EUA Hatches Sedãs Segurança

IIHS x NHTSA: Pequenos “batem e morrem” diante dos grandes!

iihs-x-nhtsa-pequenos-batem-e-morrem-diante-dos-grandes IIHS x NHTSA: Pequenos "batem e morrem" diante dos grandes!

As seguradoras americanas realmente querem ficar “seguras” quanto à capacidade de resistência à impactos de alguns carros avaliados pelo NHTSA.

Para deixar a desconfiança de lado, a IIHS(Instituto das Seguradoras para Estradas Seguras), realizou três testes de colisões entre veículos pequenos e grandes.

No teste, três compactos são lançados à 40mph ou 64km/h, são lançados em rota de colisão com modelos de sedãs.

Os compactos smart fortwo, Toyota Yaris e Honda Fit, colidiram de frente contra Mercedes-Benz Classe C, Toyota Camry e Honda Accord, respectivamente.

Resultado? O fortwo recebeu 4 estrelas no impacto contra seu “parente” Classe C e 5 estrelas no impacto lateral. Níveis abaixo dos indicados pelo NHTSA.

Os outros dois modelos compactos, também tiveram resultados abaixo dos obtidos nos crash-tests da NHTSA.

Esta por sua vez, explicou que apenas um 1% dos acidentes nos EUA são por impactos frontais como os dos testes da IIHS.

As seguradoras garantem que o risco para quem dirige um compacto é maior, e como as vendas deste tipo aumentam nos EUA, os gastos com seguro poderão também aumentar.

Fonte: G1.

  • Luis.J.R.

    Eu hein!É por isso americano gosta de carro grande. :wha:

  • edigezyr

    “1% dos acidentes nos EUA são por impactos frontais”

    apesar de que numa ultrapassagem em mao dupla nao da outra!

    imagina esses miudinhos batendo numa carreta!

    • Giovanni

      Contra um caminhão não importa o carro, pode ser um Volvo que não vai sobreviver ninguém igualmente.

  • Pettrus Ludwig

    É um risco que os compradores de carros compactos sofrem :eyess:

    Com ctz falta 1,5m de capô e um motorzão ali na frente pra te aliviar nas colisões!!
    E nesse caso nao tem muito airbag que resolva. Mesmo assim eu compraria um desses compactos; mas se possível nunca o colocaria na estrada. Usaria apenas na cidade que o risco é menor de impactos a altas velocidades.!!

  • Anderson Puff

    Minha sugestão….. tirem os petroleiros das ruas, assim ganhamos economizando petroleo, ganhamos diminuindo o aquecimento global, e ganhamos espaço nas ruas, e ainda ganhamos segurança andando com carros compactos……..

  • Bavecch

    CADE OS JAPONESES FANATICOS POR SEGURANÇA?PARECE QUE ELES NÃO APLICARAM ESSA NOTA NOS SEUS YARIS E FIT… :hauhau: :hauhau: :hauhau: :hauhau: :hauhau: :hauhau: :hauhau: :hauhau:
    O SMART QUE PARECE UMA CADEIRA DE RODAS COM LONA EM CIMA FOI MELHOR DO QUE AQUELAS COISA?PÔ JAPAS!TAVA ACREDITANDO NOS CARAS QUE FALARAM QUE VOCÊS METEM CARA COM OS EUROPEUS E AMERICANOS :hauhau: :hauhau: :hauhau: :hauhau:
    TADINHOS DOS ASIATICOS!COPIAM,COPIAM,COPIAM E DÁ ERRADO :drinkk:

    TENHO NOJO DESSAS COISAS,COPIAS MAL FEITAS! :censor: :censor:

    USA E EUROPE WIN!!!!!!!!!!!!!!!!YEAH!!!!!!!!!!!!!!!! :banana: :banana:

    • Luquinha

      O trânsito do Japão não precisa tanto disso por conta da infraestrutura e da educação. Isso é muito, muito mais mesmo, que os equipamentos do carro. Prejuízo fazer isso por lá.

