um brinquedo dispensável. (Vc usa só pra mostrar como funciona mesmo. Na pratica, uma baliza feita “no braço” acaba saindo mais rápida pq vc sente que tem muito mais controle então faz com mais velocidade.

          • Anderson Trajano

            Blz Mauro. Com Corolla e Civic partindo de 100 mil, Focus com PowerShift e Golf só manual, o Cruze passou a ser uma boa opção, senão a melhor. Sentra, Elantra, Fluence, 408 e C4 eu estou tirando da lista, pois são carros de revenda complicada, mesmo em São Paulo e no ABC. Cheguei a andar no polo 1.0 turbo, mas apesar de ser um bom carro, não é um médio. Quando eu peguei no puxador interno da porta e deu aquela estralada, eu disse, esse é um legítimo VW kkk. Julgo dizer que seu acabamento é inferior ao do FOX, apesar de muito bem montado. Parafusos e trilhos do banco aparecendo, tecido simples do banco(couro é opcional), freio de mão duro e sem proteção, volante fino (igual do gol/voyage). Toda a tecnologia que foi prometida pela VW está lá e concordo que ele tenha ganho todos os comparativos, mas no segmento dele. Comparar ele com o Golf é chamar o consumidor de idiota, no mínimo. Vou fazer uma pesquisa na GM, quem sabe não acho um Cruze com bom preço. Obrigado pela dica.

        • Daniel

          Eu tenho um Cruze hatch LTZ+, recomendo! E o seguro foi uma surpresa positiva.

      • Evandro

        Deus me livre comprar um Golf 1.0tsi por 80k

        • Daniel

          Bom, cada um tem um gosto diferente. O Golf 1.0TSi só não me atende por ser apenas manual. De resto, é equivalente em equipamentos em relação ao Focus 1.6 que está na mesma faixa de preço mas anda menos e bebe mais…
          Claro, se puder gastar 9-10mil a mais, o Cruze Sport6 1.4T é bem mais interessante

          • Evandro

            Ah cara, eu como não confio nesse 1.0tsi iria de Focus mesmo, e eu acho que se negociar consegue ainda pegar um Focus de uma versão acima, tbm prefiro o Cruze 1.4…

    • Pedro154

      Espere até o segundo semestre, nessa faixa terá o Toyota Yaris, Fiat Cronos, Volkswagen Virtus e talvez o Volkswagen Golf 1.0 TSI AT6.

  • zekinha71

    O Fanjos já começou o ano arrotando peru, pernil, tender, bacalhau, champagne, 2018 vai ter muita prosperidade.

    • MauroRF

      Amanhã a ressaca dele continuará, pois verá esta notícia. Ele estará sóbrio para trabalhar apenas dia 3, isso se não tiver outra prosperidade das boas de alguém. Acho que a GM deve anunciar alguma prosperidade em breve, kkkkkkkk.

    • Fanjos

      É aquilo…. Virada de ano é sempre assim, se come mais do que deve, achei que tinha comido o suficiente, mas um aumento de saideira nunca é demais, é como aquela torta de limão no final do rango na churrascaria, sempre cabe… Nham Nham!

      • leomix leo

        Rsrsrsrsrsrs

  • tjbuenf

    Carro insosso, não sei porque as pessoas ficam tão deslumbradas com ele.

    • TijucaBH

      Porque o segmmento é insosso. Unico que tem motor turbo e garante mais emoção é o tracker mas que tem problemas de espaço interno e falta alguns equipamentos importantes além da GM nao fazer o mínimo esforço de vende-lo por conta das cotas Mexicanas. HRV é meio anestesiado pelo motor 1.8 e CVT.
      Renegade é bacana o diesel, mas aí é ainda mais caro. Kicks com seu motor 1.6 CVT também pode ser definido por insosso. Sobram Ecosport que na motorização 2.0 apesar de maior potencia tem desempenho muito próximo ao do Creta, mas tem mais equipamentos pra compensar a falta de espaço interno e idade do projeto. E por último temos Peugeot 2008 que está mais pra SW e na versão bacana que é a THP, custa caro e tem câmbio manual…

      • tjbuenf

        Sim, mas não consigo ver nenhum diferencial no Creta. Eu aprecio o motor do Tracker, o design do Renegade, o tamanho do Ecosport e o design diferente do Kicks. Já o Creta não vejo absolutamente nada. Mas mesmo com algum chamariz, os SUVs estão me decepcionando. Estou pensando seriamente em pegar um hatch quando decidir trocar de carro.

        • Diogo Vasconcelos da Silva

          O creta ao vivo parece ser maior que seus concorrentes(talvez pelo seu desenho quadradao) e no demais oferece msm coisa que os concorrentes(exceto o tracker) O creta foi feito p os donos de Hb20 subirem de posto e para os donos de ix35 se manterem atualizados

          • Iran Borges

            Interior do creta é tão pobre quanto um hb20. Se vou gastar 90 conto num carro quero que ele seja forrado com couro de lhamas virgens do himalaia, tapetes persas e tudo emborrachado e com partes macias ao toque. kkkk Brincadeiras à parte, o melhorzinho é o 2.0 topo da linha, mas ainda assim passo.

      • Cosi fan Tutti

        Acabaram as cotas.

        • TijucaBH

          Acabaram agora va virada do ano, portanto não dá pra saber se a GM vai investir forte na venda do Tracker…

      • Flavio de Castro

        o diferencial dele, freio a tambor :)

  • Tony

    Já que teve esse aumento na versão attitude, deveriam adicionar os controles de tração e estabilidade, que nem opcionais são.

    • Francisco Helio

      E full airbags

      • Fanjos

        Não!
        E se reclamar de novo eu tiro os que tem e substituo por sacolinha plástica biodegradável do carrefour e ainda cobro 8 cents por sacola.

  • Evandro

    Por mim pode subir pra 200k, não compraria uma jamais, a não ser se fosse a 10 anos atrás, que é exatamente onde o modelo com seu visual me remete….

  • Paulino Lino

    Xeeeeeeespa!

  • Tosca16

    E tem gente aqui achando que se a HMB tomar as operações dos importados Hyundai da CAOA os preços irão melhorar kkkkk; CAOA fez da Hyundai uma marca “premium” para muitos consumidores, HMB segue na vibe do prestígio que detém hj no mercado e pode cobrar o que quiser. Trocar HB20 por Creta, lucratividade vs vendas totais; HMB só de boas no mercado nacional.

  • Andre Luiz Melo

    Por que o aumento? O dólar disparou? A inflação ultrapassou a casa dos 2 dígitos? Algum avanço tecnológico importante? Por que será que eu não consigo entender ……????

    • Fernando Turchetto

      Pq tem trouxa que compra, simplesmente isso.

    • Marcos Silva

      pois é, aumentos sem explicação. Eu tenho um versa paguei 48k, queria mudar de carro esse ano, mas pagar 75k num kicks? ninguém merece, o carro é mais apertado, mesmo motor. Vou ficar no meu versa mesmo, esperar chegar um atualização dele.

  • Luis Burro

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email