Hyundai Preços SUVs

Hyundai Creta fica mais caro no começo de 2019

Hyundai Creta fica mais caro no começo de 2019

O Hyundai Creta ficou mais caro em janeiro. Líder de vendas entre os SUVs compactos no ano passado e segundo mais vendido na categoria como um todo, o modelo ganhou alta de até R$ 1.100 nos preços. Na versão Attitude manual, com motor Gamma 1.6 com 123 cavalos na gasolina e 130 cavalos no etanol, o preço pulou de R$ 77.890 para R$ 78.990.


A versão Smart passou de R$ 83.490 para R$ 84.490. Esta vem com câmbio automático de seis marchas. Já a versão Pulse Plus pulou de R$ 91.890 para R$ 92.990.

No caso da versão Sport, cujo motor é o Nu 2.0 Flex com 156 cavalos na gasolina e 166 cavalos no etanol, unicamente equipado com câmbio automático, o preço passou de R$ 97.890 para R$ 98.990.

A topo de linha Prestige, que compartilha o mesmo conjunto do Sport, teve seu preço elevado em R$ 1.000, passando a custa R$ 104.990 ante R$ 103.990. De janeiro a dezembro de 2018, o Creta vendeu 48.976 unidades, superando o Honda HR-V, Nissan Kicks e Jeep Renegade, mas ainda bem distante do Jeep Compass, que fechou com mais de 60 mil vendidos.


Hyundai Creta fica mais caro no começo de 2019

Feito em Piracicaba-SP, o Hyundai Creta vem se mostrando um grande sucesso para a marca sul-coreana, que na mesma faixa tinha o velho Tucson Flex da CAOA, que já saiu de linha. Apesar da limitação da fábrica paulista, a montadora conseguiu emplacar HB20 e Creta entre os carros mais vendidos em 2018.

Por ora, a planta não terá aumento no volume, mas já se espera pela produção de motores e câmbios na Argentina, como suporte para a unidade brasileira. Na Índia, onde também faz enorme sucesso, o Creta deverá receber uma nova geração em breve e, de quebra, uma variante de sete lugares, o que não deve acontecer por aqui.

Hyundai Creta 2019 – Preços

  • Creta Attitude 1.6 MT – R$ 78.990 (antes era R$ 77.890)
  • Creta Smart 1.6 AT – R$ 84.490 (antes era R$ 83.490)
  • Creta Pulse Plus 1.6 AT – R$ 92.990 (antes era R$ 91.890)
  • Creta Sport 2.0 AT – R$ 98.990 (antes era R$ 97.890)
  • Creta Prestige 2.0 AT – R$ 104.990 (antes era R$ 103.990)
Hyundai Creta fica mais caro no começo de 2019
Nota média 3.3 de 6 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Quem mais falta aumentar?

    • Tosca16

      Caoa Chery. kkkkk

    • Tochio

      Agora repete o ciclo no mês que vem !!

    • renato dantas

      Os impostos sobre carros.

    • Clementino Zelador

      O vale transporte da firma.

  • Tosca16

    Das montadoras somente a Caoa Chery que não veiculou aumentos pelo visto… No geral, entre as grandes, todas aumentaram e continua na mesma; veículos cada vez mais caros, e nem sempre tão equipados quanto deveriam ser.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Um vendedor falou que vai ter aumento logo logo

      • Tosca16

        Mas vai ter sim, o preço do Arrizo era promocional de lançamento.

      • renato dantas

        De tamanho dos carros ou de preço?, a jabiraca já não vende.

  • Piston head

    Essa versão de entrada transpira baixo custo, com aquele painel de HB20 e bancos mais finos que deste.

    • Louis

      Além dos faróis e lanternas com a sofisticação de um carro popular.

  • Wagner

    Fiz test drive na 1.6 AT. O carro é bom de dirigir, mas o desempenho é sofrível.

    • ALAN_PR

      Fiquei um final de semana com o 2,0 de test drive. Concordo com vc, é bom, mas a questão é…. Ele é bom porque é novo, desconhecido, você fica meio iludido, tem que manter a mente crítica ligada. Aí… tu zero o odômetro e se depara com 4,8 km/l de etanol na cidade, um trecho de 47 km de rodovia duplicada, não consegui fazer mais do que 7,8 km/l andando a 100 km/h bem de boa.

      Depois começou a me irritar certa indecisão do câmbio em algumas situações no trânsito urbano.

      Conclusão, não é todo de ruim não, maaaaaassss, pelo preço eu esperava algo melhor.

      • MauroRF

        Caramba, é bem gastona. A Eco 2.0 2018 que tenho faz um pouco mais que isso, consigo 5,5 a 6 na cidade com etanol e já consegui 10 a 100 km/h com ar desligado. Com ar ligado, chega a 9 nessa mesma velocidade. O que ajuda a Eco é o câmbio eu acho, a sexta é longa (overdrive). Já quanto à indecisão do câmbio, a Eco não apresenta isso, é bem preciso, trocas rápidas e imperceptíveis.

        • Edson Fernandes

          9 com ar ligado????

          Uau, o meu Fluence que é mais pesado e com um motor mais fraco e um cambio relativamente não tão moderno assim atualmente (é CVT mas não é a geração mais atual), faz 10 a 12 km/l nessa mesma situação! (com ar ligado)

          A melhor estrada para consumo é a Dutra. Eu pego mto a região de Campinas e costumo fazer 10km/l a 10,5km/l.