  • Bavecch

    ANDERSON,se você quer comprar uma caixa de band-aid ambulante,tranquilo.

    MAS GENERALIZAR NÃO!NÃO QUERO COMPRAR ESSAS COISAS BIZARRAS QUE ESSES ASIATICOS MANIACOS TENTAM ENFIAR AQUI NO OCIDENTE!COMPACTO?SÓ SE FOR NEW BEETLE,MINI,ETC.,MAS ESSES SÓ SERVEM PRA DAR PRA NAMORADINHA DE PRESENTE.

    EU QUERO É BARCA DA CADILLAC,FORD,BMW,MB,ETC.
    E LÁ VAMOS NÓS PRA L.A. :banana: :banana: :banana: :banana: :banana:

  • Denis

    Sempre tem esse maluco da BM aí né… pqp.. o cara realmente ñ gosta de carros orientais e tem que ficar criticando.. coisa desnecessaria, mas democracia é phoda né..

    Quanto ao crash-test, nada mais do que o esperado… Todos sabem que esses compactos não foram feitos pra bater (se é que isso é possivel, com tanto barbeiro por aí) …….

  • Claudio

    Desconhecimento leva a engano!
    Se bater numa carreta, tanto faz ser pequeno ou grande, da na mesma!
    O que vale é a velocidade de absorção do impacto, logo um motorzão na frente não ajuda, só atrapalha!
    Apezar de um carro menor ter menos material de absorção, por outro lado é mais leve, e não tem a mesma força de impacto de um carro maior, que com toda sua massa tem a tendência de criar maior área de destruição e impacto, isso conta também!
    Portanto um carro bem formado e completo como o Smart não representa um risco tão grave assim como aparenta!
    É só fazer uns cálculos matemáticos de física para chegar as conclusões!

  • Bavecch

    Denis,democracia é foda mesmo né?por causa dela que essas bombas vieram parar aqui
    :teeth2: :teeth2: :teeth2: :teeth2: :teeth2:

    • MM

      Maldito Computador do Milhão. :teeth2: :teeth2: :teeth2: :teeth2: :teeth2:

      • FastGrip

        É a tal inclusão digital né

  • Fernando

    Queria ver o crash-test de batida frontal do Smart com uma Hummer H2 :teeth2: :teeth2: :teeth2:
    Quantas estrelas será que o Smart receberia :banana:

    • danix

      queria ver o hummer h2 bater de frente num muro de concreto, queria ver quantas estrelas receberia :banana: :banana: :banana: :banana: :banana: :clown: :clown:

  • Gerald

    Carro pequeno nunca foi uma coisa segura. Por mais que se invista em células de sobrevivencia, etc, tem uma coisa que não se contorna: a quantidade de massa da carroceria.

    Quanto mais massa, maior a distribuição do impacto.

    Comprem o maior carro que puderem!

    • Xenu

      Aprenda sobre o efeito chicote antes de falar besteira.

      Como exemplo, veja modelos antigos. Eram veículos enormes, feitos de material extremamente resistente, inclusive a deformações. O resultado é que passa o impacto para os passageiros, uma vez que o choque não se dissipa.

      Lógico que existe um “limite” de deformação até que atinja os passageiros, entretanto como já disseram: bata numa carreta de bicicleta ou de Volvo, que o resultado vai ser o mesmo

      • Gerald

        Se vc colocar ambos os carros, com o mesmo tipo de tecnologia empregada na celula de sobrevivencia, vai descobrir que o tamanho faz diferença sim…

  • alcantara

    O problema é que esses carros compactos estão ficando sem frente igual as Vans, o parabrisa é quase lá nos farois…

  • Sergio S.

    O maior problema é a diferença de massa entre os veículos. Quando um automóvel compacto colide com um veículo de porte maior ele sofre uma desaceleração mais brusca que o outro, seguida de uma reaceleração em sentido contrário, o que costuma ser fatal para os seu ocupantes.

  • Diegoo

    O pessoal do clube de golf e donos de cortadores de grama ficaram mto surpresos! hehehe

    Sugiro que esses testes não sirvam apenas pra seguradora ferrar os proprietários nas apólices, mas que tbm sirvam pra educar os futuros motoristas nas escolas desde pequenos! Se a cultura é cada um ter o seu carro, que essa educação no trânsito comece muito antes da auto escola!

  • danix

    pessoal aqui ainda é bem ignorante em termos de segurança automotiva..

    • alcantara

      então dê uma aula de segurança automotiva para nós sabichão!

      • danix

        Falar que determinados carros são seguros ou não, depende de o que “se está enfrentando”. Como dito acima, podes bater o caro mais seguro da volvo/mercedes contra um caminhão.. já era.
        Acontece que os veículos envolvidos neste acidente eram incompatíveis. Se um clio ou outro hatch pequeno batesse no smart é bem possível que os danos, ou a falta dele, no passageiros seria parecida em ambos os carros..
        A parte que “pega” a porrada em um acidente de um carro convencional, hatch e sedan, é na frente do carro (dã!), mas é baixa comparada a um hummer. Se um hummer colidisse frontalmente com um sedan da Mercedes, as frentes dos dois carros não seriam compatíveis. A parte forte do hummer iria bater já em cima do pára-brisa do Mercedes, fazendo com que a parte que deveria se deformar, fique “intacta”. Há estudos (ou já devem estar sendo produzidos) sobre SUVs na Europa em que suas frente sejam mais “macias” e baixas para serem compatíveis aos carros menores. Significa que Suvs e Pickups sempre serão mais seguras? Não, é só assistir alguns crashtests ou batidas desses carros grandões contra outro objeto que seja “igual” a todos, como por exemplo um muro de concreto na saída de um túnel ou algo assim.
        Resumindo, depende do seu “inimigo” se você está dirigindo um MINI e bater em uma suv moderna, é bem possível que você é que sofrerá mais, mas se esta mesma SUV bater em um muro maciço, seus danos serão, provavelmente, bem maiores em comparação a um mini batendo neste mesmo muro. Realmente depende do referencial, mas infelizmente só a educação no trânsito já seria possível diminuir bastante o número de acidentes.. algo que não vemos sendo investido realmente no Brasil (propagandas contendo a simples falta de atenção, o não uso do carrinho de bebe, coisas simples sem toda a tecnologia de carros super atuais, já seriam passos importantes para comerciais aqui no Brasil)
        Há um vídeo que compila vários desses comerciais no youtube, infelizmente não achei. =/

        Daniel

  • The_mal_voltou

    Carros sub compactos sucks!
    médios grandes rulez!
    opalão!!!!!!
    —————–
    Brincadeira a parte, eu já esperava resultado semelhante…

  • nasser

    Carro pequeno é questão financeira.

    Duvido que alguém prefere um Ka à um Fusion só porque o Ká é menor.

    É tudo questão de grana. Logo, pequeno = barato, grande = caro. Logo, as fábricas precisam deixar os pequenos baratos (leia-se economizar em materiais e testes de impacto), e podem caprichar nos grandes.

    Mesmo exceções como o Smart (que é caro pra burro) não conseguem absorver bem os impactos. Vejam os crash-test e percebam que a batida é muito mais seca, o carro até joga a traseira no ar, logo isso é passado aos ocupantes. Ponto final.

    Agora, quem quiser, tem o Tata Nano………..

    :inluv: :inluv: :inluv:

    • danix

      cara botaria fogo num fusion para ter um SportKa da Europa comigo.. sério.

      • Sergio S.

        Também discordo. A escolha do tamanho do automóvel dependerá também da utilização e do gosto do usuário e não apenas do preço.

  • Sergio S.

    Numa colisão entre veículos com massas bastante desparelhas, o que tem maior massa sempre ficará em vantagem pois sofrerá menor desaceleração, continuando em movimento no mesmo sentido após o impacto, enquanto o menor será literalmente jogado longe. (brusca desaceleração até zero seguida de violenta reaceleração no sentido contrário, o que a partir de certa velocidade é fatal para todos os ocupantes)

Send this to a friend