          • MauroRF

            Fala, Edson! Atualizando, consegui 9,6 vindo ontem de Santo André aqui para o interior, rodando entre 110 e 120 km/h em estrada duplicada. Mais que isso, só com ar desligado. Acho que o CVT deve ajudar a reduzir esse consumo, além do motor de menor potência. Posso estar falando bobagem, mas acredito que seja isso, aliado ao fato de ser um sedã. SUV nunca vai ser econômico mesmo. Com ar desligado, consegui 10,4. Foi o máximo.

            • Edson Fernandes

              Na realidade o cambio automatico nos carros atuais estão recebendo uma calibração intermediaria para aplicar em uma gama maior de produtos. Não estão sendo mais detalhistas nesse ponto.

              O proprio corolla que citam coisas maravilhosas, no mesmo trajeto que eu faço, praticamente um colega de trabalho faz com um XEi. E faz exatamente os mesmos consumos. Segundo ele, talvez fizesse na gasolina 15km/l na estrada. Se for isso, fica economico. Pois meu normal nessa velocidade com gasolina é na faixa de 14 a 15km/l. Foi para 120km/h fixos, ele fica na faixa dos 12,5 km/l e aí o consumo no alcool fica igual sua ecosport. Se for entre 100 a 120 (que é o que tem variado nas estradas que ue ando) aí sobe para 10km/l. Para fazer mais, apenas na Dutra que é super plana durante um bom trecho além de manter a rotação sempre mto baixa. (sem variação que mesmo na Bandeirantes existe)

  • Domenico Monteleone

    E o pessoal acha um Golf de 90 mil caro, não que o Creta seja ruim, mas não se destaca em anda, talvez só em pós-venda. E vende até dez vezes mais que que o médio antes citado.

    • Annita Fingenberg

      Eu curto essa moda “SUV” (acho que tô ficando velho), mas tá ficando impossível esse segmento. Você entra em um sedan médio e nesses “SUV” e dá desgosto. O sedan é muito mais acabado e equipado. Por isso parei de gostar de carro novo e tô me aventurando no mundo dos antigos.

    • cepereira2006

      O Golf de 90 mil tá caro mesmo. Paga imposto de carro popular por ter motor 1.0. Ele deveria custar 80k, colado com o final do Polo. Ele teria demanda para não morrer, iria refrigerar legal o fluxo de caixa da VW. O 1.4 deveria partir no máximo de 95k. A estes preços venderia bem o suficiente para trazer lucro para a empresa, coisa que hoje ele não faz pois não vende.

      • Edson Fernandes

        Concordo contigo. Seria o preço ideal. Mas não, o Golf com motor 1.4 acima de R$100000, fica dificil justificar (isso sem pacote)

  • Fanjos

    podiam aumentar uns 10k para ajudar =/

  • renato dantas

    Por acaso esse carro é da terra dos zoios fechadim?, se for pode aumentar que vende.

  • ALAN_PR

    Fiquei um final de semana com um Creta 2.0 para test drive. O consumo é quase tão exagerado como no Compass. Mas como você disse, o acabamento é simplório demais, o ruído do motor invade bem o habitáculo e já havia alguns grilos vindo da tampa traseira, claro, nada que desabone, mas a questão é que é muito caro para o pouco que oferece.

    Sem chances de ser meu.

    • MauroRF

      Até onde sei, a Hyundai não dá desconto, ou dá? Tem a Eco Titanium, que tem preço quase igual, apesar de porta-malas menor e estepe na traseira, mas a Eco é bem equipada e agora tem um acabamento bom. Tenho uma faz 1 ano, fiz revisão hoje e nenhum problema, exceto uns barulhinhos, que eles resolveram. Como aqui somos eu e a esposa apenas, a Eco nos atende bem, mas quem tem família, acho que o porta-malas não atende. Hoje eu perguntei lá na concessionária para a vendedora quando saía para PJ, ela me disse 89k. Mas acho que dá para negociar isso, talvez uns 87 saia. Eu paguei 83k (PJ) em dezembro de 2017. Não perguntei sobre desconto para pessoa física. E não sei quanto a Hyundai daria de desconto para PJ nessa versão 2.0 (vamos considerar a versão de topo).

  • Johnny Galvão

    Tenho uma Tucson V6 e fui fazer um Test Drive no Creta 2.0. De verdade, a Tucson ainda hoje dá um banho no Creta. Acho mais bonita (Ou com mais personalidade), com maior espaço interno, maior porta malas e praticamente o mesmo consumo. Incrível como a Hyundai não conseguiu um substituto à altura até hoje pra Tucson, mesmo sendo um projeto de 14 anos

    • cepereira2006

      Tem uma V6 na minha rua. Fico imaginando a cavalaria. Fala aí da sua.

      • Edson Fernandes

        É mais forte? Sim, mas é um V6 bem defasado mesmo para a epoca de lançamento . Acho que pior que esse V6, o da Dodge na Journey.

      • Edson Fernandes

        É mais forte? Sim, mas é um V6 bem defasado mesmo para a epoca de lançamento . Acho que pior que esse V6, o da Dodge na Journey. (antes de colocarem o motor Pentastar)

    • invalid_pilot

      Se andasse na New Tucson não teria essa opinião, mas ai é um andar acima no preço tbm.

      • Edson Fernandes

        O proprio IX35 já demonstra a clara evolução.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email